Você está na página 1de 20
ANÁLISE E SÍNTESE Você tem livre acesso a este conteúdo Os serviços dos ecossistemas alterados

ANÁLISE E SÍNTESE

Você tem livre acesso a este conteúdo

Os serviços dos ecossistemas alterados por mudanças humanas no ciclo do nitrogênio: uma nova perspectiva para US tomada de decisão

1. Jana E. Compton 1, * ,

2. John A. Harrison 2 ,

3. Robin L. Dennis 3 ,

4. Tara L. Greaver 4 ,

5. Brian H. Colina 5 ,

6. Stephen J. Jordan 6 ,

7. Henry Walker 7 e

8. Holly V. Campbell 8

Artigo publicado on-line: 29 de maio de 2011

DOI: 10.1111 / j.1461-0248.2011.01631.x

Publicado 2011 Este artigo é um trabalho do Governo dos Estados Unidos e está em domínio público nos EUA

Questão

Estados Unidos e está em domínio público nos EUA Questão Ecology Letters Volume 14 , Issue

Ecology Letters

Informações adicionais

Como citar

Compton, JE, Harrison, JA, Dennis, RL, Greaver, TL, Encosta, BH, Jordânia, SJ, Walker, H. e Campbell, HV (2011), Os serviços dos ecossistemas alterados por mudanças humanas no ciclo do nitrogênio: uma nova perspectiva para US tomada de decisão. Ecologia Letters, 14: 804-815. doi: 10.1111 / j.1461-0248.2011.01631.x

Informação sobre o autor

1

Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA), Nacional de Saúde e Efeitos Ambiental Laboratório, Ecologia Divisão Oeste, a 200 SW 35th St., Corvallis, OR 97333, EUA

2

Escola de Ciências da Terra e do Ambiente, Universidade do Estado de Washington, Vancouver, 14204 NE Salmon Creek Avenue, Vancouver, WA 98686, EUA

3

US EPA, Exposição Laboratório Nacional de Investigação, 109 TW Alexander Drive, Research Triangle Park, NC 27711, EUA

4

US EPA, Centro Nacional de Avaliação Ambiental, Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento, Research Triangle Park, NC 27711, EUA

5

US EPA, National Health and Environmental Research Laboratory Effects, Mid-Continent Ecologia Division, Duluth, MN 55804, EUA

6

US EPA, National Health and Environmental Research Laboratory Effects, Golfo Ecologia Division, um Sabine Island Drive, Gulf Breeze, FL 32561, EUA

7

US EPA, National Health and Environmental Research Laboratory Effects, Divisão de Ecologia Atlântico, 27 Tarzwell Drive, Narragansett, RI 02882, EUA

Oregon State University, College of Oceanic and Atmospheric Sciences, Corvallis, OR 97331, EUA

Histórico das publicações

1. Edição on-line da publicação: 18 de julho de 2011

2. Artigo publicado on-line: 29 de maio de 2011

3. Editor, Elsa Cleland Artigo recebido em 5 de Janeiro de 2011 Primeira decisão fez 14 fevereiro de 2011 Manuscrito aceito 21 de abril de 2011

Artig o go

Palavras-chave:

A qualidade do ar; serviços dos ecossistemas; a saúde humana; bem-estar humano; gestão; de azoto; a qualidade da água

Abstract

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Ecology Letters (2011) 14 : 804-815

Abstract

Alteração humana do ciclo do nitrogênio (N) produziu benefícios para a saúde e bem-estar, mas o excesso de N alterou muitos ecossistemas degradados e do ar e qualidade da água. US proteção regulamentos mandato do ambiente em termos que se conectam diretamente aos serviços dos ecossistemas. Aqui, discutimos a ciência efeitos da N quantificar nos principais serviços de ecossistema, e comparar os custos de impactos ou mitigação relacionadas-N utilizando a métrica de custo por unidade de custos de danos N. à prestação de ar limpo, refletidos por respiratório humano prejudicada saúde, estão bem caracterizados e bastante elevado (por exemplo, custos de ozono e de partículas danos de US $ 28 por kg NO x N). Danos aos serviços associados à produtividade, biodiversidade, recreação e água potável são menos certas e, embora geralmente mais baixos, esses custos são bastante variáveis ​​(<$ 2,2-56 por kg de N). Na atual esforço de restauração Chesapeake Bay, por exemplo, a coleção de custos de danos disponíveis excede claramente os custos de redução projetadas para reduzir N cargas para a Baía ($ 8-15 por kg de N). Consideração explícita e contabilização dos efeitos em vários serviços ecossistêmicos fornece aos decisores uma visão integrada das fontes de N, danos e custos de abatimento para enfrentar os desafios significativos associados com a redução da poluição N.

Introdução

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

O nitrogênio (N) é um elemento essencial necessário para o crescimento e manutenção de todos os tecidos biológicos, e muitas vezes limita a produção primária em ecossistemas terrestres e aquáticos ( Elser et al. 2.007 ; LeBauer & Treseder 2008 ). Crescimento da População Humana e a crescente demanda por energia, transporte e levar comida ao aumento da fixação do N, que por sua vez aumentou o tamanho ea qualidade da oferta global de alimentos ( Townsend et al. 2.003 ; Galloway et al. 2.008 ). É agora amplamente aceito que através de atividades como a produção de fertilizantes inorgânicos N, o cultivo de leguminosas e queima de combustíveis fósseis, os seres humanos têm mais do que duplicou as taxas globais de fixação terrestre N pré-industrial, com taxas ainda mais elevadas de fixação antropogênica N espera que ocorra nos próximos décadas ( Vitousek et al. 1.997 ; Galloway et al. 2004, 2008 ). No entanto, em muitas regiões o impacto humano no ciclo N é ainda mais dramática. Nos EUA continental, as atividades humanas têm aumentado as taxas de fixação terrestres N por um fator de pelo menos 3,5 no século passado, em grande parte devido a aumentos nas taxas de aplicação de fertilizantes inorgânicos N e queima de combustíveis fósseis ( Fig. 1 ). Enquanto fixação reforçada N tem benefícios sociais inegáveis, N também é um poderoso poluente ambiental. Esta intensificação da liberação de N para o meio ambiente resultou em efeitos importantes e crescentes sobre a saúde humana e ecológica ( Tabela 1 ; Vitousek et al. 1.997 ; Johnson et al. 2.010 ), afetando serviços essenciais dos ecossistemas, tais como o fornecimento de água e ar limpos , recreação, pesca, produtos florestais, a estética ea biodiversidade.

Tabela 1.

Tabela 1. Figura 1.  fontes naturais e antropogênicas de 'novo' N para a paisagem para os

Figura 1.  fontes naturais e antropogênicas de 'novo' N para a paisagem para os EUA continental. As fontes de dados: Relâmpago: ( Galloway et al. 2.004 ; assumida constante),

"natural" ou fundo de fixação biológica do N: ( Bouwman . et al 2009 ), Fertilizantes: (NASS para 1940, FAOSTAT para 1961-1999), a queima de combustíveis fósseis : ( US EPA 1985, 2000

; R. Dennis, comunicação pessoal

FAOSTAT para 1961-1999 e NASS para 1909 e 1919). Anos sem dados foram estimados utilizando a interpolação linear.

),

fixação agrícola N de legumes: (calculado a partir de

 Serviços de Ecossistemas e humanos benefícios afetados pelo aumento N

 

Impacto

Serviço de

sobre

Ecossistema

benefício

Mecanismo de impacto

Produção de

+

O aumento da produção e da qualidade nutricional das culturas alimentares

alimentos e

 

+

Aumento da produção de materiais de construção e fibras para roupas ou papel

materiais

 

-

Estimulação da formação de ozono, que por sua vez pode reduzir produção agrícola e madeira

-

A acidificação dos solos, desequilíbrios nutricionais e composição de espécies alterada e diversidade das florestas e outros ecossistemas naturais, que em última análise afetar a estabilidade e resistência a doenças, espécies invasoras e fogo

A produção de combustíveis

+

O aumento do uso de combustíveis fósseis para melhorar a saúde humana eo bem-estar em todo o mundo

+/-

Entradas de N aumentou necessários para algumas culturas de biocombustíveis pode afetar outros serviços

Ar limpo

-

NO x -Driven aumentos de ozônio e partículas agravar problemas respiratórios e cardíacos

-

Produção de pólen alergênico Maior

Água potável

-

Concentrações de nitrato aumentou a vantagem para síndrome, certos tipos de câncer azul-bebê

-

O aumento da acidificação e mobilidade dos metais pesados ​​e alumínio

Natação

-

A estimulação da proliferação de algas tóxicas que liberam neurotoxinas (interação com fósforo)

-

O aumento de doenças transmitidas por vetores, como vírus do Nilo Ocidental, a malária ea cólera

Pesca

+

O aumento da produção de peixe e de captura de algumas águas costeiras muito N-limitado

-

O aumento da hipóxia e proliferação de algas nocivas nas zonas costeiras, o encerramento de peixes e moluscos colheitas

-

Reduzido número e espécie de pesca recreativa de acidificação e eutrofização

Caminhadas

-

Altered biodiversidade, a saúde ea estabilidade dos ecossistemas naturais

Regulação do

+/-

Impactos variáveis ​​e dependentes do sistema em rede CO 2 troca

clima

-

Estimulação do N 2 O de produção, um poderoso gás de efeito estufa

Regulação UV

-

Maior N 2 O lançamento, que tem um forte potencial de destruição do ozono

Visibilidade

-

Aumento NO x no ar estimula a formação de partículas, fumaça e neblina regionais

Os valores

-

Biodiversidade alteradas, teias alimentares, habitat e composição de espécies dos ecossistemas naturais

culturais e

-

Danos em edifícios e estruturas de ácidos

espirituais

 

+/-

Transporte transfronteiriço N longo alcance e associados efeitos (positivos e negativos)

Uma razão que N é particularmente irritante de um ponto de vista regulamentar e gestão é a complexidade do ciclo de N bioquímico e os seus efeitos ambientais. Uma vez fixada a partir da atmosfera, uma única molécula de N é

muitas vezes utilizada e transformada várias vezes, antes de ser removido da circulação através de armazenamento a longo prazo ou a desnitrificação, ampliando o impacto de fixação N antropogénico na sistemas naturais ( Figura 2. ; Galloway et al. 2003 ). O Comité de Avaliação Ecossistêmica do Milênio (MA) (2005) destacou que a compreensão das vantagens e desvantagens inerentes no controle desta classe de poluente ambiental é um dos principais desafios

a

serem enfrentados no século 21. Poluentes como N representam um desafio para sistemas de regulação de poluição tradicional, porque (1) efeitos não são principalmente devido à toxicidade direta, mas sim de mudanças na estrutura

e

função, ecossistema, alguns dos quais poderiam ser vistos como benéficos, (2) os efeitos atravessar mediação tradicional limites regulamentares específicas (por exemplo, um átomo de N pode causar efeitos regulados tanto pela Lei

de US Clean Air Act e da água limpa), (3) o poluente pode ser convertida de uma forma química para outra, cada qual com diferentes efeitos e (4 ) sensibilidade a poluentes varia de um lugar para outro de tal forma que um ar fixo ou padrão de qualidade de água podem não se aplicar em todos os lugares dependendo das características do ecossistema. Por exemplo, N, fósforo e outros nutrientes, por vezes, podem actuar em conjunto, sequencialmente ou

simultaneamente, para limitar a produção primária. Para complicar ainda mais a imagem é o fato de que o enriquecimento de nutrientes pode levar a ambas as mudanças desejáveis ​​e indesejáveis ​​para a saúde humana eo bem-estar. A complexidade dos efeitos N necessita de uma perspectiva que considera os efeitos positivos e negativos deste tipo de poluente. Uma abordagem que examina os serviços dos ecossistemas eo bem-estar humano poderia se concentrar e aumentar as abordagens mais tradicionais, que tiveram sucesso limitado e nos deixou com contínuos problemas de nutrientes ( US EPA 2009 ).

com contínuos problemas de nutrientes ( US EPA 2009 ). Figura 2.  A cascata de azoto.

Os objetivos deste trabalho são: (1) analisar o estado da ciência conectar crescente N aos serviços dos ecossistemas, (2) identificar as pesquisas disponíveis e necessários para uma abordagem ecossistémica da gestão de serviços de N,

e (3) comparar os custos dos danos N com os custos de mitigação, recuperação e reposição. Muitos comentários têm explorado os efeitos da crescente N em ecossistemas terrestres e aquáticos, e nosso objetivo é não repetir esses

esforços. Em vez disso, investigamos como conectar as mudanças na estrutura e função do ecossistema diretamente aos serviços prestados pelos ecossistemas; em especial os serviços que têm consequências mais diretas para o benefício humano e bem-estar. Tabela 1 ilustra os efeitos qualitativos de N sobre os processos e serviços ecossistêmicos. Além de analisar a ciência, que fornecem uma base racional para considerar os serviços dos ecossistemas nas decisões de gestão e de política ambiental, e identificar o conhecimento necessário para a construção de uma estrutura baseada em serviços de ecossistemas que iria informar gestão mais eficiente N. Informações sobre custos é desenhada de todo o mundo (por exemplo, van Grinsven et al. 2.010 ), mas focamos a nossa análise sobre as conexões com as políticas e ações dos EUA. Apresentam-se os dados de custo em dólares de 2008 como observado; caso contrário, os dados são apresentados como se encontra (não ajustados pela inflação). Por fim, construir sobre o trabalho na Baía de Chesapeake, que aplicou esse quadro para examinar os custos dos danos do excesso de N ( Birch et al. 2.011 ), a fim de se aproximar de uma melhor quantificação da magnitude relativa dos custos dos danos ao ecossistema serviços e bem-estar humano e os custos para reduzir a poluição N.

Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Simplificando, os serviços ecossistêmicos são os aspectos da natureza que beneficiam as pessoas. Diário (1997) define os serviços do ecossistema como as «condições e processos através dos quais os ecossistemas naturais e das espécies neles sustentar e cumprir a vida humana ou têm potencial para fazê-lo no futuro. ' O Ecossistema Conselho Millennium Assessment (MA) (2005) serviços divididos em serviços de provisão, serviços de apoio, serviços de regulação e serviços culturais. Outros têm refinado esta definição para melhorar a aplicabilidade dos serviços dos ecossistemas para a tomada de decisão, como saídas de funções ecológicas ou processos que diretamente ('serviços finais ecossistema') ou indiretamente ("serviços dos ecossistemas intermediários ') se relacionam com o bem-estar humano ( Fisher et ai. 2,009 ). Para os fins deste artigo, definimos uma abordagem serviços ecossistêmicos como ligar benefícios humanos na estrutura e função ecológica, permitindo a quantificação dos impactos positivos e negativos das decisões, sendo tão integrativa e completa quanto possível, quantificar o alcance dos impactos, incluindo um componente de avaliação econômica.

A Figura 3 ilustra as ligações entre as fontes de N, N ciclismo, os serviços dos ecossistemas e os benefícios para as pessoas. Outros já revisou os efeitos do aumento de N na biosfera sobre a estrutura e função do ecossistema, por

exemplo ciclismo de nutrientes, produção vegetal, produção de gás de efeito estufa, pragas / patógenos, habitat e da biodiversidade ( Vitousek et al. 1.997 ; Driscoll et al. 2.003 ). Por sua vez, muitos dos efeitos na estrutura e função alterar a produção dos serviços dos ecossistemas, tais como o fornecimento de alimentos, ar puro, água limpa e materiais, a regulação do clima e proteção UV, prestação de habitat e da biodiversidade para o lazer e bem-estar humano ser. As mudanças nos serviços dos ecossistemas alterar os benefícios para as pessoas, influenciando de ar para respirar, a visibilidade, a estética, a água para beber e para uma série de outros serviços.

Figura 3.  Diagrama das conexões entre entradas reativas de nitrogênio, os serviços dos ecossistemas e os benefícios  Diagrama das conexões entre entradas reativas de nitrogênio, os serviços dos ecossistemas e os benefícios para as pessoas. Limpar caixas indicam sistemas ecológicos; cinza sombreada caixas representam sistemas humanos. EPF = função de produção ecológica, EVF = função de avaliação ecológica.

Apesar de um crescente foco no capital natural dos ecossistemas relacionados às necessidades humanas ( Costanza et al. 1.997 ; Boyd e Banzhaf 2007 ), existem alguns exemplos de estruturas contábeis cientificamente defensáveis ​​ que podem ligar capital natural para a tomada de decisão ( Diário et al. 2.009 ; Jordan et al. 2,010 ). Acreditamos que o conceito de serviços dos ecossistemas pode ser aplicada de forma eficaz para decisões em torno poluentes como

N por causa de semelhanças entre objectivos de regulação e serviços ecossistêmicos. Os regulamentos atuais relacionados ao N no endereço ar e da água os efeitos no "bem-estar público", no caso de o Clean Air Act (1970) e "uso

designado 'no caso da Lei da Água Limpa (1972). Ambos os conceitos identificar os atributos dos ecossistemas que devem ser protegidos para o bem público. Embora os estatutos anteriores à utilização e definições do termo comum "serviços dos ecossistemas", eles implicam um conceito similar. O Clean Air Act foi criado para proteger o meio ambiente contra a poluição do ar, incluindo efeitos adversos sobre 'solos, água, plantas, vegetação, materiais sintéticos, animais, selvagens, tempo, visibilidade e clima, danos e deterioração de bens, e perigos ao transporte "(302H seção, Clean Air Act 1970). Os objetivos da Lei da Água Limpa são para restaurar e manter a química, física e integridade biológica de águas "da nação que dispõe sobre a proteção e propagação de peixes, crustáceos e animais selvagens e prevê recreação e na water'- frequentemente referenciada como a exigência de que as águas estar (Clean Water Act 1972) 'fishable' e 'não era para nadar ". Estes estatutos que descrevem o uso designado e bem-estar público já existem há 40 anos, mas a ciência que liga pesquisas ecológicas, em termos de prestação de serviços dos ecossistemas, e as demandas humanas por serviços ambientais é relativamente novo.

Nesta revisão, nós argumentamos que, a fim de gerenciar N otimizada e eficiente, é necessária uma abordagem que permite que os tomadores de decisão para avaliar os efeitos da mudança de gestão de N em uma gama de serviços ecossistêmicos. Nós revisamos a ciência existente conectando serviços N e dos ecossistemas, e determinar quais informações estão disponíveis e que ainda é necessário para realizar tal abordagem.

Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

1. Início da página

2. Abstract

4.

Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Os trabalhos anteriores concluíram que a ciência avaliar a conexão entre drivers específicos e serviços específicos é limitado ( Carpenter et al. 2.009 ; Norgaard 2010 ). Nesta seção, nós conectamos o trabalho existente sobre mudanças N-driven na estrutura e função do ecossistema com serviços ecossistêmicos. Principais exigências que devem ser cumpridas para que um quadro contabilístico eficaz a ser desenvolvidas e implementadas incluem:

1  Funções de produção ecológicos que ligam quantitativamente processos ecológicos para uma gama completa de serviços de ecossistemas e os benefícios humanos ( Fig. 4 ).

2

 Os serviços dos ecossistemas funções de avaliação que defensivamente atribuem valor aos custos dos danos por unidade de N e os custos de redução, restauração ou substituição ( Tabela 2 ).

3

 Os métodos de monitoramento e inventário que rapidamente e defensivamente acompanhar o status dos serviços dos ecossistemas no ar, na terra e na água.

4

 O conhecimento sobre como os efeitos de nitrogênio irá interagir com outras mudanças previstas, como o uso da terra, as populações humanas e as alterações climáticas.

Tabela 2.

Tabela 2. Figura ure 4 .  funções de produção ecológicos que ligam os serviços de nitrogênio

Figura ure 4 .  funções de produção ecológicos que ligam os serviços de nitrogênio e dos ecossistemas (lagos cristalinos limiar crítico para mudanças em algas - Barão 2006 , o crescimento da floresta Nordeste - Thomas et al. 2.010 ; Magill et al. 2.004 ; produção de peixes - Breitburg . et al 2009 ) . As linhas pontilhadas representam deposição atmosférica de N cargas.

 custos dos danos da cascata de N por unidade de N. Veja Fig. 2 para ligação aos mecanismos da cascata N

 

Custou US $ kg -1 N

Os valores

Mecanismo em cascata

Efeito sobre serviços

monetários

PM e os efeitos do ozono troposférico

Visibilidade reduzida

0,31 dólares

Birch et al. (2011)

Custos de NO para a saúde humana x

$ 23,07

Birch et al. (2011)

 

Custos de NH saúde humana y

$ 1,30-8,56

Birch et al. (2011)

Declínios de culturas de ozônio

$ 1,51

Birch et al. (2011)

Floresta declina de ozônio

$ 0,89

Birch et al. (2011)

Efeitos do ozônio estratosférico (N 2 O)

UV dano - o câncer de pele e catarata, a produção agrícola, polímeros, água, corais

$

1,33

Este papel

Efeitos de gases de efeito estufa (N 2 O)

Danos esperados da mudança do clima

$ 1,24-3,10

Kusiima & Powers

 

(2010)

Acidificação Terrestrial

Danos a edifícios

0,09 dólares

Birch et al. (2011)

Danos aos produtos da floresta

NE

Freshwater acidificação

Declínio na pesca recreativa

NE

Declínio em estética e valor de lagos, córregos

NE

Freshwater eutrofização

Valores de propriedade Lake Waterfront Redução

<$ 0,01

Dodds et al. (2009)

Custos para uso de água doce recreativo

<$ 0,01

Dodds et al. (2009)

Os custos relacionados com espécies de água doce ameaçados

<$ 0,01

Dodds et al. (2009)

Custo de HABs (natação e beber)

NE

Contaminação da água potável

As compras de água engarrafada por causa de eutrofização (problemas de odor e sabor)

<$ 0,01

Dodds et al. (2009)

O tratamento para o nitrato em poços de água potável

$ 0,16

Este papel

Os custos de saúde de nitrato na água potável - o câncer de cólon

$ 0,14-3,38

van Grinsven et al .

 

(2010)

 

Outros custos de saúde de nitrato na água potável

NE

Eutrofização costeira

O uso recreativo de estuário

$ 6,38

Birch et al. 2,011

Pesca declinar no Golfo do México relacionado à perda de SAV N carga e eutrofização

$

56,00

S. Jordan, pers. comm.

Fechamento de praias devido à HABs ou mortandade de peixes (natação)

NE

NE, nenhuma estimativa amarrado a N carregamento; PM, partículas em suspensão; HABs, proliferação de algas nocivas; SAV, vegetação aquática submersa.

Na seção seguinte, vamos nos concentrar em vários (mas não todos) os serviços dos ecossistemas-chave que apontam diretamente para a gestão de N no ambiente: (1) produção de alimentos, combustível e fibras, (2) a regulação do clima, (3) a manutenção da saúde humana e (4) manutenção da biodiversidade e estética. Para cada serviço do ecossistema, podemos avaliar se existe informação suficiente para construir uma função de produção ecológica adequada (a relação entre biofísico ecossistemas e serviços; Diário et al. 2.009 ). Revisamos também tenta examinar os benefícios e custos de N aumenta em cada serviço. Tipos de custos econômicos que N enriquecimento pode incorrer incluem mitigação, dano, reparação e substituição de custos ( Moomaw & Birch 2005 ). Outros argumentaram que o valor monetário não deve ser a única métrica de serviços dos ecossistemas dentro de uma estrutura defensiva, em

parte, porque nós ainda não temos abordagens para dar valor monetário a todos os serviços relevantes ( Toman 1998 ), e, portanto, esse quadro seria incompleto ( Norgaard 2010 ). Sustentamos que a valoração econômica é útil porque

é de fácil compreensão pela sociedade e é uma unidade comum que permite a simples empilhamento de serviços quando se comparam as opções de gestão ( Dodds et al. 2.009 ; Birch et al. 2.011 ). Identificamos dados disponíveis,

que poderiam apoiar uma abordagem ecossistémica da gestão de serviços N, bem como as lacunas de conhecimento críticos que poderiam impedir de fazer as conexões úteis entre os processos do ecossistema, os serviços dos ecossistemas e avaliação de tais serviços. Montamos informações de custo quando disponível como o custo por unidade métrica N, que é cada vez mais disponíveis a partir de uma série de estudos recentes ( Kusiima & Powers 2010 ; Birch et al. 2.011 ). Se os custos por unidade de N não estavam disponíveis, mas tivemos custos totais de dano, calculamos essa métrica com base nos custos totais de dano (do apêndice S1) dividido por N fluxos para as partes afetadas do ecossistema. Finalmente, aplicar e comparar essas estimativas de custo dentro de um quadro contabilístico exemplo para ilustrar como ele pode informar as decisões.

N produção e alimentos, combustível e fibra

Um conjunto de serviços do ecossistema que tem sido bastante reforçada pela adição de N ao meio ambiente é comida, combustível e produção de fibras. Uma vez que ecossistemas são muitas vezes limitados pela disponibilidade de N, N adições solos e águas superficiais pode marcadamente aumentar a produção biológica nesses sistemas. No século passado, a produção agrícola intensiva já teve um grande aumento na nutrição humana e bem-estar, em grande parte como resultado da invenção e grande escala implementação do processo Haber-Bosch para fixação de N ( Galloway et al. 2.008 ). O desenvolvimento eo uso acelerado de fertilizantes nitrogenados tem impulsionado grandes aumentos na produção de alimentos para seres humanos e animais nas nações ricas, e mudou o equilíbrio entre desnutrição e uma dieta adequada para um grande número de pessoas nos países em desenvolvimento ( Smil 2002 ).

Aumentos de fertilizantes à base de N e práticas agrícolas modernas têm mais do que dobrou o número de pessoas que foram alimentados a partir de um hectare de terra agrícola gerida com resíduos orgânicos e N 2 -fixers no início de

1900 ( Evans 1980 ; Smil 2002 ).

As grandes vantagens da adubação nitrogenada sobre a produção alimentar e materiais são bem conhecidos, especialmente para a agricultura, mas os danos a esses serviços causadas pela crescente N no ambiente não são bem

compreendidos. Vários estudos têm quantificado os custos dos danos de N na produção de alimentos e fibras. Na Tabela 2 , vamos nos concentrar em avaliações de danos ou benefícios associados à mitigação, uma vez que os custos de reparação e de substituição só agora estão se tornando disponíveis para muitos sistemas (por exemplo, Jenkins et al. 2.010 ; Birch et al. 2.011 ). Uma das análises nacionais mais completas de efeitos N analisou as consequências das políticas de controle de poluição do ar nos EUA ( Castanha & Mills 2005 ). As emissões de óxidos de N e S levou à acidificação e danos materiais que custam c . 133 milhões dólares anualmente antes de o Programa de Chuva Ácida EUA, 1990 Clean Air Act alterações ( Castanha & Mills 2005 ). Os óxidos de nitrogênio também contribuir para a formação de ozono na troposfera, o que pode reduzir a colheita e produção florestal de uma forma que poderia compensar quaisquer efeitos fertilização, particularmente em áreas onde N carregamento já é elevado. Redução do ozônio projetadas para resultar da década de 1990 Clean Air Act alterações foram estimados para fornecer um benefício total anual de US indústria madeireira do comercial de cerca de US $ 800 milhões, e melhores rendimentos foram estimados para beneficiar produtores de culturas de grãos em US $ 700 milhões em 2010 ( Castanha & Mills

2005 ). Aumentos de N também danos UV combustível para produção agrícola, das pescas e corais, já que N 2 O é atualmente o mais importante contribuinte para a degradação do ozônio estratosférico ( Ravishankara et al. 2.009 ).

Discutimos danos UV mais adiante na seção sobre a saúde humana.

Em ecossistemas aquáticos, aumentando a sua carga pode estimular a produção, particularmente nos estuários e águas costeiras, com efeitos mistos. Em baixa carga N, a pesca pode ser limitada por N, enquanto que o aumento de N cargas pode levar à eutrofização, hipoxia, anoxia e com o potencial de reduzir a produção de peixe ( Figura 2. ; Breitburg . et al 2009 ). Além disso, a conveniência de uma maior produção de qualquer espécie é bastante variável: por exemplo, uma maior produção de algas poderia levar a mortandade de peixes; N carga atmosférica poderia estimular a produção de espécies indesejáveis ​​ou exóticas (por exemplo Suding et al. 2,004 ), levando a perguntas sobre como os vários aumentos de produção deve ser valorizado. Apesar destas complexidades, uma maior compreensão de como valorizar os benefícios líquidos ou detrimentos de N carga ao ambiente contribuiria significativamente para

o nosso entendimento e capacidade de implementar uma abordagem de serviços de ecossistema para a gestão do meio ambiente e dos recursos naturais.

Florações de algas nocivas (HABs) e mortandade de peixes ligados a N ou outros nutrientes têm causado perdas significativas para a indústria de frutos do mar. Whitehead et al. (2003) estimou que o excedente do consumidor perdido devido a uma dinoflagelados ( Pfiesteria sp.) mortandade de peixes é relacionado entre 37.000 mil dólares e US $ 72 milhões em mês seguinte a mortandade de peixes. Jordan et al. (não publ. dados) fornecer uma estimativa mais abrangente dos custos dos danos da eutrofização sobre a produção da pesca através da estimativa do dano à pesca através de reduções na área de vegetação aquática submersa (SAV), juntamente Mobile Bay (Costa do Golfo dos EUA) . Eles estimam que a perda de 20% do custo do dano SAV em 2008 dólares para a pesca do camarão e caranguejo combinados é $ 764 ha -1 ano -1 por unidade SAV habitat. Usando uma função de resposta empírica dos impactos da N carga sobre extensão SAV ( Latimer & Rego 2010 ), uma perda de 20% no SAV devido a N teria um impacto sobre caranguejo e marisco produção de c . US $ 56 por kg N (S. Jordan, pers. Pess.). A produção de camarões e caranguejos nos estuários do Golfo é grande e sensível à perda de habitat ( Jordan et al. 2.009 ), e danos a esta pescaria valioso é um dos mais altos per kg N danos nós identificados ( Tabela 2 ).

N e regulação do clima

Azoto desempenha um papel fundamental na manutenção de um ambiente estável, um serviço de regulação ecossistema fundamental, ao influenciar a produção de vários gases com efeito de estufa (N 2 O, CO 2 e CH 4 ) e através do seu papel como um mediador de produção de aerossol. Alteração humana do ciclo N afeta o sistema climático da Terra por meio das vias diretas e indiretas. Disponibilidade de nitrogênio fornece uma restrição fundamental sobre o crescimento das plantas e net CO 2 captação em grande parte do mundo, agora, e em resposta à crescente atmosfera de CO 2 concentrações no futuro ( Hungate et al. 2.003 ). Como discutido acima, n entradas da deposição

atmosférica pode aumentar as taxas de crescimento da planta e pode ser responsável por uma fração significativa da atual captação C terrestre em alguns sistemas ( Liu & Greaver 2009 ; Thomas et al. 2.010 ). Além disso, a adição de

N para alguns solos pode inibir a decomposição, retardando liberação de CO 2 para a atmosfera e levando a um aumento no estoque de C do solo ( Janssens & Luyssaert 2009 ).

No entanto, os benefícios líquidos de gases com efeito de armazenamento C por alguns ecossistemas podem ser um pouco atenuada pela produção de outros gases de efeito estufa. Em uma meta-análise, adições de nitrogênio foram encontrados para estimular CH 4 produção, diminuir CH 4 a absorção e aumentar a N 2 O de produção ( Liu & Greaver 2009 ). Atmosférica N 2 O concentrações estão aumentando rapidamente em resposta a N enriquecimento de sistemas terrestres e aquáticos, e são atualmente 16% maior do que durante o período pré-industrial ( Forster et al. 2.007 ). Devido ao elevado potencial de aquecimento por molécula, pequenas mudanças em N 2 O concentrações têm um efeito desproporcional sobre o sistema climático. N enriquecimento aumenta directamente N 2 O, estimulando a produção de nitrificação, a oxidação de amónio para nitrato de ( Robertson & Tiedje 1987 ) e desnitrificação ( Seitzinger et al. 2,006 ). N 2 O é um subproduto de ambas estas transformações mediadas por microorganismos. Disponibilidade de azoto também afecta a velocidade de N 2 O produção, quer aumentando a taxa global de cada processo de transformação do N e afectando a fracção de nitrificação ou desnitrificação que produz N 2 O, em vez de nitrato ou N 2 ( Beauchamp 1997 ). O efeito líquido de N enriquecimento em CH 4 emissões é uma função de processos concorrentes. Atmosféricas NO x e ozono resultante manter concentrações elevadas de hidroxilo na atmosfera, o qual serve para remover o CH atmosférico 4 ( Isaksen et al. 2,009 ). E em solos anaeróbios, uma abundância de nitrato pode diminuir as taxas de CH 4 , aumentando a produção de solos e sedimentos potencial redox ( Reay & Nedwell 2004 ).

O nitrogênio também influencia o sistema climático através da sua ligação ao ozônio. Na baixa atmosfera, N desempenha um papel fundamental na produção de ozono troposférico ( Skalska et al. 2.010 ). Por sua vez, o ozônio afeta o

sistema climático diretamente, agindo como um gás de efeito estufa com aproximadamente o dobro do efeito clima de N 2 O ( Forster et al. 2.007 ), e indiretamente através de efeitos sobre a fotossíntese e sua absorção pelas plantas de CO atmosférico 2 . Danos às plantas de ozônio, como discutido anteriormente na seção sobre a produção, também pode diminuir a absorção de CO atmosférico 2 em até 14-23% ( Sitch et al. 2,007 ), levando a mais CO 2 -driven aquecimento.

Além de afetar o equilíbrio de gases de efeito estufa na atmosfera, a produção de NO x e NH y aumenta as concentrações de aerossóis atmosféricos, que além de seus efeitos negativos sobre a saúde podem fornecer resfriamento substancial, tanto diretamente (devido a alta refletividade) e indiretamente ( por mediar a formação de nuvem). Aerossóis de sulfato e nitrato de aerossóis agir de forma semelhante nestes processos, com a função de aerossóis nitrato deverá aumentar no futuro ( Adams et al. 2,001 ).

A influência da reativo N continua na atmosfera superior, onde o ozônio age para fornecer uma pequena quantidade de resfriamento. Nesta porção da atmosfera, N 2 O, atualmente, é o contribuinte mais importante para a repartição do

ozônio estratosférico, tanto agora como no projeções futuras ( Ravishankara et al. 2.009 ). Ações regulatórias resultou a produção de CFCs que anteriormente estavam o condutor dominante da destruição da camada de ozônio

estratosférico protetor, mas N 2 O de produção continuou a aumentar. Assim, N 2 O é atualmente o condutor dominante e em grande parte não regulamentada de danos relacionados com UV para os ecossistemas ea saúde humana. Os benefícios globais do Protocolo de Montreal para a redução do uso de produtos químicos que destroem o ozônio foi estimada em 300,000 milhões dólares (2.008 dólares) para o período 1987-2060, e isso não inclui os benefícios para

a saúde humana, tais como 333.500 mortes por câncer de pele evitado ( Smith et al. 1997a, b ). Nós não fomos capazes de obter custos de danos aos serviços individuais, mas os danos UV coletivas associadas com CFCs são

estimados em 49.669 dólares por tonelada métrica ( Talberth et al. 2.006 ). O potencial de destruição do ozono de N 2 O é c . 0,017 em relação ao CFC ( Ravishankara et al. 2,009 ) assim danos seria 844 dólares por tonelada métrica de N 2 O. Com base nesses valores, os danos relacionados UV potenciais relacionados com N 2 O de produção nos EUA são c . $ 1,33 kg -1 N 2 O-N.

Claramente N tem o potencial de modular a serviço do ecossistema de regulação do clima. No entanto, a importância relativa dos diversos efeitos de N sobre o clima é mal compreendida, assim como as interações entre os efeitos. Birch et al. (2011) não foram capazes de encontrar funções de valoração econômica de rentabilizar os efeitos do N sobre gases de efeito estufa e regulação do clima na sua A análise dos efeitos da decisão sobre o gerenciamento de N na bacia da baía de Chesapeake. Recentemente, Kusiima & Powers (2010) identificou vários esforços para proporcionar valores preliminares dos impactos esperados de gases de efeito estufa de c . $ 4-10 por tonelada de CO 2 , o equivalente a US $ 1,2-3,1 kg por N.

Mais pesquisas são claramente necessárias para elucidar interações entre N enriquecimento e clima em múltiplas escalas e em vários sistemas. A fim de implementar uma abordagem de serviços de ecossistema para a gestão N no que diz respeito às influências climáticas, seria preciso entender a magnitude relativa de diferentes efeitos de N no sistema climático, bem como obter uma compreensão das interacções entre os vários efeitos de N, mecanismos de feedback dominantes e limites. Além disso, seria preciso uma forma de valorizar o clima regular propriedades de N de uma maneira que tornou possível comparar o valor de tais serviços para o valor de outros serviços ecossistêmicos relacionados-N. Considere as implicações líquidas de gases estufa dos esforços de redução de nitrogênio. Wetland e restauração ciliar pode ser conduzida de forma a reduzir a carga de nutrientes ea eutrofização das águas de superfície, mas essas atividades têm o benefício adicional de sequestro de carbono e substancial do custo de produção de gás de efeito estufa adicional (CH 4 e N 2 O). Jenkins et al . (2010) determinou que os mercados existentes produzir uma estimativa de US $ 70 ha -1 para as zonas húmidas no vale aluvial do rio Mississippi (EUA), mas quando contabilizados os benefícios adicionais, tais como a mitigação de nitrogênio, aves aquáticas de lazer e outros serviços de valor, a estimativa do valor das zonas húmidas subiu para $ 1035 ha -1 . Um quadro que incluía uma contabilidade completa de estratégias de redução de N diferentes e benefícios líquidos permitiria uma gestão mais otimizada e eficiente N.

N e manutenção da saúde humana

Enormes benefícios para a saúde humana eo bem-estar resultaram directa ou indirectamente de alteração humana do ciclo de N, especialmente em termos de nutrição, materiais (por exemplo, madeira, papel, tecido), e fornecimento de calor, luz e transporte. Muitos destes impactos positivos são bastante evidentes, e pode ser rastreado através de indicadores econômicos. No entanto, quando N é transportado na direção do vento ea jusante dos locais onde a sua utilização é principalmente benéfico para os seres humanos, ela pode se tornar um perigo para a saúde humana ( Townsend et al. 2.003 ). Esses impactos negativos são mais difíceis de controlar e não se correlacionam com os benefícios ( Raudsepp-Hearne et al. 2.010 ). Na atmosfera, o NO x é um importante precursor do ozônio troposférico e partículas, o que pode aumentar as taxas de asma e outros problemas respiratórios, especialmente em crianças e outras populações vulneráveis ​​( Delucchi 2000 ).

O

fornecimento de água limpa para beber e outros usos domésticos é um serviço do ecossistema chave, e, infelizmente, contaminação por nitratos na água potável é um problema crescente nos EUA. O número de violações beber água

do

padrão de nitrato em poços de água potável da comunidade aumentou de c . 650-1200, entre 1998 e 2008 ( US EPA 2009 ). O excesso de nitrato na água potável tem sido associado a uma série de doenças, incluindo a síndrome do

bebê azul e vários tipos de cânceres ( Townsend et al. 2.003 ; Ward . et al 2005 ), embora não haja discordância na literatura sobre estes pontos ( Powlson et ai. 2,008 ). Comunidades em todo o EUA estão lidando com contaminação por nitrato na água potável, e fazer escolhas entre substituição, tratamento e prevenção. Muitas dessas escolhas serão baseadas em custos e compensações entre os serviços dos ecossistemas.

Além dos efeitos de N enriquecimento do ar e da água potável direto, o excesso de N em águas superficiais também podem ter efeitos indiretos sobre a saúde humana, através, por exemplo, a estimulação da HABs que produzem toxinas ( Camargo & Alonso 2006 ), surtos de patógenos perigosos, como Cryptosporidium , ou simplesmente desagradáveis ​​odores e sabores que são caros para remover. Há também alguma sugestão de que N enriquecimento pode exacerbar patógenos, como vírus do Nilo Ocidental, alérgenos de pólen, coceira do nadador, malária e cólera ( Townsend et al. 2.003 ; Johnson et al. 2.010 ). Mesmo quando as concentrações de nitratos estão abaixo da EPA US beber padrão de água (10 mg de nitrato-N L -1 ), nitrato e eutrofização pode aumentar os custos de tratamento de água potável. Alguns processos de tratamento destinadas a remover os produtos de eutrofização pode introduzir subprodutos nocivos para a água potável ( Cooke & Kennedy 2001 ).

Os custos de problemas de saúde humana relacionados com a N foram avaliadas numa série de estudos. Em uma revisão detalhada da avaliação dos regulamentos de qualidade do ar para os seres humanos e os ecossistemas, a mortalidade e as doenças associadas a formas de N reativas como precursores de PM e ozônio foram os mais substancial dos efeitos medidos ( Tabela 3 ; Castanha & Mills 2005 ). Uma série de estudos nos EUA e da UE têm também analisou o custo de NO x e NH y efeitos sobre a saúde respiratória; mais recentemente, o projeto ExternE determinou os impactos sobre a saúde de reativo N no ar em US $ 28 por kg de NO x N e US $ 16 por kg NH 3 -N ( Bickel & Friedrich 2005 ). Os impactos sobre a saúde de NH 3 -compostos são incertos, e os custos poderiam ser mais baixos ( van Grinsven et al. 2.010 ). Estes valores são semelhantes às estimativas utilizadas na avaliação de Chesapeake Bay N ( Tabela 2 ; Birch et al. 2.011 ).

Tabela 3.

comparação, o preço do fertilizante nitrogenado foi c . 0,44 dólar por kg de N (1980-2000) e em 2008 foi c . $ 1,21 por kg de N ( Bruulsema & Murrell 2008 )

 custos de redução de redução de nitrogênio a partir de várias fontes individuais e de projectos integrados. Para efeito de

Custo

$ Kg -1 N

Localização

Referência

Por fonte

Concessionárias de energia elétrica / NO x

$ 4,80

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

Industrial / NO x

$ 22,00

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

As fontes móveis

$ 14,00

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

Não agrícola / NH 3

NE

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

Agricultura / NO 3

$ 10,00

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

Uso do solo urbano e mista / NO 3

$ 96,00

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

Fontes Pontuais

$ 18,00

Chesapeake Bay, EUA

Birch et al. (2011)

Água de drenagem agrícola / NO 3

$ 2,71

Bacia Mississippi, EUA

Jaynes et ai. (2010)

Planos integrados

Despesas correntes no sentido do cumprimento Chesapeake TMDLs - (1985-2009)

$ Chesapeake Bay, EUA

8,76

US EPA (2009) ; Blankenship (2011)

Os custos projetados para atender Chesapeake TMDLs - (2010-

$ Chesapeake Bay, EUA

14,27

US EPA (2009) ; Blankenship (2011)

2025)

Os custos previstos de utilização de zonas húmidas para controlar os danos de nutrientes

$ Bacia Mississippi, EUA

4,40-

Kusiima & Powers (2010)

5,62

O custo estimado para obter uma redução de 45% na carga de nitrato-N

$ 2,50

Cedar River Watershed, Iowa, EUA

Helmers & Baker (2010)

NE = nenhuma estimativa.

Poucos estudos de forma abrangente abordar todos os impactos de N na água e na saúde humana de beber, mas uma série de peças do puzzle estão disponíveis. Um estudo utilizando dados limitados sobre a ligação entre o câncer de cólon e nitrato determinado um custo de saúde de US $ 0,1-3,4 kg N lixiviação para as águas subterrâneas por na UE ( van Grinsven et al. 2.010 ). Vários estudos examinaram os impactos da HABs nas zonas costeiras, que podem ser

associados com N ( Tabela 2 ). Hoagland et al. (2002) descobriram que os impactos de doenças resultantes directamente de envenenamento do marisco nos EUA eram difíceis de estimar, mas usado mortalidade , visitas hospitalares e

perda de horas de trabalho para estimar que um marisco do paralítico evento envenenamento custo c

Wisconsin (EUA) foi 96.200 mil dólares: 31,7 dólares em custos de saúde e 64,6 milhões dólares em perda de produtividade laboral. Nós não poderíamos obter ou desenvolver custo danos estimativas kg de N por para efeitos de saúde de algas ou de agentes patogénicos prejudiciais, em parte porque as causas são, por vezes, pouco claras. Mais pesquisas são necessárias para melhor testar relações exposição-resposta e capacidade de transferência do número limitado de tais relações ( van Grinsven et al. 2.010 ).

6000000 $ Corso . et al (2003) constatou que o custo total de um único Cryptosporidium surto ocorrido em 1993 em Milwaukee,

Outra maneira de olhar para o problema é considerar o custo para tratar a água contaminada. Aproximadamente 15% da população dos EUA, ou 45,4 milhões de pessoas usam água de poços privados para uso doméstico ( Hutson et al. 2.004 ), e uma pesquisa recente indicou que 4,4% dos poços de água potável privadas nos EUA foram maiores do que o nitrato de US EPA padrão para o consumo humano ( DeSimone 2009 ). Com base nessas estimativas, c . 2 milhões de pessoas estão no poço de água contendo nitrato acima do padrão US EPA para consumo humano. Se ele custa US $ 560 por pessoa para tratar água de poço ( US EPA 2009 ), em seguida, a estimativa é que o custo para o tratamento de nitrato de contaminada do poço de água é c . 1120 milhões dólar dólares. Nós multiplicamos este número pelo c . 7 Tg de nitrogênio que se move a partir de terra para a água nos EUA e [valor de 23 entradas Tg aterrar

de Fig. 1 e assumindo que o transporte de água subterrânea é equivalente aos elementos de transporte de 0,3 a partir de Smith et al. (1997a ), obtendo-se uma estimativa de c . US $ 0,16 por kg de N para a contaminação das águas

subterrâneas de água potável. Este valor é maior do que a estimativa de Dodds et al. (2009) , indicando a necessidade de uma nova revisão destes custos dos danos. Nossa revisão aqui indica que há impactos tremendos de saúde e

consequências da poluição de nitrogênio e incluindo toda a gama desses impactos, não apenas os impactos bem estudadas no ar, será melhor informar as decisões relacionadas com a gestão de N.

N e manutenção da biodiversidade e estética

O excesso de N pode afetar a integridade, resistência e beleza do mundo natural através da redução da biodiversidade. Esta perda de biodiversidade pode ocorrer através de uma série de diferentes mecanismos. N adições podem

causar mudanças nas comunidades de produtores primários em ambos os sistemas terrestres e aquáticos, levando à diminuição da biodiversidade (por exemplo Deegan et al. 2.002 ; Dupré et al. 2.010 ). Uma análise global recente suporta ainda mais a noção de que a deposição de N é o principal motor da composição de espécies alterada em uma variedade de tipos de ecossistemas e, em alguns casos, isso inclui um aumento de espécies invasoras ( Bobbink et al. 2.010 ). Espécies que tendem a mostrar aumentos em abundância são frequentemente invasoras não nativas com alto crescimento vegetativo e de crescimento da população, que têm o potencial para impulsionar as populações locais de espécies nativas raras de extinção ( Bobbink et al. 2.010 ). Em alguns, mas não todos os tipos de zonas húmidas, produtividade aumentada está associada com a diminuição da diversidade de plantas ( Bedford et ai. 1,999 ); Além disso, espécies raras ou valiosas mais ecologicamente pode ser substituído por generalistas e espécies invasoras ( Morris 1991 ). Além disso, a perda de espécies vegetais, devido à deposição de N pode ser prejudicial para insetos herbívoros que delas dependem, como exemplificado por borboletas no local verificador em campos de serpentina da Califórnia ( Weiss 1999 ). A prestação de habitat para organismos que influenciam a integridade, a capacidade de resistência, valor espiritual e beleza do mundo natural é um importante serviço (por exemplo, Losey e Vaughan 2006 ).

Acidificação dos Ecossistemas via deposição atmosférica N é um outro motorista de espécie muda. Após a deposição, o nitrato pode ser lixiviado para fora do solo, arrastando consigo uma perda de catiões alcalinos (K, Ca e Mg). A acidificação do solo também pode levar à mobilização de Al inorgânico ( Reuss 1983 ), com efeitos prejudiciais sobre a saúde da árvore, incluindo interferência de alumínio com a absorção de cálcio, tolerância ao frio, e toxicidade de alumínio às raízes ( Parker et al. 1.989 ; Cronan & Grigal 1995 ). Estes processos de lixiviação normalmente resultam em menor pH na solução do solo e streamwater, e maiores concentrações de Al inorgânico monomérica. Baixo pH

e inorgânico monomérica Al são diretamente tóxico para peixes ( Baker & Schofield 1982 ), e lagos sem peixes nos Adirondacks têm significativamente menor pH e capacidade de neutralização dos ácidos do que os lagos com peixes

( Gallagher & Baker 1990 ). A lixiviação de Al a partir de solo para sistemas aquáticos sensíveis também demonstrou reduzir a diversidade de peixe ( Nierzwicki-Bauer et al. 2,010 ). Essas mudanças na abundância e diversidade de

peixes têm implicações para a pesca esportiva e lazer, bem como os valores culturais e existência ( Banzhaf et al. 2.006 ).

Altas taxas de N carregamento em águas superficiais pode contribuir para a produtividade excessiva, ou eutrofização, caracterizado pela proliferação de algas que impedem a natação, o consumo de peixe e / ou outro uso humano ( Van Dolah 2000 ), hipóxia ( Breitburg et al. 2.009 ), mudanças na composição de espécies ( Vaas & Jordan 1990 ) e de cadeias alimentares, e água com sabores e odores desagradáveis ​​( Bonito et al. 2.003 ). Esses fatores afetam negativamente a produção de peixes, a biodiversidade, qualidade da água, o potencial de recreação, estética e saúde humana. Dodds et al. (2009) , conservadoramente estimam que os custos de eutrofização de água doce, incluindo os custos para recreação, beira-mar imóveis e gastos com recuperação de espécies ameaçadas nos EUA são c . 2.200 milhões dólares por ano.

O nitrogênio também pode influenciar a forma como os seres humanos experimentar a natureza. O nitrogênio é um componente de neblina regional, o que pode afetar a visibilidade e diminuir a fruição estética dos locais onde as

pessoas vivem, trabalham e recriar, incluindo parques e outras áreas rurais ( Malm 1989 ). Visibilidade danos associados reativa N na bacia do Chesapeake Bay foram 120 milhões dólares ( Birch et al. 2.011 ). Os custos dos danos de HABs para recreação e turismo gama de <$ 1-28000000 ( Hoagland et al. 2.002 ). Danos por N reativa para uso recreativo dentro do estuário da baía de Chesapeake foram estimadas em 730 milhões dólares por ano ( Birch et al. 2.011 ).

Alguns estudos estimam o valor da melhoria da qualidade dos recursos naturais, perguntando às pessoas o que eles estão dispostos a pagar. Banzhaf et al. (2006) estimou que os residentes no estado de Nova York estão dispostos a pagar US $ 45-100 por ano para reduzir o número de acidificado lagos e melhorar a saúde da floresta nos Adirondacks, que se traduz em $ 300-700.000.000 para todos os residentes no estado. Um desafio chave para esta abordagem é que os efeitos necessários para ser explicada e compreendida pelos respondentes. Assim, além de responsável por bem-estar humano em tal decisão-quadro, um esforço deve ser feito para alcançar e educar o público para garantir que eles estão conscientes e têm conhecimento suficiente sobre as conexões entre as reduções de N e benefícios.

Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Muitos desafios se colocam aos cientistas sociais e naturais na criação de sistemas de contabilidade de serviços ecossistêmicos que podem ser usados ​​para informar as decisões. Nossa compreensão das conexões entre os processos ecológicos e das exigências sociais e serviços do ecossistema está melhorando rapidamente, mas precisamos de medidas de contabilidade e bancos de dados que podem ser usados ​​para estimar a produção de serviços em relação a uma gama de controladores biofísicos ( Diário & Matson 2008 ). Funções de produção ecológicos que descrevem as ligações entre as ações humanas, fatores biofísicos e serviços dos ecossistemas deve ser um componente de um tal sistema de contabilidade, mas as funções são em grande parte em falta no momento. Estas funções de produção ecológicos (por exemplo Fig. 4 ) pode ser usado para prever as mudanças na quantidade, qualidade e oferta de bens e serviços do ecossistema com base nas características do ecossistema e insumos biofísicos impulsionado por eventos naturais e humanos ( Wainger & Boyd 2009 ).

Um quadro contabilístico defensável por serviços ambientais poderia informar a tomada de decisão sobre os efeitos de uma decisão sobre uma gama de serviços dos ecossistemas e os benefícios humanos ( Diário et al. 2.009 ; Sutton et al. 2.011 ). Uma meta importante deste quadro deve ser para incluir uma ampla gama de efeitos sobre os serviços dos ecossistemas e os benefícios humanos, a fim de evitar consequências indesejadas associadas com foco em um conjunto limitado de serviços ou fatores. Indicadores e medidas de serviços ecossistêmicos que podem ser ampliados e aplicados em uma área de gestão ou região provisionamento de serviços de ecossistemas são essenciais para a utilidade desta abordagem, e deve ser construída com cuidado.

Propomos que o custo por unidade de azoto ( Tabela 2 ) é uma boa métrica para comparação da importância relativa de custos de danos, bem como os custos de atenuação ou de restauração associados com uma determinada fonte de N. Uma série de estudos recentes custos atuais com essa métrica, o que nos permite comparar os valores obtidos nos diferentes estudos e testar essas métricas. A avaliação europeia nitrogênio estimou recentemente que o excesso de nitrogênio custa dos povos da Europa entre US $ 100 e US $ 500 bilhões ( Sutton et al. 2.011 ). Birch et al. (2011) realizou uma avaliação dos custos associados com N na baía de Chesapeake. A seguir, descrever este exemplo, para ilustrar muitas das componentes de uma abordagem de serviços utilizando o ecossistema métrico de um custo por unidade de N.

Passando da teoria à prática: o nitrogênio econômico cascata para Chesapeake Bay

Poucos esforços de forma abrangente controlar as interações entre N e benefícios humanos. Birch et al. (2011) tentar um exame tão abrangente dos efeitos do N sobre a saúde e parâmetros ambientais para a bacia hidrográfica da baía

de Chesapeake, utilizando avaliação econômica em termos de custo de danos por tonelada de N como a métrica comum ( Tabela 2 ). Este esforço para caracterizar um N cascata econômica foi capaz de colocar os valores em muitos

terminais, por exemplo, reduziu de lazer e visibilidade residencial, mortalidade, hospitalização e perda de trabalho causada por partículas e exposição ao ozono, os danos materiais através de corrosão, perda da produtividade agrícola devido ao ozono exposição, a pesca de caranguejo reduzidos e uso recreativo prejudicada ( Birch et al. 2.011 ). Diferentes fontes de N, de fato, têm diferentes impactos por unidade de N ( Tabela 2 ), e os custos para reduzir o N proveniente destes diferentes fontes não são iguais ( Tabela 3 ). Birch et al. (2011) argumentam que a magnitude do N fluxo não é necessariamente equivalente ao seu impacto para a sociedade. Compreender os efeitos de diferentes fontes de N para Chesapeake Bay bacia hidrográfica pode informar os decisores públicos e sobre as compensações e benefícios integrados que estão mais intimamente ligados a suas prioridades, apoiando assim uma melhor, mais, e em última análise, as políticas mais sustentáveis ​​de baixo custo que tanto reduzir N e otimizar os serviços relacionados com o N. Quase tão importante quanto a informação sobre o que poderia ser avaliado é o Birch et al. (2011) poderia não o valor. Estes efeitos incluíram aumentos gases de efeito estufa, os benefícios de fertilização, de água doce pesca recreativa e outros serviços dos ecossistemas em todo o cascata. Eles explicitamente ilustrar onde eles não podiam encontrar informações sobre os custos de danos, deixando espaço para melhorias e trabalhos futuros.

A análise por Birch et al. (2011) serve como um modelo de abordagem, pois amarra as abordagens para a redução para os benefícios. Eles ilustram que a escolha de intervenção utilizada para alcançar a redução N tem conseqüências

distintas para serviços ecossistêmicos e os benefícios para as pessoas. Ao considerar N carregamento para a bacia hidrográfica da baía de Chesapeake, a deposição de N não é a maior fonte. No entanto, os custos dos danos disponíveis atualmente associados às emissões atmosféricas de N são muito maiores do que os outros custos medidos, devido principalmente ao alto valor colocado em danos à saúde humana associados à presença de partículas e ozono, ou seja,

de mortalidade e de deslocações ao hospital devido a doença respiratória . Air efeitos relacionados foram maiores nesta análise, em parte, porque os dados de custo estão disponíveis. Futuras melhorias devem tentar incluir outros

custos, por exemplo, aqueles associados com destruição do ozono, as alterações climáticas e os custos de água doce, como fizemos neste trabalho ( Tabela 2 ). Quantificação dos serviços dos ecossistemas pode ajudar os decisores a

avaliar onde podemos melhor gastar nossa restauração e redução dólares limitados.

Passando da teoria à prática: precisa de ciência

Carpenter et al. (2009) identificou uma série de lacunas de dados na ciência relacionada aos serviços dos ecossistemas e sustentabilidade, em particular relacionados com a biodiversidade. Eles chamam para um melhor acompanhamento dos serviços dos ecossistemas, o que exige '(1) informações de séries temporais sobre a cobertura vegetal e uso do solo, (2) os locais e taxas de desertificação, (3) padrões espaciais e mudanças na qualidade da água doce, (4) ações, fluxos e valores econômicos dos serviços ecossistêmicos, (5) as tendências do uso humano dos serviços dos ecossistemas e (6) as tendências em componentes do bem-estar humano (particularmente aqueles que tradicionalmente não medido). Estas necessidades de monitoramento também se aplicam aos efeitos de nitrogênio.

A fim de compreender e gerir N e serviços ecossistêmicos N-associados, primeiro é necessário entender os padrões naturais de entrega N aos ecossistemas e como os seres humanos alteraram essa entrega. Uma série de ferramentas e

abordagens foram desenvolvidas para alcançar este objetivo. Conjuntos de dados nacionais e regionais do consumo de fertilizantes e de aplicativos doses de N ( Ruddy et al. 2.006 ), uma rede de locais de deposição de N ( Programa Nacional de Deposição atmosférica 2009 ), e as estimativas de produção de estrume de gado têm sido usados ​​para estimar a distribuição espacial das aplicações de azoto nos EUA. Além disso, uma série de modelos têm sido desenvolvidos e aplicados para estimar a carga de fertilizantes N (EPIC), deposição atmosférica N (CMAQ; Schwede . et al 2009 ), N de descarga de esgotos ( Van Drecht . et al 2009 ), N fixação em ambas as culturas e dos ecossistemas naturais, e N de carga para a superfície águas doces e da zona costeira (por exemplo, Smith et al. 1997a ). Este fluxo de informações, em combinação com as informações sobre a produção de serviços do ecossistema e valorização associada a N pode ser usado para apoiar uma abordagem baseada em serviços de ecossistemas para a gestão N.

Há também as necessidades científicas relacionadas a danos e redução de custos. Birch et al. (2011) ilustram a necessidade de dados para os custos dos danos na Baía de Chesapeake. As informações sobre os custos de restauração e

de redução também é necessário. Esforços recentes indicam que os custos de redução de redução de N em águas de drenagem agrícola é uma das opções de custo mais baixo ( Tabela 3 ), e os custos são muito mais baixos do que os

custos dos danos ( Tabela 2 ). Ambos os danos e redução de custos são apresentados como custos estáticos e, presumivelmente, os custos aumentariam de forma incremental com carga N ou com a fração de N ações de carga são projetados para remover. Pode haver limites ecológicos importantes afetados pela Nr de carga que possam estar relacionados a perdas rápidas e persistentes de serviços dos ecossistemas avaliados, por exemplo, alguns ricos restingas

costeiras orgânicos estão lentamente degradando como resultado da alta carga de nitrogênio ( Wigand 2003 ), fazendo com que estes sistemas mais suscetíveis à elevação do nível do mar, erosão e perda do serviço de proteção tempestade costeira. Melhores modelos de acoplamento N fluxos aos serviços dos ecossistemas são necessários, destacando a necessidade urgente para o desenvolvimento de simples, mas ainda assim realista, ferramentas de modelagem que podem preencher a interface entre componentes do ciclo N, serviços dos ecossistemas e avaliação.

Resumo

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Uma abordagem serviços ecossistêmicos para avaliar os custos e benefícios associados à redução do N pode informar melhor política integrada e gestão de N no ar e na água nos EUA, pois permite a apresentação e análise dos efeitos

de determinadas fontes de N e formulários em público mais completa benefícios do que é utilizado atualmente, de uma forma consistente com ar limpo e regulação da água existente. A valoração econômica é facilmente

compreensível pela sociedade e para a métrica seria equivalente em todos os serviços, permitindo simples empilhamento de serviços ao comparar opções de gestão. Propomos que o custo por kg N ( Tabela 2 ) é uma boa métrica para comparar a importância relativa dos custos dos danos, bem como os custos de mitigação ou de restauração associados a uma determinada fonte N. Uma limitação do custo por kg métrica como atualmente concebido é que é um valor estático, mas isso pode mudar se N carga ou proximidade de um limiar foram incorporados cálculos de danos e redução de custos. Melhor desenvolvimento das funções de produção que descrevem as ligações entre as ações humanas, fatores biofísicos, os serviços dos ecossistemas e valores econômicos deve ser um componente de um ecossistema de serviços de sistema de contabilidade relacionados ao nitrogênio e constitui uma área importante e emocionante para futuras pesquisas.

A nossa síntese dos serviços dos ecossistemas relacionados com N e seu valor monetário associado revela que ainda há pouca informação sobre muitos serviços N relacionados. Apesar de não ter sido capaz de quantificar todos os

impactos de N, as estimativas disponíveis indicam que os custos dos danos superam os custos associados à redução N carregamento. Isso fornece uma forte justificativa para a mitigação da poluição N e os efeitos associados sobre os serviços dos ecossistemas. O fato de que essas estimativas iniciais ( Tabela 2 ) são incompletos significa que nossa análise quase certamente subestima os benefícios sociais para mitigar os efeitos negativos da poluição nitrogênio.

Prevemos que insights e refinamentos adicionais irão reforçar a utilidade de uma abordagem ecossistémica da gestão de serviços N, e, assim, os esforços para desenvolver esta abordagem deve continuar a seguir em frente com otimismo cauteloso, garantindo oportunidades para a adaptação como novo e melhor informação é disponibilizada. Além disso, porque o valor é diretamente influenciada pela percepção e preferências da sociedade, e porque o sucesso ea sustentabilidade de uma política depende da adoção por decisores, gestores, decisores políticos eo público deve ser envolvido na definição e avaliação de serviços ecossistêmicos importantes para a área de prestação de serviço. Finalmente, a nossa síntese indica que há um crescente corpo de informações para fornecer avaliação monetária dos serviços dos ecossistemas, e que esta informação tem um grande potencial para ajudar os tomadores de decisão avaliar onde melhor gastar os nossos limitados restauração e redução de dólares para uma melhor gestão N.

Agradecimentos

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Os autores agradecem a Paul Ringold e Dan Sobota para discussões desta pesquisa, e Anne Rea e três revisores anônimos para comentários úteis do manuscrito. Este trabalho foi financiado pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA. Foi sujeito a Agência revisão e aprovado para publicação.

Referências

1.

Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Adams, PJ , Seinfeld, JH , Koch, D. , Mickley, L. & Jacob, D. ( 2001 ). modelo de avaliação da circulação geral do radioativa direta por o sistema de aerossol de sulfato inorgânico-nitrato de amónio--água . J. Geophys. Res. , 106 , 1097 - 1111 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1029/2000JD900512) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BD3MXptVKruw%3D%3D) , We

Baker, JP & Schofield, CL ( 1982 ). toxicidade de alumínio para pescar em águas ácidas . Pollut Água Ar Solo. , 18 , 289 - 309 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1007/BF02419419) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DyaL38XkvVKlsb4%3D) , Web of Science Vezes citado: 461 (/resolve/reference/ISI?id=A1982NY19600021)

Banzhaf, S. , Burtraw, D. , Evans, D. & Krupnick, A. ( 2006 ). Avaliação de melhorias de recursos naturais no Adirondacks . terreno Econ. , 82 , 445 - 464 . Web of Science Vezes citado: 11 (/resolve/reference/ISI?id=000239322100008)

Baron, JS ( 2006 ). deposição de nitrogênio retrospectivos para determinar uma carga crítica ecológica . Ecol. Appl. , 16 , 433 - 439 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1890/1051-0761(2006)016[0433:HNDTDA]2.0.CO;2) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=16711034) , W Science Vezes citado: 22 (/resolve/reference/ISI?id=000237052200001)

Beauchamp, EG ( 1997 ). emissão de óxido nitroso de solos agrícolas .

Bedford, BL , Walbridge, MR & Aldous, A. ( 1999 ). Padrões na disponibilidade de nutrientes e diversidade vegetal das áreas úmidas da América do Norte temperadas . Ecologia , 80 , 2151 - 2169 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1890/0012-9658(1999)080[2151:PINAAP]2.0.CO;2) , Web of Science Vezes citado: 183 (/resolve/reference/IS

J. Soil Sci , 77 , 113 - 123 .

Bickel, P. & Friedrich, R. , eds. ( 2005 ). Externalidades de Energia: Metodologia 2005 Update . Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias, Luxemburgo.

Birch, MBL , Gramig, BM , Moomaw, WR , Doering, OC III e dobar, CJ ( 2011 ). Porque métricas são importantes: avaliar as opções políticas para nitrogênio

reativo na Chesapeake Bay Watershed . Environ.

Desenvolvimento Tecnológico , 45 , 168 - 174 .

Bobbink, R. , Hicks, K. , Galloway, J. , Spranger, T. , Alkemade, R. , Ashmore, M. et al. ( 2010 ). avaliação global dos efeitos de deposição de nitrogênio sobre a diversidade vegetal terrestre: uma síntese . Ecol. Appl. , 20 , 30 - 59 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1890/08-1140.1) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=20349829) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:STN:280:DC%2BC3c3itVWlug%3D%3D) , Web of Science Vezes citado: 27 (/resolve/reference/ISI?id=000275358100004)

Bouwman, AF , Beusen, HW & Billen, G. ( 2009 ). alteração humana do nitrogênio e fósforo do solo equilíbrios globais para o período 1970-2050 . Glob. Biogeochem. Cycles , 23 , um - 16 , GB0A04. CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1029/2009GB003576) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BC3MXjtVWqtb0%3D) , Web of

Boyd, J. & Banzhaf, S. ( 2007 ). Quais são os serviços dos ecossistemas? A necessidade de unidades de contabilidade ambiental padronizados .

Breitburg, DL , Hondorp, DW , Davias, LA & Diaz, RJ ( 2009 ). hipóxia, nitrogênio e pescas: efeitos em paisagens locais e globais integração . Ann. Rev. março Sci. , 1 , 329 - 349 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1146/annurev.marine.010908.163754) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=21141040) , Web of Science V

Econ , 63

1

Bruulsema, TW & Murrell, TS ( 2008 ). decisões de fertilizantes de milho em um mercado de alto preço . melhores colheitas , 92 , 16 - 18 .

Camargo, JA & Alonso, Á. ( 2006 ). efeitos ecológicos e toxicológicos de poluição nitrogênio inorgânico em ecossistemas aquáticos: uma avaliação global . Environ. Int. , 32 , 831 - 849 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.envint.2006.05.002) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=16781774) , CAS (/resolve/reference/CAS id=1:CAS:528:DC%2BD28Xms1enur4%3D) , Web of Science Vezes citado: 103 (/resolve/reference/ISI?id=000239095700015)

Carpenter, SR , Mooney, HA , Agard, J. , Capistrano, D. , DeFries, RS , Díaz, S. et al. ( 2009 ). Ciência para o gerenciamento de serviços de ecossistemas: além do Millennium Ecosystem Assessment . Proc. Natl Acad. Sei. EUA , 106 , 1305 - 1312 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1073/pnas.0808772106) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=19179280) , Web of Science Vezes citado: 7

Cooke, G. & Kennedy, R. ( 2001 ). Gerenciamento de abastecimento de água potável . Lake

Corso, PS , Kramer, MH , Blair, KA , Addiss, DG , Davis, JP & Haddix, AC ( 2003 ). Custo da doença em 1993 pela água Cryptosporidium surto, Milwaukee, Wisconsin . Emerg. Infect. Dis. , 9 , 426 - 431 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.3201/eid0904.020417) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=12702221) , Web of Science Vezes citado: 52

Gest , 17 , 157 - 174 .

Costanza, R. et al. ( 1997 ). O valor dos serviços dos ecossistemas do mundo e capital natural . Nature , 387 , 253 - 260 .

Cronan, C. & Grigal, D. ( 1995 ). Utilização de rácios de cálcio / alumínio como indicadores de estresse em ecossistemas florestais . J. Environ. Qual. , 24 , 209 - 226 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.2134/jeq1995.00472425002400020002x) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DyaK2MXks1OhtLs%

Diariamente, G. , ed. ( 1997 ). serviços da natureza: A dependência da sociedade sobre Ecossistemas Naturais . Island Press, Washington DC, EUA.

Diariamente, GC & Matson, PA ( 2008 ). Serviços Ambientais: da teoria à implementação . Proc. Natl Acad. Sei. EUA , 105 , 9455 - 9456 .

Diariamente, GC et al. ( 2009 ). dos serviços ecossistémicos na tomada de decisão: tempo para entregar . frente. Ecol. Environ. , 7 , 21 - 28 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1890/080025) , Web of Science Vezes citado: 48 (/resolve/reference/ISI?id=000262934500004)

Deegan, LA et al. ( 2002 ). carga de nitrogênio altera a estrutura do ecossistema de ervas marinhas e suporte de níveis tróficos superiores . Aquat. Conser .:

março Freshw. Ecosyst. , 12 , 193 - 212 . Link direto:

Delucchi, MA ( 2000 ). externalidades ambientais da utilização de veículos automóveis em os EUA . J. Transp. Econ. Política , 34 , 135 - 168 . Web of Science Vezes citado: 35 (/resolve/reference/ISI?id=000087619500002)

DeSimone, LA ( 2009 ). qualidade da água de poços domésticos em aqüíferos principais dos Estados Unidos, 1991-2004 . Geological Survey, Programa Nacional de Avaliação de qualidade da água. Reston, VA.

Dodds, WK . et al ( 2009 ). eutrofização das águas doces dos EUA: análise de potenciais prejuízos econômicos . Environ. Sei. Desenvolvimento Tecnológico. , 43 , 12 - 19 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1021/es801217q) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=19209578) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BD1cXhtlGqsL3N) , Web of Science Vezes citado: 28 (/resolve/reference/ISI?id=000262016000007)

Driscoll, CT . et al ( 2003 ). poluição por nitrogênio no nordeste dos Estados Unidos: fontes, efeitos e opções de gestão . Bioscience , 53 , 357 - 374 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1641/0006-3568(2003)053[0357:NPITNU]2.0.CO;2) , Web of Science Vezes citado: 102 (/resolve/reference/IS

Dupré, C. et al. ( 2010 ). Mudanças na riqueza de espécies e composição em ácidos gramados europeus ao longo dos últimos 70 anos: a contribuição da deposição de nitrogênio atmosférico cumulativo . Glob. Alterar Biol. , 16 , 344 - 357 . Link direto:

Elser, JJ et al. ( 2007 ). Análise global de nitrogênio e fósforo limitação dos produtores primários em água doce, ecossistemas marinhos e terrestres . Ecol. Lett. , 10 , 1135 - 1142 . Link direto:

Evans, LT ( 1980 ). A história natural da produtividade das culturas . Am. Sei. , 68 , 388 - 397 . Web of Science Vezes citado: 55 (/resolve/reference/ISI?id=A1980KB08200011) , ADS (/resolve/reference/ADS?id=1980AmSci

68

Forster, P. et al. ( 2007 ). A base ciência física. Contribuição do Grupo de Trabalho I para o Quarto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas: mudanças na constituintes atmosféricos e no forçamento radiativo . In: Mudanças Climáticas 2007 (ed. Salomão, S. et al. ). Cambridge University Press, Cambridge, Reino Unido, Nova York, NY, pp. 129 - 234 . Web of Science (/resolve/reference/ISI?id=000246800000336)

Gallagher, J. & Baker, J. ( 1990 ). Andamento das comunidades de peixes em lagos de Adirondack . In: Adirondack Lagos Pesquisa: Uma Análise interpretativa das comunidades de peixes e Química da Água, 1984-1987 . Adirondacks Lagos Pesquisa Corporation, Ray Brook, Nova Iorque, pp. 3-11 - 3-48 . Web of Science Vezes citado: 2 (/resolve/reference/ISI?id=A1990BR27T00002)

320

van Grinsven, H. , Rabl, A. & de Kok, T. ( 2010 ). Estimativa da incidência e custo social de câncer de cólon devido ao nitrato na água potável na UE: a análise custo-benefício provisório . Environ. Saúde , 9 , 58. CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1186/1476-069X-9-58) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=20925911) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BC3cXht1OltLrI) , Web of Science Vezes citado: 1 (/resolve/reference/ISI?id=000284229700001)

Helmers, MJ & Baker, JL ( 2010 ). Estratégias para redução de nitrato: o estudo de caso do rio Cedar . In: Conferência gestão integrada das culturas (ed. Pringnitz, BA ). Iowa State University Extension, Ames, IA, pp. 195 - 200 .

Hoagland, P. , Anderson, D. , Kaoru, Y. & Branco, A. ( 2002 ). Os efeitos econômicos da florações de algas nocivas nos Estados Unidos: as estimativas, as questões de avaliação, e necessidades de informação . Estuários Costas , 25 , 819 - 837 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1007/BF02804908) , Web of Science Vezes citado: 59 (/resolve/reference/ISI?id=000178527700013)

Hutson, SS , Barber, NL , Kenny, JF , Linsey, KS , Lumia, DS & Maupin, MA ( 2004 ). Estimativa de utilização de água nos Estados Unidos em 2000 . In: US Geological Survey Circular . USGS, Reston, VA, pp. 46 .

Isaksen, ISA . et al ( 2009 ). Mudança da composição atmosférica: clima-química interações . Atmos. Environ. , 43 , 5138 - 5192 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.atmosenv.2009.08.003) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BD1MXht1Cgt7%2FE) , of Science Vezes citado: 10 (/resolve/reference/ISI?id=000271598500003)

Janssens, IA & Luyssaert, S. ( 2009 ). ciclo de carbono: bônus de carbono de nitrogênio . Nat. Geosci. , 2 , 318 - 319 .

2

Jaynes, DB , Thorp, KR & James, DE ( 2010 ). Potencial Impacto da Qualidade da Água de Gerenciamento de Água de Drenagem no Centro-Oeste EUA . American Society of Agricultural Engineers e Biológica Encontro Internacional Anual. Paper No. 84.

Jenkins, WA , Murray, BC , Kramer, RA & Faulkner, SP ( 2010 ). Valorizar os serviços dos ecossistemas de áreas úmidas restauração em Aluvial Vale do Mississippi . Ecol. Econ. , 69 , 1051 - 1061 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.ecolecon.2009.11.022) , Web of Science (/resolve/reference/ISI?id=000276744400014)

Johnson, PTJ et al. ( 2010 ). Vinculação enriquecimento de nutrientes ambiental e surgimento da doença em seres humanos e animais selvagens . Ecol. Appl. , 20 , 16 - 29 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1890/08-0633.1) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=11878484) , Web of Science Vezes citado: 5

Jordan, SJ , Smith, LM & Nestlerode, JA ( 2009 ). efeitos cumulativos das alterações de habitats costeiros sobre os recursos da pesca: em direção a previsão em escalas regionais . Ecol. Soe. 14 , o artigo 16.

Jordan, SJ . et al ( 2010 ). Contabilização de recursos naturais e sustentabilidade ambiental: ligação de serviços ecossistêmicos para o bem estar humano . Environ. Sei. Desenvolvimento Tecnológico. , 44 , 1530 - 1536 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1021/es902597u) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=20131783) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BC3cXhsVyhsr0%3D) , Web of Science Vezes citado: 1 (/resolve/reference/ISI?id=000274842000006)

Kusiima, JM & Powers, SE ( 2010 ). Valor monetário das externalidades ambientais e de saúde associados com a produção de etanol a partir de matérias- primas de biomassa . Política Energética , 38 , 2785 - 2796 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.enpol.2010.01.010) , Web of Science (/resolve/reference/ISI?id=000278055700029)

Latimer, JS & Rego, SA ( 2010 ). relação empírica entre a extensão eelgrass e previu bacias hidrográficas derivados carga de nitrogênio para rasas estuários da Nova Inglaterra . Estuários Costas , 90 , 231 - 240 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.ecss.2010.09.004) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BC3cXhsVKjt7jP) , Web of Sc

LeBauer, D. & Treseder, K. ( 2008 ). limitação de nitrogênio da produtividade primária líquida nos ecossistemas terrestres é distribuído globalmente . Ecologia

Lipton, DW ( 1998 ). impacto econômico da Pfiesteria sobre as vendas da indústria de frutos do mar e pesca recreativa . In: Anais da Conferência, Economia de opções políticas para Gestão de nutrientes e Pfiesteria (eds Gardner, BL & Koch, L. ). Centro de Desenvolvimento Agrícola e de Recursos Naturais da Política, da Universidade de Maryland, College Park, MD, pp. 35 - 38 . Web of Science (/resolve/reference/ISI?id=000076411600011)

Liu, L. & Greaver, TL ( 2009 ). Uma revisão dos efeitos de enriquecimento de nitrogênio em três GEE biogênicas: o CO 2 pia pode ser em grande parte compensado pela estimulado N 2 O e CH 4 de emissões . Ecol. Lett. , 12 , 1103 - 1117 . Link direto:

Losey, JE & Vaughan, M. ( 2006 ). O valor econômico dos serviços ambientais fornecidos por insetos . Bioscience , 56 , 311 - 323 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1641/0006-3568(2006)56[311:TEVOES]2.0.CO;2) , Web of Science Vezes citado: 106 (/resolve/reference/ISI?

Magill, AH et al. ( 2004 ). resposta do ecossistema a 15 anos de adições de nitrogênio crônicas em Harvard Forest LTER, Massachusetts, EUA . For. Gest , 196 , 7 - 28 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.foreco.2004.03.033) , Web of Science Vezes citado: 100 (/resolve/reference/ISI?id=000222626900002)

Malm, WC ( 1989 ). neblina atmosférica: suas fontes e efeitos sobre a visibilidade em áreas rurais do território continental dos Estados Unidos . Environ. Monit. Avaliar. , 12 , 203 - 225 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1007/BF00394801) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DyaK3cXks1Cnsb4%3D) , Web of Science Vezes citado: 10 (/resolve/reference/ISI?id=A1989AM52400001)

Millennium Ecosystem Assessment Board (MA) . ( 2005 ). Ecossistemas e Bem-Estar Humano: Estado Atual e Tendências, Volume 1 Island Press, Washington DC, EUA

Moomaw, W. & Birch, M. ( 2005 ). custos em cascata: um ciclo de nitrogênio econômica . Sei. China Ser. Vida C Sci. , 48 , 678 - 696 . CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BD28XisVSjtL8%3D) , Web of Science Vezes citado: 3 (/resolve/reference/ISI?id=00023551010000

Morris, JT ( 1991 ). Efeitos da carga de nitrogênio nos ecossistemas de áreas úmidas, com particular referência à deposição atmosférica . Annu. Rev. Syst , 22 , 257 - 279 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1146/annurev.es.22.110191.001353) , Web of Science Vezes citado: 93 (/resolve/reference/ISI?

Programa Deposição atmosférica Nacional . ( 2009 ). Programa Nacional de Deposição atmosférica de 2008 Resumo Anual . NADP relatório de dados 2009- 01. Illinois State Pesquisa da Água, Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, Champaign, IL.

Nierzwicki-Bauer, SA et al. ( 2010 ). acidificação nos Adirondacks: definição da biota nos níveis tróficos de 30 quimicamente diversos lagos impactados-ácido . Environ. Sei. Desenvolvimento Tecnológico. , 44 , 5721 - 5727 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1021/es1005626) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=20614900) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BC3cXos1Wgtbo%3D) , Web of Science (/resolve/reference/ISI?id=000280367200012)

Norgaard, RB ( 2010 ). Serviços Ambientais: da metáfora de abrir os olhos para a complexidade Blinder . Ecol. Econ. , 69 , 1219 - 1227 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/j.ecolecon.2009.11.009) , Web of Science Vezes citado: 15 (/resolve/reference/ISI?id=000277906300004)

Parker, DR , Zelazny, LW & Kinraide, TB ( 1989 ). especiação química e planta toxicidade de alumínio aquoso . In: Química Ambiental e Toxicologia de Alumínio (ed. Lewis, TE ). American Chemical Society, Boca Raton, FL, EUA, pp. 117 - 145 .

Powlson, DS , Addiscott, TM , Benjamin, N. , Cassman, KG , de Kok, TM , van Grinsven, H. et al. ( 2008 ). Quando o nitrato de se tornar um risco para os seres humanos? J. Environ. Qual. , 37 , 291 - 295 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.2134/jeq2007.0177) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=18268290) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BD1cXjsVWks7c%3D) , Web of Science Vezes citado: 27 (/resolve/reference/ISI?id=000253929600001)

Bonito, JN et al. ( 2003 ). custos ambientais da eutrofização de água doce em Inglaterra e País de Gales . Environ.

Desenvolvimento Tecnológico , 37 , 201

Raudsepp-Hearne, C. et al. ( 2010 ). Desembaraçar o paradoxo do ambientalista: por que é bem-estar humano aumentando à medida que os serviços ecossistêmicos degradar? Bioscience , 60 , 576 - 589 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1525/bio.2010.60.8.4) , Web of Science Vezes citado: 5 (/resolve/reference/ISI?id=000281299400004)

Ravishankara, AR , Daniel, JS & Portmann, RE ( 2009 ). óxido nitroso (N 2 O): a substância a camada de ozônio dominante emitida no século 21 . Ciência 326 , 123 - 125 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1126/science.1176985) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=19713491) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BD1MXhtF2hs7jF) , Web of Science Vezes citado: 105 (/resolve/reference/ISI?id=000270355600049) , ADS

326

Reuss, JO ( 1983 ). Implicações do sistema de troca de cálcio-alumínio para o efeito da chuva ácida sobre os solos . J. Environ. Qual. , 12 , 591 - 595 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.2134/jeq1983.00472425001200040032x) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DyaL3sXmtVShu7Y%

Robertson, GP & Tiedje, JM ( 1987 ). fontes de óxido nitroso em solos aeróbios - nitrificação, desnitrificação e outros processos biológicos . Biol solo. Biochem. , 19 , 187 - 193 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/0038-0717(87)90080-0) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DyaL2sXktlymurg%3D) , Web o Science Vezes citado: 145 (/resolve/reference/ISI?id=A1987H165100011)

Ruddy, BC , Lorenz, DL & Mueller, DK ( 2006 ). estimativas do condado-nível de aportes de nutrientes para a superfície terrestre do conterminous Estados Unidos, 1982-2001 . US Geological Survey Scientific Investigations Relatório p. 17.

Schwede, DB , Dennis, RL & Bitz, MA ( 2009 ). A ferramenta de deposição de bacias hidrográficas: uma ferramenta para incorporar a deposição atmosférica

na qualidade de análises de água . J. Am. Resour

Link direto:

Assoc , 45 , 973 - 985 .

Sitch, S. , Cox, PM , Collins, WJ & Huntingford, CH ( 2007 ). radiativo indireto forçando das mudanças climáticas através de efeitos de ozônio sobre a pia da terra de carbono . Nature , 448 , 791 - 795 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1038/nature06059) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=17653194) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BD2sXptVGrsLo%3D) , Web of Science Vezes citado: 127 (/resolve/reference/ISI?id=000248754200036) , ADS

Smil, V. ( 2002 ). nitrogênio e produção de alimentos: proteínas para a dieta humana . Ambio , 31 , 126 - 131 . PubMed (/resolve/reference/PMED?id=12078001) , Web of Science Vezes citado: 50 (/resolve/reference/ISI?id=000175937500011)

Smith, RA , Schwarz, GE & Alexander, RB ( 1997a ). interpretação dos dados de monitoramento de qualidade da água Regional . Água Resour. Res. , 33 , 2781 - 2798 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1029/97WR02171) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DyaK2sXotVensbY%3D) , Web of Science

Smith, D. , Vodden, K. , Rucker, L. & Cunningham, R. ( 1997b ). benefícios globais e os custos do Protocolo de Montreal relativo às substâncias que empobrecem a camada de ozônio . Relatório Técnico, TNS Fatos canadenses. Environment Canada, Ottawa, Canadá.

Suding, KN , Lejeune, KD & Seastedt, TR ( 2004 ). impactos competitivos e respostas de uma erva invasora: dependências de nitrogênio e fósforo disponibilidade . Oecologia , 141 , 526 - 535 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1007/s00442-004-1678-0) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=15375692) , Web of Science Vezes citado:

Talberth, J. , Cobb, C. & Slattery, N. ( 2006 ). O indicador de progresso geniune 2006: uma ferramenta para o desenvolvimento sustentável . Redefining Progress. Oakland, CA, pp. 31 .

Thomas, RQ , Canham, CD , Weathers, KC & Goodale, CL ( 2010 ). armazenamento de carbono Maior árvore em resposta à deposição de nitrogênio em os EUA . Nat. Geosci. , 3 , 13 - 17 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1038/ngeo721) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=19452031) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BD1MXhs1Slu7%2FM) , Web of Science Vezes citado: 16 (/resolve/reference/ISI?id=000272976200009) , ADS

3

Toman, M. ( 1998 ). Porque não para calcular o valor dos serviços dos ecossistemas do mundo e capital natural . Ecol. Econ. , 25 , 57 - 60 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1016/S0921-8009(98)00017-2) , Web of Science Vezes citado: 33 (/resolve/reference/ISI?id=00007389670001

Townsend, AR et al. ( 2003 ). efeitos de uma mudança de ciclo do nitrogênio mundial para a saúde humana . frente. Ecol. Environ. , 1 , 240 - 246 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1890/1540-9295(2003)001[0240:HHEOAC]2.0.CO;2) , Web of Science Vezes citado: 59 (/resolve/reference/IS

US EPA . ( 1985 ). emissões históricas de enxofre e óxidos de nitrogênio no Estado Unidos 1900-1980 . EPA-600 / 7-85-009b. US EPA, Escritório de Pesquisa e

Desenvolvimento, Air Laboratório de Pesquisa e Engenharia, Research Triangle Park, NC. Web of Science (/resolve/reference/ISI?id=A1985AKS4000012)

US EPA . ( 1999 ). EPA Relatório para o Congresso. Benefícios e Custos do Clean Air Act 1990-2010 . Government Printing Office, Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, Washington, DC.

US EPA . ( 2000 ). Aérea Nacional de Emissões Poluentes Trends 1900-1998 . EPA-454 / R-00-002. Office of Air Planejamento da Qualidade e Normas, Research Triangle Park, NC.

US EPA . ( 2009 ). Uma chamada urgente à ação: Relatório das inovações Estado-EPA nutrientes da Força-Tarefa . Estados Unidos Agência de Proteção Ambiental, Departamento de Água, Washington DC, pp. 170 .

Vaas, PA & Jordan, SJ ( 1990 ). tendências de longo prazo em índices de abundância para 19 espécies de peixes Chesapeake Bay: Reflexão de tendências no ecossistema da baía . Novas Perspectivas no Sistema de Chesapeake: a Pesquisa e Parceria Management (eds. Mihursky, J. & Chaney, A. ) Chesapeake Research Consortium Publicação 137, 539 - 546 .

Van Dolah, FM ( 2000 ). marinhos toxinas de algas: origens, efeitos sobre a saúde, e sua crescente ocorrência .

Perspect Saúde , 108 ( Suplemento 1

Van Drecht, G. , Bouwman, AF , Harrison, J. & Knoop, JM ( 2009 ). nitrogênio global e fosfato em águas residuais urbanas para o período 1970-2050 . Glob. Biogeochem. Cycles , 23 , GB0A03 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1029/2009GB003458) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BC3MXjtVWqtbw%3D) , Web o

Vitousek, PM et al. ( 1997 ). alteração humana do ciclo do azoto mundial: origens e conseqüências . Ecol. Appl. , 7 , 737 - 750 . Web of Science Vezes citado: 1393 (/resolve/reference/ISI?id=A1997XQ08100002)

Wainger, L. & Boyd, J. ( 2009 ). Valorizando Serviços de Ecossistemas . In: Gestão de Ecossistemas-base para os Oceanos (eds. McLead, K. & Leslie, H. ). Island Press, Washington DC, EUA, pp. 92 - 111 .

Ward, MH , DeKok, TM , Levallois, P. , Brender, J. , Gulis, G. , Nolan, BT et al. ( 2005 ). relatório do grupo de trabalho: nitrato de água potável e saúde - descobertas recentes e necessidades de investigação . Environ . Saúde Perspect. , 113 , 1607 - 1614 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1289/ehp.8043) , PubMed (/resolve/reference/PMED?id=16263519) , CAS (/resolve/reference/CAS? id=1:CAS:528:DC%2BD2MXht12isbjE) , Web of Science Vezes citado: 82 (/resolve/reference/ISI?id=000232916700046)

Weiss, SB ( 1999 ). Carros, vacas, e Checkerspot borboletas: a deposição de nitrogênio e de gestão de pastagens pobres em nutrientes para uma espécie ameaçada . Conserv. Biol. , 13 , 1476 - 1486 . Link direto:

Whitehead, JC , Haab, TC & Parsons, GR ( 2003 ). Efeitos económicos da Pfiesteria . Oceano

Wigand, C. ( 2003 ). Relações de cargas de nitrogênio, empreendimento residencial, e as características físicas com estrutura vegetal em salinas da Nova Inglaterra . Estuários , 26 , 1494 - 1504 . CrossRef (/resolve/reference/XREF?id=10.1007/BF02803658) , CAS (/resolve/reference/CAS?id=1:CAS:528:DC%2BD2cXhslGiu7k%3D) , Web of Scie Vezes citado: 22 (/resolve/reference/ISI?id=000188745200011)

Gest , 46 , 845 - 858 .

Informações de Suporte

1. Início da página

2. Abstract

3. Introdução

4. Definindo uma abordagem de serviços ecossistêmicos

5. Conectando efeitos de nitrogênio aos serviços dos ecossistemas

6. Da teoria à prática: um quadro defensável contabilidade serviço do ecossistema para a tomada de decisão relacionada com N

7. Resumo

8. Agradecimentos

9. Referências

10. Informações de Suporte

Apêndice S1 Valorização do nitrogênio cascata - inclui os custos dos danos, benefícios e custos evitados danos de mitigação. 'NA' indica que o estudo observou informação não estava disponível para estimar o valor monetário desses serviços.

Como um serviço aos nossos autores e leitores, a revista fornece informações de apoio fornecido pelos autores. Esses materiais são revistos por pares e pode ser re-organizadas para a entrega on-line, mas não se copiar editado ou tipografia. Problemas de suporte técnico decorrentes de informações de apoio (excepto a falta de arquivos) devem ser endereçadas aos autores.

Matrícula

Por favor, note: Wiley Blackwell não é responsável pelo conteúdo ou funcionalidade de qualquer informação de apoio fornecido pelos autores. Quaisquer dúvidas (exceto falta de conteúdo) deve ser direcionado para o autor correspondente do artigo.

Mais conteúdo como este

Encontre mais conteúdo:

Encontre mais conteúdo escrito por: