Você está na página 1de 29
APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO Dra. Thais Riedel
APOSENTADORIA
ESPECIAL DO SERVIDOR
PÚBLICO
Dra. Thais Riedel

ADVOCACIA RIEDEL

Apresentação

Palestrante

Formação Acadêmica:

Faculdade de Direito

Faculdade de Ciências Políticas

Especialização em Processo Civil

Especialização em Direito Previdenciário

Mestrado em Direito Previdenciário (em realização).

Professora de Direito de Trabalho na Graduação do Curso de Direito.

Professora de Direito Previdenciário na Graduação e Pós-Graduação do Curso de

Direito.

ADVOCACIA RIEDEL

PREVIDÊNCIA SOCIAL
PREVIDÊNCIA
SOCIAL
PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Próprios de Previdência Social art. 40 da CF Obrigatória Regime Geral de Previdência
PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Próprios de Previdência Social art. 40 da CF Obrigatória Regime Geral de Previdência
PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Próprios de Previdência Social art. 40 da CF Obrigatória Regime Geral de Previdência
PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Próprios de Previdência Social art. 40 da CF Obrigatória Regime Geral de Previdência
Regimes Próprios de Previdência Social art. 40 da CF Obrigatória
Regimes Próprios de
Previdência Social
art. 40 da CF
Obrigatória
Regime Geral de Previdência Social art. 201 da CF Obrigatória
Regime Geral de
Previdência Social
art. 201 da CF
Obrigatória
Previdência Complementar art. 202 da CF Facultativa
Previdência
Complementar
art. 202 da CF
Facultativa

ADVOCACIA RIEDEL

Regimes Previdenciários

RGPS art. 201 da CF e Lei nº 8.213/1991

(Trabalhadores em geral)

RPPS art. 40 da CF (servidores públicos)

Previdência complementar - art. 202 da CF

- aberta

- fechada

ADVOCACIA RIEDEL

REGRAS PARA SERVIDORES PÚBLICOS (RPPS)
REGRAS PARA SERVIDORES
PÚBLICOS
(RPPS)

ADVOCACIA RIEDEL

Espécies de Aposentadoria

Aposentadoria por invalidez

Aposentadoria por idade

Aposentadoria por tempo de contribuição

Aposentadoria compulsória

Aposentadoria especial

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria

Especial

CARACTERIZAÇÃO: modalidade de aposentadoria diferenciada para aqueles

trabalhadores que exercem atividades sob

condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física.

Tempo de Contribuição Reduzido: 15 ou 20 ou 25 anos conforme o tipo de exposição às condições especiais.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria

Especial Servidor Público

Embora prevista no artigo 40 parágrafo 4º da Constituição Federal de 1988, não era

aplicada por ausência de lei

complementar regulando a matéria.

Diante da lacuna no ordenamento

jurídico, por mais de 20 anos, o Supremo

Tribunal Federal começou a deferir pedidos de mandados de injunção, determinando a aplicação das regras do

regime geral até que seja editada a

referida lei complementar.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria

Especial - RGPS

Denominação: Benefício previdenciário concedido ao segurado exposto

permanentemente a agentes nocivos, de

ordem física, química ou biológica, em ambiente insalubre.

Previsão Legal: artigo 201, §1º da CF/88, artigos 57 a 58 da Lei 8.213/91 e artigos 64 a 70 do Decreto 3.048/99.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial

- RGPS

REQUISITOS
REQUISITOS
•

Benefício concedido ao segurado que tenha trabalhado em condições que prejudiquem a saúde.

Para ter direito a aposentadoria com a contagem especial de tempo de serviço o trabalhador deverá comprovar efetiva exposição aos agentes físicos, biológicos ou associação de agentes prejudiciais

pelo período exigido para a concessão do benefício

(15, 20 ou 25 anos).

A comprovação será feita em formulário do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP), preenchido pela empresa com base em Laudo Técnico de

Condições Ambientais de Trabalho (LTCA),

expedido por médico do trabalho ou engenheiro de segurança do trabalho.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial

RGPS

Todas as empresas que em seu quadro de funcionários expostos a agentes insalubres devem preencher e fornecer ao funcionário a PPP no momento de seu desligamento ou quando for requerer a contagem de tempo de serviço insalubre.

Há presunção legal de insalubridade para o

período trabalhado anterior à Lei nº 9.032/1995.

Cancelamento da aposentadoria se continuar a trabalhar em atividade especial.

O segurado que tiver exercido sucessivamente

duas ou mais atividades em condições

prejudiciais à saúde ou integridade física, sem completar o prazo mínimo para aposentadoria especial ou não mais se expor a agente insalubre poderá somar os períodos seguindo as seguintes

tabelas de conversão.

mais se expor a agente insalubre poderá somar os períodos seguindo as seguintes tabelas de conversão.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial

- RGPS

Tabela de conversão de atividade insalubre para atividade insalubre
Tabela de conversão de atividade insalubre para atividade insalubre
Aposentadoria Especial - RGPS Tabela de conversão de atividade insalubre para atividade insalubre ADVOCACIA RIEDEL

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial

- RGPS

Tabela de conversão de atividade insalubre para atividade não insalubre
Tabela de conversão de atividade insalubre para atividade não insalubre
Aposentadoria Especial - RGPS Tabela de conversão de atividade insalubre para atividade não insalubre ADVOCACIA RIEDEL

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial

CARÊNCIA

Para ter direito à aposentadoria especial o

segurado deverá comprovar o mínimo de

180 contribuições mensais.

VALOR
VALOR

Renda Mensal de 100% do salário de benefício (80% maiores contribuições).

Não se aplica o fator previdenciário.

Não pode ser menor do que o salário

mínimo.

Reajuste anual

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria

Especial Servidores Públicos

Como os Regimes previdenciários são diferenciados:

dúvidas acerca da aplicação no caso concreto na análise

individual de cada servidor.

Requisitos para a aposentadoria são diferenciados, assim

como forma de cálculo e regras de transição.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial Servidores Públicos

Após o novo posicionamento da Corte Suprema, o Governo Federal apressou-se

em encaminhar ao Congresso Nacional

projetos de lei complementares, para regular a aposentadoria especial dos servidores públicos (PLP 555/10) e a aposentadoria dos servidores que exercem atividade de risco (PLP 554/2010).

Projetos ainda estão em fase de tramitação

no Congresso Nacional.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial Servidores Públicos

Pela análise da PLP 555/10, verifica-se que não se exige idade mínima, mas apenas a comprovação

do exercício de atividades sob condições especiais

por, no mínimo, 25 anos, observadas as condições de dez anos no serviço público; e cinco anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria especial. Por outro lado, além de exigir uma série

de provas comprovando a atividade insalubre, o projeto não garante nem a paridade nem a integralidade para quem optar por essa modalidade de aposentadoria.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial Servidores Públicos

CRÍTICAS:

Exigências de documentação para reconhecimento

do tempo de serviço em atividades insalubres

(prova da exposição).

Não considera determinadas situações como equiparadas ao exercício de atividades em condições especiais, como por exemplo, a licença para tratamento de saúde e licença para mandato

classista, licença para capacitação ou treinamento,

desde que relacionados às atividades do cargo efetivo, períodos de gozo de licença prêmio.

Não aborda sobre a garantia de integralidade e paridade para os servidores em transição.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial Servidores Públicos

CRÍTICAS:

Não traz a possibilidade de conversão de tempo

especial em tempo comum.

Nada menciona sobre a situação de acumulação de dois cargos públicos.

Não institui períodos diferenciados conforme o risco (15, 20 ou 25 anos).

Não aborda o cômputo proporcional e o fator de

conversão.

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial Servidores Públicos

SERVIDORES FEDERAIS: Orientação Normativa SRH/MPOG n. 6, de 21 de

junho de 2010 e Orientação Normativa

MPS/SPS n. 1, de 22 de julho de 2010, Orientação Normativa MPOG/SRH n. 10, de 05 de Novembro de 2010.

SERVIDORES DISTRITAIS: Circular SES n. 11/2010 e Decisão do TCDF n. 6.611, no processo n. 10.623/10.

ADVOCACIA RIEDEL

DECISÃO

TCDF

Reconhece o direito à contagem de tempo prestado sob condições especiais para os

servidores que exerçam trabalhos em condições

especiais que prejudiquem a saúde ou integridade física.

O tempo especial devidamente reconhecido pode

ser utilizado para fins de aposentadoria especial ou

para a conversão em tempo de serviço/contribuição comum, nos termos do § 5º do art. 57 da Lei nº 8.213/91, com base nos índices de ponderação de 1,2 para mulheres e 1,4

para homens, definidos no art. 70 do Decreto nº

3.048/99;

ADVOCACIA RIEDEL

DECISÃO

TCDF

Observa que não havendo restrição para início da

contagem, reconhecido o tempo de serviço/contribuição em condições especiais a que

fora submetido o servidor, esse direito incorpora-

se a seu patrimônio jurídico. Assim, se o servidor

reunir os requisitos exigidos pela EC 41/03, são- lhe garantidas a paridade e a integralidade dos proventos; Ocorrendo a conversão do tempo especial em tempo comum, as possibilidades de aposentadorias com a utilização desse tempo são as das regras permanentes previstas no § 1º do art. 40 da CRFB e as das regras de transição atualmente em vigor,

disciplinadas nos arts. 2º e 6º da EC nº 41/03, c/c o

art. 2º da EC nº 47/05 e no art. 3º da EC nº 47/05.

ADVOCACIA RIEDEL

Regras de

Transição

1) Servidores já aposentados ou com

requisitos já preenchidos p/ aposentadoria

antes da EC 20/98. Inexistência de idade mínima e tempo mínimo de vínculo. Direito adquirido. 2) Servidores anteriores à EC 20/98: 3 opções 3) Servidores anteriores à EC 41/03: opção única

ADVOCACIA RIEDEL

Servidores que Ingressaram no

Serviço antes da EC 20/98

1ª Opção

53

ou 48 anos de idade

5 anos no cargo

35

ou 30 anos de contribuição

“pedágio” de 20% sobre o tempo que faltava para 35 ou

30

anos de contribuição na época da EC 20/98

Sem integralidade (benefício pela média)

Sem paridade (reajuste conforme critérios fixados em lei)

Redução de 3,5% (2004 e 2005) a 5% (a partir de 2006)

por ano de antecipação da idade de 60 ou 55 anos

ADVOCACIA RIEDEL

Servidores que Ingressaram no

Serviço Público antes da EC 20/98

2ª Opção

60 ou 55 anos de idade*

35 ou 30 anos de contribuição

25 anos no serviço público

15 anos na carreira

5 anos no cargo

Proventos integrais

Mantida a paridade

* Redução de 1 ano de idade p/ cada ano de contribuição que ultrapassar 35 ou 30 anos de contribuição.

* As pensões decorrentes desta opção serão reajustada pelo critério da paridade.

ADVOCACIA RIEDEL

Servidores que Ingressaram até a EC nº 41/03 - tanto para quem ingressou antes da

EC nº 20 (3ª Opção) como para quem

ingressou antes da EC nº 41/03 (opção única)

60 ou 55 anos de idade

35 ou 30 anos de contribuição

20 anos no serviço público

10 anos na carreira

5 anos no cargo

Mantidas as regras da integralidade

Mantida a paridade (Pela EC nº 47/03)

Pensões concedidas com base nesta opção serão

reajustadas por critérios fixados em lei

ADVOCACIA RIEDEL

Aposentadoria Especial PLP n.472

RELATOR DEPUTADO AMAURI TEIXEIRA:

Grande avanço em relação ao texto

original PLP 555.

Observações: Artigo 4º, parágrafo único,

Artigo 5º, Artigo 7º, Artigo 11, Artigo 12.

ADVOCACIA RIEDEL

OBRIGADA !

e-mail: thais.riedel@riedel.com.br

Tel.: (61) 3034 8888

ADVOCACIA RIEDEL