Você está na página 1de 2

matA11 – sucessões

Sucessões
 Uma sucessão de números reais é uma função definida por:
u: 
u  un
 A sucessão  un  é estritamente crescente se cada termo é maior do que o termo anterior n  , un 1  un  0
 A sucessão  un  é estritamente decrescente se cada termo é menor do que o termo anterior n  , un 1  un  0
Sucessões limitadas Sucessões monótonas
 Uma sucessão diz-se limitada quando o conjunto dos seus  Uma sucessão  un  é crescente se cada termo é maior do
termos tem majorante e minorante, ou seja, quando é
que o anterior, isto é, n  , un 1  un  0
minorada ou majorada
 O número real M é majorante do conjunto dos termos da  Uma sucessão  un  é decrescente se cada termo é menor
sucessão  un  se n  , un  M do que o anterior, isto é, n  , un 1  un  0
 O número real m é minorante do conjunto dos termos da Uma sucessão  un  é constante se cada termo é igual ao
sucessão  un  se n  , un  m anterior, isto é, n  , un 1  un
Progressões aritméticas Progressões geométricas
 A sucessão  un  é uma progressão aritmética se existir  A sucessão  un  é uma progressão geométrica se existir
um número real r, tal que un 1  un  r u n 1
um número real r, tal que r
 Termo geral da progressão aritmética de razão r e un
primeiro termo u1 é un  u1   n  1 r  Termo geral da progressão geométrica de razão r e
 Se for conhecido o termo de ordem k  k   , o termo primeiro termo u1 é un  u1  r n 1

geral pode ser escrito da forma un  uk   n  k  r  Se for conhecido o termo de ordem k  k   , o termo
nk
 Monotonia e limitação geral pode ser escrito da forma u n  u k  r
Se r  0 ,  un  é crescente e não limitada  Monotonia e limitação
Se 0  r  1 e u1  0 ,  un  é decrescente e limitada
Se r  0 ,  un  é decrescente e não limitada
Se 0  r  1 e u1  0 ,  un  é decrescente e limitada
Se r  0 ,  un  é constante e limitada
 A soma dos n primeiros termos de uma progressão Se r  1 e u1  0 ,  un  é crescente e não limitada
u u Se r  1 e u1  0 ,  un  é decrescente e não limitada
aritmética é dada por S n  1 n  n
2 Se r  1 ,  un  é constante e limitada
Se 1  r  0 ,  un  é não monótona e limitada
Se r  1 ,  un  é não monótona e não limitada
 A soma dos n primeiros termos de uma progressão
1 rn
geométrica é dada por Sn  u1
1 r
Infinitamente grandes
 Uma sucessão  un  diz-se um infinitamente grande  Uma sucessão  un  diz-se um infinitamente grande
positivo se, por maior que seja M, existe uma ordem negativo se, por maior que seja M, existe uma ordem
depois da qual todos os termos da sucessão são maiores do depois da qual todos os termos da sucessão são maiores do
que M  un    que M  un   
Operações com infinitamente grandes
Sejam  un  e  vn  duas sucessões
 Adição  Multiplicação
Se un   e vn   , então un  vn   Se un   e vn   , então un  vn  
Se un   e vn   , então un  vn   Se un   e vn   , então un  vn  
Se  un  e  vn  são infinitamente grandes de sinais Se un   e vn   , então un  vn  
contrários, o comportamento da sucessão un  vn tem de  Multiplicação
O comportamento do quociente de duas sucessões, que
ser analisado caso a caso
seja uma sucessão, infinitamente grandes tem de ser
analisado caso a caso

www.matematicaonline.pt 1/2
geral@matematicaonline.pt
matA11 – sucessões

Infinitésimos
Uma sucessão  un  diz-se um infinitésimo se, qualquer que seja o número real positivo  , é possível encontrar uma ordem
que a partir da qual todos os termos da sucessão são, em módulo, inferiores a 
Operações com infinitésimos
Sejam  un  e  vn  duas sucessões
 Adição  Multiplicação
Se un  0 e vn  0 , então un  vn  0 Se un  0 e vn  0 , então un  vn  0
Progressões
 Geométricas de razão r  Aritméticas
Se r  1 , a progressão é um infinitamente grande Toda a progressão aritmética de razão r maior do que 0
- positivo, se o primeiro termo for positivo  r  0 é um infinitamente grande positivo
- negativo, se o primeiro termo for negativo
Toda a progressão aritmética de razão r menor do que 0
Se r  1 , a progressão é um infinitésimo
 r  0 é um infinitamente grande negativo
Se r  1 , a sucessão é convergente, pois é constante
As progressões aritméticas só são convergentes se tiverem
Se r  1 , a progressão é um infinitamente grande
razão zero, isto é, se forem sucessões constantes
Se r  1 , a sucessão toma alternadamente valores
simétricos e não é convergente
Teoremas
 Teorema 1  Teorema 6
Se  un  é um infinitamente grande positivo e se, a partir Se  un  é um infinitésimo e se, a partir de certa ordem,
de certa ordem, vn  un , então  vn  é um infinitamente vn  un , então  vn  também é um infinitésimo
grande positivo  Teorema 7
 Teorema 2 Se  un  é um infinitésimo, então  k  un  também é um
Se  un  é um infinitamente grande positivo, então infinitésimo, para qualquer número real k
 un  a  também é um infinitamente grande positivo, para  Teorema 8
Uma sucessão convergente tem limite único
qualquer número real a
 Teorema 9
 Teorema 3
Uma sucessão monótona e limitada é convergente
Se b é um número real positivo e  un  é um infinitamente
 Teorema 10
grande positivo, então  b  un  é um infinitamente grande Uma sucessão convergente é limitada
positivo
 Teorema 4
O inverso de um infinitamente grande (sem termos nulos)
é um infinitésimo
 Teorema 5
O inverso de um infinitésimo (sem termos nulos) é um
infinitamente grande

www.matematicaonline.pt 2/2
geral@matematicaonline.pt