Você está na página 1de 38

JANEIRO

ANÚNCIO
•Letra/Música p
popular
p p
para as Janeiras da Missão 2010

•Cada comunidade, paróquia, capelania, reitoria, instituto,


congrgação, associação, movimento ou obra laical é
convidada a criar, dar continuidade ou retomar o Canto das
J
Janeiras;
i

•Desafiar as colectividades culturais,


culturais recreativas e
desportivas locais a alinharem no Canto das Janeiras,
promovendo um encontro ao nivel da freguesia
p g ou p
paróquia;
q ;
JANEIRO

ANÚNCIO
•Nos fins-de-semana de 9/10 e 16/17 cada Vigararia
poderia promover um encontro vicarial;

•O
O dia
di 23 d de JJaneiro,
i na avenidas
id ddos Ali
Aliados,
d acontecerá
t á
o CANTO DAS JANEIRAS – PORTO MISSAO 2010 com a
participação de grupos sorteados dos encontros paroquia
paroquia,
Vicariais e de Região Pastoral
FEVEREIRO

ALEGRIA
ALEGRIA CRISTÃ
 Itinerário para os Jovens
1 Criação/ organização do Grupo de Jovens;
1.
2. Presença na comunidade;
3. Reflectir e assumir as “fontes” da Alegria Cristã;
4. Identificar uma situação
ç concreta de “necessidade de alegria”,
g ,
e agir;
 Oração
1. Marcar o Tempo p Litúrgico
g da Quaresma;
2. Na Palavra e Silêncio descobrir “fontes” da Alegria Cristã;

 Movimentos Juvenis
1. Dar a conhecer o carisma e fundador(a)
FEVEREIRO

ALEGRIA

ENCONTRO IBÉRICO DE JOVENS NO PORTO


Irmãos de Taizé

13 a 16 de Fevereiro
MARÇO

(Com)PAIXÃO
… com motivos redobrados:
1. porque sublinhamos, em caminho de Quaresma,
a Paixão Maior, fonte de todas as outras;
2. porque a queremos dizer com gente apaixonada
(e/ou a re-apaixonar):
a população universitária em geral
com estudantes,, professores,
p , investigadores
g
no Porto (cidade e diocese)
ou do Porto mas noutros cais!...
Propomos, já a partir de Outubro alguns percursos:
Propomos
1. no grande Porto segundo algumas áreas de saber;
2. em toda a Diocese em encontros vicariais, inter-paroquiais e paroquiais
de universitários
universitários.
Nas fontes da alegria será, em Fevereiro,
(de 13 a 16, e conjuntamente com a Juventude) a última etapa desse percurso.
MARÇO

(Com)PAIXÃO
A meta:
a noite de 26 de Março - passos na univerCidade
… uma espécie de via-sacra
- Paixão de Jesus por nós, paixão nossa com Jesus, pela história

E uma p
paixão assim transbordará p para Abril e Maio:
na preparação e celebração (a 2 de Maio) da
Bênção das Pastas,
com a especial participação do Gen Verde,
(grupo artístico internacional)
E com o Gen Verde e o seu espectáculo Rapsódia dos Povos
encerraremos o nosso mês de Março no Coliseu do Porto Porto…
na noite de 3 de Maio (com o atraso típico dos universitários)…
ABRIL

COM VIDA
1.O desafio
sensibilizar o maior número de jovens

2.Que se pretende?
um conceito unitário de celebração da Páscoa da Ressurreição
um significado celebrativo da visita pascal
apresentar as vocações como expressão da Ressurreição
anunciar q
que a Ressurreição
ç é segredo
g de eterna jjuventude

3. Escalas de actuação
Diocesana
promoçãoã d
do Di
Dia Di
Diocesano dda JJuventude
d
promoção da Semana de Oração pelas Vocações
Interacção com os alunos e professores das Escolas Católicas e de EMRC
Paroquial
celebração do Anúncio da Ressurreição - compasso
ABRIL

COM VIDA
4. Calendário
4 de Abril: Domingo de Páscoa
Objectivo específico: Compasso como anúncio e celebração festiva Ressurreição.

10 e 11 de Abril: 2 º Domingo de Páscoa e Dia Diocesano da Juventude


Objectivo específico: fazer a passagem da escuridão após a morte de Jesus para a
alegria da luz da fé na ressurreição: Bom Mestre, o que devo fazer para herdar a
vida eterna?

18 a 23 de Abril: Viagens pela história da Diocese do Porto


Objectivo específico: contactar, conhecer e contemplar a beleza das obras de arte
que ao longo
l d
dos séculos
é l geraram a concepção ã cristã
i tã d
da vida
id e conhecer
h as
nossas raízes nas obras e vidas daqueles que se entregaram a Cristo.

24 de Abril: Vigília Diocesana de Oração pelas Vocações


Objectivo específico: Oração pelas Vocações Sacerdotais e Consagradas.
MAIO

MARIA
Valorizar, renovar e purificar a
Valorizar
devoção Mariana
O Rosário nos lugares de Viver

A Imagem Peregrina entre nós


• 24 e 25 – Norte
N t – Sr.ª
S ªd da A
Assunção
ã I 26 e 27 – Nascente
N t – Sr.ª
S ªd do S
Sameiro
i
• 28 e 29 – Sul – Sr.ª da Lassalete I 30 – Porto – Sr.ª da Lapa

• 31 – Av. Aliados – Luz na Cidade


MAIO

MARIA
SAÚDE
Dar lugar,
g , na Igreja
g j e na Sociedade
aos pobres dos pobres
Peregrinação dos Frágeis
Idosos, Doentes e Deficientes

23 – Europarque
MAIO

MARIA
FAMÍLIA
Manifestar a vitalidade do Amor
Conjugal e o valor da Família

Dia Diocesano da Família


30 – Av.
Av Aliados
JUNHO

FESTA
A Pastoral das Migrações e a Pastoral Social e Caritativa em Missão.

A solidariedade, o acolhimento e a caridade enquanto lugares de reconhecimento da


Igreja perante sociedade...

... logo à Pastoral da Caridade, porque comunica com a sociedade e com o Homem
na fragilidade, acresce pertinência e responsabilidade no trabalho da missão.

A festa. Espaço de encontro, terreno fértil para a Missão!

O solstício de Verão, tempo de festa, tempo de abertura ao outro...

... assim a festa surge como oportunidade de comunicar, de incluir.

Até porque a alegria e a esperança são fulcro da mensagem da missão!


JUNHO

FESTA
Festa Diocesana da Solidariedade e dos Povos
A realizar em finais de Junho, será o grande momento de encontro e de afirmação das
respostas sociais da diocese. Simultaneamente, há-de ser espaço privilegiado de
integração de comunidades de imigrantes quer na preparação conjunta do evento, quer
na apresentação das suas propostas lúdicas e culturais
culturais.

“Na mesma terra, uma nova vida!”


Favorecer dinâmicas de encontro entre organizações
g ç de imigrantes
g e os g
grupos
p
paroquiais de caridade com vista ao conhecimento, relacionamento e integração das
comunidades.
Activar processos locais de reflexão e resposta criativa aos “novos pobres”.

Stº. António, S. João e S. Pedro: Conhecer para festejar, renovar para dar
sentido
Cada comunidade, tirando partido das dinâmicas locais dos festejos populares, incentivar
a participação dos cristãos nessas iniciativas, renovando tradições e realçando a
dimensão missionária e evangélica dos santos populares.
SETEMBRO

ENTRA
“Entra” é o desafio típico de Setembro,
o mês da «rentrée» escolar!
A expressão formula um convite.
E é uma palavra de acolhimento.
acolhimento

“Tens aqui
q um lugar”,
g , sugere
g a Escola
não apenas como um espaço geográfico ou geométrico,
mas como um “lugar” a ocupar, uma missão a cumprir.
SETEMBRO

ENTRA
NA ESCOLA

9 DE SETEMBRO 2010:

Celebração do Envio dos professores de EMRC na Sé do Porto

ENTRE 1 E 15 SETEMBRO 2010

Festa de acolhimento, com professores e alunos de EMRC,


em todas as Escolas da Diocese
SETEMBRO

ENTRA
NA(S)
( ) PARÓQUIA(S)
Q ( )
I. RECEPÇÃO AOS PROFESSORES

1. Acolhimento;
2. Apresentação do Documento “A escola em Portugal”;
3. Ágape
g p associado a alguma
g oferta cultural (teatro,
( , concerto,, exposição)
p ç )

II. RITO DE ENVIO: Convidar Direcção da(s) Escola(s), da área da(s)


p
paróquis(s),
q ( ), os professores,
p , os representantes
p da associação
ç de pais
p e
de alunos, para um “Rito de Envio”,

III. PRECE pelo êxito do novo ano escolar


OUTUBRO

MISSÃO
OUTUBRO

MISSÃO
OUTUBRO

MISSÃO
OUTUBRO

MISSÃO
OUTUBRO

MISSÃO
NOVEMBRO

ESPERANÇA
Finalidade
Convidar as comunidades cristãs e os fiéis a reflectirem sobre o sentido do viver e
do morrer, sobre o tempo e a eternidade, sob o signo da Esperança.

1. Distribuição em todos os cemitérios de um texto de reflexão sobre Morte, Vida


Eterna e Esperança (1 – 2 Novembro).
2 Ciclo de Colóquios nas Regiões Pastorais sobre “ A morte
2. morte, a vida e a
esperança: uma outra maneira de viver “.
3. Organização de Concertos temáticos sobre a Vida Eterna e a Esperança.
4. Ciclo de Conferências”Eis o Homem” (3) sobre Arte (de viver e morrer), a
Eternidade e a Esperança (Associação Católica do Porto).
5. Produção de um Guia de Apoio à realização descentralizada de “Ciclos de
Estudo” paroquiais. Formação prévia de animadores, em Outubro de 2010.
DEZEMBRO

LUZ
O Verbo era a Luz verdadeira,
que, ao vir ao mundo,
a todo o homem ilumina.
Jo 1
1,9
9

DEZEMBRO
Proclamará solenemente: creio/cremos que o Verbo,
a LUZ, encarnou e habita a nossa terra!

Clamará
C a a á VEM S
SENHOR O JJESUS,
SUS, pa
para
a da
dar
continuidade a 2010, com ardor renovado!
DEZEMBRO

LUZ
25 anos ao serviço da missão
Celebração das Bodas de Prata dos Catequistas
8 de Dezembro - Sê Catedral do Porto

Missão 2010 “Reler para Continuar”


Celebração Solene

“Tempo
Tempo litúrgico ao ritmo da Missão 2010
2010”

“Via
Via lucis”
lucis (Vocações / Juventude /Catequese)
DEZEMBRO

LUZ
“Multiplicaste
Multiplicaste a alegria
alegria,
aumentaste o júbilo;
alegram se diante de ti
alegram-se
como os que se alegram no tempo da colheita.”
Iss 9, 2

Porque

“Manifestou-se a Graça de Deus,


portadora de salvação para todos os homens
homens.”
Tit, 2,11