Você está na página 1de 64

PALAVRAS RESERVADAS EM AHDL

AND EXP NODE TITLE


ASSERT FLOOR NOR TO
BEGIN FOR NOT TRI
BIDIR FUNCTION OF TRI_STATE_NODE
BITS GENERATE OPNDRN VARIABLE
BURIED GLOBAL OPTIONS VCC
CARRY GND OR WHEN
CASCADE HELP OTHERS WIRE
CASE ID OUTPUT WITH
CEIL IF PARAMETERS X
CLIQUE INCLUDE REPORT XNOR
CONNECTED_ PINS INPUT RETURNS XOR
CONSTANT IS SEGMENTS
DEFAULTS JKFF SEVERITY
DEFINE JKFFE SOFT
DESIGN LATCH SRFF
DEVICE LCELL SRFFE
DFF LOG2 STATES
DFFE MACHINE SUBDESIGN
DIV MCELL TABLE
ELSE MEMORY TFF
ELSIF MOD TFFE
END NAND THEN
DEFINIÇÕES EM AHDL

Grupos em AHDL
 a[4 .. 1] é um grupo com números a4, a3, a2, a1.
 d[B"10" .. B"OO"] é um grupo com d2, d1, d0.
 b[2*2 .. 2-1] é um grupo com b4,b3,b2,b1

Números em AHDL
 B"OllOX1X10"
 O"4671223"
 H"123AECF"
COMANDOS E EXPRESSÕES
FUNÇÕES
PORTAS ENTRADAS E SAÍDAS

Portas de I/O Portas de Definições


FUNÇÕES

 Retorno de valores
ARITMÉTICA
GRUPOS
IF - THEN
CASE
COMPARAÇÃO IF - CASE
EXERCÍCIOS

 Fazer o Código em AHDL

1)
3)

2)
DECODIFICADORES
DECOFICADORES
EXERCÍCIOS

 Chave de velocidade: fazer um código em


AHDL para impressão dos números 1, 2 ou 3
em um Display de 7 Segmentos.
 A tecla que for pressionada mais rápido determinará o
valor a ser impresso no display de 7 segmentos.
 Deverá existir uma chave que dará o inicio ao processo,
acendendo um LED.
S
C
H1

C
H AHDL
2

C
H
3
USANDO VALORES PRÉ-DEFINIDOS
USANDO VALORES PRÉ-DEFINIDOS
PINOS BIDIRECIONAIS
CIRCUITOS SEQUENCIAIS
CIRCUITOS SEQUENCIAIS
CIRCUITOS SEQUENCIAIS
EXERCÍCIOS

 1 – Projetar um circuito contador em AHDL para


fazer uma contagem até 50 (B“110010”), de forma
crescente e decrescente, selecionável por uma chave.

 2 – Projetar um circuito contador de números pares


de 10 (B”1010”) a 20 (“10100”).

 3 – Fazer um contador módulo 10, com clock de


entrada de 1 segundo ou tecla para acionamento.
Utilizar uma chave para selecionar a tecla ou o clock
de entrada para o acionamento da contagem.
Circuitos Sequenciais

Diagrama de Fluxo(Fluxograma) Diagrama de Estados


Circuitos Sequenciais
Circuitos Sequenciais
Circuitos Sequenciais
Máquina de Estados

• Uma máquina de estados finitos ou autômato


finito é uma modelagem de um comportamento
composto por estados, transições e ações
• Um estado armazena informações sobre o
passado.
• Uma transição indica uma mudança de estado e
é descrita por uma condição que precisa ser
realizada para que a transição ocorra.
• Uma ação é a descrição de uma atividade que
deve ser realizada em determinado momento
Máquina de Estados

• Uma máquina de estados é um


sistema sequencial
• O número de estados são finitos
• As entrada e saídas são consideradas
em instantes de tempo discretos que
são definidos por pulsos de um sinal
de sincronização chamado relógio
(clock)
Máquina de Estados

EA – Estado Atual
PE – Próximo Estado
Máquina de Estados

1. DIAGRAMA DE ESTADOS
Máquina de Estados Finitos

 A máquina de estados finitos ou autômato


finito é uma modelagem de um
comportamental, representando um circuito
sequencial, que armazena estados, transições
e ações.
 As entradas e saídas são consideradas em
instantes de tempo discretos são definidas
pelos pulsos de um sinal clock.
Máquina de Estados Finitos
Máquina de Moore
Máquina de Estados Finitos
Exercícios

 Fazer o Código em AHDL

1) 3)

2)
Exercícios

4 – Projetar um circuito contador em AHDL para fazer


uma contagem até 50 (B“110010”), de forma crescente e
decrescente, selecionável por uma chave.

5 – Projetar um circuito contador de números pares de


10 (B”1010”) a 20 (“10100”).

6– Fazer um contador módulo 10, com clock de entrada


de 1 segundo ou tecla para acionamento. Utilizar uma
chave para selecionar a tecla ou o clock de entrada para
o acionamento da contagem.
C
S
H
1

C
H AHDL
2

C
H
3
 Faça uma descrição AHDL da máquina de
estados especificada pelo diagrama de estados
abaixo:
0/0 1/0 1/0

0/0
Sinic S1 S11 S110
1/0

0/0 1/1

0/0
Utilizando Includes

 Como fazer sequêncial de 16 canais?


 Contador Binário de 4 bits e decodificador 4 X 16
Includes
Includes
Includes (parametrizados)
Biblioteca de Módulos Parametrizados (LPM)

 Exemplos de LPMs
Biblioteca de Módulos Parametrizados (LPM)
Exportação de Dados
Exportação de Dados
Geração Interativa
Geração Interativa

PARAMETES (DEVICE_FAMILY);
SUBDESIGN device_gen
(
a[7..0], b[7..0], cin : INPUT;
c[15..0] : OUTPUT;
)
BEGIN
IF DEVICE_FAMILY ==“FLEX6000” GENERATE
c[] = 6kadder(a[], b[], cin);
ELSE GENERATE
c[] = otheradder(a[], b[], cin);
END GENERATE;
END;