Você está na página 1de 5

Buraco Negro

Trabalho apresentado para a disciplina de Física/Matemática, ministrada pelos Prof. Deborah e Andre no âmbito do curso 1º ano técnico em Informática da Unidade de Varginha – Campus VIII – do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Grupo:Amanda Lemes Borges Brenda Lemes Borges Íris Galvão Helder Ferrari Letícia Assalin Nathália Andrade

Varginha, 21 de Janeiro de 2014

daí sua denominação. e quando não conseguem mais produzir energia. sendo impulsionadas para o . que perpetuam uma concentração de gravidade incalculável no centro dessas regiões gerando a absorção de tudo que estiver por perto do núcleo. físicos e astrônomos. a gravidade fica fortíssima. Para o entendimento de sua formação é necessário entender como as estrelas morrem: elas incham a medida que perdem seu combustível até que perde o controle e que cresce de tal forma que se torna uma gigante vermelha. inclusive a própria estrela e a luz. conseguiria escapar. O astrônomo Karl Schwarzschild. em 1916. tão forte. propôs uma solução para os cálculos da Teoria Geral da Relatividade sugerindo que se a massa de uma estrela estiver concentrada em um minúsculo ponto o campo gravitacional deste se tornaria tão grande que nem mesmo a luz (que viaja a 300 mil quilômetros por segundo). formulada por Albert Einstein. vão perdendo o controle de reações nucleares. Após esse estágio elas continuam a perder seu combustível. duvidaram da existência de uma força tão poderosa que deformaria todo o plano do universo. a pressão abaixa-se bruscamente e as camadas externas começam a cair rumo ao meio da estrela onde encontram-se com o núcleo sólido de ferro e quicam. inclusive o próprio Albert Einstein. A formação desse instigante fenômeno astronômico se deve basicamente a ocorrência de Supernovas (a morte das estrelas) . com isso. A melhor teoria para explicá-los é a Teoria Geral da Relatividade. eles estão mudando os conceitos de astrônomos sobre as formações das galáxias e sobre como o Universo funciona. Durante muito tempo. eles dominam a evolução do próprio universo.Os buracos negros representam a fronteira da astronomia moderna. O motivo de os buracos negros serem tão devastadores é que quando algo se aproxima deles. que explica que tal fenômeno causa deformações no espaçotempo devido à enorme massa estar distribuída em um pequeno espaço. que eles absorvem tudo o que se aproximar demais do seu campo gravitacional.

mas existem duas estrelas propícias a tornarem-se um Buraco Negro relativamente perto da Terra. o cálcio ou o sódio. ela é um reator de fusão nuclear gigante. esse evento é denominado Supernova. vieram através de estrelas e são fundamentais à nossa existência. consequentemente.Em 2004. ela libera 100 vezes mais energia de que o Sol produzirá em toda sua existência. fica claro que o universo está repleto de poderosos buracos negros. à velocidade da luz.A sonda só consegue captar uma fração do que realmente acontece. é como se toda massa terrestre fosse diminuta ao tamanho de uma ervilha .Por fim. .Durante alguns milhões de anos. Um exemplo é a estrela VY Canis Majoris que tem mais de um bilhão e meio de quilômetros de diâmetro. Contando as explosões de um raio gama.Os jatos são chamados de explosões de raios gama. esse é o limite em que se ultrapassado por algum objeto este será atraído pelo núcleo do buraco e nunca mais voltará a existir.um dos maiores medos da humanidade (O Sol se transformar em um) não se concretizará . Elas são tao intensas. esse compressão é absurda. Como citado.Em um mili segundo. O novo buraco negro no centro continua a se alimentar do corpo da estrela a sua volta. Alguns cientistas idealizam que os buracos negros são atalhos que levariam a universos paralelos . pois os cientistas desconhecem o que de fato existe e acontece além dele.5 mil .São eventos de uma quantidade inacreditável de energia. é necessário no mínimo10 massas solares para se formar um buraco negro.Felizmente. bombeando energia para fora. perto do Sistema Solar. o núcleo se encolhe até uma fração de seu tamanho original.Ao mesmo tempo. O campo imaginário que delimita o buraco negro é chamado “horizonte de eventos”.espaço a velocidades absurdamente altas. a Eta Carinae e Betelgeuse carinae (aproximadamente 15 vezes a massa do Sol ) .Como todas as estrelas. Após a explosão da Supernova resta o núcleo da estrela que se tiver tamanho maior que 10 Sóis formará um buraco negro devido a sua enorme gravidade gerada pela massa comprimida restante do astro. Conforme a matéria gira em direção ao buraco negro.O que resta. ou qualquer elemento da tabela.A maioria. em termos de energia e força pura. ela detecta uma explosão por dia.a fusão e a gravidade ficam equilibradas. Esse evento pode destruir mas ao mesmo tempo formar vidas já que gera elementos pesados além dos leves como o ferro .Então.E o buraco negro se forma. os astrônomos calculam quantos buracos negros estão sendo criados. quando o combustível da estrela acaba. O que existe além do horizonte de eventos é denominado singularidade. a fusão cessa e o equilíbrio é desfeito.Ainda assim. a maioria das explosões de raios gama. é um grande buraco negro. se isso for verdade a melhor ideia da ficção cientifica tornar-se-ia realidade. seria possível viajar através do tempo ou visitar outros universos.Porém. Quando observa-se a Via-Láctea e outras galáxias. ela fica super quente e há forças magnéticas.A gravidade vence. ele consegue canibalizar o que restou da estrela. respectivamente a 7. que se hovesse uma explosão de raios gama na região de nossa galáxia.Em um segundo.E dois jatos de energia são arremessados pelo Universo. e 500 anos luz do nosso planeta Terra.Imediatamente.as explosões de raio gama só perdem para o Big-Bang.a NASA lançou a sonda espacial Swift para procurar pelo universo explosões de raios gama.dura apenas alguns segundos e incinera tudo que estiver pelo caminho. a estrela explode.o nosso planeta seria vaporizado.acontece fora da nossa galáxia. força de atrito. a enorme gravidade da estrela tenta esmagá-la.

A observação de corpos celestes que são atraídos por buracos negros também são indícios da existência deles.Mas como detectar um buraco negro se eles não emitem luz? Um buraco negro é detectado a partir dos efeitos que ele causa no seu entorno como os Raios Gama além disso a matéria que é engolida por um buraco negro emite grande radiação em raios-X.Então. Cada jato é 20 vezes mais largo que o nosso sistema solar e são os objetos mais luminosos do universo. os chamados Quasares (derivado de objeto quase estelar). este destruiría todo o equilíbrio gravitacional do Sistema Solar. os chamados Buracos Negros errantes. podemos estar dentro de um horizonte de eventos. Os buracos negros arrancariam os planetas de suas órbitas e os jogaria um contra os outros. Os buracos Negros Supermaciços devido a sua extraordinária gravidade combinada com gases abundantes atraídos. talvez em um buraco branco. Porém ele é muito mais do que um vácuo no espaço que suga tudo. seja expelida de um outro lado. poderia arrancar todas as luas do planeta. em alguns pontos os gases eram tão densos que formaram estrelas supermaciças que colapsaram criando inúmeros buracos negros. Quando um buraco negro se comprime. ou seja uma variação de lugar de algumas estrelas pode ser um indício do fenômeno.Se o Big-Bang é apenas o inverso do buraco negro. supostamente. Por meio de observações feitas por cientistas acredita-se que no centro de toda galáxia em espiral exista um buraco negro supermaciço inclusive na nossa própria galáxia. pode até ser assim que o universo nasceu. chegam a brilhar mais que uma própria galáxia. Através de cálculos matemáticos. acredita-se que a matéria que foi jogada para dentro.Ele sairia arremessando os planetas por todos os lados. sua gravidade arrancaria os asteroides de sua órbitas e os arremessaria contra o nosso planeta.depois. gerando um pandemônio.Se ele se aproximasse. a única maneira para essas estrelas se moverem tão rapidamente é a reação gravitacional gerada pelo núcleo de um buraco negro supermaciço. . que são liberados em forma de dois feixes de luz.ao passar pelo Sistema Solar.O primeiro estaria atraindo todos os planetas com mais força do que o Sol. ou seja. o próprio planeta.Ele é incrivelmente pesado. Existem também buracos que perambulam por todo o universo. podendo se colidir uns com os outros originando buracos negros maiores. deixando um rastro de destruição. Caso ele se aproximasse da Terra. que se fundiram criando buracos negros cada vez maiores .Os quasares expelem quantidades gigantescas de gás da galáxia que o cerca. Esses buracos negros supermaciços foram desenvolvidos a partir de gases originados do big bang. a via láctea. o equivalente a 600 planetas Terra por hora. originando dessa maneira as galáxias primitivas . Se um buraco negro conseguisse entrar no nosso Sistema Solar. por exemplo de Júpter. ele engloiria a atmosfera. nota-se que há uma equação entre buracos negros e os parâmetros do universo.ele nos destruiría. A existência do buraco negro supermaciço centralizado na via láctea foi revelada a partir da observação das estrelas que estão a sua volta e que se movem a milhões de quilômetros por hora. geram um aquecimento nesses gases.Primeiro.

. foi profundamente afetada pela descoberta de que os buracos negros. planetas.pode haver bilhões de universos.Literalmente. a compreensão do Universo.hoje sabese que os buracos negros estão em toda parte.Se isso for verdade. que é importante para todos.Cada buraco negro pode ser a origem de um universo totalmente separado.Independentemente do que se venha a descobrir. Cada um deles repleto de estrelas. repletos de vida. Era o que faltava para uma teoria relativamente concreta sobre a evolução do universo.