1.

Turismo de Colorado
Testemunhos históricos podem ser encontrados no museu da cidade, que funciona numa antiga escola de madeira. O acervo constitui-se de objetos doados por pioneiros como telefones, máquinas de escrever, móveis, lampiões, roupas, objetos em geral. Há muitas fotos dos pioneiros, das construções da época e do cinema. A Igreja Matriz de Colorado também merece destaque, uma vez que compõe a praça central da cidade, que recebe o nome de praça Dom Bosco. Conforme relatam seus pioneiros, foi construída com o mesmo projeto da igreja de Catanduva, com planta trazida por um corretor, sendo que a única modificação teria sido a retirada da torre, pois o sino já estava fora de uso. Colorado ficou conhecida por realizar anualmente uma das maiores festas de rodeios do Brasil. Em 2010 realizou a sua 36ª Festa do Peão, entre 19 e 28 de março, seguindo a tradição na cidade. Devido a esta tradição, Colorado é conhecida como A Capital do Rodeio do Paraná.

1.1 Historia de Colorado
A história da formação de Colorado decorre, como significativa parte das cidades no Norte paranaense, de iniciativas empresariais. No caso de Colorado foi a Companhia Colonizadora Imobiliária Agrícola de Catanduva - CIAC que, no início de 1948, além de lotear áreas rurais e urbanas, foi responsável por estimular a vinda de paulistas, da região de Catanduva e proximidades para este novo empreendimento imobiliário. Estavam lançados os fundamentos da cidade de Colorado, um simples “Patrimônio” de Jaguapitã, que desde o seu início recebeu da Companhia, o toponômio Colorado. No decurso do perído de 1949 a 1954, chegaram a Colorado inúmeras famílias, com pessoas das mais diferentes profissões, mas 70% eram agricultores. Colorado constituíu-se como município, pela Lei Estadual nº 253, de 02 de dezembro de 1954, desmembrando-se do município de Jaquapitã sendo que um ano depois se realizava a primeira eleição para prefeito e vereadores. O município transformou-se em Comarca pela Lei nº 4.667, em 1962, abarcando os municípios de Santo Inácio, Santa Inês, Nossa Senhora das Graças, Itaguajé e Lobato, ainda polarizados juridicamente, e em outras atividades, por Colorado. Na década de 1970, um conjunto de fatores desencadeou a erradicação dos cafezais na região. Nos municípios que tinham o solo resultante da decomposição do basalto houve a substituição do café por soja e trigo.

2. História de Umuarama
Em 1949, constatou-se na região da Serra dos Dourados, atualmente distrito de Umuarama, a presença de índios desconhecidos, provenientes do Mato Grosso, que supostamente estavam em expedição de reconhecimento. A primeira expedição para estabelecer contato com os índios foi organizada graças à colaboração da Universidade do Paraná e do Serviço de Proteção aos índios, em outubro de 1955.

No quesito alimentação possui muitos restaurantes com culinárias de vários tipos. leilões. compreendiam um grupo de cerca de 300 indivíduos. pizzarias e sorveterias. uma das exposições agropecuárias mais importantes do Brasil com grandes shows. começou o vitorioso processo de vendas de lotes urbanos e rurais.Mas os índios fugiram em direção à floresta. Coube a Rubens Mendes mesquita a tarefa de abrir e administrar a nova frente de colonização no projeto Cidade de Umuarama. Os Xetás. com quase 33 metros de altura (equivalente a um prédio de 11 andares. descobertos ou redescobertos. parque de diversão e um dos maiores e mais famosos rodeios do Brasil Lago do Aratimbó Lago Tucuruvi Bosque Uirapuru Bosque dos Xetás Inúmeros pesque. A partir desta visita. O Plano Diretor de Umuarama foi realizado pelo engenheiro Wladimir Babkov. A colonização do atual município de Umuarama deu-se a partir de 26 de junho de 1955. pelo frei Estevão de Maria. Além dos restaurantes a cidade conta com diversas lanchonetes. e foi realizada pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. Sob a supervisão de Hermann Moraes. os Xetás desapareceram da Serra dos Dourados por causa do desmatamento. entre outras. árabe. sendo exatamente 10% do tamanho da original) O próprio traçado urbano do município. Concluídos os trabalhos demarcatórios. chinesa. Em pouco tempo. paintball e rapel Belezas naturais Réplica da Torre Eiffel. como japonesa. com várias praças em formato de círculo e suas ruas e avenidas densamente arborizadas . Os principais atrativos turísticos são:           Expo Umuarama. 2. com aproximadamente 40 mil alqueires de terra.1 Turismo de Umuarama Umuarama possui várias atrações turísticas. Segundo depoimentos. mineira. feiras. italiana. Muitos morreram ou retornaram para Mato Grosso. entretanto o turismo não é muito explorado na cidade. à medida que a expedição avançava pela mata. com inúmeras famílias se estabelecendo na cidade. foi decidida a criação de um posto de socorro na Fazenda Santa Rosa. sempre bem servidos de ribeirões e riachos nos fundos e boas estradas nas cabeceiras. data de sua fundação. pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. negociou-se a compra da Gleba Umuarama. surgiu o efetivo povoamento de Umuarama.pagues Turismo rural com arvorismo. A cidade conta com inúmeros hotéis. desde de luxo até os mais simples. sob supervisão do engenheiro Manoel Mendes Mesquita. Nesta ocasião foi rezada a primeira missa na localidade.

. permitindo que instalassem grande número de pequenos proprietários rurais em propriedades de pequeno porte.feira. Rio de Janeiro. a Rua Paraná e a Praça da República. Quando começaram a surgir as primeiras casas em Nova Olímpia sentiu-se a necessidade da prática religiosa. A colonização de Nova Olímpia se deu na segunda metade do ciclo econômico do café. neste trecho da estrada se localiza uma das primeiras ruas da cidade. São Paulo. Sua população é formada por migrantes e imigrantes de várias regiões do país.  Feiras de ruas que acontecem todos os dias da semana. Hoje. História de Nova Olimpia Existem registros dos primeiros habitantes da região foram os índios Xetás oriundos da gleba dourados. Um destes hexágonos se desenvolve em torno da Praça da República e teve uma ocupação homogênea numa segunda fase de consolidação da área urbana. que formam a grande diversidade cultural que caracteriza essa região. Sua diversidade transforma o lugar como ponto de encontro dos amigos. Rio Grande do Sul e de outras cidades do Paraná. em locais diferentes da cidade Monumento em comemoração ao centenário da imigração japonesa 3. São Paulo. proporcionou a criação de muitas cidades. A cidade foi projetada pelo engenheiro Osvaldo Formighieri e tem a forma de dois hexágonos acoplados. O Norte Novíssimo tinha as terras mais baratas. A colonização de Nova Olímpia se deu na segunda metade do ciclo econômico do café. numa onda que se deslocava de leste para oeste. As melhores terras do Norte Velho e Norte Novo. Chegavam semanalmente de 10 a 15 famílias. chegando-se a instalar de 20 a 30 famílias diariamente oriundas dos estados de Minas Gerais. exceto segunda. A partir do início do século XX a ampliação da área cafeeira. desbravando todo o norte do estado. Rio de Janeiro. a “terra roxa”. então várias pessoas organizaram-se no ano de 1959 e marcaram uma festa com a presença do Padre para celebrar a primeira missa que seria na Praça da República não sendo realizada pelo fato de ter chovido muito no dia e adiado para o dias 6 de agosto de 1960 com a presença do Frei Gaspar lotado em Cruzeiro do Oeste Pr. As primeiras ocupações de áreas se deram na única estrada que havia no município e que ligava Tapira a Cruzeiro do Oeste. A cidade de Nova Olímpia assim como a maioria das cidades do noroeste do Paraná surgiu do movimento colonizador em busca de terras para o plantio do café. vindas de Minas Gerais. Em busca de terras baratas. Rio Grande do Sul e de outras cidades do Paraná. o que permitiu que ali se instalassem grandes números de pequenos e médios proprietários. já estava ocupada pelos latifundiários. onde foi rezada a primeira missa campal.

e paulistas de vieram em busca de terras férteis e progresso.1964 (Lei nº 4. mineiros. 3. Foi elevada a categoria de distrito em 23.704). Nova Olímpia pertencia ao município de Cruzeiro do Oeste. e aí predominavam as pequenas e médias propriedades rurais. Herdou a empresa e as terras onde hoje está Nova Olímpia de seu pai Geniplo dos Santos Pacheco. Os primeiros habitantes da região foram os índios xetás que viviam entre a gleba Dourados e o Rio Ivai.09.11.1967 (Lei nºo 5. Até então estas terras faziam parte do município de Cidade Gaúcha. garantindo a sua diversidade cultural como. Moacir Loures Pacheco proprietário da Colonizadora do Paraná Ltda. Os primeiros habitantes de nossa cidade foram: Os irmãos Geraldo Dolaziana e João Dolaziana (proprietários da primeira casa comercial. Ás sextas-feiras a feira da Praça da República é muito frequentada. (O primeiro Hotel) Orlando Apolônio. No início da sua colonização muitos imigrantes europeus como italianos.) Doutor Antônio Hermínio Aguiar (Primeiro médico).12. tendo sido instalado em 15.1968.) José de Almeida Costa. que havia recebido esta área em 1924 como pagamento pela construção de estradas. catarinenses. em 2 de fevereiro de 1967 a mesma passou a pertencer a Tapira. sendo que os italianos são a maioria. No início da década de 50 o Sr. gaúchos. geralmente em novembro. onde hoje fica a avenida Paraná. na atual Praça da República. Neste dia em 1959 foi celebrada a primeira missa campal. O nome do município é uma homenagem à mãe do fundador. Francisco Fernandes de Carvalho e Américo Padilha (Os primeiros proprietários de Serrarias. Com relação a ao povoamento da cidade se deu através de migrantes de várias regiões do Brasil. A comunidade comemora o aniversário da cidade no dia do padroeiro Senhor Bom Jesus em 6 de agosto. Moacir e seu sócio Sr.Em 1947 chegou à região de Umuarama o Sr. Antes de ser elevada a categoria de município. conta com várias atrações e cantores famosos. portugueses e espanhóis predominaram essa região.) Juvenciano Almeida Costa e João Deusdete de Almeida (Primeira Farmácia. Chácara de Lazer do Rodrigues Chácara de Lazer Balneário Sol Nascente .1 Turismo de Nova Olimpia Um dos grandes eventos do município é o Rodeio que acontece anualmente. O Parque do Lago e a Praça do Trabalhador são pontos turísticos. além dos inúmeros rios e quedas da região. voltando mais tarde a pertencer novamente a Cidade Gaúcha Pr. Olímpia Loures Pacheco.930) e a nível de município em 13. Mário de Aguiar Abreu contrataram o engenheiro Osvaldo Formighieri que desenvolveu a planta da cidade às margens da antiga estrada que ligava Tapira a Cruzeiro do Oeste.

escute a radio comunitaria de Nova Olímpia. A área de terra pertencente à Colonizadora foi dividida em lotes. cursos ligados ao campo ministrados pelo SENAR para melhoria da mão de obra do campo são constantes no município. desbravando todo o norte do estado.br/ 3. quadro que esta mudando ano a ano. Antes disso várias famílias algumas da região nordeste do país já haviam se instalado aí. sendo que a sobrevivência era mais importante. proporcionou a criação de muitas cidades. O analfabetismo ainda contribui para a falta de qualificação profissional. A migração para outras cidades esta sendo contida graças a geração de empregos e oportunidades de trabalho cada vez maior. Em 1947 o Sr. atraídas pelos baixos custos e longos prazos para pagamento das terras. que é a fonte de renda para 45 famílias e também nas industrias de confecção e facção. Quem não é produtor vende mão-deobra à Usina da vizinha Cidade Gaúcha.Mais notícias. ergueu-se um cruzeiro onde hoje está situada a igreja Matriz de Maria Helena. costura industrial. no mercado internacional. uma homenagem à filha deste último. sendo que existem vários cursos sendo ministrados pelo município como. nações indígenas que habitavam o noroeste do estado e hoje já consideradas extintas.com. Pela Lei n. sítios e chácaras que foram vendidas à pessoas que migraram principalmente dos estados de São Paulo e Minas Gerais. A criação de bovinos tem dado lugar ao cultivo da cana-açúcar. provocada pelos altos preços pós-guerra. Moacir e seu sócio Sr. As mulheres se ocupam com o artesanato local. numa onda que se deslocava de leste para oeste.2 Economia de Nova Olimpia A maior parte da população vive da agricultura. O município possui mão-de-obra em fase de qualificação. História de Maria Helena A cidade de Maria Helena assim como a maioria das cidades do noroeste do Paraná surgiu do movimento colonizador em busca de terras para o plantio do café. As escolaridades médias vêem crescendo ano a ano dos moradores possibilitando a inclusão no mercado de trabalho. cidades vizinhas a Maringá. OLIMPIA FM: http://www. Há indústria de confeçcões e produção de aves. conseguiu oficializar junto ao governo como de sua propriedade as terras que hoje constituem o município de Maria Helena. A fundação da sede foi em 1953. graças a uma preocupação do poder público municipal. A partir do início do século XX a ampliação da área cafeeira. Também vieram algumas famílias de origem nipônicas provenientes de Marialva e Mandaguari.olimpiafm. O CMT (Conselho Municipal de Trabalho) realiza reuniões constantes para avaliar as atividades desenvolvidas no município 4.º 12 de 25 de abril de 1955. pequenos proprietários rurais (Vila Rural) e mulheres que na sua vida a educação ficou em segundo plano. Este era o tempo da “euforia” do café. O nome foi escolhido pelo Sr. diaristas nas propriedades rurais. Moacir Loures Pacheco proprietário da colonizadora do Paraná Ltda. Mário de Aguiar Abreu. Maria Helena foi elevada à categoria de distrito . Estes imigrantes encontraram na região cerca de 400 famílias xetás. campeiros. sendo que a maioria são homens que trabalham no corte de cana.

A Fazenda Brasileira tinha como proprietários Lindolfo Collor de Mello e Landulfo Alves. numa caminhada por trilhas. a migrar para outras regiões do país por falta de opção de trabalho. porém mais tarde com a criação do município de Cruzeiro do Oeste.1Cultura de Maria Helena Existem registros dos primeiros habitantes da região foram os índios Xetás oriundos da gleba dourados. fazendo com que a economia do estado crescesse. Em 1931. São Paulo. que formam a grande diversidade cultural que caracteriza essa região tendo como característica marcante os imigrantes japonês vindos de Marialva Pr. num estudo biológico. solos férteis e o bom preço do café. promove a formação de consciência ambientalista e garante o bem estar das populações envolvidas. foram feitos grandes investimentos. O estado loteou a imensa área. A atividade cafeeira que estava em alta foi prejudicada pelo início da colonização. Vários produtores que viviam da produção de café erradicaram suas lavouras devido às geadas das décadas de 60 e 70. em áreas naturais. pelo advento da lei n.º 253 de 28 de novembro de 1954. duas personalidades públicas ilustres da época. o governo se apropriou das terras da Fazenda Brasileira para colonização. que se esvaziou. Em busca de terras baratas. Maria Helena passou a ser distrito e teve como interventor o Sr. a partir daí.245. Sua população é formada por migrantes e imigrantes de várias regiões do país. absorvendo a mão-de-obra da Fazenda Montoya. A colonização do Norte do Paraná se deu através da evolução do ciclo do café e o advento da Companhia Norte do Paraná que colonizou Umuarama. José Wanderley Buscarons. Collor era o ministro do Trabalho de Getúlio Vargas e Alves o interventor Federal do estado da Bahia. Rio Grande do Sul e de outras cidades do Paraná. privilegiou toda a área do Norte Novíssimo como era chamada esta região. Foram plantados na Fazenda Brasileira 1 milhão de pés de café. esportivo ou educacional. A colonização de Maria Helena se deu na segunda metade do ciclo econômico do café. desmembrando-se de Cruzeiro do Oeste e sendo instalada em 15 de novembro de 4. Rio de Janeiro. permitiu que se instalassem grande número de pequenos proprietários rurais chegando a se instalar de 20 a 30 famílias diariamente oriundas de Minas Gerais. Aos que apoiavam Getúlio. Sua diversidade transforma o lugar como ponto de encontro dos amigos.2 Turismo de Maria Helena Podemos classificar este tipo de modalidade como sendo uma prática de turismo de lazer. iniciando o declínio de sua população que passou. Com isso houve uma forte queda do fluxo migratório de outras regiões do Brasil. e até mesmo numa contemplação em uma das áreas naturais de Maria Helena. com a antiga Fazenda Montoya. 4. o governo começou a retomar as concessões de terras feitas a proprietários contrários ao novo regime. o ecoturismo pode ser praticado em um banho de cachoeira. num passeio a cavalo. como também ampliou o desenvolvimento agrícola e comercial. Na época da Revolução liderada por Getúlio Vargas. que se utiliza de forma sustentável dos patrimônio natural e cultural.pertencente ao município de Peabiru. na década de 30. por . Traduzindo para uma linguagem mais "natural". grandes negociações de terras foram feitas no Paraná. Neste período registrou-se um grande crescimento populacional. Cruzeiro do Oeste sendo elevada a município. como sugere o título. incentiva a sua conservação. História de Paranavai O primeiro núcleo de colonização de Paranavaí surgiu em 1930. com a lei número 4. 5. Naquela época. Foi elevada a categoria de município apenas em 25 de julho de 1960.

atrações culturais e bailes típicos.é uma feira agropecuária com rodeios. vindo do estado da Bahia. No calendário oficial de turismo e eventos do estado do Paraná. A cidade conta com vários pesqueiros e restaurantes instalados nas orlas dos rios. A maior delas . animadas por um grande churrasco. Vieram para a região principalmente colonos japoneses e portugueses. Opções não faltam: feiras gastronômicas. feira gastronômica. que foi melhorada em 1939.o Costelão ao Fogo de Chão . . é o 12º chefe do executivo municipal. libaneses. O costelão é um churrasco. Deusdete chegou a cidade no mesmo ano da instalação do município. shows. Tanto que a cidade é ponto de happy hour para empresários. o povoado foi rebatizado como Colônia Paranavaí. O clima ameno da cidade. O atual prefeito. foi instalada oficialmente a sede do município.também reúne milhares de pessoas. 5. faz com que os pesqueiros e praias sejam pontos de lazer o ano todo. bares e clubes que transformam a noite numa verdadeira festa. pistas de dança. A diversidade de rios permite também a criação de praias artificiais. O prefeito também completa este ano seu cinqüentenário de chegada em Paranavaí. A festa do prato típico de Paranavaí . No torneio. Deusdete Ferreira de Cerqueira. O interventor Manoel Ribas determinou a abertura de uma ligação com o município de Arapongas. Após 1944. espetáculos teatrais e bailes para a terceira idade. com uma média anual de 22º C. em 14 de dezembro de 1952. O prato é herança dos tropeiros do sul que participaram da colonização da cidade. as principais festas de Paranavaí estão registradas. O primeiro prefeito foi José Vaz de Carvalho. Em 14 de dezembro de 1951 foi criado o município de Paranavaí e no ano seguinte. cerca de 700 laçadores se reúnem em competições. 1 Turismo de Paranavai A região de Paranavaí conta com dezenas de rios e pontos remanescentes de mata nativa. estudantes e profissionais de toda a região. A única ligação que o povoado tinha era uma rodovia em direção ao estado de São Paulo.causa da burocracia para a legalização das terras. que reproduzem um espaço de tranqüilidade e lazer para a população. em 1952. que acontece anualmente na Festa Crioula. o que propicia a criação de diversos espaços para o turismo rural. Outra festa herdada pelos pioneiros é o Torneio Interestadual de Laço. onde os espetos são fincados no chão e ladeadas por brasas. espanhóis e alemães.a Expoparanavaí . parque de diversão. Paranavaí está inserida no Programa Nacional de Municipalização do Turismo. leilões e comércio em geral. A cidade conta com boates.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful