P. 1
Reflexao Filosofica

Reflexao Filosofica

|Views: 2.156|Likes:
Publicado porPr Márcio Batista
Reflexão Filosófica distribuída pelo Professor Dalton da Disciplina Filosofia do CEEDUC.
Reflexão Filosófica distribuída pelo Professor Dalton da Disciplina Filosofia do CEEDUC.

More info:

Published by: Pr Márcio Batista on Jun 25, 2009
Direitos Autorais:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/09/2012

pdf

text

original

CEEDUC Centro de Evangélico de Educação e Cultura Curso: Bacharel em Teologia (Ministério) Tipo: Modular Disciplina: Filosofia Professor: Dalton

R. Flores

“...Não somente vivemos no mesmo mundo, mas participamos cada qual do ser do outro...”

Participamos do ser do outro – Tenho parte com você; influenciamos ao mesmo tempo em que somos influenciados;

logo,

Sofremos, todos nós, diferentes influências – em todo o tempo, de pessoas com diferentes heranças, diferentes constituições, diferentes histórias – inter-agimos no mundo, na medida que fazemos parte do mundo; um mundo em constante transformação. Esta interação não permite sermos o que éramos ontem: “O importante e bonito do mundo é isso: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas, mas que elas vão sempre mudando. Afinam e desafinam.” (Guimarães Rosa) Percebe-se o outro – culturas, cosmovisões, educação, ideologias, dogmas, experiências e vivências marcadas pela emoção – escolhemos aspectos do mundo de acordo com nossa própria localização social, combinados a biografia de cada um de nós, palco favorável a formação do sujeito...

Surge então o indivíduo, a partir da dialética entre a identidade objetivamente atribuída e a identidade subjetivamente apropriada. Desta forma, é fácil entender que a nossa visão a respeito do mundo passa a ser “filtrada” (ou seja, necessariamente seletiva), por meio destes elementos, favorecendo, naturalmente, os pré-conceitos, as conclusões inacabadas, as afirmações não ponderadas. O papel da filosofia (e porque não da teologia) não é, senão outro, de nos libertar da ditadura do pensamento alienado; é dar-se a crítica, a autocrítica, a reflexão; é abrir-se para o novo, questionar; é despir-se da miopia conceitual, domesticadora, pronta e irrefletida; é ousar perguntar; É ter a coragem de sentir-se plenamente vivo diante de uma existência que esbanja vida e beleza – vida construída para quem quer viver.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->