Você está na página 1de 23
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ INSTITUTO DE CULTURA E ARTE COMUNICAÇÃO SOCIAL – JORNALISMO PLANEJAMENTO GRÁFICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

INSTITUTO DE CULTURA E ARTE

COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO

PLANEJAMENTO GRÁFICO

LUÍS SÉRGIO SANTOS

RAFAELA MARTINS LEITE

REVISTA CLAQUETE

PROJETO EDITORIAL E GRÁFICO

FORTALEZA

2016

1. Introdução

2. Conceito

2.2. Missão

2.3. Título

3. Público Alvo

4. Capa

4.2. Logotipo

4.3. Chamadas de Capa

4.4. Editorial

5. Seções

5.2. The Art

5.3. Retomada

5.4. Entrevista

5.5. Animação

5.6. Séries

6. Tipografia

6.2. Seções

6.3. Títulos

6.4. Capitular

6.5. Corpo do Texto

6.6. Janelas

6.7. Legendas/Crédito

6.8. Rodapé

7. Design Gráfico

6.7. Legendas/Crédito 6.8. Rodapé 7. Design Gráfico 7.2. Grid 7.3. Fios, Valas e Caixas 7.4. Espelho

7.2. Grid

7.3. Fios, Valas e Caixas

7.4. Espelho

8. Planejamento Técnico

8.2. Formato de Páginas

8.3. Margens

8.4. Medianiz

8.5. Outras especificações

8.6. Paleta de Cores

Claquete, referindo-se a um dos principais ícones da indústria cinematográfica, é um revista produzida para

Claquete, referindo-se a um dos principais ícones da indústria cinematográfica, é um revista produzida para a disciplina de Planejamento Gráfico. A referida disciplina propõe além da produção e criação do produto completo, (com logotipo, tipografia e características específicas), o detalhamento do projeto gráfico e editorial, aqui apresentado.

Ao analisar as revistas sobre cinema publicadas atualmente, observa-se uma profusão de conteúdos. Capas com muita informação, muitas entradas de textos, tipografias adornadas. Em outras palavras, o que observa-se são excessos, que muitas vezes, beiram à poluição visual.

Outro ponto a ser analisado nessas publicações é o conteúdo. Os grandes lançamentos de Hollywood são de fato importantes em termos de relevância e atratividade. Contudo, a linha editorial de algumas dessas publicações acaba deixando de lado filmes independentes, nacionais, séries de baixo orçamento ou mesmo produções antigas que revolucionaram a história da indústria cinematográfica.

Apesar do grande número de leitores, há também uma parte da população que não se vê prestigiada com esse conteúdo e busca algo mais claro, descontraído e diferente. A Claquete é, então, uma revista de conteúdo especializado, com um design inovador, mais “limpo” e com um projeto gráfico que se adapta ao filme, sem perder suas próprias características técnicas.

Suas vantagens com relação a outras revistas que tratam da mesma temática são a estrutura do design gráfico, a forma como são apresentadas as matérias e o próprio conteúdo, que além de abordar produções que estão em alta, também traz matérias sobre obras antigas, com uma nova abordagem e

informações exclusivas, fazendo com que o leitor veja seus filmes preferidos sobre novas perspectivas.

Com relação as características técnicas, o design é adaptável, trazendo surpresas a cada edição. Já que cada filme/série possui características singulares, cada página é, então, produzida sob medida, para atender as necessidades do editor, do conteúdo e do próprio leitor.

necessidades do editor, do conteúdo e do próprio leitor. A Claquete é uma revista bimensal, que

A Claquete é uma revista bimensal, que apresenta filmes e séries, novos

e antigos, expondo curiosidades, detalhes técnicos e informações em primeira

mão. Com entrevistas exclusivas de atores, diretores e produtores que se sobressaem na indústria cinematográfica, críticas e indicações.

Os filmes apresentados são originados de todas as partes do mundo, sendo curtas, longas, profissionais ou independentes. A cada edição, a revista apresenta, também, uma produção nacional.

A revista possui um projeto gráfico dinâmico, que muda a cada edição,

apropriando-se de elementos da matéria e adequando-se a cada filme. Entretanto, alguns elementos são fixos, dando caracterização ao layout. A variação de cores, pesos, tipos e números de grades acontece de forma equilibrada, para que não se perca as características básicas do layout.

Ampliar a carga cultural e técnica (no que diz respeito a estética fílmica) dos leitores,

Ampliar a carga cultural e técnica (no que diz respeito a estética fílmica) dos leitores, utilizando-se de um conteúdo claro, técnico e interessante. Para isso, apresentamos produções ricas, visual, sonora, cultural e socialmente. Adaptando-se ao conteúdo, sem nunca perder sua própria essência.

ao conteúdo, sem nunca perder sua própria essência. O título foi pensado de forma que repassasse

O título foi pensado de forma que repassasse os fundamentos e a linha

editorial da revista, de uma maneira simples e direta.

A claquete, além de ser um objeto icônico no cinema, agrega valores

como criação e produção, o cinema “acontecendo”, por assim dizer. É o diretor quem dá a voz que antecede a cena, mas a Claquete demarca seu início, tanto sonora, quanto visualmente.

A questão visual perpassa toda uma convenção cultural, construída em

produções cinematográficas que assistimos diariamente. Ela surge diversas vezes, em propagandas, informativos de lançamentos ou nos próprios filmes. Às vezes passa despercebida, às vezes, é o foco inicial da tomada. De uma forma ou de outra, é incontestável dizer que ao vermos uma claquete, automaticamente lembramos de filmes.

A Revista dirige-se (do ponto de vista etário) ao público adolescente e jovens adultos, com

A Revista dirige-se (do ponto de vista etário) ao público adolescente e jovens adultos, com um rico acervo cultural no que diz respeito ao cinema e que buscam um conteúdo diferenciado sobre o universo cinematográfico, com um layout estilizado e curiosidade sobre filmes que marcaram épocas.

Para os idealizadores da Revista, a Claquete é produzida para um grupo de consumidores descontraído. Um leitor que poderá ser predominantemente urbano, mas aberto a diversas realidades.

Segundo pesquisas que antecederam a publicação, estima-se que o público da revista seja majoritariamente feminino. Cerca de 67% das pessoas que afirmaram ter interesse na publicação são mulheres.

O logotipo transcreve a ideia de clareza, simplicidade e dinamicidade da revista.
O logotipo transcreve a ideia de clareza, simplicidade e dinamicidade da revista.

O logotipo transcreve a ideia de clareza, simplicidade e dinamicidade da revista.

Com uma tipografia condensada e sem serifa e elementos simples, buscou-se uma interação entre o nome da revista e o objeto a que ela se refere. Tais detalhes expressam o quesito “clean” e estilizado da revista. A variação no tamanho e nas escalas de cores (que podem ser utilizadas para que interajam com a capa e seus elementos), expressam o quesito adaptável e descontraído.

elementos), expressam o quesito adaptável e descontraído. Para a composição da logo utilizei fios, tipo e

Para a composição da logo utilizei fios, tipo e uma forma retangular com duas pontas arredondadas. O nome da revista faz parte do próprio objeto, com o fio da mesma largura que a linha do desenho da claquete.

Fica preferencialmente na parte superior esquerda ou no centro da capa. Mas dependendo da edição e da disposição necessária para fazer uma boa composição, a posição poderá ser alterada.

A logo é utilizada, também, como elemento iconográfico, ao lado do rodapé. A cor na capa, foi escolhida com base no batom que utilizado na foto.

Fonte: Gill Sans MT Condensed (adaptada) Tamanho: 95 pt

A letra “Q” foi alterada. Na verdade, a letra utilizada é um O, com a adição de um traço de tamanho 4 pt, (mesma espessura da linha da claquete). A mudança foi feia para que prevalecesse a “limpeza” da composição. A letra original é assim:

da claquete). A mudança foi feia para que prevalecesse a “limpeza” da composição. A letra original
As chamadas de capa ficam, preferencialmente, na parte inferior da capa, mas a posição também

As chamadas de capa ficam, preferencialmente, na parte inferior da capa, mas a posição também pode ser alterada, tendo em vista, prioritariamente, a melhor posição para a composição.

Na primeira edição, as chamadas foram divididas em quatro colunas, apresentando quatro, das 5 seções da revista. Nessa edição, a capa traseira é uma continuação da capa 1, e apresenta uma entrada de texto com maiores informações sobre a matéria de capa.

de texto com maiores informações sobre a matéria de capa. O padrão (preferencial) será uma única

O padrão (preferencial) será uma única chamada, para a matéria de capa,

ou 5 chamadas, para cada uma das seções. Todas localizadas na parte inferior, com contraste de peso.

A capa da primeira edição foi produzida de uma maneira diferente para

atender as demandas técnicas (A fotografia utilizada) e por questões dinâmicas

(a primeira edição deveria ser diferente e trazer uma nova proposta).

edição deveria ser diferente e trazer uma nova proposta). Pretendeu-se criar uma capa que interagisse com

Pretendeu-se criar uma capa que interagisse com a temática da matéria de capa (duas mulheres), destacando as duas com composições individuais,

mas que se complementassem. A capa 2, então, também ganhou espaço para apresentar o conteúdo e informações extras.

Fonte Capa 1: Gotham Black Tamanho: 15 pt Fonte Capa 1: Gotham Book Tamanho: 13 pt

Fonte Capa 2 (superior): Gotham Black Tamanho: 21 pt Fonte Capa 2 (superior): Gotham Book Tamanho: 17 pt

Fonte Capa 2 (inferior): Gotham Black Tamanho: 15 pt Fonte Capa 2 (inferior): Gotham Book Tamanho: 13 pt

Fonte – Capa 2 (inferior): Gotham Book Tamanho: 13 pt Fica abaixo do logotipo, centraliza. A

Fica abaixo do logotipo, centraliza. A cor é a mesma utilizada na logo.

do logotipo, centraliza. A cor é a mesma utilizada na logo. F o n t e

Fonte: Gotham Black Tamanho: 21 pt Cor:

do logotipo, centraliza. A cor é a mesma utilizada na logo. F o n t e
A revista possui 5 seções. Cada matéria possui 4 páginas, exceto a matéria especial, que
A revista possui 5 seções. Cada matéria possui 4 páginas, exceto a matéria especial, que

A revista possui 5 seções. Cada matéria possui 4 páginas, exceto a matéria especial, que ganha duas.

4 páginas, exceto a matéria especial, que ganha duas. Matéria de entrada, apresenta assuntos gerais sobre

Matéria de entrada, apresenta assuntos gerais sobre o cinema, como filmes que marcaram época, diretores que revolucionaram a estética cinematográfica e comemorações.

Uma matéria por edição.

e comemorações. Uma matéria por edição. Traz filmes antigos, que podem ser favoritos, indicações

Traz filmes antigos, que podem ser favoritos, indicações de filmes não muito conhecidos, filmes que ganharam o óscar, ou que merecem ser assistidos por conta da estética diferenciada com que são produzidas as cenas.

Duas matérias por edição.

Uma personalidade especial dá uma entrevista exclusiva, geralmente atores, mas também podem ser diretores e

Uma personalidade especial dá uma entrevista exclusiva, geralmente atores, mas também podem ser diretores e produtores. Nessa seção os entrevistados falam sobre sua vida, carreira e temas polêmicos que circulam na sociedade.

Uma matéria por edição.

que circulam na sociedade. Uma matéria por edição. Apresenta desenhos e animações que se destacaram no

Apresenta desenhos e animações que se destacaram no cinema, tanto pela forma como foram produzidas quanto pelo enredo.

Uma matéria por edição.

produzidas quanto pelo enredo. Uma matéria por edição. Apresenta, traz críticas e resenha séries de canais

Apresenta, traz críticas e resenha séries de canais abertos, fechados ou plataformas online.

Duas séries por edição.

A tipografia empregada nos títulos de matérias e extras é dinâmica. São fixos os tipos
A tipografia empregada nos títulos de matérias e extras é dinâmica. São fixos os tipos

A tipografia empregada nos títulos de matérias e extras é dinâmica. São

fixos os tipos presente no corpo do Texto, título da revista, editorial, seções e

chamadas de capa.

título da revista, editorial, seções e chamadas de capa. A revista possui 5 seções: The Art,

A revista possui 5 seções: The Art, Retomada, Entrevista, Animação e

Séries.

A tipografia é sempre a mesma independente da edição. Porém o tamanho e a cor mudam, para se adaptar ao layout das matérias.

Fashion Fetish Small Caps (Nessa edição entre 42 e 100 pt)

Fashion Fetish Small Caps (Nessa edição entre 42 e 100 pt) Variam de acordo com a
Fashion Fetish Small Caps (Nessa edição entre 42 e 100 pt) Variam de acordo com a
Fashion Fetish Small Caps (Nessa edição entre 42 e 100 pt) Variam de acordo com a

Variam de acordo com a matéria, tanto os tipos, quanto sua disposição na página.

Tipos utilizados na 1ª edição

Spring Time Personal Use (in action) 36 pt Landmark (OTF) (O Fabuloso destino de Amelie) 28 pt Bromello (Cisne Negro) 120,079 pt

destino de Amelie) 28 pt Bromello (Cisne Negro) 120,079 pt Muller Narrow (How to get to

Muller Narrow (How to get to be a star) 64 pt Bernard MT Condensed (Stranger Things) 104 pt e 87 pt

Gagalin (Broad City) 64 pt A capitular é outro elemento que sempre está presente, independente

Gagalin (Broad City) 64 pt

Gagalin (Broad City) 64 pt A capitular é outro elemento que sempre está presente, independente da
Gagalin (Broad City) 64 pt A capitular é outro elemento que sempre está presente, independente da

A capitular é outro elemento que sempre está presente, independente da matéria. O tipo e a cor, contudo, mudam. Com relação ao tamanho, é preferível que ela ocupe quatro linhas, porém, não é uma regra rígida.

A tipografia da capitular é a mesma do título da matéria.

ela ocupe quatro linhas, porém, não é uma regra rígida. A tipografia da capitular é a
ela ocupe quatro linhas, porém, não é uma regra rígida. A tipografia da capitular é a
ela ocupe quatro linhas, porém, não é uma regra rígida. A tipografia da capitular é a
ela ocupe quatro linhas, porém, não é uma regra rígida. A tipografia da capitular é a

Gotham Light 10 pt

Entrelinha 12 pt

Gotham Light 10 pt Entrelinha 12 pt Ficam centralizadas. A tipografia e a cor correspondem a
Gotham Light 10 pt Entrelinha 12 pt Ficam centralizadas. A tipografia e a cor correspondem a

Ficam centralizadas. A tipografia e a cor correspondem a tipografia do título da matéria

e a cor correspondem a tipografia do título da matéria As legendas localizam-se abaixo das fotos.
e a cor correspondem a tipografia do título da matéria As legendas localizam-se abaixo das fotos.
e a cor correspondem a tipografia do título da matéria As legendas localizam-se abaixo das fotos.

As legendas localizam-se abaixo das fotos. - Gotham Black - Tamanho 8 pt. Os créditos ficam na lateral, de baixo para cima. -Gotham Light - Tamanho 8 pt. As assinaturas copiam o tipo e a cor do título da matéria.

As assinaturas copiam o tipo e a cor do título da matéria. No rodapé ficam o

No rodapé ficam o nome da seção, em Gotham Book, tamanho 13 e a página, em Gotham Black, tamanho 15.

O projeto gráfica visa sempre apresentar surpresas, e para isso, utiliza-se ricos recursos visuais, onde
O projeto gráfica visa sempre apresentar surpresas, e para isso, utiliza-se ricos recursos visuais, onde

O projeto gráfica visa sempre apresentar surpresas, e para isso, utiliza-se

ricos recursos visuais, onde predominam o uso de cores e imagens (fotografias

e ilustrações).

Explora-se o uso do espaço em branco e o texto interage com as imagens, tanto no que diz respeito ao espaço e a forma ocupada pela imagem, quanto as cores nela presentes, que geralmente são utilizadas no texto.

nela presentes, que geralmente são utilizadas no texto. O padrão para a manipulação do layout da

O padrão para a manipulação do layout da revista é de 3 colunas, porém,

a estrutura das matérias não está restrita a esse número, podendo apresentar layouts com diversos números de colunas.

A organização do Grid é composta prioritariamente por valas que separam as colunas. Quando usados,

A organização do Grid é composta prioritariamente por valas que separam as colunas. Quando usados, os fios aparecem geralmente na posição horizontal. Localizados na parte superior, onde separam o título da matéria/seção, do restante do conteúdo e interagem com imagens.

do restante do conteúdo e interagem com imagens. Outro elemento muito utilizado são as caixas que

Outro elemento muito utilizado são as caixas que se apresentam em vários momentos. Às vezes em destaque, às vezes como organizador básico.

utilizado são as caixas que se apresentam em vários momentos. Às vezes em destaque, às vezes
utilizado são as caixas que se apresentam em vários momentos. Às vezes em destaque, às vezes
O espelho exemplifica a organização e disposição da revista. Ela é dividida em capa, anúncios,

O espelho exemplifica a organização e disposição da revista. Ela é dividida em capa, anúncios, editorial, sumário e seções. Cada matéria possui quatro páginas, exceto é a seção especial, que ganha mais duas.

editorial, sumário e seções. Cada matéria possui quatro páginas, exceto é a seção especial, que ganha
Altura: 265mm Largura: 205mm O layout padrão possui margens de 12,7 mm em todas as
Altura: 265mm Largura: 205mm O layout padrão possui margens de 12,7 mm em todas as
Altura: 265mm Largura: 205mm O layout padrão possui margens de 12,7 mm em todas as
Altura: 265mm Largura: 205mm O layout padrão possui margens de 12,7 mm em todas as

Altura: 265mm

Largura: 205mm

O layout padrão possui margens de 12,7 mm em todas as extremidades. Não sendo obrigatoriamente seguidas na composição do layout.

A medianiz padrão da Revista é 4,233, porém, ela varia de acordo o número e

A medianiz padrão da Revista é 4,233, porém, ela varia de acordo o

número e tamanho de colunas. A aplicação desse tamanho de medianiz se dá,

geralmente, quando a matéria se dá em 3 colunas, e essas colunas possuem poucas linhas.

se dá em 3 colunas, e essas colunas possuem poucas linhas. Número de páginas: 40 Sangria:

Número de páginas: 40

Sangria: 3mm

Orientação: Vertical

Número de páginas: 40 Sangria: 3mm Orientação: Vertical A Claquete não possui uma paleta de cores

A Claquete não possui uma paleta de cores definida, já que se apropria

das cores predominantes nos filmes e séries apresentados. Entretanto, existe uma linha predominante.

As cores para títulos geralmente são mais vibrantes. As que percorrem o layout, ao fundo, são majoritariamente, em tons pastéis.

Nesta edição, predomina a seguinte paleta de cores.

o layout, ao fundo, são majoritariamente, em tons pastéis. Nesta edição, predomina a seguinte paleta de
o layout, ao fundo, são majoritariamente, em tons pastéis. Nesta edição, predomina a seguinte paleta de
o layout, ao fundo, são majoritariamente, em tons pastéis. Nesta edição, predomina a seguinte paleta de
o layout, ao fundo, são majoritariamente, em tons pastéis. Nesta edição, predomina a seguinte paleta de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de
A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de

A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de cada seção.

A logo é utilizada como elemento iconográfico, ao lado do rodapé, apropriando-se da cor de cada
ALI, Fátima. A Arte de Editar Revistas. Companhia Editora Nacional, 2009.

ALI, Fátima. A Arte de Editar Revistas. Companhia Editora Nacional, 2009.

ALI, Fátima. A Arte de Editar Revistas. Companhia Editora Nacional, 2009.
ALI, Fátima. A Arte de Editar Revistas. Companhia Editora Nacional, 2009.