Você está na página 1de 1

Luiz Henrique Portela Faria 7 Semestre 2013.

Traduo: 1 Co 4:1-5
1

. Assim, considere-nos os homens como servos de Cristo e administradores dos mistrios de Deus.
2 , .

Ora, alm disso, buscado nos administradores que sejam achados fiis.
3 ,

. Para mim, entretanto, insignificante , para que por vs seja julgado ou por humano dia. Mas, nem a mim mesmo eu julgo.
4 , ,

. Nada, de fato, para mim mesmo estou cnscio, mas no por isso estou justificado. O que me julga o Senhor.
5 ,

. Portanto, no antes do tempo algo julgueis. At que venha o Senhor, o qual tambm iluminar as coisas que ocultastes das trevas e como tambm revelar os motivos dos coraes e ento o louvor vir a cada um da parte e administrem.

Sermo: Representantes e administradores dos mistrios de Deus Introduo: Voc j ouviu falar em procurao? um documento que permite que uma pessoa conceda a outra o direito de representa-la e de administrar os seus prprios bens. Com uma procurao assinada, o portador pode abrir conta bancria, fazer transaes comerciais, bem como representa-la diante de tribunais. O texto em questo diz que somos ministros (representantes) e despenseiros (administradores) de Deus. Portanto, requer saber que: Desenvolvimento: Somos representantes e administradores dos mistrios de DEUS e isso exige que: 1) Sejamos encontrados fiis (vers. 2) 2) Tenhamos conscincia que o prprio Deus prestar contas conosco (vers. 3-4); 3) Saibamos que Deus vai revelar os desgnios do corao humano (vers. 5). Concluso: Cristo nos concedeu o privilgio de ter uma procurao assinada pelo prprio Deus, por meio do Esprito Santo, em nosso corao. Somos ministros e embaixadores de Deus; e ao mesmo tempo, administradores da sua graa e de seus mistrios. Razes de ir ao grego: 1) O verbo um imperativo, enquanto que na traduo est como um particpio. 2) administrador, isto , o que administra um lar.