Você está na página 1de 6

PEREGRINAÇÃO À PORTA SANTA SANTUÁRIO NOSSA SENHORA APARECIDA - SBC

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA PAZ 28 DE AGOSTO DE 2016 22º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO C VERDE

DE 2016 22º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO C – VERDE REFLEXÃO – FORA DA IGREJA

REFLEXÃO FORA DA IGREJA

cortamos esta corda. E quando nos arrependemos sinceramente, a amizade com Deus restabelece-se de

 

CANTO DE ACOLHIDA

A. Irmãos e irmãs, hoje estamos reunidos em comunidade, para realizarmos com muita fé e esperança, a passagem pela Porta Santa, que é para nós, a grande porta de misericórdia de Deus. A peregrinação que fizemos até aqui, é um sinal peculiar do Ano Santo, e sinal de que a própria misericórdia é uma meta a alcançar e que exige empenho e sacrifício, e a mesma, deve ser acompanhada de uma peregrinação interior. A peregrinação sinaliza também a proposta de uma conversão pastoral na perspectiva da misericórdia. Portanto, só seremos verdadeiramente felizes se estivermos em plena comunhão com Deus e com os demais que estiverem ao nosso redor. Quanto mais próximos de Deus, mais felizes nos tornamos. Vamos

novo. Então ele pega nas duas pontas da corda e dá um nó para a emendar. A corda vai ficando cada vez mais curta, e assim aproximamo-nos cada vez mais de Deus.

L. Foi-lhes distribuído um pedaço de corda, à semelhança da história que escutamos. Vamos imaginar que este pedaço de corda é de fato a nossa ligação com Deus. Sabemos que nenhum de nós é capaz de manter esta ligação intacta. Mas é preciso que nos reconheçamos doentes, pecadores, infiéis ao amor de Deus, como este homem que ouvimos na história. Sem isto não poderá haver cura, perdão, misericórdia e não poderemos restabelecer a nossa ligação com Deus.

CANTO PARA REFLEXÃO

ouvir uma história recolhida de uma tradição popular de Tocantins, que nos ajudará a refletir a necessidade do perdão de Deus para que tenhamos vida plena.

L. Na aldeia havia um homem que vivia sempre muito sereno. Irradiava paz, simpatia, bondade. As pessoas interrogavam-se sobre a razão de ser de uma vida tão feliz, até porque toda a gente sabia que esse homem não era nenhum santo. Um dia, um vizinho perguntou- lhe qual a razão de viver com tanta serenidade. Ele respondeu: “Acredito no amor de Deus para conosco e procuro corresponder a esse amor”. “Mas nunca se sentiu pecador”? Perguntou o vizinho. O homem respondeu: “Sim e muitas vezes. Mas apesar disso, sinto-me cada vez mais perto de Deus. Eu explico-lhe melhor”.” Então explica-me, por favor”, insistiu o vizinho. O homem disse: “eu imagino que cada um de nós está ligado a Deus por uma corda. Quando pecamos,

 

RITOS INICIAIS FORA DA IGREJA

A. Na certeza da imensa misericórdia de Deus para conosco. Iniciemos a nossa Santa Missa, com muita fé e alegria. Cantando:

1.

CANTO DE ABERTURA

2.

SAUDAÇÃO

S.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T.

Amém

S.

A graça, a paz e a misericórdia de Deus nosso Pai e

de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco.

T.

Bendito seja a Deus que nos reuniu no amor de

Cristo.

3.

ATO PENITENCIAL

Senhor, estejam convosco. T. Bendito seja a Deus que nos reuniu no amor de Cristo. 3.

S. Todos nós temos grandes ou pequenas faltas no dia-

a-dia de nossas vidas. É importante reconhecer que somos pecadores e dispormo-nos para celebrar com fé, humildade e verdadeiro propósito de mudar a vida. Certos que a nossa autêntica felicidade e libertação só vem do Senhor, Libertador e Redentor do homem, preparemo-nos para O acolher na nossa casa, para que seja em nós perdão, graça e vida nova. Façamos o nosso exame de consciência:

L. Pelas vezes em que damos falsas imagens de nós

próprios, pelas vezes em que mentimos em proveito

próprio, pelas vezes em que não somos sinceros uns com os outros, nós vos pedimos perdão:

T. Senhor, tende piedade de nós. Somos o Teu povo

pecador. Toma a nossa vida de pecado e dor, enche-

nos com Teu Espírito de amor. CANTO: Misericórdia Senhor, Misericórdia, Misericórdia!

L. Pelas vezes em que não soubemos aproveitar o tempo, pelas vezes em que o perdemos em coisas sem

interesse, pelas vezes em que não tivemos tempo para dar aos outros, nós vos pedimos perdão.

T. Cristo, tende piedade de nós. Somos o Teu povo

pecador. Toma a nossa vida de pecado e dor, enche-

nos com Teu Espírito de amor. CANTO: Misericórdia Senhor, Misericórdia, Misericórdia!

L. Pelas vezes em que nos deixamos manipular facilmente pelos fios do prazer, da posse de coisas, do

orgulho, pelos fios do individualismo, da violência, da indiferença, nós vos pedimos perdão.

T. Senhor, tende piedade de nós. Somos o Teu povo

pecador. Toma a nossa vida de pecado e dor, enche-

T. Cristo, tende piedade de nós. Somos o Teu povo

pecador. Toma a nossa vida de pecado e dor, enche- nos com Teu Espírito de amor.

CANTO: Misericórdia Senhor, Misericórdia, Misericórdia!

L. Pelas vezes em que não respeitamos a natureza,

somos insensíveis aos fenômenos da poluição do planeta ou poluímos a humanidade com a nossa maldade, nós vos pedimos perdão.

T. Senhor, tende piedade de nós. Somos o Teu povo

pecador. Toma a nossa vida de pecado e dor, enche- nos com Teu Espírito de amor.

CANTO: Misericórdia Senhor, Misericórdia, Misericórdia!

L. Pelas vezes em que não vivemos de acordo com a

mensagem de Cristo, pelas vezes em que não participamos da Eucaristia, pelas vezes em que não demos testemunho de vida nova, nós vos pedimos perdão.

T. Cristo, tende piedade de nós. Somos o Teu povo

pecador. Toma a nossa vida de pecado e dor, enche- nos com Teu Espírito de amor. CANTO: Misericórdia Senhor, Misericórdia, Misericórdia!

S. Inclinados profundamente, confessemos os nossos pecados a Deus e uns aos outros.

T. Confesso a Deus todo poderoso e a vós irmãos e

irmãs, que pequei muitas vezes, por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha

tão grande culpa e peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus nosso Senhor.

S. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe

nos com Teu Espírito de amor.

os nossos pecados e nos conduza a vida eterna.

CANTO: Misericórdia Senhor, Misericórdia,

T.

Amém.

Misericórdia!

S.

Ó Deus, que ao criar a luz no começo do mundo,

L. Pelas vezes em que apenas procuramos viver bem,

possuindo muitas coisas para nosso prazer imediato e

nos esquecemos dos valores da fraternidade e da justiça, nós vos pedimos perdão.

dissipastes as densas trevas, apressai a vinda do criador da luz, por vós preparada antes dos séculos, para que, libertados do antigo erro e preparados pelas boas obras,

caminhemos ao encontro do vosso Filho. Que convosco vive e reina para sempre.

inteligente reflete sobre as palavras dos sábios, e com ouvido atento deseja a sabedoria. Palavra do Senhor.

T. Amém.

T.

Graças a Deus.

ENTRADA NA IGREJA

7.

SALMO RESPONSORIAL 68 (67)

A. Irmãos e irmãs, com muita fé e esperança, na certeza

das palavras do nosso Santo Padre, o Papa Francisco, entremo-nos por esta porta, que não somente é Porta Santa, mas sim, a grande porta da misericórdia de Deus, que acolhe o nosso arrependimento, oferecendo a graça do seu perdão. Cantemos:

CANTO: HINO DA MISERICÓRDIA

4. HINO DE LOUVOR

5. ORAÇÃO

S. Oremos: (pausa) Deus do universo, fonte de todo

bem, derramai em nossos corações o vosso amor e

estreitai os laços que nos unem convosco para alimentar em nós o que é bom e guardar com solicitude o que nos destes. P.N.S.J.C.

T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

A. A Palavra do Senhor convida à humildade, que não é

humilhação e sim reconhecer a pequenez humana diante da grandeza divina. Ela é virtude e sinal de um coração convertido e sábio. Ouçamos:

6. PRIMEIRA LEITURA (Eclo 3, 19-21.30-31)

Leitura do Livro do Eclesiástico. Filho, realiza teus trabalhos com mansidão e serás amado mais do que um homem generoso. Na medida em que fores grande, deverás praticar a humildade, e assim encontrarás graça diante do Senhor. Muitos são altaneiros e ilustres, mas é aos humildes que ele revela seus mistérios. Pois grande é o poder do Senhor, mas ele é glorificado pelos humildes. Para o mal do orgulhoso não existe remédio, pois uma planta de pecado está enraizada nele, e ele não compreende. O homem

Com carinho preparaste uma mesa para o pobre!

Os justos se alegrem na presença do Senhor, rejubilam satisfeitos e exultam de alegria! Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome! O Seu nome é Senhor, exultai diante dele!

Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protetor, é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor que dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

Derramastes lá do alto um chuva generosa, e vossa terra, vossa herança já cansada, renovastes, e ali vosso rebanho encontrou sua morada, com carinho preparastes essa terra para o pobre.

8. SEGUNDA LEITURA (Hb 12, 18-19.22-24a)

Leitura da Carta aos Hebreus. Irmãos: Vós não vos aproximastes de uma realidade palpável: “fogo ardente e escuridão, trevas e tempestade, 19som da trombeta e voz poderosa”, que os ouvintes suplicaram não continuasse. Mas vós vos aproximastes do monte Sião e da cidade do Deus vivo, a Jerusalém celeste; da reunião festiva de milhões de anjos; da assembleia dos primogênitos, cujos nomes estão escritos nos céus; de Deus, o Juiz de todos; dos espíritos dos justos, que chegaram à perfeição; de Jesus, mediador da nova aliança. Palavra do Senhor.

T.

Graças a Deus.

9.

EVANGELHO (Lc 14, 1.7-14)

S.

O Senhor esteja convosco.

T.

Ele está no meio de nós.

S.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo

Lucas.

T. Glória a vós, Senhor.

Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola: Quando tu fores convidado para uma festa de

casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que

‘Dá o lugar a ele’. Então tu ficarás envergonhado e irás

misericórdia

do

Senhor

em

nossas

vidas,

nós

vos

tenha sido convidado alguém mais importante do que tu,

pedimos:

 

e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer:

T.

Senhor, com sua infinita misericórdia, ouvi-nos.

 

ocupar o último lugar. Mas, quando tu fores convidado,

L.

Senhor nosso Deus, Pastor e Guia de todos os fiéis,

vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’.

olhai com bondade para o Papa Francisco e nosso bispo diocesano D. Pedro; amparai-os com o vosso amor para

E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os

que, com as suas palavras e exemplos, conduzam os

convidados. Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado”. E disse também a

fiéis que lhes confiastes e cheguem juntamente com eles à vida eterna, nós vos pedimos

quem o tinha convidado: “Quando tu deres um almoço

T.

Senhor, com sua infinita misericórdia, ouvi-nos.

 

ou um jantar, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem teus vizinhos ricos. Pois

L. Senhor, abençoai e encorajai o Padre Paulo e o

estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos.

Diácono João Lázaro a frente de nossa comunidade, concedendo-os sabedoria e entendimento para nos guiar aos caminhos de Vosso Reino, nós vos pedimos:

Então tu serás feliz. Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

T.

Senhor, com sua infinita misericórdia, ouvi-nos.

Palavra da Salvação.

L.

Senhor, abençoai o Reitor Pe. Alex e o Vice- Reitor

T. Glória a vós, Senhor.

10. PROFISSÃO DE FÉ

11. PRECES DA COMUNIDADE

S. Confiantes em que Deus derrama generosamente sua

Pe. José Ailton e toda a comunidade do Santuário de Nossa Senhora Aparecida que nos recebeu de braços abertos e com amor fraterno, para que juntos possamos partilhar este momento de passagem pela Porta Santa

para recebermos juntos a misericórdia divina em nossas

vidas.

graça, como a chuva que do céu nos vem, preparada com carinho para os seus, apresentemos nossa preces.

T.

Senhor, com sua infinita misericórdia, ouvi-nos.

S.

Senhor que sois um Deus bondoso e compreensivo,

L. Senhor, encorajai os vossos servos que chamastes

para uma vocação nos diversos ministérios da comunidade, Nossa Senhora da Paz, para que sejam

perseverantes em ser no mundo sinal do vosso Reino, nós vos pedimos:

T. Senhor, com sua infinita misericórdia, ouvi-nos.

L. Senhor, fazei que o vosso povo reconheça que a

sociedade necessita da presença de cristãos engajados em participar das comunidades, a fim de fazer os povos de todo mundo viver cada vez mais conforme o vosso Reino, nós vos pedimos:

concedei-nos ter para com nossos irmãos e irmãs os vossos Sentimentos de amor e união pelo fortalecimento de nossa comunidade na vida cristã. Por Cristo, nosso

Senhor.

T. Amém.

LITURGIA EUCARÍSTICA

A. Exultando diante do Senhor, bendizendo seu santo nome, apresentemos a oferta singela, pão e vinho, frutos do trabalho humano, devolvidos como salvação e vida.

T.

Senhor, com sua infinita misericórdia, ouvi-nos.

13. CANTO DAS OFERENDAS

L.

Por todos nós aqui reunidos, para que não cedamos

14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

ao orgulho e a arrogância, mas busquemos viver a

S. Orai irmãos e irmãs

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,

discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É

para a glória do seu nome, para o nosso bem e de

O

MEU CORPO QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

toda a santa igreja.

S.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomando o cálice

S. Ó Deus, o sacrifício que vamos oferecer, nos traga

sempre a graça da salvação, e vosso poder leve à plenitude o que realizaremos nesta liturgia. P.C.N.S.

T. Amém

15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA VI B (Deus conduz sua Igreja pelo caminho da salvação)

em suas mãos, deu graças novamente, e o entregou a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI:

ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS, E POR TODOS, PARA A REMISSÃO DOS PECADOS, FAZEI ISTO, EM MEMÓRIA DE MIM.

S. Eis o mistério da fé.

T. Anunciamos Senhor a vossa morte, e

S.

O Senhor esteja convosco.

proclamamos a vossa ressurreição, vinde Senhor

T.

Ele está no meio de nós.

Jesus.

S.

Corações ao alto.

S.

Celebrando, ó Pai santo, a memória de Cristo, vosso

T.

O nosso coração está em Deus.

Filho, nosso Salvador, que pela paixão e morte de cruz

S.

Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

fizestes entrar na glória da ressurreição e colocastes à

T.

É nosso dever e salvação.

vossa direita, anunciamos a obra do vosso amor, até que

S.

salvação dar-vos graças, sempre e em todo lugar,

Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e

ele venha, e vos oferecemos o pão da vida e o cálice da benção.

Senhor, Pai santo, criador do mundo e fonte da vida.

S.

Olhai com bondade para a oferta da vossa Igreja.

Nunca abandonais a obra da vossa sabedoria, agindo sempre no meio de nós. Com vosso braço poderoso, guiastes pelo deserto o vosso povo de Israel. Hoje, com a luz e a força do Espírito Santo, acompanhais sempre a

Nela vos apresentamos o sacrifício pascal de Cristo, que vos foi entregue. E concedei que, pela força do Espírito do vosso amor, sejamos contados, agora e por toda a eternidade, entre os membros do vosso Filho, cujo Corpo

vossa Igreja, peregrina neste mundo; e por Jesus Cristo,

e

Sangue comungamos.

vosso Filho, a acompanhais pelos caminhos da história

T.

Aceitai, ó Senhor, a nossa oferta.

até a felicidade perfeita em vosso reino. Por essa razão,

S. Fortalecei, Senhor, na unidade os convidados a

também nós, com os Anjos e Santos, proclamamos a vossa glória, cantando (dizendo) a uma só voz:

participar da vossa mesa, Em comunhão com o nosso papa Francisco e o nosso bispo Pedro, com todos os

T.

Santo, Santo, Santo

bispos, presbíteros, diáconos e com todo o vosso povo,

S.

Na verdade, ó Pai, vós sois santo e digno de louvor, ó

possamos irradiar confiança e alegria e caminhar com fé

Deus, que amais os seres humanos e sempre os assistis

e

esperança pelas estradas da vida.

no caminho da vida. Na verdade, é bendito o vosso

T.

Tornai viva nossa fé, nossa esperença.

Filho, presente no meio de nós, quando nos reunimos por seu amor. Como outrora aos discípulos, ele nos revela as Escrituras e parte o pão para nós.

S. Lembrai-vos dos nossos irmãos e irmãs que

adormeceram na paz do vosso Cristo e de todos os falecidos, cuja fé só vós conhecestes, acolhei-os na luz

T.

O vosso Filho permaneça entre nós.

da vossa face e concedei-lhes, no dia da ressurreição, a

S.

Nós vos suplicamos Pai de bondade, que envieis o

plenitude da vida.

vosso Espírito Santo para santificar estes dons do pão e

T.

Concedei-lhes, ó Senhor, a luz eterna.

do vinho, a fim de que se tornem para nós o Corpo e Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.

S.

terrestre, chegarmos todos à morada eterna, onde

Concedei-nos ainda, no fim da nossa peregrinação

T.

Mandai o vosso Espírito Santo.

viveremos para sempre convosco e, em comunhão com

S.

Na véspera de sua paixão, durante a última Ceia, ele

a

bem-aventurada Virgem Maria, com São José, seu

tomou o pão, deu graças e o partiu e deu a seus

esposo, com os Apóstolos e Mártires, e todos os Santos,

vos louvaremos e glorificaremos, por Jesus Cristo, vosso

18.

AÇÃO DE GRAÇAS

Filho.

S.

Nós vos damos graças, Senhor Jesus, porque estais

S. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai

todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

T. Amém.

RITO DA COMUNHÃO

sempre pronto a oferecer-nos perdão renovando a amizade e a aliança que nos une a vós. Ajudai-nos a

perdoar também de todo o nosso coração aos que nos ofendem. Daí-nos força para vivermos unidos no mesmo amor, dando testemunho de alegria nos nossos ambientes. Vós que viveis e reinais, com o Pai na unidade do Espírito Santo.

T.

Pai nosso, que estais nos céus

T.

Amém

S.

Livrai-nos de todos os males, ó Pai e daí-nos hoje a

vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os

perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda de Cristo Salvador.

19.

MISERICÓRDIA

ORAÇÃO

Á

NOSSA

SENHORA

MÃE

DA

T. Ó Maria Santíssima, Mãe da Misericórdia, em meio

T.

Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

à violência que nos cerca e aos dramas da vida, nós recorremos a vós. Intercedei por nós, para que reine entre nós o perdão, a compreensão e a paz. Fazei- nos semelhantes a Jesus: o rosto da misericórdia, que tendo nos amado, amou-nos até o fim, dando sua vida por nós. Mãe da Misericórdia, fazei que sejamos misericordiosos como o Pai. Intercedei por nós que recorremos a vós. Amém.

S.

Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos apóstolos:

eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa Igreja, daí-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.

T.

Amém

S.

A paz do Senhor esteja sempre convosco.

T.

O amor de Cristo nos uniu.

S.

Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.

RITOS FINAIS

T.

Cordeiro de Deus

S.

Provai e vede como o Senhor é bom, feliz de quem

19.

BENÇÃO E DESPEDIDA

nele encontra seu refúgio. Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

S.

O Senhor esteja convosco!

T.

Senhor, eu não sou digno/a de que entreis em

T.

Ele está no meio de nós!

minha mora, mas dizei uma palavra e ser salvo/a.

 

S.

O Senhor vos conduza segundo o amor de Deus e

A. “Então tu serás feliz! Tu receberás a recompensa na

paciência de Cristo.

ressurreição dos justos”.

T.

Amém.

16. CANTO DE COMUNHÃO

S.

Para que possais caminhar na vida nova e agradar a

17. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

S. Oremos: (pausa) Restaurados à vossa mesa pelo pão

da vida, nós vos pedimos, ó Deus, que este alimento da

caridade fortifique os nossos corações e nos leve a vos servir em nossos irmãos e irmãs. P.C.N.S.

T. Amém

Deus em todas as coisas.

T. Amém.

S. Abençoe-vos Deus todo-poderoso Pai, e Filho, e Espírito Santo!

T. Amém.

20. CANTO FINAL