Você está na página 1de 36

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL,

ARQUITETURA E URBANISMO

CATÁLOGO DOS

CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

2010
FICHA CATALOGRÁFICA
(Preparada pela Biblioteca Central da Unicamp)
ZD D?
3 Universidade Estadual de Campinas 3
3 Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e 3
3 Urbanismo 3
3 Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação 2010. 3
3 Campinas, 2010. 3
3 36 p. 3
3 3
3 3
3 1. Catálogos. I. Título. 3
@D DY
Este Catálogo é editado anualmente pela
Comissão Central de Pós-Graduação
Universidade Estadual de Campinas
Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo
13.083-970 - Campinas - SP - Brasil
Fone: (019) 3521-4954/3521-4955
Fone: (019) 3521-4885
http://www.prpg.unicamp.br

Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo


Caixa Postal 6021
CEP 13.083-852
Fone: (019) 3521-2307
E-mail: posfec@fec.unicamp.br
http://www.fec.unicamp.br
CALENDÁRIO ESCOLAR DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

UNICAMP/2010

metades do 1º período letivo de 2010, na WEB.


JANEIRO/2010 15 e 16 - Período de Ajustes dos Pedidos de Alteração de
01 - Confraternização Universal. Matrícula do 1º período letivo de 2010 e em disciplinas
04 - Início das atividades das disciplinas oferecidas nas oferecidas nas 1ª e 2ª metades do 1º período letivo de
Férias de Verão. 2010.
06 - Último dia para entrada de Conceitos e Frequências do 18 a 29 - Período para solicitação de Desistência de Matrícula
2º período letivo de 2009 e de disciplinas oferecidas na em Disciplinas oferecidas na 1ª metade do 1º período
2ª metade do 2º período letivo de 2009, na WEB. letivo de 2010, aluno regular na WEB e estudante
13 a 15 - Alteração de Matrícula em Disciplinas oferecidas nas especial na DAC.
Férias de Verão, na WEB. 18 a 03/05 - Período para solicitação de Desistência de Matrícula
14 - Último dia para as Coordenadorias de Cursos em Disciplinas do 1º período letivo de 2010, aluno
protocolizarem na DAC o pedido de emissão da carta regular na WEB e estudante especial na DAC.
de aceitação para alunos estrangeiros, regulares e 19 - Coordenadorias de Curso recebem os Relatórios
especiais para o 1º período letivo de 2010. referentes à Elaboração dos Horários do 2º Período
15 - Último dia para a DAC encaminhar às Coordenadorias Letivo de 2010.
de Pós-Graduação os processos para elaboração do 22 a 31/05 - Prazo para as Coordenadorias de Curso incluírem e
Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação do ano de efetuarem alterações de horários das disciplinas a
2011. serem oferecidas no 2º período letivo de 2010, 1ª e 2ª
18 a 04/05 - Período para as Coordenadorias de Programas metades do 2º período letivo de 2010 e disciplinas a
efetuarem as propostas para elaboração do Catálogo serem oferecidas nas férias de inverno.
dos Cursos de Pós-Graduação do ano de 2011.
18 a 25 - Desistência de Matrícula em Disciplinas oferecidas nas
Férias de Verão, na DAC. ABRIL/2010
27 - Comissão Central de Pós-Graduação - CCPG recebe 01 a 03 - Não haverá atividades.
da Gráfica Central os Catálogos dos Cursos de Pós- 21 - Não haverá atividades.
Graduação para o ano de 2010. 28 a 30 - Matrícula em disciplinas que serão oferecidas na 2ª
metade do 1º período letivo de 2010, na DAC.
FEVEREIRO/2010
10 a 12 - Matrícula em disciplinas para o 1º período letivo de MAIO/2010
2010 e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª 01 - Não haverá atividades.
metades do 1º período letivo de 2010 - Alunos 03 - Último dia para solicitação de Desistência de Matrícula
Ingressantes. em Disciplinas do 1º período letivo de 2010, aluno
12 - Término das atividades das disciplinas oferecidas nas regular na WEB e estudante especial na DAC.
Férias de Verão. 04 - Último dia para as Coordenadorias de Curso
13 a 17 - Não haverá atividades. encaminharem à DAC os processos para a Elaboração
13 a 23 - Período para entrada de Conceitos e Frequências das do Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação para o ano
disciplinas oferecidas nas Férias de Verão, na WEB. de 2011.
18 e 19 - Exames Finais das disciplinas oferecidas nas Férias de 05 - Prazo Final para o cumprimento da Carga Horária e
Verão. Programas da 1ª metade do 1º período letivo de 2010.
22 a 26 - Período para Adequação de Matrículas do 1º período (No decorrer da 1ª metade do 1º período letivo há
letivo de 2010. necessidade da reposição de um sábado para que se
27 - DAC divulga na WEB: Relatório de Matrícula e complete a carga horária das disciplinas ministradas
Histórico Escolar. nesse dia).
- Término das disciplinas oferecidas na 1ª metade do 1º
período letivo de 2010.
MARÇO/2010 06 - Início das atividades das disciplinas oferecidas na 2ª
01 - Início das atividades do 1º período letivo de 2010. metade do 1º período letivo de 2010.
- Matrícula Suplementar para o 1º período letivo de 2010 06 a 10 - Período para entrada de Conceitos e Frequências da 1ª
e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª metade do 1º período letivo de 2010, na WEB.
metades do 1º período letivo de 2010 - Alunos 12 a 14 - Alteração de Matrícula em Disciplinas oferecidas na 2ª
Ingressantes. metade do 1º período letivo de 2010, na WEB.
03 e 04 - Estudante especial - inscrição em disciplinas isoladas 17 - Último dia para as Coordenadorias de Cursos
de Pós-Graduação, na DAC. protocolizarem na DAC o pedido de emissão da carta
09 - Início do recebimento de pedidos de Alteração de de aceitação para alunos estrangeiros, regulares e
Matrícula do 1º período letivo de 2010 e em disciplinas especiais para o 2º período letivo de 2010.
oferecidas nas 1ª e 2ª metades do 1º período letivo de 17 a 01/06 - Período para solicitação de Desistência de Matrícula
2010, na WEB. em Disciplinas oferecidas na 2ª metade do 1º período
10 a 12 - Alteração de Matrícula em Disciplinas do 1º período letivo de 2010, aluno regular na WEB e estudante
letivo de 2010 e em disciplinas oferecidas nas 1ª e 2ª especial na DAC.

III
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

24 - Último dia para Trancamento de Matrícula do 1º letivo de 2010.


período letivo de 2010, na DAC. 30 - DAC divulga na WEB: Relatório de Matrícula e
31 - Último dia para as Coordenadorias de Cursos incluírem Histórico Escolar.
e efetuarem alterações de horários das disciplinas a
serem oferecidas no 2º período letivo de 2010, 1ª e 2ª
metades do 2º período letivo de 2010 e disciplinas a AGOSTO/2010
serem oferecidas nas férias de inverno. 02 a 04 - Período para entrada de Conceitos e Frequências das
disciplinas oferecidas nas Férias de Inverno, na WEB.
03 - Início das atividades do 2º período letivo de 2010.
JUNHO/2010 - Matrícula Suplementar para o 2º período letivo de 2010
01 - Último dia para solicitação de Desistência de Matrícula e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª
em Disciplinas oferecidas na 2ª metade do 1º período metades do 2º período letivo de 2010 - Alunos
letivo de 2010, aluno regular na WEB e estudante Ingressantes.
especial na DAC. 04 e 05 - Estudante Especial - inscrição em disciplinas isoladas
03 a 05 - Não haverá atividades. de Pós-Graduação, na DAC.
07 a 11 - Estudante Especial - pré-inscrição para cursar 09 - Último dia para as Coordenadorias de Programas
disciplinas isoladas de Pós-Graduação no 2º período encaminharem à DAC, devidamente conferidos, os
letivo, nas Unidades de Ensino. processos para a Elaboração do Catálogo dos Cursos
14 - Coordenadorias de Cursos recebem o Relatório Final de Pós-Graduação para o ano de 2011.
de Horários do 2º Período Letivo de 2010, 1ª e 2ª 10 - Início do recebimento de pedidos de Alteração de
metades do 2º período letivo de 2010 e disciplinas Matrícula do 2º período letivo de 2010 e em disciplinas
oferecidas nas férias de inverno. oferecidas nas 1ª e 2ª metades do 2º período letivo de
17 - DAC divulga na WEB os horários do 2º Período Letivo 2010, na WEB.
de 2010 e 1ª e 2ª metades do 2º período letivo de 2010 11 a 13 - Alteração de Matrícula em Disciplinas do 2º período
e disciplinas oferecidas nas férias de inverno. letivo de 2010 e em disciplinas oferecidas nas 1ª e 2ª
28 a 30 - Matrícula em disciplinas oferecidas nas Férias de metades do 2º período letivo de 2010, na WEB.
Inverno, na WEB. 16 e 17 - Período de Ajustes dos Pedidos de solicitações de
Alteração de Matrícula do 2º período letivo de 2010 e
em disciplinas oferecidas nas 1ª e 2ª metades do 2º
JULHO/2010 período letivo de 2010.
03 - Prazo Final para o cumprimento da Carga Horária e 19 a 31 - Período para solicitação de Desistência de Matrícula
Programas das disciplinas do 1º período letivo de 2010 em Disciplinas oferecidas na 1ª metade do 2º período
e disciplinas oferecidas na 2ª metade do 1º período letivo de 2010, aluno regular na WEB e estudante
letivo de 2010. especial na DAC.
04 a 19 - Período para entrada de Conceitos e Frequências do 1º 19 a 01/10 - Período para solicitação de Desistência de Matrícula
período letivo de 2010 e de disciplinas oferecidas na 2ª em Disciplinas do 2º período letivo de 2010, aluno
metade do 1º período letivo de 2010, na WEB. regular na WEB e estudante especial na DAC.
05 a 10 - Período de reposição de atividades e estudos do 1º 20 - Coordenadorias de Curso recebem os Relatórios
período letivo de 2010 e de disciplinas oferecidas na 2ª referentes à Elaboração dos Horários do 1º Período
metade do 1º período letivo de 2010. Letivo de 2011.
05 a 20 - Matrícula em disciplinas do 2º período letivo de 2010 e 30 - Último dia para a DAC encaminhar à Comissão Central
Matrícula em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª de Pós-Graduação - CCPG os processos para a
metades do 2º período letivo de 2010, na WEB. Elaboração do Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação
05 a 31 - Período das atividades das disciplinas oferecidas nas para o ano de 2011.
Férias de Inverno.
05 a 25/10 - Trancamento de Matrícula do 2º período letivo de 2010,
na DAC. SETEMBRO/2010
07 - Último dia para a DAC encaminhar às Coordenadorias 06 e 07 - Não haverá atividades.
de Programas, devidamente informados, os processos 15 - Parecer da Comissão Central de Pós-Graduação -
para a Elaboração do Catálogo dos Cursos de Pós- CCPG nos processos para a Elaboração do Catálogo
Graduação para o ano de 2011. dos Cursos de Pós-Graduação para o ano de 2011.
07 e 08 - Alteração de Matrícula em Disciplinas oferecidas nas - Não haverá atividades na Faculdade de Tecnologia -
Férias de Inverno, na WEB. Limeira.
08 - Término do 1º período letivo de 2010 e de disciplinas 22 - Último dia para a CCPG encaminhar à DAC os
oferecidas na 2ª metade do 1º período letivo de 2010. processos para a Elaboração do Catálogo dos Cursos
09 e 10 - Não haverá atividades. de Pós-Graduação para o ano de 2011, com as
12 a 17 - Exames Finais do 1º período letivo de 2010 e de respectivas deliberações.
disciplinas oferecidas na 2ª metade do 1º período letivo 22 e 23 - Congresso de Iniciação Científica de 2010. No período
de 2010. em que estiver sendo realizado o Congresso, os alunos
12 a 19 - Desistência de Matrícula em Disciplinas oferecidas nas estarão dispensados das aulas.
Férias de Inverno, na DAC. 23 a 10/11 - Prazo para as Coordenadorias de Cursos incluírem e
14 a 16 - Matrícula em disciplinas para o 2º período letivo de efetuarem alterações de horários das disciplinas a
2010 e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª serem oferecidas no 1º Período Letivo de 2011, 1ª e 2ª
metades do 2º período letivo de 2010 - Alunos metades do 1º período letivo de 2011 e de disciplinas a
Ingressantes. serem oferecidas nas Férias de Verão de 2011.
26 a 29 - Período para Adequação de Matrículas do 2º período 27 a 29 - Matrícula em Disciplinas que serão oferecidas na 2ª

IV
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

metade do 2º período letivo de 2010, na DAC. período letivo de 2011, na DAC.


30 - Prazo Final para o cumprimento da Carga Horária e 06 a 22 - Matrícula em Disciplinas para o 1º período letivo de
Programas das disciplinas oferecidas na 1ª metade do 2011 e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª
2º período letivo de 2010. (No decorrer da 1ª metade metades do 1º período letivo de 2011, na WEB.
do 2º período letivo há necessidade da reposição de 08 - Não haverá atividades.
uma segunda-feira para que se complete a carga 10 - Prazo Final para o cumprimento da Carga Horária e
horária das disciplinas ministradas nesse dia). Programas das disciplinas oferecidas no 2º período
- Término das disciplinas oferecidas na 1ª metade do 2º letivo de 2010 e de disciplinas oferecidas na 2ª metade
período letivo de 2010. do 2º período letivo de 2010. (No decorrer do 2º
- Divulgação do Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação período letivo há necessidade da reposição de uma
do ano de 2011, na WEB. segunda-feira para que se complete a carga horária
- DAC encaminha à Gráfica Central para impressão o das disciplinas ministradas nesse dia).
Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação para o ano de - Término do 2º período letivo de 2010 e de disciplinas
2011. oferecidas na 2ª metade do 2º período letivo de 2010.
11 a 21 - Período para entrada de Conceitos e Freqüências do 2º
período letivo de 2010 e de disciplinas oferecidas na 2ª
OUTUBRO/2010 metade do 2º período letivo de 2010, na WEB.
01 - Último dia para solicitação de Desistência de Matrícula 13 a 17 - Estudante Especial - pré-inscrição para cursar
em Disciplinas do 2º período letivo de 2010, aluno disciplinas isoladas de Pós-Graduação, nas Unidades
regular na WEB e estudante especial na DAC. de Ensino.
- Início das atividades das disciplinas oferecidas na 2ª 13 a 18 - Exames Finais do 2º período letivo de 2010.
metade do 2º período letivo de 2010. 15 a 17 - Matrícula em Disciplinas oferecidas nas Férias de
01 a 06 - Período para entrada de Conceitos e Frequências das Verão, na WEB.
disciplinas oferecidas na 1ª metade do 2º período letivo 24 a 31 - Não haverá atividades.
de 2010, na WEB.
04 a 06 - Alteração de Matrícula em Disciplinas oferecidas na 2ª
metade do 2º período letivo de 2010, na WEB. JANEIRO/2011
11 e 12 - Não haverá atividades.
01 - Confraternização Universal.
07 a 08/11 - Período para solicitação de Desistência de Matrícula
03 - Início das atividades das disciplinas oferecidas nas
em Disciplinas oferecidas na 2ª metade do 2º período
Férias de Verão.
letivo de 2010, aluno regular na WEB e estudante
- Comissão Central de Pós-Graduação - CCPG recebe
especial na DAC.
da Gráfica Central os Catálogos dos Cursos de Pós-
25 - Último dia para Trancamento de Matrícula do 2º
Graduação para o ano de 2011.
período letivo de 2010, na DAC.
11 - Último dia para as Coordenadorias de Cursos
28 a 30 - Não haverá atividades.
protocolizarem na DAC o pedido de emissão da carta
de aceitação para alunos estrangeiros, regulares e
NOVEMBRO/2010 especiais para o 1º período letivo de 2011.
01 e 02 - Não haverá atividades. 12 a 14 - Alteração de Matrícula em Disciplinas oferecidas nas
03 - Último dia para as Coordenadorias de Cursos Férias de Verão, na WEB.
protocolizarem na DAC o pedido de emissão da carta 17 a 24 - Desistência de Matrícula em Disciplinas oferecidas nas
de aceitação para alunos estrangeiros, para o Férias de Verão, na DAC.
oferecimento de disciplinas nas férias de verão 2011.
08 - Último dia para solicitação de Desistência de Matrícula FEVEREIRO/2011
em Disciplinas oferecidas na 2ª metade do 2º período
letivo de 2010, aluno regular na WEB e estudante 07 a 09 - Matrícula em disciplinas para o 1º período letivo de
especial na DAC. 2011 e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª
10 - Último dia para as Coordenadorias de Cursos incluírem metades do 1º período letivo de 2011 - Alunos
e efetuarem alterações de horários das disciplinas a Ingressantes.
serem oferecidas no 1º Período Letivo de 2011, 1ª e 2ª 12 - Término das atividades das disciplinas oferecidas nas
metades do 1º período letivo de 2011 e de disciplinas a Férias de Verão.
serem oferecidas nas Férias de Verão de 2011. 13 a 18 - Período para entrada de Conceitos e Freqüências das
15 - Não haverá atividades. disciplinas oferecidas nas Férias de Verão, na WEB.
18 - Coordenadorias de Cursos recebem o Relatório Final 14 e 15 - Exames Finais das disciplinas oferecidas nas Férias de
de Horários do 1º Período Letivo de 2011, 1ª e 2ª Verão.
metades do 1º período letivo de 2011 e de disciplinas a 14 a 18 - Período para Adequação de Matrículas do 1º período
serem oferecidas nas Férias de Verão de 2011. letivo de 2011.
20 - Não haverá atividades. 21 - DAC divulga na WEB: Relatório de Matrícula e
23 - DAC divulga na WEB os horários do 1º Período Letivo Histórico Escolar.
de 2011, 1ª e 2ª metades do 1º período letivo de 2011 22 - Início das atividades do 1º período letivo de 2011.
e de disciplinas a serem oferecidas nas Férias de - Matrícula Suplementar para o 1º período letivo de 2011
Verão de 2011. e em disciplinas a serem oferecidas nas 1ª e 2ª
metades do 1º período letivo de 2011 - Alunos
Ingressantes.
DEZEMBRO/2010 23 e 24 - Estudante Especial - inscrição em disciplinas isoladas
06 - Início do período para Trancamento de Matrícula do 1º de Pós-Graduação, na DAC.

V
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

MARÇO/2011 metades do 1º período letivo de 2011, na WEB.


05 a 09 - Não haverá atividades.
01 - Início do recebimento de pedidos de Alteração de 10 e 11 - Período de Ajustes dos Pedidos de Alteração de
Matrícula do 1º período letivo de 2011 e em disciplinas Matrícula do 1º período letivo de 2011 e em disciplinas
oferecidas nas 1ª e 2ª metades do 1º período letivo de oferecidas nas 1ª e 2ª metades do 1º período letivo de
2011, na WEB. 2011.
02 a 04 - Alteração de Matrícula em Disciplinas do 1º período
letivo de 2011 e em disciplinas oferecidas nas 1ª e 2ª

VI
FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL, ARQUITETURA E URBANISMO
Diretor: Leandro Palermo Junior

Secretário: Edmilson Roberto

PROGRAMAS Carlos Alberto Mariotoni, Eng. Eletricista (Unicamp, 1973);


• Engenharia Civil - Mestrado e Doutorado Eng. de Segurança do Trabalho (Unicamp, 1974); Mestre
(USP, 1977); Doutor (Univ. Southampton, 1981); Prof.
Titular (Unicamp, 2001).
ADMISSÃO
Carlos Gomes da Nave Mendes, Eng. Civil (USP, 1981);
Os períodos de inscrição, a forma de seleção e Mestre (USP, 1984); Doutor (USP, 1990).
seus critérios serão disponibilizados no portal da Faculdade Cássio Eduardo Lima de Paiva, Eng. Civil (Univ.
de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) - Mackenzie, 1977); Mestre (USP, 1982); Doutor (USP, 1989),
http://www.fec.unicamp.br Livre Docente (Unicamp, 2006).
Doris Catharine Cornelie Knatz Kowaltowski, Arquitetura
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO (Univ. de Melburn, Austrália, 1969); Mestre (Univ. Califórnia,
Berkeley, 1970); Doutor (Univ. da Califórnia, Berkeley,
Cassio Eduardo Lima de Paiva, Coordenador 1980); Livre-Docente (Unicamp, 1997); Titular (Unicamp,
José Luiz Antunes de Oliveira e Sousa, Coordenador 2008).
Associado, Membro
Edevar Luvizotto Junior, Eng. Civil (Unicamp, 1986);
Paulo Vatavuk, Membro
Mestre (USP, 1992); Doutor (USP, 1995).
Edson Aparecido Abdul Nour, Membro
Carlos Alberto Bandeira Guimarães, Membro Edison Fávero, Arquitetura (USP, 1976); Mestre (USP,
Silvia Aparecida Mikami Gonçalves Pina, Membro 1995); Doutor (USP, 2004).
Persio Leister de Almeida Barros, Membro Edson Aparecido Abdul Nour, Eng. de Alimentos
Paulerman Maria da Conceição Mendes, Secretária (Unicamp, 1984); Tecnol. Sanitária (Unicamp, 1985); Mestre
(Unicamp, 1990); Doutor (USP, 1996).
CORPO DOCENTE Eglé Novaes Teixeira, Eng. Civil (Unicamp, 1978); Mestre
(Unicamp, 1985); Doutor (USP, 1993).
Professores Plenos - Credenciados no Mestrado e Emilia Wanda Rutkowski, Ciências Biológicas (UFMG,
Doutorado em Engenharia Civil. 1976); Mestre (University of Stirling/Escócia, 1981); Doutor
(USP, 1999).
Abel Maia Genovez, Eng. Civil (Unicamp, 1975); Mestre Flavio Augusto Picchi, Eng. Civil (USP, 1979); Mestre
(USP, 1982); Doutor (USP, 1987); Livre-docente (Unicamp, (USP, 1984); Doutor (USP, 1993).
1991); Prof. Adjunto (Unicamp, 1995); Prof. Titular Francisco Antonio Menezes, Eng. Civil (Unicamp, 1975);
(Unicamp, 2001). Mestre (USP, 1982); Doutor (USP, 1990).
Ana Inés Borri Genovez, Eng. Civil (Univ. Córdoba, Gladis Camarini, Eng. Civil (Unicamp, 1981); Mestre (USP,
Argentina); Mestre (USP, 1986); Doutor (USP, 1991); Livre- 1988); Doutor (USP, 1995); Livre-Docente (Unicamp, 2003).
Docente (Unicamp, 1998).
Isaías Vizotto, Eng. Civil (USP, 1981); Mestre (USP, 1987);
Ana Lúcia Nogueira de Camargo Harris, Arquitetura Doutor (Unicamp, 1993).
(Puccamp, 1986); Mestre (USP, 1993); Doutor (USP, 2000).
João Alberto Venegas Requena, Eng. Civil (USP, 1980);
André Munhoz de Argollo Ferrão, Eng. Civil (Unicamp, Mestre (USP, 1983); Doutor (USP, 1995), Livre-Docente
1987), Arquitetura e Urbanismo (PUC, 2005), Mestre (Unicamp, 2006).
(Unicamp, 1992), Doutor (FAU-USP,1998), Livre-Docente
(Unicamp, 2003). Jorge Luiz Alves Trabanco, Engenharia Cartográfica
(UNESP, 1983); Mestre (USP, 1995); Doutor (USP, 2003).
Antonio Carlos Zuffo, Eng. Civil (Unicamp, 1985); Mestre
(USP, 1993); Doutor (USP, 1998). José Luiz Antunes de Oliveira e Sousa, Eng. Civil (USP,
1975); Mestre (USP, 1984); Doutor (Univ. de Cornell, EUA,
Ariovaldo Denis Granja, Eng. Civil (Puccamp, 1985); 1992); Livre-Docente (Unicamp, 1997).
Mestre (University of Applied Sciences Cologne); Doutor
(Unicamp, 2002). José Roberto Guimarães, Químico (Unicamp, 1986);
Mestre (Unicamp, 1990); Doutor (Unicamp, 1995); Livre-
Armando Lopes Moreno Junior, Eng. Civil (Unicamp,
Docente (Unicamp, 2001).
1986); Mestre (USP, 1992); Doutor (USP, 1996), Livre
Docente (Unicamp, 2007). Leandro Palermo Júnior, Eng. Civil (USP, 1982); Mestre
Bruno Coraucci Filho, Eng. Civil (Unicamp, 1975); Mestre (USP, 1985); Doutor (USP, 1989); Livre-Docente (Unicamp,
(USP, 1982); Doutor (USP, 1992). Livre-Docente (Unicamp, 2000).
1998); Titular (Unicamp, 2004). Leandro Silva Medrano, Arquitetura (USP, 1992); Mestre
Carlos Alberto Bandeira Guimarães, Eng. Civil (USP, (UPC/Universitat Politecnica da Catalunya, 1995); Doutor
1981); Mestre (USP, 1986); Doutor (Unicamp, 1999). (USP, 2000).

1
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

Lucila Chebel Labaki, Física (Univ. Sofia, Bulgária 1978); (Puccamp, 1983); Mestre (USP, 1991); Doutor (USP, 1999).
Mestre (Univ. Sofia, Bulgária, 1978); Doutor (Unicamp, Stelamaris Rolla Bertoli, Física (Unicamp, 1981); Mestre
1990); Livre-Docente (Unicamp, 1997); Titular (Unicamp, (Unicamp, 1984); Doutor (Unicamp, 1989); Livre-Docente
2003). (Unicamp, 1997).
Maria Cecília Amorim Teixeira da Silva, Eng. Civil Vanessa Gomes da Silva, Arquitetura (UFES, 1993);
(Unicamp, 1979); Mestre (USP, 1986); Doutor (USP, 1993), Mestre (USP, 1998); Doutor (USP, 2003).
Livre Docente (Unicamp, 2007).
Vinicius Fernando Arcaro, Eng. Civil (Unicamp, 1983);
Maria Gabriela Caffarena Celani, Arquitetura (USP, 1989); Mestre (USP, 1988); Doutor (Unicamp, 1996).
Mestre (USP, 1997); Doutor (Massachusets Institute of
Technology/USA, 2002). Professores Participantes - Credenciados no Mestrado e
Maria Lucia Galves, Eng. Civil (USP, 1978); Mestre Doutorado em Engenharia Civil.
(Université Laval, 1984); Doutor (USP, 1995); Livre Docente Alberto Luiz Francato, Eng. Civil (USP, 1994); Mestre
(Unicamp, 2007). (Unicamp, 1996); Doutor (Unicamp, 2002).
Maria Teresa Françoso, Eng. Civil (Fac. Eng. Civil, 1985); Alexandre Nunes Ponezi, Bach. e Lic. Biologia
Mestre (USP, 1990); Doutor (USP, 1998). (UNIARARAS, 1986); Mestre (Unicamp, 1997); Doutor
Marina Sangoi de Oliveira Ilha, Eng. Civil (UFSM, 1985); (Unicamp, 2000).
Mestre (USP, 1991); Doutor (USP, 1996); Livre-Docente Aloísio Ernesto Assan, Eng. Civil (USP, 1970); Mestre
(Unicamp, 2004). (USP, 1974); Doutor (USP, 1984); Livre docente (Unicamp,
Mário Conrado Cavichia, Matemática (Unesp, 1976); 1997).
Mestre (Unicamp, 1988); Doutor (Unicamp, 1997); Pós- Ana Maria Reis de Góes Monteiro, Arquitetura (PUC,
Doutorado (University of Princeton, 2003). 1981); Mestre (PUC); Doutor (Unicamp, 2007).
Mauro Augusto Demarzo, Eng. Civil (USP, 1971); Mestre Arlene Maria Sarmanho Freitas, Eng. Civil (UNAMA,
(USP, 1979); Doutor (USP, 1991), Livre Docente (Unicamp, 1987); Mestre (UFRJ, 1991); Doutor (UFRJ, 1996).
2007).
Daniel Carvalho Moreira, Arquitetura (PUC, 1994); Mestre
Miriam Gonçalves Miguel, Eng.Civil,(USP, 1993); Mestre (Unicamp, 2000); Doutor (Unicamp, 2007).
(USP, 1996); Doutor (USP, 2000).
David de Carvalho, Eng. Civil (Fund. Educacional de
Newton de Oliveira Pinto Júnior, Eng. Civil (USP, 1975); Barretos, 1978); Mestre (USP, 1982); Doutor (USP, 1991);
Mestre (USP, 1985); Doutor (USP, 1993). Livre docente (Unicamp, 1997).
Nilson Tadeu Mascia, Eng. Civil (USP, 1981); Mestre Derval Rosa, Quimica (Unicamp, 1984); Mestre (Unicamp,
(USP, 1985); Doutor (USP, 1991); Livre-Docente (Unicamp, 1988); Doutor (Unicamp, 1996).
1997).
Diógenes Cortijo Costa, Eng. de Agrimensura (Escola
Orlando Fontes Lima Junior, Engenharia Naval (USP, Superior de Agrimensura, 1972); Mestre (USP, 1996);
1982); Mestre (USP, 1988); Doutor (USP, 1995); Livre Doutor (USP, 2001).
Docente (Unicamp, 2004).
Evandro Ziggiati Monteiro, Arquitetura (PUC, 1990);
Paulo José Rocha de Albuquerque, Eng. Civil (Unicamp, Mestre (PUC, 2001); Doutor (Unicamp, 2007).
1993); Mestre (Unicamp,1996); Doutor (USP, 2001).
Francisco Borges Filho, Arquitetura (USP, 1975); Mestre
Paulo Sergio Franco Barbosa, Eng. Civil (USP, 1981), (USP, 1996); Doutor (USP, 2005).
Mestre (USP, 1986), Doutor (USP, 1990); Livre Docente
(Unicamp, 1995) Titular (Unicamp, 2006). João Virgilio Merighi, Eng. Civil (UFSCar, 1984); Mestre
(USP, 1991); Doutor (USP, 1999).
Paulo Sérgio Scarazzato, Arquitetura (USP, 1979); Mestre
(USP, 1988); Doutor (USP, 1995). José Anderson do Nascimento Batista, Eng. Civil (UFRN,
1998): Mestre (UFRN, 2000); Doutor (EESC, 2005).
Pérsio Leister de Almeida Barros, Eng. Civil, (USP, 1982);
Mestre (USP, 1987); Doutor (Unicamp, 1997); Livre-Docente José Euclides Stipp Paterniani, Eng. Civil (EEP, 1981);
(Unicamp, 2006). Mestre (USP, 1986); Doutor (USP, 1991).
Philippe Remy Bernard Devloo, Eng. Eletro-Mecânico e José Gilberto Dalfré Filho, Eng. Civil (Unicamp, 1998);
Mestre (Univ. Estadual de Gent, Bélgica, 1981); Doutor Mestre (Unicamp, 2001); Doutor (Unicamp, 2005).
(Univ. do Texas, Austin, EUA, 1987); Livre-docente Lauro Luiz Francisco Filho, Arquitetura (UFSC, 1982);
(Unicamp, 1994); Titular (Unicamp, 2006). Mestre (UFRJ, 1999); Doutor (UFRJ, 2004).
Regina Coeli Ruschel, Eng. Civil (EEP, 1981); Mestre Luiz Carlos de Almeida, Eng. Civil (Unicamp, 1978);
(Univ. de Arkansas, 1984); Doutor (Unicamp, 1996). Mestre (Unicamp, 2001); Doutor (Unicamp, 2006).
Ricardo de Lima Isaac, Eng. Civil (Unicamp, 1985); Mestre Mauricio Roriz, Arquitetura (UCG, 1973); Mestre (EESC,
(USP, 1993); Doutor (USP, 1997). 1987); Doutor (USP, 1996).
Rozely Ferreira dos Santos, Biologia (USP, 1981); Mestre Núbia Bernardi, Arquitetura (USP-SC, 1995); Mestre
(USP, 1984); Doutor (USP, 1988), Livre-Docente (Unicamp, (Unicamp, 2001); Doutor (Unicamp, 2007).
2004). Paulo Vatavuk, Eng. Mecânica (IEEP, 1982); Mestre (USP,
Ruben Bresaola Junior, Eng. Civil (USP, 1974); Mestre 1988); Doutor (USP, 1996).
(USP, 1983); Doutor (USP, 1990). Pedro Sérgio Fadini, Quimica (UFSC, 1987); Mestre
Silvana Moreira, Física (UNESP, 1978); Mestre (USP, (Unicamp, 1995); Doutor (Unicamp, 1999).
1984); Doutor (USP, 1993); Livre-Docente (Unicamp, 2000); Regina Andrade Tirello, Arquitetura (UBC, 1981); Mestre
Titular (Unicamp, 2006). (USP, 1988); Doutor (USP, 1999).
Silvia Aparecida Mikami Gonçalves Pina, Arquitetura Regina Maura Bueno Franco, Ciências Biológicas

2
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

(Unicamp, 1980); Mestre (UFMG, 1988); Doutor (Unicamp, Carlos Alberto Bandeira Guimarães
1996). Carlos Alberto Mariotoni
Rita Moura Fortes, Eng. Civil (UFSCar, 1984); Mestre Carlos Gomes da Nave Mendes
(USP, 1990); Doutor (USP, 2000). Cássio Eduardo Lima de Paiva
Cláudio Vidrih Ferreira
Rosana Maria Caram, Física (Unesp, 1984); Mestre (USP,
Daniel de Carvalho Moreira
1996); Doutor (Unicamp, 1998).
David de Carvalho
Simone Narciso Lessa, Bach. em História (UFMG, 1985); Denio Munia Benfatti
Mestre (Unicamp, 1993); Doutor (Unicamp, 2001). Derval dos Santos Rosa
Sonia Maria Gomes, Bach. Mat. (UnB, 1973); Mestre Diógenes Cortijo Costa
(IMPA, 1977); Doutor (IMPA, 1982); Livre docente Doris Catharine Cornelie K Kowaltowski
(Unicamp, 1992); Prof. Adjunto (Unicamp, 1996). Douglas Tacla
Tiago Zenker Gireli, Eng. Civil (EPUSP, 2002); Eng. Edevar Luvizotto Junior
Elétrico (PUC-SP, 2003); Doutor (EPUSP, 2007). Edison Favero
Edson Aparecido Abdul Nour
Vladimir Antonio Paulon, Eng. Civil (UFRS, 1963); Mestre
Egle Novaes Teixeira
(USP, 1982); Doutor (USP, 1991); Livre docente (Unicamp,
Emilia Wanda Rutkowski
2003); Titular (Unicamp, 2003).
Evandro Ziggiatti Monteiro
Professores Visitantes - Credenciados no Mestrado e Flavio Augusto Picchi
Doutorado em Engenharia Civil. Francisco Antonio Menezes
Francisco Borges Filho
Anna Silvia Palcheco Peixoto, Eng. Civil (Unicamp, 1989); Gladis Camarini
Mestre (USP, 1995); Doutor (Unicamp, 2001). Isaias Vizotto
Cláudio Vidrih Ferreira, Física (UNESP, 1975); Eng. Civil João Alberto Venegas Requena
(UNESP, 1980); Mestre (USP, 1991); Doutor (USP, 1998). João Virgílio Merighi
Denio Munia Benfatti, Eng. Civil (Mackenzie, 1973); Mestre Jorge Luiz Alves Trabanco
(Université de Paris XII, 1981); Doutor (Université de Paris José Anderson do Nascimento Batista
XII, 1985). José Euclides Stipp Paterniani
José Gilberto Dalfré Filho
Douglas Tacla, Eng. Química ( ESQOC, 1987); Mestre (
José Luiz Antunes de Oliveira E Sousa
USP, 1999); Doutor (USP, 2003).
José Roberto Guimarães
Maristela Gomes da Silva, Eng. Civil (UFES, 1989); Mestre Lauro Luiz Francisco Filho
(USP, 1993); Doutor (USP, 1998). Leandro Palermo Junior
Miguel Juan Bacic, Contador Público (Universidad Leandro Silva Medrano
Nacional Del Sur, Argentina, 1976); Mestre (Unicamp, Lucila Chebel Labaki
1990); Doutor (Universidad Nacional Del Sur, Argentina, Luiz Carlos de Almeida
1998); Livre Docente (UNICAMP, 2003). Maria Cecilia Amorim Teixeira da Silva
Pedro Roberto Jacobi, Economista (USP, 1972); Sociólogo Maria Gabriela Caffarena Celani
(USP, 1973); Mestre (Harvard University, 1976); Doutor Maria Lucia Galves
(USP, 1986); Livre Docente (USP, 1996). Maria Teresa Francoso
Marina Sangoi de Oliveira Ilha
Ronaldo Stefanutti, Eng. Agronômica (UNESP, 1980);
Mario Conrado Cavichia
Mestre ( USP, 1991); Doutor (USP, 1997).
Maristela Gomes da Silva
Valter Hernandez, Eng. Civil (USP, 1963); Mestre (USP, Mauricio Roriz
1971); Doutor (USP, 1983). Mauro Augusto Demarzo
Vitor Antonio Ducati, Eng. Civil (USP, 1970); Mestre (USP, Miguel Juan Bacic
1986); Doutor (USP, 1993); Livre-Docente (Unicamp). Miriam Gonçalves Miguel
Wolney Castilho Alves, Eng. Civil e Sanitarista (USP, Newton de Oliveira Pinto Junior
1983); Mestre (Heriot-Watt Univesity, Edimburgo, 1990); Nilson Tadeu Mascia
Doutor (Heriot-Watt Univesity, Edimburgo, 1997) Núbia Bernardi
Orlando Fontes Lima Junior
Paulo José Rocha de Albuquerque
Orientadores do Mestrado/Doutorado em Engenharia Paulo Sérgio Franco Barbosa
Civil Paulo Sérgio Scarazzato
Abel Maia Genovez Paulo Vatavuk
Alberto Luiz Francato Pedro Roberto Jacobi
Alexandre Nunes Ponezi Pedro Sérgio Fadini
Aloisio Ernesto Assan Persio Leister de Almeida Barros
Ana Inés Borri Genovez Philippe Remy Bernard Devloo
Ana Lúcia Nogueira de Camargo Harris Regina Andrade Tirello
Ana Maria Reis de Góes Monteiro Regina Coeli Ruschel
André Munhoz de Argollo Ferrão Regina Maura Bueno Franco
Antonio Carlos Zuffo Ricardo de Lima Isaac
Ariovaldo Denis Granja Rita Moura Fortes
Armando Lopes Moreno Junior Ronaldo Stefanutti
Bruno Coraucci Filho Rosana Maria Caram

3
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

Rozely Ferreira dos Santos capacitação na língua Portuguesa por meio de certificado de
Ruben Bresaola Junior proficiência em língua Portuguesa para estrangeiros -
Silvana Moreira CELPE-BRAS, em nível parcial, de acordo com a Portaria
Silvia Aparecida Mikami Gonçalves Pina MEC 1787/1994.
Simone Narciso Lessa Exame de Qualificação
Stelamaris Rolla Bertoli Ser aprovado em exame de qualificação.
Tiago Zenker Girelli
Vanessa Gomes da Silva O Exame de Qualificação de Mestrado deverá
Vitor Antonio Ducatti ocorrer, no máximo, 18 meses após o ingresso do aluno.
Vinicius Fernando Arcaro O Exame de Qualificação de Doutorado deverá
Vladimir Antonio Paulon ocorrer, no máximo, 30 meses após o ingresso do aluno.
Wolney Castilho Alves Defesa de Dissertação/Tese
Ser aprovado em defesa pública de dissertação ou
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA tese.
CIVIL

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (12M)


DESCRIÇÃO
O objetivo principal do Programa é a formação de Integralização
Mestres e Doutores nas especialidades das áreas de
concentração que o compõem. Pretende-se assim contribuir As durações mínima e máxima para o curso de
para a criação e a disseminação de conhecimento técnico- Mestrado são de 12 e 30 meses, respectivamente.
científico adequado para atender as múltiplas demandas na Para obter o título de Mestre em Engenharia Civil o
concepção, projeto, operação e manutenção de obras e aluno deverá cumprir o total de 15 créditos em disciplinas e
serviços de infra-estrutura no País. ser aprovado na defesa da dissertação.
O Programa visa estimular o desenvolvimento de
projetos que gerem conhecimento, tecnologia e produtos
sob uma perspectiva integradora de suas linhas de
Atividade Obrigatória
pesquisa, envolvendo também outras áreas de AA001 * 0 Dissertação de Mestrado
conhecimento, internas e externas à Universidade.
Disciplinas
AVALIAÇÃO E RECONHECIMENTO
O aluno deve cursar as disciplinas obrigatórias e
Os cursos de Mestrado e Doutorado em eletivas oferecidas pela área de concentração na qual está
Engenharia Civil receberam nota 4 na avaliação CAPES inserido.
referente ao triênio 2004/2006, e foram reconhecidos pela
Portaria MEC 524, de 29/04/2008.
Área de Concentração em Arquitetura e Construção

ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO
Disciplina Obrigatória
- Arquitetura e Construção - Mestrado e Doutorado
IC043 45 3 Metodologia de Pesquisa e Seminários
- Estruturas - Mestrado e Doutorado
em Edificações
- Geotecnia - Mestrado
- Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais - Disciplinas Eletivas I
Mestrado e Doutorado O aluno deve obter 03 créditos dentre o elenco de
- Saneamento e Ambiente - Mestrado e Doutorado disciplinas da lista abaixo escolhidas em comum acordo
como o Orientador.
- Transportes - Mestrado e Doutorado
IC009 45 3 Metodologia do Projeto Arquitetônico
IC010 45 3 Desempenho do Ambiente Construído
LINHAS DE PESQUISA IC762 45 3 Conforto Térmico
Consultar portal da unidade - IC044 45 3 Acústica I - Fundamentos
http://www.fec.unicamp.br IC032 45 3 Iluminação Natural Fundamentação e
Contemporaneidade
IC048 45 3 Gestão da Qualidade na Construção
REQUISITOS PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO IC519 45 3 Gerenciamento de Empreendimentos
Créditos IC006 45 3 Introdução à Engenharia de Sistemas
Cumprir o total de créditos conforme especificado Prediais Hidráulico-Sanitários
na integralização. IC016 60 4 Aglomerantes Minerais I
Aptidão em Língua Estrangeira
O aluno deverá demonstrar capacitação de Disciplinas Eletivas II
compreensão de texto em língua inglesa, através de prova. O aluno deve obter 09 créditos dentre as
Aptidão em Língua Portuguesa disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
O aluno estrangeiro deverá demonstrar a acordo com o orientador.

4
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

IC005 45 3 Análise Térmica de Edificações Construção II


IC006 45 3 Introdução à Engenharia de Sistemas IC075 45 3 Tópicos Especiais em Arquitetura e
Prediais Hidráulico-Sanitários Construção III
IC007 45 3 Concretos Poliméricos IC076 30 2 Tópicos Especiais em Arquitetura e
IC008 45 3 Materiais Reforçados com Fibras para a Construção IV
Construção Civil IC077 30 2 Tópicos Especiais em Arquitetura e
IC011 45 3 Ambiente Construído e o Comportamento Construção V
Humano IC078 45 3 Análise Estatística de Experimentos
IC012 45 3 Avaliação Econômica de IC079 45 3 Programa de Moradia Brasileira
Empreendimentos IC519 45 3 Gerenciamento de Empreendimentos
IC015 45 3 Aplicação de Sistemas Especialistas IC614 45 3 Biodeterioração e Preservação de
IC016 60 4 Aglomerantes Minerais I Madeiras
IC017 60 4 Aglomerantes Minerais II IC615 45 3 Secagem de Madeiras
IC018 60 4 Tecnologia do Concreto de Elevado IC762 45 3 Conforto Térmico
Desempenho IC--- Qualquer disciplina com o código IC---
IC019 60 4 Dosagem de Concretos
Área de Concentração em Estruturas
IC020 60 4 Durabilidade dos Concretos
IC029 45 3 Concreto Reforçado com Fibras
IC030 45 3 Programação para CAD Disciplinas Eletivas I
IC032 45 3 Iluminação Natural Fundamentação e O aluno deve obter 3 créditos dentre as disciplinas
Contemporaneidade da lista abaixo escolhidas em comum acordo como o
IC033 60 4 Patologia e Terapia do Concreto Armado Orientador.
IC038 45 3 Introdução à Ciência e Engenharia dos
Materiais IC038 45 3 Introdução à Ciência e Engenharia dos
IC039 45 3 Projeto Colaborativo Materiais
IC044 45 3 Acústica I - Fundamentos IC301 45 3 Mecânica das Estruturas I
IC045 45 3 Acústica II - Aplicações IC601 45 3 Análise Experimental de Estruturas
IC046 45 3 Acústica III - Aprofundamento Disciplinas Eletivas II
IC047 45 3 Lean Thinking (Mentalidade Enxuta)
Aplicada à Construção O aluno deve obter 12 créditos dentre as
IC051 45 3 Gestão da Água em Edifícios disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
IC052 45 3 Ensino à Distância na Arquitetura e acordo com o orientador.
Construção IC014 45 3 Planejamento Estatístico de Experimentos
IC054 45 3 Projeto e Construção Sustentável IC029 45 3 Concreto Reforçado com Fibras
IC055 45 3 Metodologia do Projeto de Iluminação IC033 60 4 Patologia e Terapia do Concreto Armado
Artificial IC037 60 4 Tecnologia Avançada do Concreto
IC057 45 3 Patrimônio Arquitetônico: História, Teoria IC302 45 3 Mecânica das Estruturas II
e Projeto IC303 45 3 Introdução à Análise Computacional de
IC058 45 3 A Lógica no Projeto Arquitetônico Estruturas
IC059 45 3 Acessibilidade e Desenho Universal no IC304 45 3 Tenso-Estruturas
Ambiente Construído IC305 45 3 Laje Sobre Solo para Fundação de
IC060 45 3 Avaliação Pós- Ocupação do Ambiente Residência ou Piso Industrial
Construído IC602 45 3 Estruturas de Concreto I
IC061 45 3 Automação de Etapas do Projeto IC603 45 3 Estruturas de Concreto II
Arquitetônico IC604 45 3 Estruturas de Concreto III
IC062 45 3 Planejamento das Cidades de Pequeno IC610 45 3 Estruturas de Madeira I
Porte IC611 45 3 Estruturas de Madeiras II
IC063 45 3 Gestões de Regiões Metropolitanas IC621 45 3 Estruturas Metálicas I
IC064 45 3 Habitação Coletiva Contemporânea IC631 45 3 Introdução ao Método dos Elementos
IC065 45 3 Projeto e Programa do Ambiente Finitos
Construído IC633 45 3 Fundamentos de Mecânica da Fratura
IC066 45 3 Novos Modelos Urbanos: Bairros IC634 45 3 Instabilidade de Estruturas
Metropolitanos IC637 45 3 Placas e Cascas
IC067 45 3 Pensamento e Produção da Arquitetura IC638 45 3 Fundamentos de Anisotropia
Moderna IC639 45 3 Métodos Numéricos em Engenharia
IC068 45 3 Sistemas de informação Geográfica IC640 45 3 Segurança das Estruturas
Aplicadas nas Cidades IC641 45 3 Metodologia da Investigação Científica
IC069 45 3 Sistemas Generativos de Projeto IC642 45 3 Estruturas Metálicas Compostas de
IC070 45 3 Teoria e Prática do Ensino de Projeto Chapas Dobradas
IC071 45 3 Clima e Conforto no Ambiente Construído IC643 45 3 Introdução à Análise Não Linear de
Urbano Estruturas
IC072 45 3 Tecnologia da Informação e Comunicação IC644 45 3 Programação Linear Aplicada
na Construção Civil IC645 45 3 Estruturas Mistas
IC073 45 3 Tópicos Especiais em Arquitetura e IC646 45 3 Estruturas de Aço Tubulares
Construção I IC648 45 3 Análise não linear de Estruturas de
IC074 45 3 Tópicos Especiais em Arquitetura e Concreto Armado

5
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

IC649 45 3 Análise Experimental de Madeiras Disciplinas Eletivas I


IC650 45 3 Métodos de Otimização
IC651 45 3 Programação Orientada para Objetos O aluno deve obter 3 créditos dentre as disciplinas
Aplicada a Elementos Finitos da lista abaixo escolhidas em comum acordo como o
IC652 45 3 Métodos Numéricos para Resolução de Orientador.
Problemas de Grande Escala IC112 45 3 Complementos de Hidráulica
IC653 45 3 Introdução à Mecânica dos Meios IC114 45 3 Complementos de Hidrologia
Contínuos IC472 45 3 Patrimônio e Paisagem
IC901 15 1 Tópicos em Engenharia de Estruturas I IC716 45 3 Planejamento Energético na Engenharia
IC902 15 1 Tópicos em Engenharia de Estruturas II Civil
IC903 15 1 Tópicos em Engenharia de Estruturas III
IC904 30 2 Tópicos em Engenharia de Estruturas IV
Disciplinas Eletivas II
IC905 30 2 Tópicos em Engenharia de Estruturas V
IC906 30 2 Tópicos em Engenharia de Estruturas VI O aluno deve obter 10 créditos dentre as
IC907 45 3 Tópicos em Engenharia de Estruturas VII disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
IC908 45 3 Tópicos em Engenharia de Estruturas VIII acordo com o orientador.
IC909 45 3 Tópicos em Engenharia de Estruturas IX IC053 60 4 Tecnologia de Materiais Alternativos para
IC--- Qualquer disciplina com o código IC--- a Construção Civil
IC056 45 3 Empreendimentos Energéticos
Área de Concentração em Geotecnia Sustentáveis
IC115 45 3 Transporte de Sedimentos em Canais
IC116 30 2 Seminários sobre Recursos Hídricos
Disciplinas Obrigatórias IC411 45 3 Estruturas Hidráulicas
IC412 45 3 Aproveitamento Hidrelétrico
IC570 45 3 Mecânica dos Solos
IC414 45 3 Irrigação: Projeto e Técnica
IC535 45 3 Ensaios de Laboratório de Mecânica dos
IC420 45 3 Sistemas para Transporte de Líquido:
Solos
Adutoras e Bombas
Disciplinas Eletivas IC453 45 3 Drenagem de Águas Pluviais
IC461 45 3 Introdução aos Modelos Hidráulicos
O aluno deve obter 09 créditos dentre as IC463 45 3 Engenharia Hidráulica Aplicada a
disciplinas eletivas da lista abaixo, escolhidas em comum Sistemas de Abastecimento de Água
acordo com o orientador. IC467 45 3 Modelos de Auxílio à Tomada de Decisão
IC511 45 3 Fluxos nos Meios Porosos IC468 45 3 Conservação de Energia em Sistemas
IC512 45 3 Aplicações de Materiais Especiais em Elétricos
Obras de Solos IC469 60 4 Gerenciamento de Recursos Hídricos
IC523 45 3 Estruturas de Contenção IC470 45 3 Método de Pesquisa Orientada a
IC524 45 3 Dinâmica dos Solos e Fundações Processos
IC532 45 3 Tópicos Especiais em Engenharia IC471 45 3 Paisagem e Arquitetura Rural
Geotécnica I IC474 45 3 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
IC534 45 3 Aterros sobre solos moles Energéticos e Ambientais I
IC536 45 3 Ensaios de Campo de Mecânica dos IC475 45 3 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
Solos Energéticos e Ambientais II
IC537 45 3 Propriedades dos Solos Não Saturados IC476 30 2 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
IC539 45 3 Tópicos Especiais em Engenharia Energéticos e Ambientais III
Geotécnica II IC477 30 2 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
IC567 45 3 Fundações Energéticos e Ambientais IV
IC568 45 3 Aplicações da Geotecnia em Problemas IC478 45 3 Complementos de Mecânica dos Fluidos
Ambientais I IC479 45 3 Tecnologia de Concretos para Barragens
IC569 45 3 Aplicações da Geotecnia em Problemas IC480 45 3 Hidráulica de Canais
Ambientais II IC481 45 3 Patrimônio e Arquitetura da Água
IC571 45 3 Métodos e Técnicas de Pesquisa para A IC502 45 3 Drenagem de Estradas
Engenharia Geotécnica IC573 45 3 Barragens de Terra
IC572 45 3 Solos Tropicais e Suas Aplicações em IC711 45 3 Planejamento de Recursos Hídricos
Geotecnia IC714 45 3 Alternativas Energéticas
IC573 45 3 Barragens de Terra IC718 45 3 Modelos de Simulação de Enchentes
IC823 45 3 Métodos Numéricos em Geotecnia IC719 45 3 Dimensionamento e Operação de
IC--- Qualquer disciplina com o código IC--- Reservatórios
IC720 45 3 Transientes Hidráulicos
IC721 45 3 Tópicos sobre Hidráulica I
Área de Concentração em Recursos Hídricos,
IC722 45 3 Tópicos sobre Hidrologia I
Energéticos e Ambientais
IC723 45 3 Métodos Numéricos e Computacionais em
Engenharia Hidráulica
Disciplina Obrigatória IC724 45 3 Otimização de Sistemas Hidráulicos
IC725 15 1 Tópicos Sobre Hidráulica II
IC473 30 2 Seminários sobre Recursos Hídricos, IC728 15 1 Tópicos Sobre Hidrologia II
Energéticos e Ambientais IC755 45 3 Planejamento Ambiental

6
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

IC760 45 3 Cavitação e Fenômenos Oscilatórios em IC782 45 3 Gerenciamento de Resíduos de Estação


Hidráulica de Tratamento de Água
IC772 45 3 Gerenciamento Ambiental IC785 45 3 Conceito e Prática em Planejamento
IC773 45 3 Métodos Analíticos Aplicados Sistema Ambiental
Água-Solo-Atmosfera IC786 45 3 Gestão Ambiental no Urbano
IC912 45 3 Metodologia de Pesquisa e Redação IC788 45 3 Saneamento e Ambiente: Aspectos
Científica Legais
IC--- Qualquer disciplina com o código IC--- IC789 45 3 Aplicações da Fluorescência de Raios X
em Amostras Ambientais
Obs.: A disciplina IC116 - Seminários sobre IC790 45 3 Poluição, Saneamento Ambiental e Saúde
Recursos Hídricos equivale à disciplina IC473 - Seminários Pública
sobre Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais. IC912 45 3 Metodologia de Pesquisa e Redação
Científica
Área de Concentração em Saneamento e Ambiente IC--- Qualquer disciplina com o código IC---

Disciplina Obrigatória Área de Concentração em Transportes


IC157 45 3 Seminários Sobre Saneamento
Disciplinas Obrigatórias
Disciplinas Eletivas I
IC201 30 2 Infra-estrutura Viária
O aluno deve obter 6 créditos dentre as disciplinas IC554 30 2 Modelagem de Sistemas Logísticos e de
da lista abaixo escolhidas em comum acordo como o Transporte
Orientador.
IC459 45 3 Tratamento de Esgotos: Processos e Disciplinas Eletivas I
Sistemas
IC755 45 3 Planejamento Ambiental O aluno deve obter 11 créditos dentre as
IC758 45 3 Tratamento de Lixo disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
IC776 45 3 Processos Físico-Químicos Aplicados ao acordo com o orientador.
Tratamento de Água IC200 45 3 Planejamento e Análise de Sistemas de
Transporte
Disciplinas Eletivas II IC500 45 3 Sistemas Geográficos de Informação
IC502 45 3 Drenagem de Estradas
O aluno deve obter 6 créditos dentre as disciplinas IC503 45 3 Dimensionamento de Pavimentos
eletivas da lista abaixo escolhidas em comum acordo com o Flexíveis
orientador. IC506 45 3 Via Permanente
IC151 45 3 Química Sanitária IC516 45 3 Tópicos Especiais em Engenharia de
IC152 45 3 Microbiologia Sanitária Transportes I
IC155 45 3 Laboratório de Saneamento IC517 45 3 Tópicos Especiais em Engenharia de
IC156 45 3 Cinética de Reatores em Saneamento Transportes II
IC449 60 4 Processos de Tratamento de Água de IC527 45 3 Seminários em Engenharia de
Abastecimento Transportes I
IC458 45 3 Técnicas Alternativas para Tratamento de IC528 45 3 Seminários em Engenharia de
Águas Abastecimento Transportes II
IC464 45 3 Tecnologias de Tratamento de Águas IC529 45 3 Tópicos de Geodésia, Projeções
para Pequenas Comunidades Cartográficas e Cartografia Digital
IC465 45 3 Química Analítica Ambiental IC531 45 3 Tecnologia de Transportes
IC466 45 3 Planejamento Urbano e Ambiental - IC540 45 3 Políticas de Transporte Urbano
Territórios e Territorialidades IC543 45 3 Manutenção de Pavimentos
IC750 45 3 Tópicos Sobre Engenharia Ambiental IC544 45 3 Aplicações da Teoria das Filas ao
IC766 15 1 Tópicos em Saneamento Ambiental I Planejamento de Transportes
IC767 15 1 Tópicos em Saneamento Ambiental II IC545 45 3 Desempenho de Serviços Logísticos e de
IC768 30 2 Tópicos em Saneamento Ambiental III Transportes
IC769 45 3 Tópicos em Saneamento Ambiental IV IC546 45 3 Ensaios de Laboratório para Obras
IC770 45 3 Tópicos em Saneamento Ambiental V Viárias
IC771 45 3 Poluição Atmosférica IC548 45 3 Engenharia de Tráfego
IC772 45 3 Gerenciamento Ambiental IC549 45 3 Terminais de Transportes
IC773 45 3 Métodos Analíticos Aplicados Sistema IC550 45 3 Seminários em Engenharia de
Água-Solo-Atmosfera Transportes III
IC777 45 3 Processos e Sistemas Biológicos IC551 45 3 Seminários em Engenharia de
Anaeróbios Transportes IV
IC778 45 3 Processos Oxidativos Avançados IC552 45 3 Semin. em Engenharia de Transportes V
IC779 45 3 Qualidade Sanitária da Água IC553 45 3 Seminários em Engenharia de
IC780 45 3 Disposição Controlada de Águas Transportes VI
Residuárias no Solo IC554 30 2 Modelagem de Sistemas Logísticos e de

7
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

Transporte Contemporaneidade
IC555 45 3 Ferramentas para Tomada de Decisão em IC048 45 3 Gestão da Qualidade na Construção
Logística e Transportes IC519 45 3 Gerenciamento de Empreendimentos
IC556 45 3 Fundamentos de Serviços Logísticos IC006 45 3 Introdução à Engenharia de Sistemas
IC557 45 3 Análise de Dados em Logística e Prediais Hidráulico-Sanitários
Transportes IC016 60 4 Aglomerantes Minerais I
IC558 45 3 Laboratório de Aprendizagem em
Logística e Transportes (LABLALT) Disciplinas Eletivas II
IC559 45 3 Instrumentos de Gestão Ambiental em
Transportes O aluno deve obter 15 créditos dentre as
IC560 45 3 Estruturação de Problemas de Decisão disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
em Transportes acordo com o orientador.
IC561 45 3 Avaliação Multicritério em Transportes IC005 45 3 Análise Térmica de Edificações
IC564 45 3 Bases Cartográficas para utilização em IC006 45 3 Introdução à Engenharia de Sistemas
Sistemas de Informações Geográficas Prediais Hidráulico-Sanitários
aplicado a Transportes IC007 45 3 Concretos Poliméricos
IC565 45 3 Geodésia Física e Espacial Aplicadas em IC008 45 3 Materiais Reforçados com Fibras para a
Engenharia de Transportes Construção Civil
IC566 45 3 Ajustamento de Observações Geodésicas IC011 45 3 Ambiente Construído e o Comportamento
e Topográficas Aplicado em Engenharia Humano
IC574 45 3 Cadastro Técnico Multifinalitário IC012 45 3 Avaliação Econômica de
IC575 45 3 Plano Diretor de Transportes, Trânsito e Empreendimentos
Mobilidade Urbana IC015 45 3 Aplicação de Sistemas Especialistas
IC--- Qualquer disciplina com o código IC--- IC016 60 4 Aglomerantes Minerais I
IC017 60 4 Aglomerantes Minerais II
DOUTORADO EM ENGENHARIA CIVIL (62D) IC018 60 4 Tecnologia do Concreto de Elevado
Desempenho
IC019 60 4 Dosagem de Concretos
Integralização IC020 60 4 Durabilidade dos Concretos
IC029 45 3 Concreto Reforçado com Fibras
As durações mínima e máxima para o curso de
IC030 45 3 Programação para CAD
Doutorado são de 24 e 60 meses, respectivamente.
IC032 45 3 Iluminação Natural Fundamentação e
Para obter o título de Doutor em Engenharia Civil o Contemporaneidade
aluno deverá cumprir o total de 21 créditos em disciplinas e IC033 60 4 Patologia e Terapia do Concreto Armado
ser aprovado na defesa de tese. IC038 45 3 Introdução à Ciência e Engenharia dos
Materiais
IC039 45 3 Projeto Colaborativo
Atividade Obrigatória IC044 45 3 Acústica I - Fundamentos
IC045 45 3 Acústica II - Aplicações
AA002 * 0 Tese de Doutorado IC046 45 3 Acústica III - Aprofundamento
IC047 45 3 Lean Thinking (Mentalidade Enxuta)
Aplicada à Construção
Disciplinas IC051 45 3 Gestão da Água em Edifícios
IC052 45 3 Ensino à Distância na Arquitetura e
O aluno deve cursar as disciplinas obrigatórias e Construção
eletivas oferecidas pela área de concentração na qual está IC054 45 3 Projeto e Construção Sustentável
inserido. IC055 45 3 Metodologia do Projeto de Iluminação
Artificial
Área de Concentração em Arquitetura e Construção IC057 45 3 Patrimônio Arquitetônico: História, Teoria
e Projeto
IC058 45 3 A Lógica no Projeto Arquitetônico
Disciplina Obrigatória IC059 45 3 Acessibilidade e Desenho Universal no
Ambiente Construído
IC043 45 3 Metodologia de Pesquisa e Seminários IC060 45 3 Avaliação Pós- Ocupação do Ambiente
em Edificações Construído
IC061 45 3 Automação de Etapas do Projeto
Disciplinas Eletivas I Arquitetônico
IC062 45 3 Planej. das Cidades de Pequeno Porte
O aluno deve obter 3 créditos dentre o elenco de
IC063 45 3 Gestões de Regiões Metropolitanas
disciplinas da lista abaixo conforme escolhidas em comum
IC064 45 3 Habitação Coletiva Contemporânea
acordo como o Orientador.
IC065 45 3 Projeto e Programa do Ambiente
IC009 45 3 Metodologia do Projeto Arquitetônico Construído
IC010 45 3 Desempenho do Ambiente Construído IC066 45 3 Novos Modelos Urbanos: Bairros
IC762 45 3 Conforto Térmico Metropolitanos
IC044 45 3 Acústica I - Fundamentos IC067 45 3 Pensamento e Prod. da Arquitetura
IC032 45 3 Iluminação Natural Fundamentação e Moderna

8
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

IC068 45 3 Sistemas de informação Geográfica IC643 45 3 Introdução à Análise Não Linear de


Aplicadas nas Cidades Estruturas
IC069 45 3 Sistemas Generativos de Projeto IC644 45 3 Programação Linear Aplicada
IC070 45 3 Teoria e Prática do Ensino de Projeto IC645 45 3 Estruturas Mistas
IC071 45 3 Clima e Conforto no Ambiente Construído IC646 45 3 Estruturas de Aço Tubulares
Urbano IC648 45 3 Análise não linear de Estruturas de
IC072 45 3 Tecnologia da Informação e Comunicação Concreto Armado
na Construção Civil IC649 45 3 Análise Experimental de Madeiras
IC073 45 3 Tópicos Especiais em Arquitetura e IC650 45 3 Métodos de Otimização
Construção I IC651 45 3 Programação Orientada para Objetos
IC074 45 3 Tópicos Especiais em Arquitetura e Aplicada a Elementos Finitos
Construção II IC652 45 3 Métodos Numéricos para Resolução de
IC075 45 3 Tópicos Especiais em Arquitetura e Problemas de Grande Escala
Construção III IC653 45 3 Introdução à Mecânica dos Meios
IC076 30 2 Tópicos Especiais em Arquitetura e Contínuos
Construção IV IC901 15 1 Tópicos em Engenharia de Estruturas I
IC077 30 2 Tópicos Especiais em Arquitetura e IC902 15 1 Tópicos em Engenharia de Estruturas II
Construção V IC903 15 1 Tópicos em Engenharia de Estruturas III
IC078 45 3 Análise Estatística de Experimentos IC904 30 2 Tópicos em Engenharia de Estruturas IV
IC079 45 3 Programa de Moradia Brasileira IC905 30 2 Tópicos em Engenharia de Estruturas V
IC519 45 3 Gerenciamento de Empreendimentos IC906 30 2 Tópicos em Engenharia de Estruturas VI
IC614 45 3 Biodeterioração e Preservação de IC907 45 3 Tópicos em Engenharia de Estruturas VII
Madeiras IC908 45 3 Tópicos em Engenharia de Estruturas VIII
IC615 45 3 Secagem de Madeiras IC909 45 3 Tópicos em Engenharia de Estruturas IX
IC762 45 3 Conforto Térmico IC--- Qualquer disciplina com o código IC---
IC--- Qualquer disciplina com o código IC---
Área de Concentração em Recursos Hídricos,
Área de Concentração em Estruturas Energéticos e Ambientais

Disciplina Obrigatória Disciplina Obrigatória


IC301 45 3 Mecânica das Estruturas I IC473 30 2 Seminários sobre Recursos Hídricos,
Energéticos e Ambientais
Disciplinas Eletivas
Disciplinas Eletivas I
O aluno deve obter 15 créditos dentre as
disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum O aluno deve obter 3 créditos dentre as disciplinas
acordo com o orientador. eletivas da lista abaixo escolhidas em comum acordo como
o Orientador.
IC014 45 3 Planejamento Estatístico de Experimentos
IC029 45 3 Concreto Reforçado com Fibras IC112 45 3 Complementos de Hidráulica
IC033 60 4 Patologia e Terapia do Concreto Armado IC114 45 3 Complementos de Hidrologia
IC037 60 4 Tecnologia Avançada do Concreto IC472 45 3 Patrimônio e Paisagem
IC302 45 3 Mecânica das Estruturas II IC716 45 3 Planejamento Energético na Engenharia
IC303 45 3 Introdução à Análise Computacional de Civil
Estruturas
IC304 45 3 Tenso-Estruturas Disciplinas Eletivas II
IC305 45 3 Laje Sobre Solo para Fundação de
Residência ou Piso Industrial O aluno deve obter 16 créditos dentre as
IC602 45 3 Estruturas de Concreto I disciplinas da lista abaixo escolhidas em comum acordo
IC603 45 3 Estruturas de Concreto II com o orientador.
IC604 45 3 Estruturas de Concreto III IC053 60 4 Tecnologia de Materiais Alternativos para
IC610 45 3 Estruturas de Madeira I a Construção Civil
IC611 45 3 Estruturas de Madeiras II IC056 45 3 Empreendimentos Energéticos
IC621 45 3 Estruturas Metálicas I Sustentáveis
IC631 45 3 Introdução ao Método dos Elementos IC115 45 3 Transporte de Sedimentos em Canais
Finitos IC116 30 2 Seminários sobre Recursos Hídricos
IC633 45 3 Fundamentos de Mecânica da Fratura IC411 45 3 Estruturas Hidráulicas
IC634 45 3 Instabilidade de Estruturas IC412 45 3 Aproveitamento Hidrelétrico
IC637 45 3 Placas e Cascas IC414 45 3 Irrigação: Projeto e Técnica
IC638 45 3 Fundamentos de Anisotropia IC420 45 3 Sistemas para Transporte de Líquido:
IC639 45 3 Métodos Numéricos em Engenharia Adutoras e Bombas
IC640 45 3 Segurança das Estruturas IC453 45 3 Drenagem de Águas Pluviais
IC641 45 3 Metodologia da Investigação Científica IC461 45 3 Introdução aos Modelos Hidráulicos
IC642 45 3 Estruturas Metálicas Compostas de IC463 45 3 Engenharia Hidráulica Aplicada a
Chapas Dobradas Sistemas de Abastecimento de Água

9
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

IC467 45 3 Modelos de Auxílio à Tomada de Decisão O aluno deve obter 12 créditos dentre as
IC468 45 3 Conservação de Energia em Sistemas disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
Elétricos acordo com o orientador.
IC469 60 4 Gerenciamento de Recursos Hídricos IC151 45 3 Química Sanitária
IC470 45 3 Método de Pesquisa Orientada a IC152 45 3 Microbiologia Sanitária
Processos IC155 45 3 Laboratório de Saneamento
IC471 45 3 Paisagem e Arquitetura Rural IC156 45 3 Cinética de Reatores em Saneamento
IC474 45 3 Tópicos sobre Recursos Hídricos, IC449 60 4 Processos de Tratamento de Água de
Energéticos e Ambientais I Abastecimento
IC475 45 3 Tópicos sobre Recursos Hídricos, IC458 45 3 Técnicas Alternativas para Tratamento de
Energéticos e Ambientais II Águas Abastecimento
IC476 30 2 Tópicos sobre Recursos Hídricos, IC464 45 3 Tecnologias de Tratamento de Águas
Energéticos e Ambientais III para Pequenas Comunidades
IC477 30 2 Tópicos sobre Recursos Hídricos, IC465 45 3 Química Analítica Ambiental
Energéticos e Ambientais IV IC466 45 3 Planejamento Urbano e Ambiental -
IC478 45 3 Complementos de Mecânica dos Fluidos Territórios e Territorialidades
IC479 45 3 Tecnologia de Concretos para Barragens IC750 45 3 Tópicos Sobre Engenharia Ambiental
IC480 45 3 Hidráulica de Canais IC766 15 1 Tópicos em Saneamento Ambiental I
IC481 45 3 Patrimônio e Arquitetura da Água IC767 15 1 Tópicos em Saneamento Ambiental II
IC502 45 3 Drenagem de Estradas IC768 30 2 Tópicos em Saneamento Ambiental III
IC573 45 3 Barragens de Terra IC769 45 3 Tópicos em Saneamento Ambiental IV
IC711 45 3 Planejamento de Recursos Hídricos IC770 45 3 Tópicos em Saneamento Ambiental V
IC714 45 3 Alternativas Energéticas IC771 45 3 Poluição Atmosférica
IC718 45 3 Modelos de Simulação de Enchentes IC772 45 3 Gerenciamento Ambiental
IC719 45 3 Dimensionamento e Operação de IC773 45 3 Métodos Analíticos Aplicados Sistema
Reservatórios Água-Solo-Atmosfera
IC720 45 3 Transientes Hidráulicos IC777 45 3 Processos e Sistemas Biológicos
IC721 45 3 Tópicos sobre Hidráulica I Anaeróbios
IC722 45 3 Tópicos sobre Hidrologia I IC778 45 3 Processos Oxidativos Avançados
IC723 45 3 Métodos Numéricos e Computacionais em IC779 45 3 Qualidade Sanitária da Água
Engenharia Hidráulica IC780 45 3 Disposição Controlada de Águas
IC724 45 3 Otimização de Sistemas Hidráulicos Residuárias no Solo
IC725 15 1 Tópicos Sobre Hidráulica II IC782 45 3 Gerenciamento de Resíduos de Estação
IC728 15 1 Tópicos Sobre Hidrologia II de Tratamento de Água
IC755 45 3 Planejamento Ambiental IC785 45 3 Conceito e Prática em Planejamento
IC760 45 3 Cavitação e Fenômenos Oscilatórios em Ambiental
Hidráulica IC786 45 3 Gestão Ambiental no Urbano
IC772 45 3 Gerenciamento Ambiental IC788 45 3 Saneamento e Ambiente: Aspectos
IC912 45 3 Metodologia de Pesquisa e Redação Legais
Científica IC789 45 3 Aplicações da Fluorescência de Raios X
IC--- Qualquer disciplina com o código IC--- em Amostras Ambientais
IC790 45 3 Poluição, Saneamento Ambiental e Saúde
Obs.: A disciplina IC116 - Seminários sobre
Pública
Recursos Hídricos equivale à disciplina IC473 - Seminários
IC912 45 3 Metodologia de Pesquisa e Redação
sobre Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais.
Científica
IC--- Qualquer disciplina com o código IC---
Área de Concentração em Saneamento e Ambiente
Área de Concentração em Transportes

Disciplina Obrigatória
IC157 45 3 Seminários Sobre Saneamento Disciplinas Obrigatórias
IC201 30 2 Infra-estrutura Viária
Disciplinas Eletivas I IC554 30 2 Modelagem de Sistemas Logísticos e de
Transporte
O aluno deve obter 6 créditos dentre as disciplinas
da lista abaixo escolhidas em comum acordo como o
Orientador. Disciplinas Eletivas
IC459 45 3 Tratamento de Esgotos: Processos e O aluno deve obter 17 créditos dentre as
Sistemas disciplinas eletivas da lista abaixo escolhidas em comum
IC755 45 3 Planejamento Ambiental acordo com o orientador.
IC758 45 3 Tratamento de Lixo IC200 45 3 Planejamento e Análise de Sistemas de
IC776 45 3 Processos Físico-Químicos Aplicados ao Transporte
Tratamento de Água IC500 45 3 Sistemas Geográficos de Informação
IC502 45 3 Drenagem de Estradas
Disciplinas Eletivas II IC503 45 3 Dimensionamento de Pavimentos

10
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

Flexíveis Docente - PED C (Turma D)


IC506 45 3 Via Permanente
IC516 45 3 Tópicos Especiais em Engenharia de IDENTIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS
Transportes I As disciplinas oferecidas pela Faculdade de
IC517 45 3 Tópicos Especiais em Engenharia de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, com suas cargas
Transportes II horárias, ementas e bibliografias, poderão ser consultadas
IC527 45 3 Seminários em Engenharia de no portal da Pró-Reitoria de Pós-Graduação -
Transportes I http://www.prpg.unicamp.br
IC528 45 3 Seminários em Engenharia de
Transportes II
IC529 45 3 Tópicos de Geodésia, Projeções • IDENTIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS
Cartográficas e Cartografia Digital
IC531 45 3 Tecnologia de Transportes • LEGENDA
IC540 45 3 Políticas de Transporte Urbano
IC543 45 3 Manutenção de Pavimentos As disciplinas oferecidas pela unidade encontram-
IC544 45 3 Aplicações da Teoria das Filas ao se identificadas a seguir. As informações são, na ordem em
Planejamento de Transportes que aparecem, as seguintes:
IC545 45 3 Desempenho de Serviços Logísticos e de • Código da Disciplina
Transportes • Nome da Disciplina
IC546 45 3 Ensaios de Laboratório para Obras • T − Total de horas de aulas teóricas.
Viárias • E − Total de horas de aulas práticas.
IC548 45 3 Engenharia de Tráfego • L − Total de horas de estudos dirigidos ou atividades de
IC549 45 3 Terminais de Transportes campo.
IC550 45 3 Seminários em Engenharia de • S − Total de horas de seminários.
Transportes III • C − Total de créditos. Cada crédito corresponde a 15
IC551 45 3 Seminários em Engenharia de (quinze) horas de atividades.
Transportes IV • P − Período mais provável da oferta da disciplina, de
IC552 45 3 Seminário em Engenharia de Transportes acordo com a convenção:
V 1 - 1º período letivo
IC553 45 3 Seminários em Engenharia de
2 - 2º período letivo
Transportes VI
IC554 30 2 Modelagem de Sistemas Logísticos e de 3 - qualquer período letivo
Transporte • Os pré-requisitos (PR): exigidos para a matrícula na
IC555 45 3 Ferramentas para Tomada de Decisão em disciplina. AA200 - Significa Autorização da respectiva
Logística e Transportes CPG.
IC556 45 3 Fundamentos de Serviços Logísticos • A ementa descreve sucintamente o assunto relacionado
IC557 45 3 Análise de Dados em Logística e com a disciplina. Em algumas disciplinas, principalmente
Transportes aquelas relacionadas com Tópicos Especiais, as ementas
IC558 45 3 Laboratório de Aprendizagem em serão oferecidas pelas Unidades de Ensino
Logística e Transportes (LABLALT) correspondentes, na época da oferta dessas disciplinas.
IC559 45 3 Instrumentos de Gestão Ambiental em • O livro onde se encontra o material básico (texto) pode
Transportes também constar da informação de cada disciplina. No caso
IC560 45 3 Estruturação de Problemas de Decisão do material se encontrar em várias fontes, a lista
em Transportes bibliográfica será oportunamente fornecida pelo Professor
IC561 45 3 Avaliação Multicritério em Transportes Responsável pela disciplina.
IC564 45 3 Bases Cartográficas para utilização em
Sistemas de Informações Geográficas
• EMENTAS DAS DISCIPLINAS
aplicado a Transportes
IC565 45 3 Geodésia Física e Espacial Aplicadas em AA001 Dissertação de Mestrado
Engenharia de Transportes T:0 E:0 L:0 S:0 C:0 P:3
IC566 45 3 Ajustamento de Observações Geodésicas
e Topográficas Aplicado em Engenharia
AA002 Tese de Doutorado
T:0 E:0 L:0 S:0 C:0 P:3
IC574 45 3 Cadastro Técnico Multifinalitário
IC575 45 3 Plano Diretor de Transportes, Trânsito e IC005 Análise Térmica de Edificações
Mobilidade Urbana T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
IC--- Qualquer disciplina com o código IC--- Pré-Req.: IC762
Ementa: Transmissão de calor através dos componentes
construtivos. Regime periódico. Inércia térmica.
DISCIPLINAS DO ESTÁGIO DE CAPACITAÇÃO Caracterização do clima. Radiação solar. Temperatura solar.
DOCENTE (PED) Umidade em edificações. Ventilação. Métodos
experimentais de avaliação térmica de edificações. Modelos
CD001 60 4 Estágio de Capacitação de simulação térmica de ambientes. Aplicações em estudo
Docente - PED A (Turma D) de caso.
CD002 60 4 Estágio de Capacitação IC006 Introdução à Engenharia de Sistemas
Docente - PED B (Turma D) Prediais Hidráulico-Sanitários
CD003 30 2 Estágio de Capacitação T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3

11
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

Ementa: Desempenho dos sistemas prediais hidráulicos e Berlyne. Fenomenologia: Heidegger. Psicologia Ambiental:
sanitários. Conceituação geral dos sistemas prediais de Privacidade, Proximidade, Espaço Pessoal, Segurança,
água fria e quente. Determinação de vazões de projeto em Sociabilidade, Percepção Espacial, Produtividade,
sistemas prediais de água fria e quente: métodos empíricos Densidade e Apinhamento, Cognição e Territorialidade.
e probabilísticos. Análise do consumo de água fria e quente Necessidades Básicas. Projeto e Planejamento do Ambiente
em edifícios. Conceituação geral dos sistemas prediais de Construído: elementos arquitetônicos, sociopetal e
esgoto sanitário. Determinação das vazões de projeto em sociofugal, padrões de comportamento, tipos de território.
sistemas prediais de esgoto sanitário. Modelo para a Métodos e Instrumentos de Pesquisa: Avaliação Pós-
verificação da necessidade de ventilação secundária em Ocupação, "Behavior Setting", Entrevistas, Observações e
sistemas prediais de esgoto sanitário. Conceituação geral Métodos Visuais. Estudos de Casos.
dos sistemas prediais de águas pluviais. Inovações IC012 Avaliação Econômica de Empreendimentos
tecnológicas dos sistemas prediais hidráulicos e sanitários. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
IC007 Concretos Poliméricos Ementa: Princípios de engenharia econômica. Valor do
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 dinheiro no tempo. Fórmulas de juros compostos.
Ementa: Introdução. Definições. Noções sobre resinas. Aplicações das fórmulas. Comparação entre alternativas de
Concreto impregnado; técnicas de impregnação; investimento. Planejamento financeiro e planejamento
propriedades e aplicações. Concreto de resina: econômico de empreendimentos. Métodos para cálculo de
generalidades e produção; propriedades e aplicação. rentabilidade. Influência da inflação. Incerteza e riscos.
Concreto de Cimento e polímero: generalidades, Análise de sensibilidade. Novos paradigmas para a
propriedades e aplicações. avaliação de investimentos na construção civil..
IC008 Materiais Reforçados com Fibras para a IC014 Planejamento Estatístico de Experimentos
Construção Civil T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Conceituação Estatística. Intervalos de Confiança.
Ementa: Introdução. Princípios básicos. Deformação. Tamanho da amostra. Testes de Hipóteses. Comparação de
Ruptura. Dissipação de energia. Efeito das dimensões da dois ou mais tratamentos. Quadro de ANOVA.
fibra. Efeito da disposição. Efeito Global. Junta fibra matriz. Adequabilidade do Modelo. Comparações Múltiplas. Blocos
Volume crítico de fibras. Comportamento a tração. Aleatorizados. Planejamento com mais de uma variável
Compressão e flexão. Bloco. Experimentos Fatoriais. Análise de Regressão e
Correções de Violações do Modelo.
IC009 Metodologia do Projeto Arquitetônico
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC015 Aplicação de Sistemas Especialistas
Ementa: O processo projetual: Criação, Psicologia, T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Desenvolvimento, Análise, Comunicação. Estado da Arte na Ementa: Os sistemas especialistas e suas linguagens.
Metodologia de Projeto, As Gerações. A Informática Introdução à linguagem PROLOG. Aplicações à área
Aplicada e o Processo Projetual. Sistemas de Informação. Teórica-Experimental e Construções.
Análise de Projeto e Avaliação Pós-Ocupação (APO). IC016 Aglomerantes Minerais I
Programação Arquitetônico. Estratégias para Qualidade no T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3
Ambiente Construído. Participação, Otimização, Simulação, Ementa: Introdução ao estudo dos aglomerantes minerais;
Criação Automatizado de Projeto. Criação de Sistemas de Gesso e cal: definições, compostos principais, fórmulas,
Avaliação, BDA (Building Design Adviser). Projeto terminologia. Calcários e dolomitos: obtenção, composição,
Colaborativo. Estudo de casos. seleção para produção de cal. Cal virgem: produção, fornos
IC010 Desempenho do Ambiente Construído de calcinação, mecanismo de dissociação térmica dos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 carbonatos, características. Cal hidratada: produção,
Ementa: Projeto e Qualidade. Falhas: construtivas, do composição, propriedades, aplicação, ensaios especiais:
processo projetual e construtivo, do ambiente construído. análise térmica diferencial, termogravimetria e difração de
Satisfação com o ambiente construído: conforto e psicologia raios X. Gesso: obtenção, propriedades, aplicações,
ambiental, funcionalidade. Avaliação Pós-Ocupação (APO): aditivos. Argamassas de revestimento: terminologia,
Objetivo, no Processo de Criação e Execução de classificação, aplicações.
Edificações. Critérios de Desempenho. Programação IC017 Aglomerantes Minerais II
Arquitetônica. Estratégias para Qualidade no Ambiente T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3
Construído. Técnicas de Avaliação: Observações, Análise Ementa: Introdução ao estudo dos aglomerantes
de Padrões, Pesquisa de Campo (Questionários, Tele- hidráulicos; Cimento Portland: obtenção, propriedades e
Pesquisas, Configuração e Dimensionamento de Amostra, aplicação; Estrutura dos compostos anidros; Hidratação do
coleta de dados), Simulações, Dinâmica de Grupo, Walk- Cimento Portland: modelos de estrutura da pasta
Through, Jogos, Desenhos. Análise de dados: tratamento de endurecida (Powers-Brunawer e Feldman-Sereda; Estrutura
variáveis, organização de informações, julgamento de dos compostos hidratados; adições minerais: escória
valores, tomada de decisão (Custo benefício, granulada de alto-forno, pozolanas e sílica ativa;
conseqüência), apresentação de resultados. Procedimento composição do cimento vs. hidratação. Tipos e propriedades
de incorporação de Melhorias (Reasonable Standard of dos cimentos produzidos no Brasil. Cura térmica; Ensaios
Care, Normas, códigos, Educação, Divulgação, Feedback. de laboratório.
Estudo de Casos. IC018 Tecnologia do Concreto de Elevado
IC011 Ambiente Construído e o Comportamento Desempenho
Humano T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Estrutura dos concretos em geral; concreto de
Ementa: O Homem e o Ambiente Físico. Relação Ambiente elevado desempenho; propriedades mecânicas do CED;
- Comportamento. Teoria da Percepção: Brunswick, Gibson, propriedades do CED no estado fresco; considerações

12
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

sobre a durabilidade do CED; aplicação do CED na IC037 Tecnologia Avançada do Concreto


construção. T:60 E:0 L:0 S:0 C:4 P:3
IC019 Dosagem de Concretos Ementa: Estrutura do concreto. Zona de transição. Fatores
T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3 que influenciam a resistência. Resistência em vários
Ementa: Introdução à dosagem; histórico da evolução da estágios de tensão. Comportamento elástico. Retração e
dosagem no Brasil e no exterior; princípios de dosagem, fluência. Durabilidade. Agregados. Cimentos. Aditivos.
diagrama de dosagem, ajuste do traço; propriedades do Adições. Concretos especiais. Polímeros em concreto.
concreto fresco; trabalhabilidade; reologia de pastas, Mecânica do concreto. Ecologia e a indústria do concreto.
argamassas e concretos; estrutura interna do concreto; IC038 Introdução à Ciência e Engenharia dos
modelo de Powers; previsão do comportamento do concreto Materiais
endurecido; variabilidade da resistência do concreto; T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
controle da resistência do concreto; resistência de dosagem; Ementa: Ligações químicas; Arranjos atômicos; Defeitos em
adequação do traço em obra. sólidos; Transformações nos sólidos; Propriedades
IC020 Durabilidade dos Concretos térmicas; Propriedades mecânicas. Elementos de teoria da
T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3 elasticidade. Resposta constitutiva dos materiais.
Ementa: Generalidades; permeabilidade; microestrutura e IC039 Projeto Colaborativo
permeabilidade/durabilidade; deterioração da estrutura de T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
concreto; o ataque pela água do mar; a reação álcali- Ementa: Fundamentos. Ferramentas e ambientes Internet,
agregado. Intranets e Extranets. Estratégia organizacional para
IC029 Concreto Reforçado com Fibras engenharia colaborativa. Estudos de casos.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC043 Metodologia de Pesquisa e Seminários em
Ementa: Introdução. Princípios básicos de comportamento: Edificações
deformação, mecanismos de fratura e dissipação de T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
energia. Efeitos das dimensões e da orientação das fibras Ementa: Apresentação das fases da Investigação científica:
sobre o compósito. Dosagem de concretos usuais e de alto formulação da hipótese de trabalho, pesquisa bibliográfica,
desempenho reforçados com fibras. Comportamento à elaboração, redação. As várias formas de publicação como
tração, à compressão e à flexão: formas de medida da produto da investigação científica. Preparação do trabalho:
tenacidade. Comportamento frente ao impacto e cargas tema, revisão bibliográfica, fichamento, ante-projeto.
cíclicas. Campos de aplicação: pavimentos diretamente Uniformização da redação. Seminários em Edificações,
apoiados sobre o solo, revestimento de túneis e abordando temas específicos à área.
estabilização de taludes (concreto projetado), elementos IC044 Acústica I - Fundamentos
pré-moldados. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
IC030 Programação para CAD Ementa: Comportamento e propriedade de ondas sonoras.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Grandezas acústicas. Aspectos subjetivos do som.
Ementa: Linguagem e ambiente de programação para Fenômenos acústicos. Efeitos de ruído no homem.
ferramentas de CAD (Computer Aided Design). Estrutura IC045 Acústica II - Aplicações
básica da linguagem. Controle de Fluxo. Funções de T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
entrada e saída. Manipulação de entradas gráficas e grupos Pré-Req.: IC003/IC004/IC765/IC044/IC764
de seleção. Funções geométricas. Manipulação de arquivos. Ementa: Acústica aplicada a salas e edificações. Métodos e
Implementação de interfaces utilizando caixas de diálogo. técnicas de controle de ruído. Acústica urbana.
IC032 Iluminação Natural Fundamentação e IC046 Acústica III - Aprofundamento
Contemporaneidade T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3 Pré-Req.: IC003/IC004/IC764/IC765/IC044/IC045
Ementa: A luz natural como parâmetro do espaço Ementa: Técnicas de medida e instrumentação em
arquitetônico. Análise de obras referenciais de diferentes acústica. Normas e legislação. Softwares.
períodos históricos. A luz natural no pensamento e obra dos
IC047 Lean Thinking (Mentalidade Enxuta)
principais teóricos e arquitetos do século XX e os seus
Aplicada à Construção
possíveis desdobramentos no presente século, em particular
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
na arquitetura brasileira. Principais metodologias de projeto
Ementa: Mentalidade enxuta: origens e conceitos. O
e avaliação da iluminação natural.
sistema Toyota de produção: filosofia, sistema, ferramentas.
IC033 Patologia e Terapia do Concreto Armado Mapeamento do fluxo de valor. Os 5 princípios da
T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3 mentalidade enxuta: valor do ponto de vista do cliente, fluxo
Ementa: Considerações iniciais: Patologia e Terapia. de valor na cadeia, produção em fluxo, sistema puxado,
Patologia do concreto armado: durabilidade e corrosão do busca da perfeição. Aplicações de conceitos e ferramentas
concreto e aço. Controle de qualidade do concreto armado. lean nos fluxos de valor da construção: negócios, projeto,
Problemas de projeto e execução. Sintomatologia: suprimentos, obra, manutenção.
Fissuração, desagregações e disgregações. Reparo das
estruturas. Reforços das estruturas: reforços mediante IC048 Gestão da Qualidade na Construção
chapas ou perfis de aço, reforços mediante folhas de fibras T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
de carbono, reforços mediante concreto c/ adição de Ementa: Modelos de Gestão da Qualidade. Qualidade na
armadura ou aumento da seção. Ensaios informativos sobre construção. ISO 9000 versão 2000. Sistemas de
os materiais da estrutura: ensaios destrutivos e não qualificação evolutiva para construção. Elementos do
destrutivos. Provas de Carga. sistema da qualidade em uma empresa construtora:
Obs.: Oferecida pelas áreas: Estruturas e de Arquitetura e organização, empreendimento e projeto, suprimentos,
Construção execução, recursos humanos. Sistemas integrados e

13
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

gestão: da qualidade (ISO 9000), segurança (OHSAS Sustentáveis


18000) e meio ambiente (ISO 1400). Critérios de excelência T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
de prêmios nacionais da qualidade. Implementação da Ementa: A economia ecológica e as questões energéticas e
gestão da qualidade em construtoras: exemplos, avaliação ambientais. Os sistemas termodinâmicos distantes do
de resultados. equilíbrio e os problemas ambientais. A ordem implicada e
Bibliografia: ABNT. Sistemas de gestão da qualidade: os problemas ambientais. Metodologias para o
diretrizes para melhorias de desempenho - NBR. planejamento de empreendimentos energéticos
IC051 Gestão da Água em Edifícios sustentáveis. A eficiência energética dos empreendimentos.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Estudos de caso.
Ementa: Gestão de água nas cidades. Gestão da água nos IC057 Patrimônio Arquitetônico: História, Teoria e
edifícios - conceituação geral. Redução das perdas de água Projeto
em edifícios. Medição individualizada. Tecnologias T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
economizadoras de água. Sensibilização dos usuários para Ementa: História e teoria da conservação e retauração.
a conservação de água. Programas de conservação de Evolução dos conceitos e das práticas projetuais deles
água em edifícios - metodologia modelo. Aplicações. decorrentes adotadas nas ações de preservação
IC052 Ensino à Distância na Arquitetura e arquitetônica e urbanística. Critérios de intervenção.
Construção Legislação patrimonial. Análise e metodologia de projeto.
T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3 Sistemáticas de pré-diagnóstico conservativo. Estudos de
Ementa: Noções teóricas sobre EAD. Identidade de caso e visitas técnicas.
linguagens visuais. Elementos do Design na web. Noções IC058 A Lógica no Projeto Arquitetônico
práticas e laboratórios para desenvolvimento de material T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
didático com caráter interativo para veiculação em Ementa: Noções de Lógica: O projeto arquitetônico como
ambientes de aprendizagem virtual. Introdução ao procedimento lógico-matemático. O conceito de beleza de
desenvolvimento de animações com o programa Flash MX. Kant. As categorias de relacionamento entre as pessoas e
IC053 Tecnologia de Materiais Alternativos para a os objetos a seu redor, de Daniel Dennett. Exemplos de uso
Construção Civil da lógica no projeto.
T:45 E:15 L:0 S:0 C:4 P:3 IC059 Acessibilidade e Desenho Universal no
Ementa: Introdução: definições, história do desenvolvimento Ambiente Construído
dos materiais alternativos de construção. Materiais T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
alternativos construidos a partir do uso de resíduos urbanos Ementa: Arquitetura como elemento integrador das pessoas
e industriais: entulho de obras civis, entulho de concreteiras portadoras de necessidades especiais ou com mobilidade
e de laboratórios. Materiais de construção de elevada reduzida. Os diversos grupos de usuários e suas
tecnologia: concretos de super resistência e durabilidade, necessidades. O idoso no contexto social. O espaço
cerâmicas avançadas. Caracterização dos materiais construído em resposta às necessidades físicas,
alternativos: análises químicas, físicas, morfológicas e informativas e psico-sociais dos usuários. Mobilidade
microscopias. Matéria prima alternativa sob o prisma da urbana.
análise ambiental: solubilização e lixiviação. Propriedades
mecânicas e elásticas dos novos materiais: compressão IC060 Avaliação Pós- Ocupação do Ambiente
axial, modelos elásticos lineares e não lineares. Construído
Durabilidade dos novos materiais. Programa experimental T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
com novos insumos e materiais produzidos a partir de Ementa: A avaliação pré e pós uso do ambiente construído.
resíduos. Categorias de variáveis funcionais tecnológicas e
comportamentais; a participação e a apropriação dos
IC054 Projeto e Construção Sustentável
usuários no projeto arquitetônico. Metodologias e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
instrumentos de pesquisa. Critérios e categorias de escalas
Ementa: Desenvolvimento sustentável. Agenda 21 para a
de avaliação.
Construção sustentável. Projeto e arquitetura sustentável.
Construção sustentável. Tecnologias para a IC061 Automação de Etapas do Projeto
sustentabilidade. Análise de ciclo de vida. Indicadores de Arquitetônico
sustentabilidade. Metodologias para avaliação ambiental e T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
certificação verde de produtos e edifiícios. Avaliação da Ementa: O papel do computador no processo do projeto.
sustentabilidade de edifícios. Apresentação e discussão de Descrição algorítmica do processo de projeto. Introdução
casos de referência. Aplicações em estudo de caso. aos conceitos de lógica de programação. Introdução aos
IC055 Metodologia do Projeto de Iluminação conceitos de programação orientada ao objeto. O ambiente
Artificial de desenvolvimento de Visual Basic for Application do
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 AutoCAD. Técnicas de programação em VRA para
Ementa: Aspectos metodológicos do projeto da iluminação AutoCAD.
artificial aplicada à arquitetura. Etapas do projeto IC062 Planejamento das Cidades de Pequeno
luminotécnico: conceituação, estudo preliminar, antiprojeto, Porte
simulações,projeto executivo, detalhamento e memoriais. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Luz e iluminação no pensamento e obra dos principais Ementa: Estrutura urbana de cidades pequenas.
teóricos e arquitetos do século XX e os seus possíveis Instrumentos legais para a gestão urbana. Estrutura
desdobramentos no presente século, em particular na tributária municipal. Aspectos organizacionais e estruturais
arquitetura brasileira. Projetos luminotécnicos: estudos de da administração de pequenas cidades. Instrumento de
casos. controle urbano para uso e parcelamento do solo.
IC056 Empreendimentos Energéticos Perímetro, zoneamento urbano, e infra-estrutura básica.

14
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

IC063 Gestões de Regiões Metropolitanas Ementa: Teorias, metodologias e instrumentos para o


T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 ensino de projeto de arquitetura. Análise e prática dos
Ementa: Histórico e formação das regiões metropolitanas elementos teórico-metodológicos do ensino de projeto de
no Brasil. Estrutura legal de suporte para municípios arquitetura relacionados com a complexidade e com a
componentes das RMs. Integração da estrutura construção do conhecimento no atelier de projeto de
administrativa dos municípios componentes. Especifidades arquitetura.
de tributação urbana. Legislação e uso de parcelamento do IC071 Clima e Conforto no Ambiente Construído
solo. Processo de conurbação. Saneamento e coleta de lixo Urbano
integrados e a sustentabilidade ambiental. Integração da T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3
infra-estrutura urbana. Ementa: Urbanização e clima. Características gerais do
IC064 Habitação Coletiva Contemporânea clima urbano. Alterações climáticas. Efeitos do desenho
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 urbano no clima. Padrões de vento no ambiente urbano.
Ementa: Análise crítica dos modelos comtemporâneos de Radiação solar em áreas urbanas. Equilíbrio térmico. Ilhas
habitação coletiva no Brasil e no exterior. Sua origem, base de calor. Modelos de Ilhas de calor. O efeito canyon.
e repertório instrumental e as transformações. O novo Materiais apropriados para o ambiente urbano. Impacto
entendimento dos espaços projetados e a sociedade pós- sobre o consumo de energia. Assentamentos urbanos.
industrial. Novas soluções para a realidade brasileira. Papel das áreas verdes. Conforto térmico em espaços
IC065 Projeto e Programa do Ambiente externos.
Construído IC072 Tecnologia da Informação e Comunicação
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 na Construção Civil
Ementa: A relação entre o projeto de arquitetura e uso. T:15 E:0 L:30 S:0 C:3 P:3
Necessidades e exigências funcionais do usuário. Programa Ementa: Apresentação de forma conceitual e prática das
arquitetônico. Usos diferenciados. A evolução da tecnologias necessárias para o processamento e a
interpretação das demandas de uso no projeto. O comunicação da informação na construção civil. A ênfase
funcionalismo. A universidade contemporânea do uso e seu são as tecnologias de informação e comunicação como:
reflexo no projeto. Flexibilidade. Programa e Conforto. internet, redes de computadores, realidade virtual,
Complexidade. multimídia, processamento de imagem, automação,
IC066 Novos Modelos Urbanos: Bairros simulação e ambientes de colaboração.
Metropolitanos IC073 Tópicos Especiais em Arquitetura e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Construção I
Ementa: Quadro atual da arquitetura nacional e T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
internacional; perspectivas e possibilidades do projeto; Ementa: A ser definida por ocasião do oferecimento da
aproximações teóricas, metodológicas e críticas aos disciplina.
principais conceitos contemporâneos em arquitetura; IC074 Tópicos Especiais em Arquitetura e
sintonias e dissonâncias frente ao panorama internacional; Construção II
novos temas para a investigação em projeto; desenho T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
urbano: os novos bairros metropolitanos; habitação coletiva; Ementa: A ser definida por acasião do oferecimento da
análise e metodologia do projeto. disciplina.
IC067 Pensamento e Produção da Arquitetura IC075 Tópicos Especiais em Arquitetura e
Moderna Construção III
T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Análise crítica da produção da Arquitetura Ementa: A ser definida por ocasião do oferecimento da
Moderna. A Arquitetura moderna no Brasil: discursos, disciplina.
produção e arquitetos. A importância da concepção
moderna para a prática da arquitetura contemporânea.
IC076 Tópicos Especiais em Arquitetura e
Construção IV
Projetos e exemplares.
T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
IC068 Sistemas de informação Geográfica Ementa: A ser definida por ocasião do oferecimento da
Aplicadas nas Cidades disciplina.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Estrutura e natureza dos dados ambientais
IC077 Tópicos Especiais em Arquitetura e
Construção V
urbanos. Processos de captura, tratamento e estruturação
T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
de dados voltados para a confecção de bases digitais.
Ementa: A ser definida por ocasião do oferecimento da
Conceituação de sistemas de gerenciamento de dados.
disciplina.
Sistemas integradores. Montagem e gerenciamento de
bases digitais componentes de sistemas de informação IC078 Análise Estatística de Experimentos
geográfica para uso urbano. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Conceitos Básicos. Testes de hipóteses.
IC069 Sistemas Generativos de Projeto
Distribuições amostrais e inferências. Comparação de dois
T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
ou mais tratamentos. Quadro de ANOVA. Adequabilidade do
Ementa: Introdução , discussão e experiências com
Modelo. Comparações múltiplas. Blocos aleatorizados e
métodos generativos de projeto. Regras de composição.
planejamento fatorial. Experimentos fatoriais com modelos
Familias de objetos. Projeto paramétrico. Computação
empíricos. Análise de regressão e correções de violações
evolucionária e arquitetura genética. Autômatos celulares e
do modelo.
vida artificial. Shape grammars e color grammars.
IC070 Teoria e Prática do Ensino de Projeto IC079 Programa de Moradia Brasileira
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3

15
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

Ementa: A morada brasileira. A transformação do programa T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
habitacional como reflexo das atividades, hábitos, valores, Ementa: Estequiometria e cinética das reações. Ordem de
costumes e práticas da sociedade e seus diferentes estratos uma reação. Equilíbrio e balanço de massa. Reatores.
sociais. As relações do seu desenho e tipologias com as Materiais reativos e conservativos. Dispersão. Modelos
mudanças no cotidiano de seus ocupantes e das estruturas aplicados a rios e lagos.
sociais e urbanas. O papel feminino. A inserção da IC157 Seminários Sobre Saneamento
habitação e sua interação com a cidade. T:0 E:0 L:0 S:45 C:3 P:3
IC112 Complementos de Hidráulica Ementa: Organização de seminários apresentados por
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 especialistas e/ou pesquisadores convidados a expor sobre
Ementa: Escoamentos em Pressão. Perdas de cargas em temas específicos de interesse em Saneamento e Ambiente.
condutos circulares. Perdas de cargas em condutos não Promover palestras e discussões sobre propostas de
circulares. Escoamentos nas singularidades e orifícios. pesquisas desenvolvidas pelos participantes e sobre artigos
Escoamento com superfície livre. Movimento uniforme. científicos correlatos recentes.
Movimento permanente gradualmente variado. Movimento IC200 Planejamento e Análise de Sistemas de
permanente bruscamente variado. Escoamento não Transporte
permanente. Escoamento em meios porosos. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
IC114 Complementos de Hidrologia Ementa: Conceitos e métodos de planejamento e economia
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 de transportes; modelagem de demanda e oferta; custos e
Ementa: Chuvas Intensas. Infiltração. Evapotranspiração. tarifas, mercados e competividade; avaliação econômica e
Hidrograma. Vazões de enchente em pequenas bacias. operacional.
Regularização de vazões. Regionalização de vazões. IC201 Infra-estrutura Viária
Propagação de enchentes em canais e reservatórios. T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
Métodos estatísticos de previsão de enchentes. Modelos Ementa: Introdução; Métodos de Planejamento e de
determinísticos chuva-vazão. Modelos de geração de Avaliação; Características do tráfego; Projeto Geométrico de
chuvas. Estradas; Drenagem; Pavimentos; Construção de Estradas;
IC115 Transporte de Sedimentos em Canais Supervisão de Construção; Manutenção.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC301 Mecânica das Estruturas I
Ementa: Generalidades. Origem e propriedades dos T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
sedimentos. Condição crítica para o início do movimento de Ementa: Cálculo tensorial. Tensor das deformações. Tensor
partículas de sedimento. Regimes de escoamento: formas das tensões. Trabalhos virtuais. Relações constitutivas.
do leito. Resistência ao escoamento e distribuição de Formulação dos problemas de elasticidade. Teoremas de
velocidades em canais fluviais. Transporte de sedimentos energia. Critérios de falha.
por arrastamento e por saltitação. Transporte de sedimentos
em suspensão. Transporte total de sedimentos.
IC302 Mecânica das Estruturas II
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Instrumentação e planejamento das medidas de
Ementa: Modelos reológicos. Relações constitutivas
sedimentos. Agradação a montante de reservatórios:
dependentes da variável tempo. Fundamentos de visco-
métodos para determinar o volume de sedimentos
elasticidade. Critérios de ruptura. Relações constitutivas
depositados em reservatórios.
para materiais elásticos não-lineares. Relações constitutivas
IC116 Seminários sobre Recursos Hídricos para materiais elasto-plásticos com encruamento.
T:15 E:0 L:0 S:15 C:2 P:3
Ementa: Organização e apresentação de seminários,
IC303 Introdução à Análise Computacional de
Estruturas
palestras e conferências. Promover discussões sobre temas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
e literaturas científicas atuais, com ênfase em pesquisas e
Ementa: Sistemas de coordenadas. Matrizes de
técnicas experimentais.
transformação. Matrizes de flexibilidade e de rigidez de
Obs.: Disciplina equivalente a IC473-Seminários sobre
barras. Processo dos esforços e dos deslocamentos.
Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais.
Elaboração de programas para cálculo de estruturas
IC151 Química Sanitária reticulares. Utilização de programas comerciais para cálculo
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 de estruturas em regime Elástico-Linear.
Ementa: Conceitos básicos de química aplicados aos
saneamento e ambiente: Estequiometria, equilíbrio e
IC304 Tenso-Estruturas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
cinética química, soluções, produto de solubilidade,
Ementa: Evolução das tenso-estruturas ao longo do tempo.
ácido/base, óxido-redução, complexação/adsorção,
Compreendendo a forma das tenso-estruturas. As formas
parâmetros de interesse sanitário e ambiental.
básicas. As formas em parabolóide hiperbólico. As formas
IC152 Microbiologia Sanitária crônicas. As formas suportadas por arcos. Combinação das
T:15 E:30 L:0 S:0 C:3 P:3 formas básicas. Indicações para projeto arquitetônico.
Ementa: Princípios de microbiologia utilizados nos Estudo de caso real com aspectos do projeto,
processos de tratamento de águas de abastecimento, águas dimensionamento e construção.
residuárias e resíduos sólidos.
IC305 Laje Sobre Solo para Fundação de
IC155 Laboratório de Saneamento Residência ou Piso Industrial
T:0 E:45 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Principais análises físicas e exames químicos e Ementa: Lajes sobre solo. Reforço de aço para minimizar
bacteriológicos das águas e esgotos. Utilização de técnicas fissuras devidas à retração do concreto. Análise estrutural
instrumentais. para laje sobre solo. Análise estrutural baseada em
IC156 Cinética de Reatores em Saneamento programa de computador. Recomendações da literatura

16
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

estrangeira para investigação do solo, análise estrutural e Filtração direta descendente. Filtração direta ascendente.
construção de laje sobre solo. Recomendações para Pré-filtração e filtração lenta.
minimizar fissuras em laje de concreto sobre o solo. IC459 Tratamento de Esgotos: Processos e
Aplicação a casos reais. Sistemas
IC411 Estruturas Hidráulicas T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Características das águas residuárias. Processos
Ementa: Escolha e localização do tipo de barragem. biológicos de tratamento: aeróbico e anaeróbico. Cinética do
Capacidade dos reservatórios. Estudo da altura da crescimento biológico: aplicação aos reatores comumente
barragem. Forças atuantes. Extravasores. Dissipação de usados. Sistemas de tratamento de esgotos convencionais e
energia. Comportas. Obras de desvio. não convencionais.
IC412 Aproveitamento Hidrelétrico IC461 Introdução aos Modelos Hidráulicos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Esquemas diversos de aproveitamentos. Tipos de Ementa: Fundamento da modelação hidráulica. Princípio
aproveitamentos. Princípios de projeto. Tomada d'água. básico da homogeneidade dimensional. Teorema Pi.
Canais e câmaras de carga. Conduto forçado ("Penstock''). Equações básicas. Técnicas Laboratoriais. Aplicação aos
Casa de força. Turbinas. Usinas Subterrâneas. modelos físicos.
IC414 Irrigação: Projeto e Técnica IC463 Engenharia Hidráulica Aplicada a Sistemas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 de Abastecimento de Água
Ementa: Importância da irrigação. Características gerais T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
dos sistemas de irrigação. Capacidade de retenção da água Ementa: Revisão de conceitos fundamentais de hidráulica
do solo. Avaliação da demanda hídrica da cultura. de condutos forçados. Cálculo hidráulico de tubulações.
Capacidade de infiltração do solo. Fundamentos hidráulicos Tubulações, materiais, esforços hidráulicos e normas.
e hidrológicos. Planejamento da irrigação de uma Dispositivos: válvulas e bombas. Redes de distribuição de
propriedade. Controle da irrigação. Irrigação por aspersão: água: traçados e critérios de projeto. Análise de rede de
convencional, autopropelido, pivô central e montagem distribuição em regime permanente - Modelos. Projetos de
direta. Irrigação por sulcos de infiltração. Irrigação redes de distribuição. Modelação matemática de uma rede
localizada: gotejamento e microaspersão. Irrigação por em funcionamento. Aplicação e utilização dos modelos.
inundação. Avaliação e manejo da irrigação. IC464 Tecnologias de Tratamento de Águas para
IC420 Sistemas para Transporte de Líquido: Pequenas Comunidades
Adutoras e Bombas T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Generalidades sobre sistemas de tratamento de
Ementa: O transporte de líquidos: adutoras e oleodutos. águas de baixo custo. Teoria da Filtração lenta. Concepção,
Seleção de bombas. Rotação específica e geometria de características e especificidades da tecnologia FIME
rotores. Critérios básicos para o projeto da instalação de (filtração em múltiplas etapas). Considerações sobre
bombeamento. Arranjos e tipos de instalações. Projeto da aplicação da FIME. Estudo de casos. Sistemas alternativos
tubulação flexível aérea e enterrada. A Espiral de projeto. de desinfecção.
Projeto global: dimensionamento estrutural e especificações. IC465 Química Analítica Ambiental
Reservação e distribuição do líquido. Acessórios das T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
tubulações: válvulas, ventosas e descargas. Critérios para a Ementa: Preparação de Amostras e Validação de Métodos.
seleção e instalação. Funcionamento e operação da
instalação. Controle e operação do transporte (SCADA).
IC466 Planejamento Urbano e Ambiental -
Territórios e Territorialidades
Análise global da operação. Custos de energia,
T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
Manutenção, Perfil de Demanda e Reservação Associados
Ementa: Esta disciplina se propõe a tratar da formação do
a Operação.
campo de planejamento urbano e regional e suas interfaces
IC449 Processos de Tratamento de Água de com a questão do planejamento ambiental. Trataremos do
Abastecimento papel do planejamento na construção da relação campo-
T:45 E:0 L:15 S:0 C:4 P:3 cidade e das relações interurbanas formando regiões
Ementa: Coagulação da água. Uso de diagrama de densamente urbanizadas num processo de conurbação e
coagulação. Mistura rápida e micro turbulência. Floculação metropolização. Diante desse quadro trataremos do papel
hidráulica e mecanizada. Teoria da sedimentação. do planejamento ambiental e suas interfaces com os demais
Decantação convencional e de alta taxa. Filtração rápida por se construindo hoje num fator de territorialização.
gravidade. Desinfecção de águas de abastecimento. Trataremos também do papel da técnica e da racionalidade
IC453 Drenagem de Águas Pluviais instrumental em relação a construção do território e do
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 campo teórico do planejamento.
Ementa: Hidrologia. Estabelecimento de chuva crítica. IC467 Modelos de Auxílio à Tomada de Decisão
Dimensionamento de galerias e órgãos acessórios. Canais. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Controle de enchentes. Materiais. Construção e manutenção Ementa: Introdução à pesquisa operacional, histórico,
de galerias. elementos modelos e análise da tomada de decisão,
IC458 Técnicas Alternativas para Tratamento de Indicadores. Critérios. Desagregação e Padronização de
Águas Abastecimento Critérios. Função de Valor. Métodos MOLP baseados na
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 distância (Programação por Compromisso e Teoria dos
Ementa: Introdução. Considerações sobre tecnologias Jogos Cooperativos). ?rvore da decisão. Funções de
alternativas para tratamento de água de abastecimento. utilidade. Função de Utilidade Multiatributo. Métodos MAUT
Características hidráulicas dos sistemas de filtração com (Multi Atribute Utility Theory). Métodos Hierárquicos
taxa declinante. Coagulação aplicada à filtração direta. (ELECTRE, PROMETHEE). Noções de Sistemas de

17
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

informações Geográficas. Análise Multicriterial. Análise Energéticos e Ambientais


multicriterial aplicada em recursos hídricos. Seminários. T:15 E:0 L:0 S:15 C:2 P:3
IC468 Conservação de Energia em Sistemas Ementa: Organização e apresentação de seminários,
Elétricos palestras e conferências. Promover discussões sobre temas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 e literaturas científicas atuais, com ênfase em pesquisas e
Ementa: Conservação de Energia em Sistemas Elétricos técnicas experimentais.
Industriais, Comerciais e Residenciais. Sistemas Elétricos Obs.: Disciplina equivalente a IC116-Seminários sobre
Trifásicos, Bifásicos e Monofásicos. Equipamentos para Recursos Hídricos.
Aquecimento de Água. Equipamentos de Ar Condicionado. IC474 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
Uso Racional de Energéticos. Substituição de Energéticos. Energéticos e Ambientais I
Avaliação de Equipamentos Similares com Energéticos T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Diferentes. Motores Elétricos, Tipos e Aplicações nos Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
Sistemas Elétricos. Conservação de Energia na Iluminação IC475 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
Artificial. Iluminação Pública e Iluminação de Interiores. Energéticos e Ambientais II
Tarifas públicas. Custos e Economia de Energia. Programas T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
de Conservação de Energia das Agências Reguladoras. Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
Estudos de Caso.
IC476 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
IC469 Gerenciamento de Recursos Hídricos Energéticos e Ambientais III
T:60 E:0 L:0 S:0 C:4 P:3 T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
Ementa: Gestão de Recursos Hídricos; Legislação para uso Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
dos Recursos Hídricos; Gerenciamento de Recursos
Hídricos no Brasil; Elaboração de Planos Diretores de
IC477 Tópicos sobre Recursos Hídricos,
Energéticos e Ambientais IV
Recursos Hídricos; Elaboração de Planos Diretores de
T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
Recursos Hídricos no Brasil.
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
IC470 Método de Pesquisa Orientada a Processos
IC478 Complementos de Mecânica dos Fluidos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: A pesquisa sob o enfoque transdisciplinar e a
Ementa: Conceito de contínuo. Propriedades dos fluidos.
visão de processos. O senso comum, a expectativa e a
Tensões nos fluidos. Movimento e deformação da partícula
atitude científica. A ciência clássica do objeto e a ciência da
fluida, lei da viscosidade. Teorema de Reynolds. Equação
diferença. Rupturas e evoluções na ciência. Identificação do
da continuidade nas formas integral e diferencial. Equação
problema em diferentes contextos. Formulação de
da conservação de quantidade de movimento nas formas
hipóteses. Síntese e interpretação. Projeção de cenários e
integral e diferencial. Equação da energia. Introdução ao
experimentos. A construção de um projeto de pesquisa e a
escoamento turbulento.
sociedade. Desenho de processos. Meios de comunicação,
linguagem e representação de processos: princípios e IC479 Tecnologia de Concretos para Barragens
conceitos. Criatividade e gestão do conhecimento: arte e T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
ciência, sonho e realidade. Engenharia de empreendimentos Ementa: Tipos de estruturas de barragens. Projetos de
científicos, tecnológicos e artísticos com base na viabilidade, básico e executivo. Métodos construtivos. O
valorização do patrimônio e da paisagem cultural: problema da fissuração térmica do concreto. Concreto
empreendimentos civis, culturais, sociais, comunitários, massa, concreto estrutural e concreto compactado com rolo
individuais. para barragens de grande porte e PCHs. Cimento portland,
adições e aditivos. Influências dos agregados e
IC471 Paisagem e Arquitetura Rural
aglomerantes. Permeabilidade e durabilidade do concreto.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Problemas e patologias ligados a tecnologia de concretos
Ementa: Ordenação territorial: patrimônio e paisagem
para barragens. Reação álcali-agregado. Manutenção,
cultural. Arquitetura rural, arquitetura da produção,
recuperação e instrumentação de barragens.
arquitetura do sistema cidade-campo. O patrimônio como
elemento de valorização da paisagem. Engenharia de IC480 Hidráulica de Canais
empreendimentos civis: os event places, as festas típicas e T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
regionais, o folclore e as tradições. O planejamento de Ementa: Escoamento Permanente e Não Permanente em
bacias hidrográficas com base no conhecimento e canais, Equações Básicas, Modelos Numéricos para
valorização do patrimônio cultural. A arquitetura dos Escoamentos Livres, Dimensionamento hidráulico de
complexos hidro-energéticos e ambientais: rios e aqüíferos canais, Planejamento e arranjo geral das obras de canais,
como indutores de empreendimentos civis e elementos de Critérios, Revestimento e proteção.
ordenação territorial. Parques patrimoniais, parques agrários
IC481 Patrimônio e Arquitetura da Água
e parques fluviais. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
IC472 Patrimônio e Paisagem Ementa: O patrimônio das obras hidráulicas representado
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 pela arquitetura das estruturas destinadas à extração ou
Ementa: Conceito de patrimônio e paisagem. Estrutura, viabilização da utilização dos recursos hídricos, tendo em
função, fenômeno e processos: conceitos e relações vista sua aplicação na arquitetura e no planejamento do
conceituais. O conceito crítico de escala, do tempo e das território. O uso da água e a história da arquitetura da água.
mudanças. A conectividade e o continuum na paisagem e Vitruvius e seu capítulo sobre hidráulica e arquitetura. O
no patrimônio. Elos entre pessoas, uso da terra e valores da patrimônio e a arquitetura da água: barragens e pequenas
paisagem. Perspectivas sócio-culturais e o planejamento da centrais hidrelétricas, aquedutos, estações de tratamento de
paisagem. A modelagem de um processo. água, estações hidrotermais, fontes e espelhos d'água,
IC473 Seminários sobre Recursos Hídricos, piscinas e complexos aquáticos. A arquitetura e o território

18
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

da água: portos, eclusas e canais em regiões lacustres, ferroviária. Lastro: funções, materiais e critérios de
fluviais e marinhas. A arquitetura e o planejamento do dimensionamento. Trilhos, tipo dimensionamento.
território a partir da gestão dos recursos hídricos: água, Acessórios complementares da via. Trilhos longos soldados,
patrimônio e paisagem. processos construtivos e critérios de manutenção e de
IC500 Sistemas Geográficos de Informação suspensão. Construção de via permanente. Critérios de
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 manutenção.
Ementa: Conceitos básicos: definição e história do SGI; IC510 Propriedades dos Solos para Engenharia
Base cartográfica (conceitos básicos de geodésia, sistemas Viária
de projeção, sistema UTM); Arquitetura e estrutura de T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
representação dos dados: modelos raster e vetorial; Ementa: Estudo das propriedades dos solos. Engenharia
Componentes de um SGI: Hardware, Software. entrada e Viária. Determinação, interpretação e aplicação dos
saída de dados e interação com o usuário; Funções de um parâmetros geotécnicos. Ensaios clássicos e especiais de
SGI: análises lógicas e matemáticas, análise de laboratório e de campo.
proximidade; continuidade e superposição, extrações IC511 Fluxos nos Meios Porosos
automáticas, análises estatísticas; Aplicações temáticas de T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
SGI. Ementa: Tratamento teórico de fluxos transientes e
IC502 Drenagem de Estradas intransientes em meios porosos. Análise de equações e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 condições de contorno. Ênfase sem soluções através de
Ementa: Introdução. Drenagem Superficial: necessidade, variáveis complexas. Cálculo matricial experimentais e
problemas básicos. Tipos de estruturas de drenagem analógicos.
superficial. Problemas de locação. Vasões de IC512 Aplicações de Materiais Especiais em
dimensionamento (vasões necessárias). Conceitos Obras de Solos
fundamentais de hidrologia. As fórmulas empíricas. O T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Método racional. Delimitação das áreas de interesse. Ementa: Características gerais dos geossintéticos.
Dimensionamento hidráulico de bueiros e valetas: noções Aplicações dos geossintéticos em obras de drenagem.
sobre escoamento em canais abertos e fechados. Geossintéticos como elementos de separação na prevenção
Elementos para o dimensionamento estrutural de bueiros: de erosão. Solos reforçados com geossintéticos. O emprego
transmissões de tensões devidas a carga móvel, tensões de geossintéticos em estradas vicinais e de acesso.
devidas ao peso do aterro, teorias de Martson e análise de Instalação de geotexteis.
Spangler, Lushoee e outros, empuxos sobre os muros de
IC516 Tópicos Especiais em Engenharia de
ala e de testa. Drenagem subterrânea: problema básico,
Transportes I
causas da alteração do teor de umidade dos sub-leitos e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
métodos de combate. Dimensionamento de trincheiras e
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
tapetes de drenagem: considerações hidráulicas (análise de
Cedergren), considerações mecânicas (análise do IC517 Tópicos Especiais em Engenharia de
carreamento). Erosão superficial: noções sobre a Transportes II
erodibilidade e as forças que a promovem, proteção T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
superficial. Projeto integrado à drenagem. Ementa: A ser definida conforme os tópicos abordados.
IC503 Dimensionamento de Pavimentos Flexíveis IC519 Gerenciamento de Empreendimentos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Gerência de pavimentos. Consideração geral, Ementa: Introdução. Organização de empreendimentos.
pavimentos convencionais, com bases rígidas e pavimentos Planejamento. Gerenciamento de suprimentos. Aquisição de
invertidos. Estudo tensional dos pavimentos, critérios gerais recursos. Monitoração e controle do empreendimento.
dos métodos principais de dimensionamentos: equivalência, Avaliação do empreendimento.
fadiga, modelos reológicos. Dimensionamento estrutural, IC523 Estruturas de Contenção
principais métodos utilizados no Brasil e nos outros países. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ensaios utilizados em dimensionamento de pavimentos; Ementa: Empuxos de terra, Teorias clássicas, Equilíbrio
resistência de solos e de materiais betuminosos. Defeitos e plástico, Equilíbrio limite, Influência da água, Cargas
falhas em pavimentos. Avaliação superficial e estrutural. externas, Cargas dinâmicas, Muros de Arrimo, Muros de
Medidas de deflexões e bacias de deformação. Estudo de flexão, Gabiões, Solo reforçado, Cortinas, Estruturas
técnicas de manutenção e de conservação. Métodos de atirantadas.
dimensionamento para recapeamento. IC524 Dinâmica dos Solos e Fundações
IC504 Dimensionamento de Pavimentos Rígidos T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Introdução à dinâmica das estruturas. Teorias de
Ementa: Comportamento tensional dos pavimentos rígidos. vibração e propagação de ondas em solos. Comportamento
Tipos de pavimentos rígidos. Fatores condicionantes para o dos solos sob cargas dinâmicas. Técnicas de análise e
projeto: subleito, tráfego. Métodos de dimensionamento: critérios de projeto. Fundações submetidas a carregamentos
PCA 66, PCA 84, AASHTO 86. Métodos de dinâmicos. Métodos de avaliação em campo e laboratório
dimensionamento de pavimentos de aeroportos: PCA, dos parâmetros dinâmicos dos solos.
Corpo de Engenheiros, FAA. Sub-bases para pavimento IC527 Seminários em Engenharia de Transportes I
rígido. Juntas, tipos, posições e materiais de preenchimento. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Projeto geométrico de juntas. Ementa: Trabalhos de revisão sobre o estado de arte em
IC506 Via Permanente Tópicos Específicos de Engenharia de Transportes.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Pesquisas em andamento, realizados por professor e alunos
Ementa: Elementos componentes de via permanente vinculados ao curso ou por personalidades convidadas.

19
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

IC528 Seminários em Engenharia de Transportes T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
II Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC540 Políticas de Transporte Urbano
Ementa: Trabalhos de revisão sobre o estado de arte em T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Tópicos Específicos de Engenharia de Transportes. Ementa: Visão técnica, social e política do transporte
Pesquisas em andamento, realizados por professor e alunos urbano; Políticas públicas; Políticas públicas de transporte;
vinculados ao curso ou por personalidades convidadas. Condições de transporte urbano no brasil e no mundo;
Bibliografia: a ser proposta a cada curso. Sociedade, mobilidade e acessibilidade; O transporte
IC529 Tópicos de Geodésia, Projeções público: regulamentação e prestação do serviço; O
Cartográficas e Cartografia Digital transporte individual: uso e impactos; A crise do transporte
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 urbano nos países em desenvolvimento; Políticas de
Ementa: Conceitos básicos: Formas de representação da desenvolvimento urbano e transporte; Políticas de
terra (geóide, elipsóide triaxial); Sistemas de Referências - transporte público; Políticas de circulação urbana.
Data horizontal e vertical no Brasil; Geometria do Elipsóide; IC543 Manutenção de Pavimentos
Métodos de levantamentos de campo (discussão das T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
normas: NBR 13.133 e NBR 14.166); Sistemas de Ementa: Análise geral das características de um pavimento:
Projeções Cartográficas; Estudo especial para a "Projeção tipos de pavimento Flexível; rígido e composto; composição
Universal Transversa de Mercator (UTM)"; Posicionamento de um pavimento; fases da vida de um pavimento; defeitos
por Satélite - GPS; Automação de desenhos cartográficos - apresentados por um pavimento - funcionais / estruturais;
Cartografia Digital; Base Cartográfica; Cartografia digital x peculiaridades do pavimento rígido - expectativa de não
Geoprocessamento. necessidade de manutenção, tamanho das placas,
IC531 Tecnologia de Transportes existência ou de barras nas juntas em pavimentos rígidos.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Defeitos em Pavimentos flexíveis. Defeitos em Pavimentos
Ementa: O desenvolvimento das tecnologias de transporte; rígidos; Tipos de reparo em pavimento: rotineira; corretiva /
as principais modalidades e suas características físicas e preventiva; reabilitação; superficial; recapeamento;
operacionais; análise comparativa entre as modalidades; a reconstrução. Avaliação do estado de pavimentos flexível e
unitização de cargas; transporte intermodal; o modo rígido. Critérios para dimensionamento para recapeamento
aeroviário; o modo hidroviário, o modo rodoviário, o modo e para pavimentos novos reconstruídos. Avaliação do
ferroviário; o modo dutoviário e noções sobre terminais de processo construtivo de manutenção. Gerencia de
transporte. Pavimentos.
IC532 Tópicos Especiais em Engenharia IC544 Aplicações da Teoria das Filas ao
Geotécnica I Planejamento de Transportes
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida. Ementa: Introdução - fluxos de sistemas em transportes:
IC534 Aterros sobre solos moles fluxos de chegada; fluxos de atendimento; formação de
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 filas/estoques; disciplinas das filas. Representação gráfica e
Ementa: Investigação do subsolo. Teoria do adensamento. matemática das filas; Medidas de méritos. Modelos
Resistência ao cisalhamento dos solos argilosos. determinísticos de filas - representação de filas através do
Capacidade de cargas dos solos. Aterros sobre solos moles. conceito de escoamento de fluxos. Sistemas de filas: canais
de serviços paralelos; com serviços em série; com
IC535 Ensaios de Laboratório de Mecânica dos
prioridades. Principais distribuições de probabilidades.
Solos
Modelos estocásticos de filas. Filas com atendimento em
T:15 E:30 L:0 S:0 C:3 P:3
grupo. Análises de sensibilidade - Modelos determinísticos e
Ementa: Estudo das propriedades dos solos. Determinação,
Modelos probabilísticos. Discussões de aplicações típicas.
interpretação e aplicação dos parâmetros geotécnicos.
Ensaios clássicos e especiais de laboratório. IC545 Desempenho de Serviços Logísticos e de
Transportes
IC536 Ensaios de Campo de Mecânica dos Solos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
Ementa: Contexto da Qualidade e da Produtividade nos
Ementa: Definição, características e emprego de métodos
Serviços de Transportes: Cenário Atual e Evolução
de investigação geotécnica: diretos e indiretos. Estudos e
Histórica. Estado da Arte da Pesquisa neste Tema. As
análise crítica dos parâmetros obtidos em campo para
Principais Formas de Abordagens da Análise e Avaliação do
concepção de projetos de fundações. A utilização de provas
Desempenho em Logística e Transportes. Conceituação de
de carga na obtenção das características geotécnicas do
Qualidade e Produtividade em Serviços. Características
subsolo. Desenvolvimento de programa de investigação
Condicionantes dos Serviços Logísticos e de Transportes.
geotécnica em diversos tipos de obras.
Classes de Problemas Típicos em Qualidade e
IC537 Propriedades dos Solos Não Saturados Produtividade em Serviços. Caracterização Sistêmica dos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Serviços Logísticos e de Transportes. Aspectos Estratégicos
Ementa: Solo não saturado e suas características. Sucção associados a Qualidade e Produtividade dos Serviços.
total, medição da sucção. Variáveis de Estado de Tensões Desempenho do Serviço como um Produto. Sistema de
em Solos Não Saturados. Tensão efetiva em solos não Prestação de Serviços Logísticos e de Transportes. A
saturados. Análise de tensões em solos não saturados. Interface com os Usuários dos Serviços. Diagnóstico da
Tensões in situ. Ensaios em laboratórios. Ruptura para Qualidade e da Produtividade em Logística e Transportes.
solos não saturados. Teoria da Variação Volumétrica. Casos Práticos e Aplicações.
IC539 Tópicos Especiais em Engenharia IC546 Ensaios de Laboratório para Obras Viárias
Geotécnica II T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3

20
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

Ementa: Introdução e importância do controle tecnológico VI


em obras viárias. Determinação da massa específica T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
aparente "in situ" com emprego do frasco de areia e com Ementa: Trabalhos de revisão sobre o estado de arte em
emprego do cilindro de cravação, ensaio de equivalente Tópicos Específicos de Engenharia de Transportes.
areia. Solos - Ensaio de CBR, mini-CBR e determinação da Pesquisas em andamento, realizados por professor e alunos
abrasão Los Angeles. Ensaios de Caracterização do asfalto. vinculados ao curso ou por personalidades convidadas.
Dosagem Marshall e ensaio de tração por compressão IC554 Modelagem de Sistemas Logísticos e de
diametral para concreto asfáltico. SMA - Stone Matrix Transporte
Asphalt. Superpave. Ensaio de Creep. Fadiga. Simuladores T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
de Tráfego e Pistas Experimentais. Ementa: Os sistemas logísticos e de transportes, Processo
IC548 Engenharia de Tráfego de planejamento e projeto, Formulação de problemas,
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Teoria de Sistemas e Modelagem de Sistemas aplicados a
Ementa: Os problemas de tráfego e transporte urbano. logística e transportes, Conceitos de otimização e Avaliação
Teoria do fluxo de tráfego: variáveis de serviço, demanda e de sistemas
oferta. Operação em fluxo contínuo. Relações fundamentais. IC555 Ferramentas para Tomada de Decisão em
Operação em fluxo interrompido. Relações fundamentais. Logística e Transportes
Determinação da capacidade e dos Níveis de Serviço. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Teoria do controle de tráfego. Fluxo contínuo. Fluxo Ementa: Conceitos Básicos de pesquisa operacional,
interrompido. Semaforização. Modelos computacionais para Aplicações em Previsões e Análises de Projetos, Problemas
análise. O programa SIDRA. Impactos ambientais e de Localização, Aplicações em Administração de Estoques
segurança viária. e JIT, Programação e Scheduling, Aplicações em Lay out e
IC549 Terminais de Transportes CEP, Análise de Processos e Operações, Progaramação
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Linear aplicada, Filas e Simulação.
Ementa: Conceitos básicos: a conexão entre os modais de IC556 Fundamentos de Serviços Logísticos
transporte. Terminais rodoviários e intermodais de carga: T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
tipos e objetivos, sub-sistemas, análise dos módulos, arranjo Ementa: O contexto e a importância da Logística no cenário
físico dos edifícios e vias de circulação e avaliação atual brasileiro e internacional. Conceitos básicos de
comparativa, análise da operação, custos, aspectos Logística e caracterização dos principais componentes da
institucionais, análise da demanda, avaliação-global. Cadeia Logística. A gestão dos sistemas logísticos como
Terminais rodoviários de passageiros: análise e projeção da diferencial competitivo. Qualidade e Produtividade nos
demanda, flutuações, critérios para dimensionamento, Serviços Logísticos. Administração de Materiais. O
modelos para dimensionamento de plataformas de Transporte como componente da Cadeia Logística. A
embarque e desembarque. Métodos de avaliação. Pátios Armazenagem e a Movimentação de Materiais como
ferroviários: funções, setores, esquemas gerais de modelos componente da Cadeia Logística. O fluxo de Informações
determinísticos e estocásticos de dimensionamento, "lay- como elemento integrador Cadeia Logística. A Importância
out". Portos: caracterização, variáveis físicas e operacionais, da Estrutura Organizacional e dos Recursos Humanos nos
deficiências e gargalos. Modelagem analítica: tempos de Sistemas Logísticos. As Tendências dos Sistemas
espera, escalonamento de investimento, operação portuária. Logísticos.
Custo e tarifação. Terminais aeroportuários de passageiros
e de carga. Caracterização. Principais funções e arranjos
IC557 Análise de Dados em Logística e
Transportes
físicos típicos. Distribuição de atividades. Dimensionamento
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
das áreas operacionais. Programas computacionais
Ementa: Método para realização de Estudo de caso em
voltados para a análise e o dimensionamento de terminais
logística e transportes, Levantamento de dados, pesquisa
de transporte.
de campo e amostragem, Elaboração de Pesquisa de
IC550 Seminários em Engenharia de Transportes opinião em transportes, Elaboração de medições de
III parâmetros operacionais, Conceitos básicos de estatística,
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 distribuições e probabilidades, Correlação e regressão
Ementa: Trabalhos de revisão sobre o estado de arte em aplicadas a oferta de transportes, Testes de hipótese
Tópicos Específicos de Engenharia de Transportes. aplicado em logística, Análise da Variância aplicada em
Pesquisas em andamento, realizados por professor e alunos logística e transportes, Projeto de experimentos e pesquisa
vinculados ao curso ou por personalidades convidadas. de preferências, Análise multi variada e segmentação em
IC551 Seminários em Engenharia de Transportes logística, Séries Temporais e projeções de demanda,
IV Tópicos de Estatística avançada, Apresentação de casos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 práticos.
Ementa: Trabalhos de revisão sobre o estado de arte em
Tópicos Específicos de Engenharia de Transportes.
IC558 Laboratório de Aprendizagem em Logística
e Transportes (LABLALT)
Pesquisas em andamento, realizados por professor e alunos
T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3
vinculados ao curso ou por personalidades convidadas.
Ementa: Visão Geral de Enfoque Sistêmico, Modelagem,
IC552 Seminário em Engenharia de Transportes V Pesquisa Operacional, Elementos de Estatística e Marketing
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Aplicados, Desenvolvimento de estudos de caso
Ementa: Trabalhos de revisão sobre o estado de arte em relacionados a Demanda: Modelagem e levantamento de
Tópicos Específicos de Engenharia de Transportes. Dados, Calibração e Desenvolvimento de Modelos,
Pesquisas em andamento, realizados por professor e alunos Engenharia de Tráfego: Levantamento de Dados e Projeto,
vinculados ao curso ou por personalidades convidadas. Oferta: Conceitos Fundamentais, Ciclos, Redes e Função de
IC553 Seminários em Engenharia de Transportes Produção, Análise Operacional de serviços logísticos e de

21
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

transportes, Dimensionamento de sistemas logísticos e de e receptores GPS; - Aplicações do ajustamento de


transportes, Estudos de Competitividade: Custos, Tarifas e observações em obras de engenharia que se utilizam dos
Fretes e Avaliação de Desempenho. levantamentos topográficos e geodésicos, tais como:
IC559 Instrumentos de Gestão Ambiental em Monitoramento por satélite visando a segurança de frotas;
Transportes Tecnologia de controle e gestão operacional de transporte;
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Construção de túneis; Implantação de estradas, ferrovias;
Ementa: Gestão ambiental: histórico e conceito. Normas Locação e controle de deformações em pontes, viadutos;
internacionais sobre gestão ambiental. Legislação ambiental Estabelecimento de pontos de controle GPS para apoio a
brasileira aplicável a empreendimentos de transportes. navegação aérea, marítima e fluvial; Utilização de métodos
Sistema de licemciamento ambiental. Sistema de gestão topográficos e geodésicos no esporte e lazer (olimpíadas de
ambiental. Auditoria ambiental. Análise do ciclo de vida. 2000, Rally, alpinismo, competições de orientações);
Levantamento batimétrico.
IC560 Estruturação de Problemas de Decisão em
Transportes IC567 Fundações
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
Ementa: Decisão e auxílio multicritério à decisão. Ementa: Conceitos. Norma de Fundações. Comportamento
Caracterização do contexto decisório. Identificação de das Fundações rasas e profundas. Determinação da
objetivos. Estruturação de objetivos. Definição de atributos. capacidade de carga. Previsão de recalques. Provas de
Geração de alternativas. Exemplos de aplicação em carga comum e instrumentada. Esforços à tração e
transportes. horizontal. Efeito da inundação em solos colapsíveis.
IC561 Avaliação Multicritério em Transportes IC568 Aplicações da Geotecnia em Problemas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ambientais I
Ementa: Abordagens de agregação multicritério. Métodos T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
multicritérios de auxílio à decisão. Avaliação das Ementa: Conceitos: Geotecnia e Meio Ambiente. Pedologia.
alternativas. Análise de sensibilidade. Exemplos de Geossintéticos. Erosão. Assoreamento em Cursos e Corpos
aplicação em transportes. D'água. Escorregamentos de Encostas. Subsidência.
Mineração. Disposição de Resíduos. Remediação de áreas
IC564 Bases Cartográficas para utilização em
degradadas.
Sistemas de Informações Geográficas
aplicado a Transportes IC569 Aplicações da Geotecnia em Problemas
T:15 E:15 L:15 S:0 C:3 P:3 Ambientais II
Ementa: Mapas, cartas e plantas topográficas; Elementos T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
para representação Cartográfica; Projeções Cartográficas; Ementa: Conceitos: Geotecnia e Meio Ambiente.
Conceitos Básicos de geodésia; Sistemas de Coordenadas Disposição de Resíduos. Investigação Geológico-
Geodésicas e UTM; Elaboração e uso de cartas e mapas; Geotécnica Ambiental. Amostragem de Solos e de Águas
Levantamentos aerofotogramétricos; Sensoriamentos Subterrâneas. Transporte de Contaminantes. Remediação
Remoto; Bases cartográficas; Cartografia Digital e SIG`s de Áreas Contaminadas.
aplicação em transportes e trânsito. IC570 Mecânica dos Solos
IC565 Geodésia Física e Espacial Aplicadas em T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Engenharia de Transportes Ementa: Classificação dos Solos. Propriedades geotécnicas
T:15 E:15 L:15 S:0 C:3 P:3 e de compactação. Propagação de tensões.
Ementa: 1- Aspectos históricos da Geodésia: fase esférica, Compressibilidade e Teoria do adensamento. Resistência
fase elipsoidal e Geodésica Física; 2- Latitude e Longitude ao cisalhamento.
Geodésicas. Transporte de coordenadas: Fórmulas de IC571 Métodos e Técnicas de Pesquisa para A
Puissant. Poligonais eletrônicas do ponto de vista moderno; Engenharia Geotécnica
3- Referencial elipsoidal e plano topográfico local. T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
Referência altimétrica: nível médio do mar e sua variação no Ementa: Métodos e técnicas de pesquisa. Trabalhos de
tempo. Altitudes científicas, altitude ortométrica e altitude revisão sobre o estado de arte da Engenharia Geotécnica.
normal; 4- A gravimetria e o nivelamento geométrico. Planejamento e ferramentas de coleta de dados. Análise de
Sistema de altitude normal: vantagem e desvantagem. dados. Técnicas de Apresentação de Seminários.
Obtenção da altitude a partir de um modelo geoidal e de Elaboração de artigos científicos.
observações GPS; 5- Era espacial: posicionamento por IC572 Solos Tropicais e Suas Aplicações em
satélite, método fotográfico, sistema NNSS, sistema laser, Geotecnia
altimetria por radar, GPS, e GLONASS; 6- Uso do GPS na T:15 E:0 L:15 S:15 C:3 P:3
Engenharia Civil de transportes. Controle de frotas. O GPS Ementa: Formação e Origem dos Solos Tropicais.
e a altimetria; 7- Potencial de gravidade. Terra normal: Pedologia. Características Geotécnicas dos Solos Tropicais
potencial gravitacional e de gravidade. Potencial em Laboratório e em Campo. Classificação MCT.
perturbador. Distúrbio e anomalia da gravidade; Medições Propriedades Geotécnicas dos Solos Tropicais em
gravimétricas, reduções da gravidade aplicadas em Laboratório e em Campo. Solos Colapsíveis. Solos
engenharia. Expansivos. Ensaios geotécnicos de laboratório.
IC566 Ajustamento de Observações Geodésicas e
IC573 Barragens de Terra
Topográficas Aplicado em Engenharia
T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
T:15 E:15 L:15 S:0 C:3 P:3
Ementa: Análise dos diversos elementos componentes de
Ementa: - Tipos de erros em geodésia e topografia; - Erros
uma barragem. Critérios para elaboração de um projeto de
de origem eletrônicas nos MED (Medidores Eletrônicos de
barragem. Métodos construtivos. Exemplos de barragens.
Distância). Poligonais eletrônicas; - Ajustamento de
observações; - Observações de campo com estações totais IC574 Cadastro Técnico Multifinalitário

22
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3 IC615 Secagem de Madeiras


Ementa: Considerações e Conceitos básicos; Cadastro em T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
outros países; Cadastro Técnico e Planejamento Urbano, Ementa: Ciclo de vida da árvore. água de capilaridade livre
Regional e Territorial; Cadastro Técnico e Tributos; de adesão. Umidade de equilíbrio de madeira. Importância
Atualização cadastral; Cadastro Físico Territorial; Cadastro da secagem. Principais métodos de secagem: no ar e
Técnico Multifinalitário; Cadastro de artificial. Defeitos de secagem.
Utilidades/Interferências; Cadastro Rural; Bases IC617 Planejamento de Experimentos
cartográficas e cadastros para estudos de T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
transportes/trânsito; Cadastro Técnico Multifinalitário e SIG. Ementa: Conceitos Básicos. Testes de Hipóteses.
IC575 Plano Diretor de Transportes, Trânsito e Distribuições Amostrais e Inferências. Comparação de 2 ou
Mobilidade Urbana mais tratamentos. Quadro de ANOVA. Adequabilidade do
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Modelo. Comparações Múltiplas. Blocos Aleatorizados e
Ementa: Estatuto da Cidade. Instrumentos Urbanísticos. Planejamento Fatorial. Experimentos Fatoriais com modelos
Plano Diretor: objetivos, ferramentas. Plano Diretor de empíricos. Análise de Regressão e Correções de Violações
Transporte. Trânsito e Mobilidade Urbana. Pesquisas de do Modelo.
Transporte e Trânsito para o PDTTMU. Legislação de IC621 Estruturas Metálicas I
Trânsito. Mobilidade Urbana. Premissas para Elaboração do T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
PDTTMU. Ementa: Análise de Segurança. Aços e suas Propriedades.
IC601 Análise Experimental de Estruturas Membros tracionados e comprimidos. Vigas Contidas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Lateralmente ou não. Torção e Flexo-Torção. Flambagem
Ementa: Análise experimental das estruturas: tipos de Local. Membros Flexo-Comprimidos. Soldas Parafusos.
ensaios e modelos físicos. Análise dimensional e teoria da Conexões soldadas e Conexões parafusadas.
semelhança no estudo de estruturas. Instrumentos de IC631 Introdução ao Método dos Elementos
medição: medidas de deslocamentos e deformações. Finitos
Introdução ao tratamento estatístico de dados T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
experimentais. Determinação das tensões atuantes a partir Ementa: Introdução. Notação. Princípios Básicos.
de medida das deformações. Elementos Finitos Uni, Bi e Tridimensionais. Aplicações a
IC602 Estruturas de Concreto I Estruturas Laminares e de Barras.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC633 Fundamentos de Mecânica da Fratura
Ementa: Estado limite último de ruptura ou de Alongamento T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Plástico Excessivo. Estado Limite último de Instabilidade. Ementa: Fundamentos teóricos da Mecânica da Fratura.
Pilares, Paredes e Estruturas de Contraventamento. Enfoque energético e de intensidade de tensões. Fratura em
Problemas Especiais de determinação da Carga Crítica. modo misto. Propagação de fraturas por fadiga. Introdução
IC603 Estruturas de Concreto II à Mecânica da Fratura Não-Linear. Simulação numérica -
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 elementos finitos e elementos de contorno. Aplicações.
Ementa: Conceitos Básicos sobre Cisalhamento. Problemas IC634 Instabilidade de Estruturas
Básicos de Cisalhamento no Concreto Estrutural. Problemas T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Gerais de Dimensionamento ao Cisalhamento. Modelos Ementa: Instabilidade de barras no regime Elasto-Plástico.
Bielas e Tirantes. Torção. Teoria do Módulo Tangente. Método do equilíbrio.
IC604 Estruturas de Concreto III Instabilidade de estruturas reticulares. Coeficientes de
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 flexibilidade e rigidez de barras comprimidas e
Ementa: Sistemas de Protensão. Perdas de Protensão. tradicionadas. Efeito P-∆, flambagem por Torção de colunas.
Análise de Seções de Peças Protendidas. Estruturas Flambagem Lateral de vigas. Flambagem de arcos.
Hiperestáticas Protendidas. Cisalhamento em Peças Flambagem de Placas. Flambagem de Cascas.
Protendidas. Zonas de Ancoragem. Lajes Protendidas. IC637 Placas e Cascas
IC610 Estruturas de Madeira I T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Introdução. Notação. Definições e Hipóteses.
Ementa: Compressão Simples e Instabilidade. Esforços de Flexão Elástica Linear de Placas Retangulares e Circulares
Tração, Cisalhamento e Redução. Flexão Normal e Oblíqua. com várias condições de vinculação e Carregamento.
Flexão Composta. Ligações. Normalização. Introdução a Placas retangulares contínuas. Teoria Geral das Cascas
Laminados Colados. Finas. Cálculo de Cascas Cilíndricas Circulares: Coberturas
IC611 Estruturas de Madeiras II e Reservatórios. Cálculo de Cascas Esféricas. Cascas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Cilíndricas com enrijecedores Longitudinais e Transversais.
Ementa: Estruturas de cobertura. Escoramentos. IC638 Fundamentos de Anisotropia
Cimbramentos. Formas para Concreto. Pontes, Pontilhões e T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Travessias. Habitação. Ementa: Relações constitutivas. Casos básicos de simetria
IC614 Biodeterioração e Preservação de Madeiras elástica. Transformação de coordenadas para coeficientes
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 de elasticidade. Curvas anisotrópicas. Aplicações analíticas
Ementa: A deterioração da madeira. Agentes numéricas e experimentais.
biodeterioradores. Micro-organismos deterioradores: Micro- IC639 Métodos Numéricos em Engenharia
organismos, insetos, perfuradores marinhos. Preservação T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
natural indireta, biológica, química. Preservativos Ementa: Métodos diretos e interativos para solução de
oleossolúveis. Inseticidas. Processos de aplicação de sistemas de equações lineares. Solução de equações não-
preservativos. Normatização. lineares. Auto valores e auto vetores. Tratamento numérico

23
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

de equações diferenciais ordinárias. Métodos de ensaios e métodos de dimensionamento.


IC640 Segurança das Estruturas IC646 Estruturas de Aço Tubulares
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Qualidade e segurança: conceitos básicos. Ementa: Introdução. Aços Utilizados. Fabricação de Barras
Condições de segurança e probabilidade de ruína. Laminadas Tubulares de Aço. Concepções de Estruturas de
Conceitos estatísticos fundamentais e distribuições Aço Tubulares. Dimensionamento de Barras Tubulares.
probabilísticas aplicadas à segurança das estruturas. Dimensionamento de Ligações de Barras Tubulares.
Métodos de verificação da segurança nas estruturas. Ações, Estruturas Mistas. Detalhamento de Projeto de Estruturas
tipos de carregamento e critérios de combinação. Os Tubulares. Utilização de Software para Desenvolvimento de
coeficientes de segurança. Análise e discussão da norma Projetos.
brasileira NBR 8681 - Ações e segurança nas estruturas. IC647 Concreto Estrutural: Modelos Constitutivos
Especificações propostas em normas estrangeiras. e Modelagem Computacional
IC641 Metodologia da Investigação Científica T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Microestrutura do concreto estrutural.
Ementa: Apresentação das fases da investigação científica: Comportamento mecânico do concreto estrutural. Modelos
formulação da hipótese de trabalho, pesquisa bibliográfica, reológicos para o concreto. Modelos matemáticos
elaboração experimental ou teórica, redação. As várias macroscópicos de comportamento baseados na teoria da
formas de publicação como produto da investigação elasticidade incremental, na teoria da plasticidade e na
científica. Preparação do trabalho: tema, revisão teoria do dano. Modelos matemáticos micromecânicos:
bibliográfica, fichamento, anti-projeto. Uniformização microplano e reticulado. Modelos de fissuração. Modelagem
redacional: folha de rosto, sumário, tabelas, figuras, das armaduras. Aplicações dos modelos pelo método dos
abreviaturas, referências bibliográficas. As atividades de elementos finitos.
pesquisa abordadas por especialistas. IC648 Análise não linear de Estruturas de
IC642 Estruturas Metálicas Compostas de Chapas Concreto Armado
Dobradas T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: Conceitos gerais sobre não-linearidade física e
Ementa: Introdução. Aços utilizados. Tipos de perfis e suas não-linearidade geométrica. Análise não-linear de vigas de
propriedades. Estabilidade de elementos comprimidos. concreto armado em estado limite de serviço. Análise não-
Instabilidade local. Ações e combinações das ações. Barras linear de pilares de concreto armado em estado limite
axialmente tracionadas. Barras axialmente comprimidas. último. Procedimentos numéricos utilizados na resolução
Instabilidade global. Barras solicitadas à flexão. Ligações dos modelos matemáticos resultantes. Análise de casos.
soldadas. Ligações parafusadas. IC649 Análise Experimental de Madeiras
IC643 Introdução à Análise Não Linear de T:15 E:30 L:0 S:0 C:3 P:3
Estruturas Ementa: Instrumentos de medição: medidores de
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 deslocamento e deformação. Paquímetro e Micrômetro.
Ementa: Solução de sistemas de equações não-lineares. Aquisitor automático de dados. Prensas e máquinas
Conceitos fundamentais sobre programação não-linear. universais de ensaio. Anéis e células de carga.
Métodos computacionais básicos para minimização de Determinação de propriedades físicas e mecânicas da
funções. Análise estática de treliças espaciais sob não- madeira e tipos de ligação.
linearidade geométrica. Análise estática de treliças espaciais IC650 Métodos de Otimização
sob não-linearidade geométrica incluindo elasticidade não T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
linear. Análise estática de treliças espaciais sob não- Ementa: Conceitos básicos; Formulação do problema geral
linearidade geométrica incluindo elasto-plasticidade perfeita de otimização não linear. Otimização restrita e irrestrita.
e com encrutamento. Análise estática de pórticos planos sob Métodos de busca clássicos: diretos e indiretos; Métodos
não-linearidade geométrica incluindo elasticidade não-linear naturais (aleatórios) de otimização.
através do método dos elementos finitos. IC651 Programação Orientada para Objetos
IC644 Programação Linear Aplicada Aplicada a Elementos Finitos
T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Um curso em programação linear aplicada. Ementa: O projeto de programação orientada a objetos, e
Revisão de álgebra linear, após a descrição e descrição geral dos módulos que compõem o ambiente PZ.
implementação em computador do algoritmo simplex, a Um curso de elementos finitos e um guia de utilização do
ênfase será na formulação, especificação e interpretação ambiente PZ. O módulo utilitário e de integração numérica.
das soluções de modelos matemáticos de problemas. O módulo de álgebra linear e métodos de resolução de
Poderão ser estudados problemas como: carga de colapso sistemas. A relação topológica entre os elementos
plástico em análise de estruturas, pórticos planos com geométricos, refinamento, e transformações paramétricas.
cabos pré-tensionados, alocação de recursos, orçamento de Funções de forma. Geração de espaços de interpolação
capital, transportes, planejamento financeiro. com elementos computacionais, refinamento, e restrições.
IC645 Estruturas Mistas Formulação variacional implementada pelo módulo material.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Cálculo das matrizes de rigidez de um elemento e global,
Ementa: Estruturas mistas formadas por materiais com vetor de carga. Aplicações.
propriedades de elasticidade e de resistência diferentes: IC652 Métodos Numéricos para Resolução de
aço-madeira, concreto-madeira, concreto-aço. Conceitos Problemas de Grande Escala
gerais. Estudo de ligações. Composição total. Método da T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
seção transformada. Composição parcial, Influência da Ementa: Métodos para a resolução de problemas
deformação da ligação no comportamento estrutural. numéricos de grande escala, com abordagem de elementos

24
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

finitos, elementos de contorno e volume finitos. Estudo e IC720 Transientes Hidráulicos


utilização de bibliotecas numéricas que implementam as T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
funcionalidades desejadas, através de algumas técnicas: Ementa: Generalidades. Equações básicas. Métodos
otimização de multiplicação de vetores; resolução de numéricos de solução (método das características).
sistemas lineares de grande porte; decomposição de Principais condições de contorno. Transiente em máquinas
domínios; Computação Paralela. hidráulicas. Dispositivos de controle.
IC653 Introdução à Mecânica dos Meios IC721 Tópicos sobre Hidráulica I
Contínuos T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
Ementa: Álgebra Tensorial. Teoremas: espectral, e de IC722 Tópicos sobre Hidrologia I
Cayley-Hamilton. Decomposição polar. Diferenciação. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Gradiente. Rotacional. Teoremas: do Divergente, e de Ementa: A ser definida conforme os tópicos abordados.
Stokes. Cinemática. Corpos. Deformações. Tipos de
IC723 Métodos Numéricos e Computacionais em
movimento. Taxa de deformação. Teoremas de transporte.
Engenharia Hidráulica
Conservação de massa. Quantidade de movimento linear e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
angular. Momentum. Forças. Hipóteses constitutivas.
Ementa: Conceitos fundamentais sobre Álgebra Matricial.
Fluidos ideais, elásticos e newtonianos. Elasticidade finita.
Solução de sistemas de equações lineares e não lineares.
Corpos elásticos e hiperelásticos. Tensores: de Piola-
Tratamento da Esparsidade. Solução Numérica de
Kirchhoff, e da elasticidade. Corpos. Elasticidade linear:
Equações Diferenciais: Método de Euler, Runge-Kutta e
elastostática, elastodinâmica.
métodos de passos múltiplos. Solução de sistemas de
IC711 Planejamento de Recursos Hídricos equações diferenciais: Diferença finita na forma explícita e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 implícita. Elementos finitos. Análise de adequação das
Ementa: Conceitos básicos; Planos nacional, setorial e técnicas em casos da Engenharia Hidráulica: redes
regional; Interfaces. Estrutura institucional e legal. hidráulicas e transientes hidráulicos.
Instrumentos para o planejamento; Análise econômica e
modelagem matemática; Risco e incerteza. Análise de
IC724 Otimização de Sistemas Hidráulicos
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Benefício/Custo; Curvas de oferta e demanda. Planejamento
Ementa: Noções Gerais sobre Métodos de otimização.
em ambientes urbanos.
Condições de otimalidade. Programação não-linear.
IC714 Alternativas Energéticas Programação linear. Problema de fluxo a custo mínimo.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 Aplicações à Engenharia Hidráulica: operação em tempo
Ementa: Fontes renováveis e não renováveis de energia. real de redes hidráulicas. Dimensionamento Econômico de
Perfis de consumo de energia nos setores: industrial, rural, tubulações e canais.
comercial, residencial e de transporte. Política Energética.
Efeitos ecológicos e político-sociais do uso de diferentes
IC725 Tópicos Sobre Hidráulica II
T:15 E:0 L:0 S:0 C:1 P:3
energéticos. PCH's. Termo-elétricas. Petróleo e gás natural.
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
Conservação e substituição de energia. Secagem de
resíduos. Aplicações de energia solar: sistemas elétricos e IC728 Tópicos Sobre Hidrologia II
equipamentos. T:15 E:0 L:0 S:0 C:1 P:3
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
IC716 Planejamento Energético na Engenharia
Civil IC732 Hidrometeorologia
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Planejamento energético e impactos ambientais. Ementa: O ciclo hidrológico. A Atmosfera. Sistema Terra-
Fontes de energia. Equipamentos e motores elétricos. Atmosfera. Balanço de energia da Terra. Umidade do ar.
Planejamento de sistemas elétricos industriais, comerciais e Pressão Atmosférica. Ventos. Condensação. Precipitação.
residenciais. Uso racional e conservação de energia em Circulação. Evaporação e evapotranspiração.
sistemas elétricos. Estudos de ACV. Políticas públicas em Hidrometeorologia e o meio ambiente.
energia. Comercialização de energia. Custos e tarifas. IC750 Tópicos Sobre Engenharia Ambiental
Agências reguladoras. ANP. ANEEL. ANA. O sistema T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3
elétrico nacional e a ONS. Modelos. Ementa: A serem definidas cada vez que for oferecida.
IC718 Modelos de Simulação de Enchentes Bibliografia: A ser definida conforme os tópicos abordados.
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC755 Planejamento Ambiental
Ementa: Caracterização do fenômeno. Métodos de cálculo. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Chuvas intensas: Estudo probabilístico, distribuições no Ementa: Conceito, histórico, premissas e momentos do
tempo e na área. Precipitação máxima provável. Processo planejamento ambiental. Tipos de planejamento. Agentes do
de transformação chuva-deflúvio. Aplicação de modelos planejamento ambiental. Formação de banco de dados em
determinísticos. Propagação de hidrogramas de enchentes. planejamentos ambientais. Técnicas ou métodos usados em
Controle de inundações. planejamentos ambientais. Planejamento e educação
IC719 Dimensionamento e Operação de ambiental.
Reservatórios IC758 Tratamento de Lixo
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Conceituação de regularização. Reservatórios de Ementa: Origem e produção de resíduos. Impactos
usos simples e múltiplos. Características das demandas. ambientais. Diagnóstico. Coleta. Formulação de modelos.
Métodos de otimização-programações linear e dinâmica e Métodos de tratamento. Reciclagem. Armazenamento.
modelos matemáticos de simulação. Modelagem de séries Compostagem. Aterro Sanitário. Incineração. Pirólise.
hidrológicas. Método exato. Produção de Energia. Remediação. Sistemas integrados.

25
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO - 2010

IC760 Cavitação e Fenômenos Oscilatórios em T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
Hidráulica Ementa: Usos múltiplos das águas e suas respectivas
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 características qualitativas. Coagulação e Floculação:
Ementa: Conceito de Cavitação. Tipos. Coeficientes de aplicações, mecanismos de atuação, parâmetros influentes
pressão e os índices de cavitação. Materiais resistentes à nos processos, estudos de tratabilidade e ensaios de
cavitação. Cavitação em Válvulas. Acessórios e Máquinas laboratório, tipos e equipamentos utilizados. Precipitação
Hidráulicas. NPSH. Controle do fenômeno. Critérios de Química: remoção de metais e dureza. Oxidação e Aeração.
projeto. Fenômenos Oscilatórios. Analogia com Sistemas Sedimentação. Flotação. Filtração: filtros lentos; pré-
Mecânicos. Análise matemática e métodos de solução. filtração; filtros rápidos em fluxo descendente e ascendente;
Frequências Naturais. Exigências das normas técnicas. filtração direta. Fluidificação e métodos de lavagem de
IC762 Conforto Térmico filtros. Geração e remoção de lodo. Tratabilidade de lodos
T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3 de ETAs. Adsorção em Carvão Ativado. Troca iônica.
Ementa: Clima, conforto e hábitat. Transmissão de calor Osmose reversa. Filtração em membranas. Micro, ultra e
através dos componentes construtivos. Resposta humana nano filtração. Desinfecção: ozônio; ultra violeta e cloro. Sub
ao ambiente térmico. Índices de conforto. Modelo do voto produtos da desinfecção.
Médio Estimado. Método adaptativo. Características IC777 Processos e Sistemas Biológicos
térmicas dos materiais e componentes construtivos. Anaeróbios
Radiação solar. Radiação direta, difusa e global. T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Propriedades das superfícies em relação à radiação solar. Ementa: Fundamentos do metabolismo anaeróbio. Fatores
Insolação. Ventilação. Mecanismos de ventilação. Projeto ambientais. Biomassa do processo anaeróbio. Sistemas de
bioclimático. Conforto térmico em espaços externos. tratamento: princípios e características. Partida e operação
Normas e Legislação. de reatores anaeróbios. Projeto de reatores anaeróbios.
IC766 Tópicos em Saneamento Ambiental I IC778 Processos Oxidativos Avançados
T:0 E:15 L:0 S:0 C:1 P:3 T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida. Ementa: Reações de oxi-redução; Processos clássicos de
IC767 Tópicos em Saneamento Ambiental II oxidação: Permanganato, Peróxido de hidrogênio, Cloro,
T:15 E:0 L:0 S:0 C:1 P:3 Ozônio; Processos oxidativos avançados: Ultravioleta,
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida. Reagente de Fenton, UV/H2O2, UV/Fenton, UV/O3,
Focatálise Heterogênea, H2O2/O3.
IC768 Tópicos em Saneamento Ambiental III
T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3 IC779 Qualidade Sanitária da Água
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida. T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3
Ementa: O complexo água. Qualidade hídrica. Normas
IC769 Tópicos em Saneamento Ambiental IV
legais vigentes. Variáveis, uso e demandas.
T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida. IC780 Disposição Controlada de Águas
Residuárias no Solo
IC770 Tópicos em Saneamento Ambiental V
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Considerações gerais. Critérios técnicos para a
Ementa: A ser definida cada vez que for oferecida.
aplicação de efluentes no solo. Seleção dos locais de
IC771 Poluição Atmosférica tratamento. Métodos de aplicação. Avaliação para seleção
T:30 E:0 L:0 S:15 C:3 P:3 de métodos. Considerações de projeto. Seminários.
Ementa: Fontes dos poluentes. Efeitos da poluição do ar.
Química da poluição atmosférica. Métodos qualitativos para
IC781 Planejamento, Aval. de Impactos
Ambientais e Sistema de Inform.
análise de aerossóis. Técnicas Analíticas Nucleares
Geográficas
aplicadas à poluição do ar: fluorescência dos raios X (XRF),
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
análise por ativação neutrônica (INAA). Protocolos de
Ementa: Uso do SIG em planejamentos ambientais e
amostragem de aerossóis (EPA). Legislação nacional e
avaliação de impactos; Desenho de territórios por meio de
internacional. Tópicos especiais. Estudo de casos.
SIG; Mapeamento de elementos fixos e móveis;
IC772 Gerenciamento Ambiental Mapeamento e avaliação de impactos e conflitos de uso e
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 ocupação da terra; Construção de cenários.
Ementa: Conceitos e Princípios dobre Conservação e
Gestão Ambiental; Documentação Jurídica na Área
IC782 Gerenciamento de Resíduos de Estação de
Tratamento de Água
Ambiental; Avaliação de Impactos Ambientais, Licenças
T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3
Ambientais e Estudos de Impacto Ambiental
Ementa: Caracterização de resíduos líquidos de ETA. Lodo
(EIA/RIMA/RAP); Auditoria Ambiental; ISO 14.000; Análise
de decantadores convencionais e de decantadores
de Risco e Medidas Emergenciais; Recuperação,
laminares. Água de lavagem de filtro. Condicionamento
Remediação e Controle Ambiental.
químico. Recirculação/Recuperação de água de lavagem.
IC773 Métodos Analíticos Aplicados Sistema Adensamento por gravidade. Adensamento por flotação por
Água-Solo-Atmosfera ar dissolvido. Desidratação por filtração forçada.
T:15 E:15 L:0 S:15 C:3 P:3 Desidratação por centrifugação. Secagem térmica.
Ementa: Métodos Analíticos Instrumentais para a Análise Secagem natural. Lagoas de lodo. Leitos de secagem.
Quantitativa de amostras de águas naturais e residuárias, Disposição final de lodo. Aterro sanitário. Aplicação no solo.
solo, sedimentos e aerossóis. Fontes de Poluição. Efeitos Reciclagem industrial. Aspectos Legais.
da Poluição no sistema Água-Solo-Atmosfera.
IC785 Conceito e Prática em Planejamento
IC776 Processos Físico-Químicos Aplicados ao Ambiental
Tratamento de Água T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3

26
UNICAMP − CATÁLOGO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO − 2010

Pré-Req.: IC755 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3


Ementa: Definição metodológica de área escala e tempo Ementa: Introdução ao método das diferenças finitas.
em planejamentos ambientais. Métodos para identificação e Introdução ao método dos elementos finitos. Introdução ao
estruturação de indicadores ambientais. Noções de método dos elementos de contorno. Aplicações à geotecnia.
sensoriamento remoto, SIG e cartografia. Técnicas e Aplicações a infra-estrutura de transporte.
métodos usados em diagnósticos ambientais, participação IC901 Tópicos em Engenharia de Estruturas I
pública e tomada de decisão. T:15 E:0 L:0 S:0 C:1 P:3
IC786 Gestão Ambiental no Urbano Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
T:30 E:0 L:15 S:0 C:3 P:3 IC902 Tópicos em Engenharia de Estruturas II
Ementa: Discussão da gestão ambiental no meio urbano T:15 E:0 L:0 S:0 C:1 P:3
através das redes sócio-técnicas de utilidades e serviços. Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
Histórico da questão ambiental. Sustentabilidade no urbano.
Planejamento Estratégico na Gestão Pública. Planejamento
IC903 Tópicos em Engenharia de Estruturas III
T:15 E:0 L:0 S:0 C:1 P:3
regional, território e territorilidades. Fluxos e redes sócio-
Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
técnicas. Mobilidade, Circulação, Acessibilidade. Gestão
municipal das águas e bacia ambiental. Estudo de caso: IC904 Tópicos em Engenharia de Estruturas IV
bacia urbana. T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
IC788 Saneamento e Ambiente: Aspectos Legais
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 IC905 Tópicos em Engenharia de Estruturas V
Ementa: Introdução ao Estudo do Direito; Histórico, T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
Conceitos e Princípios de Direito Ambiental; unidades de Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
conservação; Licenciamento ambiental; Direito ao IC906 Tópicos em Engenharia de Estruturas VI
Saneamento, às águas e a Saúde Ambiental; T:30 E:0 L:0 S:0 C:2 P:3
Responsabilidades Ambientais; Noções de Direito Ambiental Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
Internacional. IC907 Tópicos em Engenharia de Estruturas VII
IC789 Aplicações da Fluorescência de Raios X em T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Amostras Ambientais Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
T:30 E:15 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Fundamento teórico da Fluorescência de Raios X IC908 Tópicos em Engenharia de Estruturas VIII
(FRX), FRX por dispersão de energia e por comprimento de T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
onda; Reflexão Total, Preparação de amostras ambientais, Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
Análise quantitativa, Aplicações em solos, sedimentos, IC909 Tópicos em Engenharia de Estruturas IX
material particulado, águas residuárias, esgotos domésticos T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
e industriais. Ementa: Em cada período haverá ementa própria.
IC790 Poluição, Saneamento Ambiental e Saúde IC912 Metodologia de Pesquisa e Redação
Pública Científica
T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3 T:45 E:0 L:0 S:0 C:3 P:3
Ementa: Meio Ambiente, tópicos e Considerações sobre o Ementa: Preparação do trabalho ou dissertação: tema,
Meio Ambiente. Solo. Poluição do solo. Ar. Poluição do Ar. revisão bibliográfica, fichamento, anteprojeto. Estrutura do
Água: características e poluição. Saneamento Ambiental. trabalho ou dissertação: introdução, desenvolvimento,
Doenças. Vetores. Ações de Saneamento. Saúde Pública. conclusão. Uniformização redacional: Tabelas, figuras,
Saúde Pública no Brasil. Políticas Públicas de Saúde. abreviaturas, referências bibliográficas. Uniformização
Saneamento Básico, Ambiental e Saúde Pública. gráfica: formas e disposições gráficas. Elementos
IC823 Métodos Numéricos em Geotecnia complementares: sumário, folha de rosto.

27
CÓLOFON

Responsabilidade
Pró-Reitoria de Pós-Graduação

Projeto
Prof. Carlos Roberto Fernandes - Instituto de Artes - Unicamp

Composição
Diretoria Acadêmica:
Antonio Faggiani - Diretor Acadêmico
Nilza Amasília Antonio
Paulo José Moreira
Colaboração Prof. Dr. Nelson de Castro Machado

Capa
Luciane R. G. Gardezani - Rádio e TV Unicamp

Impressão
Sub-Área de Serviços Gráficos - Unicamp.