Você está na página 1de 2

PESCADORES DA HUMANIDADE

Lucas 5,1-11
Estando Jesus um dia à margem do lago de Genesaré, o povo se comprimia em redor dele
para ouvir a palavra de Deus. Vendo duas barcas estacionadas à beira do lago, pois os
pescadores haviam descido delas para consertar as redes, subiu a uma das barcas que era
de Simão e pediu-lhe que a afastasse um pouco da terra; e sentado, ensinava da barca o
povo. Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes
para pescar. Simão respondeu-lhe: Mestre, trabalhamos a noite inteira e nada apanhamos;
mas por causa de tua palavra, lançarei a rede. Feito isto, apanharam peixes em tanta
quantidade, que a rede se lhes rompia. Acenaram aos companheiros, que estavam na
outra barca, para que viessem ajudar. Eles vieram e encheram ambas as barcas, de modo
que quase iam ao fundo. Vendo isso, Simão Pedro caiu aos pés de Jesus e exclamou:
Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador. É que tanto ele como seus
companheiros estavam assombrados por causa da pesca que haviam feito. O mesmo
acontecera a Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus companheiros. Então Jesus
disse a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens. E atracando as barcas à
terra, deixaram tudo e o seguiram.

LECTIO – leitura
Esta é uma história bem conhecida, que poderemos ler e, ainda assim, não chegar ao
coração desse evento milagroso. Lucas convida-nos a sermos testemunhas do milagre e do
chamado dos três primeiros discípulos ao serviço da missão.
Multidões já estavam seguindo Jesus para ouvi-lo sobre o ensino da palavra de Deus. O
que é que terão visto em Jesus - seria um simples pregador? Ou será que reconheceram
nele um representante de Deus?
Interessante notar a ousadia de Jesus, querendo “ensinar” ao experiente Simão e seus
companheiros como pescar, convidando-os a fazer nova tentativa de pesca, depois de uma
noite fracassada. Ousadia que compensou, pois a pesca foi incrível. Quando Simão
testemunhou a pesca milagrosa, ele passou a ver Jesus por uma nova luz, uma nova
perspectiva. Ele reconheceu Jesus como “Senhor” (versículo 8) e logo sente o peso de seus
pecados. Imediatamente cai de joelhos e pede a Jesus para deixá-lo. O profeta Isaías reagiu
de forma semelhante, quando experimentou uma visão de Deus (veja Isaías 6). Deus
parece dar a ambos missões impossíveis.
Jesus diz a Simão para não ter medo e depois o informa que ele terá um novo emprego -
pescador da humanidade, e não mais pescador de peixes! Não são dados mais detalhes
nesta fase, mas Lucas sugere que Jesus que vai transformar estes humildes pescadores em
"pescadores da humanidade". Simão e os outros discípulos são cativados por Jesus e
partem com ele. Implícito nas afirmações de Jesus é a necessidade de os discípulos
estarem/acompanharem Jesus o tempo todo, para cumprir a sua vocação. As redes, os
barcos, a vida, os lares e as famílias são deixados para trás. Agora, como os discípulos
partem com Jesus para uma vida totalmente nova.
O que podemos aprender com este texto? Ser cristão é, em primeiro lugar, estar com Jesus
“no mesmo barco”. É desse barco (a comunidade), que a Palavra de Jesus se dirige ao
mundo. Ser cristão é, em segundo lugar, escutar a proposta de Jesus, fazer o que Ele diz,
cumprir as suas indicações, lançar as redes ao mar. Às vezes, as propostas de Jesus podem
parecer ilógicas, incoerentes, ridículas (e quantas vezes o parecem, face aos esquemas e
valores do mundo...); mas é preciso confiar incondicionalmente, entregar-se nas mãos
d’Ele e cumprir à risca as suas indicações. Ser cristão é, em terceiro lugar, reconhecer
Jesus como “o Senhor”: é o que faz Pedro, ao perceber como a proposta de Jesus gera vida
e fecundidade para todos. Finalmente, ser cristão é deixar tudo e seguir Jesus.

MEDITATIO – meditação
+ O que é que a reação inicial de Simão perante este milagre revela sobre quem ele
achava que Jesus era?
+ Alguma vez você já experimentou o fardo/peso do seu pecado? Como acha que Deus
quer que lhe responda ao reconhecer seu pecado? O que podemos aprender com a
resposta de Simão?
+ Para se tornar pescadores da humanidade Simão, Tiago e João tiveram de passar tempo
com Jesus e segui-lo. O que isso significa para nós hoje?
+ O seu caminho é feito no barco de Jesus, ou, às vezes, embarca noutros barcos?

ORATIO – oração
Agradeça a Deus por podermos experimentar o perdão dos nossos pecados. A carta 1João
1, 9 nos dá a certeza de que “Se confessarmos os nossos pecados a Deus ... ele vai nos
perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”
Peça a Deus que o ajude a esquecer as suas fraquezas e dar-lhe a fé e coragem necessárias
para seguir Jesus.

CONTEMPLATIO – contemplação
Contemple a santidade de Deus. Junte-se aos coros celestes declarando a santidade de
Deus e a sua glória.

MISSIO - missão
O missionário é o pescador da humanidade! Para ser fiel a essa vocação precisa ser livre
de tudo e aceitar as propostas de Jesus, por mais “loucas” que nos possam parecer.
“Não desanimemos, mas confiemos sempre, em toda e qualquer circunstância: confiemos
sobretudo depois de cometermos alguma falta, contanto que tenhamos a boa vontade de
amar a Deus e de servi-lo com perfeição.” Jose Allamano, Discípulos em Missão, p.50.

Pe. Patrick Silva, imc - Centro Missionário José Allamano © 2010


www.imconsolata.org.br // info@imconsolata.org.br

Interesses relacionados