Você está na página 1de 8

PRÁTICAS DE ENFERMAGEM

DE FAMÍLIA

EULALIA MARCIA DE LIMA AMARAL, S.KEP., NS


CONCEITOS BÁSICOS
1. Enfermagem
A enfermagem é uma forma de serviço profissional parte
integrante dos serviços de saúde com base nos saberes e dicas
de enfermagem, na forma de serviços integrais biopsicossociais
e espirituais, dirigidos a indivíduos, famílias, comunidades,
doentes e saudáveis, abrangendo todos os processos de saúde
humana
2. Prática de enfermagem
A prática de enfermagem é a ação independente de profissionais
de enfermagem por meio da cooperação colaborativa com
clientes e outros profissionais de saúde na prestação de cuidados
de enfermagem de acordo com o ambiente de autoridade e
responsabilidade.
3. Enfermagem de saúde familiar
Saúde da família é a atenção à saúde dirigida ou centrada na
família como uma unidade ou uma unidade que é cuidada,
saudavelmente como uma meta realizada por um profissional
enfermeiro com um processo de enfermagem que é norteado
por normas de prática de enfermagem baseadas em ética e ética
de enfermagem em escopo e autoridade e responsabilidades de
enfermagem
PRÁTICA DE ENFERMAGEM SAÚDE A
NÍVEL COMUNITÁRIO
Na rede pública de saúde, as pessoas que recebem atendimento são
divididas em dois níveis, a saber:
1. Nível individual

Enfermeiros prestam serviços de enfermagem a indivíduos com


determinados casos encontrados em clínicas que às vezes são
acompanhados com cuidados em casa, mas a principal preocupação é
o indivíduo em questão, de forma que na maioria das vezes o
indivíduo controle para o hospital ou serviço de saúde mais próximo.
2. Nível familiar
a. Conheça os problemas de saúde de cada membro de sua família

b. Tome a decisão de tomar a ação certa

c. Prestar serviços de assistência a familiares que estão doentes

d. Mantenha uma atmosfera em casa que determine a saúde e o


desenvolvimento da personalidade dos membros da família
PAPEL DO ENFERMEIRO NA IMPLEMENTAÇÃO
DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM

Na prestação de cuidados de enfermagem familiar, existem várias


funções que os enfermeiros podem desempenhar, incluindo:
1. Introdução à saúde

2. Fornecimento de cuidados médicos para familiares que estão


doentes
3. Coordenador de serviços de saúde e cuidados de saúde

4. Facilitador

5. Educação saudável

6. Aconselhamento e consultores
ENFERMEIRA EM ASSISTÊNCIA
DOMICILIAR
1. Elementos de cuidados de saúde ao domicílio O atendimento
domiciliar consiste em três elementos, a saber:
a. Gerente de serviço

Consiste em indivíduos, grupos ou organizações responsáveis ​


por todos os gestores dos serviços de saúde no domicílio, tanto
pelo fornecimento de pessoal, instalações e equipamentos,
quanto pelos mecanismos de atendimento de acordo com os
padrões estabelecidos.
b. Executor de serviço
É uma equipe profissional de enfermagem em colaboração com
outros profissionais afins e pessoal não profissional. O
implementador de serviço consiste no coordenador de caso e no
implementador de serviço.
c. Cliente
O cliente é beneficiário de cuidados de saúde em casa, envolvendo
um membro da família como responsável que representa o
cliente.
2. Responsabilidades do enfermeiro no atendimento domiciliar
a. Prestando serviços diretamente

b. Documentação

c. Serviços de coordenação e gestão de casos

d. Determina a frequência e duração do serviço

e. Advocacia

3. Benefícios de assistência médica domiciliar (Ferry Efendi &


Makhfudli) :
f. Benefícios para a família
g. Benefícios para enfermeiras
LIMITES DE ESPECIALIZAÇÃO EM
CUIDADOS DE SAÚDE DA FAMÍLIA
A forma de serviço que pode ser prestada pelo enfermeiro de
família é a assistência domiciliária e o nível de prática de
enfermagem de família pode ser dividido em três níveis, a saber:
1. Nível 1 (família como contexto)

2. Nível 2 (família como um grupo de membros da família)

3. Nível 3 (família como cliente)