Você está na página 1de 4

Relatório do Roteiro 1 – Simulação de medidas

de corrente e DDP
(Nome do Curso) (Semestre e Turma)
Michel Câmara; Júlio Neto;
Entregue a Eliel Gomes da Silva Neto, professor da disciplina Física Experimental 3 (FISD40)

Resumo: Deve ser apresentado aqui o resumo do relatório técnico. Este deve estar limitado a 250 palavras.
Palavras-chave: Escolher no máximo de 10 palavras que identifiquem o tema de seu relatório.

I. INTRODUÇÃO
O grande objetivo desse experimento é criar simulações de circuitos e a partir deles obter medidas de corrente (A) e
diferença de potencial (DDP). Para isso criam-se nos circuitos Amperímetros e/ou Voltímetros, e assim encontrar os valores
pedidos no experimento, tais como Ra (resistência interna do amperímetro), Rmin (Resistencia mínima calculada), Rmax
(Resistencia máxima calculada), Rexp (resistência mínima experimental) e realizações outras operações no circuito:
duplicação e quadruplicação do fundo de escala do Amperímetro e por fim a transformação de um Amperímetro em
Voltímetro.

II. EXPERIMENTO E RESULTADOS


IV.1 Medida de Corrente Menor que o Fundo de Escala do Amperímetro
Nessa primeira etapa, pede pra criar um circuito com Amperímetro e achar os valores pedidos em cada etapa. A resistência
interna do amperímetro (Ra) e o Vo já foram dados e valem respectivamente, 10 ohms e 5V.

A) Na primeira parte, pede-se para encontrar o valor de Rmin (Resistencia mínima calculada). Para isso se utiliza a 2ª
lei de Ohm, onde temos: I’= Vo/(R+Ra), sendo I’ = Amperagem do circuito; Vo = DDP; R = década de resistores;
Ra = resistência interna do amperímetro. Substituindo os valores e sabendo a resistência limita a corrente ao valor
máximo de 10mA:
5
10−2 =
10+ Rmin
Rmin = 490ohms

B) Na segunda parte, pede-se para encontrar o valor da Rmax (Resistencia máxima calculada), para uma corrente
mínima de 1mA. Substituindo os valores, na equação I’= Vo/(R+Ra),
5
10−3 =
10+ Rmax
Rmax = 4990ohms
C) Na terceira parte, pede-se para desprezar o valor de Ra, e com o valor de Rmin, encontrar a corrente. Logo I’ =
Vo/Rmin.
5
I '=
490
I’ = 10,2mA

Ao ajustar a resistência mínima calculada na década, a corrente medida será diferente do fundo de escala do
amperímetro. Por quê? Isso deve-se ao fato que, sem a resistência interna, a partir de Lei de Ohm, será encontrada
uma nova corrente, com valor ligeiramente maior, devido ao fato de não existir a resistência interna do
amperímetro que faça diminuir esse valor. Pede também para ajustar um valor da década de resistores para que se
encontre uma corrente de exatamente 10Ma (fundo de escala). Encontra-se a partir da 2ª lei de ohm, I’ = Vo/Rexp,

5
10−2 =
Rexp
Rexp = 500ohms

D) Na quarta parte, pede-se para criar uma tabela de 15 valores, desde o Rexp até o Rmax, utilizando as correntes
Imedida e Icalculada. E por fim, estabelecer a diferença ΔI, entre elas.

R(ohms Imedida(mA) Icalculada(mA) ΔI = Ic – Im


) (mA)
500 10,000 9,804 -0,196
A diferença entre o Rmin e o Rexp é exatamente a
existência de uma resistência interna no
700 7,143 7,042 -0,101
amperímetro no caso do Rmin, e no Rexp não
possui essa resistência interna,
900 5,556 5,495 -0,061
comportando-se então como amperímetro ideal.
1000 5,000 4,950 -0,05

IV.2 Determinação da 1200 4,167 4,132 -0,035 Resistência Interna


do Amperímetro
1400 3,571 3,546 -0,025
Nessa etapa, o principal objetivo é encontrar
a resistência interna do amperímetro. Para
1800 2,788 2,762 -0,026
isso se acrescenta uma outra resistência, Rp, em
paralelo com o amperímetro.
2000 2,500 2,488 -0,012

2200 2,273 2,262 -0,011


No experimento, pede-se 2400 2,083 2,075 -0,008 para ajustar o R com
o valor da Rmin e colocar o Rp com valor
próximo de 0. Encontra-se, 3000 1,677 1,661 -0,016 portanto, uma
corrente I’ = 102.04nA. Esse valor também pode
ser demostrado através da 3600 1,389 1,385 -0,004 formula Rp x Ip = Ra
x Ia. Onde Ip será a corrente que passa por Rp e Ia
a corrente que passa por Ra. 4200 1,190 1,188 -0,002 Sabendo que Rp =
10−5 ohm; Ra = 10ohm; Ip = 1,02x10−2 A,
encontra-se 4600 1,087 1,085 -0,002

4990 1,002 1 -0,002

10−5 x 1,02 x 10−2=10 x Ia


Ia = 102,04nA

Mudando-se o valor de Rp até o valor de10 ohm, encontra-se aproximadamente Ia = 5mA. Pode-se, então, calcular o valor
de Ra, a partir dos valores de Rp, Ip e Ia.
5 x 10=Ra x 5

Ra = 10 ohms

Qual desvio do novo amperímetro? Esse desvio será igual o valor que ultrapassa caso fosse utilizado uma resistência em
paralelo de valor próximo a 0, logo equivale a 0,2.

Nesse item utiliza-se a resistência mínima calculada exatamente por possuir uma resistência interna do amperímetro e dessa
forma se obter uma corrente próxima a corrente de fundo de escala do amperímetro.

Sabendo-se que os resistores têm um desvio relativo de 1dado pelo fabricante, temos que Δ = ΔRa/10 = 0,001.
Encontramos portando que Ra = 10 ohms com desvio de 0,01 logo vale 10  0,01

Pede-se para determinar a corrente que passa pelo resistor R. Para isso utiliza-se a formula Ia = I x Rp/ (Rp +Ra). Sabendo
que Ia = 5,05Ma e Rp e Ra = 10 ohms. Logo encontra-se:

10
5,05=I x
10+10

I = 10.1 mA

Esse valor é próximo do valor da corrente de fundo de escala

III. RESULTADOS
Nesta seção deve mostrar os resultados obtidos através da utilização dos materiais e equipamentos listados anteriormente.
Devem ser realizadas todas as observações pertinentes ao entendimento da prática laboratorial. Neste espaço também deve
ser escrita a análise do grupo a respeito deste experimento. Podem-se usar tabelas, figuras e gráficos para apresentar esses
resultados
TABELA I
TAMANHOS E ESTILOS DA LETRA TIMES NEW ROMAN EMPREGADA NA COMPOSIÇÃO DESTE RELATÓRIO

Tamanho Utilização Aparência Especial


Resumo e palavras-chave,
texto em figuras e tabelas
9
e referências.

TÍTULOS DE
SEÇÕES
10 Texto normal e equações
Sub-seções

11 Nomes dos autores


24 Título

Fig. 2. Exemplo de gráfico utilizado para apresentar resultados.


IV. CONCLUSÃO

Assim que apresentadas todas as observações e análises obtidas por meio da prática em laboratório, deverá ser escrita uma
conclusão a respeito desta. Neste espaço deverão ser escritas as considerações finais sobre o experimento e quais foram os
objetivos alcançados. Pode-se também realizar sugestões sobre possíveis modificações para trabalho futuros.

V. REFERÊNCIAS
[1] SOBRENOME DO AUTOR, Nome do Autor. Título do trabalho. Número da edição. Cidade: Editora. Ano. Quantidade de páginas.
[2] SOBRENOME DO AUTOR, Nome do Autor. Título do trabalho (ou nome do site). Disponível em: <site>. Acessado em: data de
acesso ao material.