Você está na página 1de 3

Reflexão

De
Modelos de demonstrações financeiras

No módulo de Modelos Demonstrações Financeiras leccionado pelo formador


António Pimenta com uma duração de 50 horas, abordamos vários conceitos como o
balanço, demonstração de resultados, alterações no capital próprio, demonstrações dos
fluxos de caixa.
Apresentação das demonstrações financeiras do sistema de normalização
contabilística (SNC) reflecte-se na diferença da classe 7 e classe 6.
As presentes observações destinam-se a auxiliar a apresentação das
demonstrações do balanço dos resultados das alterações de capital próprio e dos fluxos
de caixa.
Para as entidades que nos termos do art.º 8 Decreto – lei x x x x, adoptem a
NCRF-PE Norma contabilística e de relato financeiro para pequenas entidades, estão
contemplados modelos menos desenvolvidos de balanço de Demonstração dos
resultados e de anexo, sendo dispensadas as demonstrações das alterações no capital
próprio e dos fluxos de caixa.
O modelo adoptado para a demonstração de balanço assume a forma vertical,
identificando o activo, o capital próprio e o passivo assumido um formato único que
servirá de modelo para o relato financeiro quer para as contas individuais quer para as
contas consolidadas.
As rubricas do balanço são classificadas segundo o critério de distinção entre
activos e passivos correntes e não correntes definido NCRF 1 a 10.
As rubricas do modelo de balanço correspondem ao conteúdo mínimo
obrigatório de informação financeira a ser apresentado na face desta demonstração
financeira, sem prejuízo do disposto no parágrafo seguinte.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Em função da composição dos activos, passivos e capital próprio de cada
entidade e atendendo aos critérios de materialidade e agregação definidos no ponto 2.5
da BADF uma entidade poderá excepcionalmente acrescentar outras rubricas que sejam
relevantes.
As rubricas do activo não corrente os activos fixos tangíveis da classe 4 conta 43
compreende as quantias liquidas de depreciações e de perdas de imparidade
acumuladas, assumidas á data de relato pelos activos abrangidos pela NCRF 7- activos
fixos tangíveis.
Compreende também os respectivos adiantamentos por conta de investimento,
cujo preço esteja previamente fixado.
As propriedades de investimento compreende as quantias líquidas assumidas, á
data de relato, pelos activos abrangidos pela NCRF11- propriedades de investimento.
Os activos intangíveis destina-se a apresentar as quantias, líquidas de
amortização e as perdas por imparidade acumuladas, dos activos tratados pela NCRF6-
activos intangíveis á data de relato, também relevam as quantias de activos intangíveis
decorrentes da aplicação da NRCF26- Matérias Ambientais.
O Inventário abrange as quantias dos activos classificados como tal nos termos
NC RF18-Inventários,incluindo na classe 3da conta 31e32 do SNC.
As quantias de activos financeiros relativos á dívida a receber de clientes,
líquidas de perdas de imparidade acumuladas, á data de relato, cujo tratamento
contabilístico é efectuado pela NRCF20- Réditos e NCRF27- Instrumentos Financeiros.
O Estado e outros entes públicos compreende os activos correntes por quantias a
favor da entidade respeitantes a impostos, taxas e contribuições obrigatórias derivados
do relacionamento das entidades com o Estado e entes públicos.
O caixa e depósitos bancários apresentam as quantias de activos monetários que
se enquadram nas contas 11 e 12 do SNC.
O capital próprio corresponde ao capital realizado entre a diferença de passivos e
activos.
.Activo-passivo= capital próprio

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Os fornecedores compreende as quantias de passivos por dividas a pagar a
fornecedores á data de relato, enquadra-se na classe 2 na conta 22 do SNC.
As Demonstrações de resultados por natureza de funções adoptaram um formato
vertical de formação do resultado líquido do exercício a partir do rédito gerado pelas
vendas e despesas.
O balanço é constituído das contas 1 á 5,a demonstração de resultados respeita
as classes 6 e7 do SNC.
.Classe6- classe7 = RLE
Todos estes conhecimentos adquiridos compreenderam-se na contabilidade geral
obrigatória que será útil profissionalmente em trabalhos contabilísticos de uma entidade
em função da realização do projecto de uma empresa futura.

Formador: António Pimenta


Formada: Carla Araújo

Ponta Delgada 19 de Janeiro de 2011.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com