Você está na página 1de 8

Domínio D.

Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Gomes Eanes de Azurara 2009/2010

O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

Metodologias de Operacionalização (parte II)

Domínio D - Gestão da BE
Subdomínio D1 – Articulação da BE com a
Escola / Agrupamento.
Acesso e serviços prestados pela BE

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 1


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

Evidências extraídas dos


Factores críticos de Instrumentos de recolha de
Indicadores instrumentos a integrar no
sucesso evidências sugeridos
relatório de auto-avaliação

● A BE colaborou com o órgão de ● A BE está referenciada nos documentos ● A professora bibliotecária trabalhou com
gestão na formulação de objectivos orientadores da escola o órgão de gestão na identificação de
estratégicos para o seu plano de acção. objectivos operacionais que evidenciassem
● Recolha de sugestões e propostas o papel e missão da BE.
● O PB é elemento constituinte do
CP.
● A PE apresentou ao CP o Plano anual
● Registos de projectos e articulações de actividades.
● O Regulamento Interno da Escola ● A PB apresentou ao CP o Plano de
contempla os seguintes aspectos: ● Participação em reuniões de diferentes acção, para os próximos quatro anos
estruturas: lectivos, de acordo com os documentos
- Missão e objectivos da BE; - Departamento, em especial de Língua
D.1.1 - Organização funcional do espaço; estruturantes.
Portuguesa; Coordenadores de
- Organização e gestão dos recursos directores de turma; PES; PTE (actas) ● A equipa da BE actuou com os
Integração/acção de informação;
diferentes Departamentos no sentido de
- Gestão dos recursos humanos
da BE na afectos à BE;
● Participação nas reuniões de CP (actas) desenvolver um trabalho articulado.
Escola - Serviços prestados à comunidade ● A BE divulgou, junto da comunidade
/Agrupamento escolar no âmbito do Projecto ● Projecto Educativo do Agrupamento
escolar, o seu Regulamento/regimento.
Educativo;
- Regimento do funcionamento da BE. ● Regulamento Interno do Agrupamento ● Os documentos estruturantes da escola/
agrupamento referem a importância da BE
● O Plano de desenvolvimento da BE ● Projecto Curricular do Agrupamento para a consecução das suas metas e
tenta acompanhar, em termos de acção finalidades:
estratégica o Projecto Educativo da ● Plano Anual de actividades do - Missão e objectivos da BE;
escola/agrupamento. agrupamento. - Organização funcional do espaço;
- Organização e gestão dos recursos de
informação;
● O plano anual de actividades da ● Regimento Interno da BE
- Gestão dos recursos humanos afectos à
biblioteca escolar relaciona-se em
BE;
termos de objectivos operacionais com
- Serviços prestados à comunidade
o plano anual de actividades da escola,
escolar no âmbito do PE;
colocando a BE ao seu serviço.
- Regimento do funcionamento da BE.

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 2


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

Evidências extraídas dos


Factores críticos de Instrumentos de recolha de
Indicadores instrumentos a integrar no
sucesso evidências sugeridos
relatório de auto-avaliação

● A BE partilha objectivos ● Plano de Acção da BE ● Constata-se que o PAA da BE se


estratégicos e operacionais e integra no PAA da
recursos, nomeadamente recursos ● Plano de Actividades da BE Escola/Agrupamento.
documentais, com as restantes
bibliotecas/ escolas do ● Projectos Curriculares de Turma ● As áreas de intervenção (exemplo:
Agrupamento. Leitura e Literacia) do Plano de Acção da
BE acompanham, em termos de acção
● Registo de reuniões e contactos
● A BE adequa os seus estratégica, o Projecto Educativo e o
objectivos, recursos e actividades Projecto Curricular do Agrupamento.
ao currículo nacional, ao projecto ● Contactos informais com a Direcção, docentes
D.1.1 dos vários departamentos e representante da ● A BE constitui um recurso importante
curricular de escola e aos projectos
curriculares das turmas. associação de pais para articulação de acções para a concretização dos PCTs das
Integração/acção conjuntas. turmas, ao desenvolver as actividades
da BE na que se considera terem contribuído
Escola significativamente para a aprendizagem
dos alunos.
/Agrupamento
● As PB do Agrupamento realizam
reuniões formais e encontros informais,
para articular procedimentos e
actividades.

● Constata-se que a PB teve uma


participação activa no Conselho
Pedagógico, tendo apresentado, ao
longo do ano várias propostas de
trabalho.

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 3


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

Evidências extraídas dos


Factores críticos de Instrumentos de recolha de
Indicadores instrumentos a integrar no
sucesso evidências sugeridos
relatório de auto-avaliação

● A BE é encarada como recurso ● Documentos de gestão da escola e da BE. ● Apesar de compreender a


fundamental no desenvolvimento necessidade de pôr em prática uma
do gosto pela leitura, na aquisição ● Excertos de actas de apresentação de política de afectação de recursos
das literacias fundamentais, na humanos adequada às necessidades de
projectos no CP determinações/recomendações
progressão nas aprendizagens e no funcionamento da BE, a Direcção tem
do CP.
sucesso escolar. dificuldade na constituição de uma
● Relatórios de Avaliação da BE. equipa multidisciplinar, com formação
● Os docentes do departamento especializada e com um número de
de línguas valorizam o papel da BE horas significativo para o desempenho
e integram-nas nas suas práticas ● Relatório de Auto-Avaliação Anual da Escola. das suas atribuições .
de ensino aprendizagem.
D.1.2 ● Regulamento Interno da Escola. ● A BE está atenta para a necessidade
● A Direcção apoia a BE e
envolve-se na procura de soluções de se estabelecerem estratégias visando
promotoras do seu funcionamento. ● Regimento Interno da BE. a articulação entre estas estrutura, os
Valorização da vários departamentos e os órgãos de
BE pelos órgãos ● A Direcção põe em prática uma ● Registos de Projectos de articulação no planificação.
de direcção, política de afectação de recursos âmbito das planificações dos Departamentos
administração e humanos adequada às Curriculares/Coordenação de Directores de ● Constata-se que a direcção nem
gestão da necessidades de funcionamento da Turma, envolvendo trabalho na /com a BE. sempre participa de forma activa na
BE. definição das linhas orientadoras da BE,
escola /
delegando essa tarefa sempre na equipa
agrupamento ● A BE está contemplada nos ● Registo de Projectos e actividades educativas coordenadora.
projectos e actividades educativas e curriculares da Escola/Agrupamento.
e curriculares da ● A BE está contemplada nas
escola/agrupamento. planificações dos Projectos: “Educação e
Promoção para a Saúde”, “As aulas de
Substituição”, “ Problema do mês”…

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 4


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

Evidências extraídas dos


Factores críticos de Instrumentos de recolha de
Indicadores instrumentos a integrar no
sucesso evidências sugeridos
relatório de auto-avaliação

● A BE não só está contemplada nos


projectos e actividades educativas e
curriculares do Agrupamento como é,
em muitos casos, a grande
impulsionadora dos mesmos
(projectos para o desenvolvimento da
leitura e literacias, por exemplo).
D.1.2 ● Na maioria das planificações, a BE
apenas é referida em situações pontuais,
Valorização da não estando estas enquadradas em
BE pelos órgãos estratégias de uma actuação sustentada.
de direcção, No entanto, na planificação anual da BE
administração e são especificadas as actividades onde se
pretende que os departamentos
gestão da participem.
escola /
agrupamento ● A Direcção aprovou que meio bloco
semanal de LP será para articular com a
BE e com o PNL.
● Orçamento da Escola
● Os órgãos de administração e ● Em nenhuma rúbrica, está
contemplada a atribuição de uma verba
gestão atribuem uma verba anual
● Relatórios de Avaliação da BE anual para a BE.
para renovação de equipamentos,
para actualização da colecção e ● A BE apresentou várias propostas de
funcionamento da BE. aquisições ao longo do ano, de acordo
● Propostas de aquisição. com as necessidades e interesses dos

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 5


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

utilizadores, às quais a Direcção


respondeu de forma adequada.

Evidências extraídas dos


Factores críticos de Instrumentos de recolha de
Indicadores instrumentos a integrar no
sucesso evidências sugeridos
relatório de auto-avaliação
● Horário contínuo e alargado, das 8h30
● A BE funciona num horário ● Horário da BE. às 17h00 (de acordo com o tempo de
contínuo e alargado que possibilita permanência dos alunos na escola).
o acesso dos utilizadores no horário ● Escala de distribuição dos professores com
lectivo e acompanha as horário afecto à BE.
● Os alunos frequentam com
necessidades de ocupação em regularidade a BE ocupando o seu tempo
D.1.3 horário extra lectivo. ● Guia de utilizadores da BE. livre.
● A BE promoveu actividades/concursos
Resposta da BE ● Os recursos e serviços da BE ● Planta com indicação de zonas funcionais da diversos promovendo o desenvolvimento
respondem às metas definidas no BE.
às necessidades das várias competências dos alunos,
PEE e PCE da escola/ valorizando também, desta forma a BE.
da Escola/ agrupamento. ● Tratamento e divulgação dos dados de
Agrupamento utilização da BE. ● A equipa da BE apoiou directamente
● A BE cria condições e é usada ● A BE funciona como recurso pedagógico. os alunos na pesquisa e tratamento de
como recurso e como local de lazer informação, nas actividades de leitura
e de trabalho pelos utilizadores. ● A comunidade escolar utiliza a BE como recreativa e no seu trabalho autónomo.
espaço de trabalho. ● A BE direccionou acções formativas
● A BE apoia os utilizadores no no domínio da Literacia da Informação
acesso aos equipamentos. ● Realização da Feira do Livro. dirigidas aos utilizadores.
● Realização de encontros com escritores. ● A BE “decorou” pequenos
● A BE apoia localmente a leitura,
a investigação e a pesquisa/ uso da ● Realização de Serões Culturais. espaços no sentido de
informação. sensibilizar/promover a
● Participação em actividades promovidas pelo comemoração de efemérides
● A BE alarga os seus objectivos PNL. contribuindo para o
e actividades às restantes escolas
do agrupamento, nomeadamente ● Realização de actividades na Semana da enriquecimento escolar e
às escolas do 1º Ciclo e JI em Leitura. pessoal dos alunos.
funcionamento na Escola Sede.
● A PB reuniu com a equipa o para

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 6


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

● Acções de Formação para a promoção da proceder a alterações ao Regulamento


● A BE assume-se como pólo de leitura e da literacia dirigidas a alunos, docentes e Interno (no que à BE diz respeito) e para
fomento e de difusão cultural na Encarregados de Educação. a elaboração dos respectivos planos de
escola/ agrupamento. actividades.

Evidências extraídas dos


Factores críticos de Instrumentos de recolha de
Indicadores instrumentos a integrar no
sucesso evidências sugeridos
relatório de auto-avaliação
● A BE elabora anualmente o Relatório
● A BE implementa um sistema de ● Recolha de informação da gestão bibliográfica. de Actividades a apresentar ao CP e a
avaliação contínuo. enviar à RBE e à DREC, de acordo com
● Registos de observação, questionários, a legislação em vigor.
● Os órgãos da Direcção são entrevistas ou outros realizados no âmbito da
envolvidos no processo de auto-
● Este ano lectivo será
avaliação interna da BE. implementado o MAABE proposto pela
avaliação da BE.
RBE.
● São criados instrumentos de ● Excertos de documentação e relatórios ● A BE cria instrumentos de recolha de
D.1.4 recolha de informação, que são relativos ao funcionamento da BE. informação, que são implementados de
implementados de forma forma sistemática tais como: ficha de
sistemática. registo de frequência; ficha de requisição
Avaliação da BE
domiciliária (brevemente será substituída
na Escola/ ● A informação recolhida é pela utilização do módulo de empréstimo
Agrupamento analisada, originando acções ao do Bibliobase); ficha de registo de fundo
nível da gestão e do funcionamento documental disponibilizado para as salas
da BE. de aula, ficha de registo do material
informático e dos jogos pedagógicos,
● Os resultados da avaliação são fichas de registo dos alunos nas
actividades que a BE promove e
divulgados junto da Direcção, junto
divulgação das mesmas.
dos órgãos de decisão pedagógica
e da restante Comunidade ● Integrar nas práticas de gestão da BE
Educativa, com o objectivo de a auto-avaliação.
promover e valorizar as mais valias
da BE e de alertar para os pontos ● Recolher informações sobre as
fracos do seu funcionamento. práticas da BE.

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 7


Domínio D. Gestão da BE

Subdomínio D1 – Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

● A auto-avaliação da Escola ● Alterar as práticas de acordo com as


integra os resultados da BE. informações obtidas.

● Integrar a auto-avaliação da BE na
auto-avaliação da Escola.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

- Texto da Sessão, disponibilizado na Plataforma;

- RBE, Bibliotecas Escolares: Modelo de Relatório de Auto-Avaliação, disponibilizado na

Plataforma;

- RBE, Bibliotecas Escolares: Modelo de Auto-Avaliação, disponibilizado na Plataforma ( Novembro

de 2009);

- RBE, Bibliotecas Escolares: Modelo de Auto-Avaliação ( Instrumentos de Recolha de Dados).

Práticas e modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - DREC – T 5

Formanda: Maria Lúcia Morgado dos Santos 8