Você está na página 1de 1

MOÇÃO

SOLIDARIEDADE COM OS ÁRBITROS ESCOCESES

Tendo em consideração a campanha vergonhosa de que se sentem vítimas os nossos


Colegas Árbitros que integram a Federação Escocesa de Futebol, pondo em causa o seu bom
nome e reputação, por parte de vários Agentes desportivos daquele País;

Considerando que esse clima chegou ao extremo inconcebível de ameaças à sua integridade
física, chegando, inclusive, a ameaças de morte;

Considerando ainda que a Associação de Árbitros Escocesa, em consonância com os seus


Árbitros, decidiu uma paragem como forma de protesto na jornada das competições
profissionais, que se realizam este fim-de-semana (27 e 28 de Novembro de 2010);

Os Árbitros portugueses, reunidos hoje em Assembleia Geral Ordinária desta Associação de


Classe, à margem da sua Ordem de Trabalhos, decidiram:

1 - Solidarizar-se com a justa luta dos Árbitros escoceses na defesa do seu bom nome e na
busca de condições para que a sua função seja respeitada e dignificada;

2 – Apelar à Federação Escocesa de Futebol que desenvolva todas as medidas necessárias de


apoio aos seus filiados para que estes possam desenvolver a sua actividade com toda a
independência, em condições plenas de respeito e segurança, e pugnando sempre pela
verdade desportiva e Fair Play.

3 – Reconhecer e agradecer o empenho da FPF, na pessoa do seu Presidente, Dr. Gilberto


Madaíl, pela sua compreensão e disponibilidade na forma como, soube respeitar a posição
dos árbitros portugueses.

Lisboa, 26 de Novembro de 2010