Enf.

ª Danielle Perdigão

Dai-me coragem para enfrentar os que fazem malversação dos recursos da saúde.ORAÇÃO DO AUDITOR Senhor. Dai-me paciência para orientar os que erram por desconhecimento. sobretudo. Dai-me discernimento para separar uma coisa da outra. . Senhor. Mas.

CONCEITO. •OBJETIVOS. •PRINCÍPIOS BÁSICOS •FUNDAMENTOS DO PROCESSO DE AUDITORIA.AUDITORIA EM SAÚDE •HISTÓRICO. • CONTEXTUALIZAÇÃO NOS PROCESSOS DE GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE. • .

HISTÓRICO Século XII – Inglaterra Século XVII 1918 – EUA .Qualidade 1955 – EUA .Publicações .

hoje conhecidos como auditores 1960 – Surgimento do INPS 1970 . Compra de serviços na área da saúde Criação de grupos de médicos fiscais.sistema de controle e avaliação de Assistência Médica 1976 – Sistematização da avaliação por parte do Ministério da Previdência .HISTÓRIA DA AUDITORIA NO BRASIL Década de 60 -origem das modificações do modelo e política de ação do Programa de saúde do Brasil.

regular as operadoras setoriais inclusive quanto às suas relações com prestadores e consumidores .ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR A ANS tem por finalidade institucional promover a defesa do interesse público na assistência suplementar à saúde. .e contribuir para o desenvolvimento das ações de saúde no País.

http://www. normatização. de 28 de janeiro de 2000. 10.gov. controle e fiscalização das atividades que garantam a assistência suplementar à saúde. e o art. de 5 de janeiro de 2000. adotou a seguinte Resolução Normativa e eu.ans. 9º. em reunião realizada em 1 de julho de 2009.961.327. determino a sua publicação. do Regulamento aprovado pelo Decreto nº 3. no uso da competência que lhe confere o art.RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 197. Diretor-Presidente Substituto.br/portal/site/legislacao/legislaca o_integra. incisos II e III. inciso IV. § 1º A ANS é o órgão de regulação.asp?id=1858&id_original=0 . da Lei nº 9. DE 16 DE JULHO DE 2009 ANS.

eficácia e efetividade. III .avaliação da estrutura. .651/95 Exercerá sobre as ações e serviços desenvolvidos no âmbito do SUS as atividades de: I .controle da execução. para aferir sua adequação aos critérios e parâmetros exigidos de eficiência. dos processos aplicados e dos resultados alcançados. mediante exame analítico e pericial. II .CONCEITO AUDITORIA – DECRETO Nº 1.auditoria da regularidade dos procedimentos praticados por pessoas naturais e jurídicas. para verificar a sua conformidade com os padrões estabelecidos ou detectar situações que exijam maior aprofundamento.

eficiência (a ação).” (DEEKN) . eficácia (o resultado). sob os aspectos quantitativos (produção e produtividade). praticados pelos prestadores de serviços. e de assessoramento da administração. e qualidade nas ações de saúde.“Atividade de avaliação independente. efetividade (o desejado: custo/benefício). voltada para o exame e análise da adequação. com observância de preceitos éticos e legais. qualitativos e contábeis (custos operacionais).

br/portalweb/hp/2/docs/manual_de_auditoria_ da_ses-go.gov.pdf http://www.pdf Auditoria Serviço Social Auditoria Nutrição Auditoria em Farmácia http://www.br/portalweb/hp/2/docs/manual_de_auditoria_ da_ses-go.iec.go.br/iah/fulltext/pc/monografias/ms/auditoria/odont osus2005.gov.Auditoria Médica Auditoria de Enfermagem Auditoria Odontológica: Orientações Técnicas sobre Auditoria em Odontologia no SUS Auditoria fisioterapia O que é auditar? http://iah.pa.mp.pdf Auditoria em Fonoaudiologia Auditoria em Psicologia .mp.gov.go.

Produzir informações para subsidiar o planejamento das ações que contribuam para o aperfeiçoamento do SUS e para a satisfação do usuário . visando a melhoria progressiva da assistência à saúde. a propriedade e a efetividade dos serviços de saúde prestados à população. serviço ou sistema auditado.Objetivo da Auditoria FINALIDADES DA AUDITORIA . através da detecção de desvios dos padrões estabelecidos. .Avaliar a qualidade. a quantidade. objetivando a melhoria dos procedimentos.Aferir a preservação dos padrões estabelecidos e proceder ao levantamento de dados que permitam conhecer a qualidade. .Avaliar os elementos componentes dos processos da instituição. os custos e os gastos da atenção à saúde. .

eficiência. aferindo a preservação dos padrões .. economicidade. legitimidade. .Objetivos da Auditoria SUPLEMENTAR . legalidade. contratados e próprios. eficácia e resolutividade dos serviços de saúde conveniados. revisão de normas ou ainda elaboração de instruções que permitam o contínuo aperfeiçoamento do sistema.Implantar medidas corretivas.verificar a adequação.

objetivo ou meta.Conceitos • • • Legalidade: Está dentro da Lei Legitimidade: Legítimo Economicidade: é a qualidade ou o caráter de ser econômico. Eficácia: O resultado Efetividade: 'fazer a “coisa” que tem que ser feita‘o desejado: custo/benefício Resolutividade: A relação do resultado de uma ação que se estabelece através de um plano de trabalho. . • • • • Eficiência: A ação.

AÇÕES DA AUDITORIA • • • • • CONTROLE AVALIAÇÃO FISCALIZAÇÃO INSPEÇÃO SUPERVISÃO ACOMPANHAMENTO .

Por que auditar? * Controlar a correta utilização dos recursos •Acompanhar a qualidade dos serviços prestados •Avaliar a rede credenciada •Avaliar a exatidão dos faturamento dos prestadores de serviço .

o Silêncio é de Ouro “ .PERFIL DO AUDITOR “ A Palavra é de Prata.

Visão do auditor Eficiência • Qualidade da assistência prestada ao usuário •Saber gerenciar seus processos • Melhor relação custo x benefício •Ter uma visão crítica da situação auditada • Princípios éticos. • .

BUZATTI. A Importância as auditoria interna hospitalar na gestão estratégica dos custos hospitalares.Bibliografias 1 . al ..BRITO. C.518522 4 . 2003. Auditoria de Enfermagem – Nos Hospitais e Operadoras de Planos de Saúde. São Paulo: STS.LOVERDOS. São Paulo: Demais. 5 DINNOCENZO. 1998. Auditoria Hospitalar do Serviço de Enfermagem. 6 – MOTTA A. 3 .bireme. certificações:ferramentas de qualidade para gestão em saúde.São Paulo: Iátria. 2008.V. 9 . 55p. São Paulo: Martinari.L. 1999.Brasília . M. Auditoria e análise de contas médico hospitalar.9.A. São Paulo.CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM – SP Principais Legislações – para o exercício da Enfermagem.V.8 p.br 2008.http://bases. Auditoria em enfermagem: erros e custos envolvidos nas anotações. M. 2006. 8 .Goiânia: AB.GALANTE A. auditorias.C. 2 .W.ATTIE. n. Nursing. 7 . São Paulo: Athos. Ver. 2003.F et.C. Indicadores. Auditoria conceitos e aplicações.

com .OBRIGADA! danielleperdigao@hotmail.