Você está na página 1de 16

Matemática

conjunto dos números, regras básicas e


potenciação
Compilação Básica

Ivan King 1
Ivan King 2
• Conjunto dos números naturais  são os
utilizados para efetuar contagens, como o
número de páginas de um livro ou habitantes de
uma cidade
• representação 
N={0, 1, 2, 3, 4, 5, ...}; este conjunto é infinito
• Conjunto dos números inteiros  conjunto de
todos os números naturais, seus opostos e o
zero
• representação 
I = {..., -5, -4, -3, -2, -1, 0, 1, 2, ....}; este conjunto é
infinito
• módulo de um número inteiro  distância deste
número até o zero; representa-se por ||;
|-3| = 3  lê-se módulo de - 3 é 3
|2| = 2
|-5| = 5

Ivan King 3
• Regras:
– soma  “na soma de números inteiros, se os sinais
forem iguais somamos os módulos dos números e
conservamos o sinal, se os sinais forem diferentes
subtraímos os módulos e prevalece o sinal do maior
número (em módulo)”
• -3 - 2 = -5
• -3 + 2 = -1
• +3 - 2 = 1
– produto  “multiplicamos (ou dividimos) os
módulos dos números; o resultado será positivo se
os números tiverem sinais iguais, ou negativo se os
sinais forme diferentes”
• (+3).(+2) = +6
• (-3).(-2) = +6
• (+3).(-2) = -6
• Mínimo Múltiplo Comum 
é o menor
elemento comum não nulo (0) entre os
elementos dos conjuntos dos múltiplos de dois ou
mais números
– PERGUNTA: João recebe visitas periódicas de três
amigas: a primeira o visita a cada 20 dias, a segunda
Ivan King 4
a cada cinco dias e a terceira a cada 8 dias. No seu
aniversário, em 2 de junho, as três foram visitá-lo.
Depois desta data, quando coincidirá a visita das 3
amigas?
– Para resolver, vamos analisar os conjuntos dos
múltiplos de 5, 8 e 20:
M5 = {0, 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40, 45, 50,...}
M8 = {0, 8, 16, 24, 32, 40, 48, 56, 64, ....}
M20 = {0, 20, 40, 60,...}
observe que o menor múltiplo comum aos 3
conjuntos, com exceção do 0, é 40, portanto as 3
amigas se reencontrarão com João após 40 dias, em
12 de julho.
• Método para facilitar o cálculo  da
decomposição simultânea:

Ivan King 5
• Conjunto dos Números Racionais  aquele que
pode ser escrito sob a forma de fração, p/q,
onde p e q deve m ser números inteiros e q  0:
1/2, 3/4, 5/8, 7/6
• observe  todo número inteiro também é racional:
5 = 5/1 = 10/2; -3 = -3/1 = -9/3
• representação  Q

• Adição e Subtração de Números Racionais 


para somar duas frações de denominadores
diferentes, devemos calcular o Menor Múltiplo
Comum (m.m.c.), reduzindo-as a um mesmo
denominador:

Ivan King 6
• Multiplicação e Divisão de Números Racionais
 na multiplicação, basta multiplicar os
numeradores e, depois, os numeradores.
Sempre que possível devemos simplificar as
frações antes de efetuar o produto; na divisão,
conserva-se a primeira fração, inverte-se a
segunda e multiplicam-se as duas.

• Números Decimais  também podem ser


escritos sob a forma de frações, nas quais os
denominadores são múltiplos de 10
• exemplos 
25 312 54715
2,5  3,12  54,715 
10 100 1000
Ivan King 7
• Conjunto dos Números Reais 
– observe os números abaixo:
0,101100111000111100....
 = 3,1415926535.....
2  1,414213562....
3  1,7320508....
e  2,71828182...
• Estes números acima não possuem um período,
portanto não podem ser expressos sob a
forma de fração  são chamados de irracionais
e são elementos do conjunto dos Números Reais
• conjunto dos Números Reais  contém os
números racionais, irracionais, inteiros e naturais

Ivan King 8
• Potenciação  a potência n de um número é o
produto de n fatores desse número:
an = a.a.a.....a, onde n  Z; a é chamado de base, e n
é chamado de expoente.
• Exemplos:
23 = 2.2.2 = 8
n fatores
34 = 3.3.3.3 = 81
(-5)3 = (-5).(-5).(-5) = -125
61 = 6
(-8)2 = (-8).(-8) = 64
• se a base for um número positivo  qualquer
que seja o expoente a potência será sempre
positiva
• se a base for um número negativo  a potência
será positiva se o expoente for um número par,
e será negativa se o expoente for um número
ímpar.
• Sendo n inteiro  poderemos ter expoentes
negativos  usa-se a propriedade abaixo para
calcular o valor da potência, sendo a0:
n
 1 
a n   
a
Ivan King 9
1 2
1 1 1 1
• Exemplos  2 1     42    
2 2 4 16
4 4
3
1  3
 33    1  
1       81
 3 27  3 1
2 2
 2  5 25
     
 5  2 4
• Propriedades de Potências  sejam a e b bases
Reais e diferentes de zero, e m e n expoentes
Inteiros. Teremos:
– produto de potências com bases iguais 
conservamos a base e somamos os expoentes:
am.an = am+n

– quociente de potências com bases iguais 


conservamos a base e subtraímos os
expoentes:

am mn
 a
an

Ivan King 10
– Qualquer base real, elevada a 0, vale 1  a0 = 1
– potência de uma potência  conservamos a base
e multiplicamos os expoentes: (am)n = am.n
– potência de um produto  (a.b)m = am.bm
– potência de uma divisão (ou de uma fração) 
m
a am
   m
b b
– Relação entre Raiz de número e potências  é
sempre possível transformar a raiz n-ésima de um
número em potência e vice-versa
m
a  n am
n

• exemplos 
23.22 = 23+2 = 25 = 2.2.2.2.2 = 32
7-1.343 = 7-1.73 = 7-1+3 = 72 = 49
47 7 3
3
 4  4 4
 256
4
1
2.1
 2  2  2 2
2
3
2
32 9
           2 
 3   3 3 2 2 4

Ivan King 11
3 3 2 1
1 4 43
      3  64 4
9  4 32  3  3  3
4 2

4 1 1
• Caso particular  potências de Dez
• usadas  como multiplicadores nos cálculos de
equivalência de Resistências, Capacitâncias e
Indutâncias; em cálculos de circuitos eletrônicos
RC, RL, RLC;
• Regras  as mesmas apresentadas antes.
• convenções  prefixos e símbolos para as
potências de dez:

Ivan King 12
Para os submúltiplos, temos o seguinte:

Para facilitar, veja a escadinha a seguir, e observe


que, para os múltiplos, a cada aumento na potência
de 10 temos um zero a mais após o 1, e que para
cada decréscimo de potência de dez, temos mais uma
casa decimal:

Ivan King 13
.......

104=10000

103=1000=1K

102=100

101=10

100=1

10-1=0,1

10-2=0,01

10-3=0,001=m

10-4=0,0001

.......

Ivan King 14
• PERGUNTA: qual o resultado da operação Y = A x
B, onde A = 50 x 102 e B = 100 x 10-3?
– Y = 50 x 102 x 100 x 10-3 = 5000 x 102 x 10-3 = 5 x
103 x 102 x 10-3 = 5 x 103+2-3 = 5 x 102 = 5 x 100 =
500
• PERGUNTA: qual o resultado da operação Y = A /
B, onde A = 30 M e B = 15 K?
– 30 M = 30 x 106 e 15 K = 15 x 103, assim a equação
fica Y = 30 x 106 / 15 x 103 = (30/15) x 106 x 10-3 =
2 x 106-3 = 2 x 103 = 2 K = 2000
• PERGUNTA: qual o valor de  = L/R, sendo L =
10mH e R = 100?
L = 10 mH = 10 x 10-3 H
R = 100 ; L/R = 10 x 10-3 /100 = 10 x 10-3 x 10-2 =
10 1-3-2 = 10-4 = 10-1 x 10-3 = 0,1 ms
• PERGUNTA: qual o valor da corrente em um
circuito RC, no instante em que t = 5 ms?
Considere a constante de tempo igual a 300 ms e o
valor máximo da corrente de 2 A:
– em um circuito RC, o valor instantâneo da corrente é
dado pela fórmula i(t) = Imáx . e-t/; substituindo os
valores, teremos:

Ivan King 15
i(t) = Imáx . e-t/  i(5m) = 2 x e-5m/300m 
i(5m) = 2 x e-0,016 = 2 x 0,98 = 1,96 A
• PERGUNTA: calcule o valor da corrente em um
resistor que dissipa 350 GW quando submetido a
uma tensão de 208 KV.
– P = V.I  I = P/V = 350 G/ 208 K = 350x109 / 208
x103 = 1,47 x 109 x 10-3 = 1,47 x 109-3 = 1,47x106 =
1,47 MA
• PERGUNTA: qual o valor de uma bobina em um
circuito RL, que tem uma constante de tempo de
350 ns, e um resistor de 470 M?
–  = L/R  L =  x R  L = 350 n x 470 M = 350 x
470 x 10-9 x 106 = 164,5 x 103 x 10-9 x 106 = 164,5 x
10+3-9+6 = 164,5 x 100 = 164,5 x 1 = 164,5 H
• PERGUNTA: efetue os itens a seguir:
– 43524  56327890;  772,7 x 10-6 = 772.7 
– 0,000034 x 450000;  75,55 x 10-12 = 75,55 p
– 350 p x 350 M = 122,5 m
– 350 p / 350 M = 1 a
– 350 M / 350 p = 1 E
Sugestão de bibliografia: Manual Compacto de Matemática -
Teoria e prática - Ensino médio - Editora Rideel.

Ivan King 16