Você está na página 1de 16

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E


DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

PAULO HENRIQUE DE FREITAS FARIAS

PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR INDIVIDUAL


1º Semestre

Londrina
2013
PAULO HENRIQUE DE FREITAS FARIAS

PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR INDIVIDUAL


1º Semestre

Trabalho de elaboração de portfólio apresentado à


Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, para
produção textual interdisciplinar individual das disciplinas
de Tópicos de Desenvolvimento de Sistemas, Seminário
VI, Ética, Política e Sociedade, Lógica e Técnica de
Programação e Fundamentos da Computação.

Professores: Merris Moxer


Sérgio de Goes Barbosa
Anderson Machado
Marco Hisatomi

Londrina
2013
SUMÁRIO

1  INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 3 
2  OBJETIVO ........................................................................................................... 6 
3  DESENVOLVIMENTO ......................................................................................... 7 
3.1  HTML: É FACIL APRENDER ........................................................................... 7 
3.1.1  Estrutura básica de um documento HTML .................................................... 7 
3.1.2  Parâmetros size, face e color e seus significados ........................................ 7 
3.1.3  Comandos básicos para a construção de uma tabela .................................. 8 
3.1.4  Direcionamento de links em sua página de internet...................................... 9 
3.1.5  Aprimorando a visual da página de web com as cores no HTML ............... 10 
3.2  Humanização e ética no ambiente de trabalho em consonância com os
recursos tecnológicos ................................................................................................ 10 
3.3  DADOS PRIMITIVOS DA LINGUAGEM C# ................................................... 11 
3.4  ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS ................................................................... 12 
3.4.1  Sequencial .................................................................................................. 13 
3.4.2  Relativa ....................................................................................................... 13 
3.4.3  Indexada ..................................................................................................... 13 
4  CONCLUSÃO .................................................................................................... 14 
REFERÊNCIAS ......................................................................................................... 15 
3

1 INTRODUÇÃO

Neste trabalho serão apresentados conceitos introdutórios na área


de tecnologia da informação que poderão ser usados futuramente para
desenvolvimento de sistemas e sua utilização prática, atendendo também as
necessidades não só de área técnica no seu aspecto funcional, mas também
administrativas na formação profissional adequada ao que o mercado de trabalho
busca atualmente.
Para nosso desenvolvimento dos conceitos e atividades aqui
propostas, utilizaremos um estudo de caso descrito no cenário proposto “Nossa
Locadora de Livros”, oferecido pelos professores e abaixo descrito:
A “Nossa Locadora de Livros” é uma empresa privada com fins
lucrativos e está situada na região central da cidade de São Paulo, fundada em 20
de janeiro de 1.990, com o objetivo de atender a demanda de locação de livros.
Seu fundador o Sr. João Carlos é o diretor e conta com um quadro de 7 funcionários
que atuam em diversas áreas, sendo: Paulo Rodrigues, Ana Paula e José Roberto
(depto locação), Márcia Regina (depto compras), André Augusto (depto controle
estoque) e Maria Helena (depto financeiro); desde o início de sua operação a
direção continua sendo o seu fundador.
Seu estoque atual possui 20.000 títulos, que são classificados como:
diamante, ouro, prata e bronze. Sendo os valores da locação distribuídos pela
classificação, respectivamente: R$ 20,00; R$ 15,00; R$ 10,00 e R$ 5,00.
Em 1995, a empresa adquiriu o seu primeiro computador e teve a
necessidade de contratar uma empresa de TI (Tecnologia da Informação) para
informatizar as primeiras rotinas de escritório (uso do editor de texto para geração de
documentos internos, planilhas eletrônicas para controle financeiro e um gerenciador
de tabelas eletrônicas para controlar os empréstimos e devoluções). A empresa
“Alunos da UNOPAR” assumiu esse compromisso e atua plenamente no
desenvolvimento do sistema de locação de livros. Sua estrutura física conta com
uma área total de 200m2. A figura 1 na próxima página apresenta o organograma da
“Nossa Locadora de Livros”.
4

Figura 1. Organograma: Nossa Locadora de Livros

As entrevistas com os usuários começaram pelo Sr. João Carlos,


que apresentou os principais processos de uma forma macro, pois os detalhes serão
tratados com os funcionários específicos de cada área. Hoje a empresa conta com
um controle dos seus livros, sendo que cada livro tem um vínculo com seu autor
(lembrando que um livro pode ter mais de um autor e que um autor também pode
escrever vários livros diferentes), neste controle deverá apresentar também o tipo de
classificação como diamante, ouro, prata ou bronze, o livro só pode ter uma única
classificação. No cadastro do livro deverá ser informado a quantidade de exemplares
que ele possui, ou seja, um livro poderá ter um ou mais exemplares.
Atualmente, quando um cliente vem locar algum livro, ele pode
solicitar o empréstimo de vários livros de uma só vez e a devolução está
condicionada a entrega de todos os exemplares que ele levou. Um exemplar de um
livro poderá ser emprestado várias vezes para vários clientes diferentes em datas
diferentes.
A “Nossa Locadora de Livros”, possui também um controle de
usuários para gerenciar todos os acessos e manipulações realizados pelos seus
funcionários. Estes usuários é que realizam todas as operações no atual sistema,
lembrando que um empréstimo é feito sempre por apenas um usuário, mas que este
usuário poderá registrar vários empréstimos. Após a realização do levantamento de
requisitos foi elaborado o caso de uso da figura 2 pela empresa “Alunos da
UNOPAR”, onde teve a aprovação dos stakeholders.
5

Figura 2. Diagrama de Caso de Uso Empréstimo.

Devido à grande demanda, a empresa fez um planejamento e está


se preparando para abrir uma filial na cidade do Rio de Janeiro.
6

2 OBJETIVO

Esta produção textual interdisciplinar visa à fixação dos conceitos


estudados no decorrer do semestre, proporcionando, de forma didática, a
compreensão dos conteúdos abordados.
7

3 DESENVOLVIMENTO

3.1 HTML: É FACIL APRENDER

O HTML (Hypertext Markup Language) é uma linguagem de


programação e pode ser escrita em qualquer editor de texto. Seu formato padrão
(.htm ou .html) é usado para o texto e layout de páginas para web. Portanto
necessitamos de um editor de texto e um navegador para a visualização do
resultado de nosso trabalho realizado.

3.1.1 Estrutura básica de um documento HTML

A estrutura básica de um documento em HTML é formada por algum


de seus comandos denominados TAGs, dispostos da seguinte forma no documento:
<html>
<head>
</head>

</body>
</body>
</html>

- HTML: Inicia e termina um documento HTML. Através do atributo lang pode-se


identificar a língua na qual o documento será escrito.
- HEAD: Tag responsável pala criação do cabeçalho que são visíveis na aba da
página.
- BODY: Onde será inserido o conteúdo da página, é considerado o corpo do
documento.

3.1.2 Parâmetros size, face e color e seus significados

Os parâmetros acima citados são encontrados na TAG


<font></font>. Ela é usada de forma a delimitar uma porção do texto e aplicar a
formatação especificada por seus atributos que são capazes de mudar a fonte,
8

tamanho e cor.

<font size=n face=nome da fonte color=cor da fonte> texto </font>

- SIZE: Representa o tamanho da fonte que será atribuída desde que esteja entre 1
e 7.

- FACE: Usado para modificar o tipo de fonte que será utilizada. O comando face
aceita vários tipos de fontes. Se formos utilizar mais de uma fonte, devemos separá-
las por vírgula, as ordenando por prioridade para que o browser as procure no
computador. Ou seja, se digitarmos face="Tahoma, Times New Roman, Arial", o
browser irá procurar primeiro pela fonte Tahoma, se não a encontrar, então, ele
passa para Times New Roman, e assim por diante.
- COLOR: Representa a cor da fonte a ser utilizada. Ela pode ser escrita por seu
nome ou na forma hexadecimal.

3.1.3 Comandos básicos para a construção de uma tabela

As tabelas são muito importantes para o designer de uma home-


page. Com elas podemos fazer alinhamentos que dificilmente seriam possíveis com
simples comandos. A funcionalidade de uma tabela faz com que um determinado
site tenha um aspecto mais profissional e o usuário possa navegar de forma mais
eficiente, pois os objetos podem estar melhor posicionados na home-page.
O comando para se inserir uma tabela é <TABLE>; para iniciar uma
linha devemos introduzir a tag <TR> e para uma coluna <TD>. Todos estes
comandos são encerrados como </TABLE>, </TR> e </TD> respectivamente.
Abaixo um exemplo especificado, para uma tabela de 3 colunas por
2 linhas:
<html>
<head>
<title>Nossa Locadora de Livros</title>
</head>
<body>
<center><font color=blue size=6>tabela</font></center>
<br>
<table border=2> <! inicia a tabela e coloca uma borda de espessura igual a 2>
<tr> <! cria a primeira linha da tabela>
<td>primeira coluna </td> <! aqui foi criada uma coluna>
9

<td>segunda coluna </td>


<td>terceira coluna </td>
</tr> <! fecha a primeira linha da tabela>
<tr> <! abre a segunda linha da tabela>
<td> primeira coluna</td>
<td>segunda coluna </td>
<td>terceira coluna </td>
<tr> <! encerra a segunda linha da tabela>
</table> <! encerra a tabela>
</body>
</html>

3.1.4 Direcionamento de links em sua página de internet

Links são os pontos onde clicamos no documento HTML e eles nos


levam a qualquer outro documento da página ou algum site na Internet. Podemos
fazer links internos, para documentos no mesmo servidor, links externos para
qualquer lugar na Web, ou até mesmo links para um mesmo ponto dentro de uma
página. Todos dependem da tag:

<a href="onde quero ir">descrição do local</a>

- "onde quero ir": você coloca o arquivo html que quer visitar, por exemplo
locadora.htm ou por uma URL como http://www.nossalocadoradelivros.com.br;
- "descrição do local": é o que vai aparecer sublinhado na home page indicando que
pode ser clicado. Por exemplo, se a descrição fosse "Clique aqui para visitar a
Nossa Locadora de Livros", você colocaria este código:
<a href="http://www.nossalocadoradelivros.com.br">Clique aqui para visitar a melhor
Locadore de Livros do Brasil</a>

É possível fazer com que clicando em um link você vá diretamente


para uma determinada parte da página no mesmo dosumento. Este recurso é
chamado de âncora interna utilizamos a TAG <a> </a>.
Âncora é a marcação de um recurso dentro do documento que será
o destino de um link definido anteriormente dentro do mesmo documento. É um link
10

que irá pular para alguma parte da mesma página onde se localiza o link.
As âncoras são mais usadas para subir, descer ou ir mais
rapidamente a algum título de um índice dentro da página, ou seja, caso esteja lendo
uma notícia, e deseja ir ao topo da página rapidamente, sem necessitar rolar toda a
página, e clicando em apenas um link.
O código é simples, para a localização (destino da âncora)
utilizamos a mesma TAG de link, sendo com uma subtag diferente: <a
name="NOME"></a> e para o link utilizamos <a href="#NOME">meu link</a>, o uso
do sinal de # é obrigatório.

3.1.5 Aprimorando a visual da página de web com as cores no HTML

As cores possuem um papel muito importante na composição de


páginas de web. Uma visualização atraente aos olhos chama a atenção do usuário a
um determinado objeto e isso pode se tornar uma venda, um cadastro de um novo
cliente atraído por uma promoção, uma melhor disposição de um livro na tela, uma
melhor visualização do conteúdo do seu produto explicado.
O HTML possui alguns comandos que caracterizam as cores nos
textos, nas tabelas ou na definição da cor de fundo de sua página como no exemplo
abaixo especificado: <body color=”red”> ....</body>. Neste comando estamos
dizendo que a cor de fundo de nossa página web ficará vermelha.
O site deve possuir uma identidade marcante que se destaque de
todos os outros. Quando os usuários saírem do site eles devem lembrar-se da marca
Nossa Locadora de Livros. Ao usar as cores de forma correta no site isso com
certeza irá acontecer.

3.2 HUMANIZAÇÃO E ÉTICA NO AMBIENTE DE TRABALHO EM CONSONÂNCIA


COM OS RECURSOS TECNOLÓGICOS

Chegamos a um ponto em nossa sociedade que o trabalhador


quando se vê valorizado humanamente e financeiramente, tende a produzir mais e
cria em si, uma perspectiva de vida melhor, vivenciando e lutando por uma
sociedade mais justa, pois o valor que merecia lhe foi dado e sua satisfação pessoal
11

tende a transformar o ambiente ao seu redor.


Essa satisfação é um conjunto integrado da humanização, o
relacionamento interpessoal e a ética.
Humanizar significa respeitar o trabalhador enquanto pessoa,
enquanto ser humano. Significa valorizá-lo em razão da dignidade que lhe é
intrínseca. Em todos os sentidos dar condições dignas para que execute um bom
trabalho e sinta-se sempre motivado pelo tratamento que recebe. A dignidade jamais
deve ser esquecida ou colocada em segundo plano. A prática da humanização deve
ser observada ininterruptamente.
O relacionamento interpessoal deve-se pautar pelo diálogo, sem o
qual as relações entre os indivíduos gerariam conflitos.
O comportamento ético deve ser o princípio de vida da organização,
uma vez que ser ético é preocupar-se com a felicidade pessoal e coletiva.
É preciso lembrar que uma das maiores exigências sociais na
atualidade, no campo dos negócios públicos e privados, é a vivência irrestrita de
valores não hedonistas, voltados para o bem-estar da coletividade e que têm o ser
humano como a maior e incalculável riqueza de uma sociedade. As implicações daí
decorrentes devem ser profundas na escala de valores individuais, organizacionais e
sociais, de sorte que a cidadania no âmbito das organizações não seja vilipendiada,
mas preservada, estimulada e promovida.

3.3 DADOS PRIMITIVOS DA LINGUAGEM C#

Toda linguagem de programação possui seus tipos de dados


primitivos. Os dados primitivos são os dados suportados diretamente pelo
compilador. Esses dados possuem palavras chaves, dados pre definidos, para
facilitar sua utilização durante a implementação do sistema.
Por exemplo, a palavra chave string mapeia diretamente o tipo
System.String e o conhecimento destes tipos auxilia no desenvolvimento e pode
impactar no desempenho do sistema.
Abaixo um tabela com as palavras chaves, tipos associados a cada
uma delas e a faixa de valores que cada tipo aceita.
12

Palavra Chave Tipo Faixa de valores

bool System.Boolean true ou false

byte System.Byte -127 a 128

char System.Char U+0000 a U+ffff

decimal System.Decimal 1,0 × 10-28 a 7,9 × 1028

double System.Double ±5,0 × 10-324 a ±1,7 × 10308

float System.Single ±1,5 × 10-45 a ±3,4 × 1038

int System.Int32 -2.147.483.648 a 2.147.483.647


-9,223,372,036,854,775,808 a
long System.Int64
9,223,372,036,854,775,807
Object System.Object

Sbyte System.Sbyte 0 a 255

Short System.Int16 -32,768 a 32,767

String System.String

Uint System.UInt32 0 a 4,294,967,295

Ulong System.UInt64 0 a 18,446,744,073,709,551,615

Ushort System.UInt16 0 a 65,535

3.4 ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

A organização dos arquivos consiste no modo como os dados estão


internamente armazenados, podendo, sua estrutura, variar em função do tipo de
informação contida no arquivo.
A forma mais simples de organização é através de uma sequência,
não estruturadas de bytes. A aplicação deve definir toda a organização, com
vantagem da flexibilidade, porém de inteira responsabilidade da aplicação.
Alguns Sistemas Operacionais estabelecem diferentes organizações
de arquivos e cada arquivo deve seguir a um modelo suportado.
13

3.4.1 Sequencial

A Gravação de novos registros só é possível no final do arquivo.


Exemplo: Fita Magnética

3.4.2 Relativa

É mais eficiente que o sequencial, permite a leitura/gravação de um


registro diretamente na sua posição através do número do registro, que é a posição
relativa ao início do arquivo.
Não existe restrição à ordem em que os registros são lidos ou
gravados, sendo sempre necessário especificar o número do registro.
É possível apenas quando o arquivo é definido com registros de
tamanho fixo.

3.4.3 Indexada

É o mais sofisticado dos métodos, tem como base o acesso direto.


O arquivo deve possuir uma área de índice onde existam ponteiros
para os diversos registros.
Quando a aplicação deseja acessar um registro, deverá ser
especificada uma chave através da qual o sistema pesquisará, na área de índice, o
ponteiro correspondente, a partir disso, acessando diretamente o arquivo.
14

4 CONCLUSÃO

Para a criação de uma empresa ou até mesmo a reestruturação


desta, necessitamos ter conhecimento prévio do que realmente queremos, quais são
as exigências do mercado e como será a continuidade desta transformação, seja ela
no aspecto financeiro ou de promoção humana. Caso não se tenha real
conhecimento das necessidades que possam vir beneficiar o empreendimento,
deve-se contratar um profissional qualificado para que o ajude a executar tal tarefa.
Não podemos apenas mudar nossa fachada e esperar que tal
mudança gere receita e produza crescimento na empresa.
Reestruturar, reorganizar internamente, mudar conceitos, humanizar
o ambiente, deixar que o relacionamento interpessoal seja fator de evolução dentro
da empresa através do diálogo para sempre encontrar o melhor caminho para
soluções que se fizerem necessárias, qualificar os funcionários, são valores que
precisam ser formados dentro da empresa para que a ética seja o princípio da
realização pessoal e profissional de cada integrante.
Podemos ter a melhor ferramenta do mercado, o melhor software, o
melhor sistema operacional, o melhor banco de dados, mas por vezes a solução de
um problema está na simplicidade da metodologia da organização e métodos a
serem utilizados.
Temos que ter a visão técnica que satisfaça o cliente e seja um bem
comum para a solução que busca, mas também temos que ter visão humana
sabendo que o conhecimento é infinito, sujeito a mudanças e sempre adaptáveis à
um novo tempo.
15

REFERÊNCIAS

Biblioteca Digital
www.unoparvirtual.com.br

HTML
http://pt-br.html.net/

Lógica de Progração
http://pt.scribd.com/doc/11011479/Introducao-a-logica-de-Programacao

Fundamentos da Computação
http://www.slideshare.net/rafaelcefetpi/aula-01fundamentos-da-computao

CARBONI, Irenice de Fátima. Lógica de programação. São Paulo: Pioneira, 2003.


Disponível em:
<http://books.google.com.br/books?id=ayWP9w4itLgC&printsec=frontcover&dq=prog
rama%C3%A7%C3%A3o&hl=pt-
R&sa=X&ei=441cUYiYBoPM9ASrwoGQCA&ved=0CGIQ6AEwCQ#v=onepage&q=
programa%C3%A7%C3%A3o&f=false>.

CRUZ, Tadeu. Gerência do conhecimento. 2. ed. Rio de Janeiro: E-papers, 2007.


Disponível em:
http://books.google.com.br/books?id=Abz2HdgpK9AC&pg=PA96&dq=redes+de+comput
adores&hl=en&sa=X&ei=XNwQUbuSFI7e8ATsoICwBw&ved=0CFEQ6AEwBTgK#v=one
page&q=redes%20de%20computadores&f=false

LEITE, Mário. Técnicas de programação: uma abordagem moderna. Rio de Janeiro:


Brasport, 2006. Disponível em:
http://books.google.com.br/books?id=H8A0lZtqaXsC&printsec=frontcover&dq=programa
%C3%A7%C3%A3o&hl=pt-
BR&sa=X&ei=441cUYiYBoPM9ASrwoGQCA&ved=0CEcQ6AEwBA

Sistemas Operacionais
http://www.gsigma.ufsc.br/~popov/aulas/so1/cap10so.html

Humanização, relacionamento interpessoal e ética


http://www.ead.fea.usp.br/cad-pesq/arquivos/v11n1art2.pdf