Você está na página 1de 7

Resumo:

Resumo. O objetivo desse experimento é encontrar à relação existente entre energia e calor. Os
experimentos realizados consistem na determinação do equivalente entre caloria(cal) e Joule
(A) através da medida da variação de temperatura da água e do emprego da relação básica da
calorimetria.Para tais determinações foi obtido um gráfico de temperatura em função do tempo
desde o início do aquecimento do sistema{,E um grafico de potencia em funçao do tempo para
calcular a variaçao de energia no sistema e consequentemente a quantidade de calor dele.}

Palavras chave: energia, calor específico, temperatura.

INTRODUÇÃO

O secador de cabelos, o chuveiro, a lâmpada elétrica, o ferro elétrico, entre outros, funcionam
devido à transformação da energia elétrica em energia térmica (calor), consequência da
passagem da corrente elétrica nestes.Já deve ter observado que nestes aparelhos vem
especificado o valor da potência elétrica (Pel), como por exemplo, a potência elétrica de um
chuveiro igual a 4000 W.De um modo geral a potência elétrica é dada pelo trabalho realizado
pela força elétrica (energia elétrica, Eel) em um intervalo de tempo.

Pel = Eel / ∆ t

A energia elétrica dissipada é dada pela expressão:

Eel = Pel ∆ t (7.1)

ou seja energia elétrica dissipada é igual ao produto da potência elétrica pelo tempo.

Unidade de energia - SI U (E) = 1 joule (1 J)

Relação entre quilowatt-hora (kWh) e joule (J)

1 kWh = 103 (J/s) 3,6 x 103 (s) = 3,6 x 106 J

Equivalente elétrico do calor: o princípio da conservação da energia estabelece que quando o


calor é transformado em outras formas de energia, ou quando outras formas de energia são
transformadas em calor, a quantidade total de energia permanece constante.

Figura 7.1 - James Prescott

Joule (1818/1889)
Em 1850, na Inglaterra, James Prescott Joule, estabeleceu a equivalência entre as quantidades
de calor e de trabalho mecânico. Nas medidas realizadas por Joule ele obteve que para gerar
uma quantidade de calor igual a uma caloria, é necessário realizar um trabalho de 4,186 J.

Esta relação não é válida somente para trabalho mecânico; ela é também válida para outras
formas de trabalho, tal como trabalho realizado pela força elétrica (energia elétrica).

OBJETIVO

• (o objetivo desse experimento e encontrar a relaçao numerica entre a energia e o calor ,


fazendo uso de um termonmetro junto a um a circuito eletrico. Esse valor e encontrado na
literatura ( cal=c4,184J) e foi descobertonpor James P. Joule.

segunda opçao: {Objetivo Geral do estudo

• Determinar o equivalente elétrico do calor utilizando cronômetro manual,um circuito


eletre,um termometro, e comparar com o valor tabelado

Objetivos Espec´ıficos do estudo

• Estudo da relaçao entre calor e energia

• Realizar cclculos de pontencia eletrica,quantidade de calorconservaçao de enegia, e


outros;

• Montagem de graficos de temperaturaXtempo, e potenciaXtempo}

Inicialmente pesou-se a quantidade agua usada e a colocou dentro da caixa de isopor.


tampou-o, mediu-se a temperatura inicial da água e registrou-se a potência do aquecedor.
Depois ligou-se o aquecedor e monitorou-se a temperatura da água a cada 15 segundos e
quando se passou cerca de 6 mintos desligou-se o aquecedor. Manteve-se o calorímetro
fechado e aguardou-se a temperatura da água estabilizar-se. Posteriormente, pesou-se e
mediu-se a temperatura de uma barra alumínio. Abriu-se o calorímetro, colocou-se a barra
de alumínio em seu interior e fechou-o novamente. Continuou-se a medir a temperatura da
água a cada 1 minuto até que esta se estabilizasse.

MATERIAL

1 Fonte de alimentação com indicadores de tensão e corrente.


1 calorímetro Azeheb de capacidade térmica 20 cal/ºC.

1 termômetro digital.

1 cronômetro

2 cabos de ligação.

1 proveta.

Fundamentaçao teorica

Calor

Quando colocamos dois corpos com temperaturas diferentes em contato, podemos observar
que a temperatura do corpo "mais quente" diminui, e a do corpo "mais frio" aumenta, até o
momento em que ambos os corpos apresentem temperatura igual. Esta reação é causada
pela passagem de energia térmica do corpo "mais quente" para o corpo "mais frio", a
transferência de energia é o que chamamos calor.

Calor é a transferência de energia térmica entre corpos com temperaturas diferentes.


(WWW.sofisica.com.br)

Calor sensível

É denominado calor sensível, a quantidade de calor que tem como efeito apenas a alteração
da temperatura de um corpo.

Este fenômeno é regido pela lei física conhecida como Equação Fundamental da
Calorimetria, que diz que a quantidade de calor sensível (Q) é igual ao produto de sua
massa, da variação da temperatura e de uma constante de proporcionalidade dependente da
natureza de cada corpo denominada calor específico.

Assim:

"""Formula de quantidade de calor"""

Onde:

Q = quantidade de calor sensível (cal ou J).


c = calor específico da substância que constitui o corpo (cal/g°C ou J/kg°C).

m = massa do corpo (g ou kg).

ΔT = variação de temperatura (°C).

Para que o estudo de trocas de calor seja realizado com maior precisão, este é realizado
dentro de um aparelho chamado calorímetro, que consiste em um recipiente fechado
incapaz de trocar calor com o ambiente e com seu interior.

Dentro de um calorímetro, os corpos colocados trocam calor até atingir o equilíbrio térmico.
Como os corpos não trocam calor com o calorímetro e nem com o meio em que se
encontram, toda a energia térmica passa de um corpo ao outro.

"""(lê-se que somatório de todas as quantidades de calor é igual a zero)"""

Capacidade térmica

É a quantidade de calor que um corpo necessita receber ou ceder para que sua temperatura
varie uma unidade.

Então, pode-se expressar esta relação por:

C=Q/^variaçao de temperatura

C=mc*variaçao de temperatura/variaçao de temperatura

C=mc

Sua unidade usual é cal/°C.

A capacidade térmica de 1g de água é de 1cal/°C já que seu calor específico é 1cal/g.°C.

{{Condução Térmica

É a situação em que o calor se propaga através de um "condutor". Ou seja, apesar de não


estar em contato direto com a fonte de calor um corpo pode ser modificar sua energia
térmica se houver condução de calor por outro corpo, ou por outra parte do mesmo corpo.

Por exemplo, enquanto cozinha-se algo, se deixarmos uma colher encostada na panela, que
está sobre o fogo, depois de um tempo ela esquentará também.

Este fenômeno acontece, pois, ao aquecermos a panela, suas moléculas começam a agitar-se
mais, como a panela está em contato com a colher, as moléculas em agitação maior
provocam uma agitação nas moléculas da colher, causando aumento de sua energia térmica,
logo, o aquecimento dela.

Também é por este motivo que, apesar de apenas a parte inferior da panela estar
diretamente em contato com o fogo, sua parte superior também esquenta.

Convecção Térmica

A convecção consiste no movimento dos fluidos, e é o princípio fundamental da


compreensão do vento, por exemplo.

O ar que está nas planícies é aquecido pelo sol e pelo solo, assim ficando mais leve e
subindo. Então as massas de ar que estão nas montanhas, e que está mais frio que o das
planícies, toma o lugar vago pelo ar aquecido, e a massa aquecida se desloca até os lugares
mais altos, onde resfriam. Estes movimentos causam, entre outros fenômenos naturais, o
vento.

Formalmente, convecção é o fenômeno no qual o calor se propaga por meio do movimento


de massas fluidas de densidades diferentes.

Irradiação Térmica

É a propagação de energia térmica que não necessita de um meio material para acontecer,
pois o calor se propaga através de ondas eletromagnéticas.

Imagine um forno microondas. Este aparelho aquece os alimentos sem haver contato com
eles, e ao contrário do forno à gás, não é necessário que ele aqueça o ar. Enquanto o
alimento é aquecido há uma emissão de microondas que fazem sua energia térmica
aumentar, aumentando a temperatura.
O corpo que emite a energia radiante é chamado emissor ou radiador e o corpo que recebe,
o receptor.{{---podemos
comentar sobre as tres formas
detransmiçao de calor e focar apenas na primeira
Energia eletrica

""conceito teorico""

formula

Relaçao energia eletricaX calor

""conceito teorico "

formulas

proxima parte: Dados e discurssoes

Conforme indicado no procedimento, foi medida a temperatura em vários instantes. Com


posse dos dados, foi traçado um gráfico de temperatura versus tempo, mostrado abaixo

""grafico1""

logo apos calculamos a potencia do sistema e atraves de x formula e foi traçado um grafico
de potenciaX tempo, importante ressaltar que a area encontrado abaixo na curva dessa
baixo indica a energia gasta no sistema como um todo, e tambem a quantidade de calor total
do sistema conforme a relacao de V e C formulas{que vao estar na relaçao entre calor e
energia)

""grafico2""(potencia antes dos 360s)

e "grafico 3"(potencia depois dos 360s)

{{4. Calcular o valor da quantidade de calor consumida pelo sistema


(responsável pela elevação de

temperatura). A capacidade térmica do calorímetro é 20 cal/oC. Para


temperatura final é

razoável considerar o valor intermediário no patamar de temperatura.

5. Considerar o sistema termicamente isolado e aplicar o Princípio da


conservação da energia

para determinar o equivalente elétrico do calor (Q = E).

6. Comparar o valor experimental com o valor tabelado igual a 1 cal=


4,186 J}}}

CONCLUSAO

&
No estudo dos resultados obtidos foram encontrados baixos niveis de erro para p
equivalente eletrico do calor,possuindo um erro de 3,3% em relaçao ao valor da
literatura,valor esse nao desprezivel mais aceitavel pois alguns fatores nao foram colocados
em conta, como as trocas de calor para o ambiente,a precisao do aparelhos tambem
devemos observar quepara facilitar os calculos admitimos que a tensao e acorrente se
mantinham constantes todo o tempo fato esse que nao e completamente verdadeiro.