P. 1
Introdução

Introdução

4.0

|Views: 5.879|Likes:
Publicado poranon-886012

More info:

Published by: anon-886012 on Jul 19, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/11/2013

pdf

text

original

Introdução

As pilhas e baterias de celular são consideradas hoje um problema ambiental. São resíduos perigosos e compostos de metais tóxicos que não se decompõem. Como no caso cádmio, chumbo e mercúrio, depois de utilizados, a maioria são jogados nos lixos domésticos, aterros sanitários ou lixões a céu aberto. A forma como são eliminadas, favorecem vazamento de seus componentes tóxicos. Acaba contaminando o solo, a água atingindo as plantas e os animais. Conseqüentemente, essas substâncias chegam aos seres humanos. Antes não havia esse tipo de preocupação, sobre os descartes de pilhas e baterias, pois eram pouco usadas. Mas hoje com a tecnologia, é grande a quantidade desses materiais.

O que fazer com pilhas e baterias?
Poucas pessoas sabem qual o destino adequado para as pilhas e baterias usadas. Dependendo do material que possuem, elas podem fazer parte do lixo doméstico ou não. Aquelas compostas, por exemplo, por mercúrio, cádmio ou chumbo podem provocar graves doenças e danos ao meio ambiente. Para saber o que fazer, o consumidor deve prestar atenção nas embalagens que indicam se elas podem ou não ser descartadas no lixo doméstico. Abaixo a lista das pilhas e baterias que podem fazer parte do seu lixo: - comuns e alcalinas, ou que utilizem os componentes Zinco/Manganês e Alcalina/Manganês. São usadas em brinquedos, lanternas, rádios, aparelhos de controle remoto, equipamentos fotográficos, pagers e walkman; - especiais ou compostas pelos sistemas níquel-metal-hidreto (NiMH), íons de lítio, zinco-ar. São usadas em telefones celular, telefones sem fio, filmadoras, notebooks, aparelhos auditivos, equipamentos fotográficos, calculadoras, computadores e videocassetes; - pilhas especiais do tipo botão e miniatura. Usadas em equipamentos fotográficos, agendas eletrônicas, calculadoras, relógios e sistemas de segurança e alarme. As demais pilhas e baterias, que possuem metais perigosos além do permitido pelas resoluções do Conama, devem ser entregues aos estabelecimentos que as comercializam ou à rede de assistência técnica autorizada pelas indústrias. Acompanhe abaixo quais são elas: - baterias de chumbo ácido. São usadas em indústrias, automóveis e filmadoras; - pilhas e baterias de níquel cádmio. São usadas em telefones celulares, telefones sem fio, barbeadores e outros aparelhos que usam pilhas e baterias recarregáveis; - pilhas e baterias de óxido de mercúrio. São usadas em instrumentos de navegação e aparelhos de instrumentação e controle.

Pilhas-Baterias podem causar danos à Saúde.
Algumas substâncias que fazem parte da composição química das baterias são potencialmente perigosas e podem afetar a saúde. Especificamente, o chumbo, o cádmio e o mercúrio. Metal como o chumbo pode provocar doenças neurológicas; o cádmio afeta condição motora, assim como o mercúrio. É evidente que este assunto está em permanente pesquisa e a presença destes produtos está sendo reduzida.

Onde são encontradas essas substancias, e seus efeitos.
Cádmio é encontrado em placas de circuitos impressos, está presente em determinados componentes, como resistências de chips SMD, semicondutores e detectores de infravermelhos. Os tubos de raios catódicos mais antigos contêm cádmio. Além disso, o cádmio tem sido utilizado como estabilizador em PVC. Os compostos de cádmio são classificados como tóxicos e com risco de efeitos irreversíveis à saúde humana. O cádmio é absorvido por meio da respiração, mas também pode ser ingerido nos alimentos. Ele é agente cancerígeno, teratogênico e pode causar danos ao sistema nervoso. Acumula-se, principalmente, nos rins, fígado e nos ossos; provocam dores reumáticas e miálgicas, distúrbios metabólicos que levam à osteoporose, disfunção renal e câncer. Mercúrio É encontrado em Termostatos, sensores, relês e interruptores (por exemplo, em placas de circuitos impressos e em equipamento de medição e lâmpadas de descarga) equipamentos médicos, transmissão de dados, telecomunicações e telefones celulares. Estima-se que 22% do mercúrio consumido anualmente seja utilizados em equipamentos elétricos e eletrônicos. O mercúrio inorgânico disperso na água é transformado em metilmercúrio que se acumula facilmente nos organismos vivos e concentra-se através da cadeia alimentar pela via dos peixes. Provoca efeitos crônicos e causa danos no cérebro como distúrbios renais e neurológicos (irritabilidade, timidez e problema de memória), mutações genéticas, e alterações no metabolismo e deficiências nos órgãos sensoriais (tremores, distorções da visão e da audição). Chumbo Soldagem de placas de circuitos impressos, o vidro dos tubos de raios catódicos, a solda e o vidro das lâmpadas elétricas e fluorescentes. Pode causas danos nos sistemas nervosos centrais e periféricos dos seres humanos. Gera perda de memória, dor de cabeça, irritabilidade, tremores musculares, lentidão de raciocínio, alucinação, anemia, depressão, insônia, paralisia, salivação, náuseas, vômitos, cólicas, perda do tônus muscular, atrofia e perturbações visuais, e hiperatividade.

Sugestão para utilização e descartes apropriados desses materiais
1 comprar pilhas e baterias de empresas legalizadas. Fabricantes e importadores de pilhas e baterias têm que ter sua situação legalizada junto ao IBAMA e junto aos órgãos de proteção ambiental como a CETESB em São Paulo. Ao comprar uma bateria de origem ilegal, o consumidor poderá estar causando sérios danos ao meio ambiente. 2 procurar não comprar pilhas e baterias de empresas irregulares. Infelizmente existem no mercado muitas pilhas e baterias de origem ilegal. Como não se conhece a procedência das pilhas e baterias, não há como garantir que as mesmas se encontram dentro dos padrões mínimos exigidos pela legislação brasileira. 3 Prestar atenção nas embalagens que indicam se elas podem ou não ser descartadas no lixo doméstico.

4 Uma maneira de reduzir o impacto ambiental do uso de pilhas e baterias é a substituição de produtos antigos por novos que propiciem um maior tempo de uso, como por exemplo o uso de pilhas alcalinas ou de baterias recarregáveis no lugar de pilhas comuns. Também se pode eliminar ou diminuir a quantidade de metais pesados na constituição das pilhas e baterias. 5 procurar postos de coleta. Para descartar esses lixos.

Porque não jogar pilhas no lixo doméstico
A forma como são eliminados e o conseqüente vazamento de seus componentes tóxicos contaminam o solo, os cursos d’água e o lençol freático, atingindo a flora e a fauna das regiões circunvizinhas. Através da cadeia alimentar, essas substâncias chegam, de forma acumulada, aos seres humanos. As pilhas e baterias apresentam em sua composição metais considerados perigosos à saúde humana e ao meio ambiente como mercúrio, chumbo, cobre, zinco, cádmio, manganês, níquel e lítio. Dentre esses metais os que apresentam maior risco à saúde é o chumbo, o mercúrio e o cádmio.

Considerações Finais
Como vimos às pilhas e baterias podem causar grandes danos ao meio ambiente. Vimos também, as soluções para proteger o ambiente dos lixos tóxicos. Diante dessa realidade, toda a sociedade deve assumir a responsabilidade de dar o devido encaminhamento a esses lixos tóxicos. É necessária também a divulgação de como devemos descartar esses materiais, pois existem varias pessoas que ainda não se deram conta desse problema. Devemos fazer a nossa parte e conscientizar a quem estar próximo de nos, assim estaremos contribuindo com o meio ambiente e com nos mesmos.

Referências bibliográficas
Site: www.abinee.org.br/programas/prog02.htm www.mma.gov.br www.sucatas.com/pilhasebaterias.html

Anexos
- As empresas que representam as marcas Duracell, Energizer, Eveready, Kodak, Panasonic, Philips, Rayovac e Varta, que compõem o Grupo Técnico de Pilhas da ABINEE têm investido nos últimos anos somas consideráveis de recursos para reduzir ou eliminar estes materiais. - Elas já estão atendendo as exigências do artigo 6º da Resolução 257 do CONAMA que estabelece os níveis máximos dessas substâncias em cada pilha/bateria. - ABINEE – Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, é uma sociedade civil sem fins lucrativos que representa os setores elétricos e eletrônicos de todo o Brasil. Essas empresas investiram em pesquisa e tecnologia e reduziram a quantidade de metais potencialmente perigosos na maioria dos seus produtos. No caso das pilhas e baterias, cuja composição ainda não atenda a legislação, os fabricantes e importadores estão definindo a estratégia de recolhimento do produto esgotado, a partir de julho de 2000.

Escola de Ensino Básico Professor Aníbal Nunes Pires

Descarte de Pilhas e Baterias

Florianópolis – SC 2008

Nome: Mariângela Vilela Turma: 409 - Magistério

Descarte de Pilhas e Baterias
Trabalho apresentado à disciplina de ciências da Escola Prof. Aníbal Nunes Pires, sob orientação do professor Edson Lobo.

Florianópolis – SC 2008

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->