Você está na página 1de 4

Adoração

Adoração é um ato de amar de modo intenso, imenso ou apaixonado alguma coisa, não necesitando
que tenha que ser ligado a uma devoção religiosa geralmente dirigido a uma divindade. Este termo pode
ser interpretado como respeito, reverência, forte admiração ou devoção em relação a determinada
pessoa, lugar ou coisa. [1].

O que é Louvor:

Louvor é o ato de enaltecer e glorificar algo ou alguma coisa; exaltar a ação de alguém ou de uma
divindade.

O uso da palavra "louvor" pode ser empregado em frases que representam situações de glória ou
orgulho ao cumprir e realizar determinada tarefa ou ação. Exemplo: "O menino foi aprovado com louvor
na prova de matemática", ou seja, o menino foi aprovado com distinção, glória e honra no exame que
prestou.

A mais bela oração é a de louvar a Deus, pelo que Ele é; sua grandeza infinita, seu poder absoluto e seu
amor sem limites. A Igreja nos ensina que na eternidade louvaremos a Deus sem cessar. Então, a vida
eterna consiste em “conhecer” e “louvar” a Deus.

Não é possível louvar a Deus sem conhece-Lo, Mas este conhecimento de Deus não é apenas teológico,
intelectual, mas principalmente pela comunhão e participação de sua vida divina.

Ao contemplar a grandeza ou a beleza de suas obras, todas feitas para nós, com amor, sabedoria e
perfeição, nosso coração exulta e nossos lábios devem cantar como o salmista. Os 150 salmos são a
expressão de um coração apaixonado pelo seu Deus, e que exprime em prosas, versos, canções, gritos e
júbilo, toda a sua alegria e todo o seu amor ao criador, e nele se abandona na alegria e na dor.

Assim o louvor é a expressão primeira e necessária de todo aquele que crê e que ama a deus. O salmista
quer que tudo e todos, sem cessar, em todo o tempo e lugar, cantem as glorias do Senhor. O último dos
salmos expressa essa “explosão” de louvor:
“Louvai o Senhor em seu santuário,

Louvai em seu majestoso firmamento.

Louvai-o por suas obras maravilhosas,

Louvai-o por sua majestade infinita.

Louvai-o ao som da trombeta,

Louvai-o com a lira e a cítara.

Louvai-o com tímpano e danças,

Louvai-o com a harpa e a flauta.

Louvai-o com símbolos sonoros,

Louvai-o com símbolos retumbantes.

Tudo o que respira louve o Senhor” (Sl 150)

È maravilhoso esse “tudo o que respira louve o Senhor!”

Santo Agostinho dizia que: “ Nossa meditação é uma espécie de treino no louvor do Senhor. Se a
felicidade da vida futura consiste em louvar a Deus, como poderemos louva-lo se não fomos treinados?
Louva e bendiz ao Senhor todos e em cada um dos teus dias para que quando venha esse dia sem fim,
possas passar de um louvor ao outro sem esforço.”

Como não podemos passar o dia em louvor, apenas com os lábios, por causa das atividades, Deus nos
deu uma outra maneira de louva-lo: cumprindo bem a sua vontade em tudo o que devemos fazer. Assim
tudo será dirigido para a Sua glória.

“Tudo o que fizeres, faze-o bem e terás louvado a Deus” (Sto Agostinho). De nada vale louvar a Deus
com os lábios e ser um preguiçoso, relapso nos serviços do seu estado, ou displicente na sua profissão.
Pouco vale louvar a Deus com os lábios se não o louvar com a vida.

Adoração
Está bem claro na Bíblia que Deus está à procura de verdadeiros adoradores. Disto todos nós sabemos.

Quando alguém se preocupa em adorar a Deus tudo começa a se transformar em sua vida.

Nestes dias estamos ministrando na Escola Bíblica Dominical da IECP sede a respeito do mover de Deus
na adoração. Não dá para escrever tudo que ministramos, mas será um prazer compartilhar com você
um pouco da verdade bíblica sobre a adoração.

Está bem claro na Bíblia que Deus está à procura de verdadeiros adoradores. Disto todos nós sabemos.

Quando alguém se preocupa em adorar a Deus tudo começa a se transformar em sua vida.

Nestes dias estamos ministrando na Escola Bíblica Dominical da IECP sede a respeito do mover de Deus
na adoração. Não dá para escrever tudo que ministramos, mas será um prazer compartilhar com você
um pouco da verdade bíblica sobre a adoração.

Está bem claro na Bíblia que Deus está à procura de verdadeiros adoradores. Disto todos nós sabemos.

Quando alguém se preocupa em adorar a Deus tudo começa a se transformar em sua vida.

Nestes dias estamos ministrando na Escola Bíblica Dominical da IECP sede a respeito do mover de Deus
na adoração. Não dá para escrever tudo que ministramos, mas será um prazer compartilhar com você
um pouco da verdade bíblica sobre a adoração.

Naquele ambiente onde Deus estava sendo exaltado e glorificado o profeta começa a olhar para si
mesmo e enxergar a sua real situação diante de Deus.

Em meio a um momento de adoração passamos a ver o Senhor. Não podemos ver seu lindo rosto, mas
podemos perceber Sua gloriosa presença. Passamos a sentir sua graça e Sua alegria. Começamos a
desejá-lo mesmo sem nunca ter visto.

Depois aprendemos que, na presença de Deus, passamos a ver nosso próprio estado ou nível espiritual.
Deus mostra quem nós somos em meio a adoração. Mas não parou por aí. Isaías também foi purificado
por Deus.

A presença de Deus na adoração nos libera para os seus propósitos. Deus não está apenas preocupado
em nos enviar. Ele quer nos preparar antes de enviar.
Deus está mais preocupado com aquilo que somos do que com aquilo que fazemos.

Talvez você não esteja entendendo o que está acontecendo na tua vida, mas com certeza Deus está te
preparando antes de te enviar. A massa de um pão só pode sair do forno depois de pronto.

O pão jamais ficará pronto sem que o forno esteja muito quente. Nós somos transformados para fazer a
vontade de Deus.

Depois de ser purificado Isaías ouve a voz de Deus e depois é enviado.

Para terminar vamos rever os quatro passos deste protocolo celestial que a Bíblia nos ensina através de
Isaías 6:

*Isaías vê o Senhor.

*Isaías vê a si mesmo e é purificado.

*Isaías ouve a voz de Deus.

*Isaías é enviado

Podemos concluir que a presença de Deus na adoração nos libera para os seus propósitos.

Deus abençoe