Você está na página 1de 17

DIREITO CIVIL IV (DIREITO DIREITO CIVIL IV (DIREITO

DAS COISAS) DAS COISAS) DAS COISAS) DAS COISAS)
Ana Carolina Barbosa Pereira Matos
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
Ações Possessórias:
• Objeto: proteção da coisa móvel e da coisa imóvel
• Legitimidade ativa: possuidor direto e possuidor indireto.
• O detentor não tem legitimidade para propor ação • O detentor não tem legitimidade para propor ação
possessória.
• A proteção é provocada em três hipóteses: por ameaça,
turbação ou esbulho da posse, cabendo, respectivamente, para
repeli-las o interdito possessório, a manutenção e a
reintegração da posse.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Para se pleitear a proteção possessória basta se demonstrar o
fato da posse, não sendo necessária a demonstração de direito
que a respalde (Art. 1.210, do CC).
• Além disso, deverá demonstrar a prática de ameaça, turbação • Além disso, deverá demonstrar a prática de ameaça, turbação
ou esbulho.
• Princípio da conversibilidade ou da fungibilidade dos interditos:
possibilidade de troca de uma ação possessória por outra sem
prejudicar o direito do possuidor (Art. 920, do CPC).
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• A desconformidade da ação possessória pode se dar:
o Pela denominação errada utilizada para rotular a ação;
o Erro de narrativa, imputando ataque diverso do ocorrido;
o Modificação do fatos no curso da ação.
• As ações possessórias são de natureza dúplice: A discussão
instaurada irá possibilitar a tutela de um bem da vida a ambas
as partes, independentemente de suas posições processuais de
autor ou réu (Art. 922, do CPC).
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Possibilidade de cumulação de pedidos em qualquer das ações
possessórias – art. 921, do CPC.
• Cada ação possessória visa a proteção contra determinado
tipo de ataque à posse, mas possuem basicamente o mesmo
rito processual (Arts. 920 à 933, do CPC). rito processual (Arts. 920 à 933, do CPC).
Manutenção da Posse:
• Conceito de turbação – é todo ato jurídico ou fato material
que embaraça o exercício da posse em sua plenitude (ex.:
utilização de via particular).
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Os pressupostos para a concessão deste interdito possessório
estão elencados no art. 927, do CPC.
• A pretensão do autor é manter-se na posse livre dos atos que
a molestam.
O possuidor direto pode requerer a manutenção da sua posse • O possuidor direto pode requerer a manutenção da sua posse
em face de terceiro e do próprio possuidor indireto (art.
1.197, do CC).
• Não estando na posse da coisa, o possuidor indireto não
poderá requerer a seu favor a prestação jurisdicional de
manutenção da posse.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• O direito à indenização por danos do possuidor manutenido
fundamenta-se nos arts. 186 e 927, do CC.
• O direito à manutenção de posse é cabível também na posse
injusta.
• Manutenção provisória da posse – Art. 1.211, do CC. • Manutenção provisória da posse – Art. 1.211, do CC.
Reintegração de Posse:
• A reintegração se destina a devolver a posse ao titular, que dela
foi destituído mediante esbulho.
• Conceito de esbulho – prática de apossamento por violência,
ação clandestina ou abuso de confiança.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Manutenção de Posse ≠ Reintegração de Posse
• A prática do esbulho pode caracterizar-se em um segundo
momento da posse, mediante a conversão de posse justa em
injusta.
• O art. 1.212, do CC, prevê a possibilidade do possuidor
esbulhado ingressar com ação de reintegração de posse
contra o possuidor de má-fé.
• Em relação ao possuidor de boa-fé não caberá ação
possessória, mas a ação reivindicatória, que é a ação do
proprietário, sem a posse direta, contra o possuidor direto.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Os pressupostos para a concessão deste interdito
possessório estão elencados no art. 927, do CPC.
Interdito Proibitório:
• Esta é uma ação de prevenção.
• Garante ao possuidor a proteção possessória, quando se
encontrar na iminência de ser molestado em sua posse.
• Ação possessória prevista pelo art. 932, do CPC.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Em razão do princípio da fungibilidade, caso se constate, no
curso da ação, a ocorrência de turbação ou de esbulho, o
interdito se transmudará na ação necessária.
• O rito a ser observado será o mesmo das ações de
reintegração e de manutenção de posse. reintegração e de manutenção de posse.
Autoexecutoriedade (Art. 1.210, §1º, do CC):
Trata-se de extensão do direito às ações possessórias
Passível de uso em face de qualquer forma de agressão à
posse.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
Atos praticados sem demora, em seqüência imediata à
agressão.
Qualquer forma de defesa imediata da posse será submetida
ao princípio da proporcionalidade.
A vítima pode se valer da ajuda de terceiros.
Não há óbice na adoção da autodefesa pelo possuidor
indireto.
A relação de dependência impõe ao detentor a obrigação de
zelar pela conservação física do bem.
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
Legítima defesa da Posse
Reação a uma turbação
Princípio da proporcionalidade
Desforço imediato
Remédio dirigido a um esbulho consumado
Defesa imediata a injusta perda da posse
Princípio da proporcionalidade
Busca reaver a posse esbulhada
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
Jus Possessionis (Juízo
Possessório)
Posse discutita como um
fato, independente da causa
Jus Possidendi( Juízo Petitório)
Posse discutida como conteúdo
do direito de propriedade
É vedada a discussão a
respeito do domínio
As ações possessórias
não podem ser utilizadas no
âmbito do juízo petitório
Demandam prova quanto a
propriedade enquanto causa da
posse
Ações petitórias não são
adequadas ao juízo possessório
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
Tutela Antecipada nas Ações Possessórias:
• Permitida no âmbito das ações possessórias (Art. • Permitida no âmbito das ações possessórias (Art.
928, do CPC)
• Tem caráter satisfativo e esta pautada em cognição
sumária
Efeitos da Posse Efeitos da Posse
• Exige requisitos especiais para a concessão da
medida liminar (art. 928 c/c art. 924, CPC):
o Prova da Posse;
o Caracterização detalhada da agressão à posse,
inclusive com indicação da data em que houve o
esbulho ou a turbação; esbulho ou a turbação;
o Que a agressão tenha ocorrido a menos de ano e dia
(esbulho ou turbação novo).
o
IMPORTANTE:
Se a agressão ocorreu há mais de ano e dia a tutela de
urgência poderá ser concedida, mas na forma do art. 273,
CPC (aplicação do art. 924, CPC).
Questões Questões
01) Analise as afirmativas a seguir (FGV/2008 – SEFAZ –
RJ):
( )I. A reintegração de posse deve ser pedida toda vez que
o poder de fato sobre a coisa for turbado.
( )II. O interdito proibitório representa uma ordem para
fazer cessar a ameaça sobre a posse.
( )III. A autotutela da posse é possível de forma moderada
e com os meios necessários.
( )IV. A tutela da posse no direito brasileiro requer a
existência do elemento subjetivo.
Questões Questões
Gabarito:
01)F – V – V –F