Você está na página 1de 4

Práticas e Modelos na Auto-Avaliação da BE

DREC T1 2010
1

Formadoras: Alcina Correia e Isabel Marques


Formanda: Maria José Gomes

Sessão 4 - O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:


problemáticas e conceitos implicados

WORKSHOP FORMATIVO

PLANIFICAÇÃO

TEMÁTICA:
 Modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar

OBJECTIVOS:
 (Re)pensar o conceito de BE num actual contexto de mudança;
 (Re)conhecer a importância da auto-avaliação da BE;
 Perceber a estrutura e os conceitos implicados na construção do Modelo de
Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar;
 Entender os factores críticos de sucesso inerentes à aplicação do Modelo de
Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar.
 Analisar oportunidades e constrangimentos inerentes à aplicação do Modelo
de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar.
DINAMIZADORA
 Professora Bibliotecária

DESTINATÁRIOS
 Direcção do Agrupamento de Escolas da Branca
 Equipa da Biblioteca escolar
 Professores Coordenadores do Agrupamento de Escolas da Branca

CALENDARIZAÇÃO
 17 de Novembro de 2010

DURAÇÃO
 6 horas (9h30-12h30/ 14h30-17h30)

ESTRUTURA

1. O QUE É A BE? – TRABALHO DE PARES (ANEXO 1)

 Missão e Objectivos da BE – Manifesto da Biblioteca Escolar, preparado pela


Federação Internacional das Associações de Bibliotecários e de Bibliotecas e
aprovado pela UNESCO na sua Conferência Geral em Novembro de 1999.

 A BE: Ontem e Hoje, o que mudou?

2. APRESENTAÇÃO / PROPOSTA DE CORRECÇÃO (ANEXO 2)


3. AVALIAR A BE. PORQUÊ E PARA QUÊ? - DEBATE

3.1. SISTEMATIZAÇÃO (ANEXO 3):


 Pertinência da existência de um Modelo de Auto-Avaliação para a Biblioteca
Escolar.

 O Modelo enquanto instrumento pedagógico e de melhoria. Conceitos 3


implicados.

4. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – TRABALHO


DE GRUPO

 Organização Estrutural e Funcional do Modelo de Auto-Avaliação da BE;

 Integração / Aplicação à realidade da Escola / BE. Oportunidades e


Constrangimentos.

5. APRESENTAÇÃO / DISCUSSÃO (ANEXO 4)

5.1. SISTEMATIZAÇÃO (APRESENTAÇÃO POWERPOINT - ANEXO 5):


 Estrutura;
 Implementação;
 Particularidades

6. CONCLUSÃO:
 Reflexão sobre a gestão participada das mudanças que a aplicação do
Modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar impõe e sobre os níveis de
participação do Agrupamento.

 Esclarecimento de dúvidas / Partilha de opiniões

 TRABALHO DE CASA: Mostrar apresentação PowerPoint “Modelo de Auto-


Avaliação da Biblioteca Escolar” nos Departamentos Curriculares e
levantamento de propostas de trabalho cooperativo com a BE.
RECURSOS
 Computadores portáteis
 Projector multimédia
4
 Grelha para elaboração do trabalho de pares
 Documento Modelo de Auto-avaliação da Biblioteca Escolar
 Documento Manifesto da Biblioteca Escolar
 Apresentação Powerpoint “Modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar”

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 Texto (da sessão) “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:


Problemáticas e conceitos implicados”.

 Todd, Ross (2002) Professores Bibliotecários Escolares: resultados da


aprendizagem e prática baseada em evidências.68th IFLA Council and
General Conference, Agosto 18-24, 2002
http://archive.ifla.org/IV/ifla68/papers/084-119e.pdf

 Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares. Gabinete da Rede de


Bibliotecas Escolares, 2010.

 Manifesto da Biblioteca Escolar, preparado pela Federação Internacional das


Associações de Bibliotecários e de Bibliotecas e aprovado pela UNESCO na
sua Conferência Geral em Novembro de 1999.