Você está na página 1de 7

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE


CAMPUS: MOSSORÓ/RN
DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFº. Esp.: RENATO BRASIL

ENERGIA SOLAR

MOSSORÓ/RN
2018
ENERGIA SOLAR

ALUNOS(A): Ana Clara B. De Freitas, Daniel Cavalcante Dos Santos, Maria


Cecília A. De Araújo, Thiago Coelho De Oliveira, Thiago Ferreira Da Silva.

O presente trabalho tem como


objetivo, apresentar um breve
panorama sobre a Energia
Solar no Brasil e no mundo,
como atividade avaliativa da
disciplina de Geografia I
ministrada pelo professor
Renato Brasil.

MOSSORÓ/RN
2018
A ORIGEM DA ENERGIA SOLAR

A energia solar remonta os primórdios onde a luz solar era fonte de energia para fazer
fogo e aquecer casas e água. Já em épocas mais a frente, mais precisamente no século XIX, o
físico francês Alexandre Edmond Becquerel observou pela primeira vez o efeito fotovoltaico,
quando realizava algumas experiências com eletrodos. Alexandre Edmond foi quem criou a
energia solar no ano de 1839.

No início da história da energia solar, quando foi descoberta e por longas décadas, a
energia solar foi vista como uma tecnologia futurista, cujo uso se restringiria exclusivamente
aos cientistas e suas pesquisas. Por possuir um alto custo inicial, acreditava-se que a energia
proveniente dos raios solares não chegaria a ser utilizada de maneira geral.

Entretanto, ocorreram muitos avanços fotovoltaicos que não só fizeram Albert


Einstein ganhar seu primeiro Prêmio Nobel, no ano de 1923, como também foram
responsáveis pela concretização da energia solar como uma maneira real de produzir energia
limpa. Certamente uma passagem muito importante na história da energia solar.

Durante a era moderna da história da energia solar, que teve início em 1954, Calvin
Fuller, um químico dos Bell Laboratories nos Estados Unidos desenvolveu o processo de
dopagem do silício. Fuller partilhou a sua descoberta com o físico Gerald Pearson que
melhorou o experimento. Pearson descobriu que a amostra exibia um comportamento
fotovoltaico e partilhou a descoberta com Daryl Chapin.

As primeiras células fotovoltaicas produzidas tinham alguns problemas técnicos que


foram superados pela química quando Fuller dopou silício com arsênio e depois com boro,
obtendo células que exibiam eficiências recorde. A primeira célula solar foi formalmente
apresentada numa reunião anual da National Academy of Sciences, em Washington, e
anunciada numa coletiva de imprensa no dia 25 de Abril de 1954.

Em nossos dias, principalmente nos últimos anos, as vantagens econômicas


envolvendo a energia solar passaram a ter muito peso, além dos benefícios ao ambiente. O
mercado de energia proveniente do sol também sofreu grandes quedas de preço de
equipamentos, o que resultou em acessibilidade na instalação de sistemas solares pela
população. Com certeza, esses avanços foram muito além do que Alexandre Edmond, quem
criou a energia solar, imaginou enquanto realizava seus primeiros experimentos com
eletrodos.

Ainda não vivemos no ápice da história da energia solar, porém, os sistemas solares
fotovoltaicos oferecem diversas vantagens e representam uma excelente alternativa para a
geração de energia em diversos lugares, como comunidades isoladas que, muitas vezes
ainda utilizam o diesel, combustível extremamente poluente, como fonte de energia ou até
mesmo vivem no escuro.

A ENERGIA SOLAR

A energia solar é proveniente da luz do sol e obtida por meio de placas solares, que
têm como função captar a energia luminosa e transformá-la em energia térmica ou elétrica.
Produz energia térmica através do método de aquecimento solar, além de poder ser usada
para produzir energia elétrica diretamente, através dos painéis solares fotovoltaicos ou
ainda indiretamente, por meio das usinas que usam a energia hipotérmica. Pode ser usada
para aquecer água em residências, piscinas ou indústrias, denominador Coletores solares. Os
coletores solares, basicamente, são sistemas com uma superfície escura que absorvem a luz
solar e transmitem o calor para a água, que por sua vez, fica armazenada em reservatórios
térmicos chamados boilers.

Figura 1: Coletor solar para aquecimento solar de água em residência. O boiler fica acima das placas.
Fonte: https://www.todamateria.com.br/energia-solar/

Algumas de suas principais vantagens são:


Alguns estudos apontam que até 2050 a energia solar se tornará a principal fonte de
energia elétrica em todo mundo devido às vantagens que apresenta.
É uma energia renovável, limpa e barata, pois o sol é uma fonte gratuita, ao
contrário dos combustíveis fósseis que são um recurso altamente poluente e limitado,
tornando-os progressivamente mais caros;
Têm despertado o interesse de muitos pesquisadores, e quanto maior for o
investimento em tecnologia mais barata ela se tornará;
As usinas solares que utilizam a energia heliotérmica ou concentrada (CSP) podem
armazenar o excedente de energia que não foi aproveitada e usá-la quando preciso;
A possibilidade de instalação de painéis fotovoltaicos em regiões distantes ou
isoladas; A pouca exigência na necessidade de manutenção.
As desvantagens da energia solar são:
Os custos elevados das placas;
A exigência de grande quantidade de matéria-prima para fabricação dos
equipamentos, como o silício, demandando exploração dos recursos.
Existe variação nas quantidades produzidas de acordo com a situação climatérica
(chuvas, neve), além de que durante a noite não existe produção alguma, o que obriga a que
existam meios de armazenamento da energia produzida durante o dia em locais onde os
painéis solares não estejam ligados à rede de transmissão de energia.
As formas de armazenamento da energia solar são pouco eficientes quando
comparadas por exemplo aos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás), e a energia
hidroeléctrica (água).
As Placas Solares Fotovoltaicas e a Energia Heliotérmica
Os painéis ou placas fotovoltaicas utilizam um método direto de produção de
energia elétrica. A luz solar é absorvida nas células solares, também chamadas fotovoltaicas
ou fotoelétricas que são feitas de material semicondutor, geralmente de cristais de silício.
As partículas da luz solar (fótons) quando entram em contato com os átomos do silício,
provocam o deslocamento dos elétrons, gerando assim, uma corrente elétrica, que é usada
para carregar uma bateria.

Figura 2: Painéis solares fotovoltaicos instalados numa cidade.


Fonte: https://www.todamateria.com.br/energia-solar/

A energia heliotérmica, também chamada CSP (do inglês concentrating solar power)
consiste em um método indireto de produção de energia elétrica, em que a luz solar é
refletida por espelhos e concentrada em forma de calor (energia térmica) em um receptor.
Em seguida, essa energia é transformada em energia mecânica e, por fim, em energia elétrica,
de forma semelhante ao que acontece em uma usina termoelétrica.
Além de produzir energia elétrica, a energia heliotérmica pode ser usada para usinas
que requerem altas temperaturas para produzir energia elétrica, sem necessidade de usar
combustíveis fósseis.
O excedente de energia proveniente do sol não aproveitada pela usina, pode ser
armazenada em forma de calor em tanques, sendo usada por exemplo, quando há baixa
insolação ou à noite.
Figura 3: Usina de energia heliotérmica (concentrating solar power) no deserto de Mojave, na Califórnia,
criada em 1985.
Fonte: https://www.todamateria.com.br/energia-solar/

A ENERGIA SOLAR NO BRASIL E NO MUNDO


No Brasil a energia solar representa apenas 0,02% da produção, com estimativas de
atingir 4% até 2024, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.
Foi inaugurada a Usina Megawatt Solar em Florianópolis, Santa Catarina. São placas
fotovoltaicas espalhadas pelo estacionamento da sede da Eletrosul, com capacidade de
atender 540 residências.
Atualmente, apenas 1% da energia gerada no mundo provém das fontes de energias
solares. Dentre os maiores produtores mundiais de energia solar estão: a Alemanha, a Itália,
a Espanha, o Japão e os Estados Unidos.
Existem muitos parques solares (CSP) no mundo, vários deles na Espanha. Em
2014, foi inaugurada na Califórnia, EUA, a Ivanpah Solar Electric Generating System, a
maior usina até o momento que é quase 4 vezes maior do que a Shams Power Company, em
Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, inaugurada em 2013.
Enquanto a usina árabe produz cerca de 100 Megawatts, a americana abriga 300 mil
espelhos para coletar a luz do sol, podendo produzir cerca de 392 megawatts de energia,
fornecendo energia para 140 mil casas.
Juntas, as usinas devem ajudar a reduzir quase 600 mil toneladas por ano de emissões
de CO2.

REFERÊNCIAS:

História da energia solar: como tudo começou. Disponível em:


https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/historia-da-energia-solar-
como-tudo-comecou.html - Acessado em 27/11/2018.

Energia solar térmica. Disponível em: https://www.neosolar.com.br/aprenda/saiba-


mais/energia-solar-termica

Energia Solar. Disponível em: https://www.todamateria.com.br/energia-solar/

Vantagens e desvantagens da energia solar: Disponível: https://www.portal-


energia.com/vantagens-e-desvantagens-da-energia-solar/