Você está na página 1de 2

DIREITO ADMINISTRATIVO

Processo Administrativo – Princípios Explícitos II


Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

PROCESSO ADMINISTRATIVO – PRINCÍPIOS EXPLÍCITOS II

PRINCÍPIOS (EXPRESSOS E IMPLÍCITOS) NA LEI N. 9.784/1999

Implícitos

• Devido processo legal: decorre desse princípio o contraditório e a ampla


defesa.
• Oficialidade: a Administração tem a obrigação de dar abertura a seus pro-
cessos administrativos de forma oficial quando tiver conhecimento de deter-
minada irregularidade.
• Formalismo moderado (informalismo): não pode haver ritos extremamente
formais, a fim de que se tenha eficiência.
• Verdade material: é diferente da verdade real e pode trazer uma reforma
para pior no âmbito do processo administrativo.

 Obs.: Trata-se de uma verdade que decorre da própria situação fática em que o
administrado se encontra.

• Gratuidade: há súmula vinculante dispondo sobre a impossibilidade de


pagamento de taxas ou de depósito prévio para recurso, tendo como fun-
damento o direito à petição.
• Economia processual: deve ser estudada juntamente com a celeridade, a
qual norteia o processo judicial e o administrativo (reflexo do princípio à efi-
ciência). O tempo em que um recurso ou um processo administrativo são
julgados é diminuído (isso não ocorre na prática).
• Instrumentalidade das formas: decorre do formalismo moderado e observa
sempre o procedimento adotado e sua finalidade (proporcionalidade).
• Atipicidade: como há a subjetividade, no momento de aplicada determi-
nada pena, o administrador pode usar da arbitrariedade.
ANOTAÇÕES

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online


1
www.grancursosonline.com.br
DIREITO ADMINISTRATIVO
Processo Administrativo – Princípios Explícitos II
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

 Obs.: Ainda que a atipicidade seja um princípio implícito, existem processos


quem trazem parâmetros para a aplicação da pena.

• Revisibilidade (recorribilidade): o administrado tem a quem recorrer.


• Participação popular: a figura do homem deve estar em todas as relações.
• Lealdade e boa-fé: são pilares da segurança jurídica.
• Publicidade (previsão na CRFB): não é apenas a publicação. A publicidade
é tornar acessível a qualquer um dos administrados todos os atos que são
praticados pela Administração.

Atenção!
A regra é a publicidade. No entanto, há processos sigilosos.

• Impessoalidade (previsão na CRFB): a Administração Pública não pode


pautar-se em promoção pessoal ou autopromoção.

�Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a
aula preparada e ministrada pelo professor Renato Borelli.
A presente degravação tem como objetivo auxiliar no acompanhamento e na revisão do con-
teúdo ministrado na videoaula. Não recomendamos a substituição do estudo em vídeo pela
leitura exclusiva deste material.
ANOTAÇÕES

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online


2
www.grancursosonline.com.br