Você está na página 1de 1

SÁBADO, 3 DE OUTUBRO DE 2009

O ESTADO DE S. PAULO
NEGÓCIOS B19
NEGÓCIOS B19

MOTOCICLETAS
FILIPE ARAUJO/AE

Chineses
lançammoto
elétrica
noBrasil
Zongshen, que comprou a Kasinski,
vai lançar a 1ª moto elétrica nacional

Marianna Aragão que inclui motos de alta e baixa


cilindradas”, diz Cláudio Rosa
Os chineses estão ampliando Júnior,presidentedogrupochi-
seus domínios no mercado de nês no País, que vai adotar a
motocicletas brasileiro. marca Kasinski em suas motos.
Alguns anos depois de se ins- No Salão Duas Rodas, evento
talarem no País, os fabricantes do setor que começa na próxi-
asiáticos estão conquistando ma terça-feira, a companhia si-
mercado com novos produtos e no-brasileiramostrará12lança-
parcerias – movimento que es- mentos,incluindoumamotoelé- RESULTADO DO NEGÓCIO - ‘Ganhamos uma marca pronta’, diz Cláudio Rosa Júnior, presidente da ‘nova Kasinski’ sobre a aquisição da Kasinski
tádandoânimoà indústria após trica, a primeira a ser fabricada
um primeiro semestre ruim, nacionalmente.Os produtoses- NÚMEROS COMPETIÇÃO umquadriciclo, o que represen- “O período mais difícil foi ul-
quando as vendas caíram 20% tão sendo fabricados na unida- Os investimentos estrangeiros taumnovosegmento paraa em- trapassado”, acredita o presi-
ante igual período de 2008. “A
concorrência está muito mais
acirrada”, diz o o presidente da
de industrial da Kasinski em
Manaus. Em janeiro, porém, a
companhia inicia a construção
180 mil
têm estimulado os competido-
res já estabelecidos no merca-
do, acredita o presidente da
presa. “Ao contrário dos novos
competidores, temos uma rede
devendaseassistênciajámadu-
dente da entidade. As empre-
sas do setor devem comerciali-
zar 1,7 milhão de unidades este
é a capacidade de produção
Associação Brasileira dos Fa- de um novo complexo indus- prevista pela Kasinski até 2012 Abraciclo. “Estamos vendo fa- ra, o que nos permite tempo pa- ano – abaixo dos 2 milhões de
bricantes de Motocicletas, Ci- trial também em Manaus, com bricantes lançarem novidades ra investir no desenvolvimento 2008, mas próximo do patamar
clomotores,Motonetas,Bicicle-
taseSimilares(Abraciclo),Pau-
capacidade de produção de 180
mil unidades ao ano. Segundo o
12% de participação em suas linhas e aperfeiçoarem
tecnologias. Elas foram obriga-
de produtos.” de 2007.
Algumas medidas, como a
de mercado é quanto a Dafra
lo Shuiti Takeushi. executivo do grupo, a intenção das a buscar soluções, o que é criação, por bancos oficiais, de
pretende atingir em cinco anos
Prova do apetite chinês pelo é obter 5% de participação de muito positivo para a indús- Entrada de novos uma linha de crédito com taxas
mercado nacional é a estraté-
gia do grupo CR Zongshen.
mercado em três anos.
A Dafra, fundada pelo grupo 1,7 milhão
tria.” Os concorrentes também
acirraram a disputa por preço, grupos acirra de juros reduzidas para o seg-
mento, ajudaram a indústria a
Uma das cinco maiores fabri- Itavema há menos de dois anos é a previsão da Abraciclo do ao trazerem produtos competi- disputa por preço respirar nos últimos meses. Se-
cantes de motos da China, ela e que acaba de fechar uma par- total de vendas do setor este ano tivos, diz o executivo. no mercado gundo Takeushi, a iniciativa do
chegou ao Brasil em maio com a ceria com a chinesa Dachan- Para o presidente da Sundo- governo está estimulando ou-
promessa de investir R$ 80 mi- gjiang Group (DCJ), tem meta wn, Walther Biselli, além de de- tras instituições financeiras a
lhões, e o objetivo declarado de mais ambiciosa. A companhia Pelo menos cinco projetos já monstrar o potencial do merca- RECUPERAÇÃO diminuir o custo dos financia-
concorrer com as líderes Hon- quer 12% das vendas do setor no estão sendo desenvolvidos com do brasileiro, a chegada de no- Outro motivo da retomada do mentos.
da e Yamaha. prazo de cinco anos. “Para isso oschinesesdaDCJ,maior fabri- vas marcas beneficia as empre- ânimodosfabricantessãoosnú- Para os fabricantes, porém, o
Três meses após a estreia, precisamos ter uma linha mais cante de motocicletas da China, sas estabelecidas. “Todas estão meros das vendas no último tri- créditoaindanãofoi normaliza-
comprou a brasileira Kasinski, ampla de produtos. As parce- com produção de 26 milhões de tendo de trabalhar preço.” mestre, que devem dar sinais do. “Falta apetite das financei-
do empresário Abraham Ka- riassãoumcaminhosegurones- unidades/ano.A Dafratambém Umadas cincomaiores fabri- de recuperação. O resultado de ras”,avaliaCláudioRosa,daKa-
sinsky. “A aquisição nos resol- sa direção”, afirma o presiden- firmouumaparceriade transfe- cantes do País, a companhia vai setembro ainda não foi divulga- sinski. Já opresidente da Dafra,
veu dois problemas: ganhamos te da Dafra, Creso Franco, que rência de tecnologia com a in- lançar cinco modelos durante o do, mas as vendas de agosto CresoFranco,acreditaqueare-
uma marca pronta e com boa prevê lançar um modelo a cada diana TVS e mostrará os pri- Salão Duas Rodas. As novida- cresceram 14% ante o mês ante- cuperação ocorrerá apenas em
aceitação, além de um portfólio ano, a partir do acordo. meiros frutos no salão. des incluem o lançamento de rior, segundo a Abraciclo. meados de 2010. ●

TECNOLOGIA DEFESA DA CONCORRÊNCIA

Internet faz 40 anos e Cade terá de julgar


de novo caso Nestlé
busca novos caminhos Decisão, do TRF, acontece 5 anos
Pesquisadores discutem mudanças nas tecnologias básicas da rede após Cade vetar compra da Garoto
CLAYTON DE SOUZA/AE–24/9/2009
A evolução da internet, Paula Pacheco dados apontavam que as duas
com seu aumento constante empresas baixariam de 47,8%
decapacidade,tem até impli- A Nestlé terá de encarar nova- para 38,1% de participação –
TECNOLOGIA cações ambientais. Hiroaki
Harai, do National Institute
mente a polêmica sobre a com-
pra da Garoto. Ontem, depois
muito perto do porcentual da
principal concorrente, a Kraft,
of Information and Commu- de quase cinco anos de julga- com 33%.
nications Technology (Nict), mento, foi publicada no Diário Agora, depois da decisão do
Renato Cruz identificou alguns desafios Oficial de Justiça a decisão da Tribunal para que o Cade faça
existentesnoJapão.“Seguin- 5ª Turma do Tribunal Regional um novo julgamento, tanto o
Aos 40 anos, a internet precisa do a tendência atual de cres- Federalda1ªRegião(TRF-1)de- próprio conselho quanto a Nes-
se reinventar. Em 29 de outu- cimento de tráfego, a veloci- terminando que o Conselho Ad- tlé podem recorrer.
bro de 1969, foram conectados dade necessária chegará a 1 ministrativo de Defesa Econô- Consultado, o Cade infor-
os laboratórios de computação petabit por segundo (Pbps) mica(Cade)volteajulgaraaqui- mou que até o início da noite de
daEscola deEngenharia eCiên- em 2020”, explicou Harai. sição da Garoto pela Nestlé, ontem o procurador Gilvandro
cia Aplicada da Universidade “Cem roteadores (equipa- anunciada em 2002. Vasconcelos Coelho de Araújo
da Califórnia em Los Angeles mentosderede)nessaveloci- A decisão foi por dois votos ainda não havia tomado ciência
(Ucla) e da SRI International, dadeconsomemaenergiage- a um e acolhe parcialmente um dadecisão.Apósestudar asfun-
um instituto de pesquisas em rada por uma usina nu- pedido feito pela Nestlé. A com- damentações é que Araújo vai
MenloPark,naCalifórnia,nare- clear.” Um Pbps equivale a panhia suíça de alimentos que- se pronunciar.
de que viria a ser chamada de umbilhãodemegabitsporse- ria a anulação da decisão do Ca- Em nota, a Nestlé informa
Arpanet, a precursora da rede gundo (Mbps), unidade mais de. Em abril de 2004, o conse- que, a partir da publicação do
mundial. FUTURO – Projeto Giga pesquisa novas aplicações na internet comum para se medir a velo- lho vetou integralmente a ope- acórdão, terá de avaliar que po-
Criada pelo Departamento cidade da internet hoje. ração. sição tomar. “A Nestlé recente-
de Defesa dos Estados Unidos, do importantes na rede mun- VELOCIDADE OCPqDparticipadoproje- mente investiu mais de R$ 200
a Arpanet foi a primeira rede de dial. A internet não foi pensada to Giga, em parceria com a milhões na ampliação e moder-
pacotes do mundo. A rede tele- para ser móvel, para comunica-
10 gigabits por segundo
Rede Nacional de Ensino e Nestlé entrou na nização de linhas de operação.
fônica convencional é uma rede ções em tempo real (como tele- Pesquisa (RNP). Trata-se de Desde 2002, a fábrica localiza-
decircuitos.Ouseja,osdoistele- visão) e para a transferência de é a velocidade do núcleo da rede umaredeexperimentaldeal- Justiça para tentar da em Vila Velha (ES) vem am-
fones que se falam são ligados arquivos de grande tamanho. do projeto Giga, que equivale a 5 ta velocidade, que está rece- anular decisão do pliando exportação e hoje seus
por um circuito. As centrais fa- “Além de móvel, a internet pre- mil vezes os 2 megabits por bendo investimento de R$ órgão antitruste produtos chegam em mais de
zem as vezes da telefonista que cisaserubíqua”,disseTaniaRe- segundo oferecidos na banda 25,54 milhões em sua segun- 60 países”, informou.
gina Tronco, pesquisadora do larga residencial da fase, num período de três

Aumento de
CPqD. Isso significa que todos
os serviços precisam estar dis-
poníveis ao usuário com a mes-
1 petabit por segundo
anos. Atualmente, a rede co-
necta 25 instituições e 70 la-
boratórios em Campinas,
A Nestlé chegou a propor na
ocasião abrir mão de 10% do
mercado com a venda de uma
MEMÓRIA
A Garoto, empresa familiar do
é a capacidade de rede prevista setor de chocolates fundada há
velocidade tem ma qualidade, onde quer que pelo Japão em 2020, o que São Paulo e Rio de Janeiro, fatia da empresa que incluiria 80 anos, vinha passando por di-
até implicações ele esteja. corresponde a 1 bilhão de com velocidades de 10 giga- chocolates em barra, tabletes e ficuldades financeiras quando
ecológicas Um evento realizado no mês megabits por segundo bits por segundo (Gbps) no bombons. A proposta foi recha- recebeu a oferta de compra da
passado em Campinas pelo seu núcleo e 1 Gbps nos aces- çada pelos conselheiros do Ca- Nestlé. Comentou-se na oca-
CPqD, centro de pesquisa e de- sos. Um Gbps equivale a 1 mil de. sião que a multinacional suíça
conectava os interlocutores senvolvimento que pertencia à fraestrutura,masserá muitodi- Mbps. Na segunda fase, a ca- Na época do julgamento do teria pago entre R$ 300 mi-
com um fio. Na rede de pacotes, Telebrás, discutiu o futuro da fícil fazer com que seja adotada pacidade no núcleo da rede caso, o Cade considerou que a lhões e R$ 500 milhões.
as mensagens são divididas em internet. Tania apresentou o no mundo todo”, afirmou Serge poderá chegar a 40 Gbps e a união das duas fabricantes de Estefoioprimeirograndene-
pequenos pacotes de dados, projetoArquiteturadeRedepa- Fdida, professor da Université 10 Gbps nos acessos. chocolatesresultariaemprejuí- gócio de aquisição depois da
com o endereço, e a rede decide ra Comunicações Móveis sobre Pierre & Marie Curie. “Existe “Existe hoje um descom- zo para a concorrência e para o compra da Antarctica pela
a cada momento qual é o me- IP (Arcmip). O TCP/IP, siste- uma discussão se essa mudan- passo na internet brasilei- consumidor por causa da gran- Brahma. Na época, concorren-
lhor caminho para chegar ao ma de endereçamento da inter- ça precisa ser evolucionária ou ra”, afirmou Alberto Paradi- de concentração. Nas contasdo tes com uma fatia menor do
seu destino. net,identifica os usuários como se é preciso partir do zero, com si,gerentedoCPqDecoorde- órgão, juntas as duas empresas mercado nacional de chocola-
Essa estrutura básica da in- local onde eles estão, o que pode uma nova internet e, depois, in- nador-geral do projeto. “As teriam 58% de participação no tes, como Kraft, Hershey’s e
ternet, que a torna resistente a ser um problema nas aplica- tegrar as duas redes, como foi pessoasprecisam de umaca- mercado nacional de chocolate. Mars, também tentaram arre-
problemas, dificulta algumas ções móveis. feito entre a internet e a rede de pacidade maior do que é ofe- Quando recorreu, a Nestlé matar a Garoto, mas não tive-
aplicações que estão se tornan- “É necessária uma nova in- telefonia”, explicou Tania. recida.” ● apresentououtros números. Os ram sucesso. ●