Você está na página 1de 68

Centro de Tradições

Gaúchas Sinuelo da
Saudade
11ª RT –MTG /PR
Realeza – 05/09/2018
MISSA CRIOULA
CANTO INICIAL: Nossa Senhora Aparecida

Ó Senhora Aparecida
Rainha da minha fé
A força de quem é forte
Escudo de quem não é
Põe a sua mão sagrada
Sobre a cabeça da gente
Conforto os oprimidos
Proteção dos inocentes
Nos livre da ignorância
Que neste mundo existe
Miséria, violência e fome
Nossa verdade mais triste
Ó Senhora Aparecida
Nossa Senhora
Aparecida
És a luz do meu
caminho
Direção na minha vida!
Ó Senhora Aparecida
Olha pra nossas crianças
Nosso futuro inocente
Precisa de esperança
Precisa crescer na vida
Em graça e sabedoria
Dormir sonho de menino
E acordar um novo dia
Não existe amanhã
Se o hoje morre agora
Estamos de coração
Em tuas mãos, Virgem Senhora
Ó Senhora Aparecida
Nossa Senhora
Aparecida
És a luz do meu
caminho
Direção na minha vida!
Ó Senhora Aparecida
Não nos deixe perecer
Somos um povo que sonha
Um povo que reza e que crê
Acenda a luz da esperança
Aos pobres que nada tem
Mostre que a maior riqueza
É viver fazendo o bem
Não permita que o homem
Possa se afastar de Deus
Cuida mãe aparecida
Dos humildes filhos teus
Ó Senhora Aparecida
Nossa Senhora
Aparecida
És a luz do meu
caminho
Direção na minha vida!
Ó Senhora Aparecida
Que esta tão perto do pai
Me responda por favor
Pra onde este mundo vai
Mostre a mágica da vida
E a força do perdão
O que devemos fazer
Pra ganhar a salvação
Porque eu não sei rezar
Foi que eu fiz essa canção
Ó mãe aceite meu canto
Como minha oração
Ó Senhora Aparecida
Nossa Senhora
Aparecida
És a luz do meu
caminho
Direção na minha vida!
ACOLHIDA
PADRE: As boas vindas de Deus gauchada/
pela fé aqui repontada / pra adorar o
grande patrão/ dizer –lhe muito obrigado/
pedir lhe também perdão/alcançar toda sua
graça/e sua santa proteção. Agora a mão
direita / levantamos para fazer/com fé viva
e devoção /o sinal de todo o bem . Em
nome do pai ,do filho e do espirito santo.

Povo : Amém
PADRE : A graça e a paz / do celeste
patrão / e de cristo capataz / que é
nosso irmão / vos deseja amigos / o
meu coração

POVO : Obrigado igualmente , quem


nos reuniu foi jesus , nosso divino
tropeiro , aqui ao redor desta cruz
ATO PENITENCIAL

PADRE : Amigos ! ..... antes de cruzar a


porteira do patrão desta querência /. Das
faltas verdadeiras /vamos pedir clemência ,
de tudo o que não foi bom / vai pedir
perdão.
POVO : Patrão! Sou gaúcho
leal / confesso que fiz o mal /
declaro neste momento / que
pequei por pensamento / com
palavras e atos faltei / o que
deveria fazer deixei / mas ,
por cristo redentor / e por sua
Mãe , senhor / pelos santos ,
meus irmãos ,/ perdoai-me
bom patrão .
AMARRAÇÃO DOS LENÇOS
CANTO PENITENCIAL

Venho vindo com jeito


Mas me sinto á vontade
Convido o povo com respeito
Pra rezarem de verdade
Ó são Pedro
Ó Patrão
Escuta a nossa reza
E nos larga teu perdão
Ó meu querido São Pedro
Patrão desta querência
Diga lá pra nosso senhor
Que de nós tenha clemência
Ó são Pedro
Ó Patrão
Escuta a nossa reza
E nos larga teu perdão
E agora perdoado
Com muita satisfação
Olhamos aqui pro altar
Com respeito e devoção
Ó são Pedro
Ó Patrão
Escuta a nossa reza
E nos larga teu perdão
PADRE: Vossa compaixão supera/
Senhor, o céu e a terra/ Cremos,
pois, firmemente/ que sendo um
Pai clemente/ nos darei vosso
perdão/ e a eterna salvação/
piedade então de nós/ e até a
querência do além. Amém.
GLÓRIA
Honra e glória nas alturas
Ao patrão da eternidade
Paz na terra as criaturas
E aos que tem boa vontade

NÓS LOUVAMOS ,BENDIZEMOS


VOS ADORAMOS COM GLÓRIA
E COM FÉ RECONHECEMOS
ÓH CRISTO REI DA VITÓRIA!
Nós também agradecemos
Vossa infinita grandeza
E sempre vos louvaremos
Criador da natureza
AO FILHO ONIPOTENTE
JESUS,DIVINO CORDEIRO
QUE MORREU VALENTEMENTE
PRA SALVAR O MUNDO INTEIRO
Dizemos muito obrigado
Por esse amor tão profundo
Jesus cordeiro imolado
Perdoai os erros do mundo
PADRE: Oh patrão eterno/autor de
todo bem./ olhai esta gauchada/que
nesta missa vem. Dai-lhes a alegria/
de sempre vos servir/até poder
chegar/ao rancho do porvir/pois é lá ,
com Cristo/ que nós queremos ir./
pelo Divino Espírito / dai nos este
bem. E que dure a vida toda/ agora e
sempre.
POVO: Amém!
LITURGIA DA PALAVRA

Leitura da Primeira Carta de São


Paulo aos Coríntios 3,1-9

TODOS: GRAÇAS AO PATRÃO


UNIVERSAL!
SALMO DE RESPOSTA

R. Feliz o povo que o Senhor


escolheu por sua herança!
CANTO PARA ACLAMAR O EVANGELHO
Escuta gaúcho, escuta, o Evangelho de Jesus,
Palavra cheia de vida, caminho, verdade e
luz.
Escuta gaúcho, escuta, o Evangelho de Jesus,
Palavra cheia de vida, caminho, verdade e
luz.
1. Pertencemos, pois, agora, ao rebanho de
Jesus,
Foi Ele quem nos salvou, morrendo por nós
na cruz.
2. Por isso Ele é o Bom Tropeiro, que nos
conduz pela Igreja,
Sempre estaremos com Cristo, onde quer
que Ele esteja.

Escuta gaúcho, escuta, o Evangelho de


Jesus,
Palavra cheia de vida, caminho, verdade e
luz.
Escuta gaúcha, escuta, o Evangelho de Jesus,
Palavra cheia de vida, caminho, verdade e
luz.
Evangelho - Lc 4,38-44

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo


segundo São Lucas

POVO: Louvemos por tudo isto, o tropeiro


eterno, Cristo!
CREIO
Creio em Deus Pai Poderoso/ criador da
natureza,/ fez a nós e os lindos pampas/trás nos
pão,/ o churrasco a mesa/ Creio no tropeiro
Eterno/ filho do Pai lá de riba/ que na cruz
como cordeiro/ ao rebanho deu sua vida.
Creio no espírito vaqueano/ como fogo e
abrasador,/ recebido no batismo,/ nos dá luz,/ a
tua paz,/ o amor.
Também creio na igreja/ Una, Santa e
apostólica/neste laço da doutrina ,/ trilho a
minha fé católica./
tenho fé na comunhão dos santos/
também na virgem Maria,/ que do
céu/ primeira prenda/coroada mãe
Rainha.
Sou gaúcho e acredito/ na remissão
do pecado/ na ressurreição dos
mortos,/ na tradição do meu pago.
Está fé de minha infância /levo até
bolear a perna/ estribado na
constância/ pra chegar na Estância
eterna.
Amém!
PRECES COMUNITÁRIAS

POVO: SUPLICAMOS AO PATRÃO UNIVERSAL!


OFERTÓRIO
CANTO DO OFERTÓRIO
1-Patrão que viestes de longe olhar nosso
rodeio
A gauchada te oferece Pão branco e vinho
vermelho
2- Este pão será teu corpo que alimenta o
tropeiro
E o vinho será o sangue que salvou o mundo
inteiro
3- Aceita com nosso abraço esta tão pouca
oferenda
O peão que fez o vinho, o pão
quem fez foi a prenda
4- Da gauchada deste pago,
patrão aceita este pedido
Não deixe deste rebanho,
nenhum cordeiro perdido
5- E, quando nos for chamar, pra
estância da eternidade
Prepare um churrasco assado , e
vinho bom á vontade.
Padre: Bendito sejais, Senhor, Patrão do
universo inteiro, Pelo pão hospitaleiro, Que
vem da vossa bondade, Que o labor da
humanidade e a terra fértil produz, Agora
aos pés desta cruz, Vô-lo damos, Mão
erguida, pra se tornar pão e vida, Corpo vivo
de Jesus.

Povo: Bendito seja o Senhor. Nosso Patrão


Criador.
Padre: Na mistura da água e vinho,
Queremos simbolizar Nossa união com
Jesus Cristo, Que resolveu se encarnar.
Sendo Deus, Tornou-se Homem Para nos
Divinizar.

Povo: Bendito seja o Senhor. Nosso


Patrão Criador.
Padre: Bendito sejais, Senhor, Patrão do
universo inteiro, Pelo vinho hospitaleiro que
vem da Vossa Bondade, Que o labor da
humanidade E a vida fértil produz. Agora, aos
pés desta Cruz, Vô-lo damos sobre a mão. E o
vinho da salvação, Será o sangue de Jesus.

Povo: Bendito seja o Senhor. Nosso Patrão


Criador.
Padre: Curvados sobre este altar, De coração
comovido, Sejamos, Deus acolhidos, Por
Vossa eterna bondade. Pedimos, Por este
ofício, Que este Santo Sacrifício. Patrão do
céu, vos agrade.

POVO: Por Vossa misericórdia, Lavai,


Supremo Patrão, Nossas culpas e pecados,
Todo o nosso coração
Padre: A missa não é só minha. É vossa, irmãos,
igualmente. Vos peço fraternalmente, Rezai
comigo, portanto, pra que o nosso Patrão
Santo, a receba alegremente.

Povo: Que o nosso divino Patrão / receba de


tua mão / este sacrifício, então, em honra da
Divindade, mande bênçãos à vontade, para o
rodeio Cristão.
Padre: Divino Patrão Santo, recebei esta
nossa oferta e mandai em troca vossa
benção divina para nos manter na luta
contra todo mal. Por Nosso Senhor Jesus
Cristo, que conosco vive e reina na unidade
do Espírito Santo.

Povo: Amém
ORAÇÃO EUCARÍSTICA II

V.: O Senhor esteja convosco.


R: Ele está no meio de nós.
V.: Corações ao alto.
R: O nosso coração está em Deus.
V.: Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
R: É nosso dever e nossa salvação.
Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e
salvação dar-vos graças, sempre e em todo lugar,
Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por
Cristo, Senhor nosso. Ele é a vossa palavra viva, pela
qual tudo criastes. Ele é o nosso Salvador e Redentor,
verdadeiro homem, concebido do Espírito Santo e
nascido da Virgem Maria. Ele, para cumprir a vossa
vontade, e reunir um povo santo em vosso louvor,
estendeu os braços na hora da sua paixão, a fim de
vencer a morte e manifestar a ressurreição. Por ele,
os anjos celebram vossa grandeza e os santos
proclamam vossa glória. Concedei-nos também a nós
associar-nos a seus louvores, dizendo (cantando) a
uma só voz:
T: Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do
universo!
O céu e a terra proclamam a vossa glória.
Hosana nas alturas! Bendito o que vem em
nome do Senhor. Hosana nas alturas!

PADRE: Na verdade, ó Pai, vós sois santo e


fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas
oferendas, derramando sobre elas o vosso
Espírito, a fim de que se tornem para nós o
Corpo e (+) o Sangue de Jesus Cristo, vosso
Filho e Senhor nosso.
T: Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

PADRE: Estando para ser entregue e abraçando


livremente a paixão, ele tomou o pão, deu
graças, e o partiu e deu a seus discípulos,
dizendo:
TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU
CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o


cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o
deu a seus discípulos, dizendo:
TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO
MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA
ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
POR TODOS PARA A REMISSÃO DOS PECADOS.
FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.
Eis o mistério da fé!

TODOS: Todas as vezes que comemos deste


pão e bebemos deste cálice, anunciamos,
Senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a
vossa vinda!
PADRE: Celebrando, pois, a memória da morte e
ressurreição do vosso Filho, nós vos
oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da
salvação; e vos agradecemos porque nos
tornastes dignos de estar aqui na vossa
presença e vos servir.

TODOS: Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!


PADRE: E nós vos suplicamos que, participando
do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos
pelo Espírito Santo num só corpo
TODOS: Fazei de nós um só corpo e um só
espírito!
PADRE: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que
se faz presente pelo mundo inteiro: que ela
cresça na caridade, com o Papa (N.), com o
nosso Bispo (N.), e todos os ministros do vosso
povo.
TODOS: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!
PADRE: Lembrai-vos do vosso filho (da vossa
filha) N., que (hoje) chamastes deste mundo à
vossa presença. Concedei-lhe que, tendo
participado da morte de Cristo pelo batismo,
participe igualmente da sua ressurreição.
TODOS: Concedei-lhe contemplar a vossa face!
PADRE: Lembrai-vos também dos (outros)
nossos irmãos e irmãs que morreram na
esperança da ressurreição e de todos os que
partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na
luz da vossa face.
TODOS: Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
PADRE: Enfim, nós vos pedimos, tende piedade
de todos nós e dai-nos participar da vida eterna,
com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José,
seu esposo e os santos Apóstolos e todos os
que neste mundo vos serviram, a fim de vos
louvarmos e glorificarmos, por Jesus Cristo,
vosso Filho.
TODOS: Concedei-nos o convívio dos eleitos!
PADRE: Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós,
Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito
Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para
sempre. Amém.
PAI-NOSSO

1. Ó Pai Nosso, que estais na estância do


além,
Santificado, seja o Teu nome bendito,
Venha até a gente, a Tua querência do
bem,
Teu santo projeto querido, e a tua vontade
também,
Assim nos pampas, como ela é feita no céu.
2. O pão nosso de cada dia, dai-nos na mesa
de hoje,
E perdoai-nos a nossa ofensa Senhor,
Na mesma quantia que gente perdoa o
irmão,
De toda a peleia e ofensa, e de qualquer
confusão,
Não nos deixeis tropeçar, na tentação que
virá,
Livra a gente também, do mal do pecado.
Amém.
PADRE: Patrão do céu, afastai-nos todo o mal, do
passado , do futuro, do presente. Protegidos de
todos os perigos conservai-nos do pecado sempre
ausente.
POVO: Por Maria, mãe do Cristo e nossa mãe mandai
paz à humanidade urgentemente auxiliados por
vossa misericórdia, aumentai a nossa fé pura e
ardente.
PADRE: No santo amor, Jesus Cristo, Vosso Filho;
Convosco reina feliz, gloriosamente e com o espirito
santo, Deus também, por todo tempo, sem fim e
eternamente, enquanto na terra vivendo a
esperança, aguardamos Jesus Cristo novamente.
POVO: Vosso é o reino, a glória e o poder. E para
sempre, Deus eterno, o há de ser.
PADRE: Aos apóstolos, Jesus, Vós dissestes com
lealdade. Eu deixo a minha paz.
POVO: Vos pedimos com bondade não olhei os
nossos pecados. Olhai a fidelidade de Vossa
igreja e nos dais a paz, o amor e a unidade. Vós
que sois Deus com o Pai o Espírito da verdade.
PADRE: Conosco a paz do patrão onipotente.
POVO: O amor de Cristo nos reuniu
fraternalmente.
CORDEIRO

Jesus, Divino Cordeiro, Cordeiro, Divino


Cordeiro,

1. Perdão, perdão, perdão, perdão para


o mundo inteiro.

2. A paz, a paz, a paz, a paz para o


mundo inteiro.
PADRE: Felizes os convidados que
vem comer o Cordeiro, Hei-lo aqui
como alimento pra saciar o mundo
inteiro.

POVO: Meu Divino Cordeiro, não


mereço tomar-vos, agora, vivo neste
pão, por isso Jesus Cristo é que eu
Vos peço antes de tudo, limpai o
meu coração.
CANTO DA COMUNHÃO

1. Jesus Cristo, Divino Tropeiro, feito pão


sobre a mesa do altar,
Vem reunir teu sagrado rodeio, para a
eterna querência levar.

Se o churrasco e o mate saciam, minha


fome diária de pão,
Muito mais o teu corpo e teu sangue,
matam a fome do meu coração.
2. Nosso corpo reclama alimento, que dê
forças e energia à vontade,
Mas também nosso peito tem fome, de Jesus
e de felicidade.

Se o churrasco e o mate saciam, minha fome


diária de pão,
Muito mais o teu corpo e teu sangue, matam
a fome do meu coração.
3. Pra saciar nossa fome do corpo,
nos concede o pão material,
Pra saciar nossa fome de Deus, nos
entregas Teu pão celestial.

Se o churrasco e o mate saciam,


minha fome diária de pão,
Muito mais o teu corpo e teu
sangue, matam a fome do meu
coração.
4. Pois se o mate e o churrasco
dão vida, esta vida se acaba na
morte,
Mas quem come teu corpo e teu
sangue, sempre tem vida eterna
mais forte.

Se o churrasco e o mate saciam,


minha fome diária de pão,
Muito mais o teu corpo e teu
sangue, matam a fome do meu
coração.
5. Foi por isso que Tu nos disseste,
“quem não come meu corpo e meu
sangue,
Não tem vida na Estância do Além,
vem ó Cristo e alimenta o Rio
Grande.

Se o churrasco e o mate saciam,


minha fome diária de pão,
Muito mais o teu corpo e teu
sangue, matam a fome do meu
coração.
Prece Crioula
Em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo. E
com licença Patrão Celestial. Vou chegando
enquanto cevo o amargo de minhas
confidências, porque ao romper da madrugada
e ao descambar do sol, preciso camperear por
outra invernada e repontar do céu a força e a
coragem para o entrevero do dia que passa.
Perdoa-me Senhor, porque troteando pelas
caminhadas da fraqueza humana de quando em
quando, quase sem querer, eu me solto porteira
afora.
Eta potrilho xucro, renegado e caborteiro... Mas
eu te garanto, meu Senhor, quero ser bom e
direito. Ajuda-me Virgem Maria, primeira
prenda do Céu. Socorre-me São Pedro, capataz
da estância Gaúcha. Pra fim de conversa, vou te
dizer, meu Deus, mas somente pra Ti, que tua
vontade leve a minha de cabresto para todo o
sempre, até a querência do Céu. Amém.
PADRE: Dai-nos a graça , Patrão Santo, de
seguirmos daqui por diante, uma vida nova,
sem pecado, inteiramente a vosso serviço ;
já que o Divino Tropeiro nos salvou. Por
Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo.

POVO: Assim seja!


HOMENAGEM(PILARES)
RITO FINAL
COM: Antes de nos bandear pelas coxilhas da
Querência, vamos pedir ao Patrão Celeste sua
benção e que nos acompanhe nas andanças.
PADRE: Aqui entre nós está o Patrão
Onipotente.
POVO: E conosco permaneça eternamente.
PADRE: A benção do Patrão Santo, desça agora
do além e nos conserve no bem , com a fé
sempre no trilho, em nome do Pai do Filho e do
Espírito Santo.
POVO: AMÉM!
CANTO FINAL

Cantar, dançar e amar pra Deus é uma


oração
Diz o velho testamento desde os tempos de
Adão
Após vencer o dilúvio durante quarenta dias
Noé e família cantaram e dançaram de
alegria.
Lá no monte Ararate, região leste da
Turquia.
Cantar é coisa de Deus, cantar é coisa de Deus
Sei que faço a minha parte
Cantar é mais que uma arte, cantar é coisa de
Deus (BIS)

Cantar é coisa de Deus no mundo está


comprovado
Desde os tempos de Abraão é um ritual
sagrado
O patriarca da fé e seus descendentes de
hebreus
Davi cantou ao vencer o gigante Filisteu
E por isso que eu afirmo: cantar é coisa de
Deus

Cantar é coisa de Deus, cantar é coisa de Deus


Sei que faço a minha parte
Cantar é mais que uma arte, cantar é coisa de
Deus(BIS)