Você está na página 1de 3

 O relógio de Deus

4/20

"Quem visitar um determinado castelo alemão, notará algo estranho. Em cada aposento os relógios estão
parados com os seus ponteiros marcando a mesma hora: quatro minutos depois das nove. 
O guia então conta aos visitantes a seguinte estória: Anos no passado a duquesa daquela mansão morreu,
sendo ainda muito jovem. O duque, seu esposo, deu ordens para que parassem todos os relógios do
palácio no momento da sua morte e nunca mais continuassem marcando as horas. No seu profundo pesar,
ele fez isto para mostrar que, para ele, o tempo deixara de existir depois da morte da sua amada esposa".
A Bíblia nos conta que Deus também tem um "relógio". "Havendo fixado os tempos previamente
estabelecidos." Atos 17:26. Jesus nasceu em Belém no tempo determinado por Deus."Vindo, porém, a
plenitude do tempo, Deus enviou Seu filho". Gálatas 4:4. Também foi num específico tempo que Jesus
começou o Seu ministério e a pregar:
" O tempo está cumprido e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho". Marcos
1:15. "Sua morte de cruz se deu no tempo exato" Romanos 5:6. Assim também Deus estabeleceu o tempo
para o retorno do Seu Filho Amado.
"Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os anjos do Céu, nem o Filho, senão somente o
Pai". Marcos 13:32. O tempo estabelecido por Deus chegará; Ele fará parar o relógio e o tempo estará
cumprido. Embora não saibamos o dia nem a hora do regresso do Senhor, Deus não nos deixou à mercê
da incerteza.
"Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem primeiro revelar o Seu segredo aos Seus servos,
os profetas". Amós 3:7.
"Dize-nos quando sucederão estas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século?"
S. Mateus 24:3. Esta pergunta foi feita a Jesus pelos Seus discípulos, no monte das Oliveiras, pois eles
estavam interessados em saber o desenrolar dos acontecimentos. Por certo expressaram o que está no
nosso coração também. 
Deu-nos Jesus alguns sinais? Certamente. Aproximadamente 100 textos nas Escrituras falam dos "sinais"
que Ele deu da Sua vinda, e da atitude que deveríamos tomar sabendo da proximidade da Sua volta. Ele
recrimina o desinteresse de alguns neste importante acontecimento:
"Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu, e não podeis discernir os sinais dos tempos?" S. Mateus
16:3

SINAIS QUE INDICAM O FIM


As Escrituras nos dão a conhecer o tempo da segunda vinda de Cristo pelos sinais:
I. NO MUNDO SOCIAL:
"Sabe, porém, isto: Nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas,
avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes,
desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores,
atrevidos, enfatuados, antes amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade,
negando-lhe, entretanto, o poder." II Timóteo 3:1 a 5.
Disse Jesus:"E por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos". S. Mateus 24:12.

A iniqüidade e crime são vistos por toda a parte e são realmente tempos difíceis estes. Declínio da
moral e do caráter, lares desfeitos pela falta de amor, filhos levantando-se contra os pais e estes
contra aqueles e a obsessão do sexo. diz o professor P. Sorokin, da Universidade de Harvard:
"Estamos completamente cercados da crescente onda de sexo, que inunda todos os
compartimentos da nossa cultura, cada divisão da nossa vida social".
II. NO TERRENO DA CIÊNCIA
"E tu Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até ao tempo do fim; muitos o esquadrinharão e o
saber se multiplicará". Daniel 12:4
Hoje estamos presenciando uma verdadeira epidemia de invenções humanas. A humanidade tem
feito, neste último século, mais progresso em ciência, invenções, medicina, transporte,
comunicação, e em quase todas as outras áreas de conhecimento, do que em todos os demais
séculos juntos!
III. NAS CRISES INTERNACIONAIS:
"Porquanto se levantará nação contra nação e reino contra reino". S. Mateus 24:7
Nosso século caracteriza-se como século de guerras. Tivemos nele as duas primeiras guerras
mundiais da História, que deixaram após si um total de 70 milhões entre mortos, feridos e
desaparecidos. E a crescente tensão entre mortos, feridos e desaparecidos. E a crescente tensão
que agora existe entre os povos só pode significar uma coisa: Caminhamos para um terceiro
conflito. A humanidade estremece de pavor ao saber que, com o apertar de um "botão", nosso
mundo poderia se tornar uma cratera fumegante! O sonho de paz e segurança se tornou um
pesadelo de terror.
"Haverá homens que desmaiarão de terror e pela expectativa das coisas que sobrevirão ao mundo".
S. Lucas 21:26.
IV. NA NATUREZA
"Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o Sol escurecerá, a Lua não dará a sua claridade, as
estrelas cairão do firmamento e os poderes dos céus serão abalados." S. Mateus 24:29.
Já se cumpriram estes acontecimentos preditos pelo próprio Jesus Cristo? A resposta é Sim.
O escurecimento do Sol deu-se no dia 19 de maio de 1780 - o chamado Dia Escuro. Nesse dia uma
notável escuridão envolveu a nova Inglaterra, nos Estados Unidos. Numa publicação histórica do
Estado de New Hampishire, se lê: "Perto das onze horas começou a escurecer. como se viesse a
noite. Os homens cessaram o trabalho; as vacas, mugindo, vinham ao estábulo; as ovelhas,
balando, corriam confusamente aos currais; as aves pipilavam e voavam ao ninhos; as galinhas
subiam ao poleiro... Pessoas acreditavam haver chegado o fim do mundo; alguns corriam de um
lado para outro, clamando haver chegado o dia do juízo; os ímpios corriam aos vizinhos para
confessar suas culpas e pedir perdão... A dia ficou tão escuro que não se enxergava a mão
levantada, nem mesmo uma folha de papel branco." Historia de Veare, New Hampshire, 1735-1888
- Wm. Little, Lowell, Mas., pág. 276
Naquela noite, embora a lua estivesse na sua fase de cheia, ela não brilhou. O escurecimento do
Sol deveria vir logo após o fim da tribulação por que passaria o povo de Deus desde os dias dos
apóstolos. Essa tribulação decorreu de perseguições movidas por forças não cristãs e também de
lutas entre os cristãos. A grande tribulação terminou entre 1770 e 1775. O Dia Escuro veio em
1780. O relógio de Deus não falhou!
A queda das estrelas; meio século mais tarde, em 13 de novembro de 1833, cumpriu-se esta
profecia, na chuva de meteoros cadentes (ou estrelas cadentes). A América do Norte foi o principal
teatro desse espetáculo que iluminou os céus numa vasta extensão - do Golfo do México até
Halifax, no Canadá.
Estes sinais foram considerados cumprimento da profecia de Jesus e indicação de que a História do
mundo estava no que as Escrituras chamam "tempo do Fim"."Haverá grandes terremotos,
epidemias, e fome em vários lugares, cousas espantosas e também grandes sinais no céu". S.
Lucas 21:11.
Nosso século testemunhou dois grandes terremotos, os maiores da História: o da China, em 1920,
no qual morreram 180.000 pessoas e o do Japão em 1923, que matou cerca de 300.000 pessoas, e
foi descrito na época como o maior desastre desde o dilúvio. Biafra e outras regiões foram
grandemente afetadas pela fome. O pior desastre do século foi o do Paquistão em 1970 cujas as
vítimas se contam aos milhões. Calamidades por mar, ar e terra, proclamam a vinda de Jesus.
V. A PROCLAMAÇÃO MUNDIAL DO EVANGELHO
"E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações.
Então virá o fim" S. Mateus 24:14
Quando ocorreu o primeiro sinal do fim - o escurecimento do Sol - a proclamação do evangelho era
limitada quase exclusivamente à Europa e à América. Mas logo se iniciou o grande movimento das
missões modernas. Milhares de missionários, cristãos penetraram a Ásia e a África, e ilhas, tendo o
cristianismo experimentado crescimento sem precedente.
 Hoje ele abrange o mundo inteiro e o evangelho soa em praticamente todos os lugares da Terra. A
Bíblia está hoje traduzida em mais de 1.500 línguas e dialetos e está sendo distribuída numa média
de 100 milhões de exemplares cada ano. "Muitos o esquadrinharão", disse o anjo a Daniel
referindo-se ao seu livro, e como conseqüência, toda a Bíblia seria estudada; e isto seria no tempo
do fim." Daniel 12:4
Com tantas "evidências", pode alguém ainda duvidar? Uma menina estava lendo a Bíblia, e um
descrente e céptico se aproximou e disse: Você não poderá entender este Livro; ele não é
verdadeiro. Olhando para cima, direto em seus olhos, ela disse, calmamente, mas com convicção:
"Há uma coisa na Bíblia que eu sei que é verdadeira". "Qual é"? "A Bíblia fala que nos últimos dias
virão escarnecedores. E o senhor é um deles".
S. Pedro realmente descreveu os últimos dias de crença e cepticismo; "Tendo em conta, que, nos
últimos dias virão escarnecedores com os seus escárnios andando segundo as próprias paixões, e
dizendo: Onde esta a promessa da Sua vinda? Porque desde que os pais dormiram, todas as
coisas permanecem como desde o princípio da criação." II S. Pedro 3:3 e 4.
Mas o que se vê prova o contrário! Nunca antes teve o homem a habilidade de destruir o mundo.
Nunca antes teve o homem de enfrentar os problemas da poluição que ameaça a vida neste
planeta. Nunca antes foram os sinais bíblicos tão concretizados como agora. O marcador no relógio
de Deus mostra alguns minutos para o tempo por Ele estabelecido.
"Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam,
sabeis que está próximo o verão. Assim também vós: quando virdes acontecer ESTAS COUSAS,
sabeis que está próximo, às portas." S. Marcos 13:28 e 29.
"Ora, ao começarem estas cousas a suceder, exultai e erguei as vossas cabeças; porque a vossa
redenção se aproxima." S. Lucas 21:28
Nós devemos agir como se Jesus viesse hoje. Os que O amam deveras considerarão estas coisas com
seriedade e com a ajuda de Deus estarão "vigiando" até que Ele venha.
"Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor ." S. Mateus 24:42

Você também pode gostar