Você está na página 1de 6

O que é um projeto de redes de computadores?

Um projeto de redes de computadores é um estudo (ou planejamento)


detalhado, destinado a implantação de uma rede de computadores que possa
satisfazer as necessidades de alguém (pessoa física ou jurídica), sendo o
compartilhamento de informações e recursos o objetivo mais comum.
Dependendo da natureza do projeto, ele deverá atender não só as
expectativas do presente, mas também estar adequado para as mudanças no
futuro, isto é, ser "modular" de forma a permitir o crescimento da rede,
conforme o surgimento de novas necessidades, sem prejudicar o atual estado
de sua funcionalidade.
São vários os detalhes envolvidos em um projeto de redes de
computadores. Para se ter uma ideia, podemos destacar alguns exemplos:
• Coleta de informações: Deverá ser feita de acordo com os
requisitos do cliente;
• Projeto lógico da rede: É o planejamento de todos os detalhes da
rede que será implantada e utilizada. Exemplo: topologia da rede (estrutura),
esquema de endereçamento, protocolos (regras padronizadas), softwares a
serem utilizados, segurança e gerência;
• Projeto físico da rede: É a seleção de tecnologias e dispositivos a
serem usados. Exemplo: placas de rede, cabos, hubs, switches, roteadores,
computadores, impressoras, etc.;
• Testes e análise do projeto (considerando imprevistos);
• Realização de ajustes/melhorias no projeto;
• Custo do projeto (de modo a atender o melhor custo-benefício);
• Documentação do projeto;
• Treinamento de pessoal.
OBS.: O projeto deve seguir o "Sistema de Cabeamento Estruturado"
que é a padronização do cabeamento, envolvendo normas técnicas, de modo a
facilitar o uso e manutenção da rede com seus meios de transmissão
integrados (voz, dados, multimídia, etc.).
Para melhor visualização desse conceito, segue um exemplo sintético
de um pequeno projeto, destinado ao mercado "SOHO (Small Office / Home
Office - Pequeno Escritório / Escritório Doméstico)", realizado em 2005.
Neste exemplo, começaremos expondo o objetivo do projeto,
denominado "Projeto SOHO 2005", de minha autoria:
Objetivo: Atender a um escritório de advocacia que passou por um
processo de expansão, onde houve a necessidade de informatização e
interligação de uma matriz e uma filial através da Internet.
O escritório, que antes contava com apenas a matriz composta por 2
advogados, 1 assistente e 1 secretária e possuía apenas 3 computadores com
2 impressoras deskjet e um único acesso à Internet, via linha discada (56
Kbps), passou a ser composto por uma matriz e uma filial.
Com o processo de expansão, houve, também, a necessidade de
contratação de pessoal e o deslocamento de um dos advogados para filial.
Sendo assim, a matriz passou a ser composta por 1 advogado, 1
assistente, 1 operador de computador/webmaster e 1 secretária. Os
equipamentos utilizados serão vistos mais adiante. A filial foi composta por 1
advogado, 2 assistentes, 1 secretária e 1 office-boy.
Os advogados solicitaram um projeto que atendesse às necessidades
da empresa, de forma a ter a melhor relação custo-benefício possível. Foi
informado ainda que não seria possível realização de obras como por exemplo,
quebrar paredes para passagem de eletrodutos.
O escritório matriz fica localizado na "cidade X" e a filial no centro
financeiro da "cidade Y". Com base nessas informações, foi apresentada a
proposta para a implantação do "Projeto SOHO 2005", conforme adiante.
Justificativa para o "Projeto SOHO 2005": Com base em um
levantamento feito pelo SEBRAE (www.sebrae.com.br), descobrimos que
juntas, as micro e pequenas empresas, respondem por cerca de 99% do
mercado de empresas formais no Brasil.
Situação da Empresa
Situação da empresa "antes" da implantação do projeto:
Apenas a matriz: 2 Advogados, 1 Assistente e 1 Secretária.
Equipamentos: 3 computadores, 1 acesso à Internet via modem 56
Kbps e 2 impressoras deskjet.
Situação da empresa "após" a implantação do projeto:
Matriz: 1 Advogado, 1 Assistente, 1 Secretária e 1
Operador/Webmaster.
Filial: 1 Advogado, 2 Assistentes, 1 Secretária e 1 Office-Boy.
Equipamentos: Ver mais adiante.
Visualização do processo de expansão do escritório:
Abaixo, podemos observar a matriz, instalada em uma casa na "cidade
X" e a sua filial, localizada no 8º andar de um prédio no centro financeiro da
"cidade Y".
OBS.: A nuvem: é a representação da Internet porque simboliza a
"visão obscura (desconhecida)" de uma pessoa leiga no assunto. O raio é a
representação de uma "conexão (link)" entre um ponto e outro. Favor não
confundir com "chuvas, relâmpagos e trovoadas..." :-)
Figura 128: Processo de Expansão - Matriz e Filial

Planta Baixa
Apresentação da planta baixa:
A planta baixa é fundamental para que possamos ter a base correta
para a realização do projeto, no que diz respeito a disposição física dos
equipamentos. A área "hachuriada" representa o espaço reservado para alguns
móveis e o tracejado em azul representa o cabeamento de rede utilizado,
embutido em "canaletas" presas na parede.

Figura 129: Planta Baixa da Matriz.


Figura 130: Planta Baixa da Filial.
Distribuição de Cabos
Esquemático da distribuição horizontal de cabos:
Esse esquemático representa o cálculo da metragem de cabos
necessária por andar. Existe, também, o esquemático da distribuição vertical
de cabos. Não será exemplificado aqui porque, neste caso, não foi necessário,
uma vez que o projeto atendeu apenas a um andar.

Figura 131: Esquemático Horizontal de Cabos.


Canaletas
Canaletas Aparentes:
As canaletas aparentes são a solução ideal para ambientes onde a
mudança de layout ocorre com frequência, quando não é possível quebrar
paredes ou não se quer ter gastos com a realização de obras. As canaletas de
alumínio são as mais indicadas, pois possuem maior proteção contra
interferências eletromagnéticas.

Figura 132: Canaletas de Alumínio

As ilustrações contidas na figura 132_2, pertencem a DUTOTEC


(www.dutotec.com.br)

Figura 132_2: Canaletas de Alumínio.