Você está na página 1de 29

Sabornato: uma alternativa para a redução do consumo

excessivo de sal

O sabor da Hipertensão: os perigos do uso excessivo do sal de


cozinha (cloreto de sódio) no município de

ALUNOS
2

ORIENTADOR

Data de início: 22/05/2014


Data final:

______________________________________________________

______________________________________________________

______________________________________________________

______________________________________________________

DEDICATÓRIA

Dedicamos todo o nosso trabalho primeiramente a Deus que nos


possibilitou o dom da inteligência, saúde e força para enfrentarmos todos os
caminhos, problemas e dificuldades com garra e perseverança e assim
conseguir a vitória. Aos nossos pais por serem tão presentes, nos incentivando
sempre nos bons caminhos e corrigindo ao nos desviarmos. A nosso orientador
professor que se fez sempre presente, acreditando no nosso potencial e nos
orientando. Por fim, dedicamos esse trabalho também a nós, por todo o
trabalho, dedicação, sofrimento e luta na execução das etapas do projeto.
3

AGRADECIMENTOS

Agradecemos a Deus por tudo que tem feito em nossa vida, pois
sabemos que tudo que temos e conseguimos é por sua vontade. Aos nossos
pais por todo apoio desde o momento do nosso nascimento. Aos nossos
professores, núcleo gestor e funcionários da Escola Estadual Rui Barbosa por
sempre se preocupar com nossa formação e nos propiciar uma educação de
qualidade. E especialmente, ao nosso orientador Víctor Silva do Carmo que
esteve presente desde o início de todo o processo, de forma participativa no
desenrolar das atividades e não nos deixar fraquejar perante as adversidades.
4
5

SUMÁRIO

RESUMO 06

1. INTRODUÇÃO 07

2. OBJETIVO GERAL 08

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 08

4. METODOLOGIA 09

5. RESULTADOS 10

6. CONCLUSÕES 23

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 24

ANEXOS 25
6

RESUMO

A presente pesquisa surgiu com o objetivo de analisar se a população de


Tibau/RN consome adequadamente o sal de cozinha evitando doenças como a
hipertensão. Para tanto, foram realizadas pesquisas por amostragem através
da aplicação de questionários com os cidadãos desse município, em que se
constatou o alto índice de consumo de sal na cidade em comparação com o
que é proposto pela Organização Mundial de Saúde. Com isso, procurando
possíveis soluções para o determinado problema, foi criado um tempero natural
que pudesse substituir o sal em alguns alimentos e/ou em algumas refeições.
Logo depois, com base nos dados coletados e com o apoio da secretaria de
saúde do município, o grupo iniciou um trabalho preventivo por meio da
conscientização da população quanto ao uso excessivo do sal de cozinha,
além ainda da criação de um blog com dicas de boa saúde, uso consciente do
sal e utilização do tempero.

Palavras-chave: Sal, hipertensão, saúde


7

INTRODUÇÃO

O sal de cozinha (cloreto de sódio) é um dos temperos mais utilizados


na mesa do brasileiro como de toda as outras pessoas do planeta. É ele que dá
sabor aos alimentos fazendo com que o gosto dos mesmos se torne bem
atrativo. No entanto, quando usado em excesso ele pode causar vários danos à
nossa saúde, entre eles destaca-se a hipertensão.
Na verdade, o elemento que causa a hipertensão arterial – nome que os
médicos dão para a pressão alta – é o sódio. O nome do sal de cozinha na
química é cloreto de sódio, ou seja, é composto por cloro e sódio. Cada grama
de sal contém 400 miligramas de sódio. Por isso, essa é a nossa principal fonte
do elemento, e também o maior motivo para preocupação.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, o ideal é não ultrapassar o
limite de consumo de 2 gramas de sódio por dia, o que equivale a 5 gramas de
sal. Mas o brasileiro está longe de cumprir essa meta. Em média, cada um de
nós come 12 gramas de sal por dia.
O sal que consumimos não está só no saleiro, nem só na hora de
temperar o arroz e o feijão. Alimentos industrializados o utilizam como
conservante, e temos que incluir esse sódio na conta.
Assim, um projeto que discuta a questão do uso excessivo de sal e suas
consequências, como também que mapeie o município quanto ao consumo
diário de sal ingerido pela população, é algo de extremo valor tanto para a
pesquisa cientifica quanto para o desenvolvimento da saúde na cidade. Dessa
forma, o grande questionamento que se procurou responder foi: Será que a
população de Tibau/RN consome de maneira adequada o sal de cozinha
evitando doenças como a hipertensão? Acreditava-se que a população de
Tibau/RN apresenta um consumo inadequado do sal de cozinha, excedendo o
limite de 5 gramas diários recomendado pela Organização Mundial de Saúde.
Dessa forma, a partir desse pressuposto, partimos para a pesquisa
empírica para que assim pudéssemos responder a essa indagação e verificar
se nossa hipótese seria ou não afirmada.
8

OBJETIVOS

GERAL

Analisar se a população de Tibau/RN consome adequadamente o sal de


cozinha evitando doenças como a hipertensão.

ESPECÍFICOS

• Avaliar o consumo de sal de cozinha utilizado diáriamente pela


população tibauense;

• Provocar na população a preocupação quanto aos perigos do consumo


excessivo diário do sal de cozinha;

• Produzir um tempero natural (a base de ervas) no qual possa substituir o


sal em alguns alimentos e/ou refeições durante dia;

• Conscientizar a população quanto aos riscos do consumo excessivo do


sal de cozinha;
9

METODOLOGIA

O projeto foi elaborado a partir de etapas tendo início com a pesquisa


bibliográfica, em que se descobriu o que seria hipertensão e que uma das
causas dessa doença é o uso excessivo do sal. Logo em seguida foi aplicado
um questionário por amostragem com cerca de 10% da população de Tibau/RN
para se compreender o conhecimento que se tem sobre hipertensão, assim
como, sobre os alimentos consumidos tanto no almoço, como no jantar e
também calcular a estimativa de posteriormente se encontrar no município uma
população de hipertensos. Em seguida, outro questionário foi aplicado com as
pessoas que cozinham em cada casa para se ter uma noção da quantidade de
sal consumida em cada residência por dia. Seguindo, houve análise e
discussão dos dados em que se verificou uma quantidade alta de consumo do
mineral, cerca de 8 g ingeridas diáriamente por pessoa. Seguindo, foi realizada
uma entrevista semiestruturada com o secretário de saúde do município para
se compreender se há na cidade um levantamento do total de hipertensos, se
há algum acompanhamento destes, e ainda, se existe em Tibau algum trabalho
preventivo em relação à hipertensão. Logo depois, apresentamos os dados da
nossa pesquisa ao determinado secretário que ficou muito preocupado quanto
ao resultado. Com isso, fechamos uma parceria com a Secretaria de Saúde do
município para a realização de um trabalho de prevenção e conscientização na
cidade quanto à questão do uso excessivo do sal e os perigos da hipertensão.
O próximo passo foi criar um tempero natural à base de ervas que pudesse
substituir o sal em algumas refeições para amenizar a quantidade diária
consumida pela população. Logo depois, testamos o produto e realizamos uma
pesquisa de mercado através da aplicação de questionários sobre a aceitação
e a intenção de compra do produto. Adiante, confeccionamos um blog com
dicas de boa saúde, uso consciente do sal, informações sobre a hipertensão,
como também sobre nosso tempero.
10

RESULTADOS

Os resultados do trabalho foram sistematizados de acordo com as


etapas desenvolvidas, conforme planejado na metodologia. O processo de
pesquisa e realização desse experimento culminou de maneira positiva para a
resolução do problema.

1. Aplicação de um questionário com a população sobre a


compreensão da hipertensão e hábitos alimentares

Para iniciarmos o trabalho de pesquisa foi necessária a aplicação de um


questionário com a população tibauense, a qual realizamos por meio de
amostragem tomando por base cerca de 10% da população do município. Esse
questionário buscava o levantamento de algumas informações sobre a
compreensão que a população desta cidade tinha sobre a hipertensão e
também a respeito de alguns hábitos alimentares, como pode ser observados
no gráficos a seguir.

Sexo

17%

Masculino
Feminino
83%
11

Idade

17% 16%

15-20 anos
14%
21-30 anos
32% 31-40 anos
21% 41-50 anos
Acima de 50 anos

Contando com você, quantas pessoas


moram em sua casa?

0%

18% 16%
Moro só
2 pessoas

29% 3 pessoas
37%
4 pessoas
acima de 5 pessoas
12

Podemos observar nos gráficos que a maioria da população é constituída


por mulheres e que a maior parte das pessoas entrevistadas tem entre 21 a 40
anos, o que se encaixa perfeitamente levando em consideração que à
hipertensão é uma doença que afeta mais adultos. Com base nos dois últimos
gráficos chegamos a uma média de 120 famílias de acordo com os últimos
dados do IBGE levando em conta que cada família tem em torno de 3 a 4
pessoas.

Para você o que é hipertensão?

Uma doença que afeta as


correntes sanguíneas
aumentando o nível de
circulação do sangue nas veias;

Uma doença que entope as


veias, podendo causar a morte
10% 12% de homens e mulheres;

13%

É uma doença que eleva os


níveis de tensão no sangue,
65% fazendo com que as veias se
estreitem e entupam, fazendo
com que a pressão arterial suba
podendo causar a morte se não
tratada;
A hipertensão é uma doença que
afeta o corpo humano atacando
os orgão e atrofiando as veias,
fazendo com que elas cheguem a
explodir e levem o indivíduo à
morte;
13

Na sua casa tem alguma pessoa


hipertensa?

43%

57% Sim
Não

Se afirmativo, quantos?

10%
12%

1 pessoa
2 pessoas
78% 3 pessoas

Se negativo, conhece alguém?

30%

Não conhece
70% Conhece
14

Percebemos também que a maioria das pessoas abordadas sabiam o que é hipertensão, mas
não tinham a preocupação devida quanto a doença como também que as pessoas que não
sabiam o que é hipertensão eram na maioria dos casos hipertensas. Observamos também que
das famílias abordadas mais da metade afirmou não ter nenhuma pessoa hipertensa em casa,
porém o restante afirmou ter de 1 a 3 pessoas hipertensas na família como também as que
afirmaram não ter ninguém hipertenso na família confirmaram em sua maioria conhecer
alguém que tenha hipertensão.

Qual origem da comida consumida em sua casa?

2% 1%

Preparada em casa
De restaurante
Come em outro lugar

97%

Quem geralmente cozinha?


2%
3% 11%

Mãe
Pai
Filho
84% Empregado(a)
15

Dos itens a seguir qual, geralmente, faz parte da


sua alimentação;
120% 99% 97% 91% 90% 91%
100% 76% 68% 72%
80%
60% 47%
40%
20%
0%

Você tem hábito de acresentar sal na comida


após ela ja preparada?

5%

18%
46% sempre
quase sempre
31% as vezes
nunca

Como você avalia a quantidade de sal


que você consome por dia:

6% 14%
19%
Baixa
Razoável
ideal
61%
alta
16

2. Aplicação de questionário sobre a quantidade de sal utilizada no


preparo dos alimentos com a pessoa que cozinha em cada casa.

Após a realização da pesquisa com a população tibauense em geral,


aplicamos um questionário específico com as pessoas que cozinham em casa
para compreendermos a quantidade de sal utilizada no preparo dos alimentos e
dessa forma consumida pela população. Isso, em relação ao almoço e ao
jantar, como pode ser observado nos gráficos abaixo.

Com que frequência você cozinha?

1% alguns dias da semana


14%
8%
metade dos dias da semana

77% quase todos os dias da


semana
todos os dias da semana

Quais alimentos você costuma utilizar no


preparo da comida no dia-a-dia?
99% 97% 99%
92% 92%
82%

arroz feijão macarrão carne frango peixe outro


17

Esses alimentos são preparados quantas


vezes durante o dia?

Só no almoço
28%
Só na jantar
57%
14% 1% No almoço e no jantar

Aproveito a sobra do almoço


no jantar

Você utiliza sal em todos esses alimentos?

8%

Sim
Não

92%

Qual a quantidade de sal que geralmente você


utiliza para fazer o arroz
0%

40% Uma colher de chá


54% Uma colher de sopa
Meia colher de sopa
6%
Mais de uma colher de sopa
18

Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza


para fazer o Feijão?
1%

38% Uma colher de chá


Uma colher de sopa

52% Meia colher de sopa


Mais de uma colher de sopa

9%

Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza


para fazer o Macarrão
1%

Uma colher de chá


40%
Uma colher de sopa

52% Meia colher de sopa


Mais de uma colher de sopa

7%

Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza


para fazer o Frango
1%

Uma colher de chá


37%
Uma colher de sopa
Meia colher de sopa
57%
Mais de uma colher de sopa

5%
19

Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza


para fazer o Carne
1%

Uma colher de chá


38%
Uma colher de sopa
Meia colher de sopa
55%
Mais de uma colher de sopa

6%

Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza


para fazer o Peixe
1%

30% Uma colher de chá


Uma colher de sopa
Meia colher de sopa
61% Mais de uma colher de sopa
8%

Assim, com base no levantamento e tabulação dos dados e com o apoio


de uma balança de precisão procuramos calcular a quantidade de sal
consumida pela população tibauense diariamente, em relação ao almoço e ao
jantar. Com isso, através das respostas das pessoas em torno da quantidade
utilizada em cada alimento, fizemos a soma dessa quantidade e dividimos pelo
número de pessoas que morava em cada casa chegando a um coeficiente de 8
gramas sal consumidos diariamente por pessoa, excedendo o limite de 5
gramas recomendado pela Organização Mundial de Saúde.
20

3- Entrevista com o secretário de saúde do município de Tibau/RN

Após chegarmos ao resultado da pesquisa, procuramos o secretario de


saúde de nossa cidade afim de sabermos se existia um levantamento do
número de hipertensos no município, como também se existia algum projeto de
trabalho preventivo em relação a hipertensão. Descobrimos então que existia
sim um levantamento do número de hipertensos no município e que também
tinham alguns grupos que faziam o trabalho preventivo contra alguns
problemas de saúde, mas nada especifico a hipertensão.

Então, perguntamos se existia de fato um programa de levantamento ou


banco de dados do número de hipertensos existentes na cidade e ele nos
afirmou que existia sim um levantamento junto à atenção básica da família,
como também que a secretaria de saúde tem três equipes que são
responsáveis pelo mapeamento do número de usuários que são hipertensos e
diabéticos, e que inclusive elas são responsáveis pela entrega dos
medicamentos a esses usuários como também fazer uma consulta periódica
todo mês com esses pacientes. Ele afirmou também que havia um grupo de
hipertensos e diabéticos na cidade que se reúne uma vez no mês para discutir
assuntos relacionados à hipertensão e à diabetes.

Logo em seguida, questionamos se ele não sabia ao certo à quantidade


de hipertensos contando com os que não são usuários do programa e ele
afirmou que não , que hoje ele não tinha esses dados, mas que havia sim à
possibilidade de conseguir esses dados.

Após obtermos essas informações, nossa curiosidade seguinte foi saber


se existia algum tipo de projeto que trabalhasse de forma preventiva quanto à
hipertensão e tivemos à confirmação que à secretaria de saúde trabalha com
um programa chamado PSE (Programa Saúde na Escola), que é um projeto de
promoção e prevenção a problemas de saúde junto aos estudantes e que era o
que as equipes tinham feito até então. Descobrimos também que nos grupos
também são trabalhadas as famílias desses hipertensos para que esses não
venham a se tornar futuros hipertensos.

Então perguntamos como geralmente é feito o tratamento desses


hipertensos e ele nos disse que existe o atendimento clinico, aonde os
21

pacientes vão até as unidades de saúde e fazem uma consulta com o médico
ou com a enfermeira que acompanha e fazem esse trabalho clinico para avaliar
como está à pressão dos pacientes, como também que tem à parte de
promoção à saúde que estava sendo feito tanto com o PSE como com os
grupos de apoio (Saúde à Família).

Em seguida, apresentamos ao secretario de saúde os dados obtidos em


nossa pesquisa afirmando assim que a Organização Mundial de Saúde
recomenda o uso diário de 2 gramas de sódio, o que equivale à 5 gramas de
sal e que em nosso levantamento, por pessoa, são utilizados cerca de 8
gramas de sal diariamente pela população, apenas em relação ao que
consomem no almoço e no jantar, ultrapassando assim o recomendado.

Questionamos então se existia algum projeto que trabalhe com a


diminuição desse número ou que realize qualquer trabalho preventivo, pois é
bastante preocupante, e obtivemos como resposta que são realizados apenas
o PSE (Programa de Saúde na Escola) e a criação dos grupos de apoio à
família que trabalham com palestras e encontros, mas que não havia nenhum
projeto específico à hipertensão. Então, destacamos à importância do PSE,
pois embora à hipertensão seja uma doença de adultos o número de jovens,
adolescentes e crianças hipertensos tem crescido a cada dia.

Em seguida, apresentamos todos os dados da pesquisa ao secretario


de saúde que por sua vez ficou bastante preocupado com a situação da
cidade, então fechamos uma parceria com a secretaria de saúde para
atuarmos fazendo um trabalho preventivo contra a hipertensão em nosso
município que em seguida teve inicio em nossa escola.

4- Criação de um tempero para substituir o sal em alguns alimentos e


pesquisa de aceitação e intenção de compra.

Teríamos que entrarmos mais algumas soluções para que pudesse diminuir o
consumo de sal da população de Tibau-RN, então tivemos a ideia de fazer a
criação de um tempero que pudesse substituir o sal em algumas refeições, não
em todas, pois o mineral é importante para nosso organismo, criamos o
22

tempero no qual chamamos de Sabornato que é a base de ervas naturais


como: salsa,cebola, cebolinha verde, alho,folha de siriguela e manjericão.
Daí, nós tivemos que testar o nosso produto para saber se teria aceitação no
mercado, então fizemos uma pesquisa hedônica de aceitação e intenção de
compra do tempero, com 54 pessoas. Assim, cerca de 86% das pessoas que
fizeram a degustação disseram que gostaram bastante. Quanto à intenção de
compra cerca de 81% dos entrevistados afirmaram que se esse produto
estivesse disponível no mercado certamente comprariam, como pode ser
visualizado nos gráficos abaixo.

Pesquisa Hedônica de Aceitação do Tempero


Desgostei extremamente
2% 2%
Desgostei muito
Desgostei moderadamente
10%
Desgostei ligeiramente
38% Indiferente
Gostei ligeiramente
Gostei moderadamente
48% Gostei muito
Gostei extremamente

Pesquisa Hedônica de Intenção de Compra do


Tempero
2% 0%
Certamente eu compraria
8%
9% Provavelmente eu compraria

Talvez eu compraria/talvez eu não


compraria
Provavelmente eu não compraria
81%
23

Assim projeto se mostrou eficiente, uma vez que conseguiu mapear o


município de Tibau/RN a partir da aplicação de dois questionários detectando o
alto índice de sal consumido diariamente pela população. Com isso, se tem
agora uma base e/ou justificativa para um trabalho preventivo na cidade uma
vez que os dados foram apresentados na secretaria de saúde do município e
constatamos a falta de projetos especificos nesssa área da saúde. E mais, a
pesquisa ainda possibilitou a criação em labortorio de um tempero natural a
base de ervas : Salsa, Cebola, Manjericão, Folha de Ceriguela, Alho e
Cebolinha Verde, de maneira simples e barata que pode substituir o mineral em
algumas refeições diárias possibilitando assim a diminuição do uso excessivo
do sal de cozinha da população.
Por fim, confeccionamos um blog com dicas de boa saúde, uso
consciente do sal, informações sobre hipertensão, assim como, o tempero
Sabornato.

CONCLUSÃO

Assim, com o exposto, pode-se observar que o projeto surgiu a partir de


um problema que aflige todo o município de Tibau/RN e que todos juntos,
população, escola e governo temos que trabalhar coletivamente para a
resolução desse mal que atinge a nossa cidade, pois, se isso não proceder
futuramente estaremos diante de uma cidade de hipertensos, na verdade, se
considerarmos os dados atuais veremos que isso não está muito longe.

Por isso, o projeto “O sabor da hipertensão: os perigos do uso excessivo


do sal de cozinha (cloreto de sódio) no município de Tibau/RN” buscou
contribuir de maneira ativa para o apoio a solução desse problema através do
desenvolvimento de pesquisas com a população, da parceria com a Secretaria
de Saúde, com a conversa com a própria população através de campanhas de
conscientização, com a criação do tempero Sabornato, que pode substituir o
sal em algumas refeições, e com a criação de um blog com dicas de boa saúde
e informação para os jovens, crianças e adultos sobre a hipertensão e o
consumo sal diariamente.
24

Assim, acredita-se que o projeto contribuiu e ainda contribuirá de


maneira significativa tanto para área da pesquisa científica, quanto para a
saúde pública tanto no município de Tibau/RN quanto da região, seja pelos
resultados apresentados, seja por todo trabalho desenvolvido junto à
comunidade através do esforço, da dedicação, como também de estratégias
simples, baratas e, sobretudo, eficazes.

Referências Bibliográficas

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE.


DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA. Hipertensão arterial sistêmica
para o Sistema Único de Saúde. Brasília : Ministério da Saúde, 2006. 58 p. –
(Cadernos de Atenção Básica; 16) (Série A. Normas e Manuais Técnicos).
HEIMANN, Joel C. Sal e hipertensão: aspectos históricos e práticos. Rev.
Bras. Hipertens. Vol 7, Nº 1, Janeiro/Março de 2000. Disponível em:<
http://departamentos.cardiol.br/ dha/revista/7-1/004.pdf>. Acesso em: 26-mai-
2014.
MOLINA, Maria del Carmen Bisi; et al. Hipertensão arterial e consumo de sal
em população urbana. Revista Saúde Pública. 2003; 37(6): 743-750.
Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/rsp/article/viewFile/31657/33543>.
Acesso em: 27-mai-2014.

PASSOS, Valéria Maria de Azeredo; ASSIS, Tiago Duarte; BARRETO Sandhi


Maria. Hipertensão arterial no Brasil: estimativa de prevalência a partir de
estudos de base populacional. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Volume
15 - Nº 1 - jan/mar de 2006. 35-45.

S.A. O sal e seus substitutos. Aditivos e ingredientes. Disponível em: <


http://www.insumos.com.br/aditivos_e_ingredientes/materias/246.pdf>. Acesso
em: 26-mai-2014.
SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA. Revista brasileira de
hipertensão. Volume 17, Número 1, Janeiro/março de 2010. ISSN: 1519-7522.
Disponível em: <http://www.anad.org.br/profissionais/images/VI_Diretrizes_
Bras_Hipertens_RDHA_6485.pdf. Acesso em: 26-mai-2014.
25

ANEXOS
26

Escola Estadual Rui Barbosa

Pesquisa sobre hipertensão e utilização diária de sal

Apresentação do instrumento:

O seguinte instrumento de pesquisa tem o objetivo de recolher dados sobre o


consumo diário de sal ingerido pela população de Tibau/RN, com o intuito de
contribuir com o melhoramento e/ou desenvolvimento do sistema de saúde do
município, uma vez que a partir da análise dos dados poderemos traçar metas
e ideais para um possível trabalho futuro.

Instruções:

Caro(a) cidadão(a),

Esperamos a sua colaboração para responder com compromisso e seriedade o


instrumento de pesquisa abaixo. Ele apresenta dimensões e indicadores que
auxiliarão na sua percepção sobre sua alimentação e seu consumo diário de
sal. Sua contribuição é muito importante e será mantida em sigilo.

• Sexo

( ) Masculino ( ) Feminino

• Idade

( ) 15-20 anos ( ) 21-30 anos ( ) 31-40 anos

( ) 41-50 anos ( ) acima de 50 anos

• Contando com você, quantas pessoas moram em sua casa?

( ) Moro só ( ) 2 pessoas ( ) 3 pessoas ( ) 4 pessoas ( ) 5 pessoas ( )


acima de 5 pessoas

• Para você o que é hipertensão?

( )

• Na sua casa tem alguma pessoa hipertensa?


-Em caso afirmativo, quantos?
______________________________________
27

-Se caso negativo, conhece alguém?


______________________________________

• Qual a origem da comida consumida em sua casa?


( ) Preparada em casa ( ) De restaurante ( )Come em outro lugar
• Quem geralmente cozinha:
( ) Mãe ( ) Pai ( ) Filho ( ) Empregado(a)

• Dos itens abaixo qual, geralmente, faz parte da sua alimentação:


( )Arroz ( )Feijão ( )Macarrão
( )Farinha ( )Frango ( )Carne
( )Peixe ( )Frutas ( )Verduras e legumes

• Você tem hábito de acrescentar sal na comida, após ela já preparada?


( )sempre ( ) quase sempre ( )às vezes ( ) nunca

• Como você avalia a quantidade de sal que você consome por dia:
( )Baixa ( )Razoável ( )Ideal ( )Alta

Questionário para quem cozinha


• Com que frequência você cozinha?
• ( ) Alguns dias da semana
• ( ) Metade dos dias da semana
• ( ) Quase todos os dias da semana
• ( ) Todos os dias da semana

• Quais alimentos você costuma utilizar no preparo da comida no dia a dia?


• ( ) Arroz
• ( ) Feijão
• ( ) Carne
• ( ) Frango
• ( ) Peixe
• ( ) Macarrão
Outros _____________________
28

• Esses alimentos são preparados quantas vezes durante o dia?


• ( )Só no Almoço
• ( )Só no jantar
• ( ) No almoço e no jantar
• ( ) Aproveito a sobra do almoço no jantar

• Você utiliza sal em todos esses alimentos?


Sim ( ) Não ( ) - Caso não, quais ?

• Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza para fazer o arroz?
( ) Uma colher de chá ( ) Meia colher de sopa
( ) Uma colher de sopa ( )Mais de uma colher se sopa
Se mais de uma colher de sopa. Quantas?

• Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza para fazer o feijão?
( ) Uma colher de chá ( ) Meia colher de sopa
( ) Uma colher de sopa ( )Mais de uma colher se sopa
Se mais de uma colher de sopa. Quantas?

• Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza para fazer o


macarrão?
( ) Uma colher de chá ( ) Meia colher de sopa
( ) Uma colher de sopa ( )Mais de uma colher se sopa
Se mais de uma colher de sopa. Quantas?

• Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza para fazer a carne?
( ) Uma colher de chá ( ) Meia colher de sopa
( ) Uma colher de sopa ( )Mais de uma colher se sopa
Se mais de uma colher de sopa. Quantas?

• Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza para fazer o frango?
( ) Uma colher de chá ( ) Meia colher de sopa
( ) Uma colher de sopa ( )Mais de uma colher se sopa
Se mais de uma colher de sopa. Quantas?

• Qual a quantidade de sal que geralmente você utiliza para fazer o peixe?
29

( ) Uma colher de chá ( ) Meia colher de sopa


( ) Uma colher de sopa ( )Mais de uma colher se sopa
Se mais de uma colher de sopa. Quantas?