Você está na página 1de 3

Orientador: Profº Paulo Vinicius Batista

Orientando: Jefferson dos Santos Sledz

Resumo
Considerando a coletânea ​Olhos d’água, ​produzida em 2018 por Conceição
Evaristo, em específico 3 contos intitulados por ​Zaíta esqueceu de guardar os brinquedos​, ​Di
lixão e ​Ayoluwa, a alegria do nosso povo, ​foi feita uma análise das contingências nas quais se
encontram os personagens caracterizados pela autora com objetivo evidenciar, sobretudo, os
produtos históricos de determinados tipos de controle exercidos sobre a população negra -
com ênfase em personagens negros infantis e as respostas apresentadas frente a essas formas
de controle. Com isso, o objetivo foi caracterizar, analisar e interpretar possíveis variáveis
independentes que produzem as situações de enfrentamento a aversão por personagens afro -
brasileiros nos contos de Olhos d’água, de Conceição Evaristo aos olhos da abordagem
Analítico - Comportamental. O material foi selecionado conforme a predominância de
crianças negras enquanto protagonistas ou algum grau de preponderância na importância de
suas representações e suas práticas culturais. Levando em conta as obras de B. F. Skinner e
Barnes -Holmes, foi analisado possíveis efeitos dos controles dessas agências no
estabelecimento das contingências, inclusive aqueles que findam em estereotipias,
preconceitos e estigmas de caráter racial. Os resultados evidenciam em grau a falta de acesso
a reforçadores primários e secundários e subsequentemente os contextos com predominância
de privação e punição dos comportamentos ali presentes e em outra dimensão de análise, o
emparelhamento de estímulos sobre a pessoa negra de caráter negativo - isto é, a função de
estímulos sistematizados pela RFT - dispostos pela configuração social são fortes indícios da
força explicativa encontrada no método descrito. Por outro lado, formas de contra controle
que se refere ao enfrentamento dos personagens também é muito presente - o que consiste na
reação ativa dada às formas de controle exercidas pelas agências e também na transformação
da função de estímulos negativos costumeiramente atribuídas a população negra.

Introdução
Considerando a coletânea ​Olhos d’água p​ roduzida em 2018 por Conceição Evaristo,
em específico 3 contos intitulados por ​Zaíta esqueceu de guardar os brinquedos​, ​Di lixão e
Ayoluwa, a alegria do nosso povo, ​foi feita uma análise das contingências nas quais se
encontram os personagens caracterizados pela autora com objetivo evidenciar, sobretudo, os
produtos históricos de determinados tipos de controle exercidos sobre a população negra e as
respostas destes frente a tais situações.
Base teórica
No presente artigo se optou por base teórica a perspectiva Analítico -
Comportamental que se mostra com evidências suficientes na caracterização, análise e
interpretação de fenômenos que remetem a agências de controle e sua influência sobre às
práticas culturais e também a modos de sobrevivência das culturas.

Problema ou hipótese
Caracterizar, analisar e interpretar possíveis variáveis independentes que
produzem as situações de enfrentamento a aversão por personagens negros nos contos
de Olhos d’água, de Conceição Evaristo

Método e procedimentos
O material de análise supracitado foi selecionado conforme a predominância de
crianças negras enquanto protagonistas ou algum grau de preponderância na importância de
suas representações e suas práticas culturais. Levando em conta o capítulo de agências
controladoras da obra ​Ciência e Comportamento Humano,​ ​O comportamento verbal de B. F.
Skinner e ​Relational Frame Theory ​(RFT) de Barnes - Holmes -, foi analisado possíveis
efeitos dos controles dessas agências no estabelecimento das contingências, inclusive aqueles
que findam em estereotipias, preconceitos e estigmas de caráter racial.

Resultados e análise
A partir dos 3 contos de Conceição Evaristo se obteve explicações com certo grau de
fidedignidade dos eventos descritos nas narrativas, com base na Análise do Comportamento.
A falta de acesso a reforçadores primários e secundários e subsequentemente os contextos
com predominância de privação e punição dos comportamentos ali presentes e em outra
dimensão de análise, o emparelhamento de estímulos sobre a pessoa negra de caráter negativo
- isto é, a função de estímulos de hierarquia, oposição e simetria sistematizados pela RFT -
dispostos pela configuração social são fortes indícios da força explicativa encontrada no
método descrito. Por outro lado, formas de contra controle que se refere ao enfrentamento dos
personagens também é muito presente - o que consiste na reação ativa dada às formas de
controle exercidas pelas agências e também na transformação da função de estímulos
negativos costumeiramente atribuídas a afro brasileiros.
Conclusão e considerações finais
Os contos selecionados até então com base na perspectiva de explicação selecionada
denota que pela influência de diversas variáveis há a disposição de um forte controle sobre as
práticas da população negra, entretanto também mostra que suas práticas culturais na forma
de contra controle exercem enorme importância no papel de sobrevivência de afro brasileiros.

Referências

Evaristo, Conceição (2018) ​Olhos d'água ​–– 2. ed. --Rio de Janeiro, RJ :Pallas Míni,
2018.124 p.
Skinner, B. F. (1978). O Comportamento Verbal. São Paulo, SP: Cultrix.
Skinner, B. F. (2000). Ciência e Comportamento Humano (Tradução de João Cláudio
Todorov e Rodolfo Azzi). São Paulo: Martins Fontes. (T Originalmente publicado em 1953).