Você está na página 1de 4

Eco de Maria, Rainha da Paz

Fevereiro 2014 - Mês da Apresentação de Jesus no templo
Eco di Maria - Via Cremona, 28 - 46100 Mantova - Itália

- edição portuguesa desde Maio de 1993 Mensagem de Nossa Senhora, Rainha da Paz, dada em 25 de Janeiro de 2014

230

«Queridos filhos! Rezai, rezai, rezai, para que o reflexo da vossa oração influa sobre todos os que encontrais. Colocai a Sagrada Escritura num lugar visível, nas vossas famílias, e lede-a para que as palavras de paz corram nos vossos corações. Rezo convosco e por vós, filhinhos, para que dia após dia estejais sempre mais abertos à vontade de Deus. Obrigada por terdes correspondido ao Meu apelo.

Rezo convosco e por vós|
Habituados a perseguir a novidade, trocamos, para tal, através de toda a noơcia, sem disƟnguir, sem discernir. Fechados no tempo, foge-nos o que não é do tempo; apegamo-nos ao que é efémero e descuidamos aquilo que é eterno; fixamos a vida nas aparências e não vemos a realidade que lhe está subjacente. Assim é cada vez que perseguimos a Presença Divina, acreditando em quem nos diz: ELE está aqui, ELE está além (Mt 24, 23-28), sem recordar as advertências de Jesus. A espera enfraquece-nos, adormece-nos, quando deveria ser tempo de vigília, de discernimento, de escolha, de abandono a Deus! Infelizmente assim foi e assim é também hoje; a vida cada vez mais agitada das nossas cidades é similar a um grande liquidificador que tudo reduz a polpa, na qual desaparece toda a diversidade original. Esta aprovação indiscriminada está hoje invadindo todas as áreas, todos os aspectos da vida. É neste cenário que devemos ler os eventos de Medjugorje. Descobriremos assim as repeƟƟvas Mensagens da Sanơssima Virgem Maria que não diminuem o valor intrínseco. É talvez desnecessário o acto da respiração? Mas é tão monótono, tão sempre igual a si mesmo, tão incessantemente repeƟƟvo em cada momento do dia e da noite! Também hoje a Sanơssima Virgem nos diz sempre as mesmas coisas, mas isto não diminui o valor, antes o exalta! Acostumamo-nos às Suas Mensagens com a esperança certa de encontrar a chave da transformação da nossa vida. Paremos de procurar indicações sobre o tempo futuro para encontrar sugestões especificas no senƟdo de viver o nosso presente. Hoje, por exemplo, são evidentes três actos: 1) Rezar até mudar o mundo: Rezai, rezai, rezai, para que o reflexo da vossa oração influa todos os que encontrais. 2) A Bíblia se torne seiva de paz nas vossas veias: Colocai a Sagrada Escritura num lugar visível, nas vossas famílias, e lede-a para que as palavras de paz fluam nos vossos corações. 3) Abandonai-vos à vontade de Deus. Rezo convosco e por vós, filhinhos, para que após dia estejais sempre mais abertos à vontade de Deus. A Mãe está connosco, não nos deixa um só

instante, reza connosco e por nós. Acreditamos nas suas palavras. Acreditamos verdadeiramente na Sua obra de intercessão por nós (Rezo por vós) e a paz inundará o nosso coração. Acreditamos na Sua parƟcipação na nossa oração (rezo convosco) e a alegria vai dar asas à oração.. Nuccio QuaƩrocchi

A comissão internacional d inquérito a Medjugorje concluiu o seu trabalho
Sexta-feira, 17 de Janeiro, a Comissão Internacional de Inquérito realizou a sua úlƟma sessão sobre aquele lugar de peregrinação. O director da Sala de Imprensa da Santa Sé, Padre Frederico Lombardi, declarou que a referida comissão, presidida pelo Vigário Emérito de Roma, Cardeal Camilo Ruini, desenvolveu a sua úlƟma sessão em 17 de Janeiro. Os resultados da invesƟgação serão entregues à Congregação para a Doutrina da Fé, para ulterior processamento. De acordo com depoimentos de seis pessoas em Junho de 1981, em Medjugorje, Nossa Senhora teria aparecido e conƟnuará a aparecer hoje. A conferência episcopal competente, em1991, expressou cautela sobre o fenómeno e proibiu peregrinações oficiais ao local. Em Março de 2010, a Comissão VaƟcana assumiu, pela Congregação para a Doutrina de Fé, a missão de examinar o local de peregrinações. No entanto, o centro do seu trabalho não foi tanto as Aparições Marianas, quanto a vida espiritual e o acompanhamento pastoral dos peregrinos que se deslocam a Medjugorje. As presumidas aparições marianas em Medjugorje Ɵveram início em 24 de Junho de 1981. Seis crianças logo declararam que a Sanơssima Virgem Maria lhes apareceu enquanto pastavam as ovelhas. As Aparições, segundo as afirmações dos videntes, agora adultos, ocorrem com muita frequência ainda hoje. Nossa Senhora fará afirmações precisas sobre questões, tanto eclesiásƟcas como de várias outras naturezas. Fonte: "site" oficial da paróquia de Medjugorje

Eco 230/2

Uma flor para todos os inocentes mortos pela nossa "mediocridade cristã"
Papa Francisco: quando falta a presença de Deus, perdemos o senƟdo do pecado e achamos que mesmo um ato grave se torna apenas um problema a ser resolvido
"O maior pecado de hoje é que as pessoas perderam o senƟdo do pecado". Por trás do jogo de palavras que o Papa Francisco retomou de Pio XII, esconde-se uma grande verdade: quando falta a presença de Deus e do Seu Reino, até mesmo os pecados graves, como o adultério e o homicídio, se reduzem a "um problema a ser resolvido". Este foi o cerne da homilia do papa, na missa de hoje, celebrada na Casa Santa Marta. Ele começou novamente a falar sobre o rei David, focado em parƟcular na primeira leitura de hoje, que fala da forte paixão do rei por Betsabá, esposa de Urias, um dos seus generais. A paixão leva David a mandar o general para as linhas de frente de batalha, a fim de lhe causar a morte e assim obter a sua mulher livremente. O rei, na verdade, perpetra o assassinato de um homem inocente, cometendo um pecado mortal adicional ao de adultério. No entanto, o Papa Francisco observa: nem uma coisa nem a outra o afectam muito: "David está diante de um grande pecado, mas não sente que pecou", "não lhe ocorre pedir perdão. O que lhe vem à mente é: como é que eu posso resolver isso?". O problema, disse o Papa, não é tanto o facto de que o rei Ɵnha pecado: "Para todos nós pode acontecer isso. Todos somos pecadores e somos tentados, e a tentação é o nosso pão de cada dia". Aliás, “se algum de nós disser: ‘mas eu nunca Ɵve tentações’, significa que é um querubim ou que é um pouco bobo, não acham?”. É normal, na vida, lutar e cair, porque "o diabo não fica quieto: ele quer a vitória". O problema "mais grave" surge a parƟr da passagem do profeta Samuel: "Não são a tentação e o pecado contra o nono mandamento, mas o modo de agir de David", que "não fala de pecado", mas de "um problema que precisa de solução. Isto é um sinal!”: um sinal de que, “quando o Reino de Deus não está presente, quando o Reino de Deus diminui, perde-se o senƟdo do pecado”. Por esta razão, pedimos, no Pai-Nosso, “Venha a nós o Vosso Reino”. Pedimos que Deus faça crescer o Seu Reino, porque, quando perdemos o senƟdo do pecado, também perdemos o senƟdo do Reino de Deus. Em seu lugar, disse o Papa, emerge uma "visão antropológica superpotente", para a qual "eu posso tudo"; e esse "poder do homem" é sobreposto à "glória de Deus". Deveríamos lembrar-nos sempre de que "a salvação não virá da nossa esperteza, da nossa astúcia, da nossa inteligência", mas "da Graça de Deus e da práƟca, todos os dias, desta Graça na vida cristã". “Eu”, revelou o Papa, “confesso que, quando vejo essas injusƟças, essa soberba humana, quando vejo o perigo de que isso aconteça comigo mesmo, o risco de perder o senƟdo do pecado, me faz bem pensar nos muitos Urias da história, nos Urias que ainda hoje sofrem a nossa mediocridade cristã, quando perdemos o senƟdo do pecado...". Eles "são os márƟres dos nossos pecados não reconhecidos". Rezar faz-nos bem, "para que o Senhor nos dê sempre a Graça de não perder o senƟdo do pecado". E também nos faria bem "levar uma flor espiritual até ao túmulo desses Urias contemporâneos, que pagam a conta do banquete daqueles cristãos que Intenção de oração do Papa se sentem seguros". para o mês de Fevereiro Por Salvatore Cernuzio ROMA, 31 .01. 2014 (Zenit.org)
Ficha Técnica: Editor e Director -voluntário - Gilberto Correia Rua Laureano de Brito, 22 - 4910-519 Vila Praia de Âncora Telf. 258 911 181 - 96 791 7626 - E.mail — rainha.paz@sapo.pt site hƩp://ecodemria.org — CIF 157421554 Tipografia. Gráfica Casa dos Rapazes Rua de Santo António - 4900-492 Viana do Castelo GRATUITO—Isento de registo Decreto Regulamentar 08/97 de 8/06—Artº 12º, ~º 1 A do ERC

O Santo Padre pede para rezar pela missão evangelizadora e pelas pessoas idosas:

A intenção universal do apostolado da oração do Santo Padre para o corrente mês de Fevereiro é "Para que a sabedoria e a experiência das pessoas idosas sejam reconhecidas na Igreja e na sociedade”. Por outro lado, a sua intenção evangelizadora é “Para que sacerdotes, religiosos e leigos colaborem generosamente na missão de evangelização”... ROMA, 03.02.2014 (Zenit.org)

Dada a actual situação económica agravada pelas novas taxas do correio postal, torna-se impossível continuar a enviar a todos os leitores o Eco de Maria pelos CTT. Na tentativa de superar as dificuldades, insistimos no pedido da colaboração de todos que dispõem de correio electrónico (e.mail), a fim de aceitarem a recepção do Eco pela internet. Nossa Senhora agradecerá se cada um distribuir pelos seus amigos. As pessoas que não têm correio electrónico continuarão, até que seja possível, a receber o Eco pelo correio postal, mas de dois em dois meses.

Eco 230/3

Medjugorje

Mensagem de Nossa Senhora, Rainha da Paz, dada no dia 2 de Fevereiro de 2014, em Medjugorje
«Queridos filhos: Desejo, com amor maternal, ensinar-vos a probidade, a fim de que as vossas acções, como Meus apóstolos, se tornem correctas, corajosas, e sobretudo sinceras. Desejo que, por Graça de Deus, estejais abertos a dar a bênção. Desejo que, com o jejum e a oração, obtenhais do Pai Celeste a consciência daquilo que é natural, sagrado e divino. Cheios de consciência. Sob a protecção de Meu Filho e Minha, sereis Meus apóstolos que saberão difundir a Palavra de Deus a todos os que não a conhecem e sabereis superar todos os obstáculos que encontrareis no vosso caminho. Filhos Meus, através da bênção, a Graça de Deus descerá sobre vós e podeis conservá-la com o jejum e a oração, com a purificação e a reconciliação. Assim tereis a eficiência que vos peço. Rezai pelos vossos pastores, a fim de que o raios da Graça de Deus iluminem o seu caminho. Agradeço-vos".

Vade-mécum para os apóstolos da Sanơssima Virgem
Esta Mensagem sinteƟza a Obra de Maria em Medjugorje. É quase um prontuário para quem aceita ser Seu apóstolo. Invocando o Espírito Santo, leiamos a Mensagem em oração pessoal ou em grupo, para que nos consinta perceber plenamente aquilo que Ela nos diz e a força para fazêlo. Não se trata, de facto, de adicionar algo mais à piedosa práƟca do nosso culto a Deus, nem de fazer mais qualquer boa obra nos confrontos com o próximo, mas de mudar radicalmente a vida, de conversão profunda, como Jesus pediu aos Seus e como Ela incansavelmente nos repete! Peçamos a Maria nos indique qual probidade que deseja ensinar-nos, o que Ela pretende quando finaliza a probidade para nos tornar correctos, corajosos e sobretudo sinceros na acção. Toda a Mensagem fala de uma relação vital com Deus, na qual, acolhendo a Graça Divina, só pode fazer de cada um de nós um verdadeiro filho de Deus, no Seu Filho Jesus! Apóstolo não é quem conta algo de Deus, mas quem se deixa plasmar pelo Espírito, até que Deus viva nele! Por isso, uma vida que não poderíamos fazer de forma fácil, de repente, se torna natural; assim é para o jejum, para a oração, para o abandono completo e sobretudo para o total Amor do Pai! Paz e Gloria em Jesus e Maria Nuccio QuaƩrocchi

Testemunhos do casal Kanizai, de Zagreb
Muitos peregrinos visitam, todos os anos, Medjugorje. Os seus testemunhos são um tecido que forma da imagem de Medjugorje um mosaico maravilhoso, Os cônjuges Neli e Igor Kanizaj revelaram que a visita a Medjugorje é uma grande alegria e uma nova e profunda experiência. Igor conheceu Medjugorje quando ainda era membro da Juventude Franciscana e, de cada visita aqui, levou algo de novo para a sua vida, principalmente a paz: «Isto é um oásis de paz, um refugio. Eu amo vir a Medjugorje por breves períodos porque isto muda a minha vida quando regresso a Zagreb, onde vivo e trabalho. Os frutos são muiơssimos". Ao contrário de Igor, Neli recusou, durante longo tempo, vir a Medjugorje, mas, depois da não realização do desejo de maternidade, resolveu fazê-lo. Apesar da descrença e da hipocrisia com que ela foi diante de Nossa Senhora, no Monte das Aparições, a Mãe de Deus ouviu as suas preces: «Eu senƟ-me envergonhada por ter vindo com tanta descrença. SenƟ uma certa tranquilidade, um calor, uma bem-vinda e, apenas um mês depois de regressar a Zagreb, soube que estava grávida».

Paróquia de Medjugorje
EstaơsƟca
Mês de Janeiro 2014 (pleno inverno) Santa Comunhões distribuídas 50.000 Concelebrantes 870 (média de 28 p/dia) Total: Concelebrantes: De 1986 a 2013 (27 anos) - 701 334 (25 975/ano) Santas Comunhões: De 1985 a 2013 (28 anos) - 31 765 840 (1 134 494/ano)

Eco 230/4

O amor cristão é concreto e generoso, não é como o das telenovelas
Homilia em Santa Marta: Papa Francisco salientou que o amor de que Jesus fala não é o êxtase espiritual, mas se traduz em acções concretas e tem mais para dar do que para receber

SANTA MISSA…
...no Santuário de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Portugal, em Vila Viçosa, é celebrada todos os dias 25 de cada mês, Santa Missa em acção de graças pela presença da Santíssima Virgem Maria no meio de nós e por todos os leitores do Eco de Maria, Rainha da Paz....

O amor cristão ou é altruísta, generoso, alegra-se "mais em dar do que em receber ", ou, é um amor “românƟco", de telenovela? Não é brincadeira: o argumento levantado pelo Papa Francisco na missa, em Santa Marta, é rigoroso. O amor cristão tem sempre uma caracterísƟca: a concreƟzação. O amor cristão é “concreto", diz o Papa, guiado na sua reflexão por São João, na primeira carta, por ele reiterada várias vezes: "Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece em nós e o amor Dele é perfeito em nós". A Vós, São É neste "permanecer duplo" de “nós em Deus e Deus em nós", que reside a "vida José, o nosso cristã" e a experiência de fé. Não "no espírito do mundo" ou "na superficialidade, na agradecimento idolatria, na vaidade", adverte o Santo Padre. É fundamental “permanecer no Sepela protecção nhor”, e Ele "corresponde-nos: Ele permanece em nós", por iniciaƟva própria. Mesque Vos dignais mo quando - afirma Francisco - "muitas vezes nós o expulsamos” e, assim, nós "não oferecer à edipodemos permanecer nÉle", restando, porém, ainda "o Espírito". ção do ECO DE Este "permanecer no amor de Deus" - esclarece o Papa- não tem apenas uma MARIA, Rainha dimensão espiritual, mas também se traduz na "carne", em acção concreta. Não se da Paz. Contalimita a um êxtase do coração ou a algo agradável de se ouvir. "Observem de que mos com a Vosamor nos fala João: não é o amor das telenovelas, não! É outra coisa”, reitera firmesa preciosa dimente o Papa. recção, para que estas Mensagens sigam o "O próprio Jesus – conƟnua Bergolgio - quando fala sobre o amor, fala-nos de seu caminho e não sejam tomadas como coisas concretas: alimentar os famintos, visitar os doentes", e assim por diante. Se simples curiosidade. no amor não há a "cristã concreta" - disse o Papa – arrisca-se a "viver um crisƟanismo de ilusões, porque não está claro qual é o centro da mensagem de Jesus". É um S. Miguel Arcanjo "amor de ilusões", como aconteceu aos discípulos quando - diz o Evangelho de hoje - ficaram perturbados ao ver Jesus andando em direcção a eles sobre o mar: Defendei-nos neste "pensavam que fosse um fantasma". combate, sede o nosO estupor dos Apóstolos – destaca o Santo padre - "vem da dureza de coração", so auxílio contra as porque "eles não entenderam" a mulƟplicação dos pães ocorrida pouco antes, como maldades e ciladas do demónio. Instante e afirma o Evangelho. "Quem tem um coração endurecido, não pode amar, e acha que humildemente vos amor é imaginar coisas"- exorta Francisco. pedimos que Deus Então, para medir a autenƟcidade do amor cristão, devemos reflecƟr sobre dois sobre ele impere, e aspectos. Primeiro: "Amar com as obras, não com as palavras. As palavras são levavós, Príncipe da Milídas pelo vento! Hoje estão e amanhã já não estão"- disse o Ponơfice. Segundo: "No cia Celeste, com o amor é mais importante dar do que receber. Quem ama dá, dá... Dá coisas, dá vida, vosso poder Divino pre dá-se a Deus e aos outros. Ao contrário, quem não ama, quem é egoísta, busca sem-cipitai no inferno satanás e os outros pre receber, tenta sempre ter coisas, levar vantagem". espíritos malignos que vagueiam pelo A "moral" da homilia, de hoje, do Papa Francisco é, portanto, clara: "Permanecer mundo para perdição das almas com o coração aberto, não como era aquele dos discípulos, que era fechado, eles não percebiam nada: permanecer em Deus e Deus em nós; permanecer no amor.””Por Salvatore Cernuzio COMUNHÃO ESPIRITUAL ROMA, 09 de Janeiro de 2014 (Zenit.org) Eu quisera, SENHOR, receber-Vos com aquela pureza, humildade e devoção com Consagração ao Espírito Santo que Vos recebeu a Vossa Santíssima Mãe: Ó Espírito Santo, Divino Espírito de luz e de amor, eu Vos consagro a minha inteligên- com o espírito e o fervor dos Santos! cia, o meu coração e a minha vontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil, às Vossas celestes inspirações e à doutriCapela de Nossa Senhora da Bonança na da Santa Igreja Católica, da qual sois guia inefável. Amorosa - Chafé - Viana do Castelo. Que o meu coração esteja sempre inflamado de amor a Deus e ao próximo. Nas tardes dos primeiros Sábado é celeQue a minha vontade seja sempre conforme à vontade divina, e que toda a minha brado um programa de oração da Paz com vida seja uma imitação fiel da vida e das virtudes de Nosso Senhor e Salvador Jesus Crisrecitação do Santo Terço e Santa Missa, em to, a quem com o Pai e convosco, sejam dadas honra e glória para sempre. Ámen Honra da Nossa Senhora, Rainha da Paz.
S. Pio X

3.800 exemplares - Casa dos Rapazes - 4900 Viana do Castelo 02/2014

O ECO É GRATUITO.