Você está na página 1de 2

A atmosfera na sala de conexo quase estalava com a tenso que havia no ar.

Trax estava
sentado em frente ao console do computador, enquanto Doris e Terry estavam
ao meu redor. Eu
podia apostar que Tinnenbaum estava acompanhando tudo por uma das
cmeras.
Estava pronta para o que viria a seguir, sentada na cadeira, com maquiagem e
cabelo
perfeitos. Doris colocou uma pulseira com pingentes em meu brao. Era
prateada, com
pequenos smbolos esportivos.
um presentinho que dou a todas as minhas garotas disse Doris.
Os pingentes reluziam: uma raquete de tnis, esquis e patins para hquei no
gelo.
Toque-os disse ela.
Ela estendeu a mo sobre mim e, com o dedo indicador, tocou os patins de
hquei,
iniciando uma projeo hologrfica de patins girando sobre o gelo.
Uau! Toquei a raquete e uma bola de tnis pareceu voar pelo ar.
Adorei a
pulseira. Obrigada.
Ela pareceu ficar um pouco agitada.
Ela muito carinhosa disse Terry, praticamente cantarolando a frase.
Ele colocou um avental sobre mim para proteger minhas roupas. Ser que ele
achava que
eu ia comear a babar?
Est tudo em ordem agora. Pode se recostar disse ele, sussurrando.
No vai despentear seu cabelo disse Doris, apalpando o travesseiro.
feito de
seda.

Minha cadeira estava com o encosto na posio vertical. Se tudo corresse


bem, eu ou
melhor, meu corpo no ficaria naquele lugar por muito tempo.
Minha inquilina estava em algum ponto do prdio. Estava sentada em uma
cadeira como a
minha. Em pouco tempo, ela estaria controlando meu corpo como se fosse eu.
Aquele pensamento me fez estremecer.
Est com frio? perguntou Doris.
Terry ficou de prontido, pronto para me trazer um cobertor.
Ela est bem disse Trax. Nossos olhares se cruzaram. Eu no conseguia
esconder
nada dele.
Terry trouxe o carrinho de anestesiologia com o cone. Dentro de pouco tempo,
eu estaria
inconsciente. Dentro de pouco tempo, meu corpo pertenceria a outra pessoa.
Eu estava sonhando. E sabia que estava sonhando. Eles no me disseram que
isso poderia
acontecer. Mas aqui estava eu, sonhando. Vi Tyler, correndo para fora de uma
casa em frente
ao lago. Ele tinha um sorriso imenso no rosto. Correu pelo gramado e pegou
uma vara de
pescar.