Você está na página 1de 2

1 - Em "O importante é que todos estejam aqui bem cedo" e "É importante que todos

estejam aqui bem cedo", as orações destacadas funcionam como subordinadas
substantivas subjetivas.

2 - Em "Todos nos pediram que trouxéssemos as crianças também", a oração destacada
classifica-se como subordinada substantiva objetiva direta.

3 - Das frases "Ele falou: eu o odeio"; "Não preciso de você: sei viver sozinho"; "Sabendo
que havia um grande estoque de roupas na loja, quis ir vê-las: era doida por vestidos
novos"; "Fez três tentativas, aliás, quatro. Nada conseguiu" e "Havia apenas um meio de
salvá-la: falar a verdade" há somente uma oração subordinada substantiva apositiva.

4 - Em "Nunca me esqueci de que você me traíra" e "Tenho aversão a que me critiquem",
a primeira oração destacada denomina-se subordinada substantiva objetiva indireta, e
a segunda, completiva nominal.

5 - Dos períodos "A grande falha da República é suprimir a corte, mantendo os
cortesãos" e "É preciso que o autor receba com igual modéstia os elogios e as críticas
que fazem de suas obras", ambas as frases destacadas são subordinadas substantivas.

6 - Em "O orador encareceu a necessidade de sermos amantes da paz", a oração
destacada é subordinada substantiva objetiva indireta.

7- Em "O maior dos mandamentos é este: amar o próximo", a oração em destaque
classifica-se como substantiva apositiva.

8 - Em "O homem que não comete erros geralmente nada faz", a oração em destaque
classifica-se como subordinada substantiva predicativa.

9 - A oração subordinada substantiva subjetiva e a subordinada substantiva predicativa
só existem em estruturas oracionais com verbos de ligação.

A oração subordinada substantiva objetiva indireta e a subordinada substantiva completiva nominal são sempre iniciadas por preposição. .10 .