Você está na página 1de 6

Como posso ser restaurado?

1º Coríntios 13
1 Se eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, mas não
tivesse amor, seria como um sino que ressoa ou um címbalo que retine.
2 Se eu tivesse o dom de profecias, se entendesse todos os
mistérios de Deus e tivesse todo o conhecimento, e se tivesse uma fé
que me permitisse mover montanhas, mas não tivesse amor, eu nada
seria.
3 Se desse tudo que tenho aos pobres e até entregasse meu
corpo para ser queimado, e não tivesse amor, de nada me adiantaria.
4 O amor é paciente e bondoso. O amor não é ciumento, nem
presunçoso. Não é orgulhoso,
5 nem grosseiro. Não exige que as coisas sejam à sua maneira.
Não é irritável, nem rancoroso.
6 Não se alegra com a injustiça, mas sim com a verdade.
7 O amor nunca desiste, nunca perde a fé, sempre tem
esperança e sempre se mantém firme.
8 Um dia, profecia, línguas e conhecimento desaparecerão e
cessarão, mas o amor durará para sempre.
9 Agora nosso conhecimento é parcial e incompleto, e até mesmo
o dom da profecia revela apenas uma parte do todo.
10 Mas, quando vier o que é perfeito, essas coisas imperfeitas
desaparecerão.
11 Quando eu era criança, falava, pensava e raciocinava como
criança. Mas, quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de
criança.
12 Agora vemos de modo imperfeito, como um reflexo no
espelho, mas então veremos tudo face a face. Tudo que sei agora é
Licenciado Michel Fonda – 10.04.2019 1
parcial e incompleto, mas conhecerei tudo plenamente, assim como
Deus já me conhece plenamente.
13 Três coisas, na verdade, permanecerão: a fé, a esperança e o
amor, e a maior delas é o amor.

INTRODUÇÃO
Neste mês estamos vendo o tema CAFÉ: comunhão, amor, fé e
esperança. Na semana passada o pastor falou sobre a questão da
comunhão, partindo de uma perspectiva que o conceito de amizade está
se perdendo. Um conceito que tínhamos no passado, no qual as
pessoas se sustentavam e davam atenção física.
Nossa amizade está se acabando nos tempos de hoje, devido a
várias questões: seja por ideologias que nos orientam para a
individualidade, além da tecnologia que está tomando conta da forma de
relacionarmos, fazendo que não olhemos nos olhos um do outro.
Trago aqui novamente o exemplo das últimas eleições: pessoas
escrevendo o que pensam, sem filtro, ofensas e brigas pela internet,
dentro das famílias. As pessoas escrevem o que querem nas redes
sociais e quando vão de encontro com aquela que foi ofendida ficam
espantadas pelo fato delas não quererem conversar, ou seja, quando
escrevem pelas redes sociais não levam em consideração quem está do
outro lado.
Porém, será que fazemos as mesmas coisas como cristão no dia
a dia? Será que ficamos muito preocupado com o pecado do outro ou
com a religiosidade minha e do outro? O que estou dizendo é: será que
temos em mente que existe uma pessoa do meu lado, que tem uma
história de angústias e de problemas, assim como eu? Que todos nós
somos pecadores? Sabe aquela fala: ele nasceu assim, e vai morrer
assim! É interessante os políticos que administram o país falam: bandido
Licenciado Michel Fonda – 10.04.2019 2
bom é na prisão! (Estimativa população carcerária: 2014 – 711 mil /
2017 – 725 mil) Ou uma frase que virou uma máxima: “bandido bom é
bandido morto!” (histórias sobre crianças e adolescentes no concelho
tutelar do Jaraguá). Se a violência fosse a solução, não teríamos tanta
violência.
Não quero justificar os erros das pessoas, até porque existe uma
lei, tanto cristão como cível que deve ser seguida, porém essas frases
esquecem que existe um ser humano. Que por traz dessa pessoa dita
mal caráter tem uma história de angústia, perseguição, pais mortos, ou
outros quais quer, pessoas são nomeadas e estigmatizadas. Mas e nós,
será que fazemos a mesma coisa? Será que, como cristão, já falamos
ou apoiamos essas frases?

O TEXTO
O apóstolo Paulo escreve a uma igreja com vários problemas:
Divisões internas, problema de incesto, questões judiciais, imoralidade,
desordem no culto, questões teológicas, entre outras questões. O
capítulo 13 é um subtema (o amor) do tema maior: os dons do espírito
santo, que Paulo trabalha com a igreja.
A igreja de coríntios é uma comunidade fragilizada, que
apresenta várias dúvidas teológicas, pessoas que não estavam voltadas
para a verdade do evangelho e não buscavam a presença do espírito
santo, problemas mal resolvidos, brigas, influências ideológicas
influenciando a comunidade, era uma igreja morna. Paulo escreve a
carta para orientar a caminhada dos cristãos e também para exortar
sobre a conduta no dia a dia. A comunidade de coríntios não era fácil.
O capítulo 13 tem como tema principal o amor, mais
especificamente o ágape. É interessante que Paulo está trabalhando os
dons do espírito santo e coloca o amor ágape dentro deste tema. O que
Licenciado Michel Fonda – 10.04.2019 3
ele está dizendo é que o ágape só tem através da busca e
relacionamento com o espirito santo. O amor humano, o nosso amor, ele
apenas ama se tiver algo em troca: se você me amar, eu te amo; se
você fizer isso ou aquilo, eu te amo. Infelizmente nós somos assim.
Porém o amor ágape vem de Deus, vem do espírito santo, que é um
dom.
Os três primeiros versos nos mostram algumas ações que
conhecemos como cristãos: língua dos anjos e dos homens, dom de
profecias, fé que move montanhas; dar tudo que tem; e se entregar por
alguém. São ensinamentos já conhecidos, porém Paulo está dizendo
que não adianta ser o melhor crente, o mais perfeito, o religioso
moralista que segui a cristo nos mínimos detalhes, que fale em línguas,
que vem no culto, que faz profecias, e vende tudo em nome de Cristo,
tudo isso é em vão se não tiver amor.
Amor para com Cristo e para com o próximo. Se entregar sem
condição a Cristo e ao próximo. Será você seria capaz de morrer por um
assassino? Um exemplo mais leve: Será que somos capazes de ficar no
lugar de um pedófelo, assassino, estuprador dentro da cadeia? Um
exemplo ainda menos: será que você é capaz de dedicar seu tempo
pela pessoa que está ao seu lado? Você consegue ouvir seu filho
adolescente sem fazer mal julgamento, comentando que tudo é
frescura? Ouvir sem rótulos? Ou é capaz de ouvir da sua esposa,
marido, amigo, vizinho, que precisa melhorar cristão, sabendo que eles
não vão a igreja como você vai? Ou pedir desculpas/desculpar mesmo
estando certo? Olhar para a pessoa que está usando droga e não criar
estigmas como: drogado, viciado? Até porque a droga está sendo um
refúgio pra ele.
Se não podemos fazer isso, então não adianta falarmos as
línguas dos anjos, ser profetas do reino, evangelizar, orar, chorar nos
Licenciado Michel Fonda – 10.04.2019 4
momentos de louvor, tocar no louvor, pregar, preparar o café da manhã,
não adianta fazer nada se não tivermos amor incondicional com o outro.
Paulo ainda continua mostrando o que o amor é. A amor é:
paciente e bondoso, não é ciumento, nem presunçoso, não é orgulhoso,
nem grosseiro, não é egoísta, não é irritável, rancoroso, não se alegra
com a injustiça mas com a verdade, não desiste, nunca perde a fé, tem
sempre esperança e se mantém firme.
Vamos ser sinceros conosco e com Deus: será que temos esse
amor? Será que todas essas qualidades estão presentes nas ações do
nosso dia a dia? Infelizmente não! Infelizmente continuamos a fazer as
mesmas coisas que a igreja de coríntios. A pergunta é: até quando nós
continuaremos vivendo dessa forma? Hoje é tempo de mudança, de
começar a buscar a Cristo e ter uma vida totalmente diferente.
Tudo irá passar: as profecias, os dons, o conhecimento e apenas
o amor continuará para sempre. Quando Cristo voltar, tudo aquilo que
buscamos como prioridade acabará, porém o amor de Cristo continuara
por toda a eternidade. Nós conhecemos esse amor, pois o espírito santo
está em nós. O verso 11 nos ensina isso, quando encontramos a Cristo
e entendemos o seu amor, somos adultos e deixamos de ser criança.
Agora conhecemos esse amor e precisamos viver esse amor. A marca
da igreja é o amor de Cristo que está em nós, nossa responsabilidade é
mostra esse amor para as pessoas que estão a nossa volta, seja ela
cristã ou não.

CONCLUINDO
Nós somos inundados com esse amor, você e eu o conhecemos
através do espírito santo. Domingo após domingo, ou de quarta-feira a
quarta-feira, estamos louvando, ouvindo a palavra de Deus e nos
alimentando espiritualmente, porém estamos fazendo com amor a
Licenciado Michel Fonda – 10.04.2019 5
Cristo? Fazer com amor é ouvir a voz de Jesus, é seguir seus
mandamentos e ser fiel a ele, é amar ao próximo com o amor que ele
nos deu.
Mas como fazer isso? Busque o espírito santo que está em você.
Se encha desse Cristo que morreu na cruz por você e por mim, através
de: oração diária, de ações de adoração ao nosso Deus, perdoando as
pessoas que tem te ofendido, sendo um cristão fiel nas
responsabilidades de temos como cristãos.
Ame as pessoas incondicionalmente. Quando você ver alguém
na rua usando droga, pense que é um ser humano, com suas crises,
angústias e que tem uma história de sofrimento. Não o julgue, mas o
ame através da oração, pedindo para o Espírito Santo alçar aquela vida
e transformar, tirando toda a dor que o levou aquela situação.
Ame mais, adore mais e louve mais. A marca da igreja é o amor
de Cristo, que é nosso combustível para abençoar vidas. Através do
espírito santo, pelo dom do amor, é que podemos ser igreja verdadeira
do Reino de Deus na terra. Então: “três coisas, na verdade,
permanecerão: a fé, a esperança e o amor, e a maior delas é o amor.
Que Deus nos abençoe.

Licenciado Michel Fonda – 10.04.2019 6