Você está na página 1de 78
¢ Indice ASSES DE PALAVRAS Nomes Verbos ~ 6 Exercicio 1 19 Exercicio 2 7 Exercicio 2 20 Exercicio 3 8 Exercicio 3 21 Exercicio 4 9 Exercicio 4 22 Exercicio 5 10 Exercicio 5 23 Exercicio 6 "1 Exercicio 6 24 Exercicio 7 12 Exercicio 7 25 Exercicio 8 13 Exercicio 8 26 Exercicio 9 27 Adjectivos Exercicio 1 14 Nomes/Adjectivos/Verbos Exercicio 2 15 Exercicio 1 28 Exercicio 3 16 Exercicio 4 7 Determinantes Exercicio 5 18 Exercicio 1 29 Exercicio 2 30 FORMAGAO DE PALAVRAS - Formagao de palavras Exercicio 1 31 Exercicio 2 32 SEMANTICA LEXICAL Sinénimos Exercicio 1 33 Sinénimos e anténimos Exercicio 1 34 Exercicio 2 35 Jogo de palavras Exercicio 1 Texto lacunar Exercicio 1 Exercicio 2 36 37 38 ——_oo— Fungées sintacticas Exercicio 1 39 Exercicio 2 40 Exercicio 3 a Tipos e formas de frase Exercicio 1 42 ORTOGRAFIA | Como se escreve? Pontuacao | Exercicio 1 43 Exercicio 1 54 | Exercicio 2 44 Exercicio 2 55 | Exercicio 3 45 | Exercicio 4 46 Acentuagao grafica 4 Exercicio 5 47 Exercicio 1 56 Exercicio 6 48 Exercicio 2 57 Exercicio 7 49 Exercicio 3 58 Exercicio 8 50 Exercicio 9 51 Translineagao Exercicio 10 52 Exercicio 1 59 Exercicio 11 53 Exercicio 2 60 ony Ovens | Proverbios Exercicio 1 Produgao de texto Exercicio 1 Exercicio 2 Exercicio 3 Exercicio 4 Exercicio 5 Exercicio 6 a1 e 64 Exercicio 7 65 Exercicio 8 66 Exercicio 9 67 Exercicio 10 68 Exercicio 11 69 70 7 72 73 74 SOLUGOES Shoat Exercicio 1 1. Das palavras que te sao dadas, assinala, somente, os nomes. Observa o exemplo. sempre solugdio consumo fotografia mesa W temperatura residuos pratico vulczio consciéncia sensibilizagao ladainha solver aquosa esgotar agudo dissolver lamparina escrever prato brancura prejudicar telégrafo consciente poluigzio 2. Reescreve, no quadro, os nomes que seleccionaste acima. 3. Escolhe alguns nomes e cria frases. Nowe Exercicio 2 1. Selecciona os nomes do texto seguinte e reescreve-os no quadro ao lado. ry i FA 3 a 3 PONE «(...) 08 bilides de homens que passaram pela Terra até aos nossos dias criaram o deserto e alteraram o clima em metade das terras emersas; destruiram dois tercos das florestas do Mundo. Fizeram desaparecer 90% da fauna selvagem mun- dial. Se o vulgarmente chamado Homo sapiens tivesse feito a sua aparicdo na Terra um pouco mais cedo, o nosso planeta estaria certamente nas mesmas condigées que a Lua, ¢ é infeliz- mente nesta via que nds estamos langados.” Prof. M. Pavan, Universidade de Pavia, Itilia 2. Encontra nomes que estejam associados 4 mensagem “A Terra esté em perigo, temos de a proteger”, e escreve quatro frases, como no exemplo. Ex.: A defesa do ambiente diz respeito a todos nés. hanes Exercicio 3 1. Selecciona os nomes e reescreve-os na coluna correcta. Observa o exemplo. Lisboa Guadiana armario Silva [livro [computador) | bebida fotografia | rancho Pascoa vidro [ matilha ) Vero me mercearia caneta cordilheira NOMES CONCRETOS NOMES COLECTIVOS Ex.: armario Nomes Exercicio 4 1. Constrdi frases completas, como nos exemplos apresentados. 1.1. Nomes préprios g my as os Sz bart Fy Ex.: O rio Minho desagua em Caminha. 1.2. Nomes concretos Ex.: A vila onde eu moro é pequena, mas bonita. Podes usar alguns destes nomes: Verzio praia Forto magote mar sobreiros pessoas bando pereira azeitona orquestra ninhada Asia Faro rua Camées sardinha pomar cardume arvore peixe Oliveira indico poeta S. Jodo barco porto casario —— Exercicio 5 1. Indica 0 feminino de: arquedlogo | — pintor | ‘ camponés | judeu | escocés | MES ESS europeu | cristagi eames — Veen plebeu | alemao | anao | juiz | a ————— bined marqués | ——————-___ mocetao |... acter | MAS: cobra macho | cobra rouxinol macho | rouxinol — 2. Constréi trés frases completas com alguns dos femininos ou masculinos anteriores. Nomes 1. Escreve o feminino dos seguintes nomes. Observa 0 exemplo. czar | principe | barao | Orfao | —— francés | leitor | imperador | ek infante | cidadao | intrujao | espiao | comiléo | ladrao | pagao | poeta | campeao | Exercicio 6 ry i i 3 s 3 Pa eC) ezarina Nomes -~40 > -s/-Ges/-aes cal > -ais -el > -€is/-cis -il > -is/-eis -ol > -dis -ul > -uis -s > -eses -m > -ns -N,-f,-8,-2 + es MAS: o lapis o atlas 0 ourives > > > Exercicio 7 os pis os atlas os ourives 1. Forma o plural das seguintes palavras, consultando o quadro acima. pinhal irmao pincel | — tunel dom possivel nuvem réptil funil patrao alemao girassol francés raiz andor “a burgués 1 I 1 impulsionador odor caracol bombom acessivel élbum confortavel nenhum jasmim pais nariz capitéo paquistanés cangao capaz cais Exercicio 8 Nomes 1. Coloca as palavras na coluna respectiva da grelha e escreve-as depois a no seu grau normal. Observa o exemplo. g Fa bit pracetaV saiote fornalha casita gz riacho mulheraga lugarejo gatito be ratazana canzarrio quintinha vozeirao burrico janelo jornaleco rapagio corpanzil muralha bigodaga porto DIMINUTIVOS oe | AUMENTATIVOS: Ex.: praceta praga - Adjectivos Exercicio 1 1. Escolhe duas qualidades (adjectivos) para cada nome. Observa o exemplo. arejada espagosa sumarenta valioso inexplorada colorido tenraW absorvente agridoce bonita instrutivo: confortavel potente reciclado decorativa volumoso densa saborosa V - Ex.: carne tenra e — Adjectivos Exercicio 2 1. Ja imaginaste uma rua autoritaria? Claro que nao! Escolhe entéo os adjectivos (coluna da direita) que melhor se ajustam aos nomes (coluna da esquerda). Observa o exemplo. P 3 Ee a 3 fs Dae Um brinquedo invulgar e fascinante Uma bebida Um filme comovente honesto inesquecivel Urgiaerern fascinanteW assustador secular agradavel esburacada = Onnee sincero revolto Uma estrada a ae sinuosa invulgar ¥ repousante deslumbrante interessante 16 Exercicio 3 Adjectivos Sesh geig 1. Compara as casas, construindo frases com cada um dos graus dos adjectivos “grande” e “pequeno”. Observa o exemplo. Comparativo de Superioridade | Ex.: A casa ntimero dois é maior do que a casa nimero um. Igualdade Inferioridade Adjectivos Exercicio 4 1. Identifica os graus dos adjectivos das frases seguintes. Observa 0 exemplo. comparativo de superioridade a. Tu tens os olhos maiores do que os meus. Ex: Fa rs us as qz om a b. O Antonio é tao correcto como o Dinis. \ e, A Maria sente-se muito feliz. f. Todos estao felicissimos. g. A Teresa e a Joana sao as colegas mais atenciosas. h. O Joao € mais educado do que o Luis. i. As tuas maos sao menos brancas do que as minhas. j. O tempo esta péssimo. |. A festa foi bastante agradavel. m. Esse chocolate 6 melhor do que este. Exercicio 5 Adjectivos Lo 1. Presta atencdo as seguintes frases e sublinha os adjectivos. a. O Joao ganhou a corrida. Ele foi velocissimo. b. Todos os alunos passaram uma tarde agradabilissima no teatro. ¢. O Diogo é amictssimo da Ana. d. 0 teste de Lingua Portuguesa foi facilimo. e. Ontem, com a chuva, o passeio foi péssimo. 1.1. As palavras que sublinhaste estao no grau 2. Preenche os espacos, escrevendo 0 adjectivo indicado entre parénteses no grau superlativo absoluto sintético. a. O tigre e 0 leopardo sao animais (feroz). b. O Pedro e a Joana sao dois alunos (amével). c, Temos uma tarefa ____ (dificil) para cumprir. d. Encontrei um homem — (pobre) a pedir esmola. e. Li um livro _________ (antigo) sobre as origens de Portugal. f. Este pudim é —_______ (doce). g. Esta laranja é — (amarga). 3. Escreve frases com alguns destes adjectivos, ou outros, se preferires. Verbos Exercicio 1 1. Reescreve as frases no tempo e no modo indicados no quadro. Observa 0 exemplo. @ Eu cuido das minhas plantas todas as semanas. yi rs re Chet et ai a @ Eles nao deitarao papéis para 0 chao. @ Qual sera o futuro da Terra? @ Ela jé visitou esse museu. @ No solo ha substancias necessérias & vida das plantas. © Muitas invengdes do Homem contribuiram para 0 progresso da Humanidade. @ Eles plantaram uma arvore no jardim. © Os meninos nao se empurraram uns aos outros. Presente do indicativo Pretérito perfeito do indicativo | Futuro imperfeito do in Eu cuido das minhas Eu cuidei das minhas plantas |Eu cuidarei das minhas plantas todas as semanas. |na semana passada. plantas amanha. 19 on Exercicio 2 1. Imagina que és um famoso detective e que tens um caso “entre maos”. Um dos teus colaboradores esta a ajudar-te e tu precisas de Ihe dar algumas instrugdes “de mestre”... Constrdi frases para lhe transmitires as tuas instrugdes e nao te esquegas que deves usar os verbos no imperativo. Observa o exemplo. Ex.: Segue, discretamente, o suspeito. seguir 0 suspeito W of fazer moldes das pegadas . tirar as impressdes digitais recolher fios de cabelo ver se hd amolgadelas no carro = verificar o Alibi 2. Escolhe trés frases entre as que construiste e coloca-as no plural. 20 Vertis Exercicio 3 1. Identifica o tempo e o modo dos verbos das frases abaixo. Algumas frases tém dois ou mais verbos (embora alguns estejam no mesmo tempo e modo), por isso deves separa-los. Observa 0 exemplo. 2 2 8 =] fs Daa b . pretérito imperfeito Ex: Eles, dantes,vvia no Port. a. O Diogo e a Cristina j4 estudaram e fizeram os trabalhos de casa. CC b. Espero que a viagem corra bem e seja divertida. | \ JC c. Se tiveres tempo, colabora no jornal da escola. ee d. Antes de ires embora, arruma a sala, por favor. CE) e. Ela seria uma boa aluna, se estudasse mais. CL) 21 22 Verbos Exercicio 4 1. Completa os quadros seguintes com o presente do indicativo dos verbos indicados, como no exemplo. Presente do verbo Pronomes| Presente do verbo | Presente do verbo Pessoa | ‘pessoais TER MANTER VIR 1. pes. sing. eu tenho mantenho venho 2pes. sing | tu 3.:pes. sing. | ele/ela 1s pes.pl | nés 28 pes. pl vos 38pes.pl. | eles/elas Pessoa |Pronomes| Presente do verbo | Presente do verbo | Presente’do verbo pessoais VER LER CRER 1 pes. sing. orés lemos véem Pessoa |Prenomes| Presente do verbo | Presente do verbo | Present do verbo pessoais TRAZER FAZER PODER Verbos 1. Identifica o tempo e o modo dos verbos sublinhados. Observa o exemplo. \ Re a. Eles |6em, habitualmente, na biblioteca da escola. b. Ha muito tempo que jé néo fazias desenhos com animais! c. Nés fomos ao teatro, ontem. d. Vocés, dantes, comiam sempre fruta & sobremesa. O que se passa agora? e. A turma toda disse que a conversa que tinham tido com a escritora tinha sido muito interessante. f. Quase todos fardo a leitura do novo livro daquela coleccao. g. Asenhora leu-nos um pequeno conto e explicou-nos 0 processo de construgao das personagens. h. Eles viram aquele rapaz aborrecido. i. Sera que eles irao ver a exposigao a mesma hora que nés? j. A Maria toma banho com agua fria. Exercicio 5 Presente do modo indicativo do verbo ler. 2 Pred Bet bag ne 8 23 Varboo Exercicio 6 1. Completa as frases com o imperfeito do conjuntivo dos verbos adequados. Observa 0 exemplo. Si Ex.: Eu nao sabia o teu numero de telefone. Se soubesse tinha telefonado. a. Eu nao conhecia essa praia fluvial. Se tinha ido la. b. Eles nao puderam ir ao Museu da Ciéncia Viva. Se tinham ido la. Era bom que... Ex.: Os jovens deviam ler mais livros. Era bom que os jovens lessem mais livros. c. Todos deviam ajudar nas tarefas domésticas. Era dptimo que a d. Os meninos deviam despender menos tempo a jogar no computador. Era importante que ces sso Receios/Duvidas Ex.: O Jodo esteve doente. Ms j Eu receava que ele estivesse doente. x Wy F A e. Tu viste televisdo até tarde. O pai receava que tu f. Vocés nao levaram o saco de desporto. Nos recedvamos que vocés nao a 24 Verbos Exercicio 7 1. Expressa desejos e sentimentos, completando as frases com o presente e 0 pretérito imperfeito do modo conjuntivo. Observa o exemplo. o Pi Po] 8 Es 3 ae a. Espero que fagas boa viagem. _ b. Desejo que os teus pais ___ . Oxalé ele ao |. Todos nés queremos que vocés e. Receio que nds nao ____ Queria tanto que tu . |. Gostava que ela . a a 3. h. Esperava que eles __ . Gostavamos muito que tu . Pensei que os senhores . Nunca julguei que aqueles colegas 7 m. Jamais pensémos que eles __ 25 26 Verbos Exercicio & 1. Responde as perguntas com frases completas, usando sempre verbos na conjugagao pronominal reflexa. Observa o exemplo. Ex.: — Diogo, onde te magoaste? — Magoei-me no joelho e no cotovelo. a. Com que € que te penteaste, com a escova ou com o pente? c. Hd quanto tempo € que vocés se queixaram a policia? d. A que horas é que os assaltantes se puseram em fuga? e. Pedro, divertiste-te muito no Carnaval? g. Vocés despediram-se deles? vaibos Exercicio 9 1. Completa as frases com o presente, o pretérito perfeito ou o futuro do modo indicativo. Observa 0 exemplo. Py re Ft Hy =i 3 Pe) Ex.: O leao rugiu durante a visita ao jardim zooldgico. a. Opassarinho —..__________ (chilrearlao_,, amanhecer. b. Sempre que este cavalo esta contente, -. _.... (relinchar) de imediato. . Mala ovelha _._____________. (balir), o pastor fica atento. |. Enquanto o pato grasnar, nao (haver) bebés a dormir na quinta. . O bezerro _.. (berrar) sempre que se perde da mae. f. Quando o mocho ———_______ (piar), os outros passarinhos recolheram aos seus ninhos. . Ontem, a campainha nao (tocar), porque estava avariada. \ . Como eles anne (Cochichar) quando viram passar as raparigas! 27 Nomes/Adjectivos/Verbos Exercicio 1 1. Preenche o quadro com as palavras adequadas, como no exemplo. NOMES | ADJECTIVOS: VERBOS dominio dominador dominar queixoso respeitador | responsabilizar satisfazer __ sensivel ~cansago oe oe | receoso a entusiasmo | | | cumpridor | — colaborante | compreender — alegrar orgulho sorriso vingar confiancga 2. Selecciona algumas destas palavras e constréi um pequeno texto para caracterizares alguém que conhegas. Exercicio 1 1. Selecciona os determinantes e regista-os de acordo com a subclasse a #3 que pertencem. Segue o exemplo. 2 = sl Br 06 nossos cadernos a minha avo as mesmas salas i ra os meus pais uma sala as minhas irmas a outra sala o tal rapaz esses péssegos o teu pai essa casa aquele carro 0s vossos livros umas cadeiras uns meus amigos nossos ARTIGOS DEFINIDOS Gieeeanrsan es 29 vie Determinantes Exercicio 2 1. Sublinha os determinantes das frases apresentadas: Ex.: Ele ofereceu um bonito ramo de flores 4 minha mae. a. Vamos pdr aqueles documentos por ordem, dentro de outras pastas novas. b. Nos estamos a pensar visitar os nossos avés este fim-de-semana. c. Hé quantos dias plantaram essas flores? Tiraram as raizes velhas das. outras plantas? d. Se n&o desistires, encontrards as tais flores que procuras. e. A Teresa mandou esta mensagem a pedir desculpa pelo seu mau humor. f. Infelizmente, ela faz os mesmos erros dia apos dia. g. Se tens de fazer esse trabalho, deves fazé-lo o mais cedo possivel para veres 0 tal filme. h. Pu-lo onde o meu professor disse. i. Se quiseres, levo-te uns livros para leres este fim-de-semana. 2. Agora, constrdi as tuas proprias frases com alguns dos determinantes encontrados nas frases anteriores. fie Formagdo de palavras Exercicio 1 1. Descobre novos vocabulos a partir da palavra primitiva apresentada. Observa o exemplo. Cy 4 S < = Fa i ae) . barco Ex.: embarcagdo; embarcar; barcarola sf 3 = ;. descobrir /s - a 2 9 |. navegar a ° . Ancora f. aventura - ee |. caminho senteaseneensonacsnsten ee ze |. Povo i. cultura 2. Escreve trés frases com algumas destas palavras, ou outras, se preferires. 31 32 foe Formagdo de palavras aon Prefixos: des- in- im- pre- sobre- re- Sufixos: -eiro(a) -ada_ -oso -€s -aco(a) -ense -eta 1. Forma novas palavras, juntando as seguintes os prefixos ou sufixos acima indicados. Observa o exemplo. meditar — premeditar crianga utilizar papel oe viver a cuidado: a por os carinno culpar — chuva ver es — | canto — favorecer ~ TID zeeenactaranecmnersomnctnnce | prdéprio — ~ mulher | culto, omer Franga eee | soltivel sos Escécia. = — | vantagem ~ ~ - Lisboa | possivel . a Braga | 2. Escolhe entre as novas palavras formadas trés verbose trés adjectivos e constréi trés frases completas. 3. Com a ajuda do dicionario, procura palavras formadas por composigao, como no exemplo: abre-latas. a. porta a b. guarda vie Sinonimos Exercicio 1 1. Encontra palavras sindénimas nas duas colunas abaixo e preenche o quadro, de acordo com o exemplo. ae © triste = abatido e i especificar | ° ~ alastrar trogar e = ocular Eg espalhar e = comutar Fa trocar e = particularizar {i esconder | @ = repreender ralhar ° = zombar glorioso 2 - usual rude _ abatido ~ trivial = - triunfante triste W ® * grosseiro decidido + * cortés preocupado = * determinado delicado e = apreensivo eabor @ = &ito alegria ie z éxodo triunfo ‘ = correcgaio ternura & z gosto compreensio | _ carinho educagao entendimento fuga © . satisfagao 33 vis Sindnimos e antonimos Exercicio 1 1. Selecciona os sinénimos e os anténimos, reescrevendo-os nos quadros respectivos. Observa os exemplos. Biter v forte sintetizar ilusao v robusto fiel fantasia leal_neblina suportar névoa consertar resumir aguentar reparar abrir” vir infellz doente entrar esquerda feliz emcima sair saudavel direita fechar je em baixo ir 34 fie Sindnimos e antonimos Exercicio 2 1. Descobre os sinénimos das palavras da esquerda, completando as da direita com as letras desaparecidas. Observa o exemplo. Ex.: conformado = resignado cuidadoso atilado. a p_rm_n_ri_ados detalhado amedrontado = a_sust_do fatigado = can_ado z ey Fd a so__egado P B 2 B g Fe Ed tranquilo aténito s_rpr__ndido repreensivel = c_n_en_vel empenhado i_tere__ado verdadeiro _in_ero 2. Agora, descobre os antonimos. Observa o exemplo do exercicio 1. autoritario # co_pr__n_ivo iniciar # co_cl ir trabalhador # pr_g_ioso baixar # alt_ar entusiasmado de_ani_ado estragar con_e_tar re__ enriquecido # e_p_bre_ido descobrir # e_c_brir responsavel habituado de_abit_ado fortalecer # en_ra_ue_er # # # humano # de__mano acolher # # aw 2 # = = _tespons_vel distrairse # c_nce_tra_-se = = prudente # i_pr_de_te facilitar # di_ic_ltar 35 36 Jogo de palavras Exercicio 1 1. Acrescenta uma letra as palavras escritas abaixo e forma novas palavras. Depois escreve uma frase com cada uma das palavras novas. Observa o exemplo. Ex. Ela ainda ndo estava pronta, por isso néds esperdmos por ela. b. pinha > c. abada > vie Texto lacunar Exercicio 1 1. Completa o texto com os vocdbulos e expressées da coluna ao lado. Além da terra onde esta fixada, a planta precisa de ar, 4gua e luz. O area luz __ em toda a partes mas a agua, por vezes, 6 . Entio, as plantas recorrem a todos os meios para se penetram exposta como sucede com adaptarem, —_ os cactos do deserto; assim, os cactos do Arizona, com dois i, palpitar a ou trés metros de altura, ou s on =r apresentam apenas um tronco principal, que sai aeetetmods ae da terra, e donde dois ou =e 8 mais troncos quase to grossos como o principal se e que elevam para o céu como bracos em . Consegue, 5 Devido a diminuindo a superficie ao . . escassa ar, reduzir a evaporagao. Na estagao das chuvas, por mais breve 5 © cacto iMalsalnda armazena a maior quantidade de agua que lhe é possivel. _ fraca que seja evaporagao, a 4gua, assim guardada, nao se perde : ea vida continua a _ sine A custa dessas reservas, traduzindo-se depois no emergem desabrochar de flores maravilhosas. Enciclopédia Verbo Juvenil (adaptado) dicionario e escreve aqui as tuas notas. 2. Se nao souberes 0 significado de algumas palavras, consulta o 37 38 vie Texto lacunar Exercicio 2 1. Encaixa as palavras e expresses que te sio dadas nos momentos do texto que te paregam mais convenientes. Assim poderes sobre aplicavam as decisdes tomadas administravam langavam estavam espalhados geralmente cobravam No século XIII, do pais eram executadas por funcionarios régios que — _ pelo Rei sobre a governagéo por todo o reino. Estes funciondrios, — _. membros da nobreza, administravam as terras pertencentes ao Rei, a justiga, 08 impostos reais e zelavam pela defesa das populagdes. Paralelamente, existiam, a nivel local, outras formas de administracao. _., dentro dos senhorios (que eram os coutos ¢ as honras) os senhores, nobres e eclesidsticos tinham — __ as pessoas que neles habitavam — a justica. 2. Se nao souberes 0 significado de algumas palavras, consulta o diciondrio e escreve aqui 0 seu significado, para nao te esqueceres. fis Fungdes sintacticas Exercicio 1 Sujeito ‘1. Transcreve correctamente as cinco frases seguintes para a grelha apresentada. b. No sabado, o Carlos vai andar de bicicleta. c. Na festa da escola estiveram alunos, professores e pais. Bin d. Fala-se de poluicao. e. Estou muito feliz na escola. SUJEITO FRASE simples composto subentendido indeterminado inexistente 2. Presta muita atengdo a posigao que o sujeito ocupa nas frases anteriores. Completa a seguinte conclusao: O sujeito nado esta sempre no inicio da frase. Ele pode aparecer NO reese, OU NO da frase. 39 Exercicio 2 Fungées sintacticas Predicado 1. Sublinha o predicado das seguintes frases. a. A professora contou uma bela historia aos alunos. b. O texto sobre a guerra comoveu a turma. 9 . Os alunos leram belos poemas. d. Chove. . O Miguel obedece aos professores. f. Aaula acabou. g- A Marta emprestou 0 caderno de Matematica ao Rui. h, A Joana telefonou & mae. 2. 0 predicado é formado por (indica as alineas das frases do exercicio anterior): a. S60 verbo: —____. b. Verbo + complemento directo: c. Verbo + complemento indirecto: — d. Verbo + complemento directo + complemento indirecto: _ predi indirecto. Aste can outros elementos Ae cconstituem ° predicado, peed do sue s : fie Fungées sintacticas Exercicio 3 Sujeito/Predicado/Complemento directo 1. Selecciona o sujeito, o predicado e o complemento directo nas frases apresentadas e completa os quadros. © Nao comas demasiadas guloseimas! @ Os hamburgueres contém muitas calorias. © Toma sempre um bom pequeno-almoco. @ A fruta e as saladas frescas contém muitas vitaminas e sais minerais. © As criangas fizeram uma linda decoracéo do bolo. @ Tomas leite diariamente? Bir @ Os funcionérios servem refeigdes equilibradas. PREDICADO COMPLEMENTO DIRECTO a 42 Tipos e formas de frase ‘1. Identifica o tipo e a forma das frases apresentadas. Exercicio 1 FRASE TIPO FORMA a. Ponham as garrafas nos vidrdes e deitem as pilhas no contentor correcto. b. Que informacao podes retirar deste grafico? c. Esta gua nao é potavel. d. Em periodos de seca, a chuva é esperada como uma dadiva do céu. e. Oclima, ao longo dos anos, foi sendo alterado. f. Quem é que deitou o saco plastico para o chao? g. A terra é povoada por muitos milhoes de seres vivos. h. Oar 6 uma mistura de gases. Quem esta interessado em fazer o trabalho) sobre poluigdo sonora? Que lindo dia! via Como se escreve? Exercicio 1 1. Completa as frasescom: h4 , a ou Ah! . . A Teresa foi feira e volta as catorze horas. . Ela andou volta da casa mas decidiu sé tocar campainha, hora marcada - O Diogo chegou trés semanas da Suécia e vai-se embora amanha noite. |. Ele s6 chega a casa tardinha, porque néo ____ transporte mais cedo. . Aquele grupo costuma jogar bola, as sextas-feiras. re . Ola Joao! _ séculos que nao te via! __| Este 6 que 6 0 Joao? . Temos que ir 4s compras, Pedro, nao pao nem queijo em casa. . Eu comeco a trabalhar uma hora da tarde. . A Susana telefonou Silvia para a informar sobre a situagao. |. Eles vao passar férias Holanda. . A mae da Franscisca __ mais de um ano que vai piscina hora do almogo. 43, fie Como se escreve? Exercicio 2 11. Completa as frases que se seguem, seleccionando a forma correcta. muito tempo que nao te via! . Vou __ piscina, _____ uma hora. . Porque ____. tantos rios poluidos? |. Fala mais alto, senao 0 Joao nao te dois anos atrés participei nas olimpiadas de Matematica organizadas pela minha escola. ___. também na minha escola outros concursos, em que participei activamente. . A Rita com muita atencao a historia que a mae lhe |é todas as noites. . Jd foste ___ feira do livro? O Paulo esta sentado _ _. frente do Joao, direita do Diogo. . No fim-de-semana passado ____ um concerto de musica na catedral da cidade. |. Porque ____ tantas guerras entre os paises? _ muitas dificuldades para se chegar a um acordo de paz, porque ambas as partes se recusavam a ceder. Exercicio 3 Como se escreve? om ¢iear, ou (izar’. 1. Completa as palavras ci fis Como se escreve? Exercicio 4 1. Completa as palavras com «-e9a) ou “-eza . mol. pobr subtil destr__ rud baron marqu desp espert cert pr limp_ prince Ms Como se escreve? [Exercicio 5 1. Completa as palavras com © 9 | ou qua. ZL us t_ssir eng_rdar s__lugo s_birbio p—legar trib__nal pr_dente bar_tho c_rdilheira met ee noct__rno biss_la pit_resco f_tebol ab__ligao eng__mar s__ssegado in_fensivo < borb__Ihas 6__premo = & conc__rrer Se = tab_ada on__matopeia acr__bacia s_jeira c_bigado 47 vie Como se escreve? Exercicio 6 1. Completa as palavrascom' @ ou j ). irr_al aqu_sig¢ao fom_a __clipse discr__minagZo réd_a requ_—rimento prat_ado san_ar m__seravel —seutar quas__ _sfera ind__screto requ__sigzio m_nistro ef__minado agon__zante sombr_ar subtrb_os _rritagZo ad__antado f_m_nino pass_—ar —dificio Mediterran_o calcar_o 48 fie Como se escreve? Exercicio 7 1. As palavras abaixo indicadas escrevem-se com. g ou j ? via ar sar ento irafa ejum elo iar gen iva cora em mar inal i ido fin imento eito pa ina < Fa Fs y indsio via amos re ente ig & re eitar mar em afli ir via em man edoura al ibeira ori inalidade in ectar hi iénico ori em re eigdio re eiglio re ionalizagZo a ente cere a 49 ’ Como se escreve? [Exercicio 8 1. Completa as palavrascom. ¢ , ¢ ou ss. dan___arino a__car transgre___ Zo deza__ete Sué ia a__—altar pa__ifico unté gro___ura gro___o fun___io condi___Zo0 camur___a ‘amie transferén ia a__altante po_uir ma__4 J suce___iva asti___ia se___Zio Mo___ambique Sui__a ma___a 50. vie Como se escreve? |Exerclcio 1. Completa as palavras com a (94), ge) @ escreve-as nas colunas adequadas. fie Como se escreve? Exercicio 10 1. Reescreve as palavras segundo o valor fonético do“ x %: ch), Zz , cs , ei6 ou 86 . Observa o exemplo. préximo fixar exibigao examinar queixar-se experiéncia repuxar exercitar mexer “4 intoxicagao pretexto enxugado aproximar igs complexo auxilio "As saxofone textual s pe N extensio sintaxe eee whe excesso maximizar engraxar excelente queixo W xendfobo eixo exagerar diéxido exonerar expectativa 52 vie Como se escreve? Exercicio 11 1. Completa as palavras com © 409, am, em) ou en». . Os alunos far. 0 trabalho indicado pelo professor. = Os trabalhos ser. corrigidos e poder. exposigao de final do ano. ser vistos por todos na . As mesas da sala de aula ficar. 0 trabalho de grupo. 2 limpas, quando os alunos acabar___ d. Eles s____ bem educados porque se comport____ bem. e. Os professores ser___ compre____sivos e ajudar____ os que tiverem mais dificuldades. f. Todos est____satisfeitos com as tarefas atribuidas e fal___ com entusiasmo nas actividades a desenvolver. Ps % F 2 Fa g. Depois, todos ir___ a casa de banho lavar as maos. FS ) h. Alguns trabalhos est____ tao originais e engracados que merec____ ser i 6 caixilhados. i. Fizeram o melhor que puder___, por isso estado de parabéns. j. Defender o ___biente significa t___bém combater as grandes lixeiras que se encontr____ um pouco por todo 0 lado. 2. Cria trés frases nas quais utilizes palavras terminadasem Zo e am . 5S Exercicio 1 Pontuagao 1. Pontua correctamente as frases seguintes, usando os sinais de pontuagao indicados. a. Olé Q aqui estamos nés (0s sinais de pontuacdo ) Sabes usar-nos () Com certeza que sim Q) b. Que filme tao real ¢ interessante () Parecia mesmo & uma situagao lé de casa) c. Rita quem te disse isso) Nao acredito que ainda nao soubesses da novidade () d. No meu jardim ha rosas C) cravos () dalias CQ) malmequeres e gladiolos C) e. Como havia tantas pessoas na praia (_) mal consegulamos estender as toalhas ) f. Cuidado CE perigoso atravessar a rua sem primeiro olhar para os dois lados C) g. Que rio tao sujo © Se todos os alunos da turma decidissem fazer um trabalho de limpeza ©) talvez dessem uma ligdo de civismo a muitos adultos ©) E se féssemos assistir ao campeonato de xadrez (_) Os nossos colegas iriam gostar 2) nao achas C) Ba i. Que fizeste no fim-de-semana prolongado () Eu fiz varias coisas C) andei de bicicleta no parque C) joguei monopélio C) vi um documentario na televisdo sobre a vida aquatica ©) que gravei Q) e ainda li um livro de aventuras () 2. E para terminar, duas adivinhas para pontuares e descobrires. Qual é a terra portuguesa Somos trés irmaos diferentes Onde se pode dormir Nenhum de nés bebe ou come E que apesar de parada No entanto é nossa missao Eetd sempre a fugir Dar de comer a quem tem fome fie Pontuagao Exercicio 2 1. Pontua correctamente os textos abaixo transcritos. = Nao ¢ isso menino Dizia eu que estava bem longe de atribuir o sto a semelhante motivo Mas eu quis emendar a sua prontincia vra boticario £ boticario com b e nao voticario Mas vamos la a Texto B er. estava a dormir no seu covil em certa tarde de Verdo quando um rato Ihe passou por cima do focinho e 0 acordou O leao rosnou furioso e j4 ia esmagar o rato com a pata enorme quando = Oh Poupai-me senhor ~ guinchou 0 rato ~ na verdade eu no mereco ser morto Nao vos fiz mal e também nao presto para comer O leo tornou a rugir ensonado = Além disso - continuou o rato ~ se me poupardes agora talvez um dia possa fazer qualquer coisa por vés Esopo, Fabulas de Esopo, versio portuguesa de Ricardo Alberty, Ed. Verbo (adaptado) ORTOGRAFIA pois sim De tudo me lembro e antes de tudo qué lingua que me perdeste Nao poderei fazer a ronto E ja é um reino que est em 55 56 Acentuagao grafica Exercicio 1 1. Poe um acento agudo ou circunflexo nas seguintes palavras. epoca | superficie saliencia Feentrancia coincidencia | fossil 2. Acentua também as palavras seguintes. PALAVRA ACENTUADA oleos petroleo raizes multiplas tuneis agradavel magmatica metamorfica EEE possivel fie Acentuagao gratica Exercicio 2 1. Acentua correctamente as palavras apresentadas. maximo correspondencia esferografica angulo analise atrio arvore diluvio —= alinea relatorio iff femea parametro amago utensilio =" ¢ = 6 3 fe & i] 2. Acentua, agora, as palavras seguintes. bonus facil Fs f "= climax amavel imiudos, desejavel lapis pera concluido orfao juri series fragil gratis eter caracter bengZio terrivel 57 58 Acentuagao gratica Exercicio 3 1. Como classificas as palavras seguintes quanto a posi¢ao da silaba ténica? Observa o exemplo. = . esferografica . proximo . Satélites . polo . regressar tém }. inutil . estavamos |. véem -_ emotividade |. concretizagao Ex: Parana | ag 4 Translineagao Exercicio 1 1. Separa as silabas das seguintes palavras de acordo com o exemplo. a. miséria > ’ chimpanzeé > c. quotidiano > d. caracteristicas = > e. adoptivo — ie exactamente > ms g. exame > 4 8 2 & h. primeiros > i) cur? Clap Clap i. aplausos > violéncia = > carro > 59 60 Translineagdo 1. Separa as silabas, de acordo com o exemplo. ‘passar_ =s a. arrastar > b. explicar = ©. correr > d. abstencao —- e. assaltante + f. nupcial > g. ledes —~ h. vizinhanga > i. senhores > j. absoluto > I. assar > m. transplante we lL 7 2. Escolhe quatro palavras e classifica-as quanto ao numero de silabas. Observa o exemplo. Exercicio 2 vie Provérbios Exercicio 1 ‘1. Faz corresponder os numeros as letras e descobrirés os provérbios. a. com ferros morre. b. colhe tempestades. ¢. nao Ihe veste a pele. d. pernas curtas. ie | . 0 que nao queres que te facgam a ti. f. nao reza a historia. 2. Tenta descobrir as letras que faltam em cada palavra e encontraras outros provérbios. a, Nao dei__es para ama______ 0 que podes fa__er oe. b. En___anto nao alcan____s, nado descanses. c, Mais ale pouco e a__ertado que muito e e____ado. d.Ndo 4 pior __ego do que aquele que nao quer ver. e. Rique_a a —alerésa_de e aber. f. Quem —em tra—alhou, me____or desca___ou. él foe Discurso directo e indirecto Exercicio 1 1, Reescreve as frases das diferentes personagens no discurso indirecto. 08, Franscisca. iif” bowihiin _Nio te vina escola. (pa Pde \ weeks doente® | / 4rvoreem cadavila / portuguesa. Ele cumprimentou a_ _Ela disse que Franscieca e disse que. fis Discurso directo e indirecto Exercicio 2 1. Lé as seguintes frases. Transforma-as em discurso indirecto de acordo com o exemplo. Ex.: O menino pediu a professora: “Posso deitar este papel no caixote do lixo?” O menino pediu 4 professora se podia deitar aquele papel no caixote do lixo. a. AD. Helena perguntou: "E aqui que trabalha o Sr. Melo?” c. Um homem muito aflito correu para casa de um vizinho: —Acuda-me, por favor. O meu filho engoliu um rato e nao sei o que hei-de fazer! — Faga-o engolir um gato! 2. Agora transforma as seguintes frases em discurso directo. VERBAL a. O ilusionista perguntou a senhora se tinha a bondade de segurar numa daquelas caixas de cartao. 2 < Bs < g S S gy b. Os turistas perguntaram ao policia a quantos quilémetros ficava o Hotel do Rio daquele lugar. Exercicio 1 Produgao de texto 1. Lé atentamente o texto seguinte. CARTOES DE BOAS FESTAS Parece ter sido em Londres, no Natal de 1843, que tiveram a sua origem os cartdes de boas festas. Henry Cole, o fundador do Museu Vitéria, aflito com montées de negécios, nao conseguia tempo para escrever as tradicionais cartas de “Boas Festas”. Mas teve uma ideia: os amigos receberiam apenas um cartéo impresso, mesmo porque isso redundaria em forte novidade. Para tanto chamou um pintor, Horsley, encarregando-o de preparar as originais ¢ lindas vinhetas, depois de impressas na Old Bond Street. Foi uma nota sensacional daqueles anos. A principio, porque os cartdes eram grossciros e sem referéncia as solenidades natalicias, ¢ também porque obrigavam a maior franquia postal que as cartas comuns, nao agradavam no total. Mas surgiram vinhetas coloridas e apropriadas, com palavras de felicitagdes tudo, que conquistaram a simpatia geral. Em 1900 sir Adolph Tuck promoveu um concurso de ideias originais. E fabricou variados cartées, pois foram cinco mil os concorrentes. Estimulado assim, sir Tuck movimentou artistas e poetas, escolhen figuras e textos, e deu origem ao que hoje € a variada gama de postais de boas festas. Silva Araijo, Viver o Natal 2. Agora, escreve dois simpaticos postais de boas festas: um para o teu(tua) professor(a) preferido(a); 0 outro para um amigo ou amiga que ja nao vejas hd bastante tempo. Produgdo de texto Exercicio 2 1. As letras das palavras seguintes estao desordenadas. Reescreve-as correctamente. E NATAL! MEEBL. STELERA — _ ALHINHSAP- -RPEESIPO- 2. Com estas e outras palavras, escreve um pequeno texto em que exprimas o que significa para ti o Natal. ° < Se rey oe og ts Produgao de texto Exercicio 3 1. Com a ajuda das ideias seguintes e de outras que te surjam, constréi um texto sobre o Carnaval. Podes introduzir estas frases em qualquer parte do teu texto. \\ oD @ Na festa, todos pareciam entusiasmados com muitas ideias novas para se divertirem. : @ Toda a gente estava fantasiada de forma original. @ Havia um ambiente festivo. @ Uma jovem chamou a atengdio de todos, —>~> porque estava mascarada tal como uma princesa dos contos de fadas. @ O principe encantado nao tardou em aparecer... @ No final, cansados, regressAmos a casa e eu, depois de me ver ao espelho, preparei-me para dormir. 66 Produg&o de texto Exercicio 4 O DIA DO PAT £ um dia iluminado pela ternura de quem ama em cada filho o futuro como se fosse uma chama que nada se pode apagar, seja 0 vento, seja a chuva, seja a tormenta do mar. E um dia carinhoso com uma histéria para contar que s6 acaba a noite quando nos vamos deitar, a0 colo do nosso pai com uma cangao de embalar. José Jorge Letria 1. Escreve um pequeno texto sobre o significado da palavra Pai. Podes comegar assim: Pai é. Nome do pai é farol cujo filho alumia ° Pa ais FE era oi Ed mesmo na noite cerrada tem mais luz que a do dia. Isabel Fidalgo Produgao de texto Exercicio 5 OS OVOS DE PASCOA ‘A Pascoa aproxima-se. A mae da Francisca pensa que 6a altura de comecar a enfeitar a casa para celebrar a Ressurrei¢ao de Jesus Cristo. Para tal, foi aproveitando as cascas dos ovos, nao as partindo, mas fazendo apenas um buraquinho para sair a clara e a gema. A Francisca tem jé mais de uma diizia de cascas de ovos que parecem ovos inteirinhos. Num sabado, convida uma porgdo de amigos ¢ estes, cheios de entusiasmo, poem-se a pintar ovos de Pascoa. Os preparativos para a execucdo do trabalho foram os seguintes: a @ arrumagio da mesa, toalha de plastico, pincéis e tintas; @ execugio do trabalho: * todos discutem a decoracao que querem fazer no seu ovo; # qual a mistura de tintas para obter novas cores; @ o lanche preparado pela mae da Francisca para todos. —— 1. Imagina que és um dos convidados. A partir dos momentos que te sugerimos, narra-nos essa divertida tarde de trabalho. Produg&o de texto Exercicio 6 O DIA DO LIVRO (23 de Abril) Abre-se o livro Em qualquer pagina E cabe nele a sabedoria, O romance e a poesia, Cabe nele 0 conhecimento Ea luz que vem do pensamento; Cabe nele tudo 0 que somos, Desde que gostemos de ler Porque ler é aprender, Sendo também liberdade e prazer; Cabe nele 0 mundo inteiro, Escrito em computador Ou coma tinta de um tinteiro, E de tudo isso falaré neste dia O leitor verdadeiro, Que do livro, por ser livre, Ser4 sempre amigo e companheiro. José Jorge Letria 1. Cria frases como no exemplo. Olivro é um companheiro fiel. 2. Imagina que, no Dia do Livro, te 6 dado para a mao um livrinho com folhas brancas, onde podes escrever o que quiseres e sobre o que quiseres. Na pagina inicial, escreve pequenas mensagens a quem tu entenderes, exprimindo, por exemplo, o teu descontentamento sobre a degradacdo do ambiente e 0 que deveria ser feito para defender a Natureza ey ° 4 o 2 3 9 4 & 3. Se preferires, podes elaborar um texto em que manifestes a tua opiniao sobre esse assunto. 69 Produgdo de texto Exercicio 7 O DIA DA MAE Quase todos esto lembrados Do colo da nossa Mae Onde fomos embalados, Num doce quente vaivém! Essas provas de meiguice Quando eu era’inda crianga Guardo de mais na lembrangas Resquicios da meninice! Chorando ou chupando o dedo, Bem despertos ou dormindo Os papées do nosso medo Iam-se, aos poucos, esvaindo! Tanto ano jé rolado E o colo da nossa Mae Ser sempre relembrado P'lo doce e quente vaivém! Fomos tratados com jeito, Com amor e gentileza No aconchego do peito Que era a nossa fortaleza! Rui Coelho 1. Constrdi frases nas quais exprimas os sentimentos que a tua mae te inspira. Podes usar linguagem poética, como na frase: Mae é berco que nos embala.... 2. Actualmente, comemora-se 0 Dia da Mae no primeiro domingo do més de Maio. O que pensas acerca de uma data fixa? Porqué um Dia da Mae, um Dia do Pai? Estas de acordo ou tens ideias diferentes? Num pequeno texto, desenvolve a tua opinio acerca deste assunto. 70 Exercicio & Produgao de texto POEMA EM G Graga nao gosta da guerra. Guilherme nao gosta da guerra. Guida nao gosta da guerra. ‘A guerra matou-lhes o pai. A guerra queimou-lhes a casa. ‘A guerra espantou-lhes o gado. Graca, Guilherme, Guida gritam. As granadas estoiram. Agora o sangue irriga as ruas. Graca, Guilherme e Guida querem gritar A gente grande que se fica sempre a perder, mesmo que os generais ganhem as guerras. Luisa Ducla Soares, Poemas da Mentira e da Verdade, Livros Horizonte 1. Constréi um pequeno texto sobre o que significa para ti a guerra. 2. Se preferires, constréi frases em que facas um apelo a paz no Mundo. Usa as palavras: édio alegria compreender martirizar vingativos destruigao autoritarismo cooperar perseguir violentos desumano flagelo amor destruir torturados massacrados armas unizio compreensio pilhar inocentes vinganga érfaos tolerar atacar sofrer sangrentos traumatizados paz fraternidade queimmar violéncia Ba mortes bombas aceitar abandonadas = indefesos confrontos privagBes arrasar a matar ferir desesperados fugir 3. Escreve, agora, um “Poema em P” sobre a paz. 7 72 Produg&o de texto Exercicio 9 1. Para descrevermos uma pessoa, relativamente ao seu aspecto fisico e 4 sua maneira de ser, precisamos de a conhecer razoavelmente bem. No espago ao lado, cola a fotografia de um amigo, de um familiar ou de um colega de escola e, de seguida, aproveitando algumas das palavras ou expressées que te s4o dadas, descreve-o(a). Dr MANEIRA DE SER nas aaa © prestavel ene ee @ compreensivo ConPo = @enca ® curvado @ inteligente ne ‘@magro @liso> - luni Gesperto & et @esquelético @ coperade © drguto aa @ atlético eprthantes @com ‘ © aplicado Sim narinas © musculoso — : © preguigoso Sombros argos; © patoe it al Segoista oLHos cetmsitos @ acae! f 6 Caltruicta 6 smandoade ene a SOBRANCELHAS @ pock © maleriado too Lyne @ cinze ada asenn @arqueadas © 1459) sri08 cin 2 ee @rectas @carnuda 3 2a @ farfalhudas eravion Fm? olae @introvertido — @ yivoe coro pe « rtido qagroesto® Sbomdocmnbedan @ se eawat2d0® @ dente Produgiio de texto Exercicio 10 1. Concentra-te alguns minutos a analisar em pormenor a imagem que te apresentamos. 1.1. De seguida, imagina que permaneceste neste local um més de férias, com a tua familia, brincando com novos amigos que, entretanto, fizeste. 2. Imagina, também, que passaste por uma aventura muito emocionante juntamente com um amigo teu, durante essas férias. 2.1. Conta-a, utilizando as ideias e expressdes que te sdo sugeridas em baixo. um dia de calor sufocante o transformar da brisa em vento fe descansar toda a tarde nord 0 trovejar intenso e a chuva forte ao entardecer a » 2 tentativa de encontrar o caminho dar um passeio a pé certo de regresso esquecer-se de avisar os pais és 4 P sensages experimentadas primo aventureiro mas eis que... ce Bas jostar de caminhar pelo interior Eis eC Ps a nossa sorte Aas da mata 8 . osustoeapreocupagio dos i anoitecer nossos pais perder a orientagao final feliz ou no! 73 Exercicio 11 Produgao de texto 1. As férias grandes estéo a chegar, e como tu as desejas! 1.1. Se ainda no tens planos nem sabes téo-pouco como as vais passar, imagina as tuas férias ideais. 1.2. Depois, escreve um texto com o titulo “As minhas férias de sonho”. Poderds imaginar: @ Uma viagem a Attica, ao Brasil ou a um outro continente cujas imagens tenhas visto na televisao. @ Passeios que gostarias de dar e meios de transporte que gostarias de experimentar. @ Possiveis aventuras. @ Encontro inesperado com pessoas naturais dessas zonas € a simpatia que mostram pelos visitantes. @ Perguntas que lhes gostarias de fazer. @ O que poderias comprar como presentes de recordacgao. @ Asaudade do teu “cantinho” em casa, da tua familia, dos teus amigos, do computador, dos jogos... @ Enfim, uma viagem inesquecivel! Pagina 6 1,0 2. fotograti; residuos; consciéncia; solugdo; sensibiizagao; prato;telégrafo; poluigso; consumo; temperatura; vl; ladainha lamperina; brancure. 3. Resposta livre, Pagina 7 1. bilides; homens; Terra; dias; deserto; clima; metade; eras; tergos; lorestas; Mundo; fauna; Homo sapiens, aperiéo; Tera; planeta; ‘condigbes: Lua; via. 2. Resposta livre. Pagina 8 1. Nomes concretos: armério; livro; computador; bbebida; fotografia; video; candeeiro; chave; merceeria; caneta, Nomes préprios: Lisboa; Guaciana; Silva; Péscoa; Pereira; Verdo; Minho; Ribatejo; Alentejo. Nomes colectivos: rancho; matilha; enxame; ccorja; cordiheira Pagina 9 1, Resposta livre. Pagina 10 4. arquedloge; pintora; camponesa; escocesa; crista;alorna; ana; ancig;brincalhona ‘mocetona; Ieoa; heroina;judia; europeie; plebeia; profetisa; juiza; condessa; marques actriz cobra fémea; rouxinol fémea, 2, Resposta livre. Pagina 1 1. princess; baronesa; 6rfa; francesa; leitora; imperatriz; carnpea, infanta; cidada; intrujona; spi; comilona; laa; pags; poetisa Pagina 12 1. pinhais; irmaos; pinesis; tuneis; dons; possiveis; rhuvens; fépteis; furs; parbes;alemées, girassbi; franceses; izes; andores; burgueses; impulsionadores; adores; caracsis; bombons; acessiveis;élbuns; confortéveis; nenhuns; jasmins; paises; narizes;captaes; paquistaneses; canes; capazes; cas. Solugdes uintinha—— “jpinaleco Pagina 14 1, laranja sumarenta e agridoce; chévena bonita e decorativa; quadro colorido ¢valioso; sala espagosa e arejado; papel reciclado e absorvente; caro potente e confortével floresta densa e inexplorada vo volumoso instrutvo, Pagina 15 (Proposta de resolugéo) 1. Uma bebida agradvelerefrescante; Um filme comovente e interessante; Um pelécio secular e deslumbrante; Um homem honesto e sincoro; O mar revolt @ assustador; Uma estrada sinuosa e esburacada; Uma viagem inesquecivel e repousante. Pagina 16 1. Comp. igualdade: A casa numero um é tao grande como ‘a casa numero trés. Comp. inferioridade: A casa numero um ea casa numero trés $80 menores do que a casa nimero dois. ‘Sup. relativo de superioridade: A casa niimero dois € a maior (de todas). Sup. relativo de inferioridade: A casa niimero um @ a casa ntimero ts S40 as mais pequenas (de todas), Sup. absoluto sintético: A casa numero dois ‘enorme, Sup. absoluto analitico: A casa numero dois € muito grande. Pagina 17 1, b. comparativo de igualdade; c. superlativo absoluto sintético; d. superlativo relative de superioridade; «2, superatvo absolut analico;& suporaive absoluto sintético; g. superlativo relativo de superioridade; fh comparativo de superenidade; I cornparaivo de inferiondade; |. superativo absoluta sintético |. superlativo absoluto analitico; m. comparativo de superiordade. Pagina 18 1. a. velocissimo; b. agradabilissima; c. amicissimo; | feclimo;e, péssimo. 1. superlativo absoluto sintético. 2.a.ferocissimos; h.amabilssimos; ftir; d paupérrimal pobrissimo; e. antiquissimo; £ dulcissima/docissimo; 9. emarissira 5, Resposta live. Solugdes Pagina 19 ‘. Presente do indicative __—Pretéitoperfeto do indicative | Futuro impereite do indicativa Eles ndo deitam papsis ar ocho. | Eles no deitaram papéis pare o chéo. | Eles nfo detaré papeis para o cho. Qual 6 o futuro da Terra? "Quel foi o futuro da Terra? (Qual seré o futuro da Tarra? Ela vista esse museu. -==SS—SéElajvistou esse muse. Ela visitaré esse museu. No solo ha substéncias nacesséries & No solo houve substéncias necessérias No solo haverd substéncias necossérias via das plantas 2 Vida des plantas. | avida des plantas Muitas invencoes do Horem | Muites invengGes do Homem | Muitasinvengées do Homem coniriouem para 0 progresso da contibuiam para o progresso de contbuiro para o progresso da Humanidade. Humanidade, Humanidade, Eies plentam ume érvore nojardim, | Elesplantram uma érvorenojarcim, | Eles plantaro um drvore no jadi (Os meninos no se empurran uns aos _|Os meninos néo se empurraram uns | Os meninas néo se empurraréo uns 20s outros. “0s outros outros Pagina 20 Pagina 24 1,62 Respostas livres ‘a, conhecesse; b pudessem: c judassem; 4. despendessem; . visses; f.levassem, Pagina 21 i‘ 1.2. estudaram e fizeram: pretérito perteito simples, Pagina 25 modo indcativo: espero: presente; modo 1. Resposta live, indicativo; corra e seja: presente; mado conjuntivo; tiveres: futur impertaito; mod conjuntivo: Pagina 26 colabora: modo imperativo; d. ires: infnitivo pessoal (Proposta de resolugéo) arruma: modo imperativo; seria: condicional presente (nota: 0 condicional pode ser modo ou ‘tempo verbal; neste caso é modo); estudasse: pretérite imperteito; modo conjuntvo. 4.2, Pentesime com a escova (ou como pente); b:Vestimonos assim porque estava fro . Queixémo-nos hé dois das; d. Puseramn-se em fuga as ts hores.;¢. Sim, dvertime:;f Surpreendime; Pagina 22 4, Sim, despedimo-nos. | & Pagina 27 i TER___MANTER _VIR_VER_LER__—_(Proposta de resolugdo) Se ee chireou: brelincha; 6. bale; d. haveré e bere; f piou: tem____mantém vem v8 18 -tocou; h. cochicherem. tenes —mononces “vnces—vatas—Tesas #@na2 Verbos tem, mantém __vém___véem __I6em_ CRER _TRAZER FAZER PODER. creio ago _fago_posso ‘educago ores tazes fares podes respeito ~respeitar oxg____waz__faz___podo__ responsabilidad responsebilzar cremos_—Wezomos —fazomos —podemos —feeponsabiiced —tesponseb credes —trazeisfazeispodeis 2 créem ——tazem—fazem podem cansar Pégina 23 recear 1, b. hd — presente do modo indicativo do verbo haver, ‘entusiasmar ¢. fomos ~ pretérito perfeito do modo indicative do Saree a ‘verbo is d. comiam — preteito imperteito do modo ‘colaborar indicativo do verbo comer, e. disse — pretérito perfeito 60 mado incicativo do verbo dizer, f fara ~ futuro imperfeito do modo indicativo do verbo fazer, g. leu — pretsrito perfeito do modo indicativo do verbo fer, ha viram pretérito pereito do modo indicative do verbo ver, i seré ~ futuro imperfeito do modo ~ indicativo do verbo ser j. toma — presente do modo . atv ogerise) indicativo do verbo tomar. confienca it confiar ) compreend alegrar ‘orgulhartse) ‘wogar Pagina 29 {, Determinantes: Possessives: nossos; minha; meus; minhas; teu; vossos; meus. Demonstrativos: as ‘mesmes; a outa; otal; esses; essa; aquele. Artigos definidos: os; a; os; 2s, 0; os. Artigas indefinidos: ume; umes; uns Pagina 30 1.a. aqueles. b. 0; nossos; este. ¢. essas; as; (das outras. 4d. as tais. €. A; esta; (pelo; seu. f. os mesmos. 4g. esse; 0 tal, h.o; meu. i. uns; este. 2. Resposta livre. Pagina 31 (Proposta de resolugéo) 1. martimo; merinheiro; maré. ¢. descobrimento: descoberto; descobrider. . navegacéo; navegavel; navegador. @. anoorar; ancoradouro; ancorado, faventureiro; eventurar, aventurerismo. g.caminhar; caminhante; caminhads. h. povoac: i, cultural; culturalmente; aculturacao, 2. Resposta live. Pagina 32 9: povoado; povoar. desculpar; rever ou prever, desfavorecer; impréprio; inculto; insoldvel; desvantagom; impossive Sufixos: papelads; cuidadoso; carinhoso; chuvada ou chuvoso; canteiro;ricago; mulheraca; francés; escocés; lisboota; bracarense, 2.83. Respostas livres, Pagina 38 1. especificar = particularizar; esconder = ocular, ralhar = repreender; glorioso = triunfante; rude = grosseiro; trivial = usual decidido = determinado; preacupado = apreensivo; delicado = cortés; sabor = gosto; alegria = satisfagéo, triunfo = éxito; texmura = carinho; ‘compreenséo = entendimento; ceducacgo = correceao; fuga = éxodo., Pagina 34 1. Sinénimos: sintetizar = resumir; ilusao = fantasia; fil = ial; neblina = névoa; ssuportar = aguentar; consertar = repaar Anténimos: vir # ir; nfoli fel; doente + saudével; entrar sair, escuerda + diets: em cima z em baixo, 1. Prefixos: reutlizar; reviver ou sobreviver; repor ou dispor; Solugdes Pagina 35 1. cuidadoso = cauteloso; atilado = ajizado; detalhado = pormenorizado; ~amedrontado = assustado; fatigado = cansado; tranquilo repreensivel = condendvel, ‘empenhado = interessado; verdadeiro = sincero, 2, autoriério + compreensivo; trabalhador + preguigaso; entusiasmado # desanimado; hhumano + desumano; cenriquecido # empobrecido; responsével # imesponsavel, habituado # desabituado; prudente # imprudente; Iniciar # concluir; evar altear; ‘estragar # consertar acolher # rejetar; descobrir # encobair; distrairse # concentrar-se; fortalecer # enfrequecer; feciitar + dficultar. Pagina 36 (Proposta de resolugao) |.maré; pial; abaca; po; abrago; fact. Pagina 37 ‘.penetrar; escassa; como sucede com mais ainda ‘Smorgem; 88; supica; deste modo; exposta; que ‘seja; Devido a; palpitar. 2. Resposta livre. Pagina 38 {as decisées tomadas; estavam espalhados; geralmente; aplicavam; cobravarn; Assim; poderes sobre; langevam; administravarn, 2, Resposta lve. Pagina 39 1. Sujeito simples: b; Sujeito composto: 6; Sujlto ‘subentondldo: e, Sujeito indeterminado: d.; Sujeito inoxistente: a. 2. Ele pode aparecer no meio ov no final da frase. Pagina 40 1a, contou uma bela histia 20s alunos, comoveu a turma,¢.leram belos poemas. d. Chove. ¢. obedece 208 professores,f acabou. g. emprestou 0 caderno cde Matematica 20 Rui. h telefonou a mao. Dad. fi bb. 6; Ge, hi dea. g. Pagina 41 1, Sujeito: Tu (subentendido); Os hemburgueres; Tu (subentendido); A fruta eas saladesfrescas; As cxiangas; Tu (subentendido); Os funcionérios, 78 Solugdes Predicado: Nao comas demasiadas guloseimas; ccontém muitas calorias; Toma sempre un bom pequenc-almoco; contérn ruitas vitaminas @ sais ‘minerais;fizeram uma linda decoracéo do bolo; Tomas Ieite cieriamente; servem refeicbes equilbradas. Complemento directo: dernasiadas guloseimas; rmuitas calorias; um bom pequeno-almogo; muitas viteminas e sais minerais; uma linda decoragio do bolo; leite;refeicdes equiibradas. Pagina 42 1. Tipo: a. imperativo;b.interrogetiv; 6 declarative; 4, declratvo; . decarativo;f interragativo; 4g. declaretivo;h. dectarativo; i: interrogatvo; rexciamativo. Forma: 2 afirmativa; b afirmativa; negativa;d.afrmativa;e. afitmativa; &afitmativa; 4. afirmativa; h. efirmative; i afirmativa; j afirmativa, Pagina 43 ad; ba... a. a: ond... a; da... hd; @ 8; fH; g.Abl; hhd; ka; j.a; ba; mba. a...2. Pagina 44 4.a.He; be... & G he; d. ouve; & HS; f.Hé Mowe; 4g. ouve; h. 8; ia... 8; j. houve; |. ha; m. Houve. Pagina 45 4. analisar; actualizar; centralizar;sintetizar; desizar; ‘risar, realizar, autorizar, coneretizar; paralisar; arborizar; materializar; ideaizer; fosslizar; familarizar; pesquisar; quisar; cicatrizar; bazar Pagina 46 1, moleza; pobreza; subtileza; destreza; rudeza; Daronesa; marquesa; esperteza; despese; coreze presa;impeza; princess; surpresa; tisteze;pureza dofesa; dureza Pagina 47 |. tossir; solugo; polegar; prudente; cordilheira; noctumo; pitoresco; aboligao; sossegado; borbulhas; bbUssola; futebol; engomar; inofensivo; supremo; ‘concorrer; engordar; subirbio; tribunal; barulho; mergulhar; tabuada; onomatopeia; acrobacia; sujeira; cobigado. Pagina 48 |. irreal; eclipse; requerimento; miseravel; estera; ministro; sombrear; adiantado; edificio; aquisicao; iseriminagéo; prateado; escutar;indiscreto; cefeminado; subcrbio; feminino; Mediterraneo; {emea; rédea; sanear; uase; requsigao, agonizante; irritago; passear; calcario. Pagina 49 1. viajar; jejurn; coragem; fingimento; ginéso; rejeita, viagem; originalidade; origem; regionalizagao; sergento;elogiar; marginal: jet; vieiamos, margem; rmanjedoura; njectar ejeicao, agente; gate; gengive; ‘iido; pagina; regente; afi algbeie;higiérico rejeicdo; corea, Pagina 50 ‘Lagdcar; dezassete; pacifico; grosso; camurca; asseltante; assar; dangarino; tansaresséo; asseltar; ‘grossura; condigao; transferéncie; maga; asticia; Mogambique; massa; Suécia; assunto; fungo; ‘assumir; possuir, sucessiva; sesso; Sulca, Pagina 61 1. GI: agil; gigantesco; agitagao; giesta; agilidade; iratéio; gino, GU: gizo: uindasto;quisado: textinguir guido: guinchar querer GE: genealdgica; generalizar; gerindio; generoso; gender; gant paisagorn: gerente; gontioza. Pagina 52 ‘LICH queixo; queixarse; repuxar; mexer; xendfobo; ‘enxugado; engraxar; eixo. (2): exibiga0; exagerar, ‘exonerar; examiner; exercitar. (CS/: maximize; fixer; intoxieagio; complexo; saxofone; diéxido. /EUS/: pretexto; textual; excelente; experiéncia; extenséo; ‘exoesso; expectativa./SSI: proximo; aproximar; auxtio;sintaxe, Pagina 63 {Proposta de resolueéo) 1.4. fardo; b. serao... poderao; ¢. ficaram... acabaram / ficarao... acabarem; d. so... comportam; €. serao. compreensivos...judardo; & esto... felam; gitd0; hi esto. merecem...encabsihados; i puderam; jambiente... também... encontrar, 2, Resposta live. Pagina 54 {Proposta de resolucéo) 1,4, Old, aqui estamos nés, os sinais de pontuagao. ‘Sabes usar-nos? Com certeza que siml b. Que filme téo real interessantel Parecia mesmo uma situacéo I6 de case. c Rita, quem te isse isso? No acredito ce ainda néo soubesses da novidede! d, No meu jarcim hé roses, cravos, das, malmequeres ladioos. e. Como haviatantas pessoas na praia, mal conseguiamos estender as toahas.fCuidadol E perigasoatrevessar arua sem primero lhar para os Gis lads. g. Que ro “a0 sujol Se todos os alunos da turma decidssem fazer um trabalho de impeza, talvez dessem uma ligdo de civismo a muitos adultos. h. se fossomos assist ao campeonato de xadrez? (Os nossos colegs ram gostar, nao achas? i. Que fizesteno fimde-seman prolonged? Eu fiz varias coisas: andei de bcicleta no parque, joguei ‘monopélo, vi um documentaio ne televséo sobre a vida aquatica, que gravel, @ ainda i um lvro do aventuras. 2. Qual a terra portuguesa / Onde se pode dormir /E que, apesar de parade, / Esta sempre 2 tir? Flesposta: Caminha Somos trés irméos diferentes, /Nenhum de nés bebe ou come./ No entanto, & nossa misséo / Dar de comer a quem tem fore. Resposte: Garo, coher e face. Pagina 55 4, TEXTO A (No original) Professor - Néo ¢ isso, menino! Dizia eu que eestava bem longe de atrbuir 0 seu desgosto a semelhante motivo. Mas eu quis emendar a sua prontincia da palavre boticéro. € boticério com be ‘So voticério. Mas vamos Id a saber quem foi que the bateu. Tonecas — Foi o voticério. Professor ~ Boticério. Boticério com 8. Tonecas - Néo senhor. Com as més. Jé disse que apanhel dois tabefes. ‘TEXTO B (No original) Um leo estave @ dormir no seu covil, em certs tarde de Verso, quando um rato Ihe passou por cima do focinho ¢ 0 acordou. 0 edo rosnou, furioso, @ ia esmager o rato com a pata enorme quando.. = Oh! Poupai-me, senhor, ~ guinchou o rato — na verdade eu néo mereco ser morto. Nao vos fiz mal também néo presto para comer. 0 le6o tornou @ rugir, ensonado. = Além disso continuou 0 rato ~ se me poupardes agora, talvez um cia possa fazer qualquer coisa por ves. TEXTOC (No original) Ministro — Quem te vé fardado, nao te julgea alfaiate. Nao hé duvida que o habito € que faz 0 monge. Estas perfeito, agora a cavalo! Alfaiate ~ A cavalo?! Alto all Eu nunca andei a cavalo! Ful sempre pedo. Ministro Pois 6 a altura de te tomares cavaleito. Lembre-te das princesas, do rei. Lemibre-te da mao da princess... Alfaiate ~ Pois sim, pois sim. De tudo me lembro e, antes de tudo, que nunca montel. O maidita lingua que me perdeste! Néo poderei fazer a guerra a pé? Ministro - Decidit, decidir, pronto! E jé 6 um reino que esté em jogo. A cavalo au a forcal Pigina 56 1. época; superficie; saliéncia; reentrancia; coincidéncia; espécies; goslogo: cienttico; Fossil 2, dleos; petréleo; reizes; miltiplas; tineis; agradével; magmatica; metamérfic; possivel Pagina 57 ‘maximo; esferogréfica; andise; érvore; linea ‘émea; dmago; correspondéncia; angulo; trio; dicvio relatério: parametro: utensilo, 1.1. Estas palavres so acentuadas porque s30 esdrdxulas 2.bénus; amével; lis; érfo; frag carter; fall ‘midos; pera; ur: gratis; Bengdo, climax, desejdvel concluido; series; éter; terrivel Solugdes- Pagina 5B 1.2. esdrixula; b. esdrixula; ¢. esdrdxule; d. grave; «2 agude; fagude: g. grave; esdrixula; i. grave; J-grave; |. aguda, Pagina 59 1.4. mi-sé-ria; b. chim-pan-26; 6. quo-ti-dia-no; 4d. ca-ractte-tis-ti-cas; @. a-dop-ti-vo; fexactemente; 9. e-xeme; h.primeiros; iserplau-sos; j- violencia; |. carro. Pagina 6O 1.a.arras-tar; b ex-pli-car; ¢. cor-rer; d. abs-ten- ¢.as-sa-tante; f, nup-cial; g. le-es; h. vizienhan-ca; i. sennho-es; | ab-so-uto; -as-sar,m. ans-plante. 2.Resposta liv. Pagina 61 1. tej 2a;3.d; 4b: 5; 606. 2. a. Nao deixes para amanha o que podes fazer hoje. b, Enquanto nao alcances, nao descanses. 6 Mes vale pouco e acertado que muito errado 4. Nao hd pior cago que aquele que ndo quer ver. 2. Riqueza a valor 6 sadde saber Quem bem trabalhou, melhor descansou. Pagina 62 1. Ele cumprimentou a Francisca e disse que nao a tinha visto na escola. Perguntouhe também se tinha estado doerte.; Ela disse que, se pudesse, plantaria uma nova érvore em cada vila portuguesa. Ele disse que ndo era possivel que aqulo tivesse aconteeido porque, naquela altura, ele no vvi Ela di que li, naquela escola, tém feito uma ‘Semana Aberta. Pagina 63 1.a.A D. Helena perguntou se era ali que trabalhava 0 St. Melo. b. Ao passar polo jardim ole perguntou & mae se podia andar ali de biccleta, c. Um homem ‘muito afito correu para casa de um vzinho @ pedi ~the que 0 acudsse, porque o seu fihotinha engolido Um rato e ele nao sabia o que havia de fazer. O vizinho dissesthe que o fizesse engolir um gato, 2.2, Oilusionista perguntou & senhore: ~Tem a bondade de segurar numa destas caixas de cartio? 8. Os turistas perguntarem ao poli: - A quantos quilémetros fica daqui o Hotel do Rio? Pagina 65 1. Jesus; Belém; estrela; mensagem; palhinhas; presépio; nascimento; reunigo; consoada; familia presentes; iluminacao; misica; ruas. 2. Resposta lve. 79 cas sobre contetidos essenciais da disciplina, no Ambi- i to do funcionamento da lingua e da producao de texto. & / | como material de apoio as aulas de Lingua Portuguesa. 0 A sua utilizacao regular contribui para o sucesso escolar. JOGOS| e { eae 7? ano. 82 ano 9° ano (12-13 anos), ‘(13-14 anos) {14-15 anos)