Você está na página 1de 6

€‚ƒ„…ƒ‚†‚„‡ˆƒ‡‚‰ƒ„…‚†‡€ˆ†ƒ„…Šˆ‹‰‚ƒ„

Ao observar as situações que ensejam a abertura de TCEsp, a autoridade competente deve adotar
providências administrativas internas prévias no prazo de 180 (cento e oitenta) dias visando à regu-
larização da situação verificada e a reparação do prejuízo, a contar da:

Data fixada para apresentação da prestação de contas, nos casos de omissão no dever de
prestar contas e da não comprovação da aplicação de recursos repassados;
Data da rescisão motivada do acordo de confissão de dívida e parcelamento firmado conforme
previsão legal;
Data do evento, quando conhecida, ou da data da ciência do fato pela Administração, nos
demais casos;

‚„Š€†„ƒ…€…‚†„‡ƒŒˆƒŽ
Salvo disposição em contrário, fica dispensada a instauração de TCEsp quando:

O valor do débito atualizado monetariamente for inferior a R$ 60.000,00 (sessenta mil reais);
Houver transcorrido prazo superior a 08 (oito) anos das datas previstas para contagem dos
prazo de adoção das medidas administrativas internas.

‚Š‘‡€„€„…Šƒˆƒ…‚†„‡ƒŒˆƒŽ
Omissão do dever de prestar contas;
Não comprovação da aplicação de recursos repassados pelo Município;
Existência de desfalque, desvio de bens ou valores; ou
Prática de qualquer ato ilegal, ilegítimo ou antieconômico de que resulte dano ao erário.

„Œ’€‚Ž
Está sujeita à TCEsp qualquer pessoa física ou jurídica, pública ou privada, que utilize, arrecade,
guarde, gerencie ou administre dinheiro, bens e valores públicos ou pelos quais o Município respon-
da, ou que, em nome deste, assuma obrigações de natureza pecuniária, inclusive as Organizações
Não Governamentais e as entidades de direito privado qualificadas para a prestação de serviços
públicos – Organizações Sociais (OS) e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público
(OSCIP) e as Agências Reguladoras e as Executivas.

04
 Š€‡!†‚ƒ
€…Šˆƒ" „…Šƒˆƒ…‚†„‡ƒ#ˆƒ$% …€… †&#„%
Prazos para instauração e conclusão da TCEsp, cujos processos conclusos deverão ser, de
imediato, remetidos ao TCE-PE (contados a partir do encerramento do prazo para adoção
de medidas administrativas internas):
€‚ƒ„…†„‡„ƒˆ…‰„Š‡„‹ŒŽ€‚ƒ„…†„‡„ˆ‘Š…Œ’ €‚ƒ„…†„‡„ƒˆ…‰„Š‡„‹ŒŽ“”€‚ƒ„…†„‡„ˆ‘Š…Œ’

COMPETÊNCIA PARA QUANDO A OMISSÃO COMPETÊNCIA PARA QUANDO A OMISSÃO


INSTAURAÇÃO: DO DEVER DE PRES- INSTAURAÇÃO: DO DEVER DE PRES-
TAR CONTAS FOR DE: TAR CONTAS FOR DE:

Titulares dos órgãos e


Autoridade hierárquica entidades da Administra-
imediatamente superior Gestor de Fundo ção Pública Municipal Dirigentes das OS e
responsáveis por Contra- OSCIP
tos de Gestão e Termos
Secretários municipais Ordenadores de despesa de Parceria
hierarquicamente supe- da Administração Direta
riores e Indireta do Município

Autoridades responsá- Entidades privadas que COMPETÊNCIA PARA QUANDO DA EXISTÊN-


veis pela transferência de prestam serviços de INSTAURAÇÃO: CIA DE:
recursos municipais interesse público ou social
Dirigente do órgão de
contabilidade setorial, - indícios de desfalque,
Ordenador de despesa Detentor de Suprimento sendo essa TCEsp desvio de bens ou
Individual certificada pelo Órgão valores;
Central de Contabilidade; - irregularidade em
Autoridade administrativa Agente de arrecadação gestão financeira e
com jurisdição Dirigente do Órgão patrimonial;
Central de Contabilidade, - prática de qualquer
Prefeito Municipal Secretários municipais ou caso não existam ato ilegal, ilegítimo ou
Presidentes de órgão ou órgãos setoriais de antieconômico de que
entidade contabilidade. resulte dano ao erário.

Os prazos para conclusão ficam suspensos quando:

Os autos forem encaminhados para a Controladoria Geral do Município (CGM), até o seu
retorno;
Por determinação legal, houver a necessidade de requerer ações de outros órgãos ou
quaisquer medidas que extrapolem as atribuições da autoridade responsável pela instau-
ração da TCEsp, comunicando o fato imediatamente ao TCE-PE para conhecimento, por
no máximo 60 (sessenta) dias;
Em caso de acordo de confissão de dívida e parcelamento do débito firmado entre o cre-
dor e a autoridade competente, durante a TCEsp, até a quitação da dívida ou até o seu
vencimento antecipado por interrupção do recolhimento.

05
€‚ƒƒ„€
A comissão deve ser composta preferencialmente por servidores efetivos estranhos ao
setor onde ocorreu o fato motivador, podendo a escolha recair em servidores de outros
órgãos e entidades.

A designação deve ser feita de acordo com o modelo do TCE-PE (anexo II), pela autoridade
competente para instaurar a TCEsp;

No caso em que as apurações procedidas pela comissão levarem à responsabilização da


autoridade que a constituiu, nova comissão deverá ser designada, no prazo de 05 (cinco)
dias, pela autoridade de nível hierárquico imediatamente superior ao do responsabilizado.

Cabe à comissão de TCEsp promover todos os atos necessários ao bom andamento


do procedimento administrativo, sobretudo:
1. Levantar ou fazer levantar o valor do prejuízo;
2. Tomar depoimentos a termo, promovendo as apurações necessárias;
3. Reunir as provas necessárias à comprovação dos fatos, bem como realizar diligências
no sentido de proporcionar os elementos de convicção indispensáveis à atribuição de
responsabilidade;
4. Notificar o (s) responsável (is), oferecendo-lhe oportunidade para apresentar defesa
ou ressarcir os prejuízos;
5. Apresentar relatório conclusivo sobre as contas, devidamente fundamentado, que conterá,
dentre outros elementos que a comissão entender imprescindíveis:
a) síntese dos fatos ensejadores da TCEsp;
b) indicação precisa e analítica do dano atualizado;
c) individualização das condutas inquinadas;
d) estabelecimento do nexo de causalidade;
e) indicação precisa das causas excludentes da ilicitude ou da causalidade,
quando for o caso;
f) especificação de fundadas razões, na hipótese de recomendação de absorção
de danos;
g) fundamentos de fato e de direito que embasaram a convicção da comissão;
h) identificação completa dos responsáveis;
i) conclusão e recomendação das providências e da tramitação subsequente;
6. Comunicar o fato à autoridade competente, para que adote as providências necessárias
para designação de nova comissão, quando as apurações procedidas pela comissão
levarem à responsabilização da autoridade que a constituiu;
7. Comunicar à CGM a instauração da TCEsp.

06
€‚ƒ„…†‡
Integrarão a TCEsp os seguintes documentos, além de outros considerados fundamentais
à instrução do processo, quais sejam:

CHECK LIST
‚("0!&'(&%*+#$,"$-.!&'$&‚/1+2&30!'(4!&‚/15 1&&6&&7*(8!&9

!"#$"%$&'(&)!*+#%#,%-.!&'$&/!0%++.!&'$&‚/1+2&30!'(4!&‚/15 1&&6&7*(8!&9

'(*#%:)$-.!&'!3+9&"(+2!*+;<(4&3(%+9&2(4$&%*="$-.!>&%*'%)$*'!?
€‚ƒ„…†
‡€‚ˆ„…‰ƒŠƒ‹Œ†
Ž€Š…‰…‘ƒ‰…’“Š…Ž“”•–‰ƒ—’’“ƒ”…ˆ„…‰ƒŠ…˜…”…™ƒ…˜š”“›Šƒ’†
Š€‹‰œƒ•™š‘ƒ•„˜‰žŽš”…”ƒ˜‘ƒ•’…’…‰Ÿ“Šƒ‰–ˆ‡”“Žƒ†
…€„Ž’ƒŠ…™”…Ž“„…˜ƒ•” „Š°š”“—Ž‘ƒŠƒµ’€‰…’–ƒ’¾Ÿ…”µ…“’€•ƒƒ„…Šƒ’À…‰Š…“‰ƒ’
ƒš‰…–‰…’…˜˜…”…œ”Šƒ…’–É”“ƒ†
@(0!*+#"$#%<!&:*$*)(%"!&'!&'AB%#!>&%*'%)$*'!&32$"$&)$'$&"(+2!*+;<(49
€Ì‰“œ…„…Š˜ŠƒŽƒ‰‰ÑŽ“Šƒ™˜ƒ†
‡€Ò”ƒ‰…’µƒ‰“œ“”…˜š”“›Šƒ€†
Ž€Œ‰Ž…”’‰…Žƒ”À“Š’…‰…’–…Ž˜“Ÿ’Š˜’•’…™ƒ‰ƒŽ’ƒ†
/$"$)#("C+#%)$+>&4!)$4%D$-.!>&"(E%+#"!&2$#"%0!*%$4>&<$4!"&(&'$#$&'(&$F,%+%-.!>&(+#$'!&'(&
)!*+("<$-.!&(&<$4!"&'(&0(")$'!&'!+&B(*+>&F,$*'!&=!"&!&)$+!G
‚("0!+&!"%E%*$%+&'$+&'()4$"$-H(+&)!4I%'$+>&$++%*$'$+&2(4!+&'()4$"$*#(+&(&%*#(E"$*#(+&'$&
)!0%++.!&#!0$'!"$&'$+&)!*#$+>&F,$*'!&=!"&!&)$+!G
/J2%$&'!&"(4$#J"%!&'(&)!0%++.!&'(&+%*'%)R*)%$&!,&'(&%*F,A"%#!>&+(&=!"&!&)$+!G
/J2%$&'!&"(E%+#"!&'$&!)!""L*)%$&2!4%)%$4&(&'!&4$,'!&2("%)%$4>&F,$*'!&=!"&!&)$+!G
/J2%$& '$+& *!#%:)$-H(+& (82('%'$+& "(4$#%<$0(*#(& K& )!B"$*-$>& $)!02$*I$'$+& '(& $<%+!& '(&
"()(B%0(*#!&!,&F,$4F,("&!,#"$&=!"0$&F,(&$++(E,"(&$&)("#(D$&'$&)%L*)%$&'!&%*#("(++$'!G
‡,#"!+&(4(0(*#!+&F,(&2("0%#$0&=!"0$"&M,CD!&$)(")$&'$&0$#("%$4%'$'(&'!+&=$#!+&(&"(+2!*+$5
B%4%'$'(&2(4!&2"(M,CD!&<("%:)$'!G
/J2%$&'(&2!++C<(4&$)!"'!&'(&)!*:++.!&'(&'C<%'$&(&2$")(4$0(*#!G
/!02"!<$*#(+&'(&'(2J+%#!+&B$*);"%!+>&*$&I%2J#(+(&'(&"(2$"$-.!&'!&'$*!&)$,+$'!&$!&(";"%!G

ƒ(E%+#"!&'!+&=$#!+&)!*#;B(%+&2("#%*(*#(+G

"!*,*)%$0(*#!&'!&'%"%E(*#(&'!&J"E.!&!,&(*#%'$'(&!*'(&!)!""(,&!&=$#!>&)!0&$+&(+2()%:)$-H(+&'$+&2"!<%5
'L*)%$+&$'!#$'$+&2$"$&"(+E,$"'$"&!&%*#("(++(&2NB4%)!&(&(<%#$"&$&"(2(#%-.!&'!&!)!""%'!G
ƒ(4$#J"%!&)%"),*+#$*)%$'!&(&)!*)4,+%<!&'$&)!0%++.!&'(&‚/1+2>&)!*#(*'!&!&"(4$#!&'!+&=$#!+>&!&0!#%<!&'(#("5
0%*$*#(&'$&%*+#$,"$-.!&'$&‚/1+2>&!+&=$#!+&$2,"$'!+>&!+&"(+2()#%<!+&"(+2!*+;<(%+&(&$+&2"!<%'L*)%$+&F,(&
¡ $,#!"%'$'(+& )!02(#(*#(+>& *!& (*#(*'%0(*#!& '$& )!0%++.!>& 2$"$& "(+E,$"'$"& !&
'(<(0& +("& $'!#$'$+& 2(4$+&
(";"%!>&)!0!&#$0BA0&$&M,+#%:)$#%<$&0%*,)%!+$>&*!&)$+!&'(&$B+!"-.!&'!&2"(M,CD!&2(4!&J"E.!&!,&(*#%'$'(G
/("#%:)$'!&'(&$,'%#!"%$&(0%#%'!&2(4$&/OP>&$)!02$*I$'!&'!&"(+2()#%<!&"(4$#J"%!&F,(&#"$";&0$*%=(+#$-.!&
$)(")$&'!+&+(E,%*#(+&F,(+%#!+?
€ÓŠ…°šŠ–š‰‘ƒŠƒ’™˜ƒ’•“Š“ŽŠƒ“Ž”š’“Ÿ…’ƒ‰„’ƒš‰…œš”„…˜ƒ’…Ÿ…˜š”„…˜…“™‰“œ“Šƒ’†
‡€‹ƒ‰‰…˜“Š…˜“—Ž‘ƒŠƒ‰…’–ƒ’¾Ÿ…”†
Ž€Œ‰…Ž“’°š˜“—Ž‘ƒŠƒŠƒ…Š’–‰Ž…”’…Ÿ…˜š”„…˜…‰…Žƒ”À“Š’†
Š€‹ƒ’“Š…‰‘Ô…’Ž…‰ŽŠ’–‰ƒŸ“ŠÑŽ“’‰…™…‰“Š’ƒ“˜…„ÕÖ҆
…€Œ‰…Ž…‰’ƒ‡‰…’Žƒ˜’†
"!*,*)%$0(*#!&(82"(++!&(&%*'(4(E;<(4&'$&$,#!"%'$'(&)!02(#(*#(&2(4$&%*+#$,"$-.!&'$&‚/1+2&+!B"(&$+&
)!*#$+&(&!&"(4$#J"%!&(&)("#%:)$'!&(0%#%'!+&2(4$&/OP>&$#(+#$*'!&I$<("&#!0$'!&)!*I()%0(*#!&'$+&)!*)4,5
+H(+&*(4(+&)!*#%'$+Q

07
Quando se tratar de recursos concedidos na forma de suprimento de fundos ou transferidos
pelo Município mediante convênios, acordo, ajuste, termo de parceria, contrato de gestão ou
outros instrumentos congêneres, bem como a título de subvenção, auxílio ou contribuição, a
TCEsp deverá conter ainda e, no que couber, os seguintes elementos:
CHECK LIST
€‚ƒ„…†‡„ˆ‰Š‹†‡„…‰„ƒŒ‡ˆ‰„†„…†‡„‚Ž‡ˆŠ‹‰Žˆ†‡„…‰„†Ž‰‡‡†‘„†‹„ƒ„‚Ž…‚ƒ’†„…ƒ„…ƒˆƒ„…‰„
‡ƒ„“”‚ƒ’†‘„‰„Š‰‡‰ˆ‚•†‡„”ƒŽ†‡„…‰„ˆŠƒ“ƒ”–†—
µ‰Š‹†„š†Š‹ƒ”‚¾ƒ…†Š„…ƒ„ƒ•‰Ž’ƒ‘„™ƒŽ…†„š†Š„†„ƒ‡†‘„†Žˆ‰Ž…†À
„„„!"#$%&'() (*+%, #-*'(.&/* ,#,%( 01%#'2#/34/ 5
6!"#$%&'() (*+%, %6'#)+7&/* ,%,*'2%'(%&%*&/*'%8,% )(9:;<, =%&'(*(>*01%,%?'( ,%,# 
@#)& $6>/%5
/!=%$2)%+ 01%A2%)2 )(#,%6#&#4/*B)*%A&%/ '%,#() &'C#).&/* #&()##&(#'A,#D
€E>#'# /F #$,* G> &(% %2 H $#&(%,#()*6>(%'A#$2)I'(*$%'#4& &/* $#&(%',#4&*,%' % 
#&(#() &'C#)*,%)A6#$/%$%G> &(%J2)#'( 01%,#/%&( ',#)#/>)'%' &(#)*%)$#&(#,#K#)#/#6*,%'
€=>$2)*$#&(%,%'K*$*(#'/%&'(*(>/*%& *')#K (*+%'J#,>/ 01%#J' L,#5
€M6'#)+7&/* ,%'K*$*(#', ',3+*, '/%&'%K*, , #$%6*K*B)* A,#%2#) 0N#',#/)I,*(%A*&/K>'*+#2%) 
 &(#/*2 01%,#)#/#*( A,#*&'/)*01%#$)#'(%' 2 H )#,#,#'2#' (%( K/%$2#''% K5
 €@)#+*'1%%)0 $#&(B)* ,#/%&() 2 )(*, 5
 €E># (#&,#> %')#G>*'*(%', H#'(1%4'/ KG> &(%J*&'(*(>*01%A2)#+*'1%##C#(*+  ))#/ , 01%,%' 
*$2%'(%', '> /%$2#(.&/* /%&'(*(>/*%& K5

€‚ƒ„…ƒ„Ž†ˆƒ„…‰„‰‹‰Ž–†‘„…ƒ„†Š…‰‹„“ƒŽ˜Š‚ƒ‘„™ƒŽ…†„š†Š„†„ƒ‡†—
›‰”ƒˆ€Š‚†„…‰„‰œ‰’†„š‡‚†žŸŽƒŽ‰‚Šƒ‘„‡‰„š†Š„†„ƒ‡†—
 ‰‹†Ž‡ˆŠƒˆ‚•†„…ƒ„‰œ‰’†„…ƒ„Š‰‰‚ˆƒ„‰„…‰‡‰‡ƒ‘„‰•‚…‰Ž‚ƒŽ…†„†‡„Š‰Š‡†‡„Š‰‰“‚…†‡„‰‹„ˆŠƒŽ‡ž
š‰Š°Ž‚ƒ‡‘„ †„ •ƒ”†Š„ …ƒ„ †ŽˆŠƒƒŠˆ‚…ƒ‘„ †‡„ Š‰Ž…‚‹‰Žˆ†‡„ ƒš‰Š‚…†‡„ …ƒ„ ƒ”‚ƒ’†„ …†‡„ Š‰Š‡†‡„ Ž†„
‹‰Šƒ…†„ŸŽƒŽ‰‚Š†‘„™ƒŽ…†„š†Š„†„ƒ‡†‘„‰„†‡„‡ƒ”…†‡‘„‡‰„–†•‰Š—
›‰”ƒ’†„…‰„ƒ ƒ‹‰Žˆ†‡—
›‰”ƒ’†„…†‡„“‰Ž‡„ƒ…™‚Š‚…†‡‘„Š†…¾‚…†‡„†„†Ž‡ˆŠ…†‡„†‹„Š‰Š‡†‡„!“”‚†‡—
"œˆŠƒˆ†„…ƒ„†Žˆƒ„“ƒŽ˜Š‚ƒ„‰‡‰Ÿƒ‘„…‰‡…‰„†„…‚ƒ„…†„Š‰‰“‚‹‰Žˆ†„…ƒ„Š‚‹‰‚Šƒ„ƒŠ‰”ƒ„ƒˆ#„ƒ„
…ƒˆƒ„…†„!”ˆ‚‹†„ƒ ƒ‹‰Žˆ†‘„‰„†Ž‚”‚ƒ’†„“ƒŽ˜Š‚ƒ‘„™ƒŽ…†„š†Š„†„ƒ‡†—
†‹Š†•ƒŽˆ‰„“ƒŽ˜Š‚†„…‰„Š‰†”–‚‹‰Žˆ†„…†„‡ƒ”…†„…‰„Š‰Š‡†‡‘„$„†Žˆƒ„‚Ž…‚ƒ…ƒ„‰”†„†Ž‰…‰Žˆ‰—
€‚ƒ„…†„…‰‡ƒ–†„ƒ…Œ…‚ƒˆ€Š‚†„‰„–†‹†”† ƒˆ€Š‚†„…ƒ‡„”‚‚ˆƒ’)‰‡„Š‰ƒ”‚¾ƒ…ƒ‡„†„Œ‡ˆ‚Ÿƒˆ‚•ƒ„ƒŠƒ„‡ƒ„
…‚‡‰Ž‡ƒ„ †„ ‚Ž‰œ‚ ‚“‚”‚…ƒ…‰‘„ †‹„ †„ …‰•‚…†„ ‰‹“ƒ‡ƒ‹‰Žˆ†„ ”‰ ƒ”‘„ ™ƒŽ…†„ †„ †Ž•‰Ž‰Žˆ‰„ ‰Šˆ‰Ž‰Š„ $„
ƒ…‹‚Ž‚‡ˆŠƒ’†„!“”‚ƒ—„
%Š†•ƒ„…‰„™‰„ƒ„ƒˆ†Š‚…ƒ…‰„†‹‰ˆ‰Žˆ‰„‰œ‰Š‰„ˆ‰‹‰‡ˆ‚•ƒ‹‰Žˆ‰„ƒ„Ÿ‡ƒ”‚¾ƒ’†‘„™ƒŽ…†„š†Š„†„
ƒ‡†—
%ƒŠ‰‰Š„…ƒ„Ž‚…ƒ…‰„ˆ#Ž‚ƒ„Š‰‡†Ž‡˜•‰”„‰”†„Š† Šƒ‹ƒ„…†„€Š †„†„‰Žˆ‚…ƒ…‰„†Ž‰…‰Žˆ‰‘„ƒ†‹ƒž
Ž–ƒ…†„ …‰„ ”ƒ…†‡„ …‰„ •‚‡ˆ†Š‚ƒ„ †„ …‰„ ‚Žš†Š‹ƒ’)‰‡„ †“ˆ‚…ƒ‡„ ŒŽˆ†„ ƒ„ ƒˆ†Š‚…ƒ…‰‡„ !“”‚ƒ‡„ …†„ ”†ƒ”„ …‰„
‰œ‰’†„…†„†Ž•°Ž‚†‘„™ƒŽˆ†„$„‰œ‰’†„š‡‚ƒ„‰„ƒˆ‚Ž ‚‹‰Žˆ†„…†‡„†“Œ‰ˆ‚•†‡„…†„†Ž•°Ž‚†„‰„™ƒŽˆ†„$„
†ŠŠ‰ˆƒ„‰„Š‰ ”ƒŠ„ƒ”‚ƒ’†„…†‡„Š‰Š‡†‡„…†„†Ž•°Ž‚†—
›‰”ƒˆ€Š‚†„†Ž”‡‚•†„…†„€Š †„†„‰Žˆ‚…ƒ…‰„†Ž‰…‰Žˆ‰‘„†„‡‰„‡‰‡‡†Š„”‰ ƒ”‘„‡†“Š‰„ƒ„Š‰ ”ƒŠ‚…ƒž
…‰„…ƒ„ƒ”‚ƒ’†„…†‡„Š‰Š‡†‡„ˆŠƒŽ‡š‰Š‚…†‡—
›‰”ƒˆ€Š‚†„†Ž”‡‚•†„…ƒ„†‹‚‡‡†„…‰„ƒ•ƒ”‚ƒ’†‘„†‹†‡ˆƒ„†Š„‰‡‰‚ƒ”‚‡ˆƒ‡„…‰„Ž†ˆ€Š‚ƒ„ƒƒ‚ˆƒž
’†„‰„ƒ…‰™ƒ…ƒ„™ƒ”‚Ÿƒ’†‘„…‰‡‚ Žƒ…ƒ„‰”ƒ„ƒˆ†Š‚…ƒ…‰„‡‰Š•‚‡†Šƒ„ƒŠƒ„ƒ•ƒ”‚ƒŠ‘„‰Š‚†…‚ƒ‹‰Žž
ˆ‰‘„†‡„Š‰‡”ˆƒ…†‡„ƒˆ‚Ž ‚…†‡„†‹„ƒ„‰œ‰’†„…†„†ŽˆŠƒˆ†„…‰„ ‰‡ˆ†„‰”ƒ‡„&'—
%Š†ŽŽ‚ƒ‹‰Žˆ†„…†„…‚Š‚ ‰Žˆ‰„‹˜œ‚‹†„…†„€Š †„†„‰Žˆ‚…ƒ…‰„‡‰Š•‚‡†Šƒ„‡†“Š‰„ƒ„‰œ‰’†„…†„
†ŽˆŠƒˆ†„ …‰„ ‰‡ˆ†‘„ †Žˆ‰Ž…†„ †‹ƒŠƒˆ‚•†„ ‰‡‰Ÿ†„ …ƒ‡„ ‹‰ˆƒ‡„ Š††‡ˆƒ‡„ †‹„ †‡„ Š‰‡”ˆƒ…†‡„
ƒ”ƒŽ’ƒ…†‡„‰”ƒ‡„&'—
›‰”ƒˆ€Š‚†„†Ž”‡‚•†„…ƒ„†‹‚‡‡†„…‰„ƒ•ƒ”‚ƒ’†‘„†‹†‡ˆƒ„…‰„†‹‹„ƒ†Š…†„‰ŽˆŠ‰„†„€Š †„ƒŠ‰‚ž
Š†„‰„ƒ„&'(%‘„ƒŠƒ„ƒ•ƒ”‚ƒŠ‘„‰Š‚†…‚ƒ‹‰Žˆ‰‘„†‡„Š‰‡”ˆƒ…†‡„ƒˆ‚Ž ‚…†‡„†‹„ƒ„‰œ‰’†„…†„ˆ‰Š‹†„…‰„
ƒŠ‰Š‚ƒ—

08
CONTINUAÇÃO CHECK LIST
”ˆ€‰…œ„†‹ŠˆŠ€ˆ†‰€…Š‹ˆŠ†ƒ‹…‰€…†Š‰€†‰†‹–Š‚Š…‰ˆ‡Š†‚‰ˆ€…€Š™Š„‚‰ˆ‚‹Š†Š‡†‚…žˆ–‰†˜Š–—€ˆŠ—–ˆ€¾
šÀ‚„…†Š ‹†–Š ‚€‡†–Š ˆŒ†…–Š ˆŠ €ˆŒƒ†‡ˆ‚‰†€ˆ–Š ‘ˆ€‰…‚ˆ‚‰ˆ–™Š ‘€Š ‘†€‰ˆŠ ‹Š „‚„ˆ‹ˆ‚‰ˆ™Š „‡Š €ˆ†˜Š Ɋ
„ˆˆ—€†˜Š ‹Š ‰ˆ€‡™Š †š†…†˜Š ‹Š ‘†‚Š ‹ˆŠ ‰€†—† ™Š œ–„†…Ÿ†˜Š ‹Š „ƒ‡‘€…‡ˆ‚‰Š ‹Š —̈‰Š ˆŠ
…‚–‰†ƒ€†˜Š‰ˆ‡‘ˆ–‰…š†Š‹†ŠÑ”Ò–‘Ó
€‚ƒ‚„…†‡ˆ‚‰Š ‹Š ‹…€…Œˆ‚‰ˆŠ ‡Ž…‡Š ‹Š €ŒŠ ‘†€„ˆ…€Š ‹†Š ’“”•Š –—€ˆŠ †Š ˆŽˆ„ƒ˜Š ‹Š ‰ˆ€‡Š ‹ˆŠ
‘†€„ˆ€…†™Š„‚‰ˆ‚‹Š„‡‘†€†‰…šŠˆ–‘ˆ„›œ„Š‹†–Š‡ˆ‰†–Š‘€‘–‰†–Š„‡Š–Š€ˆ–ƒ‰†‹–Š†„†‚˜†‹–Š‘ˆ†Š
’“”•™Š ‹ˆ‡‚–‰€†‰…šŠ ‹†–Š €ˆ„ˆ…‰†–Š ˆŠ ‹ˆ–‘ˆ–†–Š ˆžˆ‰…š†‡ˆ‚‰ˆŠ €ˆ†…Ÿ†‹†–™Š „‚–†‚‰ˆŠ †–Š „†‰ˆŒ€…†–Š
„‚‰—ˆ…–Šƒ–†‹†–Š‘ˆ†Š€Œ†‚…Ÿ†˜ŠˆŠ‘€ˆš…–‰†–Š‚Š‰ˆ€‡Š‹ˆŠ‘†€„ˆ€…†™Š…‰ˆ‡Š‘€Š…‰ˆ‡™ŠˆŠ‹ˆ‰† †‡ˆ‚‰Š
‹†–Š€ˆ‡ƒ‚ˆ€†˜°ˆ–ŠˆŠ—ˆ‚ˆž›„…–Š‹ˆŠ‘ˆ––†Š†Š–ˆ€ˆ‡Š‘†Œ–™Š„‡Š€ˆ„ƒ€––Š€…ƒ‚‹–ŠƒŠš…‚„ƒ†‹–Š†Š
‰ˆ€‡Š‹ˆŠ‘†€„ˆ€…†™Š†Š–ˆƒ–Š‹…€ˆ‰€ˆ–™Šˆ‡‘€ˆŒ†‹–ŠˆŠ„‚–ƒ‰€ˆ–µ
”‘…†Š‹†Š‚‰…œ„†˜ŠˆŽ‘ˆ‹…‹†Š‘†€†Š†Šˆ‚‰…‹†‹ˆŠ—ˆ‚ˆœ„…€…†™Š€ˆ†‰…š†‡ˆ‚‰ˆŠÉŠ‚‰…œ„†˜Š‹ˆŠ„—€†‚˜†Š
‹Š €ˆ–‘‚–šˆ™Š †„‡‘†‚ †‹†Š ‹ˆŠ †š…–Š ‹ˆŠ €ˆ„ˆ—…‡ˆ‚‰Š ƒŠ ƒ† ƒˆ€Š ƒ‰€†Š ž€‡†Š ƒˆŠ †––ˆŒƒ€ˆŠ †Š
„ˆ€‰ˆŸ†Š‹†Š„…!‚„…†Š‹Š…‚‰ˆ€ˆ––†‹Ó
”‘…†Š‹Š‰ˆ€‡Š‹ˆŠ†„ˆ…‰†˜Š‹ˆœ‚…‰…š†Š‹†Š—€†™Š ƒ†‚‹ŠŠ…‚–‰€ƒ‡ˆ‚‰Š—̈‰…š†€Š†ŠˆŽˆ„ƒ˜ŠˆŠ—€†ŠƒŠ
–ˆ€š…˜Š‹ˆŠˆ‚Œˆ‚ †€…†µ

Nos casos de omissão do dever de prestar contas anualmente ao TCE-PE, a TCEsp será
instruída com os documentos previstos nas resoluções específicas de prestação de contas
e deverá conter o relatório conclusivo da comissão de TCEsp designada pela autoridade
competente sobre a situação orçamentária e financeira, com a respectiva instrução proba-
tória, que deverá identificar:
Omissão de prestar contas;
As irregularidades;
Seus responsáveis;
Dano por eles gerado ao erário, se houver; e
Manifestação acerca das contas analisadas.

ATENÇÃO!

Quando os fatos consignados na TCEsp forem objeto de ação judicial, a comissão tomadora
de contas fará constar, no respectivo relatório, informação sobre o ajuizamento do feito,
inclusive a fase processual em que se encontra.

09