Você está na página 1de 1

Os olhos(Oj) chegaram ao mundo primeiro que a cabea(Ori), sendo por isto seu irmo mais velho.

Certo dia, As - criador de todas as coisas, encheu um Igb(cabaa) com carne de carneiro conservada
em leo de palma e embrulhou-a num belo corte de seda. Num segundo Igb, As colocou ouro, prata e
pedras preciosas, embrulhando depois, em panos comuns e de pouco valor.
Isto feito, chamou seus filhos Oj e Ori, para que cada um escolhesse um Igb para si. Deslumbrado com
a beleza da seda, Oj escolheu o primeiro Igb, deixando o outro para seu irmo. Desembrulhando o
Igb, deparou com a vianda nela contida e sem hesitar, tratou de com-la na companhia de alguns amigos.
Ao abrir o igb que lhe restou, Ori perguntou decepcionado: "Que farei com estas coisas se no as posso
comer? Enfim, como foi meu pai quem me deu, vou guard-las com muito carinho." No dia seguinte Ori
resolveu reexaminar o contedo de seu igb, derramando-o sobre sua esteira. S ento percebeu do que se
tratava e ps-se a gritar: Estou rico! Meu Igb vale infinitamente mais do que o de meu irmo! Tempos
depois As reuniu seus filhos e lhes perguntou: Muito bem, o que encontraram dentro dos Igbs que lhes
presenteei?
- Nominha havia uma bela vianda que tratei logo de comer. Disse Oj.
- Dentro do meu, encontrei tudo o que representa riqueza e sou grato a meu pai por me haver regalado
com to maravilhoso presente. Afirmou Ori.
Ento, s sentenciou: "Oj, tu s muito vido! A viso te atrapalha, tu enxergas sem ver. Ori, que
melhor refletiu, escolheu o Igb que, embora envolto em pano comum, guardava em seu interior uma
enorme fortuna. Por este motivo ser Ori quem, a partir de hoje, tomar todas as decises, sem se deixar
enganar pelas aparncias. Depois disto, sempre que tivermos chance, devemos dizer: "Minha cabea
boa" e no "meus olhos so bons".