Você está na página 1de 2

25-02-2009 23:59

Huambo
Grupos "Fogo Negro" e "Ongonjo" vencem Carnaval de adultos

Huambo – Os grupos “Fogo Negro”, na classe A, e


“Ongonjo”, na classe B, venceram terça-feira, na cidade do
Huambo, a edição 2009 do Carnaval na categoria de
adultos.

O “Fogo Negro”, que destronou assim o grupo “Velha


Guarda”, obteve do corpo de jurado 70 pontos, enquanto o
grupo “Branco”, com 68 pontos, ficou na 2ª posição. O
vencedor da edição passada (Velha Guarda) ficou com a 3ª
posição da classe A,
com 67 pontos.

Na classe B, o grupo “Ongonjo”, do município do Longonjo,


voltou a conquistar o título ao somar 51 pontos, contra 48
do grupo “Deolinda Rodrigues” e 47 do grupo “Katiavala”,

que ocuparam a 2ª e 3ª posições, respectivamente.

Para a classe A, na qual concorreram cinco grupos


carnavalescos, o vencedor recebeu, em kwanzas, um
montante equivalente a 15 mil dólares. O 2º classificado
recebeu, também em kwanzas, o equivalente a 10 mil
dólares, enquanto o 3º recebeu o equivalente a 7.500
dólares.

Já na classe B, concorreram 15 grupos, dos 28 inicialmente


previstos. Ao 1º classificado coube-lhe, em kwanza, o
equivalente a 7.500 dólares, o segundo cinco mil dólares,
enquanto o terceiro recebeu 3.500 dólares.

O corpo de jurado distinguiu igualmente o grupo "Fogo


Negro” com o prémio de melhor canção, ao passo que o
troféu de melhor rainha foi para o grupo “Velha Guarda”. A
cada uma destas categorias foi atribuído um prémio de 500
dólares.

O grupo "Okutiuka” venceu, no domingo, o Carnaval


infantil, com 130 pontos atribuídos pelo corpo de jurado.

No segundo e terceiro lugares ficaram os grupos "Fogo da


Paz", com 105 pontos, e "Estrelinhas de fogo", que obteve
do júri 97 pontos.

Ao 1º classificado coube um prémio num montante, em


kwanzas, equivalente a 7.500 dólares, ao 2º foi entregue,
também em kwanzas, o equivalente a cinco mil dólares,
enquanto o 3º recebeu o equivalente a três mil dólares.

A associação provincial da edição 2009 do Carnaval


adoptou como tema principal "Huambo Ecológico", numa
verdadeira manifestação de apoio à candidatura da cidade à
capital ecológica de Angola.