Você está na página 1de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

DEPARTAMENTO DE FÍSICA – LABORATÓRIO DE FÍSICA II

EXPERIMENTO 5 - ESTUDO DOS GASES

Objetivos – Determinar o número de moléculas em um gás.

Revisão teórica - O estado de um gás ideal fica definido pelas variáveis


macroscópicas: pressão P, volume V e temperatura absoluta (Kelvin) T. As variáveis
pressão e temperatura representam valores médios de grandezas microscópicas. A
pressão está relacionada com o valor médio da transferência da quantidade de
movimento nas colisões das partículas com as paredes. A temperatura está relacionada
com a energia cinética média das partículas. Equação de estado é a equação que
relaciona entre si estas variáveis.
Gás ideal é aquele para o qual vale a equação de estado:

PV=nRT

para quaisquer valores de P e T. Aqui, n é o número de mols da substância em questão e


R, a constante universal dos gases:

R= 8,31 J / ( molK ) .

O objetivo desta aula é determinar a quantidade de gás (número de mols) contido


em uma amostra e como conseqüência calcular o número de moléculas da amostra. Para
tanto usaremos um dispositivo que contém um gás encerrado, preso por uma camada de
mercúrio contida em um tubo manométrico.

Volume constante
Manteremos constante o volume do gás, variando a temperatura e a pressão. Na
tabela abaixo anote os valores da temperatura e a correspondente pressão exercida pelo
gás. O volume permanece constante e igual ao produto da área de seção transversal do
tubo pelo seu comprimento , ou seja, V= AL.

T(°C) T (K) Δh Hg (mm) P (Pa)

Com os dados obtidos construa , em papel milimetrado, o gráfico da pressão em


função da temperatura medida na escala Kelvin. Qual o significado da inclinação da reta
obtida? Determine a quantidade de gás contida na amostra e o número de moléculas.