Você está na página 1de 19

-Sistemas de Tubulaes Complexas -Problema de trs reservatrios

Prof. Francisco Menten Neto

Reservatrios interligados por condutos

Problema dos 3 reservatrios

Problema dos 3 reservatrios


Para determinao da vazo nos condutos que interligam trs reservatrios, necessrio conhecer:

- As cotas dos nveis de gua dos reservatrios; - Os dimetros das tubulaes; - Os comprimentos das tubulaes; -Os coeficientes de perda de carga das tubulaes. -Podemos ter 3 situaoes

R1 abastece R2 e R3

R1 abastece apenas R3 e Q2 =0

R1 e R2 abastecem R3

Como determinar vazes?

Usando Hazen Willians

Compara-se Q1 e Q3
Se os valores encontrados para Q1 e Q3 forem iguais, isso significa que a hiptese est correta e o problema est resolvido. Se Q1 > Q3 porque Q1 = Q2 + Q3 e o sentido do fluxo de E para D. Se Q1 < Q3 porque Q1 + Q2 = Q3 e o sentido do fluxo de D para E.

Q1>Q3

Q1<Q3

Distribuio em Marcha
Quando ocorrem diversas derivaes ao longo de uma tubulao. A gua consumida nessas derivaes de modo que a vazo vai diminuindo na tubulao principal. Na prtica, para efeito de clculo, considera-se que a descarga seja contnua ao longo do comprimento, como se o tubo tivesse uma fenda longitudinal. Qm = vazo de montante; Qj = vazo de jusante; L=o comprimento do tubo.
Qm - Qj , ser a vazo distribuda em marcha.

Sendo q, a vazo distribuda por metro de conduto (admitida constante), Qm = Qj + q.L A vazo numa seo M distncia x da extremidade de jusante, ser: Qx = Qj + q.x

No esquema abaixo h um sistema com distribuio em marcha tubos usados Q=0,025 m3/s Vazo final nula (em B) Qual a perda de carga: 20 mca A B

Resp q=1,042 x 10-5 Qm=9,375 x 10-3 H 100mm=10,87 mca H 150mm=34,86 mca

Perda de carga Distribuio e Marcha em funo de vazo Fictcia

Vazo fictcia com base em HW


Frmula de Hazen Willians considerando Q = QF