Você está na página 1de 7

Prefeitura Municipal de Araruama

Secretaria Municipal de Educação


Escola Municipal Vereador Edemundo Pereira de Sá Carvalho

VIII FEIRA DE CIENCIAS E TECNOLOGIA

“Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento


Sustentável”

Apresentação

“Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento


Sustentável” foi o tema escolhido para a décima sexta edição da Semana
Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) em 2019, que ocorrerá entre os dias
21 e 27 de outubro em todo o País. A motivação para essa escolha baseia-se,
dentre outros motivos, na busca pelo desenvolvimento sustentável do Brasil
representada pela bioeconomia e na sua relação com a Agenda 2030,
estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU). Exatamente por sua
transversalidade, a bioeconomia possui relação direta com ao menos 10 dos 17
Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Mas afinal, o que é Bioconomia?

A Bioeconomia é o resultado de uma revolução inovativa na área das ciências


biológicas relacionada à invenção, ao desenvolvimento e ao uso de produtos e
processos biológicos nas áreas da biotecnologia industrial, da saúde humana e
da produtividade agrícola e pecuária. Segundo o Plano de Ação em Ciência,
Tecnologia e Inovação em Bioeconomia (PACTI Bioeconomia), documento
norteador do MCTIC para o desenvolvimento científico e tecnológico da
Bioeconomia no País, ela pode ser definida como:

“O conjunto de atividades econômicas baseadas na utilização sustentável e


inovadora de recursos biológicos renováveis (biomassa), em substituição às
matérias-primas fósseis, para a produção de alimentos, rações, materiais,
produtos químicos, combustíveis e energia produzidos por meio de processos
biológicos, químicos, termoquímicos ou físicos, promovendo a saúde, o
desenvolvimento sustentável, o crescimento nacional e o bem-estar da
população.” (MCTIC, 2018)

Transversal, o tema interage com aspectos fundamentais da sobrevivência


humana, a exemplo do desenvolvimento de sistemas produtivos sustentáveis e
circulares que garantam, de forma integrada, as seguranças hídrica, energética
e alimentar. Tudo isso, obviamente, focando na redução ou mesmo reversão
de impactos ambientais, em ganhos sociais e econômicos além da preservação
e uso sustentável de uma das maiores riquezas do país, sua biodiversidade e o
conhecimento de como utilizá-la.

Um exemplo da importância da bioeconomia está na aplicação da chamada


Biotecnologia Industrial. Ela é responsável, dentre outros, pelo
desenvolvimento de biocombustíveis, químicos de fontes renováveis e
bioplásticos. Estima-se que, em 2030, o mercado global referente ao uso
dessas tecnologias alcance um volume de 300 bilhões de Euros.

Outro exemplo está no uso sustentável de nossa megabiodiversidade. Ela é


fator determinante para a estruturação da Bioeoconomia no País, criando uma
vantagem comparativa sem igual no mundo. Soluções baseadas na natureza,
novas biomassas, variedades agroalimentares e de microrganismos são
exemplos de alguns dos benefícios advindos da biodiversidade. O açaí, o
paricá, a macaúba, a carnaúba, o bambu, são alguns dos exemplos da
biodiversidade brasileira com potencial de utilização pela Bioeconomia. A
domesticação, melhoramento genético e caracterização dessas e outras
variedades podem contribuir para a diversificação alimentar, agroindustrial e
industrial do país. Mesmo com casos de relativo sucesso em biocombustíveis
como etanol e biodiesel, e com um agronegócio que movimenta mais de 350
produtos em 180 países, o Brasil ainda carece de estratégias e políticas
integradas e modernas para que de fato se torne um país central em
Bioeconomia.

A interdisciplinaridade e a transversalidade na abordagem do tema da SNCT


2019 podem ser o diferencial para um projeto com grande impacto na
sociedade brasileira, demonstrando que a popularização da ciência pode ser,
de fato, utilizada como ferramenta para o desenvolvimento sustentável do país.

Objetivos:
 Aproximar ciência e tecnologia da comunidade escolar;
 Tirar o foco da escola do ensino puramente teórico, permitindo que os
alunos coloquem as próprias ideias em xeque e busquem respondê-las.
 Formular questões, diagnosticar e propor soluções para problemas
reais, a partir de elemento das Ciências Naturais, colocando em prática
conceitos, procedimentos e atitudes desenvolvidas no aprendizado
escolar.

DESENVOLVIMENTO

Etapas
1 - Apresentar o tema para os alunos com base em textos informativos e
científicos, com a intenção de levantar os conhecimentos prévios e, para
despertar o interesse dos mesmos serão apresentadas experiências.
2 – Estudo da temática geral bem como dos temas tranversais a ela bem como,
dos objetivos para o desenvolvimento sustentável da ONU
3 – Desenvolvimento das atividades concernentes aos objetos de estudo;
4 – Organização da feira de ciências
5 - Apresentação do produto final - Feira de Ciências, onde os alunos irão
apresentar os temas que foram abordados e suas experiências realizadas no
decorrer do projeto.
Nesta etapa serão selecionados trabalhos nas unidades escolares que
serão expostos na Jornada Científica que deverá acontecer no dia 01/11/2019
na Praça Antônio Raposo. Evento este que receberá todos os trabalhos
selecionados nas unidades escolares e seus respectivos grupos para uma
mostra com o resultado dos principais trabalhos produzidos das 8h30 às 16h.
Nesta data, todos os trabalhos deverão ser apresentados por seus
respectivos alunos (três alunos de cada grupo por turno). De forma prévia,
todos temas dos trabalhos selecionados pela escola deverão ser enviados para
o e-mail: coorciencias1@gmail.com
PRODUTO FINAL
Feira de Ciencias da EM VER EDEMUNDO em 30/11/201

ATIVIDADES PROPOSTAS PARA CADA ANO DE ESCOLARIDADE COM


BASE NOS 17 OBJETIVOS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
DA ONU

Pré Escolar – ODS 14 – VIDA DEBAIXO DAGUA


Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e
dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável (ODS 14)

Atividades que serão desenvolvidas:


Recortar fotos de plantas e animais marinhos de revistas e folhetos antigos;
Experiencias com areia e água;Comparação de rios limpos e rios sujos;
Manuseio e/ou criação de mapa ou globo terrestre identificando Oceanos e
continentes; criação de oceanos na garrafa e mobiles; observação de aquários;
musica Fundo do mar – Mundo Bita, Baby Shark; Filme A pequena sereia,
Procurando Nemo, etc.

1º ano – ODS 15 – VIDA SOBRE A TERRA


Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos
ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater
a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de
biodiversidade (ODS 15)

Atividades que serão desenvolvidas:


Comparação entre animais domésticos e selvagens; confecção de animais de
materiais diversos; comparação de florestas; criação de jardim sustentável;
atividades exploratórias de arvores e plantas; confecção de maquetes da vida
na floresta; Exposição de desenho animado como a Guarda do Leão, Rei Leão,
Tarzan, etc

2º ano – ODS 6 – AGUA LIMPA E SANEAMENTO


Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e
saneamento para todos (ODS 6)

Atividades que serão desenvolvidas:


Recortes e colagens sobre a água; maquete do ciclo da água; criação de
folders sobre a preservação da água; musica A água – Cristina Mel; Jogo Bóia
ou afunda, Experiencia do filtro na garrafa pet, etc

3º ano – ODS 13 – COMBATE AS ALTERAÇÕES CLIMATICAS


Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática
e seus impactos (ODS 13)

Atividades que serão desenvolvidas:


Comparação entre as estações do ano; jogo da memória dos climas; recortes e
colagens de previsão do tempo em jornais e revistas; apresentação de
telejornal com a previsão do tempo no Edemundo; mural dobre aquecimento
global e mudanças climáticas; divulgação de formas de economia de energia;
Desfile de moda de acordo com a estação do ano; música País tropical de
Jorge Bem-jor, etc.

4º ano – ODS 2 – FOME ZERO


Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria
da nutrição e promover a agricultura sustentável (ODS 2)

Atividades que serão desenvolvidas:


Coleta de alimentos não perecíveis para doação a famílias carentes;
campanhas de conscientização sobre desperdício de alimentos; receitas como
alimentos reaproveitados; confecção de pratos saudáveis com recorte e
colagens; jogo de advinhar os alimentos de olhos vendados

5º ano – ODS 3 – BOA SAUDE E BEM ESTAR


Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para
todos, em todas as idades (ODS 3)

Atividades que serão desenvolvidas: Exposição de caderneta de vacinação;


exposição de sistemas do corpo; exposição de bocão para conscientizar sobre
saúde bucal; dicas de higiene e saúde; gincana com brincadeiras tradicionais
6º ANO
Bioeconomia e Cidades Sustentáveis: Como a bioeconomia pode contribuir
com o desenvolvimento sustentável de sua cidade? Demonstração de
atividades e projetos locais que contribuam para a sustentabilidade de São
Vicente

Atividades que serão desenvolvidas:


Comparação do desenvolvimento da agricultura e pecuária de São Vicente;
Tratamento de água e esgoto; Horticultura em São Vicente

7º ANO
Soluções Baseadas na Natureza (SBN): são soluções vivas, inspiradas e
apoiadas pela natureza, que fornecem benefícios ambientais, sociais e
econômicos e ajudam a construir resiliência. Tais soluções trazem mais
natureza para as cidades, paisagens terrestres e marinhas, por meio de
intervenções sistêmicas, locais e eficientes em recursos.

Atividades que serão desenvolvidas: Maquetes de moradias sustentáveis,


Reciclagem de garrafas pet, Bijuterias com materiais sustentáveis

8º ANO
Bioeconomia e Segurança Alimentar e Nutricional: Enfatizar o potencial
para promoção da alimentação adequada e saudável por meio da circulação
via cadeias curtas de comercialização-produção-consumo de alimentos e
modelos alternativos de negócios (ex. compras públicas como programa de
aquisição de alimentos e alimentação escolar, agricultura urbana e peri-urbana,
hortas escolares, agroindústrias para agregação de valor à produção de
minimamente processados, uso sustentável da biodiversidade/alimentos
regionais/PANCS – plantas alimentícias não convencionais/ produção orgânica
e agroecológica, em especial da agricultura familiar). Incluir desenvolvimento
de tecnologias e métodos de plantio, irrigação, manejo, transporte, embalagem,
armazenamento, compostagem que visem aproximar produtores-
consumidores, promover produção e consumo justo e sustentável, que
melhorem a saúde e qualidade de vida de produtores e consumidores, ampliem
a participação ativa das pessoas em todo o processo, reduza a perda e
desperdício de alimentos, etc. Valorizar experiências, tecnologias e
conhecimentos tradicionais e populares para a promoção de dieta e produção
sustentáveis, que preservem o meio-ambiente e reduzam os efeitos das
mudanças do clima. Divulgar iniciativas de redes físicas, virtuais, nacionais e
internacionais de boas práticas de preparação, produção, pesquisa/educação
para o consumo saudável, de aproximação produtor-consumidor, como Rede
Mesa Brasil SESC, Arca do gosto do Slow Food, Sistema de informação sobre
a biodiversidade brasileira - SIBBR, Rede latino-americana de soberania e
segurança alimentar e nutricional, rede ideias na mesa, mapa de feiras
orgânicas do IDEC – Instituto de Defesa do Consumidor. Um exemplo prático é
o projeto Alimergia: integra a produção de alimentos, energias renováveis e
preservação ambiental através de uma nova concepção de relação sociedade
natureza
Atividades que serão desenvolvidas:
Atividades e produções sobre Formas de calor ,som e imagens; Estudo sobre
alimentos naturais e industrializados e sua composição; doenças associadas a
alimentação; palestra com nutricionista, oficina de alimentação natural;
atividade na quadra relacionada a saúde e bem estar; estudo e confecção de
esqueleto

9º ANO
Nexus Água, Alimentos e Energia: Como a Bioeconomia pode melhorar a
segurança hídrica, energética e alimentar do país?

Atividades que serão desenvolvidas:


Estudo e experiências relacionadas a Energia Sustentável e Máquinas simples

6º AO 9º ANO – DEMAIS COMPONENTES

Artes – Bioarte (o que é e produções)


Geografia – maps on line
História – Industrialização e Consumismo
Ingles – Cultura fast food e termos americanos populares sobre alimentação
Matemática – Quiz com valores monetários
L Portuguesa – Cortina de noticias e Arvore dos desejos
Prod Textual – Concurso de poesia sobre desejos para o desenvolvimento
sustentável
Geometria – Geoplanos (geoboard) de materiais diversos

Obs:Os docentes também vão poder apresentar resultados de pesquisas e


trabalhos realizados ao longo de sua formação acadêmica.
Não deverão ser apresentados trabalhos baseados em cartazes ou materiais
que possam gerar impactos ambientais como: isopor, EVA, entre outros.

Referencias:

Uma feira de ciências de verdade ao alcance de todos. Disponivel em :


<https://novaescola.org.br/conteudo/9133/uma-feira-de-ciencias-de-verdade-ao-
alcance-de-todos > Acesso em 02/10/2019

BIOECONOMIA: DIVERSIDADE E RIQUEZA PARA O DESENVOLVIMENTO


SUSTENTÁVEL. Disponivel em :
<https://snct.mctic.gov.br/semanact/opencms/noticias/arquivos/2019/07/12/Bioe
conomia-Diversidade-e-Riqueza-para-o-Desenvolvimento-Sustentavel.html>
Acesso em 02/10/2019