Você está na página 1de 14

DISCIPLINA: QUÍMICA (FUNÇÕES INORGANICAS)

FUNÇÕES QUÍMICAS são grupos de substâncias com propriedades químicas semelhantes.

1. FUNÇÕES INORGÂNICAS

Funções

Químicas

Inorganicas

Organicas

acido

sal

base

óxido

ÁCIDO De acordo com Arrhenius, ácidos são compostos que em solução aquosa sofrem ionização* liberando como único cátion o H + (Hidrônio).

Fórmula química geral de um ácido

Equação de ionização de um ácido

H

x A y

H x A y → xH + + A x-

H = Hidrogênio; A = Ânion; x = Valência do Ânion; y = Valência do Cátion

APLICAÇÕES DOS PRINCIPAIS ÁCIDOS DO COTIDIANO

Ácido clorídrico (HCl) - é vendido no comércio com o nome de ácido muriático e é utilizado para limpeza;

Ácido fluorídrico (HF) - tem a particularidade de corroer o vidro, devendo ser guardado em frascos de plástico, por esta razão é usado para fazer gravações sobre o vidro.

Ácido cianídrico (HCN) é o gás usado nos estados americanos do Norte que adotam a pena de morte por câmara de gás;

Ácido sulfídrico (H 2 S) - é um gás incolor, de forte odor desagradável de ovos podres.

Ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) - é o ácido mais utilizado e importante nas indústrias e nos laboratórios, conhecido como “burro de carga”. O maior consumo de ácido sulfúrico é na fabricação de fertilizantes, como os superfosfatos e o sulfato de amônio; é o ácido nas baterias dos automóveis;

CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS

De acordo com a presença de oxigênio no ânion os ácidos se classificam em:

Hidrácidos

Ácidos que não possuem oxigênio no ânion. Exemplos: HCl, HCN, HF, HBr

Oxiácidos

Ácidos que possuem oxigênio no ânion. Exemplos: H 2 SO 4 , HNO 3 , H 2 CO 3

De acordo com o número de hidrogênios ionizáveis:

monoácido → a molécula contém um hidrogênio ionizável, (ex: HCℓ, HNO 2 );

biácido → a molécula contém dois hidrogênio ionizáveis, (ex: H 2 S, H 2 CO 3 );

triácido → a molécula contém três hidrogênio ionizáveis, (ex: H 3 PO 4 );

tetrácido → a molécula contém quatro hidrogênio ionizáveis, (ex: H 4 P 2 O 7 ).

De acordo com o grau de ionização:

Os ácidos podem ser fortes, moderados ou fracos.

Com relação aos oxiácidos: ácidos que apresentam oxigênio na sua formulação, a força será pela seguinte regra:

prevista

H

X EO Y

y-x 2

Acido Forte

y-x = 1

Acido Moderado

y-x = 0

Acido Fraco

E → Representa outros elementos químicos.

Ex.:

H 2 SO 4 → 4 - 2 = 2 → ácido forte

H 2 SO 3 → 3 - 2 = 1 → ácido moderado

H 3 BO 3 → 3 - 3 = 0 → ácido fraco

Com relação aos hidrácidos: ácidos que não apresentam oxigênio na sua formulação, a força deverá ser memorizada.

Hidrácido

Classificação

HCl

 

HBr

Acido Forte

HI

HF

Acido Moderado

Os outros

Acido Fraco

1)

2)

3)

EXERCÍCIOS

Escreva as equações de ionização dos seguintes acidos, e classifique-os quanto à presença de oxigênio, numero de hidrogênio ionizáveis, com relação a força do ácido:

a) HCN

b) HCl

c)

d)

e)

f)

g) HBr

h) H 3 BO

i) HNO 3

j) H 3 PO

k) H 3 PO

H

H

H

2

2

3

S

SO

PO

4

4

H

2

CO 3

3

2

3

l) HClO

m)

n)

o) HClO 2

p) H 4 SiO 4

q) HBrO

r) HNO 2

s) H 2 MnO 4

O que significa ionização? Cite 3 ácidos utilizados no seu dia-dia:

3

H

H

2

4

SO 3 P 2 O 7

NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS

Os ácidos HCl, H 2 SO 4 e HNO 2 são chamados respectivamente: acido clorídrico, acido sulfúrico e acido

nitroso.

Para nomearmos os ácidos basta seguirmos algumas regras criadas pelos químicos.

Ex.: Dar nome ao HNO 3

Passo 1: faça a equação de ionização do acido.

HNO 3 → H + + NO 3-

Passo 2: consulte a tabela de anions para sabermos o nome do anion formado.

NO 3- = Nitrato

Passo 3: troque a terminação do anion usando a tabela a seguir:

TABELA DE TERMINAÇÃO

Terminação do Anion

Terminação do Acido

ito

oso

ato

ico

eto

ídrico

Então: Nitrato fica Nítrico

“Trocou o ato pelo ico

Passo 4: coloque a palavra ácido antes da designação nítrico.

O nome do ácido ficou: ácido nítrico.

Resumo: nomenclatura geral

Ácido + Nome do ânion com a terminação trocada

Escrevendo a fórmula do ácido a partir da nomenclatura.

Ex.: qual é a formula do acido sulfídrico

Passo 1: Consulte a tabela de terminações do anion.

Sulfídrico fica sulfeto

Passo 2: Localize a formula química do anion sulfeto na tabela de anion.

A fórmula é S 2-

Passo 3: Coloque na frente do anion o íon hidrônio H + .

H + S 2-

Passo 4: Faça a regra das valências para descobrir o índice de atomicidade.

H + S 2-

Logo, a formula do acido sulfídrico é H 2 S.

1)

EXERCÍCIOS A partir das formulas de o nome dos ácidos e classifique-os quanto à presença de oxigênio na molécula.

a) HCN

b) HCl

c)

d)

e)

f)

g) HBr

h) H 3 BO

H

H

H

2

2

3

S

SO

PO

4

4

H

2

CO 3

3

j) H 3 PO

k) H 3 PO

l) HClO

m)

n)

o) HClO 2

p) H 4 SiO 4

q) HBrO

r) HNO 2

s) H 2 MnO 4

2

3

3

H

H

2

4

SO 3 P 2 O 7

2)

Dê a formula dos ácidos abaixo e classifique-os com relação ao numero de hidrogênios ionizáveis.

a) Acido Sulfúrico

b) Acido Cloroso

c) Acido Ferrocianidrico

d) Acido Plumbico

e) Acido Ferricianidrico

f) Acido Sulfuroso

g) Acido Nítrico

h) Acido Dicromico

i) Acido Oxálico

BASES De acordo com Arrhenius, bases são compostos que em solução aquosa sofrem dissociação* liberando como anion o OH - (hidroxila).

*dissociação quebra da ligação iônica

Formula química geral de uma base

Equação de ionização da base

C

x (OH) y

C x (OH) y → C y+ + yOH -

C

= Cátion

x

= Valencia do Ânion

y = Valencia do Cátion

OH = Hidroxila

APLICAÇÕES DAS PRINCIPAIS BASES DO COTIDIANO

Hidróxido de sódio NaOH - conhecido como “soda cáustica” ou "diabo verde". É utilizado em produtos para desentupir ralos, pias e limpa forno;

Hidróxido de cálcio Ca(OH) 2 - conhecido como cal hidratada ou cal extinta ou cal apagada; é utilizado na construção civil no preparo da argamassa, usada na alvenaria, e na caiação (pintura a cal) o que fazem os pedreiros ao preparar a argamassa.

Hidróxido de magnésio Mg(OH) 2 - é um sólido branco muito pouco solúvel em água; denominado de leite de magnésia utilizado como laxante e antiácido.

CLASSIFICAÇÃO DAS BASES

De acordo com o numero de hidroxilas no composto.

1 OH → Monobase

2 OH → Dibase

3 OH → Tribase

4 OH → Tetrabase

De acordo com a solubilidade em água.

Solúveis: Formadas por metais alcalinos e alcalinos terrosos, com exceção Be e Mg que são insolúveis.

Insolúveis: São as demais bases.

De acordo com o grau de dissociação

As bases podem ser fortes ou fracas

Forte todas as solúveis

Fraca todas as insolúveis

NOMENCLATURA DAS BASES

Segue o esquema:

Hidroxido de (nome do cátion)

Se o cátion tiver mais de uma valência (elementos de transição), deveremos identificá-lo fazendo uso do algarismo romano correspondente à valência ou as terminações OSO (para menor valência) e ICO (para maior valência).

Exemplo:

a) AgOH → Hidroxido de Prata.

b) Ba(OH) 2 → Hidróxido de Bário.

c) Fe(OH) 2 → Hidróxido de Ferro II ou Hidróxido Ferroso.

d) Fe(OH) 3 → Hidróxido de Ferro II ou Hidróxido Férrico.

e) Mn(OH) 2 → Hidróxido de Manganês II ou Hidróxido Manganoso.

f) Mn(OH) 4 → Hidróxido de Manganês IV ou Hidróxido Mangânico.

EXERCÍCIOS

1)

De a nomenclatura e equação de dissociação das bases e classifique-as quanto ao numero de hidroxila.

a) AgOH

b) Sr(OH)

c) Bi(OH)

d) Zn(OH) 2

e) Al(OH)

f) RbOH

g) Fe(OH)

2

3

3

2

h) Au(OH) 3

i) Pt(OH)

j) Pt(OH)

4

2

2)

De a formula das bases e classifique-as quanto à força e solubilidade.

 

a) Hidróxido de Berílio

 

b) Hidróxido Plumboso

c) Hidróxido de Amonio

d) Hidróxido de Cálcio

e) Hidroxido Niquélico

f) Hidróxido de Potássio

g) Hidróxido Cobaltico

h) Hidróxido de Estanho IV

i) Hidroxido Mercuroso

3)

Cite 3 bases utilizadas no seu dia-dia.

 

REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO - Denomina-se reação de neutralização a interação entre um acido

e

uma base formando água e sal.

 

Equação da reação de neutralização de HCl e NaOH.

 

NaOH + HCl Na + + OH - + H + + Cl - NaCl+ H 2 O

Base

ácido

sal

água

SAIS - Sais são todos os compostos químicos que se dissociam em solução aquosa formando um cátion diferente de H + e um ânion diferente de OH - .

Formula química geral dos sais

Equação de ionização dos sais

C

x A y

C x A y → xC y+ + yA x-

C

= Cátion.

A

= Ânion.

x

= Valência do ânion.

y

= Valencia do cátion

APLICAÇÕES DOS PRINCIPAIS SAIS DO COTIDIANO

Cloreto de sódio NaCl - é conhecido como sal marinho, quando o mesmo é extraído, por evaporação, a partir da água do mar, armazenada em grandes tanques, cavados na areia, chamados de salinas. O sal marinho é utilizado na alimentação.

Sulfato de bário BaSO 4 - é conhecido popularmente como contraste, pois atua como meio opaco na radiografia gastro-intestinal.

Fosfato de cálcio Ca 3 (PO 4 ) 2 - é um importante componente dos ossos e dos dentes do corpo humano. É utilizado na fabricação de fertilizantes como os superfosfatos ou hiperfosfatos.

NOMENCLATURA DOS SAIS

Segue o esquema:

(nome do anion) de (nome do cátion)

Exemplos:

a) CaSO 4 → Sulfato de Cálcio. Principal componente do gesso e giz escolar.

b) BaCl 2 → Cloreto de Bário.

c) FeSO 4 → Sulfato de Ferro II ou Sulfato Ferroso.

d) NaCl → Cloreto de sódio. Extremamente útil na nossa alimentação “Sal de cozinha” e ainda utilizado como espessante de xampu.

e) K 2 MnO 4 → Permanganato de potássio.

f) NaF → Fluoreto de sódio. Presente na composição da maioria dos cremes dentais.

EXERCÍCIOS

1) Dê a nomenclatura dos sais.

2)

a) NaCl

b) K 2 SO 4

c) Mg 3 (PO 4 ) 2

d) Ca(NO 3 ) 2

e) KCN

f)

g) KNO 3

h) NaI

i) A l 2 (SO 4 ) 3

j) Al 2 S 3

Ca 3 (BO 3 ) 2

Dê a formula mínima dos sais.

a) sulfato de estrôncio.

b) carbonato de alumínio

c)

perclorato de amônio.

d) sulfito de sódio

e) nitrato de ferro III

f) iodeto de prata

g) sulfeto de cobre II

h) borato de magnésio

i) fosfato de rádio

j) clorato de césio

3)

(MACKENZIE - SP) Identifique o item que contem apenas sais:

H 2 O 2 , Fe 2 O 3 , NaOH NaCl, CaCO 3 , KMnO 4 H 2 S, HCN, Al 2 O 3 CaCl 2 , Ba(BrO) 2 , Zn(OH) 2 KOH, NaBr, CaCO 3 OXIDOS São todos os compostos binários* onde o oxigênio é o elemento mais eletronegativo “ânion”. * compostos binários são compostos formados somente por dois elementos.

Formula química geral de um óxido

Formula química geral de um óxido

E

x O y

E

= Qualquer elemento da tabela periódica diferente de flúor* e oxigênio.

x

= Valencia do oxigênio.

y

= Valencia do Cátion E.

O

= Oxigênio.

* Os compostos OF 2 e O 2 F 2 não são considerados óxidos, pois o flúor é mais eletronegativo que o oxigênio.

APLICAÇÕES DE ALGUNS ÓXIDOS NO COTIDIANO

Peróxido de hidrogênio H 2 O 2 - Conhecido comercialmente como água oxigenada é utilizado na desinfecções de feridas, como alvejante de cabelos, agente de branqueamento e desodorização de tecidos, etc.

Óxido de alumínio Al 2 O 3 - constitui o minério conhecido como bauxita (Al 2 O 3 .2H 2 O) ou alumina (Al 2 O 3 ); é utilizado na obtenção do alumínio.

Dióxido de carbono CO 2 - conhecido gás carbônico; é um gás incolor e inodoro. Não é combustível e nem comburente, por isso, é usado como extintor de incêndio;

Os óxidos são classificados em:

CLASSIFICAÇÃO DOS OXIDOS

Óxidos iônicos: óxidos de metais.

Óxidos moleculares: óxidos de ametais.

Óxidos iônicos:

NOMENCLATURA DOS OXIDOS

óxido de (nome do cátion)

Exemplos:

Na 2 O → óxido de sódio. FeO → óxido de ferro. Fe 2 O 3 → óxido de ferro III ou óxido férrico. MnO 2 → óxido de manganês IV ou óxido mangânico.

Óxidos moleculares:

(prefixo* + óxido) de (nome do ametal)

* Prefixos: mono = 1 oxigênio, di = 2 oxigênios, tri = 3 oxigênios, tetra = 4 oxigênios Exemplos:

CO → monóxido de carbono

CO 2 → dióxido de carbono

SO 3 → trióxido de enxofre

Br 2 O 3 → trióxido de bromo

EXERCÍCIOS

1)

Dê a nomenclatura dos óxidos.

 

a)

SrO

b) Au 2 O 3 d) NO

 

c)

Bi 2 O 3

e)

SiO 2

f)

NO 2

g)

Al 2 O 3

h) SO 3 j) CO 2

 

i)

CaO

k)

Fe 2 O 3

 

TABELA DE ÂNIONS MONOVALENTES: -

 
 

DOS HALOGÊNIOS

DO ENXOFRE

 

CONTINUAÇÃO DO CARBONO

F -

fluoreto

HS -

bissulfeto

SNC -

tiocianato

Cℓ -

cloreto

HSO 3 -

bissulfito

HCO 3 -

bicarbonato

CℓO -

hipoclorito

HSO 4 -

bissulfato

DOS METAIS DE TRANSIÇÃO

CℓO 2 -

clorito

DO NITROGÊNIO

 

CrO 2 -

cromito

CℓO 3 -

clorato

N 3 -

azoteto

MnO 4 -

permanganato

CℓO 4 -

perclorato

NO 2 -

nitrito

FeO 2 -

ferrito

Br -

brometo

NO 3 -

nitrato

AuCℓO 4 -

cloroaurato

BrO -

hipobromito

NH 2 -

amideto

OUTROS

BrO 2 -

bromito

DO FÓSFORO

 

AO 2 -

aluminato

BrO 3 -

bromato

PO 3 -

metafosfato

AsO 2 -

metarsenito

BrO 4 -

perbromato

H 2 PO 2 -

hipofosfito

SbO 2 -

metantimonito

I -

iodeto

H 2 PO 4 -

dihidrogenofosfato

BiO 3 -

bismutato

IO -

hipoiodito

DO CARBONO

 

H -

hidreto

IO 2 -

iodito

CN -

cianeto

OH -

hidróxido

IO 3 -

iodato

NC -

isocianeto

BO 2 -

metaborato

IO 4 -

periodato

C 2 H 2 O 2 -

acetato

BF 4 -

fluorborato

 

TABELA DE ÂNIONS BIVALENTES: 2-

 

DO OXIGÊNIO

DO NITROGÊNIO

   

CONTINUAÇÃO DOS METAIS DE TRANSIÇÃO

O 2-

óxido

N 2 O 2 2-

hiponitrito

ZnO 2 2-

zincato

O 2 2-

peróxido

DO FÓSFORO

   

OUTROS

O 4 2-

superóxido

HPO 3 2-

fosfito

BeO 2 2-

berilato

DO ENXOFRE

HPO 4 2-

monohidrogenofosfato

B4O 2 2-

tetraborato

S 2-

sulfeto

DO CARBONO

 

SiO 3 2-

metassilicato

SO 3 2-

sulfito

C 2 2-

carbeto

SiF 6 2-

fluorsilicato

SO 4 2-

sulfato

CO 3 2-

carbonato

SnO 2 2-

estanito

S 2 O 3 2-

tiossulfato

C 2 O 4 2-

oxalato

SnO 3 2-

estanato

S 2 O 4 2-

hipossulfito

DOS METAIS DE TRANSIÇÃO

 

PbO 2 2-

plumbito

S 2 O 5 2-

pirossulfito

CrO 4 2-

(orto)cromato

PbO 3 2-

plumbato

S 2 O 6 2-

hipossulfato

Cr 2 O 7 2-

dicromato

Se 2-

seleneto

S 2 O 7 2-

pirossulfato

MoO 4 2-

molibidato

SeO 3 2-

selenito

S 2 O 8 2-

peroxodissulfato

WO 4 2-

tungstato

SeO 4 2-

selenato

S 4 O 6 2-

tetrationato

MnO 3 2-

manganito

Te 2-

telureto

S n O 6 2-

politionato

MnO 4 2-

manganato

TeO 3 2-

telurito

(n = 2, 3, 4, 5, 6)

FeO 4 2-

ferrato

TeO 4 2-

telurato

 

TABELA DE ÂNIONS TRIVALENTES: 3-

 

DO NITROGÊNIO

DOS METAIS DE TRANSIÇÃO

   

CONTINUAÇÃO DOS OUTROS

N 3-

nitreto

[Fe(CN) 6 ] 3-

ferricianeto

AsO 4 3-

arsenato

DO FÓSFORO

OUTROS

 

SbO 3 3-

antimonito

P 3-

fosfeto

BO 3 3-

borato

SbO 4 3-

antimonato

PO 4 3-

fosfato

AsO 3 3-

arsenito

 
 

TABELA DE ÂNIONS TRETRAVALENTES: 4-

 

DO FÓSFORO

DOS METAIS DE TRANSIÇÃO

   

OUTROS

P 2 O 6 4-

hipofosfato

[Fe(CN) 6 ] 4-

ferrocianeto

C 4-

carbeto

P 2 O 7 4-

pirofosfato

 

SiO 4 4-

silicato

 

TABELA DE CÁTIONS

 

MONOVALENTE: 1+

CONTINUAÇÃO BIVALENTE: 2+

 

CONTINUAÇÃO TRIVALENTE: 3+

H +

hidronio

Zn 2+

zinco

Fe 3+

férrico

NH 4 +

amônio

Cd 2+

cádmio

Co 3+

cobáltico

Li +

lítio

Cu 2+

cúprico

Ni 3+

niquélico

Na +

sódio

Hg 2+

mercúrico

Mn 3+

mangânico

K +

potássio

Cr 2+

cromoso

As 3+

arsenioso

Rb +

rubídio

Fe 2+

ferroso

Sb 3+

antimonioso

Cs +

césio

Co 2+

cobaltoso

TRETRAVALENTE: 4+

Ag +

prata

Ni 2+

niqueloso

Sn 4+

estânico

Cu +

cuproso

Sn 2+

estanoso

Pb 4+

plúmbico

Hg +

mercuroso

Pb 2+

plumboso

Pt 4+

platínico

Au +

auroso

Mn 2+

manganoso

Ti 4+

titânico

BIVALENTE: 2+

Pt 2+

platinoso

PENTAVALENTE: 5+

Be 2+

berílio

Ti 2+

titanoso

As 5+

arsênico

Mg 2+

magnésio

TRIVALENTE: 3+

Sb 5+

antimônico

Ca 2+

cálcio

A3+

alumínio

 

Sr 2+

estrôncio

Bi 3+

bismuto

NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS

Ba 2+

bário

Au 3+

áurico

TERMINAÇÃO

TERMINAÇÃO

Ra 2+

rádio

Cr 3+

crômico

DO ÂNION

DO ÁCIDO

 

eto

ídrico

ito

oso

ato

ico

ATIVIDADE DE PRODUÇÃO (VOCÊ SABENDO MAIS)

Leia o texto abaixo e responda as questões:

CHUVA ÁCIDA

COMO SE FORMA?

abaixo e responda as questões: CHUVA ÁCIDA COMO SE FORMA? Os óxidos de enxofre – (SO

Os óxidos de enxofre (SO 2 e SO 3 ) e os óxidos de nitrogênio (NO e NO 2 ) são poluentes do ar. Eles se misturam com a umidade na atmosfera e formam os ácidos (H 2 SO 4 , HNO 2 e HNO 3 ), assim, a chuva ácida acontece. Ventos fortes transportam o ácido, e a chuva ácida cai, tanto na forma de precipitação como na forma de partículas secas. A chuva ácida pode cair até 3.750 quilômetros de distância da fonte original da poluição. As chaminés e os automóveis do centro industrial do meio-oeste causam chuva ácida que prejudica o leste dos Estados Unidos e o noroeste do Canadá. Grande parte da chuva ácida que cai na Escandinávia vem de origens européias do oeste, do Reino Unido em particular.

As áreas que recebem a chuva ácida não são igualmente afetadas por ela. A capacidade de uma região de neutralizar os ácidos determina o tamanho do prejuízo em potencial. O solo alcalino neutraliza o ácido. Portanto, as áreas com solos altamente alcalinos são menos prejudicadas do que aquelas áreas onde o solo é neutro ou ácido.

O QUE CAUSA PARA O HOMEM?

Saúde: a chuva ácida libera metais tóxicos que estavam no solo. Esses metais podem alcançar rios e serem utilizados pelo homem causando sérios problemas de saúde. O seu vapor no ar ao ser respirado causa vários problemas respiratórios.

Prédios, casas, arquitetura: a chuva ácida ajuda a corroer os materiais usados nas construções como casas, edifícios e arquitetura, destruindo represas, turbinas hidrelétricas etc.

Meio ambiente

1. Lagos: os lagos podem ser os mais prejudicados com o efeito da chuva ácida, pois podem ficar totalmente

acidificados, perdendo toda a sua vida.

2. Desmatamentos: a chuva ácida faz clareiras, matando duas ou três árvores. Imagine uma floresta com

muitas árvores utilizando mutuamente, agora duas árvores são atingidas pela chuva ácida e morrem, algum tempo após muitas plantas que se utilizavam da sombra destas árvores morrem e assim vão indo até formar uma

clareira. Essas reações podem destruir florestas.

3. Agricultura: a chuva ácida afeta as plantações quase do mesmo jeito que das florestas, só que é destruída

mais rápido já que as plantas são do mesmo tamanho, tendo assim mais áreas atingidas.

COMO EVITAR A CHUVA ÁCIDA

Conservar energia: Hoje em dia o carvão, o petróleo e o gás natural são utilizados para suprir 75% dos

gastos com energia. Nós podemos cortar estes gastos pela metade e ter um alto nível de vida. Eis algumas sugestões para economizar energia;

Transporte coletivo: diminuindo-se o número de carros a quantidade de poluentes também diminui;

Utilização do metrô: por ser elétrico polui menos do que os carros;

Utilizar fontes de energia menos poluentes: energia hidrelétrica, energia geotérmica, energia das marés,

energia eólica (dos moinhos de vento), energia nuclear (embora cause preocupações para as pessoas, em relação a possíveis acidentes e para onde levar o lixo nuclear).

Purificação dos escapamentos dos veículos: utilizar gasolina sem chumbo e conversores catalíticos;

Utilizar combustíveis com baixo ou nenhum teor de enxofre.

QUESTÕES:

1)

O que você entende por chuva ácida?

2)

Quais os malefícios que a chuva ácida poderá trazer ao ser humano?

3)

O que você faria no seu dia-dia para evitar a chuva ácida?

4)

ENEM - Uma região industrial lança ao ar gases como o dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio,

causadores da chuva ácida. A figura mostra a dispersão desses gases poluentes.

Considerando o ciclo da água e a dispersão dos gases, analise as seguintes possibilidades: I.As

Considerando o ciclo da água e a dispersão dos gases, analise as seguintes possibilidades:

I.As águas de escoamento superficial e de precipitação que atingem o manancial poderiam causar aumento de acidez da água do manancial e provocar a morte de peixes. II.A precipitação na região rural poderia causar aumento de acidez do solo e exigir procedimentos corretivos, como a calagem. III.A precipitação na região rural, embora ácida, não afetaria o ecossistema, pois a transpiração dos vegetais neutralizaria o excesso de ácido. Dessas possibilidades,

a) pode ocorrer apenas a I.

b) pode ocorrer apenas a II.

c) podem ocorrer tanto a I quanto a II.

d) podem ocorrer tanto a I quanto a III.

e) podem ocorrer tanto a II quanto a III.