Você está na página 1de 1

Consequncias dos castigos fsicos e morais:

- Consequncias fsicas: mastoidites de origem traumtica, fadiga de certos


msculos por ficar longo tempo em p...
- Consequncias psicolgicas:
- Imediata: sentimentos de vergonha e revoltas;
- Mediata: resistncia passiva, secreta e declarada, clera, furor, dio, sede
de vingana, sadismo de um lado, dissimulao, hipocrisia atitudes dissimuladas e
humildes, medos mrbidos, ideias de morte e masoquismo do outro.

Condies desfavorveis do ambiente familiar: como pauperismo, restrio


alimentar, promiscuidade.

, principalmente, na escola, que o comportamento considerado desajustado vai se


manifestar com mais veemncia, alm da dificuldade de aprendizagem, pouca
concentrao e memria deficitria, como forma de denunciar que algo no vai bem:

- agressividade apresentada na escola: pode ser consequncia imediata dos


castigos fsicos sofridos em casa, unido a outras condies desfavorveis do
ambiente familiar.
Para freudianos: a revolta apresentada pela criana contra o pai e autoridade
em geral acontece por causa do complexo de dipo.
Para adlerianos: quando a criana est sujeita a uma disciplina muito rgida e
autoritria, decide pelo caminho do desvio, escapando em subterfgios, com
mentiras, furtos, ou tendo um comportamento agressivo, buscando supercompensar
o seu sentimento de inferioridade. Os adlerianos detectam na criana odiada uma
srie de problemas, sendo o pai sinnimo de regras, leis, interdies e punies.
Sua fora e poder so obstculos contra os quais se quebra o impulso da criana.
Da, sua raiva e seu ressentimento.
A agresso est sempre ligada a componentes sexuais: comprovado pelo
uso de palavras obscenas e de significado simblico de agresso. Desta forma, a
pronncia das palavras obscenas canalizaria os impulsos sdicos da libido oral, pois
a palavra, no psiquismo infantil, estaria ligada ao, ou em outras palavras, ao
realismo nominal do primitivo, selvagens.

- comportamento sexual desajustado: criana abandonada moralmente,


provenientes de lares desajustados, convivncia com m vizinhana.