Você está na página 1de 9

Clubes Olímpicos de Matemática

Paulo Rodrigues 16 de Maio de 2016

1 Problemas Fáceis

(1)

A soma dos dois números primos é igual a 85. Qual é o produto destes dois números?

(a)

85

(b)

91

(c)

115

(d)

166

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução: Como 85 é ímpar, os dois números não podem ser primos. Portanto, a única solução é 2 + 83 = 85 e o produto é 166.

1

(2)

Sabe-se que

Determine o valor de

x

+ y

x

y + x y x + y

= 3.

x

2

+

y

x

2 y

2

2 +

x

2

2

y y 2 .

x

2

+

(a)

7/6

(b)

13/6

(c)

6

(d)

9

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução:

Portanto,

x + y

x y + x y

x + y

= (x + y) 2 + (x y) 2

x 2 y 2

2(x 2 + y 2 )

=

x 2 y 2

x

2

+

y

2

x 2 y 2

+ x 2 y 2

x 2 + y 2

2

= 3

2

+ 2

3 = 13

6 .

.

Duas urnas contêm cada uma três fichas numeradas com 1, 2 e 3. Uma ficha é escolhida ao acaso

de cada caixa e os números das fichas sorteadas são multiplicados. Qual é a probabilidade que o produto resultante seja par?

(3)

(a)

1/9

(b)

4/9

(c)

1/2

(d)

5/9

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução: O produto será ímpar se e somente se, os dois números sorteados forem ímpares. A probabi- lidade disto ocorrer é 2/3 · 2/3 = 4/9. Portanto, a probabilidade do produto ser par é 1 4/9 = 5/9.

3

(4)

A = 1 × 2 + 3 × 4 + 5 × 6 + · · · + 37 × 38 + 39

e

B = 1 + 2 × 3 + 4 × 5 + · · · + 36 × 37 + 37 × 39

foram obtidas intercalando sinais de + e × sucessivamente entre os inteiros de 1 a 39. Determine o valor da diferença positiva entre A e B.

As expressões

(a)

0

(b)

1

(c)

342

(d)

722

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução:

4

2

Problemas Médios

(5)

Qual é a área da região sombreada no retângulo 5 × 8 mostrado abaixo?

região sombreada no retângulo 5 × 8 mostrado abaixo? (a) 5 (b) 5,25 (c) 6,5 (d)

(a)

5

(b)

5,25

(c)

6,5

(d)

8

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução: Uma maneira de resolver o problema é observando que o centro do retângulo pertence a cada uma das retas traçadas. Deste modo, as distâncias do ponto de interseção das duas retas aos lados são conhecidas.

4 2, 5 1
4
2, 5
1

1

Então a área procurada pode ser calculada como

2 × ( 1 × 2, 5 + 1 × 4

2

2

5

) = 6, 5

(6) Um Icosaedro Regular é um sólido cujas faces são triângulos equiláteros e cinco triângulos encontram-se em cada vértice. O icosaedro regular mostrado abaixo tem um vértice no topo, um vértice na base, um pentágono superior de cinco vértices adjacentes ao vértice do topo e todos no mesmo plano horizontal, e um pentágono cujos vértices são todos adjacentes ao vértice inferior e estão em outro plano horizontal. Determine o número de caminhos do vértice do topo ao vértice da base de modo que cada parte do caminho é uma aresta que desce ou horizontal e de modo que nenhum vértice aparece duas vezes no caminho.

e de modo que nenhum vértice aparece duas vezes no caminho. (a) 250 (b) 810 (c)

(a)

250

(b)

810

(c)

900

(d)

1000

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução: Existem 5 modos de escolher a primeira aresta para “descer”; 9 modos de “andar” no primeiro pentágono (ficando no vértice ou indo para um dos outros 4 vértices por dois caminhos diferentes (1+2×4); dois modos de descer para o segundo pentágono e 9 modos de percorrer o segundo pentágono. Portanto, a resposta é

5 × 9 × 2 × 9 = 810.

6

3

Problemas Difíceis

(7)

mede a área de ABCD?

No trapézio ABCD com bases AB e CD, temos AB = 52, BC = 12, CD = 39, DA = 5. Quanto

(a)

182

(b)

195

(c)

210

(d)

234

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução: Por D trace uma paralela a CB, obtendo o ponto P sobre AB. Então P BCD é um paralelo- gramo e P B = 39, AP = 13, DP = 12. Portanto, os lados do triângulo AP D medem AP = 52 39 = 13, P D = 12 e AD = 5 e então ̸ ADP = 90 . Deste modo se h é a medida altura relativa a hipotenusa deste triângulo, temos 13h = 5 × 12 = 60, donde h = 60/13. Portanto, a área do trapézio ABCD é

(39 + 52) × 60/13

2

7

= 210.

(8)

Existem quantos pares de inteiros positivos (a, b), primos entre si, tais que

é um inteiro?

a + 14b

b

9a

(a)

4

(b)

6

(c)

9

(d)

infinitos

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

Solução: Seja k o valor da expressão dada. Então,

Deste modo,

Para a ser um inteiro,

9a 2 + 14b 2 = (9ab)k

⇐⇒ 9a 2 9kba + 14b 2 = 0.

a

= 9kb ± 81k 2 b 2 504b 2

18

= 3kb ± b 9k 2 56

6

9k 2 56 = m 2

⇐⇒

(3 k + m )(3 k m ) = 56 ,

.

e

56

= 1 · 56 = 2 · 28 = 4 · 14 = 7 · 8. Como (3k + m) + (3k m) = 6k, as únicas

possibilidades são 2 · 28

e

4 · 14. Assim obtemos m = 13, 5 and k = 5, 3 respectivamente. Então,

ou

a = 9 · 5b ± 3 · 13b , 9 · 3b ± 3 · 5b

6

6

a = 14b

3

b , 7b , 2b

3

,

3

3 .

Logo, se fizermos b = 3, obtemos a = 14ℓ, ℓ, 7ℓ, 2. A menos no caso = 1, A e B não são primos entre si. Temos então quatro soluções: (1, 3), (2, 3), (7, 3), (14, 3).

8

(9)

Calcule

ax 5

+ by 5 se

 

ax + by

=

ax

2

+

by 2

=

ax

3

+

by 3

=

ax

4

+

by 4

=

(a)

20

(b)

30

(c)

90

(d)

102

(e)

Nenhuma das respostas anteriores.

 

3,

7,

16,

42.

Solução: Sejam S = (x + y) e P = xy. Então a relação

(ax n + by n )(x + y) = (ax n+1 + by n+1 ) + (xy)(ax n1 + by n1 )

podemos fazer:

Logo,

(ax 2 + by 2 )(x + y) (ax 3 + by 3 )(x + y)

=

=

7S

16S

(ax 3 + by 3 ) + (xy)(ax + by)

(ax 4 + by 4 ) + (xy)(ax 2 + by 2 )

=

=

16 + 3P 42 + 7P

Consequentemente, S = 14 and P = 38. Finalmente:

(ax 4 + by 4 )(x + y)

=

(42)(S)

=

(42)(14)

=

ax 5 + by 5

=

(ax 5 + by 5 ) + (xy)(ax 3 + by 3 )

(ax 5 + by 5 ) + (P )(16) (ax 5 + by 5 ) + (38)(16)

20

9