Você está na página 1de 54

Thayse Santos Mariana Azevedo

DEMOLIÇÕES
TIPOS DE DEMOLIÇÃO

 CONSTRUÇÕES:  ROCHAS (DESMONTE):

 Demolição manual  Uso de explosivos


 Demolição mecânica  Uso de Argamassa expansiva
 Demolição por implosão
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DEMOLIÇÃO MANUAL:
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 EQUIPAMENTOS:
TIPOS DE DEMOLIÇÕES
 DEMOLIÇÃO MANUAL:

Vantagens: Desvantagens:

 Não necessita de mão de obra  Grande exigência física


especializada  Trabalho Lento
 Portáteis  Rendimento baixo em estruturas
 Relativamente seguro fortemente armadas
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DEMOLIÇÃO MECÂNICA:
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 EQUIPAMENTOS:
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DEMOLIÇÃO MECÂNICA:

Vantagens: Desvantagens:

 Rapidez  Ruídos
 Menos mão de obra Geração de Poeira
 Maior capacidade de demolição  Solo de boa capacidade de suporte
 Menor custo Mão de obra especializada
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DEMOLIÇÃO POR IMPLOSÃO:
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DESMONTE DE ROCHAS UTILIZANDO EXPLOSIVOS:
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DESMONTE DE ROCHAS UTILIZANDO ARGAMASSA
EXPANSIVA:
TIPOS DE DEMOLIÇÃO
 DESMONTE DE ROCHAS UTILIZANDO ARGAMASSA
EXPANSIVA:
RISCOS
As demolições são consideradas como trabalhos com riscos especiais
RISCOS
 Destruição não controlada de toda a parte da construção;
 Danos causados nas estruturas vizinhas;
 Quedas de pessoas ou objetos;
 Poluição do ar;
 Poluição sonora;
 Acidentes no momento de mover entulhos;
 Rompimento de cabo de aço;
 Exposição à gases tóxicos;
 Exposição à energia elétrica.
DEMOLIÇÕES

NORMAS QUE REGULAMENTAM A DEMOLIÇÃO:

 NBR 5682/77
 NR 18
DEMOLIÇÕES
NBR 5682/77
DEMOLIÇÕES
NR 18:
DEMOLIÇÕES
NR 18:
Fonte: Márcio Azevedo
Fonte: RotomixBrasil
Escolha do tipo de
demolição

Avaliação da situação
estrutural
Processo de Demolição

Obtenção de licenças

Corte de serviços

Montagem do
equipamento

Estrutura de contenção
da fachada

Remoção de materiais
para reciclagem

Demais trabalhos
Medidas Preparatórias
FASE 1: ESCOLHA DO TIPO DE DEMOLIÇÃO
• Demolição manual, mecanizada ou por terceirizada
• recepção de propostas e apreciação: planos de demolição e de prevenção de resíduos:
método e equipamento, prazo, mão de obra, segurança, vazadouros, técnico responsável...
• assinatura do contrato.
FASE 2: AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO ESTRUTURAL
• vistorias às construções vizinhas;
• registo de existências através de fotos e/ou vídeo;
• relatório da situação existente;
• trabalhos de escoramento;
• definição de responsabilidades em caso de estragos;
• avaliação estrutural do edifício a demolir;
• projetos finais.
Medidas Preparatórias

FASE 3: OBTENÇÃO DE LICENÇAS


• licença de obra;
• plano de segurança e ocupação da via pública;
• áreas classificadas e zonas de proteção;
• autorizações especiais: polícia, bombeiros e hospitais.

FASE 4: CORTE DE SERVIÇOS


• água;
• gás;
• eletricidade;
• telefone.
Fonte: Plano de Prevenção e Emergência da ESJM
Medidas Preparatórias

FASE 5: MONTAGEM DE EQUIPAMENTOS

• tapumes;
• andaimes e plataformas de proteção;
• redes;
• estaleiro;
• equipamento de elevação e remoção de cargas.

FASE 6: ESTRUTURA DE CONTENÇÃO DA FACHADA


Fonte: FIXO Equipamentos

Fonte: ACESSA
Remoção de Materiais da Construção Civil

Fonte: sulnoticias.com
Descarte de Resíduos da Demolição
Resolução CONAMA 307/2002
Descarte de Resíduos da Demolição
Descarte de Resíduos da Demolição
Normas Brasileiras para a Gestão de Resíduos
 NBR 15112:2004 Resíduos da Construção Civil e Resíduos Volumosos – Áreas de Transbordo e
Triagem – Diretrizes para Projeto, Implantação e Operação;

 NBR 15113:2004 Resíduos Sólidos da Construção Civil e Resíduos Inertes – Aterros – Diretrizes
para Projeto, Implantação e Operação;

 NBR 15114:2004 Resíduos Sólidos da Construção Civil – Áreas de Reciclagem – Diretrizes para
Projeto, Implantação e Operação;

 NBR 15115:2004 Agregados Reciclados de Resíduos Sólidos da Construção Civil – Execução de


Camadas de Pavimentação – Procedimentos;

 NBR 15116:2004 Agregados Reciclados de Resíduos Sólidos da Construção Civil – Utilização em


Pavimentação e Preparo de Concreto sem Função Estrutural – Requisitos.
Controle de Transporte de Resíduos (CTR)
• Emissão de 3 vias (gerador, transportador e destinatário) com o seguinte
conteúdo mínimo:

• Transportador: nome, CPF e/ou razão social e inscrição municipal;


• Gerador/origem: nome, CPF e/ou razão social e CNPJ;
• Endereço da retirada;
• Destinatário: nome, CPF e/ou razão social e CNPJ;
• Endereço do destino;
• Volume (m³) ou quantidade (t) a ser transportada;
• Descrição do material predominante: solo, material asfáltico, madeira,
concreto/argamassas/alvenaria, volumosos (incluindo pedras) ou outros (especificar);
• Data;
• Assinatura do transportador;
• Assinatura da área de transbordo e triagem;
• Assinatura da área de destinação de resíduos.
Modelo de CTR
Quem fiscaliza uma obra de demolição?
1. Dono da obra;

2. Câmaras municipais e entidade


coordenadora da atividade;

3. Inspeção Geral do Ambiente e


Ordenamento do Território;

4. Comissões de Coordenação e
Desenvolvimento Regional
(CCDR);

5. Autoridades Policiais.
Quais os critérios para seleção da empresa?
1. Documentação de funcionários de acordo com as
leis trabalhistas

2. Histórico e referências comerciais de obras já


executadas

3. Tempo de existência e corpo técnico da empresa

4. Área de destinação de resíduos legalizada

5. Carta de intenção de descarte no bota-fora


escolhido

6. Análise da ficha de avaliação de fornecedores


Principais Custos na Demolição
• Construções temporárias de instalações acessórias de apoio
ao pessoal
Custos relacionados com o • Equipamentos de proteção individual e coletiva
estaleiro da obra • Limpeza inicial do local da obra, principalmente em casos de
edifícios abandonados há muito tempo

Custos de Limpeza e • Remoção de materiais com presença de amianto


• Remoção e/ou limpeza de todos os materiais e elementos
desativação de contaminantes ou contaminados
serviços de rede • Desconexão de todos os serviços e redes internas

• Todos os elementos que sejam possíveis de remover como


Custos de remoção de vasos sanitários, banheiras, etc.
elementos acessórios • Remoção de telhas, portas e janelas
• Remoção de paredes divisórias de gesso cartonado e
à construção materiais semelhantes
Principais Custos na Demolição
Custos de • Esmagamento dos elementos no local de obra para facilitar o transporte
• Carregamento, descarregamento e transporte de detritos
vazadouro • Custos de vazadouros

• Mão-de-obra (colaboradores, supervisores, encarregados, engenheiros, etc.)


Custos de • Equipamentos comprados e/ou alugados
• Retroescavadeira, grua, bola de demolição e acessórios
demolição • Equipamentos de demolição manual e andaimes
propriamente • Escoramentos e criação de rampas provisórias
dita • Custos de implosão (perfuração e máquina de perfuração, explosivos e materiais acessórios,
evacuação da zona e equipamentos de proteção)

Custos gerais • Seguros


• Licenças
anteriores à • Vedações de segurança e delimitação
demolição • Despesas de administração
Legalização da Demolição

Alvará de demolição

Certidão de demolição

Averbação da demolição

Nova matrícula do imóvel/terreno


Exigências
para emissão
de alvará de
execução de
demolição
Exigências
para emissão
de alvará de
execução de
demolição
Edifício Residencial com 4 andares
Localização
Empresas terceirizadas em Pernambuco

Detalhes do contato Detalhes do contato

Endereço: Rua Criciuma, 3568, Sala 236, Endereço: Rua Coronel Fernando Machado, 537 Curado -
Multshopping Sul , Jaboatão dos Guararapes Recife/PE. CEP 50.910-350
54470-000, PE Tel: (81) 3049-6900
Tel: (81) 3469-5140 (81) 99942-7432 (Whatsapp)

Detalhes do contato

Endereço: Av. Brasil, 605 - Universitário, Caruaru - PE,


55016-360
Telefone: (81) 3721-6460
Produto Utilizado