Você está na página 1de 398
 

Manual de Consulta Rápida Ferramenta VCO-950 e Diagnósticos de Falhas MWM Série 12

Caminhões e Ônibus

  Manual de Consulta Rápida Ferramenta VCO-950 e Diagnósticos de Falhas MWM Série 12 Caminhões e

Sumário

Sumário Este manual contem instruções de utilização da ferramenta eletrô- nica VCO-950 , bem como informações

Este manual contem instruções de utilização da ferramenta eletrô- nica VCO-950, bem como informações para a correção dos códi- gos de falhas dos motores Série 12 (4 e 6 cilindros).O manual está dividido em dois blocos da seguinte forma:

PARTE A - Instrução de utilização VCO-950

PARTE B - Informações Gerais

PARTE C - Medições

PARTE D - Diagnóstico de Falhas

ARTE C - Medições P ARTE D - Diagnóstico de Falhas Serviços e Assistência Técnica -

Serviços e Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus Edição Mar/2004

EDIÇÃO AVANÇADA

PARTE A

Instrução de utilização

VCO-950

D INSTRUÇÕES DE OPERAÇÕES E TESTES - VCO - 950 MOTORES MWM A - 3

D

INSTRUÇÕES DE OPERAÇÕES E TESTES - VCO - 950

D INSTRUÇÕES DE OPERAÇÕES E TESTES - VCO - 950 MOTORES MWM A - 3

MOTORES MWM

A-3

ÍNDICE Introdução Atenção Acessórios Ligação Operação Testes Tabela de aplicação Dados Técnicos Orientação

ÍNDICE

Introdução Atenção Acessórios Ligação Operação Testes Tabela de aplicação Dados Técnicos Orientação Habilitação do tipo de veículo

05

06

07

08

09

12

13

14

20

 

22

Impressão Operação do sistema de injeção

27

A-4

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

ATENÇÃO:

A ferramenta de diagnóstico Volkswagen VCO - 950, mostra no visor os códigos de falhas detectado pela unidade de comando (ECM), e efetua leitura de valores do sistema,

VCO - 950

Movimenta para a “Esquerda”

Tecla “Não”

Reinicia o aparelho

“Esquerda” Tecla “Não” Reinicia o aparelho Conector para cabo de comunicação com impressora Visor

Conector para cabo de comunicação com impressora

Visor

Movimenta para a “Direita”

Tecla “Sim”

Volta ao Menu

Conector de

alimentação (12V)

MOTORES MWM

A-5

D

Introdução

Introdução

ACESSÓRIOS:

Cabo de Diagnóstico C26

Gancho

Introdução ACESSÓRIOS: Cabo de Diagnóstico C26 Gancho Fonte de Alimentação 12V (bivolt) Cabo de Alimentação C

Fonte de Alimentação 12V (bivolt)

Diagnóstico C26 Gancho Fonte de Alimentação 12V (bivolt) Cabo de Alimentação C a b o D

Cabo de Alimentação

Cabo DB9/Serial Db25

C a b o D B 9 / S e r i a l D b

Cabo de de Impressão

Cabos auxiliares para medição

o D B 9 / S e r i a l D b 2 5 Cabo

A-6

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

OOPERAÃÃO

Escolha do veículo:

Após ligado, o VCO - 950 apresentará a mensagem que identifica a versão do software, e número de série do VCO - 950:

VOC - 950

Versao 01

NS: xxxxxx

e logo após a mensagem:

Se for VOC - 950 repete a última escolha.
Se for
VOC - 950
repete a última
escolha.
teclado Se for teclado o o nao Outro Modelo? sim VOC - 950 apaga os
teclado
Se for teclado
o
o
nao
Outro Modelo?
sim
VOC - 950 apaga os códigos
de falha do teste anterior e
permite a escolha de outro
veículo.
As teclas
Tipo de veiculo
Tipo de veiculo
XXX
XXX
selecionam o tipo
de veículo.
Veiculo:
As teclas
XXX
Modelo:
XXX
selecionam o modelo.
Motor: XXXXXXX
XXXXXXXXX
As teclas
Motor: XXXXXXX
XXXXXXXXX
selecionam o
sistema.
Opcao:
1. Teste?
Utilize Conector
Indica qual
conector deve
CXX
ser utilizado.
Opcao:
1. Teste?

A-8

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

TTESTEESS

O sistema X12 EDC 07 permite executar funções de código de defeito, leituras de parâmetros, apagar memória de defeitos atuadores e ajustes para a Volksguard.

TESTE 1 - Códigos de Defeito

Apresenta os códigos de defeitos armazenados na memória da ECM.

TESTE 2 - Leituras

D

Permite verificar várias condições do motor, com motor parado (ignição ligada), funcionando ou veículo em movimento:

Apresentação no display:

O VCO - 950, na forma de leituras, apresenta duas leituras simultâneas, na linha superior e na linha inferior. Para mudar o padrão de leituras, proceda da seguinte forma:

Escolha a opção leituras e tecle leituras.

seguinte forma: Escolha a opção leituras e tecle leituras. : o VCO - 950 apresentará duas

: o VCO - 950 apresentará duas

As teclas

alternam os pares de leituras.As teclas

As teclas alternam os pares de leituras.
 

Teclando

, a leitura da linha inferior é fixada e as teclasTeclando

Teclando , a leitura da linha inferior é fixada e as teclas
Teclando , a leitura da linha inferior é fixada e as teclas

alternam apenas a leitura da linha superior.

alternam apenas a leitura da linha superior. Teclando novamente, a leitura da linha superior é fixada

Teclando

novamente, a leitura da linha

superior é fixada e as

teclas

passam a alternar a leitura da linha inferior.

 

Teclando

Teclando

novamente, as teclas

novamente, as teclas
alternam os pares de

alternam os pares de

leituras.

 

MOTORES MWM

 

A-9

Introdução

Introdução

A-10

Teste:

 

2.Leituras?

 
  As teclas alternam as duas leituras.
 
As teclas alternam as duas leituras.

As teclas alternam as duas leituras.

 
 

LINHA SUPERIOR LINHA INFERIOR

 
  As teclas alternam as leituras da linha superior.  
  As teclas alternam as leituras da linha superior.  
 
As teclas alternam as leituras da linha superior.

As teclas alternam as leituras da linha superior.

 
 

LINHA SUPERIOR LINHA INFERIOR*

*

- Fixada

  As teclas alternam as leituras da linha inferior.  
 
As teclas alternam as leituras da linha inferior.

As teclas alternam as leituras da linha inferior.

 
  LINHA SUPERIOR LINHA INFERIOR* * - Fixada   As teclas alternam as leituras da linha

LINHA SUPERIOR* LINHA INFERIOR

da linha inferior.   LINHA SUPERIOR* LINHA INFERIOR * - Fixada As teclas alternam as duas
da linha inferior.   LINHA SUPERIOR* LINHA INFERIOR * - Fixada As teclas alternam as duas

* - Fixada

As teclas alternam as duas leituras.

As teclas alternam as duas leituras.

LINHA SUPERIOR LINHA INFERIOR

LINHA SUPERIOR* LINHA INFERIOR * - Fixada As teclas alternam as duas leituras. LINHA SUPERIOR LINHA
LINHA SUPERIOR* LINHA INFERIOR * - Fixada As teclas alternam as duas leituras. LINHA SUPERIOR LINHA

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

Teste 3 - Atuadores Permite realizar testes com o veículo. Ver seção XXXXX

Teste 4 - Volksguard Permite ajustar os parâmetros do Volksguard, ver seção XXXX.

Erro de comunicação: Sempre que ocorrer um erro de comunicação, como o mostrado no visor:

! Atencao ! Erro Comunicacao

D

Aperte uma tecla qualquer e repita a operação. Se o problema persistir, desligue o VCO - 950 e verifique se as ligações dos cabos estão corretas ou se existe algum problema nos cabos e conectores. Siga corretamente a seqüência de ligação e tente novamente.

MOTORES MWM

A-11

Introdução ATUALIZAÇÃO DA VERSÃO VCO-950 É possível atualizar a versão do V C O -

Introdução

ATUALIZAÇÃO DA VERSÃO VCO-950

É possível atualizar a versão do VCO - 950 através do programa VCO - 950X (X é a versão do programa) contido no CD ROM de atualização. Para fazer a atualização, proceda da seguinte forma:

Obs.: O X no nome do arquivo (VCO-950vX.EXE) é o número da versão do programa de atualização. A seguinte tela será exibida:

Os programas de atualização estão compactados com autodescompactador. Para descompactá-los basta executar o arquivo (através do windows explorer ou pelo menu iniciar-executar). Na seqüência será mostrada a seguinte tela:

Na se qüência será mostrada a seguinte tela: Clique no botão "Unzip" para execut ar a

Clique no botão "Unzip" para executar a descompactação e então será mostrada a seguinte tela:

a descompactação e então será mostrada a seguinte tela: Clique em "OK" e feche a janela

Clique em "OK" e feche a janela de descompactação. Agora é só acessar a pasta "c:\atualizaVCO950" e executar a carga do VCO - 950 (VCO - 950vX.EXE).

A-12

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

Ligue o VCO - 950 ao computador como mostra a figura abaixo. O VCO - 950 deverá permanecer na tela inicial. Não pressione as teclas do VCO - 950 durante o processo de atualização.

as teclas do VCO - 950 durante o processo de atualização. No campo “Porta Serial”, escolha

No

campo

“Porta

Serial”,

escolha

a saída

serial

à

qual

o

VCO - 950 foi ligado.

Digite a senha de atualização e clique em “OK”.

à qual o VCO - 950 foi ligado. Digite a senha de atualização e clique em

MOTORES MWM

A-13

D

Introdução

Introdução

Confirme a atualização da versão do software de diagnóstico. Se essa tela não aparecer, poderão existir problemas de conexão entre o VCO - 950 e o computador. Confirme se a porta serial selecionada é a correta e repita o procedimento.

O programa iniciará a atualização da versão do VCO - 950. A barra de progresso mostrará o andamento da atualização.

barra de progresso mostrará o andamento da atualização. VCO - 950 já pode ser desconectado da
barra de progresso mostrará o andamento da atualização. VCO - 950 já pode ser desconectado da

VCO - 950 já pode ser desconectado da porta serial.

VCO - 950 já pode ser desconectado da porta serial. A atualização foi completada. O VCO

A atualização foi completada. O VCO - 950 está pronto para ser utilizado.

da porta serial. A atualização foi completada. O VCO - 950 está pronto para ser utilizado.

A-14

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

ANÁLISE GRÁFICA

Esta função tem por finalidade trazer informações adicionais sobre algumas leituras importantes. Estas informações são:

Valores normalmente encontrados na leitura em questão com o motor em marcha-lenta e quente (Depois que o ventilador ligar 2 vezes).

A barra gráfica que varia entre os valores mínimos e máximos, e tem a finalidade de trazer informação qualitativa da resposta dinâmica da leitura.

D

Obs: Nem todos os veículos possuem a opção análise gráfica. Nesses casos, mesmo que o VCO-950 mostre a opção “Análise Gráfica”, ela não terá efeito.

Linha superior DESCRIÇÃO DA TELA: Leitura normal Fig. 1 Rotacao 900 RPM 800 1000 Valor
Linha superior
DESCRIÇÃO DA TELA:
Leitura normal
Fig. 1
Rotacao
900 RPM
800
1000
Valor mínimo
Valor máximo
normalmente
normalmente
encontrado
encontrado
marcha-lenta
Barra gráfica
marcha-lenta
motor
quente
motor quente

Quando o valor da leitura for menor que o mínimo teremos a indicação de uma seta na barra gráfica como no exemplo abaixo:

Fig. 2

Rotacao

750 RPM

800

800 1000

1000

MOTORES MWM

A-15

Introdução

Introdução

Quando o valor da leitura for maior que o máximo também aparecerá uma seta como no exemplo abaixo:

Fig. 3

Rotacao 900 RPM 800 1000
Rotacao
900 RPM
800
1000

Em condições normais o sistema de injeção deve apresentar leitura entre os valores mínimos e máximos (como na fig. 1). A presença das setas indica abaixo do mínimo ou acima do máximo.

Estes valores não são absolutos e portanto servem para ajudar o operador no diagnóstico.

Obs: Nem sempre a presença das setas indica defeitos no sistema de injeção pois em condições muito específicas as setas podem aparecer com o sistema em condições plenas de funcionamento.

A-16

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

APAGAMENTO DE MEMÓRIA

MOTORES MWM

Opcao: 3/4 3.Apagar_Memoria
Opcao:
3/4
3.Apagar_Memoria
Aguarde

Aguarde

Aguarde
Aguarde
MEMÓRIA MOTORES MWM Opcao: 3/4 3.Apagar_Memoria Aguarde Apaga Memoria? nao sim Aguarde Memoria Apagada! Aguarde
Apaga Memoria? nao sim
Apaga
Memoria?
nao
sim
Aguarde

Aguarde

Aguarde
Aguarde
3.Apagar_Memoria Aguarde Apaga Memoria? nao sim Aguarde Memoria Apagada! Aguarde aproximadamente 10 segundos Apaga

Memoria

Apagada!

Aguarde aproximadamente 10 segundos

Apaga códigos de falhas passados armazenados na memória

Para retornar, tecle
Para retornar, tecle

A-17

D

Introdução

Introdução

IDENTIFICAÇÃO DO MÓDULO

A-18

Opcao: 4/4 4.NumerodoModulo
Opcao:
4/4
4.NumerodoModulo
Aguarde

Aguarde

Aguarde
Aguarde
DO MÓDULO A-18 Opcao: 4/4 4.NumerodoModulo Aguarde Numero_ECM XXXXXXXX Teclando retorna ao menu anterior.

Numero_ECM

XXXXXXXX

Teclando

DO MÓDULO A-18 Opcao: 4/4 4.NumerodoModulo Aguarde Numero_ECM XXXXXXXX Teclando retorna ao menu anterior. MOTORES MWM

retorna ao menu anterior.

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

TTABBEELLAA DDEE AAPPLLIICCAAÇÇÃÃOO

VVOOLLKKSSWWAAGGEENN -- CCAAMMIINNHHÕÕEESS

MANUAL DE CONECTOR MODELOS SISTEMA UTILIZADO ANO FABR. OPERAÇÃO TIPO (SEÇÃO)
MANUAL DE
CONECTOR
MODELOS
SISTEMA UTILIZADO
ANO FABR.
OPERAÇÃO
TIPO
(SEÇÃO)

SSIISSTTEEMMAA DDEE IINNJJEEÇÇÃÃOO

8-150E

Cummins 4 CILINDROS ISBE

2003

C

26

6

13-170E

Cummins 4 CILINDROS ISBE

2003

C

26

6

15-170E

Cummins 4 CILINDROS ISBE

2003

C

26

6

17-250E

Cummins 6 CILINDROS ISBE

2003

C

26

6

23-250E

Cummins 6 CILINDROS ISBE

2003

C

26

6

VVOOLLKKSSWWAAGGEENN -- ÔÔNNIIBBUUSS

D

MANUAL DE ANO CONECTOR MODELOS SISTEMA UTILIZADO OPERAÇÃO FABR. TIPO (SEÇÃO)
MANUAL DE
ANO
CONECTOR
MODELOS
SISTEMA UTILIZADO
OPERAÇÃO
FABR.
TIPO
(SEÇÃO)

SSIISSTTEEMMAA DDEE IINNJJEEÇÇÃÃOO

8-150 EOD

Motor MWM 4 Cil. X12 EDC 07

2004

C

26

?

8-150 EOD

Motor Cummins 4 Cil. INTERACT

2003

C

26

?

17-210 EOD

Motor MWM 6 Cil. X12 EDC 07

2004

C

26

?

17-260 EOT

Motor MWM 6 Cil. X12 EDC 07

2004

C

26

?

MOTORES MWM

A-19

Introdução

Introdução

DAD

DDOOSS TTÉÉCCNNIICCOOSS

Fornecimento Standard Equipamento:

VCO - 950

Número de tipo VW Cd-Rom com programa VW/Versão 1 Licença (Programa VW/Versão 1)

F000 WA0 704 F000 WA8 009 F000 WA8 010

Inclui no fornecimento:

Fonte 12 Volts Cabo de alimentação Cabo serial DB9 - DB 25 Gancho de fixação Cabo de interface para impressora Maleta Manual de operação atualizado com versão V????

F000 WA4 001 F000 WA0 154 F000 WA0 140 F000 WA5 024 F000 WA0 144 F000 WA5 030 F000 WA7 023

Características Técnicas do VCO - 950:

Alimentação: 12 Volts a 24 Volts Saída para impressora Visor de cristal líquido com iluminação back light Temperatura de funcionamento: 0 a 50 graus Celsius Saída RS 232

Dimensões e medidas:

Peso:

VCO - 950: aproximadamente 560 g VCO - 950 completo com cabos e maleta: 2,600 g Medidas em mm:

VCO - 950 sem a maleta (L x P x A): 100 x 40 x 230 Maleta: (L x P x A): 360 x 130 x 330

A-20

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

OORRIIEENTAAÇÇÃÃOO

1 Instruções Importantes

Antes de colocar em operação, conectar e operar aparelhos de medição, é imprescindível estudar cuidadosamente o manual de operação e principalmente as instruções de segurança. Isto eliminará dúvidas no manuseio dos equipamentos com relação aos critérios de segurança, para preservação de sua própria integridade física e evitar danos aos aparelhos.

i

&

D

1.1 Grupos de usuários

Este produto foi desenvolvido e fabricado para os técnicos capacitado, como mecânicos, eletricistas, mestres, técnicos e engenheiros de automóveis, no ramo automobilístico.

1.2 Acordo

Através do uso do produto você declara estar de acordo com as seguintes determinações:

Direitos autorais (Copyright) Software e dados são de propriedade da Volkswagen ou de seus fornecedores e protegidos contra reprodução pela Lei de Direitos Autorais, contratos internacionais e outros mecanismos legais. A reprodução ou entrega de dados e software ou de parte destes a terceiros é prática proibida e expõe o infrator a sanções legais. Em caso de violação a Volkswagen se reserva o direito de mover ação processual e indenizatória.

Responsabilidade Todos os dados neste programa baseiam-se em detalhes fornecidos pelos fabricantes e importadores. A Volkswagen não se responsabiliza pela correção e integridade do software e dos dados, nem assume responsabilidade por danos decorrentes de erro ou falha do software ou dos dados. A responsabilidade da Volkswagen limita-se ao preço efetivamente pago pelo cliente por este produto. Esta exclusão de responsabilidade não se aplica a danos causados por omissão, negligência ou imprudência por parte da Volkswagen. Este aparelho de teste Volkswagen pode ser operado somente com o programa liberado pela Volkswagen. Caso o aparelho de teste Volkswagen seja operado com outro programa cessam todos os direitos de reclamação de garantia estabelecidos em nossas condições de fornecimento. Além disso,

MOTORES MWM

A-21

Introdução

Introdução

não podemos assumir responsabilidade por danos diretos ou indiretos causados pelo uso de sistema operacional não liberado.

2 Instruções de segurança

operacional não liberado. 2 Instruções de segurança Tensão da rede Alta tensão Tanto na rede elétrica

Tensão da rede Alta tensão

2 Instruções de segurança Tensão da rede Alta tensão Tanto na rede elétrica quanto em sistemas

Tanto na rede elétrica quanto em sistemas elétricos de veículos automotivos, ocorrem tensões perigosas. Ao tocar peças com tensão aplicada (por exemplo: bobina de ignição), existe o risco de descarga elétrica em função de isolação danificada (por exemplo: fissuras em cabos de ignição). Isto se aplica tanto ao lado primário como secundário do sistema de ignição, ao chicote e respectivas conexões, sistemas de iluminação (Litronic) e à conexão de aparelhos de teste.

Precauções:

Conectar aparelhos de teste somente a tomadas devidamente protegidas

e

aterradas.

Usar somente os cabos de ligação que acompanham os aparelhos de

teste. Usar somente extensões com contatos de segurança.

Substituir os cabos com isolação danificada (por exemplo: cabos de ligação à rede ou cabos de ignição). Conectar os analisadores primeiro à rede elétrica antes de conectá-lo ao veículo.

ignição).

Conectar o analisador à massa do motor ou da bateria (B) antes de ligar

a ignição.

Fazer intervenções no sistema elétrico de veículos somente com a ignição desligada. Intervenções são por exemplo: conexão de aparelhos de teste, substituição de componentes do sistema de ignição, desmontagem de elementos (por exemplo: alternadores), ligação de elementos em uma bancada de teste etc. Quando possível, realizar trabalhos de teste e ajuste somente com a ignição desligada e o motor parado. Nos trabalhos de teste e ajuste com a ignição ligada ou com o motor em funcionamento, nunca tocar em peças condutoras de tensão. Isto vale tanto

Substituir os cabos com isolação danificada (por exemplo: cabos de

A-22

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

para as ligações do aparelho de teste como ligações de elementos em bancos de provas.

apropriados.

união.

Fazer as conexões de teste somente com os elementos de ligação

Encaixar corretamente os conectores de teste e atentar para uma perfeita

Nunca abrir a carcaça dos aparelhos de medição.

Risco de agressão ao aparelho respiratório
Risco de agressão ao aparelho respiratório

D

Na medição do gás de escape são empregadas mangueiras coletoras de gás de escape que, em caso de aquecimento acima de 250 ºC ou em caso de incêndio, liberam um gás altamente tóxico (fluoreto de hidrogênio) que pode agredir o aparelho respiratório.

Precauções:

Em caso de inalação procurar imediatamente um médico!

Em caso de inalação procurar imediatamente um médico! Na eliminação de resíduos de combustão, usar luvas

Na eliminação de resíduos de combustão, usar luvas de neopreno ou PVC.

Neutralizar resíduos de combustão com solução hidróxido de cálcio. Serão formados fluoretos de cálcio atóxicos, que podem ser lavados.

Risco de corrosão

Risco de corrosão

Ácidos e soluções alcalinas causam ferimentos graves na pele desprotegida. Junto com a umidade (água) o fluoreto de hidrogênio forma o ácido fluorídrico. O condensado que se acumula na mangueira coletora e no reservatório de condensado também contém ácido. Na substituição do sensor de medição de O 2 , observar que o sensor de medição contém solução alcalina. Na substituição do sensor de medição de NO, observar que o sensor de medição contém ácido.

MOTORES MWM

A-23

Introdução

Introdução

Precauções:

Lavar imediatamente as partes agredidas da pele com água abundante, em seguida procurar auxílio médico! sensor de medição de NO e O 2 é lixo especial que deve ser destinado em separado. O setor de Equipamentos Técnicos Volkswagen providencia a destinação adequada dos sensores de medição. Havendo vazamento de um cristal líquido de um display danificado, é essencial evitar o contato direto com a pele, inalação ou ingestão desse líquido!

Precauções:

o cristal líquido com água abundante e sabão.

Lavar cuidadosamente a pele e as roupas que entraram em contato com

Procurar imediatamente um médico em caso de inalação ou ingestão.

imediatamente um médico em caso de inalação ou ingestão. Risco de asfixia Emissões veiculares contêm monóxido

Risco de asfixia

Emissões veiculares contêm monóxido de carbono (CO), um gás incolor e inodoro. Quando inalado, o monóxido de carbono provoca deficiência de oxigênio no organismo. É necessário um cuidado especial nos trabalhos em valetas, uma vez que alguns elementos do gás de escape são mais pesados que o ar e se depositam no fundo da valeta. Cuidado também com os sistemas de escape de veículos.

Precauções:

Cuidar para que haja sempre uma boa ventilação e exaustão (principalmente em valetas). Em ambientes fechados ligar e conectar sempre a exaustão.

Em ambientes fechados ligar e conectar sempre a exaustão. Risco de ferimento Risco de esmagamento Em

Risco de ferimento Risco de esmagamento

sempre a exaustão. Risco de ferimento Risco de esmagamento Em veículos sem trava de deslocamento existe

Em veículos sem trava de deslocamento existe por exemplo: o risco de ser esmagado contra uma bancada. Nos motores em funcionamento ou mesmo parados existem peças rotativas e móveis (por exemplo: polias), que podem

A-24

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

provocar ferimentos em dedos e braços. Principalmente em ventiladores elétricos existe o risco de acionamento inesperado mesmo com o motor ou a ignição desligados. Existe ainda o risco de tropeço nos rolos salientes/ avançados, nos cabos de ligação e cabo de ligação à rede elétrica para o sistema de teste.

Precauções:

Travar o veículo contra deslocamento durante o teste. Posicionar a alavanca do câmbio automático na posição de estacionamento (“Park”), puxar o freio de mão ou bloquear as rodas com calços. Não tocar em peças rotativas / móveis com o motor em funcionamento.

Nos trabalhos em ou próximos a ventiladores elétricos, primeiro deixar o motor esfriar, depois desconectar o plug do ventilador. Não deixar os cabos de ligação do aparelho de teste próximos à área de peças rotativas. Instalar os cabos de modo a evitar tropeços.

Travar as rodas do rack de transporte do sistema de teste para prevenir

deslocamento involuntário.

D

Risco de queimadura

Risco de queimadura

Nos trabalhos junto ao motores quente existe risco de queimadura em caso de contato ou aproximação de componentes como por exemplo: coletor de escape, turbocompressor, sonda Lambda etc. Estes componentes podem atingir temperaturas de centenas de graus centígrados. Dependendo da duração da medição do gás de escape, também poderá haver um aquecimento da sonda coletora do analisador de gás de escape.

Precauções:

Usar equipamento de segurança, por exemplo: luvas. Deixar o motor esfriar, o que também vale para aquecimento estacionário. Não colocar os cabos de ligação dos aparelhos de teste sobre ou próximos a peças quentes. Não deixar o motor funcionando além do tempo necessário ao teste/regulagem.

MOTORES MWM

A-25

Introdução

Introdução

Introdução Risco de incêndio Risco de explosão Em trabalhos no sistema de injeção/preparação da mistura existe

Risco de incêndio Risco de explosão

Introdução Risco de incêndio Risco de explosão Em trabalhos no sistema de injeção/preparação da mistura existe

Em trabalhos no sistema de injeção/preparação da mistura existe o risco de incêndio e explosão devido à presença do combustível e dos vapores do combustível.

Precauções:

Desligar o sistema de ignição.

Deixar o motor esfriar.

Nenhuma chama aberta ou fontes de faísca.

Não fumar.

Recolher vazamentos de combustível.

Assegurar boa ventilação e exaustão em ambientes fechados.

Ruído

Ruído

Nas medições em veículos, principalmente com o motor em alta rotação, poderão ocorrer níveis de ruído superiores a 70 dB(A). Níveis de ruído dessa intensidade incidindo por um período prolongado sobre o ser humano podem provocar danos auditivos.

Precauções:

ser protegidos contra ruídos.

Caso necessário, os locais de trabalho próximos ao local de teste deverão

Quando necessário, o operador deverá usar protetores auriculares.

A-26

MOTORES MWM

Introdução

Introdução

HABILITAÇÃO DE TIPO DE VEÍCULO

Para habilitar um tipo de veículo, proceda da seguinte forma:

• Desligue o VCO-950.

veículo, proceda da seguinte forma: • Desligue o VCO-950. • Mantenhas as teclas simultaneamente e ligue

• Mantenhas as teclas

simultaneamente e ligue o VCO-950.

pressionadas

• O VCO-950 mostrará a opção

“Habilita Tipo de Veiculo ?”.

• Pressionando a tecla

,“Habilita Tipo de Veiculo ?”. • Pressionando a tecla D •O VCO-950 acessará a lista de

D

•O VCO-950 acessará a lista de tipos de veículos que podem ser habilitados.

• Use as teclas

tipo de veículo desejado.

habilitados. • Use as teclas tipo de veículo desejado. para escolher a • Pressionando a tecla

para escolher a

• Pressionando a tecla

,
,

• O VCO-950 irá solicitar a senha

para habilitar o tipo de veículo.

A senha é um número de cinco dígitos que deve

ser digitado da seguinte forma:

• Selecione o dígito a ser alterado com as teclas

forma: • Selecione o dígito a ser alterado com as teclas . A tecla retorna ao
.
.

A tecla

retorna ao dígito anterior. (O dígito selecionado é indicado por um pequeno traço).

avança para o próximo dígito, e a tecla

• Com as teclas

avança para o próximo dígito, e a tecla • Com as teclas altere o valor do

altere o valor do dígito selecionado.

• Após alterar o último dígito, pressione a tecla

.
.

MOTORES MWM

A-27

Introdução

Introdução

Versao XXX NS: XXXXXX Habilita Tipo de Veiculo? As teclas selecionam o tipo de veículo.
Versao XXX
NS: XXXXXX
Habilita
Tipo de
Veiculo?
As teclas
selecionam o tipo
de veículo.
Tipo de Veiculo:
XXX
Digite a Senha:
As teclas
alteram o valor do dígito
selecionado.
As teclas
fixam o valor escolhido e
00000
selecionam outro dígito.
Se a senha for digitada
corretamente, o
VCO - 950 habilita
a escollha de modelos.
Senha Incorreta
Tipo de Veiculo
Habilitado
Se a senha for digitada
incorretamente, será
necessário desligar
o VCO-950 e ligá-lo
novamente.
Habilitar Outro
Tipo de Veiculo?
Outro Modelo?
NAO
SIM

Pronto para iniciar os testes.

A-28

MOTORES MWM

Impressão

Impressão

IIMMPPRREESSSSÃÃOO DDEE RREELLAATTÓÓRRIIOOSS

Opcao: 2/4 2.Impressao? Imprime Data? Não Sim Continua na página seguinte. O cursor fica piscando
Opcao:
2/4
2.Impressao?
Imprime Data?
Não
Sim
Continua na página seguinte.
O
cursor fica piscando em
cima do dia.
Escolha Data
1
/ 1/ 95
A
seta
de 1 a 31 e a
aumenta
diminui.
A
tecla
fixa o dia.
O
cursor fica piscando em
cima do mês.
A
seta
Escolha Data
de 1 a 12 e a
aumenta
diminui.
1/
1
/ 95
A
tecla
fixa o mês.
O
cursor fica piscando
em cima do ano.
Escolha Data
1/ 1/
95
A
seta
aumenta a
partir de 95.
diminui.
A
tecla
fixa o ano.
Continua na página seguinte.
MOTORES MWM
A seta aumenta a partir de 95. diminui. A tecla fixa o ano. Continua na página

A-30

Impressão

Impressão

continuação

Imprime Placa? Não Sim O cursor fica piscando em Escolha Placa cima do primeiro dígito.
Imprime Placa?
Não
Sim
O
cursor fica piscando em
Escolha Placa
cima do primeiro dígito.
000
0
A
seta
de 0 a 9 e a
aumenta
diminui.
A
tecla
fixa o mês.
Escolha Placa
000
0
Escolha Placa
000
0
Escolha Placa
000
0
Impressora
Ligada?
Imprimindo
Erro de Impress

MOTORES MWM

Teclando

000 0 Impressora Ligada? Imprimindo Erro de Impress MOTORES MWM Teclando retorna à página anterior. A

retorna à página anterior.

A-31

D

Impressão

Impressão

EEXXEEMMPPLLOOSS DDEE RREESSUULLTTAADDOOSS DDEE IIMMPPRREESSSSÃÃOO

a) Impressão apresentando somente códigos de erros presentes:

####################################################

SCANNER

Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema: ISBe

VCO - 950

#################################################### CODIGOS DE DEFEITOS PASSADOS:

Nenhuma Falha Foi Detectada !!

CODIGOS DE DEFEITOS PRESENTES:

Cod. 523 Sensor Temp. Ar Int/CC Vbat Cod. 537 Regul. Temperatura óleo Falha

RESPONSAVEL:

b) Impressão apresentando somente códigos de erros passados:

####################################################

SCANNER

Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema: ISBe

VCO - 950

#################################################### CODIGOS DE DEFEITOS PASSADOS:

Cod. 523 Sensor Temp. Ar Int/CC Vbat Cod. 537 Regul. Temperatura óleo Falha

CODIGOS DE DEFEITOS PRESENTES:

Nenhuma Falha Foi Detectada ! !

RESPONSAVEL:

A-32

MOTORES MWM

Impressão

Impressão

c) Impressão apresentando códigos de erros passados e presentes:

####################################################

SCANNER

Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema: ISBe

VCO - 950

#################################################### CODIGOS DE DEFEITOS PASSADOS:

Cod. 530 Reg Valv. Marcha-lenta Int/CC Vbat

CODIGOS DE DEFEITOS PRESENTES:

Cod. 518 Potenc. Pedal acelerador Int/CC Vbat

RESPONSAVEL:

D

d) Impressão quando não são lidos os códigos de defeitos:

####################################################

SCANNER

Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema: ISBe

VCO - 950

####################################################

Teste Nao Executado

MOTORES MWM

A-33

Manual de Operações

Manual de Operações

SSiisstteemmaa ddee iinnjjeeççããoo eelleettrrôônniiccaa:: MMWWMM

6Cil. X12 EDC 07 4Cil. X12 EDC 07

1 Menu Principal

Opcao: 1/4   Continua no item 2 deste manual.

Opcao:

1/4

 

Continua no item 2 deste manual.Opcao: 1/4  

1.Testes?

1.Testes?
 
     
   
  Imprime informações
 

Imprime informações

 

Opcao:

2/4

Opcao: 2/4 dos códigos de defeitos. Ver pág. A-29 deste manual.

dos códigos de defeitos. Ver pág. A-29 deste manual.Opcao: 2/4

2.Impressao?

   
     
     
 
    Apaga memória de defeitos da ECU. Ver pág. A-17 deste manual.
   

Apaga memória de defeitos da ECU. Ver pág. A-17 deste manual.   

Opcao:

3/4

Opcao: 3/4

3.ApagarMemoria?

     
 
   
 
  Número de identificação da ECU. Ver pág. A-18 deste manual.
 

Número de identificação da ECU. Ver pág. A-18 deste manual. 

Opcao:

4/4

Opcao: 4/4

4.Numero Modulo?

 
da ECU. Ver pág. A-18 deste manual. Opcao: 4/4 4.Numero Modulo?   A - 3 4

A-34

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

2 Menu Testes

Continua no item 3 deste manual.

Teste:

1.Cod. Defeito?

1/5

no item 3 deste manual. Teste: 1.Cod. Defeito? 1/5 Efetua diversas leituras de Teste: 2/5 2.Leituras?
no item 3 deste manual. Teste: 1.Cod. Defeito? 1/5 Efetua diversas leituras de Teste: 2/5 2.Leituras?
no item 3 deste manual. Teste: 1.Cod. Defeito? 1/5 Efetua diversas leituras de Teste: 2/5 2.Leituras?
Efetua diversas leituras de Teste: 2/5 2.Leituras? parâmetros do sistema. Continua no item 4 deste
Efetua diversas
leituras de
Teste:
2/5
2.Leituras?
parâmetros do sistema.
Continua no item 4
deste manual.
Efetua diversas
leituras de
Teste:
3/5
3.LeitEspeciais
parâmetros do sistema.
Continua no item 4
deste manual.

Continua no item 5 deste manual.

Ajusta parâmetros do Volksguard. Obs.: Necessita de senha.

Teste: 4/5 4.Atuadores?
Teste:
4/5
4.Atuadores?

Teste:

5/5

5.Volksguard?

Volksguard. Obs.: Necessita de senha. Teste: 4/5 4.Atuadores? Teste: 5/5 5.Volksguard? MOTORES MWM A - 3
Volksguard. Obs.: Necessita de senha. Teste: 4/5 4.Atuadores? Teste: 5/5 5.Volksguard? MOTORES MWM A - 3
Volksguard. Obs.: Necessita de senha. Teste: 4/5 4.Atuadores? Teste: 5/5 5.Volksguard? MOTORES MWM A - 3

MOTORES MWM

A-35

D

Manual de Operações

Manual de Operações

3

Códigos de Defeito

Defeito: 1/3 1.Def. Presentes Consulte as tabelas de defeitos nos itens 3.1 e 3.2 Consulte
Defeito:
1/3
1.Def. Presentes
Consulte as
tabelas de
defeitos nos
itens 3.1 e 3.2
Consulte a
Defeito:
2/3
tabela de
2.Def. Passados
defeitos.
Consulte a
Defeito:
3/3
tabela de
3.Def. Intermit.
defeitos.
a Defeito: 3/3 tabela de 3.Def. Intermit. defeitos. Os códigos são apresentados como na tela abaixo:

Os códigos são apresentados como na tela abaixo:

Sintoma Contador

como na tela abaixo: S i n t o m a Contador C ó d i

Código

Cod:P0120-02 01 Pedal Acelerador
Cod:P0120-02 01 Pedal Acelerador

Cod:P0120-02 01 Pedal Acelerador

Contador C ó d i g o Cod:P0120-02 01 Pedal Acelerador Mensagem Código Sintomas 0 Sem

Mensagem

Código

Sintomas

0

Sem sintoma

1

Acima da faixa

2

Abaixo da faixa

3

Tensão de alimentação acima da faixa

4

Sem Sinal

8

Sinal não plausível

9

Valor medido acima da faixa

10

Valor medido abaixo da faixa

12

Tensão de alimentação abaixo da faixa

A-36

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

Tabela de códigos de defeito

Código

Mensagem

Descrição

P0100

Sensor MAF

Sensor de massa de ar

P0105

SensorPressAtmos

Sensor de pressão atmosférica

P0110

SensorTempArAdm

Sensor de temperatura do ar da admissão

P0115

SensorTemperAgua

Sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor

P0120

Pedal Acelerador

Pedal do acelerador

P0180

SensorTempCombus

Sensor de temperatura do combustível

P0190

PressaoCombustiv

Sensor de pressão do combustível

P0195

SensorTempOleoMt

Sensor de temperatura do óleo do motor

P0201

Injetor Combust1

Injetor de combustível do cilindro 1

P0202

Injetor Combust2

Injetor de combustível do cilindro 2

P0203

Injetor Combust3

Injetor de combustível do cilindro 3

P0204

Injetor Combust4

Injetor de combustível do cilindro 4

P0205

Injetor Combust5

Injetor de combustível do cilindro 5

P0206

Injetor Combust6

Injetor de combustível do cilindro 6

P0219

SinalRotacaoMot

Sinal de rotação do motor excedeu o limite máximo

P0220

Pedal Acelerador

Pedal do acelerador

P0230

PowerStage 7

Estágio de força higside 7

P0231

ValvulAlivioRail

Válvula de alívio de pressão do combustível

P0232

PressaoCombustiv

Pressão do combustível

P0233

PressaoCombustiv

Pressão do combustível

P0235

SensorPressArAdm

Sensor de pressão do ar de admissão

P0239

SensorTempArAdm

Sensor de temperatura do ar de admissão

P0301

BalanceCilindro1

Balanceamento do cilindro 1

P0302

BalanceCilindro2

Balanceamento do cilindro 2

P0303

BalanceCilindro3

Balanceamento do cilindro 3

P0304

BalanceCilindro4

Balanceamento do cilindro 4

P0305

BalanceCilindro5

Balanceamento do cilindro 5

P0306

BalanceCilindro6

Balanceamento do cilindro 6

P0320

SinalRotacaoMot

Discrepância entre o sinal medido pelo sensor de fase e de rotação

P0335

SinalRotacaoMot

Sensor de rotação

MOTORES MWM

A-37

D

Manual de Operações

Manual de Operações

P0340

SensFaseComaValv

Sensor de fase no comando de válvula

P0400

Sistema EGR

Sistema EGR

P0500

SensorVelocidade

Sinal do sensor de velocidade do veículo

P0520

SensorPressOleoM

Sensor de pressão do óleo do motor

P0555

ErroDesligameECM

Erro de desligamento da ECM

P0560

Tensao Bateria

Tensão da bateria

P0561

TensaoAlimentECM

Tensão de alimentação da ECM

P0571

InterruptFreio

Interruptor do pedal do freio

P0572

PilotoAutomatico

Piloto automático

P0606

Mau Func. ECM

Informação do número de vezes que a ECM foi reiniciada devido a erro

P0650

Lampada Diagnose

Lâmpada de diagnose ou lâmpada de parada de emegência

P0703

Conversor Torque

Conversor de Torque

P0704

InterruEmbreagem

Interruptor do pedal da embreagem

P1125

RegulPressTurbo

Regulador da pressão do turbo

P1285

ErroDesligameECM

Erro no teste de desligamento da ECM

P1604

Erro Interno ECM

Erro de verificação do bloco 1 da memória EEPROM

P1605

Erro Interno ECM

Erro de gravação na EEPROM

P1606

BancoCapacitor 1

Banco de capacitores 1

P1607

BancoCapacitor 2

Banco de capacitores 2

P1609

Controle Tracao

Controle de tração

P1610

Transmissao

Controle da transmissão

P1611

MaufuncionamCAN

Maufuncionamento do módulo controlador CAN

P1612

SensorNivel Agua

Sensor de nível da água de arrefecimento do motor

P1613

SensorAguaCombus

Sensor de água no combustível

P1614

Erro Interno ECM

Erro na EEPROM, não foi feito o afterrun

P1615

Erro Interno ECM

Erro de verificação do bloco 3 da memória EEPROM

P1625

Rele Principal

Relé principal

P1670

AquecPartidaFria

Aquecedor de partida a frio

P1671

PowerStage 2

Estágio de força lowside 2

P1672

PowerStage 3

Estágio de força lowside 3

P1673

PowerStage 4

Estágio de força lowside 4

A-38

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

P1674

LampAdvertencia

Lâmpada de advertência

P1680

PowerStage 1

Estágio de força higside 1

P1681

PowerStage 2

Estágio de força higside 2

P1682

PowerStage 3

Estágio de força higside 3

P1683

Freio Motor

Freio motor

P1684

PowerStage 5

Estágio de força higside 5

P1685

PowerStage 6

Estágio de força higside 6

P1687

Motor de Partida

Motor de partida

P1688

PowerStage 9

Estágio de força higside 8

P1689

PowerStage 10

Estágio de força higside 10

P1690

BombaCombustRail

Bomba de combustível para o Rail

P1691

AtuadPressaoTurb

Atuador de pressão no turbo

P1693

PowerStage 1

Tacográfo

P1694

PowerStage 2

Estágio de força , baixo sinal 2

P1695

PowerStage 3

Estágio de força , baixo sinal 3

P1696

PowerStage 4

Estágio de força , baixo sinal 4

4

Leituras

Tabela de leituras

D

Mensagem

Descrição

AguaNoCombust N

Água no combustível (S/N)

BancoCap1 00.00V

Banco de capacitores C1

BancoCap2 00.00V

Banco de capacitores C2

Bateria

00.00V

Tensão da bateria

Chave Ignicao L

Estado do terminal 15 (L/D)

Freio Motor

D

Estado do freio motor (L/D)

InicioInj

001º

Inicio da injeção de combustível

Int Kickdown

D

Interruptor de Kickdown (L/D)

InterrFreioEst D

Estado do freio de estacionamento (L/D)

InterruEmbreageL

Estado da embreagem(L/D)

InterruptFreio L

Estado do interruptor do freio

LimPTO

0000RPM

Limite superior de rotação do PTO

LimRMax 0000RPM

Limite de rotação máxima que pode ser programada pela ferramenta

MOTORES MWM

A-39

Manual de Operações

Manual de Operações

LimRMin 0000RPM

Limite de rotação mínima que pode ser programada pela ferramenta

LimRota 0000RPM

Rotação máxima permitida para a marcha atual

LimVeMax 000km/h

Limite de velocidade máxima que pode ser programada pela ferramenta

Marcha Selec

0

Marcha detectada pela ECM

MaxPTO

0000RPM

Máxima rotação do PTO

MaxPilAu 000km/h

Velocidade máxima do piloto automático

MinPilAu 000km/h

Mínima velocidade para ativar o piloto automático

NivNormalAgua S

Nível da água dentro do limite (S/N)

OffsetML 0000RPM

Off-set da marcha lenta

Pedal Acel 000%

Pedal do acelerador

PolaSensFase

0

Polaridade do sensor de fase

PolaSensRota

0

Polaridade do sensor de rotação

PrCombus 0000bar

Pressão do Combustível (Common-Rail)

PrTurbo

000bar

Pressão de admissão

PresAtm 0000mBar

Pressão atmosférica

PresOleo 0.00bar

Pressão do óleo do motor

RefRotML 000RPM

Valor base da marcha-lenta

Rotacao 0000RPM

Rotação do motor

TempAgua

000ºC

Temperatura da água

TempArAdm 000ºC

Temperatura do ar de admissão

TempComb

000ºC

Temperatura do combustível

TempOleoM 000ºC

Temperatura do óleo do motor

VelIns

000km/h

Velocidade instantânea do veiculo

VelMax

000km/h

Limite de velocidade programada

VelPilAu 000km/h

Velocidade selecionada no Piloto Automático

A-40

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

Leituras especiais

Mensagem

Descrição

Data ProgramaECM XXXXXXXXXXXXXXXX

Data de programação da ECM

Modelo Motor XXXXXXXXXXXXXXXX

Tipo do motor

NroChassiVeic.

VIN

XXXXXXXXXXXXXXXX

NroSerieMotor

Numero de serie do motor

XXXXXXXXXXXXXXXX

Total Horas ECM XXXXXXXXXXXXXXXh

Horas de trabalho da ECM

TotalDistRodada

Distancia Total

XXXXXXXXXXXXXXKm

TotalHorasMotor

Horas de trabalho do motor

XXXXXXXXXXXXXXXh

TotalVezesECMLig

Total de vezes que a ECM foi ligada.

XXXXXXXXXXXXXXXX

VersSoftware ECM XXXXXXXXXXXXXXXX

Versão do software da ECM

MOTORES MWM

A-41

D

Manual de Operações

Manual de Operações

5

Atuadores

Tabela de atuadores

Motor Ligado

Mensagem Rasther

Descrição

CorteCilindro1

Corte Cilindro 1

CorteCilindro2

Corte Cilindro 2

CorteCilindro3

Corte Cilindro 3

CorteCilindro4

Corte Cilindro 4

CorteCilindro5

Corte Cilindro 5

CorteCilindro6

Corte Cilindro 6

Obs.: Corte Cilindro 5 e 6, válidos para motores 6 cilindros.

Corte de cilindro: Identifica desvios de potência individualmente para cada cilindro. Potanto se algum cilindro indicar valores muito diferentes dos outros, significa que o cilindro não está se comportando como os outros. Os testes devem ser feitos com o motor ligado.

A-42

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

Rotação de término de teste

Rotação de término de teste Rotação de início de teste Tempo medido de aceleração do motor

Rotação de início de teste

Rotação de término de teste Rotação de início de teste Tempo medido de aceleração do motor

Tempo medido de aceleração do motor

Atuador: X/Y X.CorteCilindro O veículo deve estar em marcha-lenta Aguarde No corte cilindro, se o
Atuador:
X/Y
X.CorteCilindro
O veículo deve
estar em
marcha-lenta
Aguarde
No corte cilindro, se o
motor estiver desligado,
fica em aguarde e
depois da falha de teste
Falha no Teste!
Rotacao Maxima
XXXXRPM
Rotacao Minima
XXXRPM
Tempo Medido
XXXXXms

MOTORES MWM

A-43

D

Manual de Operações

Manual de Operações

Motor Parado

Mensagem Rasther

Descrição

Teste Compress

Identifica desvio de compressão para cada cilindro, devido a algum desgaste.

Atuador: 1/1 1.Teste Compress Coloque o Cambio no NEUTRO Para realizar os testes, o câmbio
Atuador:
1/1
1.Teste
Compress
Coloque o Cambio
no NEUTRO
Para realizar os testes, o câmbio
deve estar no neutro, o freio de
estacionamento deve estar acionado
e
o motor parado.
Acione Freio de
Estacionamento
Aguarde
Aguarde 10 segundos
Falha no Teste!
Ligue
Tente ligar o motor até aparecer
o Motor
a
tela abaixo.

Continua na outra página

A-44

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

Continuação

T1 cil1 XXXXms

T2 cil1

XXXXms

 
 
T1 cil1 XXXX m s T2 cil1 XXXX m s   T1 cil2 XXXX m s

T1 cil2 XXXXms

T2 cil2

XXXXms

cil1 XXXX m s   T1 cil2 XXXX m s T2 cil2 XXXX m s T1
cil1 XXXX m s   T1 cil2 XXXX m s T2 cil2 XXXX m s T1

T1 cil3 XXXXms

T2 cil3

XXXXms

 
 
cil2 XXXX m s T1 cil3 XXXX m s T2 cil3 XXXX m s   T1

T1 cil3 XXXXms

T2 cil3

XXXXms

cil3 XXXX m s   T1 cil3 XXXX m s T2 cil3 XXXX m s T1
cil3 XXXX m s   T1 cil3 XXXX m s T2 cil3 XXXX m s T1

T1 cil5

XXXXms

T2 cil5

XXXXms

 
 
T1 cil3 XXXX m s T2 cil3 XXXX m s T1 cil5 XXXX m s T2

T1 cil6 XXXXms T2 cil6 XXXXms

T1 - Tempo de compressão do cilindro, quanto maior, melhor. T2 - Tempo de expansão do cilindro, quanto menor, melhor.

Cilindro 5 e 6 mostrados apenas para veiculos com 6 cilindros.

MOTORES MWM

A-45

D

Manual de Operações

Manual de Operações

6 Volksguard

Procedimento para realização dos ajustes:

Depois de ajustar as funções do Volksguard é necessário teclar retorna até voltar para o menu "Opção" e desligar a ignição por no minímo 10 segundos. Quando ligar a ignição os ajustes serão concluídos.

Mensagem VCO-950

Descrição do Menu

X.Limite Rotacao

Habilita ou desabilita os limites de rotação

X.LimRotMarcha 1

Ajusta o limite de rotação da 1 a marcha

X.LimRotMarcha 2

Ajusta o limite de rotação da 2 a marcha

X.LimRotMarcha 3

Ajusta o limite de rotação da 3 a marcha

X.LimRotMarcha 4

Ajusta o limite de rotação da 4 a marcha

X.LimRotMarcha 5

Ajusta o limite de rotação da 5 a marcha

X.LimRotMarcha 6

Ajusta o limite de rotação da 6º marcha

X.Max Velocidade

Ajusta máxima velocidade permitida

A-46

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

MOTORES MWM

Digite

Senha

XXXXX

Manual de Operações MOTORES MWM Digite Senha XXXXX Aguarde Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1 ¨ - Ajuste

Aguarde

de Operações MOTORES MWM Digite Senha XXXXX Aguarde Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1 ¨ - Ajuste +

Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1

Senha XXXXX Aguarde Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1 ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM Ajuste Realizado Ver
Senha XXXXX Aguarde Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1 ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM Ajuste Realizado Ver

¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM

Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1 ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM Ajuste Realizado Ver Procedimento ¨ Diminui
Volksguard: 1/8 1.LimRotMarcha 1 ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM Ajuste Realizado Ver Procedimento ¨ Diminui

Ajuste Realizado Ver Procedimento

¨ Diminui

Æ Aumenta

D

A-47

Manual de Operações

Manual de Operações

continuação

Volksguard: 2/8 2.LimRotMarcha 2

 
 
 
Volksguard: 2/8 2.LimRotMarcha 2     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

¨

- Ajuste + Æ XXXXRPM

 
 
Volksguard: 2/8 2.LimRotMarcha 2     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

Ajuste Realizado Ver Procedimento

¨ Diminui

Æ Aumenta

A-48

Volksguard: 3/8 3.LimRotMarcha 3

 
 
 
Volksguard: 3/8 3.LimRotMarcha 3     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

¨

- Ajuste + Æ XXXXRPM

 
 
Volksguard: 3/8 3.LimRotMarcha 3     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

Ajuste Realizado Ver Procedimento

¨ Diminui

Æ Aumenta

Volksguard: 4/8 4.LimRotMarcha 4

 
 
 
Volksguard: 4/8 4.LimRotMarcha 4     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

¨

- Ajuste + Æ XXXXRPM

 
 
Volksguard: 4/8 4.LimRotMarcha 4     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

Ajuste Realizado Ver Procedimento

¨ Diminui

Æ Aumenta

MOTORES MWM

Manual de Operações

Manual de Operações

continuação

MOTORES MWM

Volksguard: 5/8 5.LimRotMarcha 5

 
 
 
Volksguard: 5/8 5.LimRotMarcha 5     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

¨

- Ajuste + Æ XXXXRPM

 
 
Volksguard: 5/8 5.LimRotMarcha 5     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

Ajuste Realizado Ver Procedimento

Volksguard: 6/8 6.LimRotMarcha 6

 
 
 
Volksguard: 6/8 6.LimRotMarcha 6     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

¨

- Ajuste + Æ XXXXRPM

 
 
Volksguard: 6/8 6.LimRotMarcha 6     ¨ - Ajuste + Æ XXXXRPM   Ajuste Realizado Ver

Ajuste Realizado Ver Procedimento

Volksguard: 7/8

 

7.Limite

Rotacao

 
 
Volksguard: 7/8   7.Limite Rotacao   ¨ D Funcao L Æ LimiRotacaoDesab   Ajuste Realizado Ver

¨

D Funcao L Æ

LimiRotacaoDesab

 
 
7/8   7.Limite Rotacao   ¨ D Funcao L Æ LimiRotacaoDesab   Ajuste Realizado Ver Procedimento

Ajuste Realizado Ver Procedimento

¨ Diminui

Æ Aumenta

¨ Diminui

Æ Aumenta

¨ Desabilita

Æ Habilita

D

A-49

Manual de Operações

Manual de Operações

continuação

 

Volksguard: 8/8 8.Max Velocidade

 
 
 
  Volksguard: 8/8 8.Max Velocidade     ¨ - Ajuste + Æ XXKm/h ¨ Diminui Æ

¨ - Ajuste + Æ XXKm/h

¨ Diminui

Æ Aumenta

 
 
    ¨ - Ajuste + Æ XXKm/h ¨ Diminui Æ Aumenta   Ajuste Realizado Ver

Ajuste Realizado Ver Procedimento

 

A-50

MOTORES MWM

PARTE B

Informações Gerais

Introdução

Introdução

Luzes de advertência e Códigos de Falha

O motor eletrônico informa, através das luzes de aviso no painel, possíveis falhas em seus componentes ou sistemas.

painel, possíveis falhas em seus componentes ou sistemas. D -A Luz amarela (2) indica que uma

D

-A Luz amarela (2) indica que uma falha leve está ocorrendo.

-Se acender com o veículo em movimento, não é necessário parar o veículo de imediato, mas verificar a ocorrência na primeira oportunidade>

-A luz vermelha (1) indica que uma falha grave está ocorrendo.

-Se acender com o veículo em movimento, é necessário parar o veículo tão logo as condições de trânsito permitam.

-Logo após acender a lâmpada vermelha, o sistema de proteção pode iniciar o despotenciamento do motor, ou seja, o motor começa a pewrder potência.

MOTORES MWM

B-1

Introdução

Introdução

Códigos de Falha por piscada

A luz de aviso vermelha (1) informa o código da falha através de piscadas.

- Para verificar o código da falha o veículo deve estar parado.

verificar o código da falha o veículo deve estar parado. 1- Gire a chave de partida
verificar o código da falha o veículo deve estar parado. 1- Gire a chave de partida

1-

Gire a chave de partida para a posição ligado (não dar partida no motor)

2-

Conecte os dois conectores soltos que estão na central elétrica

3-

Se houver falha, a luz de aviso vermelha irá piscar o código da falha

Exemplo: código de falha 23

A luz vermelha pisca duas vezes para indicar o número 2 e, em seguida, três vezes para indicar o número 3

Para verificar se há outros códigos de falha na memória, desconecte os conectores e conecte novamente.

Caso haja outro código a lâmpada vermelha irá piscar da mesma forma indicada acima para o novo código.

Se não houver mais códigos de falha na memória, irá piscar novamente o código anterior (23).

B-2

MOTORES MWM

Apresentação dos Sensores e Conectores

Apresentação dos Sensores e Conectores
Apresentação dos Sensores e Conectores A identificação da pinagem nos conectores dos sensores obedece à

A identificação da pinagem nos conectores dos sensores obedece à padronização OBD que determina a leitura dos pinos da direita para a esquerda. A ordem dos números é baseada pela posição do pino trava que está localizado na parte superior do conector do sensor.

Apresentação dos Conectores nos Sensores

do sensor. Apresentação dos Conectores nos Sensores D Dessa forma, a leitura e a identificação dos

D

Dessa forma, a leitura e a identificação dos pinos no conector é feita conforme abaixo:

Sensores D Dessa forma, a leitura e a identificação dos pinos no conector é feita conforme

MOTORES MWM

B-3

Apresentação dos Sensor es e Conectores

Apresentação dos Sensores e Conectores

A leitura no esquema elétrico do sensor segue a seguinte ordem:

A) Sensor de dois pinos:

esquema elétrico do sensor segue a seguinte ordem: A) Sensor de dois pinos: B) Sensor de

B) Sensor de três pinos:

esquema elétrico do sensor segue a seguinte ordem: A) Sensor de dois pinos: B) Sensor de
esquema elétrico do sensor segue a seguinte ordem: A) Sensor de dois pinos: B) Sensor de

B-4

MOTORES MWM

Apresentação dos Sensores e Conectores

Apresentação dos Sensores e Conectores

C) Sensor de quatro pinos:

Apresentação dos Sensores e Conectores C) Sensor de quatro pinos: MOTORES MWM B - 5 D

MOTORES MWM

B-5

D

Apresentação dos Sensor es e Conectores

Apresentação dos Sensores e Conectores

Vista Lateral - Chicote Elétrico do Motor

Apresentação dos Sensor es e Conectores Vista Lateral - Chicot e Elétrico do Motor B -

B-8

MOTORES MWM

PARTE C

Medições

Medições

Medições

Especificações mínimas do multímetro

Tensão DC = 500 mV a 600V Tensão AC = 5 V a 600V Corrente DC = 320 micro A até 10A Corrente AC = 320 micro A até 10A Resistência Ohm = 320 Ohm até 32 Mohm Teste de diodo continuidade audível Temperatura (sensor termopar)

de diodo continuidade audível Temperatura (sensor termopar) Uso de Pontas de Prova Especiais Para reduzir a

Uso de Pontas de Prova Especiais

(sensor termopar) Uso de Pontas de Prova Especiais Para reduzir a possibilidade de danos aos pinos

Para reduzir a possibilidade de danos aos pinos e ao chicote, use as pontas de teste do kit de ferramenta VCO-950 ao efetuar uma medição:

NOTA: Quando efetuar medidas na massa de um bloco, use uma superfície de metal limpa e sem pintura para obter medidas precisas.

MOTORES MWM

C-1

Medições

Medições

Como Medir Amperagem

Certifique-se que as pontas de prova estejam conectadas nos termi- nais do multímetro. Consulte as instruções do fabricante do multímetro. nais do multímetro. Consulte as instruções do fabricante do multímetro.

Abra o circuito no ponto em que a corrente deve ser medida.

Selecione a função de corrente CA (A~) ou CC (A-) no medidor.

Ligue a tensão no circuito sendo medido.

Coloque as pontas de prova do medidor entre as extremidades do circuito aber- to para medir a amperagem e leia a medição exibida.

medidor entre as extremidades do circuito aber- to para medir a amperagem e leia a medição

C-2

MOTORES MWM

Medições

Medições

Como Medir Tensão

Medições Como Medir Tensão Certifique-se de que as pontas de prova estejam conectadas nos terminais do

Certifique-se de que as pontas de prova estejam conectadas nos terminais do multímetro. Consulte as instruções do fabricante do multímetro.

Selecione a função de tensão CA (V~) ou CC (V-) no medidor.

Ligue a tensão no circuito sendo medido.

Encoste a ponta de prova positiva (+) do multímetro no terminal ou pino em que esta sendo medido. Encoste a outra ponta em uma superfície metálica limpa e sem pintura que esteja conectada à massa ou ao terminal negativo (-) da bate- ria e leia a medição exibida.

MOTORES MWM

pintura que esteja conectada à massa ou ao terminal negativo (-) da bate- ria e leia

C-3

Medições

Medições

Como Medir Resistência

Selecione a função resistência no medidor.

Certifique-se de que não haja tensão nos componentes sendo testados.

Desconecte ambas as extremidades do circuito ou do componente a ser medi- do. Encoste uma das pontas de prova em uma extremidade do circuito ou a um terminal do componente. Encoste a outra ponta de prova na outra extremidade do circuito ou ao outro terminal do componente e leia a medição exibida.

ao outro terminal do componente e leia a medição exibida. Utilize as pontas de teste apropriadas

Utilize as pontas de teste apropriadas para reduzir a possibilidade de danos nos pinos do conector. de danos nos pinos do conector.

C-4

Utilize as pontas de teste apropriadas para reduzir a possibilidade de danos nos pinos do conector.

MOTORES MWM

Medições

Medições

Como Fazer o Teste de Continuidade

Selecione a função de continuidade no medidor (normalmente marcada com um símbolo de diodo).

Certifique-se de que não exista tensão aplicada no componente sendo testado.

Desconecte ambas as extremidades do circuito ou do componente a ser medido. Encoste uma ponta de prova em uma das extremidades do circuito ou um dos terminais do componente. Encoste a outra ponta de prova na outra extremidade do circuito ou no outro terminal do componente. Leia a medição exibida.

Se houver um circuito aberto, o medidor não emitirá o “beep”.

um circuito aberto, o medidor não emitirá o “beep”. Utilize as pontas de teste apropriadas para
um circuito aberto, o medidor não emitirá o “beep”. Utilize as pontas de teste apropriadas para

Utilize as pontas de teste apropriadas para reduzir a possibilidade de danos nos pinos do conector.

MOTORES MWM

Utilize as pontas de teste apropriadas para reduzir a possibilidade de danos nos pinos do conector.

C-5

Medições

Medições

Verificação dos Pinos dos Conectores

Ao desconectar os conectores durante o diagnóstico de falhas, os pinos devem sempre ser inspecionados para certificar-se que estes não sejam a causa de uma conexão incorreta. Você deve verificar se existem pinos tortos, corroídos ou torci- dos para trás, bem como se faltam vedações ou se estas estão danificadas.

Umidade no conector

A umidade em um conector também pode ser a causa de problemas de performance do sistema. Muitas vezes torna-se difícil inspecionar um conector quanto à presença de umidade. No caso de suspeita de umidade, o conector deve ser secado com a aplicação de um limpador de contatos. Também pode ser usado um soprador de ar quente ajustado em baixo calor para não danificar o compo- nente ou os fios.

NOTA: Não aplique ar comprimido nas portas do ECM ou no conector. O ar com- primido pode conter umidade devido à condensação.

nas portas do ECM ou no conector. O ar com- primido pode conter umidade devido à

C-6

MOTORES MWM

Medições

Medições

Pinos Corroídos

Inspecione ambos os terminais, macho e fêmea quanto à corrosão, a qual poderá provocar uma conexão elétrica deficiente dentro do conector. Se houver pinos corroídos, estes deverão ser substituídos. Consulte a seção de reparos para o conector específico.

Consulte a seção de reparos para o conector específico. Pinos Empurrados para Trás Inspecione ambos os

Pinos Empurrados para Trás

Inspecione ambos os terminais, macho e fêmea quanto à existência de pinos que não possam estabelecer contato por estarem empurrados para trás no conector. Para efetuar o reparo, empurre o pino no corpo do conector pela parte traseira deste. Certifique-se de que este fique travado no lugar. Substitua o pino se não houver travamento. Consulte a seção de reparos para o conector específico.

Substitua o pino se não houver travamento. Consulte a seção de reparos para o conector específico.

MOTORES MWM

C-7

Medições

Medições

Pinos Tortos ou Expandidos

Inspecione os terminais machos do conector. Se qualquer terminal estiver torto ou expandido de forma a não encaixar facilmente com o outro lado do conector, o pino deverá ser substituído. Consulte a seção de reparos para o conector especí- fico.

a seção de reparos para o conector especí- fico. O curto-circuito com a massa é uma

O curto-circuito com a massa é uma condição em que existe uma cone- xão indevida de um circuito com a massa.

O procedimento para verificação de um curto-circuito com a massa é o seguinte:

1. Desligue a chave de ignição.

2. Desconecte os conectores que necessitem ser testados.

a - Ao testar um sensor, desconecte-o do conector do chicote.

b - Ao testar o chicote do conector no ECM, desconecte também o conec- tor do chicote no sensor ou nos sensores múltiplos.

do conector no ECM, desconecte também o conec- tor do chicote no sensor ou nos sensores

C-8

MOTORES MWM

Medições

Medições

3-

Identifique os pinos que necessitem ser testados.

4-

Inspecione os pinos do conector.

5-

Ajuste o multímetro para medição de resistência.

6-

Encoste uma das pontas de prova do multímetro no pino correto a ser testado.